Ética Profissional de Enfermagem

68,988 views
67,963 views

Published on

1 Comment
25 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
68,988
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
33
Actions
Shares
0
Downloads
1,225
Comments
1
Likes
25
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Ética Profissional de Enfermagem

  1. 1. Ética e Legislação de Enfermagem Profª Enf. Joyce Botton joycebotton@hotmail.com
  2. 2. Disciplina: Ética e Legislação de Enfermagem• CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:- Conceito e Princípios da Ética;- Relacionando Ética e:• Moral,• Valores,• Deontologia;- Conceito e Princípios da Bioética e Nova Ética;- Questionamentos Éticos no início e no final da vida;
  3. 3. - Bases Éticas do Relacionamento enfermeiro-paciente:• Virtudes profissionais do enfermeiro,• Sigilo profissional (Confidêncialidade),• Direitos do paciente,• Consentimento informado do paciente para os cuidados a serem prestados,• Liberdade e autonomia,• Responsabilidade profissional;
  4. 4. - Código de ética dos profissionais de enfermagem;- Noções básicas sobre normas, regras e leis:• A lei e a sociedade,• Evolução histórica da legislação de enfermagem,• Lei nº 7498 de 1986 e Decreto nº 94.406/87.
  5. 5. BIBLIOGRAFIA: BÁSICA:1)CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM. Documentosbásicos de enfermagem. São Paulo, 2001.2)FORTES, P. A. de C. Ética e saúde: questões éticas,deontológicas e legais, tomada de decisões, autonomia edireitos do paciente, estudo de casos. São Paulo: EPU, 1998.3)URBAN, C. de A. Bioética clínica. Rio de Janeiro: Revinter,2003.
  6. 6. COMPLEMENTAR:1)FONTINELE JÚNIOR, K. Ética e Bioética emenfermagem. Goiânia: AB, 2000.2)LAMA, D. Uma ética para o milênio. Trad. Maria LuizaNeilandes. Rio de Janeiro: Sextante, 2000. Tradução deEthis for the new millennium.
  7. 7. Ética e Legislação de Enfermagem AULA 1 Ética: conceito e princípios Profª Joyce Botton
  8. 8. Conceito de Ética:Segundo o Dicionário Aurélio Buarque de Holanda, “é oestudo dos juízos de apreciação que se referem àconduta humana susceptível de qualificação do pontode vista do bem e do mal, seja relativamente àdeterminada sociedade, seja de modo absoluto”.
  9. 9. A origem da palavra:Ética vem do grego “ethos”, que quer dizer omodo de ser, o caráter. Os romanos traduziram o“ethos” grego, para o latim “mos” (ou no plural“mores”), que quer dizer costume, de onde vem apalavra moral.
  10. 10. Tanto “ethos” (caráter) como “mos” (costume) indicam um tipode comportamento propriamente humano que não é natural, ohomem não nasce com ele como se fosse um instinto, mas queé “adquirido ou conquistado por hábito”. (VÁZQUEZ)
  11. 11. É um ramo da filosofia, e um sub-ramo da axiologia,que estuda a natureza do que é considerado adequadoe moralmente correto.
  12. 12. O que seria Ética?PRODUTO CARÁTER DOS INDIVÍDUOS LEIS GERADOS COSTUMES E VIRTUDES DOSERIGIDAS HÁBITOS
  13. 13. O estudo da ÉticaA ética pode ser interpretada como um termo genérico quedesigna aquilo que é freqüentemente descrito como a "ciênciada moralidade", seu significado derivado do grego, quer dizerMorada da Alma, isto é, suscetível de qualificação do pontode vista do bem e do mal, seja relativamente a determinadasociedade, seja de modo absoluto.
  14. 14. A Ética no dia-a-diaNão fazemos distinção entre ética e moral,usamos as duas palavras como sinônimos. Masos estudiosos da questão fazem uma distinçãoentre as duas palavras.
  15. 15. Assim, a moral é definida como oconjunto de normas, princípios,preceitos, costumes, valores quenorteiam o comportamento doindivíduo no seu grupo social. Amoral é normativa.
  16. 16. Enquanto a ética é definida como ateoria, o conhecimento ou aciência do comportamento moral,que busca explicar, compreender,justificar e criticar a moral ou asmorais de uma sociedade. A ética éfilosófica e científica.
  17. 17. Objetivo da ÉticaÉ determinar o que é bom, tanto parao indivíduo como para a sociedadecomo um todo.
  18. 18. “Como devo agir perante os outros?”Trata-se de uma pergunta fácil de serformulada, mas difícil de ser respondida. Ora,esta é a questão central da Moral e da Ética.Enfim, a ética é julgamento do caráter moralde uma determinada pessoa.
  19. 19. A ética revela que:• Nossas ações tem efeitos sobre a sociedade• Cada homem deve ser livre e responsável por suas atitudes• A justiça é a principal das virtudes• Nossos valores têm uma origem histórica• Cada moral é filha do seu tempo• Devemos adequar nossas vontades às obrigações sociais
  20. 20. Tarefa da ÉticaÉ procurar e estabelecer as razões quejustificam o que deve ser feito e não o quepode ser feito.
  21. 21. Ética enquanto DisciplinaSe refere a reflexão crítica sobre ocomportamento humano; reflexão queinterpreta, discute, problematiza, investigaos valores, princípios e o comportamentomoral a procura do “bom”, da “boa vida” edo bem estar da vida em sociedade.
  22. 22. Ética ProfissionalÉ uma reflexão sobre as ações realizadasno exercício de uma profissão.
  23. 23. História da Ética na Enfermagem A Ética faz parte do currículo do Curso de enfermagem desde o ano de 1923, ou seja desde a criação da primeira escola de enfermagem no Brasil. (GERMANO, 1993)
  24. 24. A Ética na Enfermagem hojeO atual código de ética demonstra não estarpreocupado em colocar parâmetros abstratospara serem seguidos e sim valores que sejamerigidos a partir de uma análise crítica darealidade.
  25. 25. O profissional da enfermagem tem que tercompromisso com a dignidade da pessoa humana,para que possa reconhecer o seu papel no processode transformação social, em especial, nos serviços desaúde oferecidos à população.
  26. 26. Princípios da Ética- Moral- Liberdade- Consciência- Valores
  27. 27. MoralConjunto de regras, princípios evalores que determinam a condutado indivíduo
  28. 28. Comportamento moralistaÉ a moral relacionada a religião. É umconjunto de prescrições e proibições que teminfluência nas relações do homem emsociedade.
  29. 29. LiberdadeA liberdade é a expressão de umanecessidade; a necessidade de podertornar-se pessoa. A liberdade resideentão, na própria atitude do homem deassumir-se e assumir o processo derealizar.
  30. 30. Liberdade total ou absolutamente incondicionadaA liberdade não pode ser apenas exterior,nem apenas interior, ela precisa sedesenvolver na consciência e nasestruturas.Se acreditarmos que interiormentesomos livres mas, por fora não, entãoestamos negando a ética.Só teremos ética tendo Liberdade.
  31. 31. ConsciênciaA Consciência Moral manifesta-se antes detudo, na capacidade para deliberar diante dasalternativas possíveis, decidindo e escolhendouma delas antes de lançar-se na ação.
  32. 32. Tem a Capacidade para avaliar e pesar as motivaçõespessoais, as exigências feitas pela situação, asconseqüências para si e para os outros, aconformidade entre os meios e fins, a obrigação derespeitar o estabelecimento ou de transgredi-lo.
  33. 33. Os desafios para a consciência:• O preconceito: idéias cristalizadas• A ideologia: coesão de grupo, normas ensinadas para assegurar determinadas relações e condições de existência.• A alienação: a pessoa perde o próprio poder de decisão.
  34. 34. ValoresFundamentos motores do agir humano: dão adinâmica do agir. Nossas ações, objetivos, sãovoltadas em cima dos valores que temos.
  35. 35. Valores são:• aspirações básicas do ser humano;• algo pelo qual vale a pena viver, lutar e até morrer;• a priori do emocional;• em si é absoluto;• quando aplicado, tem um enfoque relativo.

×