Informativo trimestral  3º trimestre de 2013

Para mais informações www.fiesp.com.br

São Paulo, 21 de novembro de 2013

...
Dessa forma, as importações absorveram uma maior

Acomodação da produção nacional
Após o forte resultado apresentado no 2º...
Quanto à indústria de transformação, o coeficiente
encolheu 0,9 p.p., na comparação entre o 2º e o 3º
trimestre de 2013, a...
O setor de produtos farmacêuticos foi o destaque de
maior alta (+9,2 p.p.). Equipamentos de instrumentação
médico-hospital...
Tabela 1

Voltar

Coeficientes de Exportação (Trimestral)

3º Trim 13

3º Trim 13

2º T 12 3º T 12 4º T 12 1º T 13 2º T 13...
Tabela 2

Voltar

Coeficientes de Importação (Trimestral)

3º Trim 13

2º T 12 3º T 12 4º T 12 1º T 13 2º T 13 3º T 13 3º ...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

CEI- Coeficientes de Exportação e Importação

427

Published on

CEI- Coeficientes de Exportação e Importação
Informativo Trimestral – 3º Trimestre de 2013

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
427
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
6
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "CEI- Coeficientes de Exportação e Importação"

  1. 1. Informativo trimestral  3º trimestre de 2013 Para mais informações www.fiesp.com.br São Paulo, 21 de novembro de 2013 Importações absorvem maior parcela da demanda industrial. Coeficiente de Exportação e Importação da Indústria Geral Coef. Exportação Coef. Importação 24,7% 22,7% 20,9% 18,6% 23,4% 22,3% 20,2% 20,5% 20,3% 20,5% 3º T 11 3º T 12 3º T 13 19,2% 19,8% 18,2% 18,1% 3º T 07 Fonte: MDIC, IBGE 3º T 08 3º T 09 3º T 10 Elaboração DEREX – FIESP Ligeira alta da parcela da produção destinada ao exterior no 3º trimestre de 2013. O Coeficiente de Exportação (CE) da Indústria se elevou para 20,5% nos meses entre julho e setembro deste ano. Na comparação com o 3º trimestre de 2012, o CE mostrou um acréscimo de aproximadamente 0,3 pontos percentuais (p.p.). Entretanto, no confronto com o trimestre imediatamente anterior, o CE encolheu 0,5 p.p. Aumento da demanda industrial é absorvido por produtos importados. O Coeficiente de Importação (CI) encerrou o 3º trimestre de 2013 com um aumento de 2,4 p.p. frente ao mesmo período do ano anterior. O indicador atingiu 24,7%, valor que permanece em trajetória ascendente. Além disso, os produtos estrangeiros absorveram mais de 80% do crescimento do consumo por bens industriais no mesmo período. 1
  2. 2. Dessa forma, as importações absorveram uma maior Acomodação da produção nacional Após o forte resultado apresentado no 2º trimestre deste ano (alta de 4,3%), a produção industrial brasileira, registrou alta mais moderada nos meses entre julho e setembro. No fechamento do 3º trimestre de 2013, o índice do setor industrial avançou 0,8%, na série livre de efeitos parcela da demanda doméstica. No 3º trimestre, ao observar o aproveitamento da expansão do consumo aparente, é possível verificar que a indústria nacional concentrou apenas 17,6%, enquanto os produtos estrangeiros responderam por 82,4% do aumento do consumo. Essa conjuntura configurou uma inversão no sazonais, frente a igual período do ano anterior. Na série sem ajustes sazonais, a parcela da produção movimento observado no trimestre anterior. industrial destinada apenas ao mercado interno cresceu 0,9%. O desempenho do setor industrial foi acompanhado Aproveitamento da expansão do consumo aparente 3T-2013 x 3T-2012 por um aumento de 2,6% do quantum exportado, sendo que as importações cresceram em um ritmo bastante superior (15,1%)1. Importante ressaltar que o cálculo dos Importados Indústria Nacional coeficientes não considera o efeito preço, isto é, variações 17,6% no valor das exportações e importações. Portanto, o déficit comercial registrado no ano não interfere nos resultados. O movimento de intensificação da demanda doméstica 82,4% de produtos industriais se manteve no 3º trimestre, embora tenha apresentado leve desaceleração se comparada à alta dos três meses anteriores (4,9%). Em bases anuais, o consumo aparente cresceu 4,1% de julho a setembro. Fonte: MDIC, IBGE Elaboração DEREX – FIESP Coeficiente de Exportação (CE) Variações comparadas da Indústria Geral 3T-2013 x 3T-2012 O Coeficiente de Exportação da indústria brasileira, que corresponde à participação das exportações na Produção p/ mercado interno produção industrial, mostrou uma redução no 3º trimestre 0,9% de 2013 em relação aos três meses imediatamente Consumo Aparente anteriores. O indicador diminuiu 0,5 p.p., passando de 4,1% 21,0% para 20,5%. Parte desta redução marginal pode ser Importações 15,1% atribuída à acomodação da indústria, após o forte desempenho do setor no 2º trimestre deste ano. Exportações 2,6% Por outro lado, o CE da indústria geral no confronto com julho a setembro de 2012 registrou um ligeiro acréscimo Fonte: MDIC, IBGE 1 Elaboração DEREX – FIESP de aproximadamente 0,3 p.p. Variações relativas a valores constantes (em R$) de 2006. 2
  3. 3. Quanto à indústria de transformação, o coeficiente encolheu 0,9 p.p., na comparação entre o 2º e o 3º trimestre de 2013, atingindo 17,8%. Em bases anuais, houve um acréscimo de 0,4% no CE. Coeficiente de Importação (CI) O Coeficiente de Importação, que representa a parcela do consumo interno atendida por produtos estrangeiros, no 3º trimestre de 2013, também ficou ligeiramente abaixo do patamar dos três meses imediatamente anteriores. Nesta Coeficientes de Exportação da Indústria Indústria Geral comparação, o CI da indústria geral passou de 24,8% para Indústria de Transformação 24,7%. Porém, no confronto interanual, o indicador manteve 20,2% 19,9% 21,0% 20,5% 20,3% 20,4% 19,0% 16,6% verificou uma redução marginal, mas uma ampliação frente 18,8% 17,8% 17,4% 17,1% 16,1% 15,9% a 2012 (2,0 p.p.), chegando-se a 23,1% no 3º trimestre de 2013. 3º T 11 4º T 11 1º T 12 2º T 12 3º T 12 4º T 12 1º T 13 2º T 13 3º T 13 Fonte: MDIC, IBGE a trajetória de expansão, com acréscimo de 2,4 p.p. No coeficiente da indústria transformadora, também se 18,2% 17,7% 17,1% 20,5% Elaboração DEREX – FIESP Coeficientes de Importação da Indústria Indústria Geral Indústria de Transformação Evolução do Coeficiente de Exportação Indústria Geral Indústria de Transformação 3º T 08 20,9% 19,8% 18,7% 17,4% 3º T 09 18,2% 15,1% 3º T 10 19,2% 16,5% 3º T 11 20,2% 3º T 12 3º T 13 20,3% 20,5% 17,4% 17,8% 24,8% 24,7% 17,1% Período 3º T 07 Fonte: MDIC, IBGE 23,4% 24,1% 24,1% 24,0% 24,0% 22,6% 22,3% 22,7% 22,3% 22,8% 22,7% 22,6% 21,6% 23,4% 23,1% 21,2% 3º T 11 4º T 11 1º T 12 2º T 12 3º T 12 4º T 12 1º T 13 2º T 13 3º T 13 Fonte: MDIC, IBGE Elaboração DEREX – FIESP Evolução do Coeficiente de Importação Elaboração DEREX – FIESP Na análise de 33 setores produtivos da indústria de transformação, apenas nove apresentaram elevação do coeficiente em relação ao ano anterior (Tabela 1). Período Indústria Geral Indústria de Transformação 3º T 07 18,6% 16,7% 3º T 08 20,5% 18,9% 3º T 09 Novamente destacou-se o setor de outros equipamentos de 18,1% 16,4% 3º T 10 22,7% 21,4% transporte (+9,0 p.p.), seguido por celulose e papel (+3,4 3º T 11 23,4% 22,3% p.p.) e automóveis, caminhões e ônibus (+3,2 p.p.). 3º T 12 3º T 13 22,3% 24,7% 21,2% 23,1% Dentre os 24 segmentos que registraram reduções do CE, as mais significativas ocorreram em máquinas Fonte: MDIC, IBGE Elaboração DEREX – FIESP e equipamentos para extração mineral e construção (-10,0 No período analisado, 19 dos segmentos produtivos p.p.), tratores e máquinas para a agricultura (-9,1 p.p.) e da indústria de transformação registraram aumento do CI máquinas e equipamentos para fins industriais e comerciais em 2013 em face ao mesmo período do ano anterior (-7,8 p.p.). (Tabela 2). 3
  4. 4. O setor de produtos farmacêuticos foi o destaque de maior alta (+9,2 p.p.). Equipamentos de instrumentação médico-hospitalar e produtos de metal seguiram com elevações de, respectivamente, 3,4 p.p. 3,1 p.p. O setor de químicos também sofreu com a penetração de importados no período (+2,8 p.p.). Entre os segmentos que registraram redução do coeficiente, destacam-se os de máquinas e equipamentos para extração mineral e construção (-16,2p.p) e de tratores e máquinas para a agricultura (-6.0p.p.). Já o CI do setor de aeronaves, que liderava este ranking, encolheu 4,5 p.p. bases anuais. A redução das importações em setores de bens de capital e dependentes de insumos importados pode indicar a recuperação ainda hesitante do setor industrial. Nota metodológica: O coeficiente de exportação (CE) mensura a participação das exportações na produção total do setor. É calculado pela divisão do quantum exportado pela produção industrial*. O coeficiente de importação (CI) corresponde à participação das importações no consumo doméstico de bens industriais (soma da produção e das importações subtraídas das exportações). É calculado pela divisão do quantum importado pelo consumo aparente*. *em valores constantes de 2006 EQUIPE TÉCNICA Federação das Indústrias do Estado de São Paulo – FIESP | Presidente: Paulo Skaf Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior – DEREX Diretor Titular: Roberto Giannetti da Fonseca | Gerente: Magaly M. Menezes Negociações Internacionais e Análise Econômica do Comércio Exterior Coordenador: José Luiz Pimenta Jr. Equipe: Vinícius Neves, Juliana Pucci, Laura Gonçalves Bilbao e Fernando Marques | Estagiária: Rafaela Grizzo Ragazzi. Endereço: Av. Paulista, 1313, 4º andar – São Paulo/SP – 01311-923 | Telefone: (11) 3549-4615/4627 | Fax: (11) 3549-4730 4
  5. 5. Tabela 1 Voltar Coeficientes de Exportação (Trimestral) 3º Trim 13 3º Trim 13 2º T 12 3º T 12 4º T 12 1º T 13 2º T 13 3º T 13 3º Trim 12 Indústria Geral Indústria de Transformação Indústrias Extrativas Outros equipamentos de transporte (3) Celulose, papel e produtos de papel Automóveis, caminhões e ônibus Produtos farmacêuticos Preparação de couros e artefatos de couro Produtos de minerais não-metálicos Refino de petróleo e produção de álcool Artigos do mobiliário Artigos de borracha e plástico Artigos do vestuário e acessórios Edição, impressão e reprodução de gravações Peças e acessórios para veículos automotores Máquinas, aparelhos e materiais elétricos Eletrodomésticos Alimentos e bebidas Produtos químicos (1) Produtos de madeira Perfumaria, higiene e produtos de limpeza Produtos diversos Equips. de instrumentação médico-hospitalares (2) Máqs. para escritório e equips. de informática Produtos de metal Calçados Metalurgia de metais não-ferrosos Material eletrônico e aparelhos de comunicação Aeronaves Siderurgia Ferro-gusa e ferroligas Fundição e tubos de ferro e aço Produtos têxteis Máqs. e equips. para fins industriais e comerciais Tratores e máqs. e equips. para a agricultura Máqs. e equips. para extração mineral e construção 20,5% 17,7% 68,1% 7,0% 25,0% 14,1% 8,1% 68,2% 7,7% 5,9% 5,5% 8,1% 1,3% 0,7% 8,6% 17,1% 3,6% 24,1% 12,4% 21,3% 6,1% 12,1% 15,2% 4,9% 5,5% 15,1% 43,0% 9,9% 47,7% 19,4% 57,7% 11,4% 11,5% 18,1% 38,2% 36,6% 20,3% 17,4% 71,5% 10,7% 23,7% 13,6% 7,7% 68,1% 6,7% 7,2% 6,1% 7,4% 1,4% 0,6% 8,5% 18,0% 3,3% 25,1% 11,8% 20,3% 6,6% 11,9% 12,5% 7,1% 6,3% 14,4% 47,3% 9,3% 37,6% 17,4% 53,5% 14,6% 18,7% 21,7% 37,9% 37,8% 20,4% 17,1% 76,9% 29,8% 24,6% 13,4% 7,7% 71,7% 6,9% 7,9% 6,1% 7,4% 1,5% 0,4% 8,7% 14,5% 3,4% 27,1% 11,9% 21,2% 5,4% 14,0% 11,9% 8,6% 5,5% 15,3% 50,8% 10,9% 57,8% 19,6% 57,1% 10,1% 25,5% 21,6% 34,7% 46,2% 18,2% 15,9% 59,4% 30,8% 25,6% 12,0% 7,6% 69,2% 6,6% 4,8% 5,0% 6,9% 1,6% 0,4% 7,7% 12,8% 3,2% 25,4% 12,2% 20,3% 5,2% 11,8% 10,2% 8,7% 4,4% 15,4% 53,1% 9,3% 28,8% 20,3% 56,4% 10,4% 12,5% 13,7% 28,4% 31,5% 21,0% 18,8% 63,7% 47,9% 26,9% 15,1% 9,0% 74,3% 8,6% 5,5% 5,7% 7,2% 1,5% 0,9% 8,0% 16,1% 3,2% 25,0% 12,4% 22,6% 5,5% 12,0% 11,2% 5,5% 5,2% 14,2% 50,9% 9,7% 30,9% 15,3% 43,7% 8,4% 8,5% 14,2% 31,4% 28,7% 20,5% 0,3 pp 17,8% 0,4 pp 70,4% -1,1 pp 19,8% 9,0 pp 27,1% 3,4 pp 16,9% 3,2 pp 9,8% 2,1 pp 69,7% 1,5 pp 8,1% 1,4 pp 7,5% 0,3 pp 6,1% 0,1 pp 7,5% 0,1 pp 1,3% -0,1 pp 0,4% -0,2 pp 8,3% -0,2 pp 17,7% -0,3 pp 2,8% -0,5 pp 24,6% -0,5 pp 11,2% -0,6 pp 19,6% -0,7 pp 5,8% -0,8 pp 11,0% -0,9 pp 11,5% -1,0 pp 5,5% -1,6 pp 4,7% -1,6 pp 12,8% -1,6 pp 45,6% -1,7 pp 7,4% -1,9 pp 34,5% -3,0 pp 13,4% -4,0 pp 48,9% -4,5 pp 9,1% -5,5 pp 11,1% -7,6 pp 13,9% -7,8 pp 28,8% -9,1 pp 27,8% -10,0 pp 2º Trim 13 ▲ -0,5 pp ▼ ▲ -0,9 pp ▼ ▼ 6,7 pp ▲ ▲ -28,2 pp ▼ ▲ 0,2 pp ▲ ▲ 1,8 pp ▲ ▲ 0,8 pp ▲ ▲ -4,6 pp ▼ ▲ -0,5 pp ▼ ▲ 2,0 pp ▲ ▲ 0,5 pp ▲ ▲ 0,3 pp ▲ ▼ -0,2 pp ▼ ▼ -0,4 pp ▼ ▼ 0,3 pp ▲ ▼ 1,6 pp ▲ ▼ -0,4 pp ▼ ▼ -0,4 pp ▼ ▼ -1,3 pp ▼ ▼ -3,0 pp ▼ ▼ 0,3 pp ▲ ▼ -1,0 pp ▼ ▼ 0,3 pp ▲ ▼ 0,0 pp ▼ ▼ -0,5 pp ▼ ▼ -1,4 pp ▼ ▼ -5,3 pp ▼ ▼ -2,2 pp ▼ ▼ 3,6 pp ▲ ▼ -1,9 pp ▼ ▼ 5,2 pp ▲ ▼ 0,7 pp ▲ ▼ 2,6 pp ▲ ▼ -0,3 pp ▼ ▼ -2,6 pp ▼ ▼ -0,9 pp ▼ (1) Exceto farmacêuticos e perfumaria, higiene e produtos de limpeza (2) e instrumentos de precisão e ópticos, equipamentos para automação industrial, cronômetros e relógios (3) Embarcações, veículos ferroviários, motocicletas, motociclos e suas partes e peças, carrocerias e reboques 5
  6. 6. Tabela 2 Voltar Coeficientes de Importação (Trimestral) 3º Trim 13 2º T 12 3º T 12 4º T 12 1º T 13 2º T 13 3º T 13 3º Trim 12 Indústria Geral Indústria de Transformação Indústrias extrativas Produtos farmacêuticos Equips. de instrumentação médico-hospitalares (2) Produtos de metal Produtos químicos (1) Refino de petróleo e produção de álcool Peças e acessórios para veículos automotores Máquinas, aparelhos e materiais elétricos Material eletrônico e aparelhos de comunicação Outros equipamentos de transporte (3) Artigos de borracha e plástico Perfumaria, higiene e produtos de limpeza Artigos do vestuário e acessórios Siderurgia Produtos de minerais não-metálicos Automóveis, caminhões e ônibus Celulose, papel e produtos de papel Edição, impressão e reprodução de gravações Calçados Alimentos e bebidas Fundição e tubos de ferro e aço Produtos de madeira Eletrodomésticos Produtos têxteis Artigos do mobiliário Máqs. para escritório e equips. de informática Metalurgia de metais não-ferrosos Ferro-gusa e ferroligas Máqs. e equips. para fins industriais e comerciais Produtos diversos Preparação de couros e artefatos de couro Aeronaves Tratores e máqs. e equips. para a agricultura Máqs. e equips. para extração mineral e construção 3º Trim 13 2º Trim 13 -0,1 pp ▼ -0,2 pp ▼ 4,3 pp ▲ -2,4 pp ▼ 0,0 pp ▼ 2,3 pp ▲ 0,7 pp ▲ -5,2 pp ▼ 0,6 pp ▲ 2,3 pp ▲ -1,7 pp ▼ -2,9 pp ▼ 1,3 pp ▲ 0,3 pp ▲ 1,3 pp ▲ 6,9 pp ▲ 0,8 pp ▲ -0,2 pp ▼ 0,7 pp ▲ 0,1 pp ▲ -0,6 pp ▼ -0,5 pp ▼ 0,7 pp ▲ -0,2 pp ▼ -1,5 pp ▼ 1,9 pp ▲ 0,4 pp ▲ 1,0 pp ▲ -0,6 pp ▼ -0,4 pp ▼ -1,3 pp ▼ 4,6 pp ▲ -1,0 pp ▼ -0,3 pp ▼ -3,1 pp ▼ -6,5 pp ▼ 24,0% 22,6% 58,2% 28,3% 57,2% 13,3% 30,0% 23,4% 9,8% 37,9% 51,4% 20,4% 17,2% 10,2% 9,9% 13,7% 9,6% 21,4% 10,2% 3,3% 8,1% 5,2% 17,7% 2,0% 17,6% 20,7% 3,2% 58,3% 33,0% 12,3% 56,1% 30,3% 26,5% 46,5% 54,0% 45,0% 22,3% 21,2% 55,9% 24,0% 55,2% 14,4% 30,9% 12,7% 11,1% 39,7% 46,9% 22,8% 17,5% 11,6% 11,1% 13,5% 9,5% 20,3% 10,4% 3,5% 6,9% 5,0% 20,4% 2,1% 13,3% 24,2% 3,2% 56,5% 36,0% 11,5% 51,7% 36,5% 31,5% 38,8% 55,0% 51,7% 24,1% 22,8% 62,0% 30,8% 56,9% 16,1% 32,4% 19,2% 12,1% 38,5% 49,4% 25,4% 18,1% 12,7% 12,6% 12,7% 9,3% 22,4% 9,5% 2,5% 6,9% 6,7% 18,8% 2,2% 13,4% 27,6% 3,6% 56,3% 37,1% 11,3% 56,7% 35,4% 39,5% 45,8% 50,5% 53,3% 24,1% 22,7% 54,9% 34,1% 57,8% 15,8% 30,3% 21,4% 12,9% 40,1% 53,6% 27,0% 18,0% 11,5% 20,1% 12,8% 9,7% 17,4% 9,7% 2,5% 8,6% 6,8% 23,4% 1,9% 14,5% 26,9% 2,6% 55,5% 32,4% 10,9% 51,7% 31,9% 28,1% 33,8% 47,7% 43,9% 24,8% 23,4% 58,8% 35,6% 58,6% 15,2% 33,1% 20,5% 13,1% 39,7% 50,7% 27,8% 18,0% 12,9% 11,3% 7,3% 9,5% 21,3% 10,4% 3,8% 7,7% 5,5% 19,6% 1,8% 14,3% 21,6% 2,0% 54,4% 35,0% 10,2% 51,0% 29,1% 28,8% 34,5% 52,1% 42,0% 24,7% 23,1% 63,1% 33,2% 58,6% 17,5% 33,8% 15,3% 13,7% 42,1% 49,1% 24,9% 19,2% 13,2% 12,6% 14,3% 10,3% 21,1% 11,1% 4,0% 7,2% 5,0% 20,3% 1,7% 12,8% 23,5% 2,4% 55,4% 34,3% 9,8% 49,7% 33,7% 27,8% 34,2% 49,0% 35,5% 2,4 pp 2,0 pp 7,2 pp 9,2 pp 3,4 pp 3,1 pp 2,8 pp 2,6 pp 2,6 pp 2,4 pp 2,2 pp 2,1 pp 1,7 pp 1,6 pp 1,5 pp 0,8 pp 0,8 pp 0,7 pp 0,7 pp 0,5 pp 0,3 pp 0,0 pp -0,1 pp -0,4 pp -0,5 pp -0,8 pp -0,8 pp -1,1 pp -1,6 pp -1,7 pp -2,0 pp -2,8 pp -3,7 pp -4,5 pp -6,0 pp -16,2 pp ▲ ▲ ▲ ▲ ▲ ▲ ▲ ▲ ▲ ▲ ▲ ▲ ▲ ▲ ▲ ▲ ▲ ▲ ▲ ▲ ▲ ▲ ▼ ▼ ▼ ▼ ▼ ▼ ▼ ▼ ▼ ▼ ▼ ▼ ▼ ▼ (1) Exceto farmacêuticos e perfumaria, higiene e produtos de limpeza (2) e instrumentos de precisão e ópticos, equipamentos para automação industrial, cronômetros e relógios (3) Embarcações, veículos ferroviários, motocicletas, motociclos e suas partes e peças, carrocerias e reboques 6

×