Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
Raio-X dos Investimentos ( Junho 2011)
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Raio-X dos Investimentos ( Junho 2011)

  • 526 views
Published

Monitoramento mensal do investimento estrangeiro direto no Brasil (IED) e do investimento brasileiro direto no exterior (IBD). …

Monitoramento mensal do investimento estrangeiro direto no Brasil (IED) e do investimento brasileiro direto no exterior (IBD).
Estudo realizado pela área de Análise Econômica do Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior da FIESP.

Published in Business , Economy & Finance
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
526
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
9
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. junho | 2011 Destaques dos Investimentos Brasileiros no Exterior Investimento Brasileiro Direto Líquido: em junho o IBD líquido fechou positivo em US$ 117,0 milhões, apenas no mês de abril as saídas de investimentos haviam sido maiores do que os retornos. Como resultado desta tendência, o país apresentou, até junho, saldo negativo de US$ 10,2 bilhões pelo retorno de investimentos do exterior. Saída Bruta de IBD: apenas o setor primário apresentou alta nos investimentos brasileiros no exterior, na comparação entre os acumulados de janeiro a junho de 2010 e 2011, atingindo crescimento de 56,4%. O Setor de Extração de minerais metálicos foi o que apresentou maior dinamismo, crescendo 115,6% em relação ao mesmo período de 2010. Apesar do maior crescimento do setor primário, os setores de serviços e da indústria apresentam maiores montantes de investimentos, respectivamente, US$ 4,2 bilhões e US$ 3,8 bilhões, até junho de 2011. Petrobras compra blocos de petróleo no Gabão: a Petrobras, por meio de sua subsidiária, Petrobras Participaciones, anuncia a compra de 50% dos direitos dos blocos de petróleo na bacia costeira do Gabão. A empresa britânica Ophir Energy mantém, ainda, 50% dos direitos. Destaques dos Investimentos Estrangeiros no Brasil IED acumulado no primeiro semestre alcança US$ 32,5 bilhões: apenas no primeiro semestre de 2011, o Brasil já registrou a entrada líquida de US$ 32,5 bilhões, cerca de 170% a mais do que no mesmo período de 2010. A despeito deste fato, destaca-se, também, a entrada de capitais pela conta de Empréstimos Intercompanhia. De janeiro a junho de 2010 esta linha de entrada de divisas apresentava saldo negativo de US$ 160 milhões, no mesmo período de 2011 o saldo alcançou US$ 6,7 bilhões positivos. Fato que levanta a hipótese de que estes capitais não estejam ligados a investimentos produtivos, pela possibilidade de aplicação destes recursos no mercado financeiro por meio das filiais de empresas estrangeiras alocadas no Brasil. Setor de Serviços acumula a maior entrada bruta de investimentos estrangeiros: a entrada bruta de IED em 2011, no acumulado até junho, é 77,2% maior do que em 2010. O setor de serviços foi responsável por 57,0% destes investimentos, cerca de US$ 18,2 bilhões. Telecomunicações foi o setor que apresentou maior crescimento em relação a 2010 (845,0%), com investimentos em cerca de US$ 6,0 bilhões. No setor industrial, o crescimento foi de 0,7% em relação a 2010, com Metalurgia liderando a entrada de recursos, US$ 3,3 bilhões no acumulado até junho, 528,2% de crescimento em relação ao mesmo período de 2010. Mazda Motors e Sumitomo Corp. estabelecem acordo para atuar no mercado brasileiro: a empresa japonesa Mazda e a empresa Sumitomo Corp. do Brasil chegaram a um acordo para estabelecer uma joint venture no país no intuito de importar automóveis, partes e peças. O acordo entre ambas prevê, ainda, outra joint venture no México para a produção de automóveis para exportação. Elaboração: DEREX / Área de Análise Econômica do Comércio Exterior – junho de 2011
  • 2. Raio-X dos Investimentos Junho de 2011 Investimento Brasileiro Direto Líquido (US$ Milhões) jan-jun/10 jan-jun/11 Variação Investimentos Brasileiros Diretos - Total 8.881 -10.228 -215,2% ▼ Participação no capital 12.110 6.930 -42,8% ▼ Empréstimos Intercompanhias -3.229 -17.158 -431,4% ▼ Evolução do Investimento Brasileiro Direto Líquido (US$ Bilhões) 6,0 4,7 4,0 2,0 2,0 1,2 0,7 0,1 0,1 0,0 -0,5 -2,0 -1,1 -1,5 -2,1 -1,6 -2,5 -4,0 -6,0 -6,3 -8,0 mar/11 jun/10 jul/10 ago/10 set/10 out/10 nov/10 dez/10 jan/11 fev/11 abr/11 mai/11 jun/11 Saída Bruta de Investimento Brasileiro Direto por Setor (US$ Milhões) Setores jan-jun/10 Part. jan-jun/11 Part. Variação Total Primários 226,0 100% 353,5 100% 56,4% ▲ Extração de minerais metálicos 90,0 39,8% 194,0 54,9% 115,6% ▲ Atividades de apoio à extração mineral 46,0 20,4% 85,5 24,2% 85,9% ▲ Extração de petróleo e gás natural 53,0 23,5% 74,0 20,9% 39,6% ▲ Agricultura, pecuária e serviços relacionados 35,0 15,5% 0,0 0,0% - Outros primários 2,0 0,9% 0,0 0,0% - Total Indústria 4.940,0 100% 3.823,0 100% -22,6% ▼ Produtos minerais não-metálicos 233,0 4,7% 1.330,5 34,8% 471,0% ▲ Produtos alimentícios 3.398,0 68,8% 753,7 19,7% -77,8% ▼ Coque, derivados de petróleo e biocombustíveis 454,0 9,2% 586,3 15,3% 29,1% ▲ Celulose, papel e produtos do papel 0,0 0,0% 324,0 8,5% - Metalurgia 500,0 10,1% 311,3 8,1% -37,7% ▼ Outros da indústria 355,0 7,2% 517,2 13,5% 45,7% ▲ Total Serviços 8.715,0 100% 4.152,3 100% -52,4% ▼ Serviços financeiros e atividades auxiliares 6.199,0 71,1% 1.498,0 36,1% -75,8% ▼ Telecomunicações 39,0 0,4% 902,8 21,7% *** Serviços financeiros - holdings não-financeiras 1.633,0 18,7% 804,5 19,4% -50,7% ▼ Comércio, exceto veículos 92,0 1,1% 356,5 8,6% 287,5% ▲ Serviços de escritório e outros serviços prestados a empresas 6,0 0,1% 171,6 4,1% *** Outros serviços 746,0 8,6% 418,8 10,1% -43,9% ▼***Variação maior que 1000%Fonte: Banco Central do Brasil e ISI Emerging Marketing 01Elaboração: DEREX / Área de Análise Econômica do Comércio Exterior
  • 3. Raio-X dos Investimentos Raio-X do Investimento Junho de 2011 Janeiro a Junho de 2010 Janeiro a Junho de 2011 Ilhas Cayman Ilhas Cayman Áustria US$ 6,1 Bi US$ 1,9 Bi US$ 1,5 Bi 44% 18% 23% Estados Unidos Reino Unido US$ 1,7 Bi 12% US$ 0,9 Bi 11% Demais Luxemburgo países US$ 1,2 Bi 9% Demais países Estados Unidos US$ 3,2 Bi Países Baixos US$ 2,5 Bi Argentina França US$ 0,9 Bi 23% 30% US$ 0,7 Bi US$ 0,7 Bi US$ 0,8 Bi 10% 6% 8% 5% Fusões e Aquisições Efetivadas (F.&.A.) - Empresas Brasileiras no Exterior (US$ mi) jan-jun jan-jun Part. Part. Var. 2010 2011 F&A Total 4.465,65 100% 3.764,89 100,0% -15,7% Completadas 606 14% 6 0,2% -99,0% Negociação em andamento 3.860 0,86 3.759 99,8% -2,6% Transações de Empresas Brasileiras no Exterior em Junho de 2011 Fusões (F); Aquisições (A); Joint Venture (J) Vendedor Comprador Detalhes da Transação País Empresa Setor Empresa Tipo Part. US$ Mi Status Reino Ophir Energy (blocos no Petrolífero Petrobras (A) 50,0% - Anunciada Unido Gabão)Fonte: Banco Central do Brasil e ISI Emerging Marketing 02Elaboração: DEREX / Área de Análise Econômica do Comércio Exterior
  • 4. Raio-X dos Investimentos Junho de 2011 Investimento Estrangeiro Direto Líquido (US$ Milhões) jan-jun/10 jan-jun/11 Variação Investimentos Estrangeiros Diretos - Total 12.096 32.477 168,5% ▲ Participação no capital 12.256 25.827 110,7% ▲ Empréstimos Intercompanhia -160 6.650 *** Evolução do Investimento Estrangeiro Direto Líquido (US$ Bilhões) 18,0 16,0 15,4 14,0 12,0 10,0 7,7 8,0 6,8 6,8 6,0 5,4 5,5 5,5 3,7 4,0 4,0 2,6 2,4 3,0 2,0 0,7 0,0 mar/11 jun/10 jul/10 ago/10 set/10 out/10 nov/10 dez/10 jan/11 fev/11 abr/11 mai/11 jun/11 Entrada Bruta de Investimento Estrangeiro Direto por Setor (US$ Milhões) Setores jan-jun/10 Part. jan-jun/11 Part. Variação Total Primários 2.784,5 100% 4.243,9 100% 52,4% ▲ Extração de petróleo e gás natural 1.091,6 39,2% 1.946,6 45,9% 78,3% ▲ Extração de minerais metálicos 1.310,1 47,1% 1.527,5 36,0% 16,6% ▲ Atividades de apoio à extração de minerais 86,9 3,1% 455,5 10,7% 424,4% ▲ Agricultura, pecuária e serviços relacionados 83,5 3,0% 245,8 5,8% 194,5% ▲ Produção florestal 210,1 7,5% 48,6 1,1% -76,9% ▼ Outros primários 2,3 0,1% 19,9 0,5% 768,3% ▲ Total Indústria 9.628,9 100% 9.692,7 100% 0,7% ▲ Metalurgia 530,5 5,5% 3.332,7 34,4% 528,2% ▲ Produtos minerais não-metálicos 51,1 0,5% 1.373,2 14,2% *** Produtos alimentícios 640,4 6,7% 1.269,0 13,1% 98,1% ▲ Coque, derivados de petróleo e biocombustíveis 1.699,7 17,7% 894,2 9,2% -47,4% ▼ Produtos químicos 5.125,3 53,2% 468,9 4,8% -90,9% ▼ Outros da indústria 1.581,8 16,4% 2.354,6 24,3% 48,9% ▲ Total Serviços 5.738,0 100% 18.234,0 100% 217,8% ▲ Telecomunicações 632,1 11,0% 5.973,4 32,8% 845,0% ▲ Serviços financeiros e atividades auxiliares 910,0 15,9% 1.423,6 7,8% 56,4% ▲ Atividades imobiliárias 556,5 9,7% 1.004,7 5,5% 80,5% ▲ Outros serviços 2.711,9 47,3% 4.831,6 26,5% 78,2% ▲***Variação maior que 1000%Fonte: Banco Central do Brasil e ISI Emerging MarketingElaboração: DEREX / Área de Análise Econômica do Comércio Exterior 03
  • 5. Raio-X dos Investimentos Raio-X do Investimento Junho de 2011 Janeiro a Junho de 2010 Janeiro a Junho de 2011 Estados Unidos Países Baixos Suíça Suíça US$ 2,5 Bi US$ 9,6 Bi US$ 4,9 Bi US$ 4,9 Bi 14% 30% 15% 27% França US$ 2,0 Bi Estados 11% Unidos US$ 2,5 Bi Países 8% Baixos US$ 1,8 Bi França 10% US$ 2,0 Bi Demais países Demais países 6% US$ 6 Bi Luxemburgo US$ 6 Bi Luxemburgo 33% US$ 0,8 Bi 19% US$ 0,8 Bi 5% 3% Fusões e Aquisições Efetivadas (F.&.A.) - Empresas Estrangeiras no Brasil (US$ mi) jan-jun jan-jun Part. Part. Var. 2010 2011 F&A Total 26.550,00 100% 5.532,70 100,0% -79,2% Completadas 9.191 35% 1.036 18,7% -88,7% Negociação em andamento 17.359 0,65 4.497 81,3% -74,1% Transações de Empresas Estrangeiras no Brasil em Junho de 2011 Fusões (F); Aquisições (A); Joint Venture (J) Comprador Vendedor Detalhes da Transação País Empresa Setor Empresa Tipo Part. US$ Mi Status Irlanda WPP PLC Comunicação Gringo Publicidade (A) 70,0% - Completa Irlanda WPP PLC Comunicação F. Biz Ltda (A) 70,0% - Completa Suiça Informa PLC Eventos Brazil Trade Shows (A) 100,0% 105,3 Completa Ibratexpo Feiras e Suiça Informa PLC Eventos (A) 100,0% 27,9 Completa Eventos EUA Lousiana-Pacific Corp Materiais de Construção LP-Brasil Industria (A) 100,0% 24,0 Completa Japão Mazda motor Automotivo Sumimoto Corp. (J) 70,0% - Anunciada EUA Amgen Inc. Distribuidora PED Distribuidora (A) 100,0% 21,9 Completa França Louis Dreyfus Fertilizantes Macrofertil Ind. E Com. (A) - - CompletaAlemanha Bayer Ag Soja Goiania Investimentos (A) 100,0% Anunciada França Limagrain Hold. Sementes Brasmilho Rep. (A) 85,0% - Completa EUA Bemis Co. Embalagens Dixie Toga (A) - 86,7 Anunciada Japão Rakuten Inc. Comunicação Ikeda (A) 75,0% - CompletaAustrália Centauros Metals Mineração Serra do Lontra Project (A) - 3,0 Completa Computer Sciences VIXIA Consultoria e EUA TI (A) - - Completa Corp Consultoria EUA Cargill Inc. Bionenergia USJ Group (J) 50,0% - AnunciadaAlemanha Schenck Process Mineração Pentec Soluções (A) 100,0% - CompletaFonte: Banco Central do Brasil e ISI Emerging Marketing 04Elaboração: DEREX / Área de Análise Econômica do Comércio Exterior