Raio-X dos Investimentos ( Novembro 2011)

  • 581 views
Uploaded on

Monitoramento mensal do investimento estrangeiro direto no Brasil (IED) e do investimento brasileiro direto no exterior (IBD). …

Monitoramento mensal do investimento estrangeiro direto no Brasil (IED) e do investimento brasileiro direto no exterior (IBD).
Estudo realizado pela área de Análise Econômica do Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior da FIESP.

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
581
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
5
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Novembro de 2011Destaques dos Investimentos Brasileiros no Exterior• Novembro inverte a lógica do ano e registra maior saída de Investimento Brasileiro Direto: apesar da saída de US$ 621,7 milhões em IBD líquido, o ano de 2011, até novembro, acumula um montante de US$ 11,6 bilhões em retornos líquidos do exterior. Apenas a linha de participação no capital registra mais saídas do que ingressos, cerca de US$ 9,9 bilhões em investimentos no exterior. (pág. 2)• Investimentos de empresas brasileiras no exterior mantém retração: Com um montante de US$ 13,3 bilhões (somando os três setores primário, indústria e serviços), o ano de 2011, até novembro, registra quase a metade do valor observado no mesmo período de 2010. Apenas 6 setores registraram maiores remessas de investimentos ao exterior em relação ao ano de 2010. (pág. 2)• Empresa brasileira assume totalidade de joint venture formada em 2009: A empresa Petropar, que mantém operações em setores como o de químicos e de embalagens, anunciou a compra da parte da empresa britânica Fiberweb na Joint Venture firmada por ambas em 2009. O valor da operação ficou em US$ 286,0 milhões. (pág. 3)Destaques dos Investimentos Estrangeiros Direto no Brasil• Valor do IED acumulado até novembro é quase o dobro do mesmo período de 2010: com a cifra de US$ 60,1 bilhões no acumulado do ano, o IED acumula alta de 81,6% em relação ao mesmo período de 2010. A maior elevação observada ocorre na conta de participação no capital, em que o montante chega a ser 84,1% maior do que o acumulado até novembro de 2010. (pág. 4)• Entrada de IED por empresas estrangeiras é 67,1% maior do que em 2010: até novembro de 2011, a entrada bruta de IED por empresas estrangeiras alcançou a cifra de US$ 61,9 bilhões, contra US$ 37,0 bilhões do mesmo período de 2010. Apenas 2 setores registraram menor afluxo de investimentos, sendo o caso dos químicos no setor industrial e da extração de minerais metálicos no setor primário. (pág. 4)• Empresa estatal chinesa anuncia aquisição de subsidiária brasileira: a petroleira estatal Sinopec, 9º maior empresa do mundo segundo a revista Forbes, anunciou o acordo de aquisição de 30,0% dos ativos da filial brasileira da empresa portuguesa Petrogal. A estatal chinesa, que vem anunciando uma série de investimentos na América Latina, pagou US$ 4,8 bilhões pela parcela da filial portuguesa no Brasil. (pág. 6) 1
  • 2. 2
  • 3. 3
  • 4. 4
  • 5. 5
  • 6. EQUIPE TÉCNICAFederação das Indústrias do Estado de São Paulo – FIESPDepartamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior – DEREXÁrea de Análise Econômica do Comércio ExteriorDiretor Titular: Roberto Giannetti da Fonseca Gerente: Frederico Arana MeiraEquipe: Paula Bolonha, Wellington Freire, Paulo Vitor Lira, Laura GonçalvesEndereço: Av. Paulista, 1313, 4º andar – São Paulo/SP – 01311-923 6