Your SlideShare is downloading. ×
Renanosoma
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
48
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. RENANOSOMA
  • 2. Tercer Seminario regional agricultura y cambio climático: nuevas tecnologías en la mitigación y adaptación de la agricultura al cambio climático  Aspectos éticos y legales de la nanotecnología en el sector agroalimentario  DR. PAULO R MARTINS  RENANOSOMA  SANTIAGO, 28 /09/12
  • 3. EDGARD MORIN (1)  “A NAVE ESPACIAL TERRA É MOVIDA POR QUATRO MOTORES ASSOCIADOS E, AO MESMO TEMPO, DESCONTROLADOS:  CIÊNCIA, TÉCNICA, INDÚSTRIA E CAPITALISMO (LUCRO)  O PROBLEMA ESTA EM ESTABELECER UM CONTROLE SOBRE ESTES MOTORES: OS PODERES DA CIÊNCIA, DA TÉCNICA, E DA INDÚSTRIA DEVEM SER CONTROLADOS PELA ÉTICA, QUE SÓ PODE IMPOR SEU CONTROLE POR MEIO DA POLÍTICA” 1- MORIN, EDGARD. POR UMA GLOBLALIZAÇÃO PLURAL. FOLHA DE SÃO PAULO DOMIMGO, 31/3/02, P.A16
  • 4. UMA DEFINIÇÃO  A nanotecnologia pode ser descrita como a habilidade para trabalhar ao nível molecular, átomo a átomo, para criar estruturas com funções fundamentalmente novas.  NANO ALIMENTOS “NANO ALIMENTOS” DESCREVE ALIMENTOS QUE TEM SIDO CULTIVADOS, PRODUZIDOS, PROCESSADOS OU EMBALADOS USANDO FERRAMENTAS OU TECNICAS NANOTECNOLÓGICAS OU AQUELES QUE TEM MATERIAIS NANOMANUFATURADOS ADICIONADOS A ELE. FONTE: Jouseph and Morrison (2006)
  • 5. COMPARANDO OS TAMANHNOS
  • 6. NNI BUDGET 2011 - 2012  2011 1847,3 BILHÕES US$  2012 1696,9 BILHÕES US$  2013 1767,0 BILHÕES US$  FONTE  http://www.nano.gov/sites/default/files/pu b_resource/nni_2013_budget_suppleme nt.pdf
  • 7. Nano-Markets in 2015? Nanotechnology revenues worldwide by 2015 (USD billion) Materials 340 Electronics 300 Pharmaceuticals 180 Chemicals 100 Aerospace 70 Tools 20 Healthcare 30 Sustainability 45 Source: National Science Foundation
  • 8. IMPLICAÇÕES SOCIAIS DA NANOTECNOLOGIA NATIONAL SCIENCE FOUNDATION. SOCIAL IMPLICATIONS OF NANOSCIENCE AND NANOTECHNOLOGY, 2000, P.44
  • 9. http://www.nature.com/nnano/jour nal/v6/n11/full/nnano.2011.193.html
  • 10. ÉTICA  ÉTICA = MORAL?  ÉTICA = GOVERNANCA?  ÉTICA TEM HAVER COM O QUE CERTO OU ERRADO  ÉTICA TEM HAVER COMO DESCOBRIMOS O QUE É CERTO E ERRADO  AS RELAÇÕES ENTRE TECNOLOGIA E SOCIEDADE SÃO MUITO MAIS COMPLEXAS QUE UMA POSSÍVEL NANOGOVERNANÇA
  • 11. REGULAÇÃO  PROCESSO POLÍTICO, NÃO TECNICO  ACORDO POLÍTICO ENTRE OS DIVERSOS ATORES SOCIAIS INTERESSADO NO TEMA  REGULAÇÃO NECESSARIAMENTE PÚBLICA  NÃO HÁ AUTO REGULAÇÃO CAPAZ DE CONTRUIR UM ACORDO POLITICO QUE TODOS OS ATORES SE SINTAM
  • 12. O NECESSÁRIO CONFRONTO SOCIAL DESTE NOVA TECNOLOGIA  APRENDER COM O PASSADO : TRANSGÊNICOS;  ROMPER COM O CÍCLO EM TERMOS DE PROPAGANDA, SEGREDO, FALTA DE TRANSPARÊNCIA, MEDO E CONFLITO;  LEVAR EM CONSIDERAÇÃO DESDE O INÍCIO PREOCUPAÇÕES SOCIAIS, AMBIENTAIS E ÉTICAS;  PARTICIPAÇÃO DO PÚBLICO NO PROCESSO DE PRODUÇÃO E ADOÇÃO DESTA TECNOLOGIA;
  • 13. NANOPARTÍCULAS E MACROPOLÍTICA  Como conduzir o debate publico sobre a nanotecnologia?  Extrair lições do evento “transgenicos’’.  Transparência desde o início da constituição do ‘Projeto NanoBrasil’  Explicitar como aumentar a ‘inteligência social’ sobre nanotecnologia e com isto enriquecer as tomadas de decisões que levem visões e valores públicos  O debate deve permitir ao público formar e rever posições sobre a nanotecnologia. Vários métodos que levam a este objetivo são conhecidos  O debate deve informar a prioridade de pesquisa.  Revisão permanente em função do desenvolvimento da nanotecnologia. Esta revisão deve levar em conta o debate público precedente.
  • 14. QUESTÕES QUE DEVEM PONTUAR O DEBATE POLÍTICO  PARA QUE SERVE ESTA NANOTECNOLOGIA?  QUEM SERÁ SEU PROPRIETÁRIO OU IRÁ SE APROPRIAR DELA?  QUEM IRÁ SE RESONSABILIZAR SE AS COISAS NÃO DEREM CERTO?  EM QUEM NÓS PODEMOS CONFIAR?  QUEM SERÃO OS INCLUÍDOS E OS EXCLUÍDOS??
  • 15. A NANOPARTICULA NÃO É RESPONSÁVEL POR:  PELA EXCLUSÃO DA SOCIEDADE DOS PROCESSOS E ORGANISMOS DE DECISÃO EM TORNO DO DESENVOLVIMENTO DA NANOCIENCIA E NANOTECNOLOGIA NO BRASIL.  PELA CONCEPÇÃO DE QUE A SOCIEDADE SERVE PARA ARRECADAR IMPOSTOS, MAS NÃO SERVE PARA PARTICIPAR DOS PROCESSOS DECISÓRIOS DE COMO E EM QUE SERÃO APLICADOS OS RECURSOS EM NANOTECNOLOGIA.  PELO ENTENDIMENTO DE QUE SOMENTE O GOVERNO, REPRESENTANTES DE EMPRESAS/ASSOCIAÇÕES DE EMPRESAS E “EXPERTS” DEVEM DECIDIR OS RUMOS DA NANOTECNOLOGIA NO BRASIL, EXCLUINDO A PARTICIPAÇÃO DE, POR EXEMPLO, ENTIDADES DE DEFESA DE INTERESSES DIFUSOS DA SOCIEDADE, REPRESENTAÇÕES DOS TRABALHADORES E DO PARLAMENTO  POR NÃO LEVAR EM CONSIDERAÇÃO A EXPERIÊNCIA DA CONSTITUIÇÃO DA ‘EXCLUSÃO DIGITAL’ E POR JÁ ESTAR SENDO CONSTITUIDOS OS ‘NANO EXCLUÍDOS’  PELO CRESCIMENTO DA CONTROVÉSIA SOBRE A NANOTECNOLOGIA NA MEDIDA QUE NÃO SE PERMITE A PARTICIPAÇÃO SOCIAL NESTE PROCESSO
  • 16. GRATO PELA ATENÇAO  CONTATO: marpaulo@uol.com.br  www.nanotecnologiadoavesso.org  www.nanotecnologiadoavesso.blogspot.c om  PROGRAMA NANOTECNOLOGIA DO AVESSO WWW.IPTV.USP.BR  TODA TERCA FEIRAS DAS 15H AS 16H HORARIO DE SÃO PAULO
  • 17. Applications of Nanotechnology in Agriculture  Applications of Nanotechnology in Agriculture  Crop improvement  Nanobiotechnology  Analysis of gene expression and Regulation  Soil management  Plant disease diagnostics
  • 18. Applications of Nanotechnology in Agriculture  Efficient pesticides and fertilizers  Water management  Bioprocessing  Post Harvest Technology  Monitoring the identity and quality of agricultural produce  Precision agriculture
  • 19. IDEM ANTERIOR
  • 20. http://www.campden.co.uk /campdenbri-day/scanning- horizon-results.htm
  • 21. , This image was written using Dip-Pen Nanolithography, and imaged using latera microscopy mode of an atomic force microscope. Courtesy the Mirkin Group, Northwestern University.
  • 22. NANOIMAGEM IMAGEM DE 112 MOLÉCULAS DE MONÓXIDO DE CARBONO SOBRE UMA SUPERFÍCIE DE COBRE, REALIZADA NO ALMADEN RESEARCH CENTER – IBM – USANDO MICROSCÓPIO DE TUNELAMENTO. CADA LETRA TEM 4nm DE ALTURA E 3nm DE LARGURA. SE PODERIA ESCREVER. AO REDOR DE 250 MILHOES DE LETRAS DESTE TAMANHO NUMA SECÇÃO DE UM CABELO HUMANO. IMAGEM UTILIZADA POR BILL CLINTON NA APRESENTAÇÃO DO NATIONAL NANOTECHNOLOGY INICIATIVE. FONTE: CHEMICAL AND ENGENEERING NEWS.
  • 23. Products Close to Market Bio- materials < 1 year 1-2 years 3-4 years Drug delivery systems Chemical catalysts Paints Advanced nano- arrays Memory/ Storage devices Passive sensors Coatings Cosm- etics Displays Coatings/Coatings/ PowdersPowders Devices/Devices/ MicroelectronicsMicroelectronics MedicalMedical applicationsapplications Energy/Energy/ Industrial/OtherIndustrial/Other Lubricants NEMS Nanoscale transistors Nanoscale IC mfg processes Nano- filters Basic material composites Lighting Food packaging Energy/ fuel cells Diag- nostic chips Molecular tags Portable solar cells Flexible OLEDs Advanced composites Bio- sensors Product commercialization Product commercialization Textiles Source: McKinsey
  • 24. EMPRESAS POR PAÍSES OECD AND ALLIANZ : Small Sizes That Matter: OPPORTUNITIES AND RISK OF NANOTECHNOGIES Report in co-operation with the OECD International Futures Programme, P.24, 2005
  • 25. CONTRIBUIÇÃO DA NANOTECNOLOGIA A ECONOMIA/20015 DO USA, SEGUNDO SETORES. OECD AND ALLIANZ : Small Sizes That Matter: OPPORTUNITIES AND RISK OF NANOTECHNOGIES Report in co-operation with the OECD International Futures Programme, P.14 , 2005
  • 26. NANOTECNOLOGIAS EM PARIS Comissão Européia: Nanotecnologias, inovações para o mundo de amanhã, Brussels, 2005, p.30
  • 27. A IMPORTÂNCIA DA NANOTECNOLOGIA PARA O MUNDO EM DESENVOLVIMENTO, SEGUNDO AS NACÕES UNIDAS  ENVOLVE POUCO TRABALHO, TERRA OU MANUTENÇÃO  É MUITO PRODUTIVA E BARATA  REQUER MODESTA PORÇÕES DE MATÉRIA E ENERGIA  PRODUTOS TECNOLÓGICOS SERÃO EXTREMAMENTE PRODUTIVOS COMO PRODUTORES DE ENERGIA, COLETORES DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS INDUSTRIAIS  VAI REDUZIR OS CUSTOS DE PRODUÇÃO AGRÍCULA, E COM ISTO VAI REDUZIR A MORTALIDADE INFANTIL E DOENÇAS DA SUBNUTRIÇÃO  SAÚDE DAS CULTURAS AGRICULAS PROTEGIDAS POR NANOSENSORES  UN. TASK FORCE. SCIENCE, TECHNOLOGY AND INNOVATION INNOVATION: APPLAYING KNOWLEDGE IN DEVELOPMENT, P.70
  • 28. ÁGUA E SANEAMENTO  NANO MEMBRANAS E ARGILAS  FILTROS COM NANOTUBOS DE CARBONO  NANOSENSORES PARA A DETECÇÃO DE PATÓGENOS E CONTAMINANTES  NANOELETROCATÁLISE PARA DECOMPOSIÇÃO ANÓDICA DE POLUENTES ORGÂNICOS E PARA A REMOÇÃO DE METAIS PESADOS EM EFLUENTES LÍQUIDOS  RECICLAGEM DE ÁGUA VIA POLÍMEROS NANOPOROSOS, PARTICULAS MAGNÉTICAS, ETC UN. TASK FORCE. SCIENCE, TECHNOLOGY AND INNOVATION INNOVATION: APPLAYING KNOWLEDGE IN DEVELOPMENT, P.73
  • 29. INCREMENTANDO O GERENCIAMENTO AMBIENTAL  NANOCATALIZADORES PARA REDUZIR A POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA  NANOSENSORES PARA DETECTAR MATERIAIS TÓXICOS  DISPOSITIVO PARA SEQUENCIAR MOLÉCULAS SIMPLES DE ÁCIDO NUCLEICO VIA NANOPOROS UN. TASK FORCE. SCIENCE, TECHNOLOGY AND INNOVATION INNOVATION: APPLAYING KNOWLEDGE IN DEVELOPMENT, P.74
  • 30. NANO OPORTUNIDADES E MEIO AMBIENTE  ASPECTO GERAL:  MENOR USO DE MATÉRIAS PRIMAS E RECURSOS NATURAIS. MENOR USO DE ENERGIA  ASPECTO ESPECÍFICO: DOIS TIPOS DE NANOTECNOLOGIAS  A) NANO INOVAÇÕES INCREMENTAIS  B) NANO INOVAÇÕES REVOLUCIONÁRIAS
  • 31. DESAFIOS PARA A EXTENSÃO DA VIDA EM PAÍSES DESENV. E SUBDESENV.
  • 32. INTERFERINDO NA VIDA HUMAMA ROCCO, M.C. THE EMERGENCE AND POLICY IMPLICATION OF CONVERGIN NEW TECHNOLOGIES, P.24
  • 33. Integrando biosensores e liberação de remédios Figure 4.5. Source: Professor Sylvia Daunerts – Nanotechnology: a technology forecast, April 2003. European Nanotechnology Getway.
  • 34. VALE LEMBRAR QUE  NANO PARTÍCULAS SÃO AFETADAS POR EFEITOS QUANTICOS  ESTES EFEITOS MUDAM O COMPORTAMENTO ÓTICO, ELETRICO, MAGNÉTICO, RESISTÊNCIA  NANO PARTÍCULAS PODEM SER QUIMICAMENTE MAIS REATIVAS  ALGUMAS VEZES MATERIAIS DEIXAM DE SER INERTES EM NANOESCALA UN. TASK FORCE. SCIENCE, TECHNOLOGY AND INNOVATION INNOVATION: APPLAYING KNOWLEDGE IN DEVELOPMENT, P.70
  • 35. TOXICOLOGIA DOS NANOMATERIAS Estes podem ser tóxicos pela composição ou pelo tamanho. Questões:  Qual é a toxicidade destes materiais?  Podem ser agrupados materiais semelhantes relacionado a sua bioatividade?  Quais é a dose-resposta destes materiais?  Quais são os métodos apropriados para ensaios?  Que modelos de extrapolação prediz a toxicidade?  Qual é o mecanismo?  Que efeito poderia ocorrer se exposta uma população humana? DURAN, NELSON. NANOTECNOLOGIA E MEIO AMBIENTE. I SEMINARIO INTERNACIONAL NANOTECNOLOGIA, SOCIEDADE E MEIO AMBIENTE, SÃO PAULO, 18-19 OUTUBRO 2005
  • 36. NANOMATERIAIS  DESTINO AMBIENTAL E BIOLÓGICO,  TRANSPORTE E TRANSFORMAÇÃO  DE NANOMATERIAIS: A informação  relacionada com destino, transporte  é necessária para estimar a  exposição. Questões:  Através de qual meio estes materiais  penetram ao ambiente?  Quais são os modos de dispersão  destes materiais no ambiente?  Estes materiais são transformados  no ambiente? DURAN, NELSON. NANOTECNOLOGIA E MEIO AMBIENTE. I SEMINARIO INTERNACIONAL NANOTECNOLOGIA, SOCIEDADE E MEIO AMBIENTE, SÃO PAULO, 18-19 OUTUBRO 2005
  • 37. RISCO A SAÚDE HUMANA  EXPOSIÇÃO E BIODISPONIBILIDADE  DE NANOMATERIAIS:Possivelmente  há grande risco da saúde humana  associado a fabricação de  nanomateriais.Questões:  Quanto e em que grau estão os  humanos a exposição no ambiente?  Há sub-populações mais sensíveis? DURAN, NELSON. NANOTECNOLOGIA E MEIO AMBIENTE. I SEMINARIO INTERNACIONAL NANOTECNOLOGIA, SOCIEDADE E MEIO AMBIENTE, SÃO PAULO, 18-19 OUTUBRO 2005
  • 38. OS POSSÍVEIS PROBLEMAS ESTAO:  NATUREZA DAS NANOPARTICULAS;  CARACTERÍSTICAS DO PRODUTOS FEITOS;  PROCESSOS DE FABRICAÇÃO ENVOLVIDOS;  QUAIS MATERIAIS SAO USADOS;  QUE REJEITO E PRODUZIDO;  SÃO USADOS PRODUTOS TÓXICOS NA FABRICAÇÃO DE PRODUTOS NANOS?;  O QUE ACONTECE QUANDO PARTICULAS E/OU  PRODUTOS NANOS CHEGAM AO AR, SOLO, ÁGUA  OU BIOTA.
  • 39. NANOPARTICULAS PRODUZIDAS QUE SÃO DE INTERESSES COMERCIAIS OECD AND ALLIANZ : Small Sizes That Matter: OPPORTUNITIES AND RISK OF NANOTECHNOGIES Report in co-operation with the OECD International Futures Programme, P.29, 2005
  • 40. NANOESTRUTURAS: BUCKYBALL DESCOBERTO EM 1985, NOME DADO EM HOMENAGEM AO ARQUITETO BUCKMINDTER FULLER, AUTOR DOS DESENHOS DE ESTRUTURAS GEO DÉSICAS QUE SE PARECEM COM ESTAS NANOESTRUTURAS.
  • 41. NANOESTRUTURAS: FULERENOS
  • 42. POSSÍVEIS ROTAS DE EXPOSICAO PARA NANOPARTICULAS E NANOTUBOS THE ROYAL SOCIETY: NANOSCIENCE AND NANOTECHNOLOGY:OPORTUNITIES AND UNCERTANTIES. P.37
  • 43. FORMAS DE CONTAMINACAO NO SER HUMANO European Nanotechnology Gateway. Benefits, Risks, Ethical, Legal and Social Aspects of Nanotecnology, p.46
  • 44. FORMAS DE CONTAMINAÇÃO NA CADEIA ALIMENTAR European Nanotechnology Gateway. Benefits, Risks, Ethical, Legal and Social Aspects of Nanotecnology , p.65
  • 45. POTENCIAL RISCO E BENEFÍCIOS AMBIENTAIS REPORT International Dialogue on Responsible Research and Development of Nanotechnolo
  • 46. HOMENS E MÁQUINAS
  • 47. HOMENS E COMPANIAS
  • 48. SOCIEDADE E TECNOLOGIA
  • 49. INDUSTRIAS E NANOTECNOLOGIA
  • 50. INDUSTRIAS E NANOTECNOLOGIA
  • 51. INDUSTRIAS E NANOTECNOLOGIA
  • 52. CAMINHANTE NÃO HÁ CAMINHO, O CAMINHO SE FAZ AO CAMINHAR ANTONIO MACHADO/POETA ESPANHOL  Devemos pois, superar a idéia de que a ciência e a tecnologia é produzida pelos cientistas e deve ser apresentada como um produto acabado ao público, não restando a este outra coisa que não seja aceitar o fato consumado. Ciência e Sociedade devem caminhar juntas, lado a lado, para indicar o caminho que a tecnologia deve seguir, em que as decisões sobre as pesquisas sejam abertas a apreciações e debates, e que pressupostos possam ser alterados desde o início dos trabalhos de pesquisa. Somente desta forma e que poderemos contar com o engajamento do público e, com isto, os resultados das pesquisas não serão objetos de conflito com a sociedade.

×