1
EDIÇÃO 0 – agosto de 2014
GLOBAL
Revista
Cinco mil pessoas
curtiram as fotos
Prova surpresa se tornou
viral nas redes so...
2 3
Grandes novidades na
abertura oficial
As Apresentações Culturais e abertura da Sinusi
2014 ocorreram no dia 30 de julh...
4 5
MURAL INFORME
Personagens
das salas
temáticas
“A apresentação de salas foi excelente! Este ano, o nível está muito bom...
6 7
Resoluções dos comitês
Energia Nuclear
Entre as resoluções, propostas por delegações
como Japão e Estados Unidos e apr...
8
na rede
Orientação
Suzana Maia
Direção
Ellen Rocha
Coordenação
Lucas Cândido
Raphaella Sconetto
Vinícius Moreira
Secreta...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Revista Global Sinusi

195 views
177 views

Published on

Revista feita pelos alunos e ex-alunos do Colégio Ideal, que formam a Agência de Comunicação da Sinusi (Simulação das Nações Unidas).

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
195
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Revista Global Sinusi

  1. 1. 1 EDIÇÃO 0 – agosto de 2014 GLOBAL Revista Cinco mil pessoas curtiram as fotos Prova surpresa se tornou viral nas redes sociais Novidades na noite de abertura Delegados vão além do palco durante as apresentações E.U.A e Japão: delegados comentam sobre o empate
  2. 2. 2 3 Grandes novidades na abertura oficial As Apresentações Culturais e abertura da Sinusi 2014 ocorreram no dia 30 de julho, no ginásio do Taguaparque, com um monte de novidades. A primeira delas foi a execução do Hino Nacional pelo Coral Sonus,formado por alunos de 9º ao 3º ano do Colégio Ideal. Acompanhado apenas pelo som da violão da regente LarissaVitorino, o canto dos alunos foi aplaudido de pé por professores e pais presentes. Cantar na Sinusi foi a estreia do novo coral. O grupo se apresentou também na abertura da Sinusi do 8º e 9º ano, no dia anterior. “Apesar de termos começado o Coral há pouco tempo, o resultado foi muito bom. Fiquei muito satisfeita com a apresenta- ção!”, conta a regente LarissaVitorino. A segunda novidade foi o lançamento da nova cam- panha do Colégio Ideal, Minha história começa aqui. O professor Daniel Cavalcante mostrou, com exclusivi- dade, o vídeo comercial que está sendo transmitido Projetos dos EUA vencem a Feira de Ciências “ASPAS no intervalo da programação da TV Globo.A campa- nha é baseada nas histórias dos alunos que participam dos projetos da escola. O vídeo com depoimentos completos estará no youtube esta semana. Quando o show das delegações começou, mais surpresas. O Grupo de Apoio apresentou um deus indiano numa armação com quase dois metros de al- tura no fundo do palco. A delegação alemã montou um show com luzes,barris e espelhos.O Japão explo- rou todo o ginásio para demonstrar o conflito entre tecnologia e natureza, elevando uma das personagens por um cabo de aço a metros do chão. Os Estados Unidos transformaram o palco várias vezes durante a apresentação: numa cidade, numa viagem ao espaço, num memorial ao 11 de setembro. “Não podemos dizer que essas equipes são amadoras. O que mos- traram naquela noite foi algo profissional”, comentou Walmir Pérez Jr, jurado e secretário-geral da Sinusi. “Eu não tinha conhecimento da grandiosidade do evento. A cada apresentação, eu me impressionava com a capacidade de criação dos alunos participantes” Marcos Antônio Castro Júnior 5 mil curtidas nas fotos da prova surpresa A Feira de Ciências impressionou os jurados pelos projetos inovadores e tecnológicos.As duplas de de- legados de cada país apresentaram seus respectivos esboços, em que a maioria visava beneficiar a própria nação. O primeiro lugar foi para os Estados Unidos, com um robô chamado pela delegação americana de Curio- sity, programado para desviar para a esquerda assim que localizasse um obstáculo a menos de 20 centíme- tros de distância. O segundo projeto apresentado pela delegação foi uma lâmpada incandescente caseira, que utilizava oito pilhas de 1,5 volts, mantendo dois fios conecta- dos a um grafite em que correria a passagem de uma corrente aquecendo o resistor. Nesse processo de aquecimento, o grafite produziria luz, provocando o fenômeno da incandescência. Da redação ThaynáCastro/FotosdeMatheusBraga “O ambiente criado com o carinho de todos os envolvidos para fazer o evento dar certo foi perfeito para a nossa primeira apresentação” Bruna Barboza, integrante do Coral Sonus Na noite de abertura,foi lançada a primeira prova surpresa, que consis- tia em cada delegação tirar uma foto da apresentação de outra, escolhida por sorteio. A foto que recebesse mais curtidas na fanpage da Sinusi ganharia a prova. Com essa ativida- de, os grupos acabaram divulgando o trabalho uns dos outros, e ainda houve uma grande interação entre o público e as redes sociais do evento. “As provas surpresas são feitas para enriquecer ainda mais o conhe- cimento dos participantes da Sinusi. Ao pensar nesse desafio, o objetivo principal era a interação respeitosa entre os grupos, já que um tinha que promover a apresentação de outro para ganhar. A prova, assim como a Sinusi, foi um verdadeiro sucesso, chegando a quase cinco mil curtidas em dois dias”,comentouWalter Cos- ta, membro do Grupo de Apoio. Raphaella Sconetto 1.920 curtidas: a foto mais popular foi da apresentação dos Estados Unidos, registrada pela delegação do Japão. Mônica Arruda Castro, “As apresentações da Sinusi 2014 conseguiram sintetizar o objetivo primordial do projeto, que é agregar valores para a construção de um mundo melhor” “ Nayá Tawane / Foto de Pablo Gonzalez Daniele Almeida, delegada dos EUA que construiu e programou o robô Curiosity
  3. 3. 4 5 MURAL INFORME Personagens das salas temáticas “A apresentação de salas foi excelente! Este ano, o nível está muito bom, uma qualidade incrível”, comentou o jurado e professor Américo Silvano. Durante as apresentações de sala,os coordenadores daAgência de Comu- nicação entrevistaram personagens destaques de cada delegação. Confira em nosso mural! Raphaella Sconetto / Fotos deVinícius Moreira “A parte das ideias na ornamentação das salas é uma das mais complicadas, a gente fez muita coisa na hora, chegou e inventou.Teve que contar com a habilidade de muita gente para desenhar. É, realmente, um trabalho feito em conjunto. Fora que adiciona muito conhecimento à nossa vida.A gente aprende a ter ideia rápido, a pesquisar, e tudo isso em pouco tempo” Tiago Alencar, da Rússia (Rasputin, mago russo) “Na minha opinião, é uma das etapas mais difíceis da Sinusi. A gente trabalhou muito, e eu sei que vai valer a pena, mesmo que a gente não ganhe. O aprendizado que se consegue na Sinusi vale muito, tenho certeza!” Victória Scholtz, do Reino Unido “Acredito que a apresen- tação de sala seja uma das coisas mais fáceis. Mas a ornamentação é, realmente, o dia mais cansativo de todos. É o dia que tudo parece dar errado, tudo é correria, mas, no fim, acaba dando certo” Mateus Rodrigues, do Japão “Acho que, se todos cooperarem e ajudarem, teremos um resultado me- lhor na ornamentação de sala. Nossa sala foi super fácil de fazer,e ainda con- tamos com a ajuda do Grupo deApoio. No fim, ficou do jeito que queríamos, ou até melhor do que planejamos. En- tão, não foi uma parte tão difícil” Catarine de Araújo, da Ucrânia “A apresentação de sala é, com certeza, a mais difícil, porque a gente fica muito estressado. Mas, com paciência, calma e união, a gente conseguiu. Está totalmente diferente do que planejamos, mas estamos muito felizes com o resultado” Guilherme Gomes, da Alemanha “É meio complicado. Pensamos em desistir dois dias antes de começar a Sinusi. Então, tivemos pouco tempo para preparar tudo.A gente teve que se virar bastante,discutiu muito,mas no final deu tudo certo” Isabel de Lima, da China “É uma das partes mais trabalhosas, porém a mais prazerosa. É muito legal ver todo mundo se esforçando para deixar o ambiente bacana para que os jurados e todos os visitantes aproveitem e se divirtam com a gente” Gustavo Maciel, dos Estados Unidos da América “=)” O Mímico, da França. “Foi bem difícil montar a sala. Fica- mos até tarde, mas com a ajuda de todos, conseguimos. Mesmo com al- guns improvisos, deu tudo certo” Gabriel Alves dos Santos, do Brasil
  4. 4. 6 7 Resoluções dos comitês Energia Nuclear Entre as resoluções, propostas por delegações como Japão e Estados Unidos e aprovadas pelo co- mitê, encontra-se a cooperação tecnológica e civil entre os países para avanços no campo de fontes al- ternativas de energia.Há também o estabelecimento de novos padrões de segurança e a redução em 25% da atual taxa de emissão de dióxido de carbono por todos os países que assinaram o acordo. CAMPEÕES Noite indiana após os debates Da redação Logo após os debates, as delegações foram recepcionadas no pá- tio do Colégio Ideal da QND pelo país sede, a Índia, representada pelo Grupo de Apoio. Na ocasião, foram servidos comes e bebes para os participantes da Sinusi, e o clima era de total descontração. O ambiente ficou mais divertido ainda quando foi anunciada mais uma prova surpresa: os grupos cantaram, improvisando no idioma e letra, os hinos nacionais dos países que estão representando.Todos os presentes ganharam a pontuação destinada ao desafio. Thayná Castro Lorena A. F. de Olivera / Fotos de Pablo Gonzalez e Bruna Barboza 2º lugar: Alemanha Essa delegação foi um grande destaque, pelas co- locações nas provas e pelas três Menções Honro- sas nos debates. Bárbara Resende, que recebeu uma Menção pelo comitê sobre a crise da Ucrânia, disse: “Para a gente foi muito emocionante. Nosso grupo superou vários obstáculos e foi muito gratificante chegar a esse nível”. A Alemanha ficou em 3º lugar na Apresentação Cultural, Ornamentação das Salas e nos Debates;ficou em 2º no Discurso Final e na Feira de Ciências. O país mereceu a medalha! 3º lugar: Reino Unido “Não esperávamos esse resultado. Ficamos sur- presos. Achávamos que iríamos ocupar o quinto lugar. Agora, estamos muito felizes”, disseram os delegados Thaís Batista, Luísa Rodrigues e Vinícius Andrade. O Reino Unido ocupou o quinto lugar nas etapas Apresentação Cultural, Ornamentação das Salas e Feira de Ciências. Nos debates, ficou em quarto lugar, e no Discurso Final, em terceiro.Ape- sar de não ter ganho Menção Honrosa, a delegação demonstrou força, talento e conhecimento nas pro- vas. Parabéns pela medalha! “Uma semana maravilhosa, de surpresas extremamente agradáveis. Os parabéns vão para todos vocês, independente do resultado, todos vocês estão de parabéns”. Essas foram as palavras do diretor do Ensino Médio, Carlos Henrique Martinez. De fato, esta foi a Sinusi 2014: surpreendente, agradável e emocionante. Reconhecemos que todas as delegações foram merecedoras de elogios, mas apenas três países podem ocupar o pódio. Quer dizer, três não! De forma inesperada, este ano, quatro países saíram vencedores da competição. 1º lugar: Estados Unidos e Japão Mateus Dias, dos EUA, deu sua opinião so- bre o empate: “Foi legal. Todo mundo dos dois pa- íses deu o máximo que pôde”. Os EUA recebe- ram Menções Honrosas pela Ornamentação das salas, pela Feira de Ciências e pelo Discurso Final. Também não se pode esquecer dos sete delega- dos que ganharam menções em seus Comitês. A delegação do Japão obteve seu destaque nas etapas Apresentação Cultural, Provas Surpresas, Dis- curso Final e na somatória da pontuação dos Debates, em que seis delegados receberam Menções Honro- sas. JoãoVitor se pronunciou sobre o resultado: “Foi meio inesperado. Eu achei que a gente fosse ganhar por um ponto de diferença, mas tá valendo! A gente ganhou,fez o melhor trabalho,fez o melhor que pôde”. Crise da Ucrânia Foi elaborado um acordo conjunto com 11 cláu- sulas.Três delas foram: que as tropas russas devem retirar-se, de forma gradativa, da fronteira com a República da Ucrânia, como forma de garantir a so- berania e o desarmamento dos rebeldes separatis- tas; que a Federação Russa não reconheça a inde- pendência da República Autônoma da Crimeia; que todas as atividades militares, incluindo de grupos armados, sejam imediatamente cessadas na área em que ocorreu a queda do avião da Malaysia Airlines, para a promoção de um cenário seguro e oportuno para a investigação internacional. Marco Civil da Internet As delegações internacionais debateram sobre as consequências da lei não só para o Brasil, mas tam- bém para outras nações. A discussão foi concluída com a proposta dos Estados Unidos modificada pelo Japão, sobre a criação de um comitê específico para discutir as questões globais da internet, possuindo três membros fixos que seriam a Alemanha, Estados Unidos e Japão. Os outros países auxiliariam dando ideias para discussões futuras.A China e a Rússia se mostraram fechadas a essa proposta e firmaram um acordo entre si para criar um fundo visando a priva- cidade dos dados de ambos os países. Refugiados Globais No comitê, foi fechado um acordo entre todos os países estabelecendo programas de ensino para refugiados das línguas dos países anfitriões, com aju- da dos governos e de ONGs. Outro problema relatado foi o difícil reconheci- mento de refugiados. Há os que estão apenas procu- rando uma vida melhor em outro país, e há os que estão fugindo por cometerem crimes em seus países de origem.Assim, um acordo foi fechado entre Ale- manha e Brasil para a abertura dos dados policiais, a fim de que os países saibam quem está refugiando e qual o motivo. Condições Climáticas (IPCC) Durante o debate, vários países propuseram acordos, e outros interferiram nas propostas. Um acordo bastante discutido foi o proposto pelos de- legados da Alemanha, que visava a ajuda dos Esta- dos Unidos e do Japão na fabricação de sementes transgênicas. Houve também a participação do Rei- no Unido, que é contra o uso dessas sementes, com cláusulas para reduzir o uso de agrotóxicos e a po- luição causada por eles.No acordo,há cláusulas para a venda de sementes por um custo mais barato para aqueles países que não as desenvolvem por falta da tecnologia, e não as compram pelo alto custo. Confira o resumo desses e outros comitês no blog sinusi.blogspot.com.br
  5. 5. 8 na rede Orientação Suzana Maia Direção Ellen Rocha Coordenação Lucas Cândido Raphaella Sconetto Vinícius Moreira Secretaria de Redação Luíza Santos Victor Gualberto Reportagem Lorena A. F. de Oliveira Nayá Tawane Tayná Castro Fotografia Bruna Barboza Matheus Braga Nayane Gomes Pablo Gonzalez Design Filipe Alves JoãoVítor Rocha Tayelen Castro Veja vídeos, fotos e mais notícias em nosso blog sinusi.blogspot.com Nossa equipe Equipe de jurados da #sinusi2014 Siga @idealbsb e comente #Sinusi2014 Assista aos vídeos no canal doYouTube Sinusi Colégio Ideal “Excelente projeto do Colégio Ideal. Minha filha estudou aí e teve uma ótima base. Parabéns!” KátiaVirginia Lopes “Saí de casa para ver a #sinusi2014 e acabei num show da Broadway” @deyko_teixeira

×