• Save
Lógica - A 2ª Operação do Intelecto
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Lógica - A 2ª Operação do Intelecto

on

  • 2,640 views

Aula para a ABMDPII sobre Lógica formal. A lógica do juízo

Aula para a ABMDPII sobre Lógica formal. A lógica do juízo

Statistics

Views

Total Views
2,640
Views on SlideShare
1,211
Embed Views
1,429

Actions

Likes
1
Downloads
0
Comments
0

5 Embeds 1,429

http://tecnologiaeducacional.info 1291
http://bombeiro.tecnologiaeducacional.info 94
http://bombeiros.tecnologiaeducacional.info 36
http://www.bombeiros.tecnologiaeducacional.info 7
http://webcache.googleusercontent.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Lógica - A 2ª Operação do Intelecto Presentation Transcript

  • 1. Prof. Emmanuel FragaTemas:•2ª Operação do Espírito webmaster@etevm.g12.br•Oposições Lógicas•Negação e Equipolência
  • 2. Ato de afirmar ou negar a conveniência de um determinado predicado a um certo sujeito mediante uma cópula.Juízo= discurso acabado que significa o verdadeiro ou o falso OBS: Proposição ou Enunciado (Oratio enunciativa) = expressão material do juízo
  • 3. •Afirma fatosProposição ou •Deve ter sentidoEnunciado completo •Exprime ideias verdadeiras ou falsas
  • 4. Sugestão de ExercícioProposição/Enunciado Sentido Pode ser É completo? dito V ou enunciad F? o?10% de R$ 640,00 vale R$123,00Está chovendoEmmanuel é um bom professor?Eu machuquei o joelhoTraga-me um ovoQue horas são?O bombeiro é um herói
  • 5. Estrutura básica de uma proposiçãoSujeito S é P predicado Cópula
  • 6. Classificação das proposições: •Universais (Todo, Tudo, Nada, Nenhum,, etc.) •Particulares (Algum, os, as, estes, etc.) 1º Passo •Singulares (João, este, o, a, etc.)Quantidade do sujeito •Indefinidas (?) •Afirmativas (é) 2º Passo Qualidade da cópula •Negativas (não é)
  • 7. 3º Passo Quanto à Complexidade•Categóricas, Simples, •Hipotéticas , Atômicas Compostas ou ou Declarativas Moleculares •Copulativas ou conjuntivas (e) •Claramente compostas •Disjuntivas (ou) •Condicional (se, então) •Exclusiva (só, somente...) •Ocultamente compostas •Exceptiva (exceto, salvo...) •Reduplicativa (enquanto)
  • 8. Sugestão de Exercício: Classifique os seguintes proposições:a) Todo quadrado é um losango que tem um ângulo reto (Humeb) Nada que tem princípio é eterno ou infinito. (Melisso)c) Alguns homens penam durante o período da vida. (Demócrito)d) Nenhuma substância pode ser concebida, exceto Deus. (Espinosa)e) Sócrates é mortal. (Aristóteles)f) Vida é o que somos e o que fazemos (Ortega Y Gasset)g) Todas as pessoas prudentes, enquanto prudentes, são virtuosas (Mill)h) Os homens não podem subtrair-se ao conceito de direito. (Kant)i) Verdadeiro é aquilo que é. (Agostinho)j) A causa do Bem é o Belo. (Platão)k) Só o princípio não é gerado. (Platão)l) Penso, logo existo. (Descartes)
  • 9. Oposições Lógicas
  • 10.  Tipos de Oposição:o CONTRADIÇÃO (A-O, E-I): VF, CONTRARIEDADE (A-E): V  F- SUBCONTRARIEDADE (I-O): F V SUBALTERNAÇÃO (I de A, O de E):  Da V da Universal  V da particular  Da F da particular  F Universal
  • 11. Exercício tipo 1: Qual a:a) Contrária de: “Todo mamífero não é ovíparo” ?b) Contraditória de: “Todo x é y” ?c) Subcontrária de: “Algum peixe tem escamas” ?d) Subalterna de “Nenhum aluno é responsável” ?
  • 12. Construir o valor verdade de [p v (~q ^ r)] p q r ~q (~q ^ r) [p v (~q ^r)]1 V V V F F V2 V V F F F V3 V F V V V V4 V F F V F V5 F V V F F F6 F V F F F F7 F F V V V V8 F F F V F F
  • 13. 1)ENUNCIADOS SIMPLES:Fórmula: ~(p)=~pEx: Todo A é B = Algum A não é B2)CONJUNTIVAS: ^Fórmula: ~(p^q)=~p q
  • 14. 3)CONDICIONAL:Fórmula: ~(pq)= p^~qEx: Se a Estéfani estuda, então passa de ano Estéfani estuda e passa de anoRelembrando... Estéfani estuda e não passa de ano Estéfani não estuda e passa de ano Estéfani não estuda e não passa de ano
  • 15.  Universal = particular (existencial) + não (Para todo = Existe pelo menos um + não) (∀x = ~ ∃x)Exemplos:a)Negação de: “Todo aluno é educado”.R: “Existe pelo menos um aluno que não é educado”.b)Negação de ∃x ∉ RR:∀x ∈ R
  • 16.  Copulativa = Disjuntiva ( p ∧ q =~ p∨ ~ q )Exemplos:a)Negação de: “Edu é alto e magroR: “Edu não é alto ou (não é) magro”b)Negação de x∨ ~ yR:~ x∧ y
  • 17.  Condicional = afirmação da antecedente + e + negação da consequente ( p → q = p∧ ~ q )Exemplos:a)Negação de: “Se estiver chovendo, eu levo o guarda- chuva”.R: “Está chovendo e eu não levo o guarda-chuva”b)Negação de x→ yR:x∧ ~ y
  • 18.  Exercícios:Qual a negação da proposição:a)Se o alojamento está sujo, então os cadetes serão punidosb)Se o prédio está em chamas, logo a população liga para o 192.c)A~B
  • 19. Diz-se-á que duas proposições são equivalentes quando possuírem a mesma tabela verdade.Original: pqRecíproca : q  pContrária: ~p~qContrapositiva: ~q~pAs mais utilizadas em concursos:1)CONDICIONAIS: 2)DISJUNTIVA E CONJUNTIVApq=~p v q p^q = ~p v~qpq=~q~p 3)BICONDICIONAL p↔ q = ~p v q
  • 20.  Exercício: Qual a equivalente? Todo cadete é corajoso Se espirrei, logo espalhei micro-organismosb) ~p v qd) [(pq) ⋀~p]c) p ↔ q
  • 21. UERJ 2002Rafael comprou quatro passagens aéreas para dar uma de presente para cada um de seus quatro netos. Para definir a época em que irão viajar, Rafael pediu para cada um dizer uma frase. Se a frase fosse verdadeira, o neto viajaria imediatamente; se fosse falsa, o neto só viajaria no final do ano.O quadro abaixo apresenta as frases que cada neto falou: NETO FRASE I Viajarei para a Europa II Meu voo será noturno III Viajarei no final do ano IV O Flamengo é o melhor time do BrasilA partir das frases ditas, Rafael não pôde definir a época da viagem do neto representado pelo seguinte número: (A)I (B) II (C) III (D) I
  • 22.  2. Se Beth briga com Aldecy, então Aldecy vai ao teatro. Se Aldecy vai ao teatro, então Marley fica em casa. Se Marley fica em casa, então Eduardo briga com Marley. Ora Eduardo não briga com Marley, logo: (A) Marley não fica em casa e Beth não briga com Aldecy (B) Marley fica em casa e Aldecy vai ao teatro (C) Marley não fica em casa e Aldecy vai ao teatro (D) Aldecy vai ao teatro e Beth briga com Aldecy. (E) Aldecy não vai ao teatro e Beth briga com Aldecy
  • 23.  3. Maria é magra ou Bernardo é barrigudo. Se Lúcia é linda, então César não é careca. Se Bernardo é barrigudo, então César é careca. Ora, Lúcia é linda. Logo: a)Maria é magra e Bernardo não é barrigudo. b)Bernardo é barrigudo ou César é careca. c)César é careca e Maria é magra. d)Maria não é magra e Bernardo é barrigudo. e)Lúcia é linda e César é careca.
  • 24.  4. ER1. (FT_98) De três irmãos - José, Adriano e Caio -, sabe-se que ou José é o mais velho, ou Adriano é o mais moço. Sabe-se, também, que ou Adriano é o mais velho, ou Caio é o mais velho. Então, o mais velho e o mais moço dos três irmãos são, respectivamente: a)Caio e José b)Caio e Adriano c)Adriano e Caio d)Adriano e José e)José e Adriano
  • 25.  5. (AFTN) Se Nestor disse a verdade, Julia e Raul mentiram. Se Raul mentiu, Lauro falou a verdade. Se Lauro falou a verdade, Brasília é banhada pelo mar. Ora, Brasília não é banhada pelo mar, logo: a)Nestor e Júlia disseram a verdade. b)Nestor e Lauro mentiram. c)Raul e Lauro mentiram. d)Raul mentiu ou Lauro disse a verdade. e)Raul e Júlia mentiram.