Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
Arte moderna
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Arte moderna

  • 14,563 views
Published

 

Published in Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
14,563
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2

Actions

Shares
Downloads
106
Comments
0
Likes
4

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. IntroduçãoA arte moderna se refere a uma nova abordagem da arte em um momento no qual nãomais era importante que ela representasse literalmente um assunto ou objeto (atravésda pintura e da escultura) -- o advento da fotografia fez com que houvesse umadiminuição drástica.Impresionismo: O impressionismo foi um movimento artístico (artesplásticas e música) que surgiu na França no final do século XIX. Estemovimento é considerado o marco inicial da arte moderna. O nome“impressionismo” deriva de uma obra de Monet chamada Impressão, nascerdo Sol (1872).Neo-impressionismo: surge para explicitar a tentativa de um grupo de artistasde fundar a pintura sobre leis científicas da visão, Pontilhismo/divisionismo.Expressionismo: maior preocupação com a emoção do observador, e com omundo interno; o autor expressa seus sentimentos através de suas obrasArte modernaArte moderna é um termo utilizado para designar a arte feita, em média, entre ofim do século XIX até meados dos 1970.A arte moderna teve início a partir doromantismo e do realismo. Surgindoprimeiramente na Europa, os primeiros pintores modernos (impressionistas)escolhiam, normalmente, cenas externas para pintar (paisagens, pessoas, entreoutras).Arte Moderna é o termo genérico usado para editar a maior parte da produçãoartística do fim do século XIX até meados dos anos 1970 (embora não haja consensosobre essas datas e alguns de seus traços distintivos[1]), enquanto que a produçãomais recente da arte é chamada frequentemente de arte contemporânea (algunspreferem chamar de arte pós-moderna).Durante as primeiras décadas, a arte moderna foi um fenômenoexclusivamente europeu. As primeiras sementes de ideias modernas vieram dosartistas do estiloromântico, como Charles Baudelaire, e dos realistas. Em seguida,representantes do impressionismo e pós-impressionismo experimentaram começandocom as maneiras novas de representar a luz e o espaço através da cor e da pintura.Nos anos pré-I Guerra Mundial do século XX, uma explosão criativa ocorreucomfauvismo, cubismo, expressionismo e futurismo.
  • 2. Introdução Em oposição às formas clássicas, a arte moderna surgiu no final do século passado em forma de pintura e escultura. Os impressionistas, primeiros pintores modernos, geralmente escolhiam cenas de exteriores como temas para suas obras: paisagens, pessoas humildes, etc. Características da Arte Moderna Objetivando romper com os padrões antigos, os artistas modernos buscam constantemente novas formas de expressão e, para isto, utilizam recursos como cores vivas, figuras deformadas, cubos e cenas sem lógica. O marco inicial do movimento modernista brasileiro foi a realização da Semana de Arte Moderna de 1922, onde diversos artistas plásticos e escritores apresentaram ao público uma nova forma de expressão. Este evento ocorreu no Teatro Municipal de São Paulo. Não foi fácil para estes artistas serem aceitos pela crítica que já estava acostumada com padrões estéticos bem definidos, mas, aos poucos, suas exposições foram aumentando e o público passou a aceitar e entender as obras modernistas. A Arte Moderna está exposta em muitos lugares, em São Paulo ela pode ser vista no Museu de Arte Moderna, nas Bienais e também em outras formas de exposições que buscam estimular esta forma de expressão. Artistas Destacam-se como artistas modernistas: Di Cavalcanti, Vicente do Rêgo, Anita Malfatti, Lasar Segall, Tarsilla do Amaral e Ismael Nery.FotografiaDurante o advento da arte modernista, ocorreu o avanço da fotografia, que por suavez libertou a pintura da obrigatoriedade realista documental.Dentro dos parâmetros da arte moderna, a própria fotografia, além de documentar,incorporou em si características de expressão artística, ao imprimir uma estéticaque transitou do belo ao experimental, e assim como grande parte das expressões
  • 3. de arte moderna, fazer o ser humano pensar perante uma fotografia a respeito desua realidade.Fotografia (do grego φως [fós] ("luz"), e γραφις [grafis] ("estilo","pincel") ou γραφη grafê, e significa "desenhar com luze contraste"[1]), por definição,[2] é essencialmente a técnica decriação de imagens por meio de exposição luminosa, fixando-as emuma superfície sensível.[3] A primeira fotografia reconhecidaremonta ao ano de 1826 e é atribuída ao francês Joseph NicéphoreNiépce. Contudo, a invenção da fotografia não é obra de um sóautor, mas um processo de acúmulo de avanços por parte demuitas pessoas, trabalhando, juntas ou em paralelo, ao longo demuitos anos. Se por um lado os princípios fundamentais dafotografia se estabeleceram há décadas e, desde a introduçãodo filme fotográfico colorido, quase não sofreram mudanças, poroutro, os avanços tecnológicos têm sistematicamente possibilitadomelhorias na qualidade das imagens produzidas, agilização dasetapas do processo de produção e a redução de custos,popularizando o uso da fotografia.A fotografia não é a obra final de um único criador.[4][5] Ao longoda história, diversas pessoas foram agregando conceitos eprocessos que deram origem à fotografia como a conhecemos. Omais antigo destes conceitos foi o da câmara escura, descrita pelonapolitano Giovanni Baptista Della Porta, já em 1558, e conhecidapor Leonardo da Vinci[6] que a usava, como outros artistas no séculoXVI para esboçar pinturas.O cientista italiano Angelo Sala, em 1604, percebeu que umcomposto de prata escurecia ao Sol, supondo que esse efeito fosseproduzido pelo calor. Foi então que, Johann HeinrichSchulzefazendo experiências com ácidonítrico, prata e gesso em 1724, determinou que era aprata halógena, convertida em prata metálica, e não o calor, queprovocava o escurecimento.A primeira fotografia reconhecida é uma imagem produzidaem 1826 pelo francês Joseph Nicéphore Niépce, numa placade estanho coberta com um derivado de petróleo fotossensívelchamadoBetume da Judeia. A imagem foi produzida com umacâmera, sendo exigidas cerca de oito horas de exposição à luzsolar. Nièpce chamou o processo de "heliografia", gravura com a luzdo Sol.
  • 4. Após a morte de Nièpce, Daguerre desenvolveu um processocom vapor de mercúrio que reduzia o tempo de revelação de horaspara minutos. O processo foi denominado daguerreotipia. Daguerredescreveu seu processo à Academia de Ciências e Belas Artes,na França e logo depois requereu a patente do seu inventona Inglaterra. A popularização dos daguerreótipos, deu origem àsespeculações sobre o "fim da pintura", inspirando o Impressionismo.[7]Processos fotográficos-Fotografia em preto e branco-Meio tom-Fotografia colorida-Fotografia panorâmica-Fotografia digitalImpressionismoImpressionismo foi um movimento artístico que surgiu na pintura europeia do séculoXIX. O nome do movimento é derivado da obra Impressão, nascer do sol(1872),de Claude Monet. Tudo começou com um grupo de jovens pintores que rompeu comas regras da pintura vigentes até então.Os autores impressionistas não mais se preocupavam com os preceitos do Realismoou da academia. A busca pelos elementos fundamentais de cada arte levou ospintores impressionistas a pesquisar a produção pictórica não mais interessados emtemáticas nobres ou no retrato fiel da realidade, mas em ver o quadro como obra em simesma. A luz e o movimento utilizando pinceladas soltas tornam-se o principalelemento da pintura, sendo que geralmente as telas eram pintadas ao ar livre para queo pintor pudesse capturar melhor as variações de cores da natureza.A emergente arte visual do impressionismo foi logo seguida por movimentos análogosem outros meios quais ficaram conhecidos como, música impressionista eliteraturaimpressionista.CaracterísticasOrientações gerais que caracterizam a pintura impressionista:
  • 5.  a pintura deve mostrar as tonalidades que os objetos adquirem ao refletir a luz do sol num determinado momento, pois as cores da natureza mudam constantemente, dependendo da incidência da luz do sol; é também com isto uma pintura instantânea(captar o momento), recorrendo, inclusivamente à fotografia; as figuras não devem ter contornos nítidos pois o desenho deixa de ser o principal meio estrutural do quadro passando a ser a mancha/cor; as sombras devem ser luminosas e coloridas, tal como é a impressão visual que nos causam. O preto jamais é usado em uma obra impressionista plena; os contrastes de luz e sombra devem ser obtidos de acordo com a lei das cores complementares. Assim um amarelo próximo a um violeta produz um efeito mais real do que um claro-escuro muito utilizado pelos academicistas no passado. Essa orientação viria dar mais tarde origem ao pontilhismo; as cores e tonalidades não devem ser obtidas pela mistura de pigmentos. Pelo contrário,devem ser puras e dissociadas no quadro em pequenas pinceladas. É o observador que, ao admirar a pintura, combina as várias cores, obtendo o resultado final. A mistura deixa, portanto, de ser técnica para se tornar óptica; preferência pelos pintores em representar uma natureza morta do que um objeto; Uso de efeitos de sombras coloridas e luminosas; Valorização de decomposição das cores; As sombras devem ser luminosas e coloridas;Entre os principais expoentes do Impressionismo estão Claude Monet, EdouardManet, Edgar Degas, Auguste Renoir e Camille Pissarro . Podemos dizer ainda queClaude Monet foi um dos maiores artistas da pintura impressionista da época.Orientações gerais que caracterizam o impressionista: rompe completamente com o passado; inicia pesquisas sobre a óptica / efeitos (ilusões) ópticas; é contra a cultura tradicional; pertence a um grupo individualizado; falam de arte, sociedade, etc: não concordam com as mesmas coisas porém discordam do mesmo; vão pintar para o exterior, algo bastante mais fácil com a evolução da indústria, nomeadamente, telas com mais formatos, tubos com as tintas, entre outras coisas.Os efeitos ópticos descobertos pela pesquisa fotográfica, sobre a composição decores e a formação de imagens na retina do observador, influenciaram profundamenteas técnicas de pintura dos impressionistas.
  • 6. Eles não mais misturavam as tintas na tela, a fim de obter diferentes cores, masutilizavam pinceladas de cores puras que colocadas uma ao lado da outra, sãomisturadas pelos olhos do observador, durante o processo de formação da imagem.OrigensÉdouard Manet não se considerava um impressionista, mas foi em torno dele que sereuniram grande parte dos artistas que viriam a ser chamados de Impressionistas. OImpressionismo possui a característica de quebrar os laços com o passado e diversasobras de Manet são inspiradas na tradição. Suas obras no entanto serviram deinspiração para os novos pintores.O termo impressionismo surgiu devido a um dos primeiros quadros de Claude Monet(1840-1926) Impressão - Nascer do Sol, por causa de uma crítica feita ao quadro pelopintor e escritor Louis Leroy "Impressão, Nascer do Sol -eu bem o sabia! Pensava eu,se estou impressionado é porque lá há uma impressão. E que liberdade, quesuavidade de pincel! Um papel de parede é mais elaborado que esta cena marinha". Aexpressão foi usada originalmente de forma pejorativa, mas Monet e seus colegasadotaram o título, sabendo da revolução que estavam iniciando.Impressionismo no BrasilNo início do século XX, Eliseu Visconti foi sem dúvida o artista que melhor representouos postulados impressionistas no Brasil. Sobre o impressionismo de Visconti,diz Flávio de Aquino: "Visconti é, para nós, o precursor da arte dos nossos dias, onosso mais legítimo representante de uma das mais importantes etapas da pinturacontemporânea: o impressionismo. Trouxe-o da França ainda quente das discussões,vivo; transformou-o, ante o motivo brasileiro, perante a cor e a atmosfera luminosa donosso País".Principais pintores impressionistas brasileiros: Eliseu Visconti, AlmeidaJúnior, Timótheo da Costa, Henrique Cavaleiro e Vicente do Rego Monteiro.Neo-Impressionismo. Mais técnico e menos espontâneo O Neo-Impressionismo foi um desenvolvimentodo Impressionismo e também uma reação a ele - que buscavafundamentalmente trabalhar com a cor e a luz a partir de
  • 7. conhecimentos científicos, como a ótica e as cores em progresso,baseados em autores como Eugène Chevreul e David Sutter eCharles Henry. Nesse ponto, diferencia-se, portanto do Impressionismo, maisbaseado na espontaneidade. Os principais expoentes desse movimento francês expuseram,junto com os Impressionistas, na Exibição Final deste grupo, em 1886.O primeiro a utilizar-se dessa denominação foi o crítico Félix Fénéon. O pontilhismo, ou divisionismo O pontilhismo, ou divisionismo, como preferiam nomear uma dastécnicas bases do movimento estudava a decomposição de coresnaturais nos matizes (nuanças) que as compunham. A partir daí,esses matizes deveriam ser passados para a superfície ondea pintura seria realizada em seu estado mais puro ou primário, comopinceladas mínimas ou simples pontos. Deixavam para o observador das obras a função de reconstituiresses matizes, misturando-os visualmente. Esses pontos de cores em estado primário, quando observadosnuma distância calculada, deveriam apresentar o máximo deluminosidade, realidade de cores e brilho. Rigor formal controla as emoções Suas composições eram altamente formalizadas, com pinceladascalculadas para melhor atingir os efeitos cromáticos pretendidos eposes calculadas. Georges Seurat (1859-1891) é considerado o principal nome domovimento, deixando em sua curta vida, obras e princípios que iriamexercer grande influência sobre os movimentos modernistas do séculoXX. Artistas como Picasso e Braque foram impressionados pelos seustrabalhos.A técnica, é reflexiva, segura, e não intuitiva, a cor é pura. Ostemas são os da vida citadina, vida rural, cenas marítimas, etc.,
  • 8. executadas em grandes telas, feitas em ateliers a partir deestudos realizados no exterior. Há uma considerável correcção eausteridade do desenho, bem como grande tranquilidade,destacando-se bem o individualismo plástico de cada figura,que compunha o quadro.O neo-impressionismo teve curta duração, mas exerceu influênciasobre Van Gogh e Gauguin, e também sobre Henri Matisse (1869 -1954) e Henri de Toulouse-Lautrec (1864 - 1901). A obra de Signac,especialmente, foi retomada pelo fauvismo. O termo divisionismorefere-se ainda a um movimento italiano da última década do séculoXIX e início do século XX, uma das fontes geradoras do futurismo.É possível pensar em ecos do pontilhismo nas pesquisas visuaiscontemporâneas, na op art e na arte cinética. No Brasil, é difícilaferir uma influência direta do neo-impressionismo. Talvez sejapossível pensar de modo mais amplo em reverberações das pautasimpressionista e neo-impressionista nas cores claras e luminosasde algumas telas de Eliseu Visconti (1866 - 1944), Moça noTrigal(ca.1913/1916) por exemplo, e em obras de Belmiro deAlmeida (1858 - 1935). comoEfeitos de Sol (1892).ExpressionismoO expressionismo foi um movimento cultural de vanguarda surgido na Alemanha nosprimórdios do século XX, de indivíduos que estavam mais interessados nainteriorização da criação artística do que na sua exteriorização, projetando na obra dearte uma reflexão individual e subjetiva. Ou seja, a obra de arte é reflexo direto domundo interior do artista expressionista.O expressionismo plasmou-se num grande número de campos: arquitetura, artesplásticas, literatura, música, cinema, teatro, dança, fotografia, etc. A sua primeiramanifestação foi no terreno da pintura, ao mesmo tempo que o fauvismo francês, fatoque tornaria ambos movimentos artísticos nos primeiros expoentes das chamadas"vanguardas históricas". Mais que um estilo com características próprias comuns foium movimento heterogêneo, uma atitude e uma forma de entender a arte queaglutinou diversos artistas de tendências variadas e diferente formação e nívelintelectual. Surgido como reação ao impressionismo, frente aonaturalismo e ocaráter positivista deste movimento de finais do século XIX os expressionistasdefendiam uma arte mais pessoal e intuitiva, onde predominasse a visão interior doartista –a "expressão"– frente à plasmação da realidade –a "impressão"–.
  • 9. O expressionismo costuma ser entendido comoa deformação da realidade para expressar mais subjetivamente a natureza e o serhumano, dando primazia à expressão dos sentimentos mais queà descrição objetiva da realidade. Entendido desta forma, o expressionismo éextrapolável a qualquer época e espaço geográfico. Assim, com frequência qualificou-se de expressionista a obra de diversos autores como Matthias Grünewald, PieterBrueghel, o Velho, El Greco ouFrancisco de Goya. Alguns historiadores, para odistinguir, escrevem "expressionismo" –em minúsculas– como termo genérico e"Expressionismo" –em maiúsculas– para o movimento alemão.[1]O Expressionismo distingue-se do Realismo por não estar interessado na idealizaçãoda realidade, mas na sua apreensão pelo sujeito. Guarda, porém, com o movimentorealista, semelhanças, como uma certa visão anti-"Romantismo" do mundo.Com as suas cores violentas e a sua temática de solidão e de miséria, oexpressionismo refletiu a amargura que invadia os círculos artísticos e intelectuais daAlemanha pré-bélica, bem como da Primeira Guerra Mundial (1914-1918) e do períodoentre-guerras (1918-1939). Essa amargura provocou um desejo veemente detransformar a vida, de buscar novas dimensões à imaginação e de renovar aslinguagens artísticas. O expressionismo defendia a liberdade individual, a primazia daexpressão subjetiva, o irracionalismo, o arrebatamento e os temas proibidos –oexcitante, demoníaco, sexual, fantástico ou pervertido.O expressionismo também foi marcante na literatura, cinema e teatro. No Brasil, omovimento encontrou sua máxima representação através da pintura,especialmente por meio de artistas como Anita Malfatti, Lasar Segall e OsvaldoGoeldi.Conclusão: Ela agitou idéias , se referiu a uma nova abordagem da arte em ummomento no qual não mais era importante que ela representasse literalmente umassunto ou objeto (através da pintura e da escultura) -- o advento da fotografia fez comque houvesse uma diminuição drástica.Referenciashttp://www.itaucultural.org.br/aplicexternas/enciclopedia_ic/index.cfm?fuseaction=termos_texto&cd_verbete=331http://clientes.netvisao.pt/fuiememo/web%202.htmhttp://www.pitoresco.com.br/art_data/neo-impressionismo/index.htmhttp://pt.wikipedia.org/wiki/Impressionismohttp://www.brasilescola.com/artes/expressionismo.htmhttp://pt.wikipedia.org/wiki/Expressionismohttp://www.suapesquisa.com/artesliteratura/artemoderna/http://www.desenhodg.com/2011/08/o-que-e-arte-moderna.html
  • 10. http://pt.wikipedia.org/wiki/Arte_modernahttp://pt.wikipedia.org/wiki/Fotografia