Impressionismo

43,384 views
42,895 views

Published on

Seminário realizado pelos alunos do 1º Período do Curso de Comunicação da UFES.

Published in: Entertainment & Humor
0 Comments
13 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
43,384
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
461
Actions
Shares
0
Downloads
1,259
Comments
0
Likes
13
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Impressionismo

  1. 1. Impressionismo Alessandra Mariani Bárbara Machado Camila Bellon Laíse Britto Letícia Bazet Rafael Cossetti
  2. 2. <ul><li>Movimento artístico que surgiu na França no século XIX e que criou uma nova visão conceitual da natureza utilizando pinceladas soltas com ênfase na luz e no movimento. </li></ul>Introdução <ul><li>O artista impressionista se propõe a representar os objetos de acordo com suas impressões pessoais, sem se preocupar com regras estabelecidas. </li></ul><ul><li>Geralmente as telas eram pintadas ao ar livre. </li></ul>By the Lake, Berthe Morisot - 1884
  3. 3. Contexto Histórico <ul><li>Guerra Franco-Prussiana e Comuna de Paris; </li></ul><ul><li>No final do séc. XVIII, o Ocidente é varrido por uma onda de revoluções liberais, políticas e industriais e maior estabilidade; </li></ul><ul><li>As cidades tornam-se símbolos da vida moderna, com os seus caminhos-de-ferro, novos processos de comunicação e meios de transporte; </li></ul><ul><li>As sociedades se tornaram mais otimistas e amantes do que é moderno; </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Belle Époque; </li></ul><ul><li>Capitalismo em ascensão; </li></ul><ul><li>O Estado assume responsabilidades para com a Saúde, Educação e Trabalho ; </li></ul><ul><li>Canalizações, esgotos, estações e mercados, parques, boulevards e edifícios públicos são algumas das obras realizadas; </li></ul><ul><li>Iluminação pública e intensificação da vida noturna; </li></ul><ul><li>Os cafés continuam a ser o centro da vida pública e das tertúlias artísticas e literárias. </li></ul>
  5. 5. Antecedentes do Impressionismo <ul><li>Realismo </li></ul><ul><li>Naturalismo </li></ul><ul><li>Surgimento da fotografia </li></ul>
  6. 6. Auto retrato com chapéu de palha , Van Gogh A pintura impressionista é considerada o marco da arte moderna porque é o início do caminho rumo à abstração.
  7. 7. Características <ul><li>Tonalidades que os objetos adquirem ao refletir a luz solar num determinado momento; </li></ul><ul><li>As sombras devem ser luminosas e coloridas e não escuras ou pretas, como eram representadas no passado; </li></ul>The Argenteuil Bridge and the Seine, Caillebotte
  8. 8. <ul><li>As figuras não têm contornos nítidos, a linha é uma abstração do ser humano para representar imagens; </li></ul><ul><li>Contraste de luz e sombra; </li></ul><ul><li>O preto passa a ser considerado cor e não ausência de cor; </li></ul>Gustave Interior, Caillebotte - 1880
  9. 9. <ul><li>O tema torna-se irrelevante; </li></ul><ul><li>As cores e tonalidades não devem ser obtidas pela mistura das tintas na paleta, mas na própria tela. A mistura deixa ser técnica para ser óptica; </li></ul><ul><li>Pintura retrata algo em permanente mutação. </li></ul>The End of the Day , Claude Monet
  10. 10. Impressionismo no Brasil <ul><li>No Brasil, o representante mais expressivo do impressionismo é Washington Maguetas, retratando paisagens tipicamente brasileiras em seus quadros. </li></ul>Acacia Iquarana , Washington Magueta - 2001
  11. 11. Foi Eliseu Visconti , porém, quem melhor representou os postulados impressionistas no Brasil. Considerado o mais legítimo representante de uma das mais importantes etapas da pintura contemporânea. Trouxe o impressionismo da França e transformou-o perante a cor e a atmosfera luminosa do nosso País. A Caminho da Escola , Eliseu Visconti
  12. 12. Exposições <ul><li>Primeira Exposição (1874) </li></ul><ul><li>Devido a recusas sucessivas de participação de suas obras, alguns artistas decidiram construir uma sociedade anônima cooperativa de artistas plásticos organizando uma exposição de seus trabalhos. </li></ul><ul><li>Participavam dessa manifestação 30 artistas, expondo um total de 165 obras. A crítica acolheu essa manifestação com ironia e daí surgiu o termo “impressionistas”. </li></ul>
  13. 13. <ul><li>Segunda Exposição (1876) </li></ul><ul><li>Terceira Exposição (1877) </li></ul><ul><li>Quarta Exposição (1879) </li></ul><ul><li>Quinta Exposição (1880) </li></ul><ul><li>Sexta Exposição (1881) </li></ul><ul><li>Sétima Exposição (1882) - Pela primeira vez a exposição alcançou certo êxito tanto de crítica quanto no plano pecuniário. </li></ul>
  14. 14. <ul><li>Junção de Impressionismo, Neo-Impressionismo e Simbolismo. </li></ul><ul><li>O público e a crítica ficaram desconsertados. </li></ul><ul><li>O êxito consolida-se, mas os meios oficiais mantiveram-se por muito mais tempo hostis aos impressionistas. Recusaram-se notadamente, em 1890, a admitir no Louvre a tela Olímpia , oferecida ao museu por subscrição, expondo-a no Museu de Luxemburgo . </li></ul><ul><li>Escândalo do legado Caillebotte (1894). </li></ul>Olímpia - Manet Oitava Exposição e Nascimento do Neo-Impressionismo
  15. 15. &quot; Les impressionnistes“ - A França lança uma nova série de selos postais, com obras impressionistas. Selos Impressionistas <ul><li>Alguns dos artistas: </li></ul><ul><li>Gustave Caillebotte </li></ul><ul><li>Berthe Morisot </li></ul><ul><li>Vincent Van Gogh </li></ul><ul><li>Henri-Edmond Cross </li></ul><ul><li>Mary Cassatt </li></ul><ul><li>Auguste Renoir </li></ul><ul><li>Edgard Degas </li></ul><ul><li>Edouard Manet </li></ul><ul><li>Camille Pissarro </li></ul><ul><li>Paul Gauguin </li></ul>Selo Impressionista da Alemanha
  16. 16. Principais Artistas Impressionistas <ul><li>Claude Monet </li></ul><ul><li>Pesquisador da luz e seus efeitos. </li></ul><ul><li>Pintou vários motivos em diversas horas do dia, afim de estudar as mutações coloridas do ambiente com sua luminosidade.  </li></ul>Mulheres no Jardim Jeanne Marguerite Lecadre in the Garden
  17. 17. Catedral de Rouen em Pleno Sol CLAUDE MONET
  18. 18. <ul><li>Auguste Renoir </li></ul><ul><li>Foi o pintor impressionista que ganhou maior popularidade e chegou a ter o reconhecimento da crítica. </li></ul><ul><li>Seus quadros manifestam otimismo, alegria e a intensa movimentação da vida em Paris no fim do século XIX. </li></ul><ul><li>Pintou o corpo feminino com formas puras e isentas de erotismo e sensualidade. </li></ul><ul><li>Preferia os nus ao ar livre, as composições com personagens do cotidiano, os retratos e as naturezas mortas.  </li></ul>Bather with Blonde Hair Le Harem
  19. 19. Rosa e Azul AUGUSTE RENOIR La-Lecture
  20. 20. <ul><li>Brasileiro que não se preocupava mais em imitar modelos clássicos. </li></ul><ul><li>Procurava registrar os efeitos da luz solar em objetos e seres humanos de suas telas. </li></ul><ul><li>Na Europa teve contato com os impressionistas, trazendo essa influência para o Brasil. </li></ul>Eliseu Visconti
  21. 21. <ul><li>Edgard Degas </li></ul><ul><li>Pintava poucas paisagens e cenas ao ar livre. </li></ul><ul><li>Ambientes dos quadros interiores e luz artificial. </li></ul><ul><li>Grande preocupação em flagrar um instante da vida das pessoas, aprender um momento do movimento de um corpo ou da expressão de um rosto. </li></ul><ul><li>Adorava o teatro de bailados. </li></ul>Dançarinas Subindo as Escadas
  22. 22. EDGARD DEGAS Ballet at the Paris Opera Ballet Rehearsal
  23. 23. Camille Pissarro <ul><li>Quase todos os seus quadros foram destruídos no decorrer da guerra franco-prussiana. </li></ul>“ The Garden of Les Mathurins at Pontoise” (1876) <ul><li>Um dos fundadores do impressionismo e único a participar das oito exposições do grupo impressionista (1874-1886). </li></ul><ul><li>Forte influência de Monet, com quem saía para pintar ao ar livre. </li></ul><ul><li>Pissarro foi um dos primeiros impressionistas a recorrer à técnica da divisão das cores através da utilização de manchas de cor isoladas. </li></ul>
  24. 24. Les grands boulevards CAMILLE PISSARRO
  25. 25. Édouard Manet <ul><li>Trabalho de texturas apenas sugerido e formas simplificadas. </li></ul><ul><li>Era criticado pelos temas e por sua técnica, que escapava às convenções acadêmicas. Influenciou, entretanto, certos precursores do impressionismo. </li></ul><ul><li>Considerado um dos fundadores da arte moderna . </li></ul><ul><li>Suas obras mais conhecidas são Olímpia , A sacada , O tocador de pífaro e A execução de Maximiliano. </li></ul><ul><li>Preferência pelos jogos de luz e de sombra; restitui ao nu sua crueza e realidade - diferente dos nus adocicados da época. </li></ul>O Cantor Espanhol
  26. 26. Almoço na relva ÉDOUARD MANET
  27. 27. A obra impressionista não foi bem recebida pelo público e a crítica, já que ambos ainda se mantinham fiéis aos princípios acadêmicos da pintura. Reação ao Impressionismo Os cortadores de pedras , Gustave Coubert Au Bord de la Mer , Renoir REALISMO IMPRESSIONISMO
  28. 28. BERTHE MORISOT Psyche The Cheval Glass
  29. 29. Erupção do Vesuvio JOSEPH TURNER
  30. 30. Auto retrato Eglise D’Auvers VAN GOGH
  31. 31. Música Impressionista <ul><li>Surgiu cerca de vinte anos depois do impressionismo na pintura. </li></ul><ul><li>Inspirada na pintura, a intenção da música impressionista era se afastar do pesado estilo romântico alemão. </li></ul><ul><li>Prélude à I’après-midi d’um Faune (Prelúdio à Siesta de um Fauno), de Claude Debussy, foi a primeira manifestação musical impressionista, e talvez seja a primeira música moderna já feita. </li></ul><ul><li>Assim como na pintura, a música impressionista não possui linhas (melódicas) nítidas, as melodias são pouco angulosas, sensuais e etéreas. </li></ul><ul><li>Não segue o clássico sistema tonal Ocidental, buscando harmonias em </li></ul><ul><li>outras culturas, principalmente asiáticas. </li></ul><ul><li>Principais compositores impressionistas: Claude Debussy, Ravel, Falla e Respighi. </li></ul>
  32. 32. Escultura Impressionista <ul><li>A exemplo da pintura, a escultura do fim do século XIX tentou renovar totalmente sua linguagem. </li></ul><ul><li>Os conceitos básicos seriam a fusão da luz e das sombras, a ambição de obter estátuas visíveis a partir do maior número possível de ângulos e a obra inacabada. </li></ul><ul><li>Os temas surgiram do ambiente cotidiano e da literatura clássica da época. </li></ul><ul><li>Importantes nomes da escultura impressionista: Rodin e Hildebrand. </li></ul>
  33. 33. Carpeaux deixava sem polimento a superfície de suas obras, o que foi depois fundamental para as esculturas inacabadas de Rodin. Negresse , Carpeaux O escultor Jean-Baptiste Carpeaux retomou a vivacidade e a opulência do estilo rococó e distribuiu com habilidade luzes e sombras. O Beijo , Rodin
  34. 34. Rodin considerava O Escravo Acordando - escultura inacabada de Michelangelo - a obra em que a ação do escultor melhor se refletia. Por isso achou tão interessantes os esboços de Carpeaux, começando então a exibir obras inacabadas. O escravo acordando , Michelangelo
  35. 35. Conversazione Madame Noblet
  36. 36. <ul><li>A revalorização dos temas populares se deve a Dalou e Meunier. </li></ul><ul><li>Operários, camponeses, mulheres realizando atividades domésticas, todos faziam parte do novo álbum de personagens da nova estética. </li></ul>Eugenie Wynne, Dalou Le marteleur, Meunier

×