Your SlideShare is downloading. ×
0
Cirurgias do sistema respiratório
Cirurgias do sistema respiratório
Cirurgias do sistema respiratório
Cirurgias do sistema respiratório
Cirurgias do sistema respiratório
Cirurgias do sistema respiratório
Cirurgias do sistema respiratório
Cirurgias do sistema respiratório
Cirurgias do sistema respiratório
Cirurgias do sistema respiratório
Cirurgias do sistema respiratório
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Cirurgias do sistema respiratório

8,949

Published on

5 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
8,949
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
125
Comments
5
Likes
2
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Traqueostomia  Traqueostomia é um procedimento cirúrgico no pescoço que estabelece um orifício artificial na traquéia, abaixo da laringe, indicado em emergências e nas intubações prolongadas.  A incisão é feita entre o 2º e 3º anel traqueal. O objetivo é não prejudicar as cordas vocais do paciente ao passar o tubo de ar.  A traqueostomia é um procedimento freqüentemente realizado em pacientes necessitando de ventilação mecânica prolongada.  A técnica, nestes pacientes, apresenta diversas vantagens quando comparada com o tubo orotraqueal, incluindo maior conforto do paciente, mais facilidade de remoção de secreções da árvore traqueobrônquica e manutenção segura da via aérea.  O tubo orotraqueal é mais utilizado quando o paciente vai ficar pouco tempo respirando com ventilação mecânica, como em cirurgias que requerem anestesia geral.  O procedimento de traqueostomia é simples. O pescoço do paciente é limpo e coberto e logo são1 - Cordas vocais 3 - Cartilagem cricóide 5 – Balão feitas incisões para expor os anéis cartilaginosos que formam a parede externa da traquéia.2 - Cartilagem tireóide 4 - Cartilagens traqueais  Posteriormente, o cirurgião corta dois desses anéis e insere nesse orifício uma cânula (metálica ou plástica), que permite uma comunicação entre a traquéia e a região do pescoço.
  • 2. Cânula de Traqueostomia em PVC semBalão - Finalidade e/ou Aplicação:Permitir a ventilação e manutenção darespiração do paciente. Especificações eCaracterísticas Técnicas: Fabricado emCloreto de Polivinil (PVC) atóxico.Superfície lisa e ponta arredondada. FileteRadiopaco. Haste de fixação. Embalagemindividual em Papel Grau Cirúrgico comCódigo de Barras. Esterilizado a Óxido deEtileno. Diâmetro: 3,0 mm. FR: 14F.Compr.: 4,70 cm.
  • 3. O Sistema de aspiração, também denominado deSistema para regulagem de pressão deaspiração, é usado para asipirar de modocontrolado, transmitindo e mantendo a pressãonegativa ao Sistema coletor de drenagem pleural oumediastinal, que é usado no pós-operatório deCirurgia torácica ou Cirurgia cardíaca, e destemodo ajudar a manter o equilíbrio da pressãonegativa intratorácica.Componentes1- reservatório2- tampa3- tubo4- conector tubular5- alça6- etiqueta centimetrada7- tubo de sifonagem reversa8- espiral
  • 4. O dreno torácico consiste num tubo queé inserido no tórax para drenagem degases (pneumotórax, pneumomediastino)ou secreções (derrame pleural, empiemapleural, etc). Pode ser colocado no pós-operatório de uma cirurgia torácica oucardíaca, ou para resolver complicaçõesde um traumatismo ou enfisema.A cavidade torácica, em particular oespaço pleural, tem pressão negativa emrelação à pressão atmosférica. Ao serintroduzido um dreno torácico, este deveser conectado a um sistema coletor dedrenagem pleural ou mediastinal demodo a garantir a hermeticidade dacavidade torácica.
  • 5. Abscesso pulmonar ou abcesso pulmonar éa necrose do tecido pulmonar e a formação decavidades (com mais de 2 cm) contendoresíduos necróticos ou fluido, causado porinfecções microbianas.Estas cavidades preenchidas de pus sãocomumente causadas por aspiração, que podeocorrer durante estadios de consciênciaalterados. O alcoolismo é a condição maiscomum que predispõe para abcessospulmonares, pós pneumonia aspirativa.Os abscessos pulmonares são consideradosprimários (60%) quando resultam de umprocesso directo do parênquima pulmonar ousecundários quando são complicados de outroprocesso como p.e. embolia ou rutura deabscessos extra-pulmonares nos pulmões.
  • 6. Pneumonia são infecções que se instalamnos pulmões, órgãos duplos localizadosum de cada lado da caixa torácica. Podemacometer a região dos alvéolospulmonares onde desembocam asramificações terminais dos brônquiose, às vezes, os interstícios (espaço entreum alvéolo e outro).Basicamente, pneumonias são provocadaspela penetração de um agente infecciosoou irritante (bactérias, vírus, fungos e porreações alérgicas) no espaçoalveolar, onde ocorre a troca gasosa. Esselocal deve estar sempre muito limpo, livrede substâncias que possam impedir ocontacto do ar com o sangue.Diferentes do vírus da gripe, que éaltamente infectante, os agentesinfecciosos da pneumonia não costumamser transmitidos facilmente
  • 7. A lobectomia, é a remoção de tecidopulmonar, pneumonectomia, toracotomia, este procedimento visa abrir otórax e corrigir ou remover tecidopulmonar.Ela é realizada com o paciente sobanestesia geral, é feita uma incisãoentre as costelas para expor opulmão. A cavidade torácica éexaminada e extrai-se tecido doentedo pulmão. Insere-se uma sonda dedrenagem (tubo torácico) para drenarar, líquido e sangue para fora dacavidade torácica.Finalmente, costelas e pele são
  • 8. O câncer de pulmão, que era uma doença rara no iníciodo século XX, é atualmente um problema de saúdepública. É o tumor maligno mais freqüente nomundo, com 1.200.000 novos casos por ano (12,3% detodos os cânceres). A mortalidade é de 1.100.000casos/ano (17,8% da mortalidade total por câncer).(1)Nos EUA, em 2002 foram diagnosticados 170.000 novoscasos, sendo 90.000 no sexo masculino e 80.000 no sexofeminino. Destes, 155.000 faleceram devido à doença, oque equivale à mortalidade causada pela explosão de umavião tipo Jumbo todos os dias durante um ano. O câncerde pulmão é a primeira causa de morte por câncer entrehomens e mulheres nos EUA, ultrapassando a soma dataxa de óbitos anuais pelos três tipos de câncer queocupam os lugares seguintes ao do pulmão; cólon-48.000óbitos, mama-40.000 óbitos e próstata-30.000 óbitos. Aincidência do câncer de pulmão continua aumentando nomundo, em torno de 0,5% ao ano. No Brasil, a partir dadécada de 1960, as neoplasias malignas, junto com asdoenças crônico-degenerativas, substituíram as doençasinfecciosas e parasitárias e se posicionaram entre asprincipais causas de mortalidade no país.
  • 9. Por toracotomia compreende-se qualquer abertura dacavidade torácica visando examinar as estruturasexpostas cirurgicamente, seja para a coleta de materialpara diagnóstico laboratorial ou remoção/correção departes lesadas.Trata-se de um procedimento muito utilizado na práticacirúrgica, tanto para diagnóstico quanto para resoluçãode problemas que acometem o tórax. Semanticamente, apalavra toracotomia, significa qualquer abertura do tórax.Cirurgicamente, entretanto, deve-se distinguir as simplescirurgias na cavidade torácica (como por exemplo, osacessos de drenagem) de uma larga incisão paraintervenção em órgãos endotorácicos.Através de uma toracotomia pode-se tratar e investigarlesões encontradas na paredetorácica, pleura, pulmões, traquéia, brônquios, pericárdio, grandes vasos, esôfago, mediastino, diafragma eabdômen superior. Por envolver órgãos endotorácicos talprocedimento produz um nível significativo de estresseao sistema cardiorrespiratório.
  • 10. É a introdução de um dreno nacavidade pleural.Procedimento médicorealizado com rigorosa técnicaasséptica.Drena líquido, Sangue ou aracumulado na cavidadepleural; após cirurgias outraumatismo.
  • 11. As cânulas mais usadas em nosso meio são asmetálicas, plásticas (Portex, Shiley), silicone enylon. As cânulas variamem relação ao seu diâmetro interno, ângulo decurvatura, mecanismos defechamento, número de cuffs, fenestrações, entreoutros. As cânulas contêm ummandril em seu interior, que é um pouco maislongo que a cânula e de ponta romba,servindo como um condutor no momento daintrodução na traquéia. As cânulasmetálicas são constituídas de uma cânula externae uma interna, esta última podendoser retirada e lavada, sendo um importante fatorde higiene local.

×