Projeto de pesquisa

1,489 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,489
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
294
Actions
Shares
0
Downloads
15
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Projeto de pesquisa

  1. 1. 08/03/2013 Projeto de pesquisa Fases METODOLOGIA DA Classificações PESQUISA Formatação gráfica Roteiro do trabalho final (projeto) Profª. MsC Daniela CâncioProjeto de pesquisa Definição O que é projeto? “[...] projeto, documento que explicita as Para que serve? ações a serem desenvolvidas ao longo do processo de pesquisa.” Quando acontece? (GIL, 2002 apud MATHIAS-PEREIRA, 2007, p. 41) 1
  2. 2. 08/03/2013FASES FASES – 1 TEMA1. Definição do tema O que pretendo estudar?2. Formulação do problema3. Construção de hipóteses4. Justificativa do estudo Assunto-tema5. Objetivos (geral e específicos)6. Revisão da literatura7. Definição da metodologia (tipo de pesquisa, amostragem, coleta e Ex.: levantamento de dados, análise e interpretação de resultados, dentre outros procedimentos) Assunto: Educação8. Previsão de recursos (financeiros, humanos, físicos e materiais) Tema: A educação da mulher: a perpetuação da9. Cronograma de execução injustiça. FASES – 2 Formulação doFASES – 1 TEMA problema Observações na hora de escolher o tema: Seja na linha de pesquisa ao qual o programa está vinculado; “O problema é o coração da pesquisa” Com o qual você tenha afinidade, acesso as (CÂNCIO, 2009) informações e seja relevante; e Que haja tempo e bibliografia disponíveis. 2
  3. 3. 08/03/2013FASES – 2 Formulação do FASES – 2 Formulação doproblema problema “Questão central que o estudo busca Dicas: responder [...] pergunta formulada de tal Deve ser formulado como pergunta; maneira que orientará a investigação dimensão viável; científica e cuja solução representará uma relevante; ampliação dos nossos conhecimentos que seja de seu interesse; sobre o tema que lhe deu origem ” claro; e (MATHIAS-PEREIRA, 2007, p. 62, grifo nosso) preciso FASES – 3 Construção de Hipóteses Ex.: “Uma vez formulado o problema, é Assunto: Educação proposta uma resposta provável e Tema: A educação da mulher: a perpetuação da provisória (hipótese), que seria o que ele injustiça. acha plausível como solução do Problema: A mulher é tratada com submissão pela sociedade? problema” (MATHIAS-PEREIRA, 2007, p. 64, grifo nosso) 3
  4. 4. 08/03/2013FASES – 3 Construção de Hipóteses Ex: Para Gil(1991) a formulação de hipóteses Assunto: Educação podem-se usar as seguintes fontes: Tema: A educação da mulher: a perpetuação da injustiça. Problema: A mulher é tratada com submissão Observação; pela sociedade? Resultados de outras pesquisas; Hipótese: A sociedade patriarcal, representada Teorias; pela força masculina, exclui as mulheres dos intuição. processos decisórios. JustificativaFASES – 4 Justificativa do estudo Fazendo um retrocesso histórico a tempos não longínquos, no que concerne a produção de flores na Bahia, verificou se que em 2001 foi criado o Comitê Baiano de Floricultura e Plantas Ornamentais, integrado pelas associações de produtores, secretarias estaduais, Sebrae, instituições financeiras e de pesquisas. Em 2002 foi fundada a Associação Baiana de Produtores de Flores e Plantas Ornamentais (Asbaflor), com a missão de congregar produtores independentes, associações e empresas produtoras de todo o estado da Bahia. Em 2004, foi inaugurado o Centro de Comercialização de Flores do Ogunjá, montado pela Secretaria da Agricultura (Seagri) com 80 m², contando com uma câmara fria, a ser utilizada por produtores individuais ou associações ligadas à Asbaflor. Redigir texto onde você explica o porquê A produção de flores tropicais pode ser encontrada no Litoral Norte, Litoral Sul do Grande Recôncavo, Chapada Diamantina, Piemonte da Diamantina, Sudoeste da Bahia, no Planalto, Litoral Sul da Mata Atlântica, e Sertão. Em Amélia Rodrigues, no Litoral Norte, a área cultivada com espécies tropicais alcança cerca de 15 ha, congregados da realização da pesquisa, procurando na Associação de Floricultores de Amélia Rodrigues (Tropflor), destinando a produção aos mercados de Salvador e Feira de Santana. A partir do programa Flores da Bahia, numerosos pequenos produtores reunidos em associações e cooperativas identificar as razões da preferência pelo passaram a explorar a atividade. Os lotes são predominantemente de 300 m² para cada família. Atualmente, estima-se que a área total cultivada alcance 13 ha, produzindo tango, crisântemos, gladíolo (palma-de-Santa- Rita), rosas, copo de leite, folhagens e vasos com amarilis, mini rosa, vinca, impatiens, lírio,begônia, gérbera, tema escolhido e sua importância em petúnia, cravinia e sálvia. O mercado de destino é constituído por Salvador, Feira de Santana, Jequié, Vitória da Conquista, Lauro de Freitas, Alagoinhas, Milagres e Jaguaquara, no estado da Bahia. (BRAINER e OLIVEIRA, 2006, p. 5). relação a outros temas. Como pôde ser visto, esta atividade é recente na região. Principalmente sua organização enquanto atividade econômica e empresarial. Com farta mão-de-obra sem qualificação, produto de alta perecibilidade, Assim, a escolha deste tema deu-se em função da relevância que a atividade de Cultivo de Flores Tropicais apresentou nos últimos anos, com crescentes índices de produção na região do Litoral Norte do Estado da Bahia, com especial estaque ao município de Amélia Rodrigues (o qual será objeto desta analise). A cadeia produtiva de flores da Bahia movimenta hoje cerca de R$ 22 milhões por ano. No Estado a produção de flores nos projetos apoiados pelo Sebrae/BA está em 179 hectares divididos em flores subtropicais, como Rosas, Crisântemos, Gérberas, Copo de Leite e Gladíolus nos municípios de Maracás, Vitória da Conquista, Mucugê, Morro do Chapéu, Bonito e Jenipapo, e as flores tropicais, como as (Helicônias, Alpinias, Costus, Musa Coccinea, Etlingera (bastão), Tapeinochilos e Ananás nos municípios de Ilhéus, Cruz das Almas e Amélia Rodrigues. (EMEDIATO, 2010, grifo nosso). Além de se apresentar como nova alternativa econômica para a região, justifica esta pesquisa o fato de serem poucos (quase inexistentes) os estudos específicos da área escolhida, que conta com 20 unidades produtoras de flores tropicais, atualmente cooperativadas. A afinidade deste estudioso com o tema em questão também foram levados em consideração para escolha deste assunto. 4
  5. 5. 08/03/2013FASES – 5 Objetivos FASES – 5 Objetivos Devem ser divididos em objetivos:Indica claramente o que você deseja fazer. Geral Onde quer chegar com sua pesquisa. Específicos Os enunciados devem começar com um verbo no infinitivo e sendo uma ação passível de mensurar.FASES – 5 Objetivos FASES – 5 Objetivos Objetivo Geral: Objetivos específicos: Reflete visão geral do tema. Função intermediária e instrumental, Vincula-se diretamente à própria significação permitindo, de um lado atingir o objetivo geral da idéia proposta pelo projeto. e, de outro, aplicá-lo em situações particulares. 5
  6. 6. 08/03/2013Ex.: FASES – 6 Revisão de Literatura Assunto: Educação Tema: A educação da mulher: a perpetuação da injustiça. Problema: A mulher é tratada com submissão pela sociedade? “[...] fundamentação teórica que será Hipótese: A sociedade patriarcal, representada pela força masculina, exclui as mulheres dos processos decisórios. adotada para tratar do tema e do Objetivos: problema da pesquisa.[...] resultará do Geral: Analisar as conseqüências dos impactos psicológicos trazidos levantamento e análise do que já foi para mulher, em função de sua exclusão dos processos decisórios, como reflexo da educação de uma sociedade patriarcal. publicado [...] preocupa-se em fazer a citação dos autores” Específicos: (MATHIAS-PEREIRA, 2007, p. 68) Levantar quais os danos psicológicos (patologias, distúrbios, dentre outros) que apresentam estas mulheres; Apresentar os processos decisórios dos quais as mulheres se sentem excluídas.Exemplo para pesquisa sobre educação infantil (retirado do siterecanto das letras). Meramente ilustrativo.Ressalta-se que os sistemas de chamada estão com erros e uma FASES – 7 Definição da Metodologiacitação não deve ser seguida de outra sem comentário do autor. A Instituição de Educação Infantil é um espaço cultural resultante da ação humana histórica sobre o meio físico. È um espaço artificial- Fase dedicada a mostrar como SERÁ (no futuro) natural. Artificial na medida em que foi criado pelo homem ao longo do seu desenvolvimento histórico. Tornou-se natural, quando gradativamente passou a fazer parte integrante da vida social humana (OLIVEIRA, 1995,p.46). Espaço de relações e de trabalho que envolve aspectos técnicos, administrativos, filosóficos e metodológicos. realizada a pesquisa. De acordo com Vygotsky as características humanas não estão presentes desde o nascimento do indivíduo nem são meros resultados das pressões do meio externo. Elas resultam da interação dialética do homem e o seu meio sócio-cultural. As relações psicológicas especificamente humanas se originam nas relações do indivíduo e seu contexto cultural e social. A aprendizagem e o desenvolvimento estão inter-relacionados desde o primeiro dia de vida do indivíduo( VYGOTSKY,1989). A Educação Infantil não se restringe apenas para a preparação para o Ensino Fundamental, ela deve favorecer a construção do desenvolvimento moral, deve respeitar a curiosidade da criança, levando-a à refletir sobre as perguntas que faz. A Educação Infantil precisa visar o “É a descrição do modo, da maneira como se procederá desenvolvimento da criança em todas as suas dimensões: física, socioeconômica, intelectual e afetiva; ela não pode estar comprometida através dos seus propósitos e objetivos, com a situação de sucesso ou insucesso escolar de seus alunos em outros níveis de seu processo se escolarização(ASSIS,1999). a pesquisa.” (SOARES, 2003, p. 48) Segundo a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional no Artigo 29: “A Educação Infantil, primeira etapa da Educação Básica, tem como finalidade o desenvolvimento integral da criança até seis anos de idade em seus aspectos físico, psicológico, intelectual e social, complementando a ação da família e da comunidade”. Segundo Wallon, a Educação Infantil ideal, atende as necessidades da criança nos planos afetivo, cognitivo e motor e, promove o seu Método de pesquisa utilizado (classificação); desenvolvimento em todas esses níveis. A Educação Infantil é um meio para uma meta maior do desenvolvimento da pessoa, afinal, a inteligência tem status de parte no constituído pela pessoa. A dimensão estética da realidade é valorizada e a expressividade do sujeito ocupa lugar de destaque. População (universo) / amostra A escola deve favorecer o movimento de exteriorização do eu , o que pode ser propiciado por atividades no campo da arte, campo esse que favorece a expressão de estados e vivências subjetivas. Visando a auto construção do sujeito a escola deve estimular o duplo movimento(expulsão e incorporação), o que implica oferecer oportunidades de aquisição e expressão, nas quais se alterne a predominância das dimensões objetiva e Dados e instrumentos de pesquisa que serão utilizados subjetiva. Em termos curriculares essa busca reflete na integração entre arte e ciência (GALVÃO,1995). .... Tabulação e análise de dados (se houverem) Portanto, a desvalorização da Educação Infantil é mais que uma questão pedagógica, é fundamentalmente política e social. Precisamos refletir para quem realmente interessa a exclusão das crianças de baixa renda da Educação Infantil de qualidade, já que como observamos é tão importante para o desenvolvimento das habilidades intelectuais e físicas das crianças. 6
  7. 7. 08/03/2013FASES – 7 Definição da Metodologia FASES – 7 Definição da Metodologia Classificação das pesquisas, sob ponto de Natureza: vista do(a): Pesquisa básica Objetiva gerar conhecimento novos e úteis para o avanço da ciência sem aplicação prática prevista. Envolve verdades e interesses universais. Natureza; Abordagem do problema; Pesquisa aplicada Objetivo;e Objetiva gerar conhecimento para aplicação prática dirigidos à solução de problemas específicos. Envolve verdades e Procedimentos técnicos; interesses locais.FASES – 7 Definição da Metodologia FASES – 7 Definição da Metodologia Abordagem do problema: Objetivo: Pesquisa Quantitativa Pesquisa Exploratória Considera que tudo pode ser quantificável, o que significa traduzir Visa proporcionar com o problema, o objetivo de torná-lo explícito. em números opiniões para classificá-las e analisá-las. Requer o Envolve levantamento de bibliográfico; entrevistas; análise de uso de recursos e técnicas estatísticas. exemplos. Assume, em geral, as formas de pesquisa bibliográfica e estudo de caso. Pesquisa Qualitativa Pesquisa descritiva Considera que há uma relação dinâmica entre o mundo real e o sujeito, isto é, um vínculo dissociável entre o mundo objetivo e a Visa descrever as características de determinada população ou subjetividade do sujeito que não pode ser traduzido em números. A fenômeno. Envolve o uso de técnicas padronizadas de coleta de interpretação dos fenômenos e atribuições de significados são dados: questionário e observação. Assume em geral forma de básicos no processo. Não requer uso de técnicas estatísticas, etc... levantamento. 7
  8. 8. 08/03/2013FASES – 7 Definição da Metodologia FASES – 7 Definição da MetodologiaObjetivo: Procedimentos técnicos: Pesquisa bibliográfica Pesquisa Explicativa Elaborada a partir de material já publicado (livros, artigos, internet) Visa identificar os fatores que determinam ou Pesquisa documental contribuem para a ocorrência dos fenômenos. Quando o material a ser utilizado ainda não recebeu tratamento analítico Aprofunda o conhecimento da realidade porque Pesquisa experimental explica a razão, o ‘porquê’ das coisas Quando é determinado um objeto de estudo, seleciona-se as variáveis que seriam capazes de influenciá-lo, define-se as formas de controle e de observação dos efeitos que a variável produz.FASES – 7 Definição da Metodologia FASES – 7 Definição da Metodologia Procedimentos técnicos: Procedimentos técnicos: Levantamento Quando envolve a interrogação direta das pessoas cujo Pesquisa ação comportamento se deseja conhecer. Quando realiza em estrita associação com uma ação ou com Estudo de caso a resolução de um problema coletivo. Os pesquisadores e os Quando envolve o estudo profundo e exaustivo de um objeto participantes estão envolvidos de modo cooperativo e de maneira que se permita o seu amplo e detalhado participativo. conhecimento. Pesquisa Ex-post-facto Pesquisa participante Quando o experimento se realiza depois dos fatos Quando se desenvolve a partir da interação entre pesquisadores e membros das situações investigadas. 8
  9. 9. 08/03/2013FASES – 7 Definição da Metodologia FASES – 7 Definição da Metodologia Coleta de dados: Coleta de dados: Formas de colher os dados: Características desta coleta: observação, População (universo a ser estudado) e amostra entrevista do tipo padronizada (com roteiro) ou (subconjunto) estruturada (sem roteiro), Coleta de dados (testes, pré-testes, modo de aplicação, questionário (aberto, fechado ou multiplas escolhas); e etc) formulários (coleção de questões anotadas pelo Análise de dados (descrição dos procedimentos a serem entrevistador face a face com o informante). adotados na tabulação e análise dos dados. Ex.: análise de conteúdo, análise de discurso)FASES – 7 Definição da Metodologia FASES – 7 Definição da Metodologia Amostras: Amostras: Não probabilísticas: Probabilísticas (sorteios) Acidentais (aleatoriamente) Causais simples (elementos com oportunidades Cotas (elementos constantes da população iguais de serem incluídos na amostra); e universo na mesma proporção) Causais estratificadas (cada estrato, previamente Intencionais (sujeitos escolhidos que representem definido, estará representado por agrupamento). o “bom julgamento” da população-universo). 9
  10. 10. 08/03/2013FASES – 7 Definição da Metodologia FASES – 8 Previsão de Recursos Tabulação e análise de dados Orçamento: Quadro que demonstre o quanto o pesquisador irá Organizar, apresentar e refletir à luz da teoria gastar para realizar sua pesquisa (papel A4, CD, os resultados obtidos na pesquisa,utilizando- cartucho de impressora, transporte, alimentação, se de recursos manuais e/ou tecnológicos. dentre outros). Lembre-se de colocar o total.FASES – 8 Previsão de Recursos FASES – 8 Previsão de Recursos Recursos Humanos:Recursos materiais: ITEM CUSTO MENSAL CUSTO TOTAL (R$) (R$) (10 meses) ITEM CUSTO (R$)10 caixas de disquete para computador 100,00 1 estagiário pesquisador 500,00 5.000,0010 resmas de papel tipo A4 200,00 1 datilógrafo 200,00 2.000,0010 cartuchos de tinta para impressora 650,00 TOTAL: 950,00 1 revisor 2.000,00 Impostos incidentes (hipotético) 4.000,00 TOTAL: 700,00 13.000,00 10
  11. 11. 08/03/2013FASES – 9 Cronograma de execução Formatação Gráfica Tabela onde são apresentados prazos e estágio de realização da pesquisa. Papel branco A4 ATIVIDADES / PERÍODOS 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Corpo do texto fonte tam 12 (Arial ou Times 1 Levantamento de literatura X New Roman) 2 Montagem do Projeto X Espaçamento entrelinhas 1,5 cm Alinhamento justificado 3 Coleta de dados X X X Margens: superior e esquerda 3 cm, inferior e 4 Tratamento dos dados X X X X direita 2cm 5 Elaboração do Relatório Final X X X Entrada de parágrafo 1 cm 6 Revisão do texto X 7 Entrega do trabalho X 11

×