• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
A Vegetação do Rio Grande do Sul
 

A Vegetação do Rio Grande do Sul

on

  • 26,132 views

 

Statistics

Views

Total Views
26,132
Views on SlideShare
25,900
Embed Views
232

Actions

Likes
0
Downloads
59
Comments
0

2 Embeds 232

http://elisete-nunes.blogspot.com 204
http://elisete-nunes.blogspot.com.br 28

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    A Vegetação do Rio Grande do Sul A Vegetação do Rio Grande do Sul Presentation Transcript

    • A vegetação do RS Vegetação natural é o conjunto de plantas que se desenvolvem em uma região, sem ter sido plantadas por ninguém. Ela depende basicamente das condições de clima e de solo de cada região.
    • Os benefícios da vegetação:
      • Sombra
      • Lazer
      • Amortece ruídos das ruas, agentes anti-poluidores
      • Reduz a poluição do ar
      • Abrigo para animais – tocas, ninhos, pouso
      • Alimentos: frutos, flores, folhas, caules e raiz
      • Embelezamento
      • Essências (eucalipto, menta)
      • Produtos de higiene
      • Madeira e papel
      • Medicina – remédios, xaropes, chás, pomadas, infusões
      • Perfumes e fragrâncias
      • Lenha
      • Base de todas cadeias alimentares
      • Esponja vegetal
      • Porongo para cuia
      • Conservam a umidade do ar
      • Evitam enchentes
      • Extração de tintas, carvão vegetal, azeite, borracha
      • Transmitem sensação de calma, conforto, anti-estresse, energia positiva
      • Em nosso estado, essas condições permitiram o aparecimento de campos, matas e florestas.
      • A vegetação depende basicamente das condições de clima e de solo de cada região.
      • A vegetação é o espelho do clima porque nos indica:
      • * Floresta rica em árvores => clima úmido;
      • * Vegetação rarefeita e pobre em espécies => clima frio e seco.
      • Florestas
      • Grandes áreas de vegetação densa, com árvores altas, cujas copas se tocam.
      • Matas
      • Áreas menores, mas também cobertas com árvores altas.
      • Campos
      • Extensões cobertas por uma vegetação rasteira chamada capim ou grama.
    • Florestas
      • No início, aproximadamente a metade do território Rio-grandense era coberta por florestas. Porém , a maior parte foi destruída pela ação do ser humano e, hoje, restam apenas 2% de cobertura florestal. Isto significa que, de cada grupo de 100 árvores, derrubaram 98.
    • O que levou o homem a destruir as florestas?
    • Quis as conseqüências dessa ação?
      • No solo
      • O solo sem vegetação sofre a ação direta dos raios solares e do vento, que o dessecam. Sem vegetação o solo sofre a ação da água das chuvas que provoca erosão.
      • A vegetação cobre o solo, protegendo-o, e as raízes das plantas fixam o solo.
      • As raízes das plantas também agem na formação do solo porque exercem pressão sobre as camadas mais profundas.
      • As árvores fornecem matéria orgânica para o solo e criam ambiente favorável à vida dos pequenos animais que nele vivem.
      • Sem árvores que as segurem, as margens dos cursos de água deslocam toneladas de camadas de solo para o fundo dos leitos, entupindo-os. Isto provoca inundações.
      • Nos terrenos inclinados, sobretudo nas encostas, é importante a vegetação, pois a água das chuvas vai levando camadas do solo com seus nutrientes.
      • Resultado do desmatamento: desertificação.
    • Desertificação Já atingiu grandes áreas em São Francisco de Assis, Alegrete e Itaqui.
      • No clima :
      • A água do solo, absorvida pelas raízes das plantas, é quase toda lançada na atmosfera pelo processo de evaporação-transpiração.
      • A copa das árvores retém água da chuva, que depois evapora, sobe pelo ar e vai formar as nuvens.
      • Florestas densas são grandes formadores de nuvens.
      • Resultado do desmatamento: mudanças climáticas drásticas.
      • Para os animais
      • Quando se destrói a floresta, desaparecem animais que nela viviam. Muitos desses animais eram inimigos naturais das pragas agrícolas. Por isso, existem pragas que atacam as plantações, nos dias atuais, porque não têm seus destruidores naturais.
      • Resultado do desmatamento: extinção de inúmeras espécies de animais.
    •  
    • Campos
      • São formados por uma vegetação baixa e sem árvores, que cresce rente ao solo.
      • Estão localizados no oeste e no sul do RS, formando grandes pastagens naturais para criação de gado.
      • Podem ser chamados de pampa gaúcho.
      • Hoje, boa parte dos campos transformou-se em área de cultivo de trigo, soja, arroz, etc.
    • Mata Subtropical
      • Localiza-se na região do rio Uruguai e na encosta do planalto. Nela encontram-se árvores de grande valor econômico como a canela, o ipê, o louco e o cedro. As madeiras que elas fornecem são duras e resistentes, ótimas para construção de móveis, casas e prédios.
    • Mata dos Pinhais
      • Está localizada o planalto Rio-grandense.
      • É formada principalmente por pinheiros –araucária, largamente utilizados pelas indústrias de madeira e de celulose (papel).
      • Junto com os pinheiros aparece a erva-mate
    • Vegetação Litorânea
      • No litoral, que á a faixa de terra banhada pelo oceano, o solo é arenoso e apresenta grande quantidade de sal. Por isso, a vegetação aí existente é pobre, pouco aproveitada pelo homem.
      • É constituída principalmente por arbustos e plantas baixas, ou seja, é uma vegetação rasteira.
    • Reservas e parques florestais áreas protegidas
    • É obrigação de todos nós preservar, plantar e cuidar porque...
    • Para proteger as árvores ...
      • Existem leis, o estado possui um Código Florestal, desde 1992, que estabelece normas como por exemplo: as árvores nativas não podem ser cortadas. Se houver corte, é obrigatória a reposição. Para cada árvore nativa cortada, é obrigatório o plantio de 15 mudas da mesma espécie.
      • A vegetação das beiras dos rios não pode ser cortada numa distância de 30m, no mínimo, para preservar as margens.
    • Oração pelo bosque
      • Onde está o bosque que havia aqui? Onde está a fonte, os pássaros, os bichos? Onde está a vida cantante da fonte? Onde está o rio? Onde está o mundo pleno de vida que eu encontrei? E destruí. Eu fui à Lua, e o que trouxe de lá? Pedra. Eu fui à Marte, e o encontrei? Apenas deserto. Enquanto quis saber o que há nas estrelas, eu perdi a Terra. Perdi os bosques, perdi os pássaros, perdi a fonte... Perdi a vida.
      • Deus, por que não me fizeste irracional? Irracional...
      • Quem são os irracionais? Os pássaros que nada destroem? Os animais que vivem como tu os ensinaste a viver? As árvores que só fazem o bem?
      • Deus, por que não me fizeste pedra? Como pedra eu não estragaria os bosques, não mataria os pássaros, não secaria a fonte.
      • Eu desci nas entranhas da Terra e busquei o ouro. E me cobri de ouro. Mas ouro não aplaca a sede que eu tenho de água. Eu não sabia Senhor, que água é mais valiosa do que ouro. Eu só pensei em grandeza ... E perdi a paz. Como fui cego! Andei de olhos abertos e nada enxerguei.
      • Nos meus campos eu queria apenas que se movessem homens e máquinas. E arrasei as árvores, e combati os pássaros, e enxotei os bichos ... A fonte tristemente secou. Bichos? Como desprezei os bichos! Ah! Deus, como Te desprezei, desprezando tanto a vida que fizeste!
      • Não quero Teu perdão Senhor ... Eu não mereço. Eu quero tempo, apenas tempo. Para que eu possa plantar novas sementes, e regá-las com lágrimas de arrependimento e cuidá-las com amor como se cuida o último amor. E crescerão as plantas, se formará o bosque, e verterá a fonte, e voltarão os pássaros ... E amarei os bichos. E encontrarei a paz.
      • E a Terra inteira cantará a paz.
      • Dá-me tempo, Senhor, apenas tempo!