Jornadas Técnicas ADC Porto da Cruz - Elder Cardoso

  • 126 views
Uploaded on

 

More in: Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
126
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
12
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. “Da iniciação à Excelência” ETAPAS DA FORMAÇÃO Elder Cardoso 19 - Junho - 2010
  • 2. A formação tem de deixar de ser um processo de “assegurar” a qualidade desportiva dos clubes, para ser um meio de optimizar financeiramente os recursos humanos. O processo final passa pela integração do maior número de jogadores na equipa sénior dos respectivos clubes.
  • 3. IMPLEMENTAR UM PROJECTO DE FORMAÇÃO NUM CLUBE Verificar a importância da formação para o clube Verificar que valores são transmitidos aos jovens jogadores do clube Verificar a importância que os responsáveis técnicos atribuem à formação integral dos seus jogadores Identificar os aspectos fundamentais para se obter um processo de formação de qualidade Identificar as principais dificuldades na implementação de um projecto de formação Identificar as funções do coordenador técnico e a sua importância para a construção do processo de formação Verificar que ligação existe entre o Departamento de Formação e o Departamento Sénior do Clube
  • 4. Educador/Treinador Ensino/Aprendizagem Treino/Rendimento
  • 5. - Acompanhamento por parte dos Pais, na vida desportiva dos filhos; - Dirigir as expectativas dos jovens e dos seus familiares de uma forma realista; - Promover o gosto pelo Clube, por parte dos Pais e dos Jogadores
  • 6. Elder Cardoso “É necessário adaptar o jogo à criança e não obrigar o jovem futebolista a adaptar-se ao jogo dos adultos” (Wein,1995) Em 2000, por deliberação da UEFA Introdução do Futebol de 7 como obrigatório para os escalões etários de sub-10 e de sub-12
  • 7. Ensinar o Jogo de Futebol através de formas adaptadas às características físicas, psíquicas e comportamentais das crianças Terreno de jogo reduzido Redução das dimensões das balizas Redução do número de jogadores Redução do peso e tamanho da bola Simplificação das regras de jogo Nas competições implementar os regulamentos técnico - pedagógicos
  • 8. Formação pelo Resultado Desportivo RESULTADO IMEDIATO (“Ser Campeão”) Jogadores escolhidos pelas CAPACIDADES FÍSICAS Treinadores com obsessão pelos jogadores altos e fortes
  • 9. Elder Cardoso Formação do Praticante Desportivo Jogadores escolhidos pelas CAPACIDADES TÁCTICO - TÉCNICAS RESULTADO A LONGO PRAZO Evolução respeitando as etapas de aprendizagem Atingir o Alto Nível
  • 10. Escolinhas 6 – 8 anos Infantis 10 – 12 anos Iniciados 13 – 14 anos Juvenis 15 – 16 anos Juniores 17 – 18 anos 6 anos para formação de um atleta Escolas 8 – 10 anos
  • 11. Elder Cardoso ETAPAS DA FORMAÇÃO
  • 12. EM LINHAS GERAIS: 1ª ETAPA integrada no escalão dos 6 aos 10 anos (ESCOLINHAS/ESCOLAS), será denominada de DIVERTIMENTO, em que a criança na sua primeira fase de aprendizagem e antes de ter contacto com a modalidade, integrara formas jogadas na abordagem dos jogos pré - desportivos colectivos, possibilitando assim um “transfer” para as aquisições estruturais e funcionais do Futebol.
  • 13. 2ª ETAPA – INICIAÇÃO que é integrada no escalão dos 10 aos 12 anos (INFANTIS), é a de contacto inicial com a prática da modalidade e que servirá de base às aquisições motoras do Futebol. 3ª ETAPA – Integrada no escalão dos 13 e 14 anos (INICIADOS), deverá existir um maior enriquecimento do repertório motor dos jovens e um aumento gradual do volume e intensidade do treinos.
  • 14. Elder Cardoso “É cerca dos 14 anos de idade (entre o último ano no escalão de iniciados e o primeiro ano do escalão juvenil), que podemos determinar com alguma segurança, os jovens dotados para o futebol ” (Pacheco,2001)
  • 15. 4ª ETAPA – Orientação – JUVENIS. Construção dos diversos pré – requisitos fisiológicos necessários e consequente aperfeiçoamento dos conteúdos técnico – tácticos específicos. 5ª ETAPA – ESPECIALIZAÇÃO DESPORTIVA – JUNIORES. Compromisso com a procura dos primeiros resultados desportivos criando os pressupostos para a obtenção de níveis de rendimento, tendo como ponto de referência (MODELO) a prática da modalidade ao ALTO NÍVEL – SENIORES
  • 16. SESSÕES DE TREINO POR ESCALÃO ETÁRIO 2 3 4 755 INICIADOSINFANTISESCOLAS JUVENIS Juniores SENIORES
  • 17. Elder Cardoso Documentos Orientadores (Princípios Orientadores do Projecto de Formação) Definidos pelo Coordenador Técnico (Que regula, supervisiona e dinamiza todo o processo de formação) Linhas de orientação para os diferentes escalões etários Cumprir com rigor as Etapas de Desenvolvimento (momentos de avaliação ao longo da época)
  • 18. CAPTAÇÃO E DETECÇÃO DE TALENTOS
  • 19. Captação desmedida dos clubes com mais recursos humanos materiais e financeiros Retiram os atletas do seu meio social e familiar Enfraquecem os clubes e as competiçõesJogadores deixam de se manifestar Carga horária e a distância da escola Por vezes abandonam Futebol e dizem não a qualquer actividade desportiva
  • 20. Obrigado pela Vossa Atenção