Raio-X das Relações Bilaterais Brasil - China ( Junho 2011)
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Raio-X das Relações Bilaterais Brasil - China ( Junho 2011)

on

  • 1,140 views

Levantamento mensal das trocas comerciais entre Brasil- China.

Levantamento mensal das trocas comerciais entre Brasil- China.
Estudo realizado pela área de Análise Econômica do Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior da FIESP.

Statistics

Views

Total Views
1,140
Views on SlideShare
1,042
Embed Views
98

Actions

Likes
0
Downloads
5
Comments
0

1 Embed 98

http://www.fiesp.com.br 98

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

CC Attribution-NonCommercial LicenseCC Attribution-NonCommercial License

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Raio-X das Relações Bilaterais Brasil - China ( Junho 2011) Document Transcript

  • 1. Junho | 2011 Superávit com a China bate recorde. Como resposta de uma expansão mais acelerada das exportações (+48,8%) do que das importações (+36,9), o superávit da balança comercial com a China cresceu 96% no primeiro semestre do ano, em relação ao primeiro semestre de 2010. O mês de junho, com saldo de US$ 6,9 bilhões, foi o maior superávit mensal dos dois últimos anos. Projeção de aprofundamento do déficit de manufaturas com a China. Se mantida a média de crescimento mensal dos primeiro seis meses do ano, o saldo de manufaturas com a China será negativo em US$ 32,4 bilhões em 2011. Um aprofundamento de 37,4% em relação ao ano de 2010, quando o déficit foi de US$ 24 bilhões. Preço do minério de ferro exportado para a China tem aumento de 97,5%. Na comparação do primeiro semestre de 2011 em relação ao primeiro semestre de 2010, o minério de ferro teve aumento de 97% no preço médio. Por outro lado, a demanda pelo produto apresentou um crescimento menor, de somente 9,3%. O aumento de ganho do setor foi de 115,9%, saindo de US$ 3,9 bilhões (1º semestre de 2010) para US$ 8,6 bilhões (1º semestre de 2011). Cresce importações de veículos chineses. No primeiro semestre do ano, as compras brasileiras de veículos chineses foram de US$ 105,3 milhões contra US$ 16 mil no mesmo período de 2010. O aumento das importações garantiu à China o posto de 7º maior fornecedor de veículos. No mesmo período de 2010, a China ocupava o posto de 14º fornecedor. Elaboração: DEREX / Área de Análise Econômica do Comércio Exterior
  • 2. Raio-X das Relações Bilaterais Brasil - China Junho de 2011 Evolução da Balança Comercial Brasil-China (US$ bilhões) 4,7 4,3 3,9 3,3 3,2 3,3 3,2 2,8 2,7 2,72,6 2,7 2,6 2,4 2,4 2,6 2,6 2,3 2,5 2,0 2,3 2,2 2,2 2,4 2,2 1,8 1,7 2,0 1,7 0,8 0,9 0,8 0,5 0,7 0,1 0,5 -0,4 -0,2 -0,6 jun/10 jul/10 ago/10 set/10 out/10 nov/10 dez/10 jan/11 fev/11 mar/11 abr/11 mai/11 jun/11 Exportação Importação Saldo Evolução da Balança de Manufaturados Brasil-China (US$ bilhões) 2,3 2,3 2,7 2,5 2,6 2,1 2,3 2,3 2,4 2,0 2,5 2,7 1,90,1 0,1 0,1 0,2 0,1 0,1 0,1 0,2 0,1 0,0 0,1 0,1 0,2 -1,8 -2,2 -2,2 -2,4 -2,5 -2,0 -2,1 -2,2 -1,9 -2,4 -2,3 -2,5 -2,5jun/10 jul/10 ago/10 set/10 out/10 nov/10 dez/10 jan/11 fev/11 mar/11 abr/11 mai/11 jun/11 Exportação Importação Saldo Composição da Pauta - janeiro - junho de 2011 Exportações Importações US$ milhões 8% 4% 4% 1.631 505 704 88% 17.706 96% 14.193 Básicos Manufaturados SemimanufaturadosElaboração: DEREX / Área de Análise Econômica do Comércio ExteriorFonte: AliceWeb/MDIC 01
  • 3. Raio-X das Relações Bilaterais Brasil - China Junho de 2011 Exportações - Principais Produtos (US$ milhões) Participação jan - jun jan - jun Variação 2011 2011 2011 Valor PesoTotal 100% 20.043,6 13.467,0 49% 6% Básicos 88,3% 17.706,9 11.263,6 57% 6% Minérios de ferro e seus concentrados 42,9% 8.588,9 3.977,9 116% 9% Soja, mesmo triturada 29,9% 6.001,7 4.793,0 25% -5% Óleos brutos de petróleo 13,2% 2.646,1 2.145,2 23% -9% Carne de frango 0,9% 177,9 78,6 126% 70% Minério de Cobre 0,4% 86,7 27,9 210% 133% Mármores e granitos brutos 0,3% 65,1 50,6 29% 14% Minérios de manganês 0,3% 58,2 117,5 -50% -41% Outros produtos básicos 0,1% 13,2 14,5 -9% -66% Resíduos para alimentação animal 0,1% 11,4 7,8 45% 39% Demais 0,3% 57,8 50,6 14% 6% Semimanufaturados 8,1% 1.631,8 1.564,0 4% -9% Celulose 3,1% 619,4 604,1 3% -4% Óleo de soja bruto 1,9% 372,3 240,2 55% 6% Ferro-ligas 1,1% 213,3 177,6 - 10% Couros e peles depilados 0,9% 190,2 193,3 -2% 10% Ferro fundido bruto e ferro "spiegel" 0,5% 107,1 23,1 363% 260% Catodos de cobre 0,3% 56,9 113,7 -50% -63% Demais 0,4% 72,5 212,0 -66% -80% Manufaturados 3,5% 704,9 639,4 10% 16% Aviões 0,8% 163,2 180,6 -10% -17% Demais produtos Manufaturados 0,4% 78,7 52,1 51% 13% Suco de laranja congelado 0,3% 60,6 24,4 149% 34% Polímeros plásticos 0,3% 58,0 55,3 5% -8% Papel e cartão para impressão 0,3% 52,2 46,7 12% 7% Partes de motores para automóveis 0,1% 23,7 19,7 20% 169% Bombas e compressores 0,1% 22,5 31,1 -28% -40% Rolamentos e engrenagens 0,1% 19,1 18,8 2% -12% Partes e peças para veículos 0,1% 14,8 10,0 48% 49% Açúcar refinado 0,1% 14,3 0,0 - - Demais 1,0% 197,6 200,6 -1% 6%Elaboração: DEREX / Área de Análise Econômica do Comércio Exterior 02Fonte: AliceWeb/MDIC
  • 4. Raio-X das Relações Bilaterais Brasil - China Junho de 2011 Importações - Principais Produtos (US$ Milhões) Part. jan - jun jan - jun Variação 2011 2011 2010 Valor PesoTotal 100,0% 14.740,1 10.764,0 37% 44% Básicos 3,4% 505,3 204,9 147% 122% Coques de Hulha 1,7% 252,4 48,3 422% 423% Filés de peixe congelados 0,4% 65,9 14,7 347% 301% Alhos frescos ou refrigerados 0,3% 43,4 70,9 -39% -52% Feijões 0,2% 26,0 0,7 - 3255% Hortaliças secas em pedaços 0,1% 18,2 10,4 76% -8% Tripas de suínos 0,1% 9,9 6,6 49% 61% Demais 0,6% 89,5 53,2 68% -44% Semimanufaturados 0,3% 41,1 40,6 1% -8% Manganes bruto 0,0% 5,2 8,0 -35% -46% Produtos semimanufaturados de liga de aço 0,0% 4,2 0,0 - - Antimonio em formas brutas 0,0% 3,8 1,9 102% -3% Cacau em pó 0,0% 3,3 4,0 -16% -41% Ferrungstênio e ferrossilício 0,0% 3,2 1,5 114% 22% Demais 0,1% 21,4 25,3 -15% -30% Manufaturados 96,3% 14.193,7 10.518,4 35% 36% Partes e aparelhos de televisão e transmissores 4,0% 593,3 529,7 12% 103% Circuitos impressos e aperelhos de telefonia 2,1% 312,7 204,7 53% 135% Transmissores e receptores de telefonia celular 2,0% 301,1 94,2 220% 385% Maquinas para processamento de dados 1,2% 183,1 163,3 12% 118% Circuitos impressos para aparelhos de telefonia 1,2% 170,9 101,1 69% 141% Partes de aparelhos de ar condicionado 0,9% 138,6 57,4 141% 218% Circuitos impressos 0,9% 132,5 114,5 16% 113% Telas de LCD 0,8% 119,4 287,2 -58% 22% Circuitos integrados e microconjuntos eletronicos ,8% 0 117,8 98,8 19% 35% Aparelhos de ar condicionado 0,7% 105,9 76,2 39% 133% Automóveis até 6 passageiros 0,7% 105,3 0,0 - - Máquinas automáticas para proc. de dados 0,7% 105,1 50,5 108% 246% Superfosfato 0,7% 101,4 10,3 884% 721% Outros acumuladores elétricos 0,7% 100,3 92,5 8% 118% Lampadas,tubos eletricos e farois 0,6% 95,7 137,7 -31% 69% Demais 78,1% 11.510,7 8.500,2 35% 130%Elaboração: DEREX / Área de Análise Econômica do Comércio Exterior 03Fonte: AliceWeb/MDIC
  • 5. Raio-X das Relações Bilaterais Brasil - China Junho de 2011 Participação da China nas importações brasileiras US$ milhões Participação jan-jun jan-jun jan-jun jan-jun15 Principais Produtos Manufaturados 2011 2010 2011 2010 Partes e aparelhos de televisão e transmissores 593,3 529,7 43,2% 48,2% ▼ Circuitos impressos e aperelhos de telefonia 312,7 204,7 58,7% 54,5% ▲ Transmissores e receptores de telefonia celular 301,1 94,2 70,7% 49,7% ▲ Maquinas para processamento de dados 183,1 163,3 93,9% 94,1% ▼ Circuitos impressos para aparelhos de telefonia 170,9 101,1 39,2% 36,9% ▲ Partes de aparelhos de ar condicionado 138,6 57,4 65,1% 57,2% ▲ Circuitos impressos 132,5 114,5 56,8% 57,3% ▼ Telas de LCD 119,4 287,2 70,0% 45,8% ▲ Circuitos integrados e microconjuntos eletronicos 117,8 98,8 22,1% 24,3% ▼ Aparelhos de ar condicionado 105,9 76,2 99,0% 99,2% ▼ Automóveis até 6 passageiros 105,3 0,0 12,8% 0,0% ▲ Máquinas automáticas para proc. de dados 105,1 50,5 42,5% 25,2% ▲ Superfosfato 101,4 10,3 48,0% 13,8% ▲ Outros acumuladores elétricos 100,3 92,5 65,8% 67,4% ▼ Lampadas,tubos eletricos e farois 95,7 137,7 83,1% 88,8% ▼ Comparação do preço médio das importações brasileiras da China e do Mundo no acumulado de janeiro a junho de 2011 US$ / Kg15 Principais Produtos Manufaturados China Mundo Diferença Partes e aparelhos de televisão e transmissores 21,1 23,7 -11% Circuitos impressos e aperelhos de telefonia 129,0 127,7 1% Transmissores e receptores de telefonia celular 186,3 227,2 -18% Maquinas para processamento de dados 96,1 97,3 -1% Circuitos impressos para aparelhos de telefonia 400,5 520,6 -23% Partes de aparelhos de ar condicionado 5,1 6,8 -25% Circuitos impressos 36,3 45,6 -20% Telas de LCD 100,4 106,8 -6% Circuitos integrados e microconjuntos eletronicos 3.346,4 1.265,5 164% Aparelhos de ar condicionado 4,2 4,2 0% Automóveis até 6 passageiros 5,8 10,0 -42% Máquinas automáticas para proc. de dados 128,3 139,0 -8% Supersfosfatos 0,5 0,5 0% Outros acumuladores elétricos 70,0 64,7 8% Lampadas,tubos eletricos e farois 7,8 6,7 16%Elaboração: DEREX / Área de Análise Econômica do Comércio ExteriorFonte: AliceWeb/MDIC 04