BAD CIVILSOCIETY“A MÁ SOCIEDADE CIVIL”   UFSC / CFH / PPGSPCHAMBERS, Simone.             PEREZ, Felipe.KOPSTEIN, Jeffrey. ...
Grupos que promovem                 benefícios da sociedade civil                 somente aos seus membros.               ...
Os membros são levados a deixar os seuspróprios interesses em favor do grupo
Os acontecimentos envolvendo a              World Church of the Creator direcionaram as atenções               para grupos...
Mesmo que não se acredite numa invasão porestes grupos, não se dá a devida atenção;                       Um dos motivos p...
Individualismo atomístico                               elimina os             destrói o                               com...
Individualismo   Participação    Egoísta      AssociativaMas, o que é melhor?
Embora seja uma questão resolvida em   democracias estáveis, não é tão clara no                    caso do totalitarismo.A...
Jogando Boliche com FarrakhanA economia do ódioUma questão de contençãoUma questão de liberdade de associaçãoUm problema i...
Putnam identificou o declínio do capital social.  • Mas qual a importância disso para fortalecer a democracia  • Por que j...
Civilidade particularista                            Contém todos os                            benefícios associados    E...
“A sociedade civil é vista como um antídoto contra a anomia, apatia e  isolamento. O que defendemos é que essa perspectiva...
Sabemos que inferir comportamento político a partir da situação  econômica é sempre um esforço perigoso, contudo, a evidên...
Isto não significa que as privações sejam a única causa daascensão do nazismo; mas se pode afirmar com segurança   que o n...
Skinheads e outros grupos da direita radical, apoiados por partidos de extrema direita, são formados por indivíduos       ...
Não somente os desempregados, mas também os indivíduos com   baixos salários são os que mais se associam a grupos de ódio....
As pesquisas que estabelecem conexões entre o desemprego e a másociedade civil não são trazem implicações puramente materi...
Não se trata de um rígido argumento materialistade que o efeito de todas as ideias são produzidos    por condições materia...
Nancy Rosemblum sugere que grupos de ódio,       organizações paramilitares e milícias cumprem        uma importante funçã...
1. Estes grupos detém a violência, apenas enquanto detém   a violência: em alguns momentos promovem, organizam   e executa...
Uma questão natural e óbvia em relação à “má    sociedade civil” é:Quando se justifica que oEstado limite o direito delivr...
Benefícios da                   liberdade de                    associação   Benefícios da    igualdade de   oportunidades...
As respostas a estas questões podem nos    encaminhar para um espinhoso dilema ético.    Mas também podem nos afastar de o...
A “má sociedade civil pode se mitigada através do pluralismo.  Devemos promover uma sociedade que seja diversificada e    ...
Uma questão central é saber como as relações associativas podem modelar as disposições necessárias para manter uma saudáve...
Sabemos que isto é incompatível com o                totalitarismo.           mas... e se fosse compatível?A tradição islâ...
Além disso, vemos um intenso debate sobre como o Estado              pode moldar a sociedade civil.  A maior ameaça para a...
Ódio é mais   Apatia é mais   devastador e pode   generalizada     crescer a níveis                     ameaçadoresApatia ...
As lições aprendidas na vida associativa não são  transferidas diretamente para a vida política.                    Os mem...
A “má sociedade civil” é realmente um problema da democracia.             É um problema de ter eficácia e voz.Tanto republ...
Atribuem a sensação de descontentamento à perda           do sentimento de pertença. Como cura, prescrevem um a vida assoc...
Atribuem a sensação de descontentamento à   falta de eficácia política. O “mal-estar” damodernidade está ligado à perda de...
A quem os cidadãos recorrem quando suas      necessidades não são atendidas?Uma questão de eficácia
A quem os cidadãos recorrem quando suas      necessidades não são atendidas?  Os teóricos da democracia deliberativa estão...
A quem os cidadãos recorrem quando suas       necessidades não são atendidas?  Os teóricos da democracia deliberativa estã...
Estudos de Sheri Berman sobre a República de Weimar:...em vez de responder às demandas da população cada vez mais mobiliza...
O argumento aqui não é que uma vibrante eeficiente esfera pública transformará, magicamente,          racistas em democrat...
Sempre haverá um certo número de pessoas que rejeitam os princípios essenciais da democracia.Estas são as pessoas que pode...
Há um risco de estreitar o foco para o design dasinstituições, deixando em segundo plano a questãoda insegurança econômica...
Embora os habermasianos reconheçam que o Estado cria condições para uma esfera pública esociedade civil saudáveis, desconf...
Habermas afirma que cabe aos participantes  elaborar os detalhes de um sistema de justiça.  Isto leva a um círculo que imp...
“Nós não temos uma solução mágica para o problema, mas estamos convencidos de que estanão é uma razão para parar de falar ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Bad Civil Society

516 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
516
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
66
Actions
Shares
0
Downloads
7
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Bad Civil Society

  1. 1. BAD CIVILSOCIETY“A MÁ SOCIEDADE CIVIL” UFSC / CFH / PPGSPCHAMBERS, Simone. PEREZ, Felipe.KOPSTEIN, Jeffrey. FRAINER, Jean.
  2. 2. Grupos que promovem benefícios da sociedade civil somente aos seus membros. E criam um sentimento de oposição aos indivíduos externos ao grupo.World Church of the Creator
  3. 3. Os membros são levados a deixar os seuspróprios interesses em favor do grupo
  4. 4. Os acontecimentos envolvendo a World Church of the Creator direcionaram as atenções para grupos que promovem um “mau capital social”A atuação destes grupos nos faz repensar o conceito de sociedade civil. Grupos de ódio
  5. 5. Mesmo que não se acredite numa invasão porestes grupos, não se dá a devida atenção; Um dos motivos para a falta de interesse pode estar, justamente, na gênese do conceito de Sociedade Civil Há concordância que o fim da vida associativa representaria o fim da Os conceitos divergem democracia sobre como a sociedade civil melhora a democracia A atuação da Má Sociedade Civil
  6. 6. Individualismo atomístico elimina os destrói o comportamentos, potencial Isolamento totalitarista a disposição democrático e o interesse por forçar os necessários à cidadãos por cooperação pela meio do medo democracia do EstadoEm ambos os casos a sociedade sofre os efeitosdebilitantes da despolitização que sãodevastadores para a democracia. Ameças à democracia
  7. 7. Individualismo Participação Egoísta AssociativaMas, o que é melhor?
  8. 8. Embora seja uma questão resolvida em democracias estáveis, não é tão clara no caso do totalitarismo.A distinção mais importante,portanto, não é entre o isolamentoe a participação mas entre os diferentes tipos de participação. Que Sociedade Civil promove democracia?
  9. 9. Jogando Boliche com FarrakhanA economia do ódioUma questão de contençãoUma questão de liberdade de associaçãoUm problema interno da sociedade civilUma questão de eficiência democrática
  10. 10. Putnam identificou o declínio do capital social. • Mas qual a importância disso para fortalecer a democracia • Por que jogar boliche em uma liga pode fortalecer, e não minar, a democracia? Isso depende de quem cria a liga e de que tipo de crenças são reforçadas nas relações entre os jogos Uma “liga branca” de basquete não criaria o mesmo tipo de capital social que uma liga mista. “Entre seus membros a Ku Klux Klan pode cultivar a solidariedade e a confinaça (...) mas as premissasE daí? associativas destes laços são o ódio e a difamação...”
  11. 11. Civilidade particularista Contém todos os benefícios associados Extende os benefícios Civilidade democrática à participação: alcançados por meio confiança, civismo, da participação a auto-sacrifício, mas todos os cidadãos, somente entre os independentemente de membros de um grupo sua filiação ao grupo particularTipos de participação
  12. 12. “A sociedade civil é vista como um antídoto contra a anomia, apatia e isolamento. O que defendemos é que essa perspectiva não consegue ver que às vezes a cura é pior que a doença.”• Putnam reconhece falhas na teoria, mas não são suficientes para corrigir os problemas;• Admite que o CS pode ser direcionado para o mau; mas não identifica como as consequencias positivas podem ser maximizadas e as negativas minimizadas;• Apresenta as distinções entre CS Bridging e CS Bonding: • Bonding tende a reforçar identidades e grupos homogêneos; • Bridging envolve fazer conexões entre distinções sociais, étnicas e políticas Mas estas distinções não são capazes de separar o bom capital social do mau capital socialPutnam não viu tudo...
  13. 13. Sabemos que inferir comportamento político a partir da situação econômica é sempre um esforço perigoso, contudo, a evidência do nazismo é bastante convincente. Recentes estudos sobre o nazismo, com milhares de registros individuais indicam que a decisão de aderir ao movimento estava diretamente relacionada a privações materiais concretas dos envolvidos, e a propostas para sua melhoria apresentadas pelo programa nazista. A ameaça da mobilidade descendente é, muitas vezes,suficiente para mover um segmento crescente da população em direção a movimentos extremistasO papel das desigualdades
  14. 14. Isto não significa que as privações sejam a única causa daascensão do nazismo; mas se pode afirmar com segurança que o núcleo dos membros nazistas tinha origem nas regiões e ocupações mais severamente afetadas pelas dificuldades econômicas. Isso significa que nem todos os membros aderiram ao nazismo por uma questão ideológica.O papel das desigualdades
  15. 15. Skinheads e outros grupos da direita radical, apoiados por partidos de extrema direita, são formados por indivíduos oriundos dos subúrbios industriais.Os grupos comunistas são formados por descendentes de eleitores idosos, comunidades rurais empobrecidas e industriários desempregados. A crise da globalização pós-comunista ofereceu combustível aos movimentos antiliberais.Má Sociedade Civilna Rússia
  16. 16. Não somente os desempregados, mas também os indivíduos com baixos salários são os que mais se associam a grupos de ódio. IMPORTANTE Mesmo que o desemprego seja uma causa necessária para apoiar movimentos extremistas, certamente não é a única causa para isso.Em sociedades onde as pessoas definem sua auto-estima com base nossalários e na estabilidade financeira a “descendência social” concorre para direcioná-las a grupos extremistasNão só os desempregados...
  17. 17. As pesquisas que estabelecem conexões entre o desemprego e a másociedade civil não são trazem implicações puramente materialistas. No lugar de descartar as pesquisas sobre as causas da “má sociedade civil” como se estas fossem indeterminadas, recuando para uma explicação confusa de anomia, os teóricos podem contribuir aclarando a etiologia da associação em grupo e analisando o bom e o mau capital social. Ambos os processos – de deslocamento socioeconômico e anomia, podem agir simultaneamente.Nem só o desemprego...
  18. 18. Não se trata de um rígido argumento materialistade que o efeito de todas as ideias são produzidos por condições materiais. Mas trata-se de argumentar que as discussões sobre como promover e inculcar os valores necessários àdemocracia liberal precisam dar mais atenção à relação entre condições materiais e ideias.Para deixar bem claro...
  19. 19. Nancy Rosemblum sugere que grupos de ódio, organizações paramilitares e milícias cumprem uma importante função na sociedade liberal: Nenhuma destas organizações são escolas de virtudes cívicas. Mas elas servem ao propósito da contenção. Elas podem promover válvulas de escape. Associações podem delimitar exibições de ódio e surtos hostis de inveja.Serão uma saída?
  20. 20. 1. Estes grupos detém a violência, apenas enquanto detém a violência: em alguns momentos promovem, organizam e executam a violência;2. Os grupos detém a violência, mas (talvez) não detenham o ódio: mantém o ódio dentro do limite legal, mas não do limite desejável;3. Não está claro como isto poderia ser analisado empiricamente.3 considerações:
  21. 21. Uma questão natural e óbvia em relação à “má sociedade civil” é:Quando se justifica que oEstado limite o direito delivre associação em prolda promoção dos valores da democracia liberal?O que fazer?
  22. 22. Benefícios da liberdade de associação Benefícios da igualdade de oportunidadesO que fazer?
  23. 23. As respostas a estas questões podem nos encaminhar para um espinhoso dilema ético. Mas também podem nos afastar de outras questões.Com um foco legalista, pode parecer que resolvendo a questão dainterferência ou não interferência, teremos resolvido o caso da “má sociedade civil A “má sociedade civil pode se mitigada através do pluralismo. Devemos promover uma sociedade que seja diversificada e variadaO que fazer?
  24. 24. A “má sociedade civil pode se mitigada através do pluralismo. Devemos promover uma sociedade que seja diversificada e variadaDesta forma, cidadãos poderão se unir mesclando diferentesposições sociais, etnias e raças, evitando o ódio e o racismo.O que fazer?
  25. 25. Uma questão central é saber como as relações associativas podem modelar as disposições necessárias para manter uma saudável democracia liberal.Tolerância, respeito, cooperação, interesse por bens comuns, autonomia, competências comunicativas e deliberativas, conhecimento, industrialização, espírito público...Como fazer?
  26. 26. Sabemos que isto é incompatível com o totalitarismo. mas... e se fosse compatível?A tradição islâmica também está desenvolvendo sua própria concepção de sociedade civil, que é significativamente diferente de uma concepção liberal.Outros modos...
  27. 27. Além disso, vemos um intenso debate sobre como o Estado pode moldar a sociedade civil. A maior ameaça para as crianças na sociedade liberalmoderna não é que elas acreditem muito profundamente em algumas coisas, mas que elas não acreditem em nada profundamente. Isto é mesmo um problema nas democracias liberais? Apatia ou ódio?O papel do Estado
  28. 28. Ódio é mais Apatia é mais devastador e pode generalizada crescer a níveis ameaçadoresApatia ou Ódio?
  29. 29. As lições aprendidas na vida associativa não são transferidas diretamente para a vida política. Os membros da Church of the World Creator aprenderam cooperação e confiança, mas isso não significa que eles se tornaram cidadãos cooperativos e confiáveis (ou confiantes).As lições
  30. 30. A “má sociedade civil” é realmente um problema da democracia. É um problema de ter eficácia e voz.Tanto republicanos quanto democratas estão interessados no chamado “projeto formativo”: como as instituições, as estruturas sociais e as forças econômicas moldam identidades, afetam a formação de interesses e influenciam a orientação de valores. Ambas as abordagens identificam um descontentamento generalizado por parte do ator social.Um problema intrínseco
  31. 31. Atribuem a sensação de descontentamento à perda do sentimento de pertença. Como cura, prescrevem um a vida associativa intensa.Comunitaristas /Republicanos
  32. 32. Atribuem a sensação de descontentamento à falta de eficácia política. O “mal-estar” damodernidade está ligado à perda de controle sobre a própria vida e as condições que determinam as chances de cada um. A cura é uma esfera pública acessível e eficaz.Democratasdeliberativos
  33. 33. A quem os cidadãos recorrem quando suas necessidades não são atendidas?Uma questão de eficácia
  34. 34. A quem os cidadãos recorrem quando suas necessidades não são atendidas? Os teóricos da democracia deliberativa estão interessados na apatia e passividade... Mas há outras saídas...Uma questão de eficácia
  35. 35. A quem os cidadãos recorrem quando suas necessidades não são atendidas? Os teóricos da democracia deliberativa estão interessados na apatia e passividade... Mas há outras saídas...Muitos cidadãos insatisfeitos irão procurar gruposque parecem oferecer uma solução, mas oferecem bodes expiatórios.Uma questão de eficácia
  36. 36. Estudos de Sheri Berman sobre a República de Weimar:...em vez de responder às demandas da população cada vez mais mobilizada, as estruturas políticasdo país obstruíram a participação significativa na vida pública. Como resultado, as energias doscidadãos e os interesses privados foram desviadospara atividades associativas, que geralmente eram organizadas no interior de grupos coesos, e não extrapolando estes grupos...Evidências empíricas
  37. 37. O argumento aqui não é que uma vibrante eeficiente esfera pública transformará, magicamente, racistas em democratas liberais... Não se trata de reeducação cívica!Também não significa que a exposição pública dosentimento antidemocrático deve ser incentivada para que não infecte as associações privadas...Não, não é isso...
  38. 38. Sempre haverá um certo número de pessoas que rejeitam os princípios essenciais da democracia.Estas são as pessoas que poderão ser convencidas que judeus, imigrantes, afrodescendentes, oucroatas são culpados, ou que a democracia liberal como um todo é culpada pela situação deles.É mais assim...
  39. 39. Há um risco de estreitar o foco para o design dasinstituições, deixando em segundo plano a questãoda insegurança econômica, causadora da frustração.A versão habermasiana da democracia deliberativa está propensa a este problema por duas razões:1. A primeira é ligada à importante distinção entre o sistema e o mundo da vida; 2. A segunda refere-se ao seu procedimentalismo rigoroso.Um cuidado
  40. 40. Embora os habermasianos reconheçam que o Estado cria condições para uma esfera pública esociedade civil saudáveis, desconfiam do Estado. Estado é sistema, e opera na lógica do poder!A distinção sistema / mundo da vida pode dar a impressão de que a auto-organização dosindivíduos é sempre positiva. A tendência é ver ameaças à democracia apenas na forma de impedimentos à auto organização.Sistema / Mundo da vida
  41. 41. Habermas afirma que cabe aos participantes elaborar os detalhes de um sistema de justiça. Isto leva a um círculo que impede a solução.Como criar, democraticamente, as condições para uma democracia saudável e autêntica?O que acontece quando o ressentimento originadodas desigualdades prejudicam a democracia, mas não há vontade democrática para abordar estas desigualdades?Procedimentalismo
  42. 42. “Nós não temos uma solução mágica para o problema, mas estamos convencidos de que estanão é uma razão para parar de falar sobre a políticade insegurança econômica ou desistir dos Estados como atores efetivos na luta contra a injustiça social.” CHAMBERS, Simone. KOPSTEIN, Jeffrey.Há saída?

×