Your SlideShare is downloading. ×
Administração de Banco de Dados
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Administração de Banco de Dados

522
views

Published on


0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
522
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
23
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide
  • 25/08/10 Tecnicas de Informatica - Aula 2
  • 25/08/10 Tecnicas de Informatica - Aula 2
  • 25/08/10 Tecnicas de Informatica - Aula 2
  • 25/08/10 Tecnicas de Informatica - Aula 2
  • 25/08/10 Tecnicas de Informatica - Aula 2
  • 25/08/10 Tecnicas de Informatica - Aula 2
  • 25/08/10 Tecnicas de Informatica - Aula 2
  • 25/08/10 Tecnicas de Informatica - Aula 2
  • 25/08/10 Tecnicas de Informatica - Aula 2
  • 25/08/10 Tecnicas de Informatica - Aula 2
  • 25/08/10 Tecnicas de Informatica - Aula 2
  • Transcript

    • 1. Administração de Bancos de Dados Aula 2 Armazenamento de Dados Histórico, Definições , Uso nos Sistemas e Organizações Prof. Belarmino
    • 2. Armazenando Dados
      • Nosso primeiro “sistema de armazenamento de dados” foi - e ainda é – o próprio cérebro !
      • Manter informações básicas sobre os objetos de modo a distingui-los uns dos outros é
      • uma questão básica de sobrevivência.
      • As primeiras “bases de dados mentais” eram bem simples, guardavam apenas as
      • generalidades dos objetos mas já permitiam que eles fossem diferenciados em classes.
      • Com a evolução da inteligência humana a informação passou a ser registrada permitindo
      • que pudesse ser passada a frente – aprendemos a armazenar conhecimento !
    • 3. Armazenando Dados
      • Com o passar do tempo a capacidade de classificação e armazenamento dos dados foi
      • se tornando cada vez mais sofisticada pois informações sobre o comércio, a agricultura,
      • tempo e clima, filosofia, literatura e muitas outras precisavam ser guardadas, catalogadas
      • e recuperadas.
      • Problemas como armazenamento, classificação e acesso se tornaram evidentes.
      • A vida moderna multiplicou a quantidade e qualidade do armazenamento de dados,.
      • Novos mecanismos e técnicas foram criados para suprir essas novas necessidades.
    • 4. Armazenamento de Dados
      • Hoje é impensável uma vida sem os modernos meios de armazenamento de dados.
      • Coleções gigantescas de informação recursos financeiros, humanos e materiais são
      • mantidas por corporações e governos.
      • Bases de dados podem ser interligadas e cruzar informações em qualquer parte..
      • Enormes quantidades de informação são geradas, acessadas e alteradas em frações de
      • segundo.
      • Dados vitais são disponibilizados para processos e operações dentro e fora empresas.
      • Um vasto número de registros de segurança e auditoria é armazenado a cada momento.
      • Bases de informação e todos os tipos e tamanhos são criadas o tempo todo.
    • 5. Diferença entre Dado e Informação
      • DADOS são medidas ou valores expressos em números, textos, imagens sobre objetos
      • concretos ou abstratos.
      • Tomado de modo isolado ou mesmo em grupo os dados podem não ter significado algum.
      • Quando esses dados são reunidos e processados de modo a ganhar uma interpretação
      • e significado dentro de um CONTEXTO se tornam INFORMAÇÂO (ex: relatorios. ).
      • Em geral a Tecnologia de Informação divide as tarefas de armazenar dados e produzir
      • informação usando ferramentas e processos diferentes.
      • Neste sentido as bases de dados se destinam primariamente a servir como “container”
      • para os dados - sem entrar no mérito do valor ou utilidade de seu conteúdo.
      • Você poderia usar a imagem acima para ilustrar a diferença entre dados e informação ?
      • Você saberia dizer quando informação se torna CONHECIMENTO ?
    • 6. Armazenamento de Eletrônico de Dados
      • Com o advento do processamento eletrônico os dados passaram a ser armazenados nos
      • dispositivos de entrada e saida dos computadores.
      • A vasta maioria das informações está armazenada em dispositivos magnéticos ( discos )
      • mas é crescente o uso de outras mídias para esta finalidade ( o futuro apresenta opções
      • interessantes como novas mídias ópticas, memórias quânticas, memórias orgânicas ...)
      • Para que esses dados possam ser gravados e acessados com segurança é necessário
      • uma série de controles e processos do hardware e do sistema operacional que executam
      • as operações de gravação e leitura dos dados.
      • E alem disto eles devem estar organizados em algum tipo de estrutura física e lógica.
    • 7. Registros
      • Forma estruturada para agrupar, armazenar e recuperar dados.
      • A estrutura do registro é em geral uma hierarquia de unidades ‘atômicas’ que
      • representam os atributos do objeto representado (abstraido) chamados campos
      • O registro é a unidade basica de armazenamento dentro da base.
      • A estrutura é definida em geral por um “layout” – a descrição da ordem, o tipo
      • o tamanho e outros atributos de cada campo.
      • Tanto registros como campos podem ter tipos e tamanhos fixos ou variáveis..
      • Quando um conjunto de registros contem apenas texto e tem tamanho fixo eles
      • constituem um “Plain Text File” – o tipo de arquivo mais portável que existe.
    • 8. Arquivos
      • Coleção de registros armazenados em um dispositivo de I/O
      • Seus registros podem ser acessados de modo sequêncial ou direto.
      • Arquivos podem ter um tamanho fixo ou váriavel.
      • Arquivos podem conter dados no formato texto ou binário.
      • Cada campo pode ou não ser separado do seguinte por indicadores de fim de campo, delimitadores (CSVs), espaços, etc ...
      • Seu tipo pode ser identificado por sua ‘extensão’ – porém isto não é obrigatório e varia muito entre tipos de máquina e sistemas,
      • Podem conter alguma forma básica de segurança associada a eles.
    • 9. Sistemas de Arquivos
      • No principio cada programa tinha que ler, identificar e processar os registros nos arquivos por si mesmo.
      • Surgiram logo depois os “sistemas de arquivos” – um conjunto de programas e estruturas que facilitava o acesso aos dados usando por exemplo arquivos auxiliares chamados índices.
      • No ambiente mainframe o sistema de arquivo mais conhecido é chamado de VSAM e no Windows o ISAM é usado até hoje.
      • Embora tenham facilitado a vida de programadores e analistas eles as vezes carecem de caracteristicas importantes como controle de compartilhamento simultâneo dos dados por exemplo.
    • 10. Bancos de Dados
      • Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados (SGBDs) são programas usados para organizar, administrar e manipular dados
      • Eles funcionam de modo a garantir que seja possivel recuperar, incluir, alterar e remover esses dados de modo rapido e seguro mesmo em grande volume.
      • Ajudam a eliminar ou reduzir a redundancia de dados
      • Permitem que os dados sejam compartilhados com segurança
      • Protegem e restringem acessos ao conteúdo usando recursos como senhas, criptografia e visões de dados.
      • Controlam recursos do hardware e software de maneira eficiente
    • 11. HARDWARE FIM