Your SlideShare is downloading. ×
0
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
PORTO COMPETITIVO
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

PORTO COMPETITIVO

1,418

Published on

Um panorama da situação dos portos no Brasil

Um panorama da situação dos portos no Brasil

Published in: Technology
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,418
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
151
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. PORTO COMPETITIVO
    José Roberto Correia Serra
    Diretor Presidente
    6º Encontro de Logística eTransportes
  • 2. O QUE PENSAM
    DO PORTO DE SANTOS
  • 3. 1 - O QUE PENSAM DO PORTO DE SANTOS
    Porto de Santos estabelece novo recorde no 1°Tri/11
    26/04/2011 – Fator Brasil
    A Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) recebeu, em novembro, a certificação de implantação do ISPS Code, código de segurança da Organização Marítima Internacional
    15/12/2010 – Caisporto.com
    Governo e setor privado vão investir US$ 2 bi em Santos
    17/02/2009 - Valor Econômico
    A Associação Brasileira de Terminais Portuários (ABTP) planeja descentralizar suas atividades utilizando o modelo implantado no Porto de Santos
    04/01/2011 - A Tribuna
    Porto de Santos: movimentação recorde em janeiro reafirma crescimento sustentado
    01/03/2011 – Fator Brasil
  • 4. 1 - O QUE PENSAM DO PORTO DE SANTOS
    Porto de Santos em boa fase
    10/06/2011 - Diário da Manhã (GO)
    Porto de Santos:Tecondi e ADM lideram em eficiência
    14/12/2010 – Valor Econômico
    Empresas e governo investem cerca de R$ 40 bilhões em portos
    02/07/2010 – www.ig.com.br
    Em entrevista ao iG, ministro descarta apagão portuário. Especialistas avaliam que setor precisará de cerca de R$ 54 bilhões
    Porto de Santos tem crescimento no bimestre, aumento de 0,7%
    29/03/2011 - Fator Brasil
    Porto de Santos vai triplicar de tamanho em 15 anos
    02/02/2011 – www.r7.com
    Ranking coloca o Porto de Santos entre os piores do Brasil
    29/07/2007 - Estado de S.Paulo
    Novo sistema BDCC fornece mais segurança ao Porto de Santos
    05/10/2010 – Cargo news
  • 5. 1 - O QUE PENSAM DO PORTO DE SANTOS
    Documentação errada causa 24% dos atrasos
    23/03/2011 - A Tribuna
    Safra de grãos deve trazer 6 meses de caos no trânsito
    13/03/2011 - A Tribuna
    Fragilidades no acesso terrestre e marítimo lhe renderam o título de quarto pior porto do Brasil, com nota 5,7, segundo ranking elaborado pelo Centro de Logística da Coppead/UFRJ
    Ranking coloca o Porto de Santos entre os piores do Brasil
    29/07/2007 - Estado de S.Paulo
    Porto de Santos não acompanha demanda
    12/01/2011 - O Estado do Paraná
    Bastam quatro embarcações no cais para o caos se instalar
    pedem agilidade na fiscalização
    28/01/2008 - A Tribuna
    Os procedimentos de fiscalização das mercadorias também surgem como um dos entraves para a plena ??abertura?? do Porto de Santos, segundo exportadores e importadores que utilizam o complexo
  • 6. 1 - O QUE PENSAM DO PORTO DE SANTOS
  • 7. 1 - O QUE PENSAM DO PORTO DE SANTOS
    Baixa eficiência no transporte de cargas
    Problemas Identificados
    Principais Causas Primárias
    Desequilíbrio na matriz de transportes
    Logística e Auditoria Inadequadas
    Deficiência em
    Infraestrutura
    e Suporte
    Rotas Inseguras
    • Baixos preços do frete rodoviário
    • 8. Poucas alternativas de modais
    • 9. Barreiras à intermodalidade
    • 10. Priorização do modal rodoviário
    • 11. Regulamentação do Transporte
    • 12. Legislação Tributária e Incentivos Fiscais
    • 13. Ineficiência de Auditoria
    • 14. Burocracia
    • 15. Banco de Dados para o Setor de Transporte
    • 16. Tecnologia da Informação
    • 17. Terminais multimodais
    • 18. Deficiência de infra-estrutura em modais mais econômicos
    • 19. Roubo de cargas
    • 20. Manutenção das vias
    Principais Causas Secundárias
    Fonte: Banco Mundial e COPPEAD (UFRJ)
  • 21. QUEM SOMOS NO CENÁRIO NACIONAL
  • 22. 2 - QUEM SOMOS NO CENÁRIO NACIONAL
    Maior Porto do Brasil
    Crescimento constante
  • 23. QUEM SOMOS NO CENÁRIO MUNDIAL
  • 24. 2 - QUEM SOMOS NO CENÁRIO MUNDIAL
    61°em 2007
    para 41° em 2010
    Fonte: Estudo do Banco Mundial – Connecting to Compete 2010 - Trade Logistics in the Global Economy
  • 25. Ranking
    PORTOS LÍDERES 2010
    2 - QUEM SOMOS NO CENÁRIO MUNDIAL
  • 26. O QUE QUEREMOS SER
  • 27. ATUALIZAÇÕES TECNOLÓGICAS
    3 - O QUE QUEREMOS SER
    Cabeços Duplos de Amarração
    Dragagem de Aprofundamento
    Rebocador Azimutal
    TWIN SPREADER
    Defensas Inteligentes
  • 28. ATUALIZAÇÕES TECNOLÓGICAS
    3 - O QUE QUEREMOS SER
    Vagão Tipo “Double Deck”
  • 29. REFERÊNCIA EM MOVIMENTAÇÃO
    3 - O QUE QUEREMOS SER
    2011 2014 2019 2024
    103,0 121,3 168,3 229,7
  • 30. REFERÊNCIA EM MOVIMENTAÇÃO
    3 - O QUE QUEREMOS SER
  • 31. REFERÊNCIA EM MOVIMENTAÇÃO
    3 - O QUE QUEREMOS SER
    PREVENDO UM FUTURO DE CRESCIMENTO
    DEMANDA PREVISTA
    CAPACIDADE INSTALADA
    Fonte: The Louis Berger Group, Inc. e InternaveEngenharia
  • 32. O QUE TEMOS QUE FAZER
  • 33. 4 - O QUE TEMOS QUE FAZER
    METAS DE PRODUTIVIDADE NO ARRENDAMENTO
    LEI 8630/93
    SIMPLIFICAR A REGULAMENTAÇÃO/REGULAÇÃO
    LEI 8666/93
    FACILITAR/SIMPLIFICAR
    AUTONOMIA DAS AUTORIDADES PORTUÁRIA
  • 34. CONTROLE TOTAL
    4 - O QUE TEMOS QUE FAZER
    Controle em TERRA
    Carga Inteligente
    Controle do PORTO
    Atualização Tecnológica da Infraestrutura Portuária
    Controle nas vias AQUAVIÁRIAS
    VTMIS
  • 35. 4 - O QUE TEMOS QUE FAZER
    Terminal 12A
    Investimentos: US$ 62 milhões - Arrendatário
    NST – Suco de Laranja e Celulose
    Investimentos: US$ 41 milhões - Arrendatário
    NOVOS TERMINAIS
    Total Investimentos
    US$ 1.77 Bilhão
    INVESTIMENTOS PRIVADOS
    TECONDI - Ampliação (Terminal Contêiner) Investimentos: US$ 103 milhões - Arrendatário
    Brasil Terminal Portuário - BTP
    (Contêiner / GranelLíquido)
    Investimentos: US$ 890 milhões - Arrendatário
    Embraport
    Investimentos: US$ 670 milhões
  • 36. 4 - O QUE TEMOS QUE FAZER
    Dragagem 15 metros
    Investimentos: US$ 125 milhões – PAC
    DRAGAGEM/DERROCAGEM/ REMOÇÃO- PAC
    Total Investimentos
    US$ 283 Milhões
    Remoção(AisGiorgis)
    Investimentos: US$ 16 milhões - PAC
    INVESTIMENTOS PÚBLICOS
    Derrocagem(Teffé / Itapema)
    Investment: US$ 11 milhões - PAC
    Aprofundamento do Canal para 17 Metros
    Investimentos: US$ 109 milhões – PAC
    MonitoramentoAmbiental de Dragagem
    Investimentos: US$ 22 milhões – PAC
  • 37. 4 - O QUE TEMOS QUE FAZER
    Construção de novosBerços - Alamoa
    Investimentos: US$ 45 Milhões - PAC
    Reforço de BerçosTerminais - Alamoa
    Investimentos: US$ 33 Milhões - PAC
    INVESTIMENTOS PÚBLICOS
    Novo Terminal de GranéisLíquidosnaIlhaBarnabé
    Investimentos: US$ 94 Milhões - PAC
    Reforço de Berços –Terminal IlhaBarnabé
    Investimentos: US$ 33 Milhões - PAC
    CONSTRUÇÃO E REFORÇO DE BERÇOS - PAC
    Total Investimentos
    US$ 364 Milhões
    Reforço de Berços - Armazens - 12A - 23 Investimentos: US$ 159 Milhões - PAC
  • 38. 4 - O QUE TEMOS QUE FAZER
    Av Perimetral - M Direita 1ª Fase
    Investimentos: US$ 75 Milhões - PAC
    Mergulhão do Valongo
    Investimentos: US$ 167 Milhões - PAC
    ACESSO- PAC
    Total Investimentos
    US$ 544 Milhões
    Av Perimetral - M Esquerda 1ª Fase
    Investimentos: US$ 44 Milhões - PAC
    INVESTIMENTOS PÚBLICOS
    Av Perimetral - M Esquerda 2ª Fase
    Investimentos: US$ 190 Milhões - PAC
    Av Perimetral - M Direita 2ª Fase
    Investimentos: US$ 35 Milhões - PAC
    M Direita 2ª Fase– Macuco/Ponta da Praia
    Investimentos: US$ 33 Milhões - PAC
  • 39. 4 - O QUE TEMOS QUE FAZER
    TERMINAL DE PASSAGEIROS PAC
    Investimentos
    US$ 219 Milhões
    INVESTIMENTOS PÚBLICOS
  • 40. INVESTIMENTOS EM PROCESSAMENTO
    INVESTIMENTOS EM ANÁLISE
    Total Investimentos
    US$ 1.55 Bilhão
    INVESTIMENTOS PRIVADOS
    Terminal de Contêiner
    Conceiçãozinha/Prainha/Libra
    Investimentos: US$ 1.1 bilhão
    Terminal Multi UsoSaboó
    Investimentos: US$ 125 milhões
    Terminal de Passageiros
    Investimentos: US$ 330 milhões
  • 41. 4 - O QUE TEMOS QUE FAZER
    INVESTIMENTOS PÚBLICO/PRIVADO
    US$4,75 Bilhões
  • 42. 4 - O QUE TEMOS QUE FAZER
    INVESTIMENTOS EM ANÁLISE
    US$ 3,0 Bilhões
  • 43. SEGURANÇA DA NAVEGAÇÃO
    4 - O QUE TEMOS QUE FAZER
    VTMIS
  • 44. GESTÃO DE TRÁFEGO
    4 - O QUE TEMOS QUE FAZER
  • 45. SIMPLIFICAR PROCESSOS
    4 - O QUE TEMOS QUE FAZER
    26 INTERVENIENTES
    CONCENTRADOR DE
    DADOS
    FONTE: SEP /PR
  • 46. MUDANÇAS NA MATRIZ DE TRANSPORTES
    4 - O QUE TEMOS QUE FAZER
    MUDANÇA DA MATRIZ DE TRANSPORTES
    R$ 290,3 BILHÕES
    EM INVESTIMENTOS PARA INTERCONECTAR PORTOS, AERPORTOS, RODOVIAS, FERROVIAS E TRANSPORTE FLUVIAL
    Rodovias
    Ferrovias
    Dutovias
    Aeroportos
    Marítimo + Fluvial
    Fonte: PLano Nacional de Logística e Transportes – PNLT
    Centro de Excelência em Engenharia de Transportes (CENTRAN), Ministério dos Transportes – e Ministério da Defesa – MD
  • 47. PONTE/TÚNEL
    4 - O QUE TEMOS QUE FAZER
  • 48. CABOTAGEM
    4 - O QUE TEMOS QUE FAZER
    PORTO DE SANTOS -CONTÊINER DE CABOTAGEM
  • 49. PROJETO PROPOSTO - ZAL
    4 - O QUE TEMOS QUE FAZER
  • 50. ESTUDO DO COMPLEXO HIDROVIÁRIO
    4 - O QUE TEMOS QUE FAZER
  • 51. PORTO COMPETITIVO
    José Roberto Correia Serra
    Diretor Presidente
    Obrigado!
    6º Encontro de Logística eTransportes

×