Aula 1 (1)
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Aula 1 (1)

on

  • 1,148 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,148
Views on SlideShare
528
Embed Views
620

Actions

Likes
0
Downloads
12
Comments
0

4 Embeds 620

http://gtidp2013.blogspot.com.br 491
http://www.gtidp2013.blogspot.com.br 127
http://gtidp2013.blogspot.com 1
http://gtidp2013.blogspot.pt 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Aula 1 (1) Aula 1 (1) Presentation Transcript

  • EmpreendedorismoProf. Gilmar Fernandes
  • Gilmar FernandesFORMAÇÃO ACADÊMICA  Mestrando em Gestão de Tecnologia Industrial – Cimatec  Especialização da Docência do Ensino Superior - Unifacs  Bacharel em Administração – UNIME  Técnico em Telecomunicações - ETFPEXPERIÊNCIA PROFISSIONAL  Diretor Comercial / Administrativo – TKS Software  Técnico Sênior em Telecomunicações – Telebahia  Office boy ( 3 anos ) gilmargomesfernandes@gmail.com
  • PERFIL DO PROFISSIONALProfissional capacitado para gerir departamentocomercial de empresas, organizações nãogovernamentais e instituições públicas, pautandosuas ações sob a ética, eficiência e eficáciamercadológica. Gestores capacitados para agestão sustentável atendendo às diversas formasde intervenção (foco no varejo, atacado,representação, etc...) de qualquer setor, comfoco no segmento de serviço.
  • EMENTACriatividade sinérgica. O espírito empreendedor. A criatividadecomo instrumento de mudanças. Ciclo de vida das organizações.As mudanças econômicas e o ambiente dos negócios. O efeitoda economia do conhecimento nos negócios na administração,no sistema financeiro e nos investimentos. Estratégiaempresarial: componentes, condicionantes, níveis de influênciae níveis de abrangência da estratégia empresarial. Análisecompetitiva, formulação e implementação de estratégiasempresariais. Modelo de desenvolvimento e implementação daadministração estratégia. Planejamento estratégico. Controleestratégico. Plano de negócio.
  • As pessoas e as organizações “Gente não nasce pronta e vai se gastando. Gente nasce não pronta e vai se fazendo”. Mário Sergio Cortela
  • Doutorado Stricto Senso Mestrado MBA Lacto Senso Pós GraduaçãoBacharelado em ADM Tempo » 3000hs Graduação Tecnólogo Tempo » 1500 hs Segundo Grau
  • Avaliações Partindo da premissa de que a construção do conhecimento é umprocesso de construção coletivo entre alunos e professores, como formade estimular a interação, tornar a aula mais dinâmica e diminuir osincentivos ao comportamento free-rider, os alunos serão avaliados porprova, trabalho e sua participação nas discussões em sala .1- Avaliação – Peso 8,0 Data – 2,0 Trabalhos em sala / Participação 10,02- Avaliação – Peso 5,0 Data – 5,0 Trabalho em grupo (Plano de Negócio) 10,0Livro Adotado:
  • DefiniçãoO conceito "Empreendedorismo"foi popularizado pelo economistaJoseph Schumpeter em 1945 comosendo uma peça central à sua teoriada “Destruição Criativa”. segundoSchumpeter o empreendedor éalguém versátil, que possui ashabilidades técnicas para saberproduzir, e capitalistas ao reunirrecursos financeiros, organiza asoperações internas e realiza asvendas de sua empresa.
  • OrigemA palavra empreendedor(entrepreneur) surgiu na França porvolta dos séculos XVII e XVIII, com oobjetivo de designar aquelaspessoas ousadas que estimulavamo progresso econômico, mediantenovas e melhores formas de agir.O economista francês Jean BaptisteSav, no início do século XIXconceituou o empreendedor como oindivíduo capaz de mover recursoseconômicos de uma área de baixapara outra de maior produtividade.Esses indivíduos são os agentesde mudança na economia.
  • EmpreenderEquipe – Técnica - Integração
  • EmpreenderEquipe – Técnica - Integração
  • EmpreenderEquipe – Técnica - Integração
  • Perfila) O Empreendedor,transforma a situação maistrivial em uma oportunidadeexcepcional, é visionário,sonhador, o fogo quealimenta o futuro, vive nofuturo, nunca no passado eraramente no presente, nosnegócios é o inovador, ogrande estrategista, ocriador de novos métodospara penetrar nos novosmercados.
  • Perfilb) O Administrador,observa os cenáriosmercadológicos,planeja, organiza econtrola a organizaçãovisando aumentar suaprodutividade e suainserção no mercado.
  • Perfilc) O Técnico, éo executor,adora consertarcoisas, vive nopresente, ficasatisfeito nocontrole dofluxo detrabalho e é umindividualistadeterminado.
  • Perfil
  • r e do nd ree mp Acúmulo de experiência d oE o arPrep Domínio do negócio Desenvolvimento da capacidade Gerencial Domínio das tarefas Acúmulo de Conhecimento
  • Clientes Produtos e / ouPessoas Serviços Empresa
  • Bem- vindo ao Mercado Global
  • Empreendedor• Desigualdade de renda;• Custo Brasil;• Papéis do empreendedor;• Empreendedor ou empregado;• Motivos para iniciar um negócio próprio;• Crise representa oportunidade;• Pequenas empresas inovadoras;
  • Empreendedor• Desigualdade de renda;• Custo Brasil;• Papéis do empreendedor• Empreendedor ou empregado• Motivos para iniciar um negócio próprio• Crise representa oportunidade• Pequenas empresas inovadoras
  • Empreendedor• Desigualdade de renda; A renda dos 20% mais ricos é 26,4 vezesmaior que a renda dos 20% mais pobres,enquanto a média mundial é menor que 10vezes.
  • Empreendedor• Desigualdade de renda;• Custo Brasil;• Papéis do empreendedor• Empreendedor ou empregado• Motivos para iniciar um negócio próprio• Crise representa oportunidade• Pequenas empresas inovadoras
  • Empreendedor• Custo Brasil Forças que inibem a livre iniciativa: 1- Estatização 2 - Excessiva regulamentação
  • Empreendedor• Desigualdade de renda;• Custo Brasil• Papéis do empreendedor• Empreendedor ou empregado• Motivos para iniciar um negócio próprio• Crise representa oportunidade• Pequenas empresas inovadoras
  • Empreendedor• Papéis do empreendedor 1- Empreendedor – Empreende (lidera) o desenvolvimento do negócio– Assume todos os riscos; 2 – Empresário – Empresária (financia) o negócio- Assume só osriscos financeiro; 3 – Executivo – Gerencia o trabalho para desenvolver o negócio –Assume só o risco profissional; 4 – Empregado – executa o trabalho do negócio – Assume só o riscodo emprego;
  • Empreendedor• Desigualdade de renda;• Custo Brasil;• Papéis do empreendedor• Empreendedor ou empregado• Motivos para iniciar um negócio próprio• Crise representa oportunidade• Pequenas empresas inovadoras
  • Empreendedor• Empreendedor ou empregado
  • Empreendedor• Desigualdade de renda;• Custo Brasil;• Papéis do empreendedor• Empreendedor ou empregado• Motivos para iniciar um negócio próprio• Crise representa oportunidade• Pequenas empresas inovadoras
  • Empreendedor• Motivos para iniciar um negócio próprio1- Vontade de ganhar mais + dinheiro do q na condição de empregado2- Desejo de sair da rotina do emprego e realizar suas idéias3- Vontade de determinar seu futuro e não depender dos outros4- Necessidade de provar a si que é capaz5- Desejo de desenvolver algo que traga reconhecimento e benefício
  • Fases da Empresa 1º Fase 2º FaseRenascimento Nascimento Adolescêcia 5º Fase Falência ou Venda 4º Fase 3º Fase Velhice Maturidade
  • Fases da Empresa1º FaseNascimento Nesta fase da empresa, em geral a fase de maior entusiasmo ( e menores lucros ) o líder da futura empresa ou empreendedor cria o novo conceito ou produto que vai ser a base da empresa e começa a trabalhar em cima dele. Por enquanto ainda não existe um produto ou serviço propriamente dito, eles estão apenas na imaginação do empreendedor. É nesta fase que o empreendedor assume o compromisso com o negócio, pesquisa teorias de administração de empresas e faz planos de negócio.
  • Fases da Empresa 2º Fase AdolescênciaQuando a empresa atinge a adolescência, os produtos ouserviços já estão disponíveis e os negócios parecem bempromissores. As atividades comerciais tem início nessa fase,começa a entrar o primeiro dinheiro e também aparecem asprimeiras contas. Pode ser que a empresa ainda opere novermelho mas em pouquíssimo tempo começará a dar lucro.Quando está na adolescência uma empresa ainda não temdisciplina e nem organização suficientes.
  • Fases da EmpresaQuando a empresa chega a idade adulta, asfunções dentro da companhia já estão bemdefinidas: o administrador só administra, oengenheiro cuida dos projetos e o vendedor cuidadas vendas. As vendas também já aumentaramsignificativamente e começam a surgir asprimeiras crises. Já não é mais possíveladministrar tudo de maneira centralizada e ofundador da empresa tem que delegar algumasresponsabilidades para outros membros dacompanhia. 3º Fase Maturidade
  • Fases da Empresa Se a partir que a empresa se a empresa A liderançadesse momento,conquistou no1º Fase não pensar seu tamanho, quantidade de mercado, o em renovação, não houver umRenasce movimento interno nesse sentido, a empregados e tradição dos produtos são a enorme burocracia e a prepotência vão sua grande força, mas ao mesmo tempo acabar fraqueza: a companhia. A partir são suasepultandouma empresa com este desta fase da empresa só existem dois nível de solidez passa a confiar demais em caminhos: renovar para recomeçar ou sí mesma e nos seus produtos, muitas então isso impede que ela veja que vezes morrer. empresas mais jovens estão lançando produtos e serviços mais sofisticados. Morrer / Vender4º Fase Velhice
  • Ambiente das Empresas Nas últimas décadas do século XX, notaram-seprofundas e contínuas mudanças nas áreastecnológicas e sociais e nas estruturasorganizacionais das empresas, procurandoatender a uma nova ordem que se aproximavado terceiro milênio: o mercado globalizado.
  • AGlobalização Desde o século XVI, as nações já buscavam atingir este objetivo. Pode-se destacar como fatos históricos a época das grandes navegações, o mercantilismo, a primeira Revolução Industrial, entre outros. A Segunda Guerra Mundial influenciou diretamente na produção das empresas, e o comércio internacional se expandiu pelos cinco continentes.
  • Característica Os produtos e os clientes são oalvo da atenção das empresas.Atender a uma nova exigênciae tratar cada um de seusclientes como se fosse únicotem sido uma dascaracterísticas desta nova era.A inovação tecnológicaprovocou profundastransformações dentro dasempresas, nas áreas deprodução, administrativa oumercadológica.
  • Característica A informática é parte integrantee indispensável neste novoambiente organizacional. Sem atecnologia da informação, asempresas tornam-se lentas einoperáveis dentro dos padrõesexigidos pela nova ordem,universo este de clientesinternos e externos queestabelecem uma visão eprincípios operacionais dentrodo conceito de uma empresaatuante num mundoglobalizado.