ApresentaçãO Gti (Ellison; Franciel)

897 views
839 views

Published on

Apresentação do artigo para obtenção de Título de Especialista em Gestão Tecnológica da Informação.

Published in: Education, Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
897
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
27
Actions
Shares
0
Downloads
12
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

ApresentaçãO Gti (Ellison; Franciel)

  1. 1. Sistemas Gerenciadores de  Banco de Dados Multimídia (SGBDMM):com ênfase no Sistema Acadêmico da Esamaz (SA)<br />Ellison Cleyton B. dos Santos<br />Biblioteconomista, UFPA.<br /> <br />Franciel da Silva Amorim<br />Tecnólogo em Processamento de Dados, UNAMA.<br /> <br />Rosana do Socorro Marciel Quaresma<br />Orientadora<br /> <br />Lázaro Moraes Barbosa<br />Co-Orientador<br />Apresentação para obtenção de Título de Especialista em Gestão Tecnológica da Informação<br />
  2. 2. <ul><li>Valentin (1997, p. 16), no momento em que</li></ul>“[...] a informação não está sozinha, junto dela a informática surge como uma ferramenta, como um instrumento que permite a aglutinação das informações produzida em diversos cantos do mundo”.<br />1 Introdução<br />
  3. 3. O desenvolvimento tecnológico vem requalificando o armazenamento e busca da informação, proporcionando:<br />modificações e readaptações;<br />aperfeiçoamento dos meios de transporte da informação (imagens e sons), dados multimídia.<br />Tidos, para França (2008), de extrema importância:<br />ricos em informações;<br />mais próximos da comunicação humana.<br />1 Introdução<br />
  4. 4. 1 Introdução<br />
  5. 5. Para Salgado e Fonseca (1992) a definição pra um BDMM é tida como aquele que armazena dados ditos não convencionais caracterizados por seu volume e estrutura complexa;<br />Em virtude desta característica surgemos SGBD´s multimídia que são aplicações que manipulam diversos tipos de informações ditas complexas<br />2 BANCOS DE DADOS MULTIMÍDIA<br />
  6. 6. Grandes necessidades dessas aplicações:<br />armazenamento dos dados multimídia, devido a grande quantidade de espaço necessários;<br />permitir consultas baseadas no conteúdo;<br />interpretação e gerenciamento;<br />tempo de apresentação.<br />Desenvolvimento de novas técnicas de indexação e armazenamento:<br />melhora no desempenho dos SGBDMM.<br />2 BANCOS DE DADOS MULTIMÍDIA<br />
  7. 7. Compreende vários tipos de mídia, ou seja, meios de representação e disseminação da informação.<br />Classificação proposta por Jaimes (2005 apud Silva 2006, p. 5):<br />tipos de mídia(textos, imagens e áudios): verifica-se neles um único formato de mídia<br />objetos multimídia (animações e vídeos): reúnem mais de um tipo de mídia. <br />2.1 OBJETOS MULTIMÍDIA<br />
  8. 8. Os principais tipos de mídia para Silva (2006) são:<br />dados documentais: tidos como tipo de mídia;<br />dados de imagens:armazenam fotografias, desenhos ou pinturas;<br />dados de áudios: caracterizado por armazenar amostras de som;<br />dados de vídeos: caracterizado por conter diferentes tipos de dados<br />2.1 OBJETOS MULTIMÍDIA<br />
  9. 9. A utilização dos“objetos multimídia” reforçou a necessidade de novas técnicas de indexação em sistemas informatizados, como descrição do objeto, caracterizando-o;<br />Recebem a função de descritores:<br />dados semânticos(informações contidas no objeto);<br />dados não semânticos (informações não contidas).<br />2.2 CONCEITO DE METADADOS E A INDEXAÇÃO DOS OBJETOS<br />
  10. 10. Conforme Ikematu (2001), a distribuição dos metadados se dá da seguinte forma:<br />Metadados Técnicos(descrição dos dados);<br />Metadados de Negócios(descrição dos dados para regras de negócios).<br />O processo de indexação está ligado a padronização dos valores atribuídos aos metadados utilizados:<br />diversidade linguística (ex. gírias, etc).<br />2.2 CONCEITO DE METADADOS E A INDEXAÇÃO DOS OBJETOS<br />
  11. 11. Conforme Silva (2006, p.14):<br />manual: limitada ao conhecimento do indexador, elevando a probabilidade de inconsistência;<br />automática: indexa cada característica do objeto multimídia, diminuição da inconsistência. <br />2.2 CONCEITO DE METADADOS E A INDEXAÇÃO DOS OBJETOS<br />
  12. 12. Funçãoque deve ser levada em maior consideração, pois possuí característica específica: o tamanho.<br />Influenciarão também na pesquisa e consulta;<br />2.3 FORMAS DE ARMAZENAMENTO DOS OBJETOS NOS SGBD's<br />
  13. 13. 2.3 FORMAS DE ARMAZENAMENTO DOS OBJETOS NOS SGBD's<br />Armazenamento destacadas na pesquisa:<br />Funções Externas: extensões em linguagens de consulta e representação de objetos multimídia;<br />Referências Externas: referências para arquivos externos que contém os objetos multimídia;<br />Orientação a Objetos:disponibiliza a definição dos tipos de dados, de acordo com suas aplicações;<br />Dados não interpretados:armazena os dados em campo BLOB (binary large object)<br />
  14. 14. Diferenciada dos bancos de dados convencionais.<br />Conforme França (2002) as suas buscas se baseiam nas descrições e/ou nos atributos dos objetos armazenados.<br />Para cada modelo de mídia há especificações:<br />Imagens;<br />Vídeos.<br />2.4 TIPOS DE PESQUISA E RECUPERAÇÃO<br />
  15. 15. Desenvolvido pela Inteligência em Sistemas de Banco de Dados (ISBD)<br />Inicio de 2008 na Escola Superior da Amazônia. <br />Estudo das principais rotinas, separando por núcleos maiores. Observando:<br />Inexistência de um banco de dados sólido, gerando perda de informações, devido o grande volume de transações;<br />Banco não qualificado, formato .DFB da dBase;<br />Falta de integração das unidades<br />Não emissão de relatórios gerencias de apoio a tomadas de decisão. <br />3 O SISTEMA ACADÊMICO DA ESAMAZ<br />
  16. 16. Gestores realizaramanalises para a escolha do BD:<br />SQL Server;<br />Linguagem Orientada a Objeto;<br />plataforma Visual Fox Pro 9.0 (VFP);<br />Integração ao .NET;<br />Permite utilizar recursos externos do tipo ActiveX, COM+, OCX e DLL.<br />3 O SISTEMA ACADÊMICO DA ESAMAZ<br />
  17. 17. Imagem do aluno em formato digital;<br />Captura da identificação biométrica;<br />Dados digitais armazenados em um campo especial e buscadas de forma simplicada;<br />Silva (2006, p. 15):<br />“[...] esse processo de busca é favorecido pela utilização do índice, permitindo a localização do objeto desejado encaminhando apenas um pequeno conjunto de registros”. <br />3.1 USO DE DADOS MULTIMÍDIA PELO SA<br />
  18. 18. 3.1 USO DE DADOS MULTIMÍDIA PELO SA<br />
  19. 19. 3.1 USO DE DADOS MULTIMÍDIA PELO SA<br />
  20. 20. 3.1 USO DE DADOS MULTIMÍDIA PELO SA<br />
  21. 21. SI se adeque cada vez mais ao modelo da empresa;<br />SA preencheu todas as expectativas;<br />Problemática: resistência humana;<br />SGBDMM em constante atualização e são fundamentais para o gerenciamento informacional;<br />Novos modelos de mídia estam presentes e atuantes no mercado<br />4 CONCLUSÃO<br />
  22. 22. SILVA, Ricardo Czelusniak da. Benchmark em banco de dados multimídia: análise de desempenho em recuperação de objetos multimídia. 2006. 55f.<br />FRANÇA,  Montgomery B. Bancos de Dados Multimídia. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2002. <br />IKEMATU, Ricardo Shoiti. Gestão de Metadados: Sua Evolução na Tecnologia da Informação. DataGramaZero: Revista de Ciência da Informação, v.2, n.6, dez. 2001. <br />SALGADO, Ana C; FONSECA, Décio; ALBUQUERQUE, Eduardo S; MEIRA, Silvio R L; Sistemas Hipermídia: Hipertexto e Banco de Dados. Escola de Computação, 8. ed. Gramado: Taisy Silva Weber,1992. 213p.<br />VALENTIM, Marta Lígia Pomim. O custo da informação tecnológica. São Paulo: Polis, Associação Paulista de Bibliotecários, 1997. 91 p. (Coleção Palavra-Chave, 8).<br />REFERÊNCIAS<br />
  23. 23. Obrigado!<br />Ellison Cleyton<br />Biblioteconomista, UFPA.<br /><ellisoncleyton@gmail.com><br /> <br />Franciel Amorim<br />Tecnólogo em Processamento de Dados, UNAMA.<br /><francielamorim@gmail.com><br />

×