Your SlideShare is downloading. ×
0
Jovem Mobile.BR
Jovem Mobile.BR
Jovem Mobile.BR
Jovem Mobile.BR
Jovem Mobile.BR
Jovem Mobile.BR
Jovem Mobile.BR
Jovem Mobile.BR
Jovem Mobile.BR
Jovem Mobile.BR
Jovem Mobile.BR
Jovem Mobile.BR
Jovem Mobile.BR
Jovem Mobile.BR
Jovem Mobile.BR
Jovem Mobile.BR
Jovem Mobile.BR
Jovem Mobile.BR
Jovem Mobile.BR
Jovem Mobile.BR
Jovem Mobile.BR
Jovem Mobile.BR
Jovem Mobile.BR
Jovem Mobile.BR
Jovem Mobile.BR
Jovem Mobile.BR
Jovem Mobile.BR
Jovem Mobile.BR
Jovem Mobile.BR
Jovem Mobile.BR
Jovem Mobile.BR
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Jovem Mobile.BR

3,202

Published on

0 Comments
20 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
3,202
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
7
Actions
Shares
0
Downloads
167
Comments
0
Likes
20
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. JOVENS BRASILEIROS E O MUNDO MOBILE JUNHO | 2013
  • 2. ↘ USO DOS DISPOSITIVOS MÓVEIS ATIVIDADES E UTILIZAÇÃO MOBILIDADE E SIGNIFICADO PRÓS E CONTRAS ↘ TIPOS DE CONTEÚDOS E APLICATIVOS USO DE APPS E OS MAIS UTILIZADOS NOVOS APPS PAGANDO (OU NÃO) POR APPS CONTEÚDO ONLINE DO QUE VAMOS FALAR
  • 3. METODOLOGIAS UTILIZADAS Desk research::1 Questionário online::2 Comunidade online::3 Síntese e análise de dados pré-existentes de diversas fontes (primárias ou secundárias). Questionário com 19 perguntas fechadas (incluindo sócio demográficos) e duração de cerca de 10 minutos; Base: 503 respondentes. 27 participantes em dois grupos (separados por classe social – AB e C).
  • 4. USO DE DISPOSITIVOS MÓVEIS PELOS JOVENS
  • 5. O smartphone aparece em um degrau diferente dos outros aparelhos em função da mobilidade (percebida e utilizada) e das ferramentas agregadas a eles, com utilidades cada vez mais diversas.
  • 6. PRESENÇA DE SMARTPHONE O smartphone foi incorporado de tal forma à rotina das pessoas que é encarado como essencial, ou ainda, como “extensão da capacidade humana”.  Dispositivo móvel mais presente entre os entrevistados;  Visto como o mais útil devido às suas funcionalidades e ao seu tamanho (mais fácil de transportar);  Os participantes não conseguem mais imaginar o dia- a-dia sem eles, mesmo com consequências que esse comportamento traz. Uso smartphone diariamente e constantemente. Uso em casa, no trabalho, na faculdade, em qualquer lugar onde eu estiver. [...] Enfim, meu celular acaba sendo meu guia diário. (Mulher, 22, PR)
  • 7. PRESENÇA DE TABLETS Os tablets se concentram mais entre usuários mais velhos, de classe AB.  Concorre principalmente com o notebook;  O aparelho geralmente se mostra uma opção mais confortável para atividades de maior duração, como leitura e jogos, e é mais leve e fácil de ligar do que um notebook. Acessa a internet por Classe AB Base: 230 Classe C Base: 273 15 a 24 anos Base: 213 25 a 65 anos Base: 290 Smartphone 90,9% 94,1% 91,1% 93,8% Tablet 57,4% 40,7% 42,3% 52,8% S = diferença significativa (95% de confiança) S
  • 8. O uso dos dispositivos móveis acaba sendo bastante específico, de acordo principalmente com suas dimensões físicas, capacidade de processamento e facilidade de manuseio.
  • 9. MELHOR PARA PORQUE  Redes Sociais  Troca de mensagens  Fotos  Responder e-mails Mais portátil para interação em redes sociais, troca de mensagens, fotos e responder e-mails urgentes.  Vídeos  Jogos  Ler Tela maior e mais confortável pra ler, ver vídeos e jogar, além de maior praticidade em relação ao notebook.  Compras online  Fazer trabalhos  Responder e-mails  Pesquisa na Internet Teclado facilita para responder e- mails, preencher formulários e escrever textos. Facilidade na troca de telas também ajuda na pesquisa. PREFERÊNCIAS DE USO DOS DISPOSITIVOS MÓVEIS Enquanto o smartphone é geralmente usado para atividades mais pontuais e que exijam mobilidade, o tablet acaba sendo mais “fixo”.
  • 10. SIGNIFICADO DOS DISPOSITIVOS MÓVEIS Várias das imagens enviadas ilustram dois aspectos importantes dos dispositivos móveis: a multifuncionalidade e a integração. Além disso, elas ilustram sob diferentes perspectivas a crescente importância que os dispositivos ganharam na vida deles (principalmente os smartphones) e sua utilização em praticamente todos os momentos.
  • 11. PRÓS E CONTRAS DOS DISPOSITIVOS MÓVEIS São diversos e incalculáveis os benefícios trazidos pelos dispositivos móveis, mas os o “vício” e os “excessos” preocupam os participantes. PRÓS  Maior acesso à informação  Praticidade  Facilidade de contato entre pessoas  Sincronização de atividades  Liberdade de localização  Rapidez na solução de situações diversas  Acesso em tempo real  Integração/participação independente da localização  Segurança CONTRAS  Superexposição  Dificuldade de concentração  Dependência dos dispositivos  Maior atenção ao online que ao offline  Sensação de urgência  Duração das baterias  Descolamento da realidade  Dificuldade nas interações offline  Preferência pela interação online  Preço (aparelhos, 3G)
  • 12. Adoro meu celular, mas, sinceramente, a facilidade com que as pessoas podem entrar em contato com você pode se tornar um tanto irritante. Muitas vezes, acabo ignorando mensagens por um tempo, porque quero me desligar um pouco do mundo. Lembro que um ou dois anos atrás, as pessoas acabavam utilizando apenas sms e era de se esperar que a resposta não seria tão rápida ou tão imediata. Agora, é tudo em tempo real e urgente. (Mulher, 22, PR)
  • 13. Não existe mais barreira entre mundo online e offline.
  • 14. ONLINE E OFFLINE: GOOGLE GLASS E NIKE+ GOOGLE GLASS NIKE +
  • 15. TIPOS DE CONTEÚDOS E APLICATIVOS
  • 16. Os apps de comunicação, redes sociais, utilitários e de produtividade são os mais citados e a sua utilização é intensa, mas poucos jovens pagam ou desejam pagar por eles.
  • 17. USO DE APPS Os apps passam a ser amplamente utilizados, principalmente os que possibilitam interação com outras pessoas.  Apps utilitários e de produtividade são vistos como alguns dos mais importantes, depois dos apps de comunicação e redes sociais;  Maneira “user friendly” de acessar sites e serviços disponíveis online.
  • 18. FINANCEIRO Itaú Banco do Brasil JOGOS Candy Crush Angry Birds Samurai vs Zombies 2 Fruit Ninja APPS MAIS UTILIZADOS AÚDIO, VÍDEO E FOTO SoundHound Photo Grid Shazam OUTROS Waze (trânsito) Flipboard Netflix PRODUTIVIDADE Dropbox Evernote SwiftKey Airdroid COMUNICAÇÃO Whatsapp Gmail Outlook Skype Viber Chrome Opera REDES SOCIAIS Facebook Youtube Instagram Twitter Foursquare Linkedin Snapchat UTILITÁRIO Clean Master Color Flashligh HD Alguns dos apps mais citados são os de redes sociais e comunicação, produtividade e controle (financeiro).
  • 19. Tipos de app que já usou no smartphone ou tablet Classe AB Base: 230 Classe C Base: 273 15 a 24 anos Base: 213 25 a 65 anos Base: 290 Bancos e Finanças 68,6% 64,8% 59,7% 71,6% Livros e Educação 73,5% 56,7% 62,1% 66,0% Mapas e Navegação 93,8% 94,1% 91,0% 96,1% Jogos e Entretenimento 87,2% 86,7% 90,5% 84,2% Redes Sociais e Comunicação 97,8% 97,4% 96,2% 98,6% Esportes, Saúde e Alimentação 58,0% 51,1% 51,7% 56,1% Viagem e Transporte 61,5% 47,0% 41,2% 62,8% Notícias e Revistas 73,5% 67,0% 64,9% 73,7% Música, Vídeo ou Foto 88,5% 90,4% 93,4% 86,7% Compras, Promoções e Descontos 49,1% 41,9% 44,1% 46,0 % Produtividade 79,6% 72,2% 71,6% 78,6% USO DE APPS Quase todos os entrevistados usam apps nos aparelhos móveis e não há distinção significativa entre classe social ou faixa etária. S = diferença significativa (95% de confiança) S S S S
  • 20. NOVOS APPS A indicação de amigos é essencial para o conhecimento e uso de novos apps, mas as indicação das app stores também são levadas em conta.  Indicações de amigos (a probabilidade de uso cresce quando a rede de relacionamentos adota determinado app);  Indicações das app stores;  Apps como App Grátis e App do Dia;  Sites de tecnologia (entre os mais aficcionados).
  • 21. Ainda há bastante resistência aos apps pagos, mas o modelo freemium, que permite um período de teste, parece ser a saída para incentivar a compra.
  • 22. QUANTO SE PAGA POR APPS Quanto gastou com apps no último mês (em R$) Classe AB Base: 230 Classe C Base: 273 15 a 24 anos Base: 213 25 a 65 anos Base: 290 Até R$ 0 (nada) 51,8% 55,9% 59,7% 49,8% Até R$ 2 / aprox US$ 1 4,9% 5,6% 5,2% 5,3% Até R$ 4 / aprox US$ 2 5,8% 6,7% 3,8% 8,1% Até R4 6 / aprox US$ 3 5,3% 3,3% 3,3% 4,9% Até R$ 8 / aprox US$ 4 3,5% 3,0% 3,8% 2,8% Até R$ 10 / aprox US$ 5 6,2% 7,0% 8,1% 5,6% Até R$ 20 / aprox US$ 10 7,1% 6,7% 4,3% 8,8% Até R$ 30 / aprox US$ 15 2,7% 4,1% 2,8% 3,9% Mais de R$ 30 / aprox US$ 15 8,8% 6,3% 5,7% 8,8% Não sei responder 4,0% 1,5% 3,3% 2,1% Apesar do costume de não pagar permanecer, 27% dos entrevistados entre 25 e 65 anos gastam mais que R$ 10 por mês em apps. 27%21%
  • 23. QUANTO SE PAGA POR APPS Opinião sobre gastos com apps Classe AB Base: 230 Classe C Base: 273 15 a 24 anos Base: 213 25 a 65 anos Base: 290 Gasto pouco/nada e pretendo continuar assim 54,0% 55,6% 54,0% 55,4% Gasto pouco/nada e pretendo gastar mais 11,9% 15,2% 13,3% 14,0% Gasto o suficiente 22,6% 21,1% 18,5% 24,2% Gasto muito e pretendo diminuir 2,7% 0,4% 1,9% 1,1% Gasto muito e pretendo gastar mais 1,3% 0,7% 1,4% 0,7% Não sei responder / Nenhuma das opções 7,5% 7,0% 10,9% 4,6% A grande maioria dos entrevistados, independente de classe social e idade, não pretendem gastar com apps ou já consideram suficientes seus gastos. Há pouco desejo em se aumentar os gastos com aquisição de apps.
  • 24. Mas como a grande maioria dos apps pra Android são free, tem que ter um diferencial muito grande pra que eu pague por ele. No meu caso, isso só acontece com joguinhos. E acredito que até R$6 seja um bom preço, mais do que isso eu acredito que não compraria, só se fosse algo que eu precisasse muito ou confiasse muito na qualidade do material. (Mulher, 24, SP)
  • 25. O consumo de conteúdo é representativo, principalmente aquele disponibilizado em diferentes plataformas (mobile, desktop, etc).
  • 26. CONTEÚDO ONLINE O consumo de conteúdo online nos aparelhos móveis existe, mas é restrito aos conteúdos gratuitos. Com uma conta integrada entre plataformas, o Netflix também aparece como opção de consumo de conteúdo, mas que tem no mobile mais uma plataforma e não seu foco principal.  Tablet é a melhor opção de dispositivo móvel para consumo de conteúdo devido ao tamanho da sua tela.
  • 27. CONTEÚDO ONLINE O consumo de conteúdo aparece como a segunda atividade mais realizada em tablets. 11.5% 16.6% 16.9% 19.7% 20.9% 24.2% 31.4% 34.1% 36.6% 36.7% 37.3% 38.6% Não realizo nenhuma destas atividades Ouvir podcasts ou rádios na internet Fazer cursos ou assistir palestras Acessar o internet banking Jogar jogos online Utilizar sites de Geolocalização (Foursquare, Facebook… Consultar mapas online (Google Maps, Apontador, etc) Receber e enviar e-mails Acessar sites de vídeos (YouTube, Vimeo, etc) Utilizar mecanismos de Pesquisa (Google, Bing, Yahoo, etc) Ler livros, jornais e revistas via sites ou aplicativos Acessar sites de redes sociaisATIVIDADES QUE COSTUMA FAZER NO TABLET: Base: 228 questionários. Fonte: ElIfe Hábitos 2013.
  • 28. CONTEÚDO ONLINE Cerca de 2/3 dos entrevistados lê conteúdos como livros, revistas, filmes e séries no seu celular ou tablet. Que tipo de conteúdo já leu/viu nos aparelhos móveis Classe AB Base: 169 Classe C Base: 199 15 a 24 anos Base: 156 25 a 65 anos Base: 212 Jornais 68,0% 63,3% 58,3% 70,8% Revistas 78,7% 70,9% 67,3% 79,7% Livros 72,8% 78, 4% 71,2% 79,2% Filmes 57,4% 55,3% 60,9% 52,8% Séries 44,4% 49,7% 57,1% 40,1% Outros 11,8% 7,0% 7,1% 10,8%
  • 29. Por exemplo, os guias de cidades da Lonely Planet são caros, mas como é um conteúdo exclusivo, se eu fosse viajar para um destino que tivesse eu baixaria, porque é o equivalente a comprar uma revista. (Mulher, 24, SP)
  • 30. E O QUE SE TIRA DISSO TUDO? A necessidade de se ter uma estratégia multicanais. Atenção ao feedback. Desenvolvimento de apps e conteúdo freemium.
  • 31. Thaís Bento Analista de Mercado Rua Pamplona, 518 ǀ 4° andar CEP: 01405-000 ǀ São Paulo ǀ Brasil Landline: (+55) 11 2339-4928 r.24 E-mail: thais.bento@elife.com.br

×