RESULTADOS FINANCEIROS
E OPERACIONAIS
2T13
22
Agenda
► Destaques
► Resultados Operacionais
► Introdução
► Resultados Financeiros
3
► Destaques
► Resultados Operacionais
► Resultados Financeiros
► Introdução
Agenda
4
Introdução
Forma de Apresentação das Informações Operacionais e Financeiras
► As informações estão apresentadas na forma...
5
► Destaques
► Resultados Operacionais
► Introdução
► Resultados Financeiros
Agenda
6
Destaques Operacionais
► O volume total de energia faturada da CEMAR atingiu 1.250 GWh no 2T13, 4,2% superior ao 2T12. O...
7
► A receita operacional líquida (ROL) do 2T13 atingiu R$1.117 milhões, praticamente dobrando em relação à
ROL do 2T12, o...
8
► Destaques
► Resultados Operacionais
Agenda
► Introdução
► Resultados Financeiros
9
► CEMAR: Crescimento de 4,2% na demanda de energia no 2T13, alcançando 1.250 GWh.
Mercado de Energia - CEMAR
Consumo de ...
10
Distribuição – Perdas de Energia da CEMAR
11
DEC (horas) FEC (vezes)
Distribuição – DEC e FEC - CEMAR
► CEMAR: No 2T13, o índice DEC melhorou 7,7% comparado ao 2T12...
12
► CELPA: Crescimento de 6,4% na demanda de energia no 2T13 (merc. Cativo + Livre), alcançando 1.759 GWh.
Mercado de Ene...
13
Distribuição – Perdas de Energia da CELPA
14
DEC (horas) FEC (vezes)
Distribuição – DEC e FEC - CELPA
► CELPA: No 2T13, o índice DEC melhorou 17,8% comparado ao 2T1...
15
► Destaques
► Resultados Operacionais
Agenda
► Introdução
► Resultados Financeiros
16
Resultados Trimestrais
EBITDA
(30)
118 118
88
153
89
64
EBITDA IFRS
2T12
Ativos Reg.
Líquidos
EBITDA Ajust.
2T12
EBITDA...
17
Resultados Trimestrais
Lucro Líquido
O resultado do trimestre foi um prejuízo de R$44 milhões.
Entretanto, se ajustarmo...
18
Endividamento: Cronograma de Vencimento
Dívida Bruta Consolidada
(100% CEMAR + 100% CELPA)
19
Dívida Líquida (R$MM) e Dívida Líquida/ EBITDA
(últ. 12 meses)
Conciliação da Dívida Líquida (R$MM)
Dívida Líquida – Co...
20
65,11% CEMAR + 96,18% CELPA
Dívida Líquida - Proporcional pelas Participações
Dívida Líquida (R$MM) e Dívida Líquida/ E...
21
► CEMAR: No 2T13, os investimentos totais atingiram R$61 milhões, dos quais R$54 milhões são próprios e R$7 milhões est...
22
CELPA
Em agosto de 2013, a ANEEL aprovou o resultado do Reajuste Tarifário da CELPA, que vigora desde 07 de agosto de 2...
23
Contatos
Eduardo Haiama
Diretor Financeiro e de Relações com Investidores
Thomas Newlands
Relações com Investidores
Tel...
24
Aviso
• As estimativas e declarações futuras constantes da presente apresentação têm por embasamento, em grande parte, ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Webcast 2 t13 port

1,110 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,110
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
819
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Webcast 2 t13 port

  1. 1. RESULTADOS FINANCEIROS E OPERACIONAIS 2T13
  2. 2. 22 Agenda ► Destaques ► Resultados Operacionais ► Introdução ► Resultados Financeiros
  3. 3. 3 ► Destaques ► Resultados Operacionais ► Resultados Financeiros ► Introdução Agenda
  4. 4. 4 Introdução Forma de Apresentação das Informações Operacionais e Financeiras ► As informações estão apresentadas na forma consolidada e de acordo com os critérios da legislação societária brasileira, a partir de informações financeiras revisadas. As informações financeiras consolidadas apresentadas neste relatório representam i) 100% das operações da CEMAR, excluindo 34,89% dos minoritários antes do Lucro Líquido, resultando na participação de 65,11%, ii) 100% das operações da CELPA, excluindo 3,82% dos minoritários antes do Lucro Líquido, resultado na participação de 96,18%; e iii) 100% das operações da Equatorial Soluções, que por sua vez, consolida 100% dos resultados da comercializadora Sol Energias, excluindo 49% dos minoritários antes do Lucro Líquido. ► As informações operacionais consolidadas representam 100% dos resultados da CEMAR, 100% dos resultados da CELPA e 25% da Geramar. ► As seguintes informações não foram revisadas pelos auditores independentes: i) dados operacionais da CEMAR e CELPA (incluindo aqueles relacionados ao Programa Luz para Todos (PLPT); ii) informações financeiras pró-forma, bem como a comparação destas informações com os resultados societários do período, e; iii) expectativas da administração quanto ao desempenho futuro das Companhias.
  5. 5. 5 ► Destaques ► Resultados Operacionais ► Introdução ► Resultados Financeiros Agenda
  6. 6. 6 Destaques Operacionais ► O volume total de energia faturada da CEMAR atingiu 1.250 GWh no 2T13, 4,2% superior ao 2T12. O volume total distribuído pela CELPA (mercados cativo e livre) somou 1.759 GWh no 2T13, o que representa crescimento de 6,4% no período. ► Na CEMAR, as perdas de energia dos últimos 12 meses encerrados no 2T13 representaram 21,1% da energia requerida, com aumento de 0,7 p.p. em relação aos 20,4% verificados no 2T12. Na CELPA, as perdas totais dos últimos 12 meses encerraram o trimestre em 36,4% da energia requerida. ► No 2T13, os índices de DEC e FEC da CEMAR (acumulados dos últimos 12 meses) foram de 20,1 horas e 10,9 vezes, reduções de 7,7% e 5,6% quando comparados aos índices observados ao final do 2T12. Na CELPA, estes mesmos indicadores encerraram o período com melhoras de 17,8% e 13,3%, respectivamente. Analisando os indicadores apenas para o trimestre na CELPA, é possível observar melhoras de 28,1% e 17,3%, respectivamente.
  7. 7. 7 ► A receita operacional líquida (ROL) do 2T13 atingiu R$1.117 milhões, praticamente dobrando em relação à ROL do 2T12, o que reflete o início de consolidação da CELPA. ► No 2T13, o EBITDA Consolidado somou R$64 milhões, queda de 46,0% em relação ao valor do 2T12, em virtude do efeito do despacho das usinas térmicas e ao início da consolidação de Celpa. Se considerarmos a formação ou amortização de ativos e passivos regulatórios, o EBITDA Ajustado da Equatorial seria de R$153 milhões, 73,9% maior que o valor do 2T12. ► O resultado líquido do trimestre foi um prejuízo de R$44 milhões, em virtude do efeito do despacho das usinas térmicas e ao início da consolidação de Celpa. Se considerarmos a formação ou amortização de ativos e passivos regulatórios, o lucro líquido ajustado da Equatorial seria de R$31 milhões, 25,7% maior que o valor do 2T12. ► No 2T13, os investimentos consolidados da Equatorial totalizaram R$156 milhões e foram 12,7% maiores do que os realizados no 2T12. ► Desde o trimestre anterior, deixamos de consolidar a participação de 25% na Geramar. De maneira pró- forma, também deixamos de consolidar seus números nos períodos anteriores. Os resultados de Geramar passam a impactar a DRE Consolidada da Equatorial apenas na linha de Equivalência Patrimonial. ► Em agosto de 2013, a Equatorial realizou novo Adiantamento para Futuro Aumento de Capital na Celpa, de R$ 50 milhões. ► Em agosto, a ANEEL aprovou o reajuste tarifário da CELPA, cujo efeito médio ao consumidor é de 9,18%. Destaques Financeiros
  8. 8. 8 ► Destaques ► Resultados Operacionais Agenda ► Introdução ► Resultados Financeiros
  9. 9. 9 ► CEMAR: Crescimento de 4,2% na demanda de energia no 2T13, alcançando 1.250 GWh. Mercado de Energia - CEMAR Consumo de Energia Elétrica por Classe (MWh) Balanço Energético (MWh) CLASSE DE CONSUMO * (MWh) 2T12 1T13 2T13 Var. 1S12 1S13 Var. Residencial 562.098 607.543 606.984 8,0% 1.091.171 1.214.527 11,3% Industrial 114.104 114.112 112.909 -1,0% 226.719 227.021 0,1% Comercial 241.607 248.706 253.536 4,9% 465.754 502.243 7,8% Outros 281.422 265.669 276.432 -1,8% 533.576 542.101 1,6% TOTAL 1.199.232 1.236.031 1.249.861 4,2% 2.317.221 2.485.892 7,3% (*) Não inclui consumo próprio e vendas à CEPISA Bal. Energético (MWh) 2T12 1T13 2T13 Var. 1S12 1S13 Var. Energia Requerida 1.473.569 1.526.616 1.581.854 7,3% 2.868.290 3.108.469 8,4% Energia Vendida (*) 1.201.269 1.237.996 1.251.923 4,2% 2.321.097 2.489.919 7,3% Perdas 272.300 288.619 329.931 21,2% 547.193 618.550 13,0% (*) Inclui venda às classes, consumo próprio e vendas à CEPISA
  10. 10. 10 Distribuição – Perdas de Energia da CEMAR
  11. 11. 11 DEC (horas) FEC (vezes) Distribuição – DEC e FEC - CEMAR ► CEMAR: No 2T13, o índice DEC melhorou 7,7% comparado ao 2T12 enquanto que o índice FEC melhorou 5,6% na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior. 20,1 21,8 2T12 2T13 -7,7% 11,5 10,9 2T12 2T13 -5,6%
  12. 12. 12 ► CELPA: Crescimento de 6,4% na demanda de energia no 2T13 (merc. Cativo + Livre), alcançando 1.759 GWh. Mercado de Energia - CELPA Consumo de Energia Elétrica por Classe (MWh) Balanço Energético (MWh) CLASSE DE CONSUMO * (MWh) 2T12 1T13 2T13 Var. 1S12 1S13 Var. Residencial 624.415 629.910 669.518 7,2% 1.221.803 1.299.428 6,4% Industrial 304.910 286.923 302.887 -0,7% 630.158 589.809 -6,4% Comercial 366.918 371.956 402.887 9,8% 710.886 774.844 9,0% Outros 287.853 277.267 300.736 4,5% 557.714 578.003 3,6% TOTAL (Cativo) 1.584.095 1.566.057 1.676.027 5,8% 3.120.561 3.242.084 3,9% Consumidores Livres 69.653 83.857 83.002 19,2% 121.566 166.859 37,3% TOTAL (Cativo + Livres) 1.653.748 1.649.913 1.759.030 6,4% 3.242.128 3.408.943 5,1% (*) Não inclui consumo próprio Bal. Energético (MWh) 2T12 1T13 2T13 Var. 1S12 1S13 Var. Energia Vendida (Cativo + Cons. Próprio) 1.591.187 1.572.212 1.682.452 5,7% 3.187.599 3.254.664 2,1% Perdas Totais 860.770 956.065 1.006.117 16,9% 1.648.682 1.962.182 19,0% Energia Requerida 2.451.949 2.528.196 2.688.525 9,6% 4.784.386 5.216.721 9,0% Geração Própria 96.741 102.633 110.366 14,1% 186.799 212.999 14,0% Compra de Energia (Contratos) 2.407.254 2.231.622 2.375.732 -1,3% 4.707.390 4.607.355 -2,1% Compra de Energia (Spot) 60.005 247.460 263.496 339,1% 121.209 510.955 321,5% Perdas na Rede Básica (112.050) (53.519) (61.069) -45,5% (231.011) (114.588) -50,4% (*) Inclui venda às classes, consumo próprio e merc. livre.
  13. 13. 13 Distribuição – Perdas de Energia da CELPA
  14. 14. 14 DEC (horas) FEC (vezes) Distribuição – DEC e FEC - CELPA ► CELPA: No 2T13, o índice DEC melhorou 17,8% comparado ao 2T12 enquanto que o índice FEC reduziu 13,3% na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior. Analisando os indicadores apenas para o trimestre na CELPA, é possível observar melhoras de 28,1% e 17,3%, respectivamente. CELPA – Trimestral CELPA – 12 meses 105,1 86,5 2T12 2T13 -17,8% 52,5 45,5 2T12 2T13 -13,3% 28,0 20,1 2T12 2T13 -28,1% 13,2 10,9 2T12 2T13 -17,3%
  15. 15. 15 ► Destaques ► Resultados Operacionais Agenda ► Introdução ► Resultados Financeiros
  16. 16. 16 Resultados Trimestrais EBITDA (30) 118 118 88 153 89 64 EBITDA IFRS 2T12 Ativos Reg. Líquidos EBITDA Ajust. 2T12 EBITDA Ajust. 2T13 Ativos Reg. Líquidos EBITDA IFRS 2T13 74,1% 2T12 1T13 2T13 Var. 1S12 1S13 Var. EBITDA CEMAR 119 87 121 2,1% 249 208 -16,2% EBITDA CELPA - (17) (53) N/A - (70) N/A EBITDA Holding + Outros (1) (10) (4) 566,7% (6) (14) 144,8% EBITDA Societário Consolidado 118 60 64 -45,7% 243 124 -49,0% Ativos / Passivos Regulatórios CEMAR (30) 45 37 N/A (46) 82 N/A Ativos / Passivos Regulatórios CELPA - 59 52 N/A - 111 N/A EBITDA Regulatório Consolidado 88 164 153 74,1% 197 317 61,0%
  17. 17. 17 Resultados Trimestrais Lucro Líquido O resultado do trimestre foi um prejuízo de R$44 milhões. Entretanto, se ajustarmos o resultado do trimestre pela formação de ativos regulatórios líquidos, teríamos apresentado um lucro de R$31 milhões, 25,7% maior do que o lucro ajustado do 2T12. (20) 75 44 24 24 31 (44) LL IFRS 2T12 Ativos Reg. Líquidos LL Ajust. 2T12 LL Ajust. 2T13 Ativos Reg. Líquidos LL IFRS 2T13 25,7%
  18. 18. 18 Endividamento: Cronograma de Vencimento Dívida Bruta Consolidada (100% CEMAR + 100% CELPA)
  19. 19. 19 Dívida Líquida (R$MM) e Dívida Líquida/ EBITDA (últ. 12 meses) Conciliação da Dívida Líquida (R$MM) Dívida Líquida – Consolidado 100% CEMAR + 100% CELPA Ajustamos o endividamento líquido de períodos anteriores da Equatorial, excluindo a participação de 25% detida na Geramar, em virtude na alteração na regra contábil de consolidação. Apesar de estarmos consolidando 100% da dívida bruta da CELPA, a sua contribuição de EBITDA ao valor consolidado em Equatorial é contabilizada apenas a partir de novembro de 2012. 1.403 969 1.430 932989 1.001 2,3 2,9 2,6 1,821,9 1T12 2T12 3T12 4T12 1T13 2T13 3.076 1.001 1.520 556 Dív. Bruta Ativo Reg. Líquido Disponível Dív. Líq.
  20. 20. 20 65,11% CEMAR + 96,18% CELPA Dívida Líquida - Proporcional pelas Participações Dívida Líquida (R$MM) e Dívida Líquida/ EBITDA (últ. 12 meses) Conciliação da Dívida Líquida (R$MM) Ajustamos o endividamento líquido de períodos anteriores da Equatorial, excluindo a participação de 25% detida na Geramar, em virtude na alteração na regra contábil de consolidação. 2.472 629 1.343 499 Dív. Bruta Ativo Reg. Líquido Disponível Dív. Líq. 606.6627.8 605.3600.8 637.9 2.0 1.71.82.01.9 1Q12 2Q12 3Q12 4Q12 1Q13
  21. 21. 21 ► CEMAR: No 2T13, os investimentos totais atingiram R$61 milhões, dos quais R$54 milhões são próprios e R$7 milhões estão relacionadas ao Programa Luz Para Todos. ► CELPA: No 2T13, os investimentos totais atingiram R$95 milhões, dos quais R$90 milhões são próprios e R$5 milhões relacionadas ao Programa Luz Para Todos. Investimentos Equatorial INVESTIMENTOS (R$MM) 2T12 1T13 2T13 Var. 1S12 1S13 Var. CEMAR Próprio (*) 101 78 54 -46,4% 175 132 -24,7% PLPT 37 5 7 -81,5% 82 12 -84,9% Total 138 83 61 -55,8% 256 144 -43,8% CELPA Próprio (*) 83 90 N/A 174 N/A PLPT 3 4 N/A 7 N/A Total 86 95 N/A 180 N/A Geramar Geração 0 0 0 201,1% 0 0 -37,9% TOTAL EQUATORIAL 138 169 156 12,7% 257 144 -43,8% (*) Inclusive investimentos indiretos do PLPT
  22. 22. 22 CELPA Em agosto de 2013, a ANEEL aprovou o resultado do Reajuste Tarifário da CELPA, que vigora desde 07 de agosto de 2013: IRT (econômico): 7,35% Efeito Médio aos Consumidores: 9,18% Através do repasse da CDE, a CELPA deverá receber os seguintes valores: CEMAR Os números finais da Revisão da CEMAR só devem ser divulgados ao final deste mês. Entretanto, através do Despacho 2.273, de 16 de julho de 2013, a ANEEL declarou o valor da Base de Remuneração Bruta da Companhia, de R$3.308 milhões, e da Base de Remuneração Líquida de R$ 2.069 milhões. Reajuste Tarifário CELPA / Revisão Tarifária da CEMAR CVA Energia 92.531 CVA ESS 32.053 Modicidade Tarifária 20.956 TOTAL 145.540 Repasses CDE (em R$ mil)
  23. 23. 23 Contatos Eduardo Haiama Diretor Financeiro e de Relações com Investidores Thomas Newlands Relações com Investidores Telefone 1: +0 XX (21) 3206-6635 Telefone 2: +0 XX (21) 3217-6607 Email: ri@equatorialenergia.com.br Website: http://www.equatorialenergia.com.br/ri
  24. 24. 24 Aviso • As estimativas e declarações futuras constantes da presente apresentação têm por embasamento, em grande parte, as expectativas atuais e estimativas sobre eventos futuros e tendências que afetam ou podem potencialmente vir a afetar os negócios, a situação financeira, os resultados operacionais e prospectivos da EQUATORIAL, Estas estimativas e declarações estão sujeitas a diversos riscos, incertezas e suposições e são feitas com base nas informações de que a EQUATORIAL atualmente dispõe, Esta apresentação também está disponível no site www.equatorialenergia.com.br/ri e no sistema IPE da CVM. • Essas estimativas envolvem riscos e incertezas e não consistem em garantia de um desempenho futuro, sendo que os reais resultados ou desenvolvimentos podem ser substancialmente diferentes das expectativas descritas nas estimativas e declarações futuras, Tendo em vista os riscos e incertezas envolvidos, as estimativas e declarações acerca do futuro constantes desta apresentação podem não vir a ocorrer e, ainda, os resultados futuros e o desempenho da EQUATORIAL podem diferir substancialmente daqueles previstos nas estimativas da EQUATORIAL, Por conta dessas incertezas, o investidor não deve se basear nestas estimativas e declarações futuras para tomar uma decisão de investimento. • As palavras “acredita”, “pode”, “poderá”, “estima”, “continua”, “antecipa”, “pretende”, “espera” e expressões similares têm por objetivo identificar estimativas, Tais estimativas referem-se apenas à data em que foram expressas, sendo que a EQUATORIAL não pode assegurar a atualização ou revisão de quaisquer dessas estimativas em razão da ocorrência de nova informação, de eventos futuros ou de quaisquer outros fatores. • Esta apresentação não constitui oferta, convite ou solicitação de oferta de subscrição ou compra de quaisquer valores mobiliários, e esta apresentação ou qualquer informação aqui contida não constituem a base de um contrato ou compromisso de qualquer espécie.

×