Competências do Enfermeiro e do gerente da Estratégia Saúde da Família: uma aproximação entre os perfis
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share

Competências do Enfermeiro e do gerente da Estratégia Saúde da Família: uma aproximação entre os perfis

  • 11,529 views
Uploaded on

Trabalho apresentado em 8 de maio de 2012 na categoria sessão dialogada, no Congresso Internacional Rede Unida, no Rio de Janeiro, RJ. O resumo expandido está publicado nos anais do evento pelo......

Trabalho apresentado em 8 de maio de 2012 na categoria sessão dialogada, no Congresso Internacional Rede Unida, no Rio de Janeiro, RJ. O resumo expandido está publicado nos anais do evento pelo link http://conferencias.redeunida.org.br/index.php/redeunida/ru10/paper/view/3009

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
11,529
On Slideshare
11,529
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
61
Comments
0
Likes
3

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. COMPETÊNCIAS DO ENFERMEIRO E DO GERENTE DA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA: UMA APROXIMAÇÃO ENTRE OS PERFIS Patrícia Cruz Rodrigues* Isabel Cristina Kowal Olm Cunha***Enfermeira. Especialista em Saúde Coletiva. Coordenadora de Desenvolvimento de Pessoas daAtenção Primária à Saúde (APS) Santa Marcelina. Mestranda e membro do Grupo de Estudos ePesquisa em Administração em Saúde e Gerenciamento de Enfermagem (GEPAG) da Escola Paulistade Enfermagem (EPE) da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP).**Orientadora. Enfermeira. Livre docente em Administração em Enfermagem. Professora Adjunta eLíder do GEPAG da EPE UNIFESP. 6 a 9 de maio de 2012
  • 2. IntroduçãoConstituição de 1988 Reforma Sanitária Brasileira descentralização avanços no processo de gestão dos serviços de saúde
  • 3. Introdução Atenção Primária à Saúde- Intensas transformações na última década- Definição da Estratégia Saúde da Família (ESF)- Reestruturação das práticas- Busca de uma efetiva mudança do modelo de saúde- Crescimento contínuo do acesso da população aos serviços- Esforços destinados à melhoria da qualidade dos serviços e das prática de saúde- Consolidação da ESF como o eixo estruturante de reorganização- Municipalização
  • 4. Introdução democrática eficaz Processo departicipativa eficiente gestão da ESF competente efetivo O desempenho gerencial tornou-se um dos fatores determinantes para o alcance das metas e melhoria da qualidade do serviço.
  • 5. IntroduçãoQuais competências garantem um bom desempenho gerencial?Qual é o perfil necessário para os gerentes da ESF?
  • 6. IntroduçãoHá uma quantidade significativa de Enfermeirosocupando cargos de gerentes na ESF... Quais as competências adquiridas pelo enfermeiro na sua formação? Existe aproximação entre os perfis de competências do gerente e do enfermeiro?
  • 7. Objetivo- Identificar e comparar as atribuições ecompetências requeridas ao gerente da ESFcom aquelas desenvolvidas pelo enfermeiroem sua formação.
  • 8. Material e Método- Revisãode literatura de livros e artigos publicadosentre 2001 e 2011 encontradas nas bases de dadosLILACS, MEDLINE e SciELO e documentospublicados por órgãos públicos.- Análise comparativa entre as competênciasdesenvolvidas na formação do enfermeiro e ascompetências requeridas ao gerente da ESF,buscando uma aproximação.
  • 9. Resultados Atribuições Gerente de ESF Enfermeiro (graduação) Realizar diagnóstico, planejar • Conhecer e intervir sobre os e avaliar resultados problemas/situações de saúde- Garantir a efetivação das doença mais prevalentes no diretrizes da ESF, através da perfil epidemiológico, com realização de diagnóstico, ênfase na sua região de programação e atuação, identificando as implementação das atividades dimensões bio-psicosociais Garantir a integralidade da • Atender as necessidades atenção por meio da sociais da saúde, com ênfase realização de ações de no SUS promoção da saúde, • Assegurar a integralidade da prevenção de agravos e atenção e a qualidade e curativas humanização do atendimento
  • 10. Enfermeiro – desenvolvidas na graduação 1 - Conhecimento em atenção à saúde Competências 2 - Tomada de decisão 3 – Comunicação 4 – Liderança Gerente de ESF 5 – Ser educador 6 - Gerenciamento de recursos humanos1 - Conhecimento sobre o processo 7 – Gerenciamento de recursos físicos e materiaisde trabalho da ESF 8 – Gerencimento de sistemas de informação2 - Liderança 9 - Compreensão da natureza humana3 - Comunicação 10 - Ciência/arte do cuidar como instrumento de interpretação 11 -4 - Comprometimento Relações com o contexto social5 - Ser educador 12 - Formação técnico-científica 13 - Compreensão da política de saúde6 - Habilidade com planejamento 14 - Reconhecimento dos perfis epidemiológicosestratégico situacional 15 - Reconhecimento da saúde como direito7 – Habilidade com sistemas de 16 - Atuação de forma a garantir a integralidadeinformação 18 - Atuação nos programas de assistência integral8 - Trabalho em equipe 19 – Diagnóstico e solução de problemas de saúde9 - Tomada de decisão 20 - Intervenção no processo de trabalho10 - Coordenação 21 - Trabalho em equipe 22 – Enfrentamento de situações de mudança11 - Visão estratégica 23 - Reconhecimento das relações de trabalho e sua influência 24 -12 - Negociação Formação de recursos humanos13 - Inovação 25 – Resposta às especificidades regionais de saúde através do planejamento estratégicoFonte:- Política Nacional da Atenção Básica. Brasília, 2007. 26 - Coordenação do trabalho da equipe de enfermagem- SMS de São Paulo. Documento Norteador: 27 - Comprometimento ético, humanístico e socialResponsabilidades da rede de apoio à implantação doPSF, 2002. Fonte: Ministério da Educação (BR). Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Enfermagem (DCNE)
  • 11. Resultados As competências desenvolvidas durante a graduação em Enfermagem coincidem com perfil requerido aos gerentes da ESF, tendo destaque para a área da gestão com enfoque generalista O enfermeiro em razão de sua formação desponta como um promissor gerente para atuar na ESF Sua formação, pelo enfoque recebido em administração e gestão, e seu preparo para gerenciar os recursos necessários – físicos, materiais, humanos, financeiros, políticos e de informação – à prestação da assistência de enfermagem tem demonstrado sua competência para esta atuação
  • 12. Considerações A gerência da ESF possui um caráter articulador e integrativo, sendo a ação gerencial determinada no processo de organização de serviços de saúde e um instrumento para a efetivação das políticas públicas de saúde. Através da gestão por profissionais com perfil adequado pode-se gerar um impacto positivo sobre as condições de vida e de saúde da população, ou seja, uma gestão capaz de interagir com grupos das comunidades e entidades governamentais e não-governamentais, estabelecendo parcerias e desenvolvendo ações intersetoriais.
  • 13. Considerações Após análise das competências desenvolvidas pelos enfermeiros durante a formação, conclui-se que estas respondem à necessidade atual do perfil de competências requerido ao cargo de gerentes de ESF, podendo-se afirmar que o enfermeiro é um dos profissionais mais indicados a atuar como gerente na ESF, uma vez que as competências essenciais desse cargo são desenvolvidas desde o curso de graduação. Sugerem-se outros estudos que analisem as competências desenvolvidas durante a formação de outros profissionais da área da saúde.
  • 14. Referências Ministério da Saúde (BR). Política Nacional da Atenção Básica. Brasília, DF: 4º ed. 2007. Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo. Documento Norteador: Responsabilidades da rede de apoio à implantação do PSF. São Paulo: 2002. Ministério da Educação (BR). Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Enfermagem (DCNE). Disponível em [http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/Enf.pdf]. Acesso em 26 de maio de 2011 Peres AM; Ciampone MHT. Gerência e Competências gerais do enfermeiro. Texto contexto – enfermagem. Florianópolis, v. 15, n. 3, set 2006.
  • 15. Patrícia Cruz Rodrigues Enfermeira. Especialista em Saúde Coletiva (USP). Mestranda pela UNIFESP. Coordenadora de Desenvolvimento de Pessoas na APS Santa Marcelina, São Paulo. @sigaPaty facebook.com/enf.patriciarodrigues enf.patriciarodrigues@gmail.com linkedin/in/enfpatriciarodriguesslideshare.net/enfpatriciarodrigues