• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Generation Y - comportamentos da geração Y
 

Generation Y - comportamentos da geração Y

on

  • 15,151 views

Comportamento e valores da Geração Y - no ambiente social, familiar e trabalho

Comportamento e valores da Geração Y - no ambiente social, familiar e trabalho

Statistics

Views

Total Views
15,151
Views on SlideShare
15,055
Embed Views
96

Actions

Likes
34
Downloads
0
Comments
0

6 Embeds 96

http://www.slideshare.net 68
http://multimodalteachers.blogspot.com 11
http://multimodalteachers.blogspot.com.br 7
http://www.linkedin.com 6
http://technobossa.blogspot.com 3
http://paper.li 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Generation Y - comportamentos da geração Y Generation Y - comportamentos da geração Y Presentation Transcript

    • QUE BICHO É ESTE?
    • O que determina uma geração é o que ela viu, sentiu, o que ficou marcado no início da sua fase consciente. O agrupamento por anos de nascimento serve apenas como referência e não há consenso quanto a datas exatas. Por isto aqui optamos por usar datas arredondadas. Anos de nascimento Geração Fatos marcantes Comentários 1945 até 1965 (hoje entre 63 e 43) Baby Boomer Primeira geração a ter televisão em casa, corrida espacial, contracultura A primeira metade lembra-se de JK e a industrialização do Brasil, a segunda lembra-se do regime militar. 1965 até 1980 (hoje entre 43 e 28) Geração X Corrida armamentista nuclear, Guerra Fria e seu fim, explosão da mídia de massa Tiveram sua adolescência nos anos 70 e 80. Com a maior longevidade de seus pais, iniciou um processo de maior educação e filhos mais tarde. Foi primeiro descrita por Douglas Coupland, escritor Canadense. 1980 até 2000 (hoje entre 28 e 8) Geração Y (ou também Millennials) Estabelecimento da era da informação, Internet, terrorismo e agora, a crise. Internet e computadores fazem parte de toda a sua vida consciente. Quem a descreve (tenta...) é o pessoal de MKT. 2000 até ... (com menos de 8) Geração Z Seria esta crise? Eles ainda vão chegar à sua fase consciente. Jovens, mas ativos consumidores, que nasceram imersos em tecnologia e conectividade.
      • Pais
        • Porque não não é resposta – tudo tem que fazer sentido, inclusive o seu trabalho.
        • Foram educados por pais mais presentes, em muitos casos super-protetores.
        • Os pais davam ênfase na busca da auto-estima, no reconhecimento do próprio valor.
      • Respeito
        • Respeitam competência, não respeitam hierarquia.
        • Não respeitam processos e normas “burras”.
      • Tribos
        • São engajados nas iniciativas sociais, mas ignoram aqueles de fora da sua tribo.
        • Tem sua própria linguagem e estão criando uma nova língua parecida com Português.
        • Tatuagens e piercings são expressão de sua personalidade, não de rebeldia
      • Pressa, mudança e inovação
        • Não tem paciência para leituras densas, profundas – preferem o rápido, direto.
        • Imediatistas, querem reconhecimento e crescimento rápido.
        • Estão acostumados a ver novidades morrerem em pouco tempo.
        • Vivem num mundo em constante mudança e são inovadores, experimentadores natos.
      • São confiantes e independentes
    • Com um contingente gigantesco de Baby Boomers se aposentando na próxima década, esta nova geração dará o formato do novo ambiente de trabalho. É melhor começar agora a preparar o espaço deles. A geração X? Ela foi moldada para o mundo Baby Boomer, mas este deixou de existir. Como estão em desvantagem numérica e ferramental, o melhor é se adequarem ao novo mundo Y. Geração Expectativas profissionais O que teve Baby Boomers Um grande emprego e uma boa aposentadoria O que esperava Geração X Alguns grandes empregos e uma boa aposentadoria Ficou sem a aposentadoria Geração Y Viver neste mundo inconstante e tirar proveito disto O Y já conheceu o mercado sem grandes garantias e previsibilidades
      • Coerência
        • Tem que acreditar no que faz, já que fazer por fazer, não faz o menor sentido.
        • Pondera se a empresa pratica o que promete em relação a responsabilidade socio-ambiental.
        • A fidelidade com a empresa é tão pequena quanto ele acha que seja a da empresa com ele.
      • Ambientes e vestimentas
        • Ambiente de trabalho tem que ser leve e descontraído.
        • Antigamente o terno era visto como símbolo de sucesso profissional. Hoje é visto com menos glamour e uma pitada de desprezo: aqueles que “não tiveram a opção”.
      • Assim no trabalho como em casa
        • A vida pessoal é muito importante e o trabalho deve se moldar a ela.
        • Disto decorre o grande valor colocado em flexibilidade no trabalho, de preferência com trabalho feito fora da empresa, em casa, em cafés, shoppings etc.
        • Como uma continuação da casa, precisa de elogios.
        • E ainda, precisa de feedback constante – para sentir-se reconhecido e pela necessidade de orientação.
      • O fim do emprego
        • Com o fim do emprego, entra o profissional como produto. Produto a ser melhorado, marketeado, vendido pelo melhor preço e condição.
        • Com o passar do tempo, um currículo terá a seguinte aparência: muitas empresas, diversas indústrias, sabáticos, trabalhos flexíveis e uma visão cada vez mais apurada do seu valor.
      • O que eles querem é o que muitos já desejaram, mas eles estão ativamente demandando.
      • Muita coisa ao mesmo tempo
        • Multi-tarefa, multi-antenado, multi-facetado e sem nenhuma paciência para processos longos e demorados.
        • São estimulados por projetos curtos, com fases bem claras e definidas.
        • Precisam fazer diversos projetos ao mesmo tempo, sob pena de se sentir ocioso.
      • Ferramentas
        • Usam aparelhos eletrônicos e softwares como extensão de seus braços, alcançando enorme produtividade.
      • Trabalho em equipe
        • Ao contrário da geração X, que era focada em realização individual, a geração Y prefere trabalho em equipe, trabalho em rede.
        • Em parte isto é reflexo do aumento de conhecimento e especialidades, que fazem de qualquer projeto, um projeto multidisciplinar. Ninguém mais sabe tudo.
      • Decisões e ordens
        • Querem um processo de decisão ágil.
        • Preferem que se diga “o que” tem que ser feito, ao invés de “como” deve ser feito.
      • High Performance
        • O presidente da Deloitte Americana afirmou que os recrutados desta última geração são a mais produtiva da história da empresa.
        • É movido a desafio e gosta de colocar sua alta energia para ultrapassar obstáculos.
      • Remuneração
        • Salário paga as contas. Querem merecer bônus e prêmios que farão a diferença.
        • Serão caros para as empresas, mas também serão de alto desempenho por estarem muito bem aparelhados.
        • Preferem ser pagos mais pela cabeça do que pelo traseiro. Querem fazer à sua maneira, no seu horário. Em contrapartida são muito responsáveis.
      • As empresas caçando talentos
        • Apesar da crise, a caça aos talentos continua, até mais intensamente. As empresas que compreenderem como pensa o Y, terão vantagem.
        • O mundo agora é movido a inovação e é na geração Y que as empresas encontrarão o combustível necessário.
      • Hierarquia
        • Hierarquia não é determinante de respeito. Crie um vínculo e terá o seu respeito.
        • O melhor perfil de chefe está mais para Coach do que para chefão da Máfia.
      • Ética
        • Ser ético, transparente e justo traz respeito.
      • Política corporativa
        • Política é sinônimo de politicagem. Preferem focar no seu trabalho do que fazer jogos de poder.
        • Preferem falar direto com o presidente do que percorrer todo o organograma da empresa.
      • Todas as gerações têm aspectos positivos e negativos para a corporação.
        • Baby boomers – querem manter status e poder, detém muito conhecimento e rede de relacionamentos, se distanciaram do operacional, dos processos, temem tecnologia.
        • Geração X – Trabalha muitas horas por dia e adia férias, é imigrante digital, sofre de stress e é movido por medo não consciente, delega por tarefa e cobra por resultado, não sabe ser coach e se sente obrigado a ensinar e conviver com os funcionários mais jovens.
        • Geração Y – Tem forte auto-estima, é movido a coisas que fazem sentido, enfrenta sem medo e com naturalidade, é digital, vive em rede e não respeita hierarquia, não tem visão do todo por falta de experiência, consulta a rede para tudo e não quer ficar muito tempo no operacional.
    • Baby Boomers Geração X Geração Y Quais as dificuldades em lidar com cada geração? Perda de poder e Status Medo não consciente Impulsividade e enfrentamento Quais os aspectos mais positivos de cada geração? Rede e conhecimento Experiência e dedicação Multitarefa e tecnologia da informação Quais os comportamentos de cada geração na sua organização?
      • Department Y
      • Departamento de Inteligência em Geração Y da Sixpix Content
      • Por Flávio Melo
      • www.sixpix.com.br
      • www.depty.com.br
      • Pode ser um banho de realidade para a geração Y, mas também uma oportunidade por expectativas mais realistas.
        • Não esperar ficar rico tão rápido tira um peso dos ombros desta geração, que cresceu numa época de bonança econômica como há muito não se via.
        • Há um freio no consumismo.
        • Oportunidade de começar a vida com preços mais realistas, já que no mercado aquecido alguns preços estavam inflacionados.