Aula 4-capacidades-fisicas
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Aula 4-capacidades-fisicas

on

  • 11,709 views

 

Statistics

Views

Total Views
11,709
Views on SlideShare
11,709
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
108
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Aula 4-capacidades-fisicas Aula 4-capacidades-fisicas Presentation Transcript

  • Disciplina: Ginástica Geral Capacidades Físicas Prof. Dra. Bruna Oneda 2012
  • Capacidades Físicas Ou habilidades físicas são o conjunto decapacidades individuais, orgânicas, musculares eneurológicas que interferem na atividadefísicomotora e também no desempenho esportivo. São características funcionais de vigororgânico,essenciais para o desenvolvimento dasdestrezas e movimento especializados. Todas as qualidades físicas motoras passíveisde treinamento como:Equlíbrio, Flexibilidade, Coordenação Motora,Resistência, Força, Velocidade, Agilidade eDescontração
  • Capacidades físicas presentes na ginásticaVelocidade Resistência Força•Reação •Aeróbica •Dinâmica•Deslocamento •Anaeróbica •Estática•Dos membros •Muscular •Explosiva localizada (RML)Equilíbrio Descontração Coordenação•Estático •Total•Dinâmico •Diferencial•RecuperadoRitmo Agilidade Flexibilidade
  • Equilíbrio Habilidade de um indivíduo manter apostura de seu corpo inalterada, quando esteé colocado em várias posições O equilíbrio é básico para todo movimentoe é influenciado por estímulos visuais, táteis,cinestésicos e vestibularesA visão desempenha palel importante noequilíbrio. A visão propicia a focalização deum ponto de referência, a fim de manter oequilíbrio
  • Equilíbrio Os olhos também fazem com que a criança monitore o corpo visualmentedurante a tarefa de equilíbrio estático ou dinâmico. O aparato vestibular também influencia o equilíbrio. O movimento do corpoe a gravidade são sentidos por receptores vestibulares a fim de manter o indivíduoconsciente tanto das alterações posturais dinâmicas como das estáticas e dasalterações na aceleração. Ele coordena-se com os sistemas visual, tátil e cinestésico, comandando oequilíbrio. Ele está estruturalmente completo no nascimento, porém a musculatura eoutras modalidades sensoriais envolvidas na manutenção do equilíbrio devemamadurecer e ser integradas aos comandos vestibulares para que tenhamutilidadde para a criança na manutenção do equilíbrio.
  • Equilíbrio Equilíbrio estático: habilidade do corpo emmanter-se em certa posição estacionária Tendência linear de desempenho entre 2 e 12anos. Meninas tendem a ser mais proficientes atéaproximadamente 7 e 8 anos quando então osmeninos igualam-se a elas. Os dois gênerosestabilizam-se por volta dos 8 anos a espera de umnovo impulso na capacidade entre 9/12 anos
  • Equilíbrio Equilíbrio dinâmico: habilidade doindivíduo em manter o equilíbrio,enquanto se movimenta de um pontoa outro. As meninas em geral são mais proficientes que osmeninos até 8 ou 9 anos, quando eles tem níveis parecidosde desempenho. Os dois gêneros desaceleram seu progresso por voltados 9 anos, antes de obterrápidos ganhos até os 12 anos. Equilíbrio recuperado: capacidade de recuperar equilíbrio após o corpo ter estado em movimento ou em desequilíbrio
  • Flexibilidade É a capacidade física que permite executar movimentos com grande amplitude. Segundo Matveev (1997) a Flexibilidade aumenta intensamente de 6-8 e 9- 10 anos. As meninas apresentam índices de 20-30% melhores que os meninos. Pelo fato da infância ser o período no qual essa capacidade melhor sedesenvolve, justamente nessa fase é que se faz necessário o melhorentendimento de todas essas questões relatadas, portanto uma avaliaçãocompleta da flexibilidade é extremamente importante até mesmo pelo fato deque se não conhecemos o nível de cada criança, estaremos levando-a muitasvezes a situações além das quais ela poderia estar apta.
  • Coordenação Motora É a capacidade de integrar, em padrõeseficientes de movimento, sistemas motoresseparados com modalidades sensoriaisvariadas. Quanto mais complicadas as tarefasmotoras, maior o nível de coordenaçãonecessário para um desempenho eficiente A coordenação liga-se a outrascapacidades motoras como equilíbrio,velocidade e agilidade, mas não estárelacionada a força e a resistência.
  • Resistência É a capacidade física que permiteefetuar um esforço durante um tempoconsiderável, suportando a fadiga deleresultante e recuperando com alguma Resistência aeróbica Resistência anaeróbica Resistência muscular localizada (RML)
  • Força É a capacidade física que permite deslocar um objeto, o corpo de um parceiro ou o próprio corpo através da contração dos músculos. Com supervisão adequada, o treinamento de força pode auxiliar crianças pré- púberes no aumento de força, redução de lesões e melhora do desempenhoPode ser• Estática• Dinâmica• Explosiva
  • Velocidade É a capacidade física que permite realizar movimentos no menor tempo possível ou reagir rapidamente a um sinal. Pode ser:• De deslocamento• De reação• Dos membros
  • Agilidade É a qualidade física que permite mudar adireção do corpo no menor tempo possível.Conhecida como velocidade de “troca dedireção”. Para a agilidade, a flexibilidade éimportante. Melhoras anuais são observadas, nainfância, com vantagem para meninos em todasas idades
  • Descontração É um fenômeno neuromuscular, resultante da redução de tensão na musculatura esquelética• Total: Capacita o indivíduo a recuperar-se de esforços realizados.Relaxamento de todos os músculos do corpo, o máximo possível.• Diferencial: Diferenciação entre os músculos que são necessários para determinada atividade e aqueles que não são. Qualidade física que permite a descontração dos grupos musculares que não são necessários a execução de um movimento específico.