Mtur (IMB) marketing de destinos parte 001
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Mtur (IMB) marketing de destinos parte 001

on

  • 1,222 views

WORKSHOP “MARKETING DE DESTINOS” Parte 1

WORKSHOP “MARKETING DE DESTINOS” Parte 1

Statistics

Views

Total Views
1,222
Views on SlideShare
1,222
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
44
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Mtur (IMB) marketing de destinos parte 001 Mtur (IMB) marketing de destinos parte 001 Document Transcript

  • 4/5/2011Destinos IndutoresWORKSHOP“MARKETING DE DESTINOS” BEM VINDOS!!!!OBJETIVOS DO WORKSHOP 1
  • 4/5/2011 ORIENTAR gestores públicos e privados, parceiros e comunidades a COMPREENDEREM FORMAS INOVADORAS de atuação na COMUNICAÇÃO E PROMOÇÃO TURÍSTICA, de maneira coordenada e INTEGRADA para a racionalidade de AÇÕES e de RECURSOS no contexto da INSERÇÃO MERCADOLÓGICA.OBJETIVOS DO WORKSHOP APRESENTAR EXEMPLOS REAIS de ESTRATÉGIAS, aplicações e resultados positivos em marketing e PROMOÇÃO TURÍSTICA no Brasil, a fim de dar SUBSÍDIOS AO DIÁLOGO e um ALERTA às necessidades de cada destino indutor no âmbito da construção de uma IMAGEM e MENSAGEM competitiva no MERCADO.OBJETIVOS DO WORKSHOP 2
  • 4/5/2011 Deixar uma SEMENTE que deve servir como um momento de REFLEXÃO e início de um TRABALHO COOPERADO dos ATORES LOCAIS.OBJETIVOS DO WORKSHOP PROGRAMAÇÃO 3
  • 4/5/2011PROGRAMA DO WORKSHOPManhã – 9h às 12h Tarde – 14h às 19h Abertura  Posicionamento Marketing, turismo  Cases e hospitalidade  Mix de Marketing e de comunicação Bloco 1: ... Que destino é este?  Internet  Manutenção de valor Cases  Empacotado e Desempacotado A importância do Mkt  Bloco 3: Ad Words Bloco 2: Target PRIMEIRO DIA MARKETING, TURISMO E HOSPITALIDADE 4
  • 4/5/2011 O que existe em comum entre Turismo, Hospitalidade e Marketing? A troca...MARKETING, TURISMO E HOSPITALIDADEMARKETING Marketing é o conjunto de atividades humanas que tem por objetivo facilitar e consumar relações de troca. Conjunto de técnicas utilizadas para identificar e satisfazer as necessidades e desejos do consumidor através de um processo comercial de compra e venda (TROCA).MARKETING, TURISMO E HOSPITALIDADE 5
  • 4/5/2011HOSPITALIDADE Na ótica da hospitalidade e do dom, há dois coletivos comuns: aquele que recebe (anfitrião) e aquele que é recebido (hóspede). A hospitalidade pode se manifestar em diversos setores/situações, mas o turismo não pode se manifestar sem a hospitalidade.MARKETING, TURISMO E HOSPITALIDADE Podemos dizer que a hospitalidade é uma marca do povo brasileiro? E o que faz um lugar mais hospitaleiro do que outro? As pessoas?MARKETING, TURISMO E HOSPITALIDADE 6
  • 4/5/2011TURISMO Turismo como atividade: fenômeno de desenvolvimento social, econômico, cultural e ambiental... Traz benefícios por meio de uma troca harmoniosa entre seus atores (comunidade e turistas). É um negócio que se faz com as pessoas e para as pessoas, ou seja, turismo são pessoas.MARKETING, TURISMO E HOSPITALIDADETURISMO Podemos dizer que turismo e hospitalidade estão intrinsecamente ligados na relação de troca entre turista, trade e comunidade. Se o turismo é um produto que só pode ser consumido na fonte produtora, não há como prová-lo antes da compra; o bem receber, a hospitalidade desejada pelo turista no destino, também não.MARKETING, TURISMO E HOSPITALIDADE 7
  • 4/5/2011[1] TuristasDesejam consumir férias,sair do lugar rotineiro,conhecer e experimentar coisasnovas, ser bem recebidos...TROCAR... experiências,hábitos e costumes...Busca-se no investimentode tempo e dinheiroa recompensa por meioda satisfação, da felicidade. MARKETING, TURISMO E HOSPITALIDADE[1] Turistas Embora essa relação de troca se estabeleça de maneira subjetiva e seja de difícil “treinamento”, pois hospitalidade se pratica, é de comum entendimento que todo turista gosta de ser bem recebido, de ser encantado e, por fim, dar-se por satisfeito na sua relação de custo-benefício. MARKETING, TURISMO E HOSPITALIDADE 8
  • 4/5/2011[2] EMPRESAS, SERVIÇOS, PESSOASBuscam satisfazer osdesejos dos turistaspor meio da prestaçãode serviços diferenciados,preparados para acolhere encantar os consumidores.O bem-estar e a experiênciapossuem como moeda de trocaa rentabilidade para os negóciosda empresa e seuscolaboradores...MARKETING, TURISMO E HOSPITALIDADEO CONSUMIDOR ATUAL DE VIAGENS ETURISMO... Busca novas experiências Segundo a Pesquisa de Hábitos de Consumo do Turista Brasileiro (Ministério do Turismo, julho de 2009):  39,1% dos consumidores buscam na internet as fontes de informação sobre viagens no Brasil;  41,5% buscam informações advindas de parentes e amigos. BOCA A BOCA MOUSE A MOUSEMARKETING, TURISMO E HOSPITALIDADE 9
  • 4/5/2011O CONSUMIDOR ATUAL DE VIAGENS ETURISMO... Esses dados demonstram a relevância da internet para a divulgação do destino como condição preponderante para a existência e/ou permanência do destino no imaginário do cliente como possibilidade de compra e viagens. “O mundo mudou, as pessoas mudaram e a comunicação mudou”.MARKETING, TURISMO E HOSPITALIDADE[3] DESTINOSDestinos são lugares quematerializam a imagem dodesejo, do lugar sonhado,o sol, o frio aconchegante,a busca pela nova experiência.A imagem do lugar, do quese pode fazer lá, ver ouconhecer, é que motiva odeslocamento do turista.MARKETING, TURISMO E HOSPITALIDADE 10
  • 4/5/2011[3] DESTINOS Podemos dizer que o convite à visita de um destino é feito sob a forma de publicidade, por exemplo, no site da cidade ou de algum hotel – “Visite Caldas Novas”. A mensagem coloca de maneira generalizada todas as pessoas do destino como responsáveis pelo convite. Mas será que a comunidade local, o vendedor da banca de jornais, o recepcionista da farmácia, entre outras pessoas que direta e indiretamente tenham contato com os turistas reconhecem isso? MARKETING, TURISMO E HOSPITALIDADE[3] DESTINOS O marketing e as estratégias de promoção se tornam ferramentas indispensáveis não só para atrair os turistas para a visita ao destino como também para promover o diálogo entre gestores do destino e líderes da iniciativa privada com a comunidade local. MARKETING, TURISMO E HOSPITALIDADE 11
  • 4/5/2011[3] DESTINOS A imagem, a mensagem e a marca do destino devem ser reconhecidas, aprovadas e disseminadas por toda a comunidade... Sem isso, podemos dizer que o inverso da hospitalidade se manifestará: a inospitalidade.MARKETING, TURISMO E HOSPITALIDADEE COMO TORNAR OS SERVIÇOSVISÍVEIS AO TURISTA? Deve-se reduzir a incerteza. Os compradores procuram sinais de qualidade de serviço. Tiram conclusões sobre a qualidade por meio da observação: o lugar, as pessoas, o equipamento, o material de comunicação e o preço. A tarefa do prestador de serviços é tornar esses serviços tangíveis de várias maneiras.MARKETING, TURISMO E HOSPITALIDADE 12
  • 4/5/2011 MARKETING DE EXPERIÊNCIAS “Marketing de experiências é uma estratégia de venda que busca tangibilizar o posicionamento da marca e transformá-lo em vivências memoráveis em todos os pontos de contato dos consumidores potencializando assim seu valor”.MARKETING, TURISMO E HOSPITALIDADEVídeo: “Bahamas” Link programa passagem para http://www.passagempara.org.br/main.asp Link vídeo http://www.passagempara.org.br/main.asp?ViewID={87658 E0A-606B-4CFB-B90A- 84FB11EC757A}&params=itemID={BBA3C865-AA4A- 4829-9CDD-EF18C5D39F24};&UIPartUID={D56C58FB- CD33-46C3-82FA-21BC7889BE40}MARKETING, TURISMO E HOSPITALIDADE 13
  • 4/5/2011 BLOCO 1 - Atividade 1: em grupo – 30 minutos Desenvolver texto sobre Florianópolis: destino turístico. Uso de figura de linguagem METÁFORA: A metáfora é a figura mais utilizada, mais conhecida e mais estudada da retórica, à qual o dicionário dá “imagem” como sinônimo. O que se sabe da metáfora verbal, ou do falar por imagens, é que consiste em empregar uma palavra por outra (similarideade), em virtude de sua relação analógica ou de comparação. Cinco sentidos, História, cultura, Desenho urbano, Clima/atmosfera, Pessoas, personalidades, Curiosidades, fatos memoráveis, Similaridade com outras cidades, Atrações, experiências, ...MARKETING, TURISMO E HOSPITALIDADE ORIENTAÇÕES - Atividade 1 Texto com letra legível Pensar em início, meio e fim (NÃO COLOCAR TÍTULO). Mensagem positiva: Apresentar a alma do destino, a imagem e as experiência que se pode vivenciar no lugar ... BLOCO 1: Florianópolis, que destino é este?MARKETING, TURISMO E HOSPITALIDADE 14
  • 4/5/2011 A IMPORTÂNCIA DO MARKETING EM PRODUTOS QUE SÃO SERVIÇOS: TURISMO O produto certo, no lugar certo, na hora certa, no preço certo. Como praticar marketing no dia a dia dos destinos e das empresas ligadas ao negócio do turismo?A IMPORTÂNCIA DO MARKETING EM PRODUTOS QUE SÃO SERVIÇOS: TURISMO 15
  • 4/5/2011A IMPORTÂNCIA DO MARKETING EM PRODUTOS QUE SÃO SERVIÇOS: TURISMO[1º passo]Informar-se sobre o ambiente de MKT Microambiente MacroambienteA IMPORTÂNCIA DO MARKETING EM PRODUTOS QUE SÃO SERVIÇOS: TURISMO 16
  • 4/5/2011MICROAMBIENTE O destino em si ou o negócio de turismo em si Os fornecedores Os intermediários Os turistas Os concorrentes Os públicosA IMPORTÂNCIA DO MARKETING EM PRODUTOS QUE SÃO SERVIÇOS: TURISMOMACROAMBIENTE Novas Sustentabilidade Tecnologias Cultura Tradição Destinos = Globalização Compreensão + Economia ResponsabilidadesA IMPORTÂNCIA DO MARKETING EM PRODUTOS QUE SÃO SERVIÇOS: TURISMO 17
  • 4/5/2011TURISMO NO MUNDO Segundo a Organização Mundial de Turismo (OMT), o mercado de viagens representa 30% das exportações mundiais de serviços e 6% das exportações mundiais totais (2009). O Turismo se situa em 4º lugar, depois dos combustíveis, produtos químicos e automóveis.TURISMO: ATIVIDADE DE IMPORTÂNCIA GLOBALTURISMO NO MUNDO A OMT estima que a chegada de turistas internacionais chegue a 1,6 bilhão em 2020. Maior diversificação dos destinos turísticos.TURISMO: ATIVIDADE DE IMPORTÂNCIA GLOBAL 18
  • 4/5/2011BRASIL: CENÁRIO DE OPORTUNIDADESTURISMO: ATIVIDADE DE IMPORTÂNCIA GLOBALEVENTOS NO BRASIL:UM SALTO NO CRESCIMENTOTURISMO: ATIVIDADE DE IMPORTÂNCIA GLOBAL 19
  • 4/5/2011COMO ACOMPANHAR A RAPIDEZDESSAS TRANSFORMAÇÕES? Informar-se a respeito do  Cada destino está mercado é imprescindível inserido em um ambiente para tomar decisões mercadológico específico, assertivas. com elementos que implicam segmentação de mercado e definição de público-alvo também específico.A IMPORTÂNCIA DO MARKETING EM PRODUTOS QUE SÃO SERVIÇOS: TURISMOFONTES DE PESQUISA E ESTATÍSTICAS Ver páginas 31 e 32 do livreto “Marketing de Destinos Turísticos”.A IMPORTÂNCIA DO MARKETING EM PRODUTOS QUE SÃO SERVIÇOS: TURISMO 20
  • 4/5/2011[2º passo]Criar ValorA IMPORTÂNCIA DO MARKETING EM PRODUTOS QUE SÃO SERVIÇOS: TURISMO1. SEGMENTAÇÃO DE MERCADO O processo de segmentação permite adequar cada serviço aos grupos-alvo de consumidores, desenvolvendo atributos que atendam a necessidades específicas de cada grupo. Em marketing, chama-se cada grupo de target (alvo).A IMPORTÂNCIA DO MARKETING EM PRODUTOS QUE SÃO SERVIÇOS: TURISMO 21
  • 4/5/2011CRITÉRIOS MAIS USADOS PARA SEGMENTAÇÃO Objetivo de viagem: lazer, férias, negócios. Demográficos: sexo, idade, classe, renda, profissão, religião, raça, ocupação, tamanho da família. Região geográfica: região, tamanho do município, país, clima, população, densidade. Psicográficos: atitudes socioculturais, opiniões, personalidade.A IMPORTÂNCIA DO MARKETING EM PRODUTOS QUE SÃO SERVIÇOS: TURISMOCRITÉRIOS MAIS USADOS PARA SEGMENTAÇÃO Psicossociais: estilo de vida, personalidade, status, propensão ao consumo. Benefícios: necessidade ou desejo a ser atendido, benefícios buscados pelo consumidor. Situacionais: foco se desloca do indivíduo para a situação – contexto de consumo.A IMPORTÂNCIA DO MARKETING EM PRODUTOS QUE SÃO SERVIÇOS: TURISMO 22
  • 4/5/20112. SELEÇÃO DE MERCADO-ALVO Para que os esforços sejam focados em um mesmo sentido, o foco parte do princípio de que os recursos de marketing são, sempre, escassos. Segmentar também é priorizar esforços e recursos. Vocação do destino + abrangência do mercadoA IMPORTÂNCIA DO MARKETING EM PRODUTOS QUE SÃO SERVIÇOS: TURISMO Case ABETA – PESQUISA E PLANO DE COMUNICAÇÃO 23
  • 4/5/20111. ENTENDER QUEM É O CONSUMIDOR Pesquisa Quem é, afinal, o turista de aventura e o ecoturista no Brasil? Como ele decide? Quais são as suas motivações e, principalmente, as origens da sua forma de pensar e agir? Quais seriam as formas de comunicação mais eficazes para tocar esse cliente? ABETA – PESQUISA E PLANO DE COMUNICAÇÃOPESQUISA ABETA O consumidor de Ecoturismo e Turismo de Aventura Toda estratégia de comunicação começa com um passo muito importante definir: qual é o público consumidor que se quer atingir. Quem é o ecoturista e o turista de aventura do Brasil? Quais são seus desejos e suas expectativas? ABETA – PESQUISA E PLANO DE COMUNICAÇÃO 24
  • 4/5/2011PESQUISA ABETA Esta pesquisa foi divulgada em março de 2010, realizada pela Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura (Abeta), em convênio com o Ministério do Turismo. Para saber mais. O Perfil do Turista de Aventura e do Ecoturista no Brasil pode ser obtido na íntegra no site da Abeta: www.abeta.com.brABETA – PESQUISA E PLANO DE COMUNICAÇÃOABETA – PESQUISA E PLANO DE COMUNICAÇÃO 25
  • 4/5/20112. DEFINIR PRIORIDADES DE AÇÃO1. Aberto (maioria 68%).2. Virgem – foco de médio a longo prazo, pois demanda esforços mais complexos ou até mesmo quebra de paradigmas.3. Topa-tudo – foco na fidelização do cliente.4. Crianças e família – um nicho de mercado que deve ser pensado e tido como estratégias de foco prioritário, mas demanda também estruturas e prestação de serviços adequados a este público. ABETA – PESQUISA E PLANO DE COMUNICAÇÃO PLANO DE COMUNICAÇÃO 26
  • 4/5/2011AS SEIS DIRETRIZES DE COMUNICAÇÃOPARA EMPRESAS E INSTITUIÇÕES 1a diretriz: Mantenha-se fiel à identidade do Ecoturismo e Turismo de Aventura do Brasil. 2a diretriz: inserir contexto mais amplo: (1) os benefícios desse tipo de turismo ao cliente; (2) o ganho das comunidades locais com esse tipo de turismo; (3) os diferenciais de sua região de atuação e as qualificações de seu negócio. PLANO DE COMUNICAÇÃOAS SEIS DIRETRIZES DE COMUNICAÇÃOPARA EMPRESAS E INSTITUIÇÕES 3a diretriz: destacar as possibilidades de uma experiência completa na natureza que tal atividade oferece, como: as belezas naturais da região; as atrações culturais ou a história do lugar; pratos típicos e artesanato local; a interação com a população local; conforto da hospedagem e momentos de descanso. PLANO DE COMUNICAÇÃO 27
  • 4/5/2011AS SEIS DIRETRIZES DE COMUNICAÇÃOPARA EMPRESAS E INSTITUIÇÕES  4a diretriz: Explore o Glossário de Desejos. PLANO DE COMUNICAÇÃOAS SEIS DIRETRIZES DE COMUNICAÇÃOPARA EMPRESAS E INSTITUIÇÕES 5a diretriz: Valorize a riqueza natural e cultural do destino. Toda atividade gera algum impacto. Qual o impacto positivo de sua atividade? Reflita e divulgue. 6a diretriz: A segurança de sua atividade deve ser mostrada, não dita. Escolha cuidadosamente as imagens de divulgação de forma a mostrar elementos de segurança segundo as normas da ABNT. PLANO DE COMUNICAÇÃO 28
  • 4/5/2011LIVRO DE MARCA DA ABETAPLANO DE COMUNICAÇÃOLIVRO DE MARCA DA ABETA 29
  • 4/5/2011PLANO DE COMUNICAÇÃOLIVRO DE MARCA DA ABETA 30
  • 4/5/2011LIVRO DE MARCA DA ABETALIVRO DE MARCA DA ABETA 31
  • 4/5/2011LIVRO DE MARCA DA ABETALIVRO DE MARCA DA ABETA 32
  • 4/5/2011 33
  • 4/5/2011LIVRO DE MARCA DA ABETA PLANO DE COMUNICAÇÃOCASE BROTAS ⦁ RESULTADOS Anteriormente aos resultados da pesquisa e ao plano de comunicação, era consensual aos empresários e às entidades do setor que a comunicação, a mensagem e as ações promocionais deveriam ser focadas no público já praticante das atividades de Ecoturismo e Turismo de Aventura (o Topa-Tudo). PLANO DE COMUNICAÇÃO 34
  • 4/5/2011PLANO DE COMUNICAÇÃOPLANO DE COMUNICAÇÃO 35
  • 4/5/2011 BLOCO 2 - Atividade 2 - TARGET: em grupo – 20 minutos Plenária: definição de 2 segmentos do turismo que já acontecem no destino e 1 segmento potencial: Cada grupo por segmento deve listar: Produtos Experiências .A IMPORTÂNCIA DO MARKETING EM PRODUTOS QUE SÃO SERVIÇOS: TURISMO BLOCO 2 - Atividade 2 - TARGET: em grupo – 20 minutos Segmento Produtos Experiências Ecoturismo Flutuação no Rio Estar em contato Sucuri com a natureza EXPERIÊNCIAS Conhecer lugares Adquirir conhecimento Fazer amigos Adquirir cultura Aventurar-se Praticar esportes Estar em contato com a Relaxar natureza Abstração Dar-se ao luxoA IMPORTÂNCIA DO MARKETING EM PRODUTOS QUE SÃO SERVIÇOS: TURISMO 36
  • 4/5/2011 BLOCO 2 - TARGET: Prioridades PRIORIDADE 1 PRIORIDADE 2 PRIORIDADE 3A IMPORTÂNCIA DO MARKETING EM PRODUTOS QUE SÃO SERVIÇOS: TURISMO BLOCO 2 - Atividade 2 - TARGET: em grupo – 20 minutos Plenária: definição de 2 segmentos do turismo que já acontecem no destino e 1 segmento potencial: Cada grupo por segmento deve listar: Produtos Experiências .A IMPORTÂNCIA DO MARKETING EM PRODUTOS QUE SÃO SERVIÇOS: TURISMO 37