Your SlideShare is downloading. ×
0
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
2 eixos com atividades 2º
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

2 eixos com atividades 2º

2,128

Published on

Atividades para serem trabalhadas no PIP 2014 …

Atividades para serem trabalhadas no PIP 2014
Apresentando ainda os eixos, capacidades e como fazer os
alunos que estão BD melhorar sua aprendizagem-

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
2,128
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
122
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide
  • SPO-FBB002-20090203
  • Transcript

    • 1. Programa de Intervenção Pedagógica - Alfabetização no Tempo Certo Visita às Escolas - Equipe Central da SEEMG Belo Horizonte, abril de 2009 INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA
    • 2. Eixos da Proposta COMPREENSÃO E VALORIZAÇÃO DA CULTURA ESCRITA APROPRIAÇÃO DO SISTEMA DE ESCRITA LEITURA PRODUÇÃO DE TEXTOS ESCRITOS DESENVOLVIMENTO DA ORALIDADE
    • 3. Ao trabalhar este eixo professor, você está introduzindo seus alunos no mundo letrado. Trata-se do processo de letramento que não deve ser trabalhado separado do trabalho específico da alfabetização. É preciso investir nos dois ao mesmo tempo. 1º EIXO: COMPREENSÃO E VALORIZAÇÃO DA CULTURA ESCRITA
    • 4. 1º EIXO: COMPREENSÃO E VALORIZAÇÃO DA CULTURA ESCRITA CAPACIDADES: 1 – Conhecer, utilizar e valorizar os modos de produção e circulação da escrita na sociedade. 2 - Conhecer os usos e funções sociais da escrita na cultura escolar; 3 – Conhecer os usos da escrita na cultura escolar 4 – Desenvolver as capacidades necessárias para o uso da escrita no contexto escolar
    • 5. 1º EIXO: COMPREENSÃO E VALORIZAÇÃO DA CULTURA ESCRITA CAPACIDADES: 1 – Conhecer, utilizar e valorizar os modos de produção e circulação da escrita na sociedade. A maioria das crianças, principalmente as da rede pública de ensino e que não freqüentaram a Educação Infantil, tem um acesso restrito à cultura escrita, desconhecendo muitas de suas utilidades. Por isso, é importante que você professor (a), proporcione aos alunos o contato com diferentes textos de variados gêneros (quadrinhas, listas, músicas, poemas, etc.). Esta capacidade deve ser: Introduzida, Trabalhada e Consolidada no 1º ano. Trabalhada e Consolidada também no 2º e 3º ano.
    • 6. Como? Proporcionar vivência e conhecimento: Dos espaços de circulação dos textos (no meio doméstico, urbano e escolar, entre outros.) Dos espaços institucionais de manutenção, preservação, distribuição e venda de material escrito (bibliotecas, livrarias, bancas, etc.) Das formas de aquisição e acesso aos textos (compra, empréstimo e troca de livros, revistas, cadernos de receita, etc.) Dos diversos suportes de escrita (cartazes, out-doors, livros, revistas, folhetos publicitários, murais escolares, livros escolares, etc.) Dos instrumentos e tecnologias utilizados para o registro escrito (lápis, caneta, cadernos, máquinas de escrever, computadores, etc.)
    • 7. 1º EIXO: COMPREENSÃO E VALORIZAÇÃO DA CULTURA ESCRITA CAPACIDADES: 2 - Conhecer os usos e funções sociais da escrita na cultura escolar; Trabalhar com esta capacidade implica em primeiro lugar, trazer para a sala de aula e disponibilizar para observação e manuseio dos alunos textos variados pertencentes a diversos gêneros e que estão presentes em muitos suportes. Isto permitirá ao aluno ir se apropriando desses conceitos: o que é gênero (bilhetes, cartas, avisos, notícias, etc.) e suporte (jornal, mural, revistas, cartazes, etc.). Com estes conhecimentos e capacidades, o aluno deverá ser capaz de: Reconhecer e classificar pelo formato, diversos suportes da escrita; Identificar as finalidades e funções da leitura de alguns textos a partir do exame de seus suportes: Esta capacidade deve ser: Introduzida, Trabalhada e Consolidada no 1º ano. Trabalhada e Consolidada também no 2º e 3º ano.
    • 8. Como? Desenvolver atividades que possibilitem aos alunos: Antes de tudo – ler livros, jornais e revistas para alunos e conversar sobre a leitura. Reconhecer e classificar, pelo formato, diversos suportes da escrita,
    • 9. 1º EIXO: COMPREENSÃO E VALORIZAÇÃO DA CULTURA ESCRITA CAPACIDADES: 3 – Conhecer os usos da escrita na cultura escolar Este é um conhecimento fundamental para ser trabalhado logo no início da alfabetização, tamanha é a sua importância. As crianças que vem de um ambiente letrado certamente já possuem este conhecimento, mas as crianças que não possuem esta habilidade tem muito mais dificuldade para adquirir o conhecimento do ler e do escrever. É isto que faz toda a diferença. Daí professor, a criança precisa muito de você para ajudá-la a suprir esta defasagem. Por isso, será necessário que você crie um ambiente alfabetizador.
    • 10. 1º EIXO: COMPREENSÃO E VALORIZAÇÃO DA CULTURA ESCRITA CAPACIDADES: 4 – Desenvolver as capacidades necessárias para o uso da escrita no contexto escolar Introduzida, Trabalhada e Consolidada no 1º ano. Trabalhada e Consolidada também no 2º ano. Retomada no 3º ano. Ao trabalhar com esta capacidade, você deve constantemente mostrar ao seu aluno , como o caderno deve ser utilizado, por exemplo: Escreve-se na margem: - De cima para baixo - Da esquerda para a direita - Ao final da linha voltar para o início da próxima - Usar o lápis sempre bem apontado - Não usar força demais com o lápis no momento de escrever - Saber usar a borracha - Ensiná-los a fazer a divisão silábica em final de linha – quando já estiver adquirida a escrita alfabética ortográfica - Usar o teclado e o mouse do computador, se esse equipamento for disponível aos alunos - Não podemos nos esquecer também, que é preciso ensinar às crianças desde o início como assentar corretamente, como colocar na mesa/carteira os objetos escolares (caderno, lápis, borracha, etc.)
    • 11. 1 - Compreender as diferenças entre a escrita alfabética e outras formas gráficas; Introduzida, Trabalhada e Consolidada no 1º ano. Retomada no 2º ano. Retomada no 3º ano. Distinguir em um texto o que é letra, o que é número, o que é símbolo, o que é desenho, o que é rabisco, etc e sinais de pontuação/acentuação; Distinguir a escrita alfabética da não alfabética. Observação: Verificar se o aluno ao ingressar na escola é capaz de diferenciar desenho de escrita, condição necessária para aprender a ler e escrever.  IMPORTANTE: Lembramos ainda a você professor (a), que a Resolução nº 1086 de 16/04/2008 pede também como atividades pedagógicas para o 1º ano de escolaridade a capacidade de “Compreender o princípio alfabético do sistema de escrita.” 2º EIXO: APROPRIAÇÃO DO SISTEMA DE ESCRITA CAPACIDADES:
    • 12. ATIVIDADE: RECORTE DE REVISTAS OU JORNAIS LETRAS NÚMEROS DESENHO PALAVRAS
    • 13. ATIVIDADE - OBSERVE ESTES SINAIS. COLORIR APENAS AS LETRAS: B E 2 A X O F 5 4 D M J
    • 14. CIRCULE, NA PARLENDA, AS PALAVRAS QUE COMEÇAM COM C. PINTE DE VERMELHO A PALAVRA QUE POSSUI O MAIOR NÚMERO DE LETRAS. A CASINHA DA VOVÓ CERCADINHA DE CIPÓ, O CAFÉ TÁ DEMORANDO COM CERTEZA NÃO TEM PÓ.
    • 15. OBSERVE O RÓTULO E CIRCULE A QUANTIDADE DE FARINHA QUE VEM NO PRODUTO. OBSERVE OS QUADROS ABAIXO: 2 1 6 5 @%&* AVIÃO CIRCULE OS NUMERAIS: FAÇA UM X NO QUADRO ONDE ESTÁ ESCRITO UMA PALAVRA
    • 16. MARQUE COM UM X OS NÚMEROS: CIRCULE AS PALAVRAS QUE TENHAM A LETRA O : PAÍS 03 SUCESSO 18 TODOS 2002
    • 17. CIRCULE NA PANELA DE SOPA AS LETRAS QUE VOCÊ ENCONTRAR 1 B j 7 a 2 c N 6 h 3 M 4 o
    • 18. 2 – Dominar convenções gráficas; Introduzida, Trabalhada e Consolidada no 1º ano. Retomada no 2º ano. Retomada no 3º ano. Compreender a orientação e o alinhamento da língua escrita: Nossa escrita se orienta da esquerda para a direita e de cima para baixo. Compreender isso para os alunos iniciantes nem sempre é uma tarefa simples. No início do processo uma atividade que contribui para isso é o professor assinalar com o dedo, a linha e as palavras do texto que ele está lendo. Compreender a função de segmentação dos espaços em branco e da pontuação de final de frase: Diferencia a entonação na fala; Quando escrevemos, grafamos as palavras “por inteiro” e as separamos por espaços em branco, mas isso não acontece na fala. Há uma diferença muito grande entre o que se fala e o que se escreve, veja o exemplo do caderno da SEE/CEALE 2: Guardei a fita dendagaveta (fala). Guardei a fita dentro da gaveta (escrita). 2º EIXO: APROPRIAÇÃO DO SISTEMA DE ESCRITA CAPACIDADES:
    • 19. Compreender a orientação e o alinhamento da escrita da língua portuguesa Por exemplo: a escrita ocupa, em seqüência, a frente e o verso da folha de papel. Escreve-se dentro das margens, a partir da margem esquerda. A compreensão desse princípio convencional básico - que abrange a ordenação das letras nas palavras - é indispensável para o aluno desvendar os segredos da escrita alfabética. No início do processo, uma atividade que contribui para o aprendizado da orientação e do alinhamento convencionais é o professor assinalar com o dedo as linhas dos textos que lê, para que os alunos observem a direção da leitura. Nesse caso, o professor atua como modelo e, ao mesmo tempo, cria oportunidade para os alunos observarem a relação existente entre o que ele lê e os signos escritos presentes no texto. Progressivamente, os alunos deverão ganhar autonomia, lendo por conta própria textos que ocupam linhas inteiras ou que se organizam em colunas, além de poemas de diferentes configurações.
    • 20. Compreender a função da segmentação dos espaços em branco e da pontuação No começo do processo de alfabetização, um bom procedimento, utilizado por muitos professores, é ler em voz alta para as crianças, apontando cada palavra lida e os sinais de pontuação no final das frases. Uma outra maneira de chamar a atenção dos alunos para as marcas de segmentação da escrita é, ao fazer a leitura oral em sala de aula, solicitar que eles próprios identifiquem os diferentes marcadores de espaço (espaçamentos entre as palavras, pontuação, parágrafos). A exploração desses marcadores, aliada ao processo de leitura, permite que os alunos descubram diferenças entre a segmentação da fala e a da escrita, o que lhes será útil para o domínio da ortografia, da morfossintaxe escrita, da pontuação e da paragrafação, em momentos posteriores de seu aprendizado da escrita.
    • 21. CIRCULE CADA PALAVRA NA PARLENDA ABAIXO: LÁ EM CIMA DO PIANO TEM UM COPO DE VENENO QUEM BEBEU, MORREU, O AZAR FOI SEU.
    • 22. CIRCULE CADA PALAVRA DO TEXTO ABAIXO
    • 23. FATIANDO O TEXTO. LEIA O TEXTO, RECORTE E COLE NOS ESPAÇOS ABAIXO MEIO DIA MACACA SOFIA PANELA NO FOGO BARRIGA VAZIA
    • 24. ESCREVA A FRASE QUE O PROFESSOR VAI DITAR EXEMPLO DE FRASE: A MENINA ESTAVA FELIZ ! OBS.: Deve-se ditar as frases de acordo com o tema que estiver estudando na sala, aproveitando para realizar um trabalho interdisciplinar.
    • 25. LEIA A QUADRINHA ABAIXO COM O PROFESSOR E PINTE OS ESPAÇOS ENTRE AS PALAVRAS: O Chico é Buarque, o Caetano é Veloso O Ary foi Barroso também. Entre os que são Jorge tem um Jorge Amado e um outro que é o Jorge Ben. Quem tem apelido Dedé, Zacharias, Mussum e Fafá de Belém.
    • 26. 3 – Reconhecer unidades fonológicas como sílabas, rimas, terminações de palavras, etc; Introduzida, Trabalhada e Consolidada no 1º ano. Retomada no 2º ano. Retomada no 3º ano. Esta capacidade prioriza um trabalho com consciência fonológica. Desenvolver a consciência fonológica significa: identificar e discriminar os diferentes sons da língua. Ela é fundamental para que o aluno perceba a correspondência entre sons e letras (fonemas/grafemas) e também para que ele saiba que as palavras têm sons, isto é escrevemos o que falamos. Lembramos que a maioria das atividades para se trabalhar esta capacidade são orais. Veja as sugestões aqui anexadas. Explorar rimas, sílabas em diversas posições nas palavras; Associar palavras com o nome do objeto que os origina; Imitar sons; Identificar sons, sílabas e outras unidades sonoras; Identificar ao ouvir uma palavra, o número de sílabas; Identificar sonoridade de sílaba padrão (consoante/vogal) em princípio ou final de palavras: Identificar seqüência de figuras cujos nomes comecem com sílabas de uma única letra: Ex.: apito / elefante / abacaxi 2º EIXO: APROPRIAÇÃO DO SISTEMA DE ESCRITA CAPACIDADES:
    • 27. Reconhecer unidades fonológicas como sílabas, rimas, terminações de palavras, etc. Muitas brincadeiras infantis envolvem operar com essas unidades. Por exemplo, cantigas de roda como "Atirei o pau no gato"; jogos de salão como "Lá vai a barquinha carregadinha de" (palavras começadas com [ca], terminadas com [ão], etc.), a língua do pê, os trava- línguas. Trazendo essa produção cultural para a sala de aula, podem-se criar situações lúdicas que levarão os alunos operar deliberadamente com sílabas, rimas, aliterações, assônancias, etc. É possível também brincar com a posição desses segmentos nas palavras, por exemplo, formando listas de palavras que comecem, ou que terminem, com determinada sílaba.
    • 28. COMPLETE O POEMA ABAIXO: A CASA E SEU DONO (Elias José) ESSA CASA É DE CACO QUEM MORA NELA É O ___________________ ESSA CASA É DE TELHA QUEM MORA NELA É A ___________________ ESSA CASA É DE LATA QUEM MORA NELA É A ___________________ ESSA CASA É DE CIMENTO QUEM MORA NELA É O __________________ ESSA CASA É TÃO BONITA QUEM MORA NELA É A __________________ E DESCOBRI DE REPENTE QUE NÃO FALEI EM CASA DE GENTE.
    • 29. LEIA JUNTO COM SEU PROFESSOR E COMPLETE COM A PALAVRA QUE RIMA. CORRE, CUTIA DE NOITE E DE DIA DEBAIXO DA CAMA DE DONA _____________.
    • 30. LIGUE O DESENHO QUE TEM A MESMA TERMINAÇÃO SONORA.
    • 31. LEIA O TEXTO COM A AJUDA DA SUA PROFESSORA E CIRCULE O PEDACINHO QUE TEM SOM IGUAL O CHÃO E O PÃO (Cecília Meireles) O CHÃO O GRÃO O GRÃO NO CHÃO O PÃO O PÃO E A MÃO A MÃO NO PÃO O PÃO NA MÃO O PÃO NO CHÃO ? NÃO.
    • 32. OBSERVE A QUADRINHA E CRIE A SUA SE EU FOSSE UM PASSARINHO E SOUBESSE VOAR TIRAVA ANINHA DO AR SE EU FOSSE UM _________________ E SOUBESSE ____________________ TIRAVA ____________________ DO ____________________
    • 33. CIRCULE, NO TEXTO, TODAS AS PALAVRAS QUE TERMINAM COM INHO, OBSERVANDO AS RIMAS: O ELEFANTINHO (Vinícius de Moraes) ONDE VAIS, ELEFANTINHO CORRENDO PELO CAMINHO ASSIM TÃO DESCONSOLADO? ANDAS PERDIDO, BICHINHO? ESPETASTES O PÉ NO ESPINHO? QUE SENTES, POBRE COITADO? - ESTOU COM UM MEDO DANADO. ENCONTREI UM PASSARINHO.
    • 34. 4 – Conhecer o alfabeto; Introduzida, Trabalhada no 1º ano. Trabalhada e consolidada no 2º ano. Retomada no 3º ano. Compreender a categorização gráfica e funcional das letras: Identificar duas ou mais letras no contexto de palavras (nomes próprios, nomes comuns); Identificar entre vários conjuntos de letras o conjunto que forma uma determinada palavra; Conhecimento de que as letras representam os sons da língua; Conhecer e associar as formas e os nomes das letras; Discriminar as formas das letras; Aprender a ordem alfabética e associar letras e sons. Conhecer e utilizar diferentes tipos de letras (fôrma e cursiva). 2º EIXO: APROPRIAÇÃO DO SISTEMA DE ESCRITA CAPACIDADES:
    • 35. CIRCULE AS PALAVRAS QUE COMEÇAM COM LETRA MAIÚSCULA: Crianças - Descobrindo - Brasil - campo Ricardo - casa - verde - primeira - Ana COLUNA 1 COLUNA 2 COLUNA 3 ORGANIZE EM COLUNAS AS PALAVRAS ABAIXO DE ACORDO COM O TIPO DE LETRA APRESENTADO:
    • 36. CIRCULE OS DIFERENTES TIPOS DE T DAS PALAVRAS ABAIXO TELEFONE botão rato Tesoura
    • 37. COLORIR ONDE ESTÁ ESCRITO COM LETRA CURSIVA Era uma vez ... Três porquinhos: Palito, Palhaço e Pedrito Era uma vez ... Três porquinhos : Palito, Palhaço e Pedrito
    • 38. 1 A 2 B 3 C 4 D 5 E 6 F 7 G 8 H 9 I 10 J 11 K 12 L 13 M 14 N 15 O 16 P 17 Q 18 R 19 S 20 T 21 U 22 V 23 W 24 X 25 Y 26 Z 1. QUAIS AS CINCO PRIMEIRAS LETRAS DO ALFABETO? 2. COLOQUE AS LETRAS N, O, J, M, L NA ORDEM ALFABÉTICA. 3. QUE LETRAS QUE ESTÃO ENTRE O P E S NO ALFABETO? 4. MARQUE A LETRA "INTRUSA" NA SEQUÊNCIA: A B C M D E F
    • 39. COMPARE OS DIFERENTES TIPOS DE LETRAS EXISTENTES NOS RÓTULOS: APRESENTAR À CRIANÇA DOIS RÓTULOS E PEDIR A ELA: a) QUAIS AS LETRAS VOCÊ CONHECE? b) QUAIS LETRAS SÃO IGUAIS? c) ESCREVA AS LETRAS QUE SE REPETEM EM CADA RÓTULO.
    • 40. OBSERVE O RÓTULO ABAIXO E RESPONDA: a) CIRCULE OS NÚMEROS CONTIDOS NO RÓTULO. b) RISQUE NO QUADRO ABAIXO AS LETRAS QUE APARECEM NO RÓTULO: B Y E A K O F S V D M J
    • 41. 5 – Compreender a natureza alfabética do sistema de escrita; Introduzida, Trabalhada no 1º ano. Trabalhada e consolidada no 2º ano. Retomada no 3º ano. “Um sistema de escrita é alfabético quando seu princípio básico é o de que cada som é representado por uma letra.” Isto se realiza quando o aluno entende que a escrita é a correspondência letra (grafema) – som (fonema). Muitas crianças chegam à escola desconhecendo a representação da escrita. Elaboram hipóteses variadas: uns acham que se escreve representando as palavras através de desenhos, outros acreditam que usa-se letras ou símbolos para se representar o que quer escrever e acreditam ainda que objetos grandes se escrevem com muitas letras, outros pensam que cada letra representa uma sílaba, hipóteses já descritas nos estudos da psicogênese da língua escrita. É muito importante que o professor saiba reconhecer e valorizar essas etapas que é fundamental na conquista da aquisição do sistema de escrita pelo aluno. 2º EIXO: APROPRIAÇÃO DO SISTEMA DE ESCRITA CAPACIDADES:
    • 42. VAMOS ESCREVER FRASES SOBRE AS FIGURAS ? ________ ________ ________ COLOQUE AS LETRAS INICIAIS DAS FIGURAS ABAIXO.
    • 43. OBSERVE AS PALAVRAS ABAIXO E MARQUE COM UM X A PALAVRA DITADA PELO PROFESSOR NAVIO ( ) AVIÃO ( ) BICICLETA ( ) CAMINHÃO ( ) OBSERVE AS FIGURAS E ESCREVA O NOME DE CADA UMA:
    • 44. 6 – Dominar as relações entre grafemas e fonemas. Introduzida no 1º ano. Trabalhada e consolidada no 2º ano. Trabalhada e consolidada no 3º ano. Compreender essas relações é decisivo para o aluno se apropriar não só do sistema de escrita, mas também, dominar a ortografia, que nada mais é que entender que a escrita não reproduz fidedignamente os sons da fala como o aluno descobre quando inicia o processo de alfabetização. É aí então que ele vai aprender que a fala é muito diferente da escrita não só no aspecto ortográfico. 2º EIXO: APROPRIAÇÃO DO SISTEMA DE ESCRITA CAPACIDADES:
    • 45. PROCURE EM JORNAIS E REVISTAS PALAVRAS COM S e Z e COPIE-AS EM TIRAS DE PAPEL OU CARTOLINA. DEPOIS, JUNTO COM SEUS COLEGAS, MONTE UM MURAL EM SUA SALA.
    • 46. DITADO DE PEQUENOS TEXTOS: O SÍTIO DO MEU AVÔ. Lá no sítio do avô Tonho há um mundo diferente. As crianças se divertem mais com bichos que com gente. É a vaca violeteira, a galinha carijó, patos, gansos, cavalos e o cachorro, um xodó. Observação: No ditado de pequenos textos o professor pode estar observando os princípios e regras ortográficas do sistema de escrita.
    • 47. COPIE AS PALAVRAS ABAIXO, SEPARANDO-AS EM COLUNAS Palavras com Ç Palavras SS Assobia - dinossauro - cabeça - passado - paçoca calçado - pescoço - assunto - pessoas - alçapão
    • 48. ESCREVA NAS LINHAS ABAIXO O NOME DE CADA FIGURA: OBSERVAÇÃO: Para realização deste auto-ditado, deve-se utilizar palavras que contém regras ortográficas. Neste caso utilizamos as variações da letra R.
    • 49. PINTE O NOME DO DESENHO: PATO DADO BATO BONECA PETECA FACA VACA FADA PENTE DENTE
    • 50. 5 – Compreender a natureza alfabética do sistema de escrita; Introduzida, Trabalhada no 1º ano. Trabalhada e consolidada no 2º ano. Retomada no 3º ano. “Um sistema de escrita é alfabético quando seu princípio básico é o de que cada som é representado por uma letra.” Isto se realiza quando o aluno entende que a escrita é a correspondência letra (grafema) – som (fonema). Muitas crianças chegam à escola desconhecendo a representação da escrita. Elaboram hipóteses variadas: uns acham que se escreve representando as palavras através de desenhos, outros acreditam que usa-se letras ou símbolos para se representar o que quer escrever e acreditam ainda que objetos grandes se escrevem com muitas letras, outros pensam que cada letra representa uma sílaba, hipóteses já descritas nos estudos da psicogênese da língua escrita. É muito importante que o professor saiba reconhecer e valorizar essas etapas que é fundamental na conquista da aquisição do sistema de escrita pelo aluno. 2º EIXO: APROPRIAÇÃO DO SISTEMA DE ESCRITA CAPACIDADES:
    • 51. Pirulito que bate bate Pirulito que bate bate Pirulito que já bateu Quem gosta de mim é ela Quem gosta dela sou eu Pirulito que bate bate Pirulito que já bateu A menina que eu gostava Não gostava como eu Observe a cantiga e copie: 1. Uma palavra com 5 letras : 2. Uma palavra com 7 letras : 3. Uma palavra que começa com a letra M 4. Uma palavra que termina com a letra A
    • 52. HIPÓTESE PRÉ-SILÁBICA  Memorização global da palavra chave: Pirulito  Vinculação objeto ou figura com a palavra escrita  Análises não silábicas: Letras iniciais e finais, números de letras, ordens de letra. PIRULITO • Colorir de azul a letra inicial da palavra • Circular a letra final da palavra • Número de letras da palavra. -------------------------------------- • Nome dos colegas que começam com a mesma letra. ------------------ • Nesta palavrinha existe alguma letra que está no seu nome? --------- ----------- • Recorte de revistas as letrinhas que formam esta palavra.
    • 53. HIPÓTESE SILÁBICA  Percebendo os pedacinhos. Pinte nos quadrinhos abaixo: a) Quantas letrinhas tem a palavra  b) Quantas vezes abrimos a boca para falar a) Quantas letrinhas tem a palavra  a) Quantas vezes abrimos a boca para falar PIRULITO MENINA
    • 54. HIPÓTESE SILÁBICA-ALFABÉTICA Veja quantas palavras você consegue formar com as sílabas abaixo: PI TE GOS LA LI ME E RU DE NA MO NI TA BA TO CO
    • 55. Complete os versinhos com as palavras abaixo : PIRULITO QUE ____________ BATE ________________ QUE JÁ BATEU. QUEM _________ DE MIM É ______. ___ GOSTA __________ SOU EU. ELA – PIRULITO – DELA - BATE- GOSTA - QUEM
    • 56. Recorte de revistas ou jornais, cole ou escreva palavras: QUE COMEÇAM COM : BA QUE TERMINA COM: TE
    • 57. HIPÓTESE ALFABÉTICA • Trabalhando com letras, sílabas e palavras: LETRAS : SÍLABAS: PALAVRA: PIRULITO
    • 58. Retire da cantiga, palavras: 1 SÍLABA 2 SÍLABAS 3 SÍLABAS 4 SÍLABAS Trabalhando com produção de texto: Ilustre a cantiga. Escreva uma cantiga que você conhece.
    • 59. Para atender essa capacidade, você poderá trabalhar desde o início da escolaridade com os textos que pertencem à tradição oral. São textos que as crianças normalmente conhecem, gostam de cantar ou recitar e memorizam com muita facilidade. Eles possibilitam avanços em suas hipóteses a respeito da língua escrita e propiciam problemas para diferentes níveis de conhecimento. São os gêneros: parlendas, cantigas, músicas, poemas, quadrinhas, etc. Você deve também, cuidar para que os textos sejam adequados, próprios das brincadeiras de infância, divertidos e com um forte comprometimento lúdico. Uma vez memorizados, o trabalho com eles, flui com muita naturalidade. 3º EIXO: LEITURA
    • 60. 1 - Desenvolver atitudes e disposições favoráveis à leitura 2 - Desenvolver capacidades relativas ao código escrito especificamente necessárias à leitura: saber decodificar palavras e textos escritos saber ler reconhecendo globalmente as palavras 3 - Desenvolver capacidades necessárias à leitura com fluência e compreensão 3º EIXO: LEITURA CAPACIDADES
    • 61. 1 - Desenvolver atitudes e disposições favoráveis à leitura Introduzida, trabalhada e consolidada no 1º ano. Trabalhada e consolidada no 2º ano. Trabalhada e consolidada no 3º ano. Ao iniciar qualquer leitura, precisamos dizer para os alunos por que vamos ler esse texto (objetivo), do que se trata (conhecimento prévio), e até mesmo o que vai acontecer após a leitura. 3º EIXO: LEITURA CAPACIDADES
    • 62. MARQUE OS NOMES DOS ANIMAIS: ( ) GALO ( ) BOLA ( ) GATO ( )BICICLETA ( ) BONECA ( ) ABELHA
    • 63. LIGUE A FIGURA AO SEU NOME ELEFANTE BONECA MACACO IGREJA
    • 64. 2 - Desenvolver capacidades relativas ao código escrito especificamente necessárias à leitura: saber decodificar palavras e textos escritos saber ler reconhecendo globalmente as palavras Introduzida no 1º ano. Trabalhada e consolidada no 2º ano. Trabalhada e consolidada no 3º ano. Esta capacidade, professor, você já vem trabalhando quando realiza as atividades ligadas ao EIXO – APROPRIAÇÃO DO SISTEMA DE ESCRITA. saber decodificar palavras e textos escritos Resumidamente, trata-se do processo de DECODIFICAÇÃO que nada mais é do que saber decifrar o que está escrito, ou seja, a relaçao existente entre sons e letras (fonema/grafema). saber ler reconhecendo globalmente as palavras O reconhecimento de palavras sem analisar letras e sílabas, favorece uma leitura muito mais rápida, pois trata-se de uma estratégia global. 3º EIXO: LEITURA CAPACIDADES
    • 65. MARINA TOMOU MARQUE OS NOMES DAS COISAS QUE MARINA TOMOU. LEITE - SORVETE - ÁGUA - CAFÉ
    • 66. LEIA O TEXTO ABAIXO COM A AJUDA DE SEU PROFESSOR. "Em um supermercado um locutor fala: Neste seu dia, mamão, quero beijar a alface do rosto por tudo o que a cenoura fez por seu figo. Pêra primeira vez, aquiabo meu coração agradecendo aquelas noites de bertalha, ao pé da cana. Eu sei que a cenoura melancia muito mais que este meu presuntinho. Mas caqui vai meu queijo. Essa homenagem não é somente minha, mamão, mas também do papaia.“ Escreva os nomes dos alimentos que foram utilizados nesse anúncio para se referir a: a) mamãe ______________ h) cama ____________________ b) face ________________ i) merecia __________________ c) senhora ______________ j) presentinho _______________ d) filho ___________________ l) aqui _____________________ e) pela ___________________ m) beijo ____________________ f) aqui abro _______________ n) papai ____________________ g) batalha ________________
    • 67. 3 - Desenvolver capacidades necessárias à leitura com fluência e compreensão Introduzida, trabalhada e consolidada no 1º ano. Trabalhada e consolidada no 2º ano. Trabalhada e consolidada no 3º ano. - A compreensão linear – diz respeito ao reconhecimento das informações que estão visíveis no texto. - A produção de inferência (complementos que o leitor fornece ao texto a partir de seus conhecimentos prévios. De tão comum, nem sempre nos lembramos se um determinado aspecto está implícito ou explícito no texto.), é ler nas entrelinhas, compreender o que não é dito. - A compreensão global é a junção dos dois componentes acima são eles que vão propiciar a construção do sentido do texto. 3º EIXO: LEITURA CAPACIDADES
    • 68. LEIA A FRASE ABAIXO: O MORANGO É UMA FRUTA BASTANTE UTILIZADA NA. PREPARAÇÃO DE DOCES, SUCOS, MUSSES, SORVETES... Davi mês de no janeiro aniversário fez DESCUBRA A FRASE UTILIZANDO AS PALAVRAS ABAIXO
    • 69. LEIA O TEXTO ABAIXO: O rato é um animal de quatro patas e corpo coberto de pêlos. Ele tem dentes fortes e pode comer até alimentos duros . Ele rói tudo que encontra: papéis, panos, frutos, alimentos, grãos. RESPONDA: DE QUE ANIMAL O TEXTO NOS FALA? SEGUNDO O TEXTO, QUAIS CARACTERÍSTICAS O RATO POSSUI?
    • 70. LEIA ESTE TEXTO: Primeiro dia de aula, Como é bom recomeçar! Mala nova, tudo novo, caderno, lápis no estojo, tudo encapado, tudo ajeitado, tudo arrumado, tudo prontinho. (Pedro Bandeira. Cavalgando o arco-íris.) De quais objetos o texto nos fala ? De acordo com o texto, como estavam os objetos no primeiro dia de aula ?
    • 71. PARA VOCÊ LER E INTERPRETAR: RELÂMPAGO (Sérgio Caparelli) O meu cachorro Relâmpago Acordou com sarampo. Veio dona Manuela: "Deve ser varicela". E depois a dona Dora: "Para mim é catapora". E a dona Fabíola: "Mais parece varíola". Por fim, o veterinário: "Oh, que belo disparate! O cachorro se manchou Foi com molho de tomate". Responda: De que se trata o texto ? Como se chama o cachorro? Com o que o cachorro se manchou ? Qual o título da poesia ?
    • 72. LEIA AS QUADRINHOS ABAIXO E RESPONDA: Sobre o que o texto está falando? O que você descobriu sobre a bicicleta ao ler o texto?
    • 73. LEIA A POESIA E DEPOIS DISCUTA COM A SUA TURMA: LETRAS MÁGICAS (José Paulo Paes) QUE PODE FAZER VOCÊ PARA O ELEFANTE TÃO DESELEGANTE FICAR ELEGANTE ? ORA, TROQUE O F POR G ! MAS SE TROCAR, NO RATO, O R POR G, TRANSFORMA-O VOCÊ ( VEJA QUE PERIGO ! ) NO SEU PIOR INIMIGO: O GATO. Que animais aparecem no texto? Passe um traço embaixo da letra que você tem que trocar para que o ELEFANTE fique ELEGANTE. Pinte no texto as rimas (palavras que terminam com o mesmo som). Por que trocar R por G na palavra RATO é um perigo?
    • 74. TRABALHANDO COM RECEITAS: RECEITA DE BOMBOM INGREDIENTES LEITE EM PÓ CHOCOLATE EM PÓ LEITE CONDENSADO MODO DE FAZER FAÇA COM AS PASSE AS NO CHOCOLATE EM PÓ. LEVE À GELADEIRA PARA ENDURECER. ENROLE OS EM PAPEL ALUMÍNIO. Agora responda: Que tipo de texto é este? Para que ele é usado? Quais os ingredientes são necessários para se fazer este bombom?
    • 75. TRABALHANDO COM BILHETES: Qual o objetivo deste texto? MAMÃE E PAPAI, ESTOU BRINCANDO NA CASA DO EDU. VOLTO LOGO. TIAGO 21/07/05
    • 76. TRABALHANDO COM FOLHETOS: Qual é o tipo de texto apresentado? Para que serve esse texto? Quais as informações que ele nos passa?
    • 77. TRABALHANDO COM TEXTO DE REVISTA: a) Para que serve esse texto? b) Qual a informação podemos retirar deste texto ?
    • 78. TRABALHANDO COM RÓTULOS: Que tipo de texto é este? Para que serve este produto? Leia com atenção o modo de prepará-lo. Depois reconte a receita.
    • 79. OBSERVE OS QUADRINHOS E O QUE ELES RETRATAM. Agora responda: Por quê o Cebolinha deu o sorvete grande para a Magali ?
    • 80. OBSERVE A CARTILHA ABAIXO: • Que informações você acha que esta cartilha vai nos dar?
    • 81. OBSERVE A REPRODUÇÃO DA CAPA DE UM LIVRO. Pelo título, qual a história você acha que conta este livro?
    • 82. LEIA AS FRASES ABAIXO:
    • 83. LEIA O TEXTO ABAIXO: ÔNIBUS VEÍCULO DE TRANSPORTE PÚBLICO DE PASSAGEIROS, COM ITINERÁRIO PREESTABELECIDO. EM DIFERENTES REGIÕES DO BRASIL O ÔNIBUS RECEBE OUTROS NOMES COMO: GAROTA, GÔNDOLA, JARDINEIRA (PR - SC), MARINETE (SE - BA), SOPA (PE) E LOTAÇÃO. Pedir que os alunos façam leitura oral. Fazer perguntas para ver se o aluno compreendeu o que leu. Reconto do texto lido.
    • 84. Podemos definir muito simplesmente o que é um texto quando dizemos que é algo que nos comunica alguma coisa. Não importa o tamanho, podendo existir textos grandes ou pequenos, ou até mesmo textos com uma só palavra: Ex.: CACHORRO quando colocado em placa no portão de uma casa, sítios, etc (isto chamamos de contexto). Temos ainda textos orais (os que nós falamos), escritos, verbais quando contém escritos e não verbais (só com desenhos, etc.). Segundo o Caderno 2 da SEE/CEALE pag. 49 “A escrita na escola, assim como nas práticas sociais fora da escola, deve servir a algum objetivo, ter alguma função e dirigir-se a algum leitor.”, e não somente ser endereçada apenas ao professor. 4º EIXO: PRODUÇÃO DE TEXTOS ESCRITOS
    • 85. 1 - Compreender e valorizar o uso da escrita com diferentes funções, em diferentes gêneros 2 - Produzir textos escritos de gêneros diversos, adequados aos objetivos, ao destinatário e ao contexto de circulação 4º EIXO: PRODUÇÃO DE TEXTOS ESCRITOS CAPACIDADES:
    • 86. 1 - Compreender e valorizar o uso da escrita com diferentes funções, em diferentes gêneros Introduzida, trabalhada e consolidada no 1º ano. Trabalhada e consolidada no 2º ano. Trabalhada e consolidada no 3º ano. Deve-se dar aos alunos a possibilidade e o tempo para: Antes de começar a escrever e durante o tempo em que escrevem, busquem a informação que necessitam. Pensem como vai ser o texto que escreverão: qual o objetivo, a quem se destina, como vai começar ou como vai terminar, fazendo o plano do texto. Consultem seus pares ou professor, enquanto escrevem. Resolvam dúvidas consultando textos parecidos ao que estão produzindo (isto é intertextualidade). Na medida em que escrevem tornem a ler o que já foi escrito fazendo uma primeira revisão. Façam uma releitura total dos rascunhos escritos e corrijam seu texto até conseguir uma versão satisfatória para ele. 4º EIXO: PRODUÇÃO DE TEXTOS ESCRITOS CAPACIDADES:
    • 87. Escrever palavras de cor. ESCREVA O NOME DA SUA PROFESSORA. QUAL A PRIMEIRA LETRA DO NOME DELA ? EM SUA TURMA TEM OUTROS NOMES QUE INICIAM COM A MESMA LETRA? SE TIVER COPIE-OS AQUI. CASO NÃO TENHA, PROCURE EM CASA. ESCREVA SEU NOME E O DE SUA PROFESSORA NOS QUADRINHOS ABAIXO. PINTE AS LETRAS EM COMUM.
    • 88. ESCREVA 5 NOMES DOS COLEGAS DA SUA SALA NAS COLUNAS ABAIXO:
    • 89. ESCREVA NOS BALÕES ABAIXO NOME DE ALGUNS COLEGUINHAS QUE FAZEM PARTE DA SUA TURMA.
    • 90. O QUE É O QUE É? ADIVINHE SE PUDER! a) Tem luz mas vive no escuro ? b) Que vira a cabeça do homem ? c) Entra na água e não se molha ? d) Cai em pé e corre deitado ? Respostas: a) vaga-lume b) pescoço c) sombra d) chuva
    • 91. COMPLETE A CARTELA COM OS NOMES COMEÇADOS COM AS LETRAS INDICADAS. GANHA QUEM PREENCHER PRIMEIRO E CERTO A CARTELA. NOMES A P L R FRUTA ANIMAL MULHER HOMEM
    • 92. Observe a figura e crie uma frase que retrate o pensamento de cada criança:
    • 93. ELABORE UMA FRASE PARA CADA GRAVURA __________________________________________ __________________________________________ __________________________________________
    • 94. 2 - Produzir textos escritos de gêneros diversos, adequados aos objetivos, ao destinatário e ao contexto de circulação Introduzida no 1º ano. Trabalhada no 2º ano. Trabalhada e consolidada no 3º ano. Esta capacidade cuida de ensinar ao aluno que além do que ele tem a dizer é preciso saber como dizer (a forma). Vide o exemplo da forma da carta. 4º EIXO: PRODUÇÃO DE TEXTOS ESCRITOS CAPACIDADES:
    • 95. RECONTE O TEXTO PARA O SEU PROFESSOR ORALMENTE. REESCREVA À SUA MANEIRA O TEXTO LIDO PELO SEU PROFESSOR. Na escola dos animais, há uma grande confusão. A coruja é professora, e não dá moleza não. O pato quer nadar, o rato quer roer. O sapo quer pular e o bode quer comer. O papagaio quer falar, João-de-barro, construir. A onça quer caçar e a preguiça quer dormir. Na escola dos animais, ninguém precisa aprender Todos sabem de tudo; o necessário para viver (Valéria de Almeida)
    • 96. RECONTE À SUA MANEIRA AS INVENÇÕES LIDAS POR SUA PROFESSORA: SE VOCÊ FOR INVENTOR, INVENTE (José Paulo Paes) REESCREVA A PARTE QUE VOCÊ MAIS GOSTOU. Um creme que tire ruga de pescoço de tartaruga Um pente que penteie sozinho lombo de porco-espinho E um lenço forte bastante para assoar tromba de elefante.
    • 97. OBSERVE A GRAVURA E ESCREVA UM PEQUENO TEXTO SOBRE ELE.
    • 98. USE OS BALÕES PARA ESCREVER O QUE OS PEIXINHOS ESTÃO FALANDO.
    • 99. Este eixo, introduzido ha bem pouco tempo no currículo da língua portuguesa e reconhecido pela Lingüística e pela Pedagogia, é de grande importância na vida das pessoas, portanto deve ser também na escola objeto de atenção e estudo. É importante propiciar aos alunos, principalmente às crianças oriundas de um meio social menos favorecido, a ter acesso a um língua de prestígio, mas precisamos também respeitar a língua que ela adquiriu no meio familiar e social em que vive, sem discriminá-la. Lembre-se professor(a) que ao trabalhar qualquer conteúdo, você deverá sempre iniciá-lo com atividades orais. 5º EIXO: DESENVOLVIMENTO DA ORALIDADE
    • 100. 1 - Participar das interações cotidianas em sala de aula 2 - Respeitar a diversidade das formas de expressão oral manifestadas por colegas, professores e funcionários da escola, bem como por pessoas da comunidade extra-escolar 3 - Usar a língua falada em diferentes situações escolares, buscando empregar a variedade lingüística adequada 4 - Planejar a fala em situações formais 5 - Realizar com pertinência tarefas cujo desenvolvimento dependa de escuta e compreensão 5º EIXO: DESENVOLVIMENTO DA ORALIDADE CAPACIDADES:
    • 101. 1 - Participar das interações cotidianas em sala de aula Introduzida, trabalhada e consolidada no 1º ano. Trabalhada e consolidada no 2º ano. Trabalhada e consolidada no 3º ano. O aluno precisa aprender a interagir oralmente de acordo com as regras de convivência dos diferentes espaços sociais, cabendo a escola contribuir para essa aprendizagem. É então que ele vai aprender que não se fala de qualquer jeito, em qualquer lugar e hora, respeitar a sua vez de falar e a fala dos outros. Deve aprender também a escutar com atenção e compreensão , a dar respostas, opiniões e sugestões pertinentes nas discussões em sala de aula. 5º EIXO: DESENVOLVIMENTO DA ORALIDADE CAPACIDADES:
    • 102. 2 - Respeitar a diversidade das formas de expressão oral manifestadas por colegas, professores e funcionários da escola, bem como por pessoas da comunidade extra-escolar Introduzida, trabalhada e consolidada no 1º ano. Trabalhada e consolidada no 2º ano. Trabalhada e consolidada no 3º ano. É muito importante como já foi dito, respeitar a variedade lingüística dos alunos – a sua maneira de falar, ou seja, você também professor(a), deve ter uma atitude respeitosa para com seus alunos. Isto é recíproco. Como bem nos disse Paulo Freire, devemos a partir do conhecimento do aluno, ajudá-lo a avançar para sair de um conhecimento menor para outro mais elaborado. 5º EIXO: DESENVOLVIMENTO DA ORALIDADE CAPACIDADES:
    • 103. 3 - Usar a língua falada em diferentes situações escolares, buscando empregar a variedade lingüística adequada Introduzida no 1º ano. Trabalhada no 2º ano. Trabalhada e consolidada no 3º ano. Como já dissemos não se fala do mesmo jeito em todas as circunstâncias. Por exemplo: numa conversa descontraída falamos numa linguagem cotidiana chamada coloquial. Usar a maneira de falar de acordo com seu interlocutor é uma aprendizagem de valor e utilidade na vida das pessoas que precisa ser desenvolvida na escola. Enfim, precisamos aprender a falar bem e saber expor a nossa opinião com educação. 5º EIXO: DESENVOLVIMENTO DA ORALIDADE CAPACIDADES:
    • 104. 4 - Planejar a fala em situações formais Introduzida no 1º ano. Trabalhada no 2º ano. Trabalhada e consolidada no 3º ano. Para atender essa capacidade é necessário um bom planejamento. Levar em consideração além do assunto, os ouvintes, as suas expectativas, o tempo, o ambiente em que acontecerá essa fala. O professor orientará seus alunos a utilizar recursos auxiliares para ajudá-los nessa tarefa. Ex.: cartazes, transparências, filmes, etc. 5º EIXO: DESENVOLVIMENTO DA ORALIDADE CAPACIDADES:
    • 105. 5 - Realizar com pertinência tarefas cujo desenvolvimento dependa de escuta e compreensão Introduzida no 1º ano. Trabalhada no 2º ano. Trabalhada e consolidada no 3º ano. Inclui nesta capacidade ouvir com compreensão. Ela é importantíssima para a plena participação do cidadão na sociedade. É preciso saber ouvir e compreender o que as pessoas lêem e falam. Quando isso ocorre, o aluno já está exercendo esta capacidade. 5º EIXO: DESENVOLVIMENTO DA ORALIDADE CAPACIDADES:
    • 106. Referencial para elaboração desta apresentação: Trabalho desenvolvido por Maria Célia e Lenízia da Equipe Central da SEE em 2008. CADERNO 2 DA SEE – elaborado pelo CEALE/UFMG. Obrigado e bom trabalho!

    ×