Your SlideShare is downloading. ×
A Sustentabilidade, a Engenharia e a Arquitetura.
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

A Sustentabilidade, a Engenharia e a Arquitetura.

515
views

Published on

A Sustentabilidade, a Engenharia e a Arquitetura. …

A Sustentabilidade, a Engenharia e a Arquitetura.
Palestrante: José Roberto Bernasconi
Presidente do SINAENCO - Sindicato da Arquitetura e da Engenharia - São Paulo

Published in: Real Estate

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
515
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Estadios e Mobilidade Urbana
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Transcript

    • 1. A Sustentabilidade, a Engenharia e a ArquiteturaJosé Roberto Bernasconi Presidente – São Paulo Julho/2012
    • 2. 23 mil empresas em todo PaísRegionais em SP, MG, RJ, BA, PE,PR, RS, CE, GO, SC, ES, DF e PB 2
    • 3. FAEASPA Sustentabilidade, a Engenharia e a Arquitetura 3
    • 4. Sustentabilidade Conceito: Utilização racional e criteriosa dos recursos naturais renováveis de forma a não comprometer ou impossibilitar o seu uso e desfrute pelas gerações futuras. 4
    • 5. SustentabilidadeAplicação no campo do Ambiente Construído.• Obras Públicas e Privadas – Edificações – Infraestrutura 5
    • 6. Sustentabilidade• Edificações Públicas• Edificações Privadas – Construção Sustentável “Green Building” Certificações 6
    • 7. SustentabilidadeEDIFÍCIOS SUSTENTÁVEIS O conceito considera a Vida Útil do edifício, sua durabilidade, condições e custos de operação e manutenção. eficiência energética; uso Racional dos Recursos Naturais, em especial, da água; reuso de águas; tratamento de efluentes; uso de materiais conservativos em energia (na sua produção e no seu uso) redução na geração de resíduos sólidos reciclagem e gestão de resíduos sólidos redução da distância de transporte da matéria prima; conforto e bem estar interno. 7
    • 8. Sustentabilidade - BRASIL (Noticia OESP, 01/jul/2012, pg. C-8)“PRÉDIOS VERDES” (Edifícios Privados)• 51 Edifícios com o SELO (33 no estado de São Paulo);• 525 edifícios em PROCESSO DE CERTIFICAÇÃO;• Brasil é 4º país no RANKING MUNDIAL DE CONSTRUÇÕES VERDES, atrás apenas dos:  USA  Emirados Árabes Unidos  China(até maio/2012, 91 novos prédios entraram com pedido de certificação) 8
    • 9. SustentabilidadeKey-role - “Projeto”Elemento chave é o PROJETO deARQUITETURA E ENGENHARIA Custo da construção, comparado com o custo total do edifício ao longo de sua VIDA ÚTIL: 17 a 20% Projetos de Arquitetura e Engenharia < 10% do custo da obra Custos de Projeto A&E + Construção: 19 a 22% do Custo Total ao longo da vida útil do edifício 9
    • 10. SustentabilidadeINFRAESTRUTURA Pública Privada Concessões e Parcerias Público-Privadas 10
    • 11. SustentabilidadeSustentabilidade envolve o conceito daVida Útil do equipamento, suadurabilidade, disponibilidade para o usopleno, as condições e custos deoperação e de manutenção.O equipamento construído pode serutilizado plenamente pelas geraçõesseguintes, desde que tenha boaconservação e manutençãoadequada. 11
    • 12. SustentabilidadeInfraestrutura brasileiraQual a sua nota de desempenho? Licitação Contratação Execução Operação Manutenção 12
    • 13. SustentabilidadeDiscussão Atual• Lei de Licitações - Lei 8.666, de 21/06/1993 X• Regime Diferenciado de Contratação – RDCMas existe uma questão anterior ainda não resolvida e, por isso,é preciso fazer a pergunta certa ! 13
    • 14. SustentabilidadeO que o Estado brasileiro quer ? O Menor Preço ? O Mais Rápido ? O “Bom, Bonito, Barato & Rápido ?”O exemplo de Pequim... 14
    • 15. SustentabilidadeÉ fundamental considerar anatureza das coisas.“Quem não sabe o que está comprando, compra mal e paga 2 vezes !”( sabedoria popular ) 15
    • 16. SustentabilidadeComparar os critérios de compra deServiços Especializados serviços advocatícios serviços médicos e hospitalares Serviços de Engenharia Consultiva “Serviços Técnicos Especializados de Natureza Predominantemente Intelectual” (Art. 13 e 46 da Lei 8.666/93). 16
    • 17. O Projeto de Engenharia“ Antes de uma Boa Obra existe sempre um bom Projeto ”“ Não existe produto melhor do que o seu projeto ” (Hugo M. da Rosa) 17
    • 18. DNA do Empreendimento O Código Genético de um produto ou de um empreendimento está todo contido no seu Projeto de Engenharia. O Projeto Completo de Engenharia carrega em si o DNA, o genoma do produto ou do empreendimento a ser construído. O Projeto de Engenharia é estratégico. Não existe técnica construtiva que corrija deficiência genética, ou seja, uma boa Construção não consegue corrigir os efeitos de um mau Projeto. 18
    • 19. Fases de um Projeto de Arquitetura / Engenharia 19
    • 20. Desenvolvimento de mecanismos de atuação Lei nº 8.666, art 6º, incisos  IX) Projeto Básico é o conjunto de elementos necessários e suficientes, com nível de precisão adequado, para caracterizar a obra ou serviço, ...  X) Projeto Executivo é o conjunto dos elementos necessários e suficientes para a execução completa da obra, de acordo com as normas pertinentes da ABNT. 20
    • 21. Projeto Básico O Projeto Básico serve de referência (base) para definir e caracterizar a obra a ser construída. É uma linha de corte, mais ou menos arbitrária, entre os estudos de concepção e o Projeto Executivo completo, visando a abreviar os tempos de sua realização e seu uso na licitação da construção. Os desenhos e especificações de materiais e serviços que permitem a construção (a realização física da obra) compõem o Projeto Executivo completo. O Projeto Básico é um projeto incompleto, inacabado. Não é suficiente para a construção da obra. 21
    • 22. Fases de um Projeto de Arquitetura / Engenharia 22
    • 23. O que é Projeto Básico, segundo a Lei 8.666/93 Art. 6º. Para os fins desta Lei, considera-se: ....  IX – Projeto Básico – conjunto de elementos necessários e suficientes, com nível de precisão adequado, para caracterizar a obra ou serviço, ou complexo de obras ou serviços objeto da licitação, elaborado com base nas indicações dos estudos técnicos preliminares, que assegurem a viabilidade técnica e o adequado tratamento do impacto ambiental do empreendimento, e que possibilite a avaliação do custo da obra e a definição dos métodos e dos prazos de execução, devendo conter os seguinte elementos: a) desenvolvimento da solução escolhida de forma a fornecer visão global da obra e identificar todos os seus elementos constitutivos com clareza; b) soluções técnicas globais e localizadas, suficientemente detalhadas, de forma a minimizar a necessidade de reformulação ou de variantes durante as fases de elaboração do projeto executivo e de realização das obras e montagem; 23
    • 24. O que é Projeto Básico, segundo a Lei 8.666/93 ... c) identificação dos tipos de serviços a executar e de materiais e equipamentos a incorporar à obra, bem como suas especificações que assegurem os melhores resultados para o empreendimento, sem frustrar o caráter competitivo para a sua execução; d) Informações que possibilitem o estudo e a dedução de métodos construtivos, instalações provisórias e condições organizacionais para a obra, sem frustrar o caráter competitivo para a sua execução; e) Subsídios para a montagem do plano de licitação e gestão da obra, compreendendo a sua programação, a estratégia de suprimentos, as normas de fiscalização e de outros dados necessários em cada caso; f) Orçamento detalhado do custo global da obra, fundamentado em quantitativos de serviços e fornecimentos propriamente avaliados; 24
    • 25. Fases de um Projeto de Arquitetura / Engenharia Pelo Decreto Lei 2300, com aproximação de 85% 25
    • 26. Lei nº 8666/93 – Art. 6º X) Projeto Executivo O conjunto dos elementos necessários e suficientes à execução completa da obra, de acordo com as normas pertinentes da ABNT 26
    • 27. Condições para a Sustentabilidade da obra pública:  Implementar a cultura do planejamento (decidir antes): Substituição da cultura vigente de adiamento de decisões e precipitação na execução de obras condicionada ao calendário eleitoral.  Reconhecer e valorizar o projeto de engenharia nas suas distintas etapas: estudo de concepção e de viabilidade; projeto executivo ou completo.  Reconhecer e valorizar o gerenciamento como indutor de eficácia e instrumento de controle interno na implantação de empreendimentos. 27
    • 28. Proposta para as obras públicasNão se deve executar uma obrapública sem saber antecipadamente: o que se vai fazer e qual das alternativas possíveis é a melhor, a mais econômica e a solução mais eficaz para atender a uma necessidade ou demanda em benefício da coletividade; como se vai fazer e qual o modelo de gestão do processo que vai controlar a execução, para garantir a conformidade com o que foi decidido, escolhido (padrão) e com os objetivos. 28
    • 29. Papel da Engenharia Consultiva Saber antecipadamente é a função do planejamento. Planejar é decidir por antecipação. Conceber alternativas de solução, escolher a melhor, a mais econômica e a mais eficaz dentre as alternativas possíveis é a função do projeto. Projetar é realizar virtualmente (conceber, criar, definir, dimensionar, especificar, detalhar, quantificar, orçar) antes, o que será materializado (construído) depois. Como fazer e controlar o processo é a função do gerenciamento. 29
    • 30. Conclusão - I A Sustentabilidade do ambiente construído implica em Vida Útil, durabilidade, alta eficiência, custos reduzidos de operação e manutenção. O custo inicial do equipamento (projeto + construção) corresponde a ± 20% do seu custo total, ao longo de sua vida útil (50 anos ou total mais). O projeto de engenharia é o Genoma (DNA) do empreendimento. É a garantia do equipamento “Geneticamente Sustentável”, e custa no máximo 5% do custo de construção, ou seja, 1% do custo total. 30
    • 31. Conclusão - II 31
    • 32. Muito Obrigado! www.sinaenco.com.brsinaenco@sinaenco.com.br 32