PETRÓLEO
<ul><li>O petróleo é um líquido escuro, cuja cor varia do âmbar ao negro, viscoso, imiscível em água, insolúvel neste solv...
<ul><li>É formado por uma mistura complexa de diversos compostos químicos com predominância de hidrocarbonetos. </li></ul>
Neste contexto pode ser classificado conforme sua composição em: <ul><li>PETRÓLEO DE BASE PARAFÍNICA – predominam alcanos....
ORIGEM E FORMAÇÃO DO PETRÓLEO
<ul><li>Restos de animais e vegetais, principalmente o plâncton marinho, foram soterrados em camadas inferiores do sub-sol...
<ul><li>Este processo lento e complexo gerou a mistura que foi fluindo por rochas porosas até se acumular em bolsões circu...
PROSPECÇÃO E EXTRAÇÃO
<ul><li>O petróleo é conhecido desde a antiguidade. Narrações bíblicas citam-no como BETUME. </li></ul><ul><li>Achados arq...
<ul><li>A prospecção de petróleo envolve pesquisas geológicas complexas por meio da análise da composição do subsolo. </li...
<ul><li>Inicialmente o petróleo jorra  devido a pressão exercida pela fração gasosa presente na jazida. Com o tempo é nece...
FRACIONAMENTO DO PETRÓLEO
<ul><li>Como trata-se de uma mistura homogênea de líquidos, a separação dos componentes é realizada por DESTILAÇÃO FRACION...
FRAÇÕES DO PETRÓLEO E SUAS APLICAÇÕES
<ul><li>FRAÇÃO GASOSA – Faixa de ebulição abaixo de 20ºC. Formada por metano, etano (principal componente do gás natural) ...
<ul><li>FRAÇÃO  GASOLINA - – Faixa de ebulição até 150ºC. Formada por éter de petróleo, constituída por pentanos e hexanos...
<ul><li>FRAÇÃO QUEROSENE – Faixa de ebulição entre 150º e 300°C. Hidrocarbonetos entre 10 e 16 carbonos, utilizada como co...
<ul><li>FRAÇÃO NAFTA – Intermediária entre as frações gasolina e querosene, utilizada na indústria petroquímica. </li></ul...
ÍNDICE DE OCTANAGEM DA GASOLINA
<ul><li>É um indicador da qualidade do  combustível que mede sua resistência a combustão por compreensão). </li></ul><ul><...
 
<ul><li>O ISOCTANO é referência de gasolina de boa qualidade (octanagem  100). </li></ul><ul><li>Quando se diz que a gasol...
ANTIDETONANTES
<ul><li>São substâncias adicionadas à gasolina com a finalidade de aumentar a octanagem. </li></ul><ul><li>Os principais s...
CRACKING DO PETRÓLEO <ul><li>Significa a “quebra”, por aquecimento (pirólise), na presença de catalisadores, de moléculas ...
CH 3 -(CH 2 ) 8 -CH 3     CH 3 -(CH 2 ) 5 -CH 3   Heptano +  CH 3 -CH=CH 2   Propeno C 14 H 3 0    C 7 H 16   + C 7 H 14...
REFORMA CATALÍTICA ( REFORMING ) <ul><li>Método para converter hidrocarbonetos de cadeia aberta em hidrocarbonetos aromáti...
ISOMERIZAÇÃO <ul><li>Transformação de compostos de cadeia linear em compostos ramificados. </li></ul>CH 3 -CH 2 -CH 2 -CH ...
ALQUILAÇÃO <ul><li>É a reação de um alcano ramificado (isoalcano), que possui radical metil no segundo carbono, com um alc...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Petróleo

4,848

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
4,848
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
276
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Petróleo

  1. 1. PETRÓLEO
  2. 2. <ul><li>O petróleo é um líquido escuro, cuja cor varia do âmbar ao negro, viscoso, imiscível em água, insolúvel neste solvente e menos denso que a mesma. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>É formado por uma mistura complexa de diversos compostos químicos com predominância de hidrocarbonetos. </li></ul>
  4. 4. Neste contexto pode ser classificado conforme sua composição em: <ul><li>PETRÓLEO DE BASE PARAFÍNICA – predominam alcanos. </li></ul><ul><li>PETRÓLEO DE BASE NAFTÊNICA – predominam ciclanos. </li></ul><ul><li>PETRÓLEO DE BASE AROMÁTICA – predominam hidrocarbonetos aromáticos. </li></ul><ul><li>PETRÓLEO DE BASE ASFÁLTICA – predominam hidrocarbonetos superiores. </li></ul>
  5. 5. ORIGEM E FORMAÇÃO DO PETRÓLEO
  6. 6. <ul><li>Restos de animais e vegetais, principalmente o plâncton marinho, foram soterrados em camadas inferiores do sub-solo, em regiões de rochas sedimentares, sendo submetidos a condições extremas de pressão, ação bacteriológica e temperatura. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Este processo lento e complexo gerou a mistura que foi fluindo por rochas porosas até se acumular em bolsões circundados por rochas compactas, onde é freqüentemente encontrado misturado com água salgada e areia. </li></ul>
  8. 8. PROSPECÇÃO E EXTRAÇÃO
  9. 9. <ul><li>O petróleo é conhecido desde a antiguidade. Narrações bíblicas citam-no como BETUME. </li></ul><ul><li>Achados arqueológicos associam o uso do petróleo no processo de mumificação egípcio. Historiadores citam o uso do ASFALTO nos “Jardins da Babilônia”. </li></ul><ul><li>O petróleo jorrou pela primeira vez de um poço petrolífero no ano de 1859, no Texas, USA. </li></ul>
  10. 10. <ul><li>A prospecção de petróleo envolve pesquisas geológicas complexas por meio da análise da composição do subsolo. </li></ul><ul><li>Acredita-se que 80% das reservas mundiais estejam nas bacias oceânicas. </li></ul><ul><li>A perfuração de poços petrolíferos é executada por meio de sondas e brocas gigantescas confeccionadas com Titânio e Diamante. </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Inicialmente o petróleo jorra devido a pressão exercida pela fração gasosa presente na jazida. Com o tempo é necessário promover o bombeamento. </li></ul><ul><li>Freqüentemente o petróleo é extraído misturado com água salgada e areia. </li></ul><ul><li>Para separar estes componentes promove-se filtração e decantação. </li></ul>
  12. 12. FRACIONAMENTO DO PETRÓLEO
  13. 13. <ul><li>Como trata-se de uma mistura homogênea de líquidos, a separação dos componentes é realizada por DESTILAÇÃO FRACIONADA realizada em COLUNAS DE FRACIONAMENTO. </li></ul>
  14. 14. FRAÇÕES DO PETRÓLEO E SUAS APLICAÇÕES
  15. 15. <ul><li>FRAÇÃO GASOSA – Faixa de ebulição abaixo de 20ºC. Formada por metano, etano (principal componente do gás natural) propano e butano (componente do GLP) </li></ul>
  16. 16. <ul><li>FRAÇÃO GASOLINA - – Faixa de ebulição até 150ºC. Formada por éter de petróleo, constituída por pentanos e hexanos, utilizada como solvente. </li></ul><ul><li>Gasolina, composta por hidrocarbonetos entre 6 e 10 carbonos, utilizada como combustível. </li></ul><ul><li>Benzina, composta por octanos e nonanos, utilizada como solvente. </li></ul>
  17. 17. <ul><li>FRAÇÃO QUEROSENE – Faixa de ebulição entre 150º e 300°C. Hidrocarbonetos entre 10 e 16 carbonos, utilizada como combustível. </li></ul><ul><li>FRAÇÃO DIESEL – Faixa de ebulição entre 250º e 400°C. Hidrocarbonetos entre 12 e 20 carbonos, utilizada como combustível. </li></ul>
  18. 18. <ul><li>FRAÇÃO NAFTA – Intermediária entre as frações gasolina e querosene, utilizada na indústria petroquímica. </li></ul><ul><li>FRAÇÃO ÓLEOS LUBRIFICANTES – Faixa de ebulição entre 300º e 400°C. Hidrocarbonetos entre 25 e 35 carbonos, utilizada na lubrificação de componentes mecânicos. </li></ul><ul><li>FRAÇÃO RESÍDUOS – Hidrocarbonetos superiores acima de 35 carbonos. Empregada em vedações, graxas para sapatos, impermeabilização e pavimentação asfáltica. </li></ul>
  19. 19. ÍNDICE DE OCTANAGEM DA GASOLINA
  20. 20. <ul><li>É um indicador da qualidade do combustível que mede sua resistência a combustão por compreensão). </li></ul><ul><li>Dois alcanos foram escolhidos para serem parâmetros de qualidade: o HEPTANO e o ISOCTANO (2,2,4-TRIMETIL-PENTANO). </li></ul><ul><li>O HEPTANO é tomado como referência de gasolina de baixa qualidade (octanagem zero). </li></ul>
  21. 22. <ul><li>O ISOCTANO é referência de gasolina de boa qualidade (octanagem 100). </li></ul><ul><li>Quando se diz que a gasolina possui 80% de octanagem significa ela se comporta como se fosse uma mistura que possui 80 % de isoctano e 20% de heptano. </li></ul><ul><li>A gasolina que possui 55% de octanagem comporta-se como se fosse uma mistura que possui 55% de isoctano e 45% de heptano. </li></ul>
  22. 23. ANTIDETONANTES
  23. 24. <ul><li>São substâncias adicionadas à gasolina com a finalidade de aumentar a octanagem. </li></ul><ul><li>Os principais são o chumbo tetraetila, o etanol, o cloreto de etileno, o metil-tecbutil-éter, etc. </li></ul>
  24. 25. CRACKING DO PETRÓLEO <ul><li>Significa a “quebra”, por aquecimento (pirólise), na presença de catalisadores, de moléculas de hidrocarbonetos de maior massa molar, com a finalidade de aumentar o rendimento da fração gasolina. </li></ul>
  25. 26. CH 3 -(CH 2 ) 8 -CH 3  CH 3 -(CH 2 ) 5 -CH 3 Heptano + CH 3 -CH=CH 2 Propeno C 14 H 3 0  C 7 H 16 + C 7 H 14  C 10 H 22 + CH 4 + C 2 H 4 + C
  26. 27. REFORMA CATALÍTICA ( REFORMING ) <ul><li>Método para converter hidrocarbonetos de cadeia aberta em hidrocarbonetos aromáticos. </li></ul>CH 3 -(CH 2 ) 5 -CH 3  C 6 H 5 -CH 3 + 4H 2 Heptano Metilbenzeno Hidrogênio
  27. 28. ISOMERIZAÇÃO <ul><li>Transformação de compostos de cadeia linear em compostos ramificados. </li></ul>CH 3 -CH 2 -CH 2 -CH 3  CH 3 -CH-CH 3 Butano l CH 3 Metilpropano
  28. 29. ALQUILAÇÃO <ul><li>É a reação de um alcano ramificado (isoalcano), que possui radical metil no segundo carbono, com um alceno para obter gasolina de maior octanagem. </li></ul>CH 3 CHCH 3 +CH 2 =CCH 3  CH 3 C(CH 3 )2CH 2 CH(CH 3 ) 2 l l CH 3 CH 3 Metilpropano Metilpropreno Isoctano
  1. Gostou de algum slide específico?

    Recortar slides é uma maneira fácil de colecionar informações para acessar mais tarde.

×