Your SlideShare is downloading. ×
0
Angiospermas: Polinização
<ul><li>No  Androceu (2n)  mais precisamente na  antera  ocorre a formação do grão de pólen :  No interior da antera estão...
<ul><li>O grão de pólen (n)  ou simplesmente pólen apresenta duas membranas, uma externa, a exina e uma interna a intina, ...
<ul><li>Polinização:  Transporte do grão de pólen até o estigma do gineceu </li></ul><ul><li>Polinização direta ou autopol...
<ul><li>A autopolinização  leva obrigatoriamente a  autofecundação,  fato que  diminui a variabilidade genética . Devido a...
<ul><li>Dioicia: sexos separados:  plantas masculinas e femininas: </li></ul><ul><li>Hercogamia:  barreira entre o órgão m...
Polinização cruzada:  o grão de pólen chega até a flor feminina de outra planta. Leva a fecundação cruzada, fato que aumen...
Entomófila – polinização por insetos
Ornitofilia – polinização por aves.
Quiropterófila - na polinização feita por morcegos
Hidrofilia - polinização por água
Angiospermas: Fecundação
<ul><li>A fecundação  ocorre na flor feminina denominada  Gineceu carpelo ou pistilo (2n) . O grão de pólen é capturado pe...
<ul><li>O ovário (2n)  é onde corre a fecundação. Está unido ao hilo do ovário por um pedúnculo  (funículo) e é formado po...
<ul><li>A células que constituem Gametófito feminino ou saco embrionário são a  oosfera (n)  ou gameta feminino, que fica ...
Tipos de ovário: Ovário súpero Ovário ínfero
ovários podem produzir vários tipos de frutos diferentes
<ul><li>A  fecundação das angiospermas  é  dupla:  No momento em que o pólen chega ao estigma a cel. vegetativa germina e ...
<ul><li>A  dupla fecundação  ocorre porque: </li></ul><ul><li>Um  núcleo espermático (n)  fecunda a  oosfera (n)  que gera...
 
 
 
Ciclo completo: dicotiledônea
Ciclo completo: monocotiledônea
Angiospermas: formação do fruto, o agente dispersor das sementes
<ul><li>O   fruto ou fruta  (nome popular de frutos carnosos, suculentos) é o desenvolvimento do ovário.  E formado por tr...
<ul><li>Tipos de Frutos: </li></ul><ul><li>A) Carnosos com mesocarpo carnoso  (com material nutritivo, atraente para anima...
<ul><li>2- drupas:  Geralmente apresenta com uma grande semente com mesocarpo carnoso e o endocarpo duro (caroço): </li></ul>
<ul><li>B) Secos  (sem material nutritivo, geralmente possui estruturas aladas ou ganchos ou espinhos para aderir a animai...
<ul><li>b) Folículo:  (jacarandá) </li></ul><ul><li>c) Síliqua:  </li></ul>
<ul><li>d) Pixídio  (jacarandá) </li></ul><ul><li>e) Cápsula:  </li></ul>
<ul><li>2- Indeiscentes:  Não se abrem para liberação da semente: </li></ul><ul><li>a) Cariopse ou grão , comum em gramíne...
<ul><li>b) Aquênio: </li></ul><ul><li>c) Sâmaras: , </li></ul>
<ul><li>Pseudofrutos:  Parte comestível deriva do pedúnculo ou do receptáculo floral. Podem ser de três tipos: </li></ul><...
<ul><li>b) Pseudofruto Múltiplo:  Derivado de uma flor,com muitos ovários: </li></ul>
<ul><li>c)  Pseudofruto Composto ou Infrutescência:  Derivado de uma inflorescência (inflorescência é um ramo ou sistema d...
<ul><li>c) Composto ou Infrutescência: </li></ul>
Fruto partenocárpico:  o ovário se desenvolve sem fecundação (não forma semente).
Anemocoria: dispersão pelo vento Zoocoria: dispersão por animais Hidrocoria: dispersão pela água Tipos de dispersão das se...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Formação de fruto e semente

14,501

Published on

1 Comment
3 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
14,501
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
430
Comments
1
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Formação de fruto e semente"

  1. 1. Angiospermas: Polinização
  2. 2. <ul><li>No Androceu (2n) mais precisamente na antera ocorre a formação do grão de pólen : No interior da antera estão os sacos polínicos onde a célula-mãe do grão de pólen (2n) sofre meiose e gera os micrósporos (n) que se transformarão nos grãos de pólen (n) . </li></ul>
  3. 3. <ul><li>O grão de pólen (n) ou simplesmente pólen apresenta duas membranas, uma externa, a exina e uma interna a intina, e na parte interior dois núcleos imersos no citoplasma: O núcleo vegetativo (n) que dá origem ao tubo polínico (n) (gametófito masculino ou microprótalo) e o núcleo germinativo (n) que dá origem a dois núcleos espermáticos (n) (gametas masculinos) </li></ul>Núcleos espermáticos (gametas ♂)
  4. 4. <ul><li>Polinização: Transporte do grão de pólen até o estigma do gineceu </li></ul><ul><li>Polinização direta ou autopolinização : Em plantas monóicas o grão de pólen pode cair no estigma da sua própria flor. Ex: e (flores cleistogâmica, flor que se autopoliniza, sem estar aberta inteiramente.Ex. er vilhas </li></ul>
  5. 5. <ul><li>A autopolinização leva obrigatoriamente a autofecundação, fato que diminui a variabilidade genética . Devido a isso as plantas apresentam maneiras de evitar que isso ocorra: </li></ul><ul><li>1-Dicogamia: amadurecimento dos órgãos reprodutores em épocas diferentes: a) protandria , amadurecimento dos órgãos masculinos em primeiro lugar e b) protoginia amadurecimento dos órgãos femininos em primeiro lugar. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Dioicia: sexos separados: plantas masculinas e femininas: </li></ul><ul><li>Hercogamia: barreira entre o órgão masculino e o feminino. </li></ul><ul><li>Heterostilia: estames de filete curto e gineceu de estilete longo. </li></ul><ul><li>Autoesterelidade: gineceu estéril para o próprio pólen. </li></ul>Heterostilia
  7. 7. Polinização cruzada: o grão de pólen chega até a flor feminina de outra planta. Leva a fecundação cruzada, fato que aumenta a variabilidade genética. Existem várias maneira: a) Anemófila – polinização pelo vento
  8. 8. Entomófila – polinização por insetos
  9. 9. Ornitofilia – polinização por aves.
  10. 10. Quiropterófila - na polinização feita por morcegos
  11. 11. Hidrofilia - polinização por água
  12. 12. Angiospermas: Fecundação
  13. 13. <ul><li>A fecundação ocorre na flor feminina denominada Gineceu carpelo ou pistilo (2n) . O grão de pólen é capturado pelo estigma , onde ocorre a geminação do tubo polínico, que desce pelo estilete até o ovário . O ovário contém os óvulos que produzem a oosfera . </li></ul>
  14. 14. <ul><li>O ovário (2n) é onde corre a fecundação. Está unido ao hilo do ovário por um pedúnculo (funículo) e é formado por dois integumentos, nos quais está o megasporângio (2n) . Lá a célula-mãe do megásporo (2n) sofre meiose que gera apenas um megásporo fértil (n) . Este germina e faz três mitoses seguidas que gera oito células que constituem o gametófito feminino ou seco embrionário (n) </li></ul>
  15. 15. <ul><li>A células que constituem Gametófito feminino ou saco embrionário são a oosfera (n) ou gameta feminino, que fica próxima á abertura do óvulo ou micrópila ), duas sinérgides (n) (ao lado da oosfera), duas antípodas (n) (ficam no lado oposto à oosfera) e no centro existem dois núcleos polares (n) . </li></ul>ovário ovário micrópila Pedúnculo ou funículo
  16. 16. Tipos de ovário: Ovário súpero Ovário ínfero
  17. 17. ovários podem produzir vários tipos de frutos diferentes
  18. 18. <ul><li>A fecundação das angiospermas é dupla: No momento em que o pólen chega ao estigma a cel. vegetativa germina e gera o tubo polínico e a cel. germinativa dividi-se por mitose e gera dois núcleos espermáticos (n) ou gaméticos (gametas masculinos, haplóides). </li></ul>
  19. 19. <ul><li>A dupla fecundação ocorre porque: </li></ul><ul><li>Um núcleo espermático (n) fecunda a oosfera (n) que gera o zigoto (2n) e posteriormente o embrião (2n) . </li></ul><ul><li>O outro núcleo espermático (n) facunda os núcleos polares (n) que gera o endosperma secundário triplóide (3n) </li></ul>
  20. 23. Ciclo completo: dicotiledônea
  21. 24. Ciclo completo: monocotiledônea
  22. 25. Angiospermas: formação do fruto, o agente dispersor das sementes
  23. 26. <ul><li>O fruto ou fruta (nome popular de frutos carnosos, suculentos) é o desenvolvimento do ovário. E formado por três tecidos: Epicarpo, parede externa, mesocarpo, parede mediana e o endocarpo, parede interna. Ao conjunto dos três tecidos denominamos pericarpo que pode ou não acumular substâncias nutritivas: </li></ul>Pericarpo
  24. 27. <ul><li>Tipos de Frutos: </li></ul><ul><li>A) Carnosos com mesocarpo carnoso (com material nutritivo, atraente para animais). Podem ser de dois tipos: </li></ul><ul><li>1- Baga: Geralmente apresenta muitas sementes: </li></ul>
  25. 28. <ul><li>2- drupas: Geralmente apresenta com uma grande semente com mesocarpo carnoso e o endocarpo duro (caroço): </li></ul>
  26. 29. <ul><li>B) Secos (sem material nutritivo, geralmente possui estruturas aladas ou ganchos ou espinhos para aderir a animais. Podem ser de dois tipos: </li></ul><ul><li>1- Deiscentes: Se abrem para liberação da semente: </li></ul><ul><li>a) vagem ou legume </li></ul>
  27. 30. <ul><li>b) Folículo: (jacarandá) </li></ul><ul><li>c) Síliqua: </li></ul>
  28. 31. <ul><li>d) Pixídio (jacarandá) </li></ul><ul><li>e) Cápsula: </li></ul>
  29. 32. <ul><li>2- Indeiscentes: Não se abrem para liberação da semente: </li></ul><ul><li>a) Cariopse ou grão , comum em gramíneas, o pericarpo seco está aderido à semente: </li></ul>
  30. 33. <ul><li>b) Aquênio: </li></ul><ul><li>c) Sâmaras: , </li></ul>
  31. 34. <ul><li>Pseudofrutos: Parte comestível deriva do pedúnculo ou do receptáculo floral. Podem ser de três tipos: </li></ul><ul><li>a) Pseudofruto Simples: Derivado de uma flor,com um ovário. </li></ul>
  32. 35. <ul><li>b) Pseudofruto Múltiplo: Derivado de uma flor,com muitos ovários: </li></ul>
  33. 36. <ul><li>c) Pseudofruto Composto ou Infrutescência: Derivado de uma inflorescência (inflorescência é um ramo ou sistema de ramos caulinares que possuem muitas flores) . </li></ul>
  34. 37. <ul><li>c) Composto ou Infrutescência: </li></ul>
  35. 38. Fruto partenocárpico: o ovário se desenvolve sem fecundação (não forma semente).
  36. 39. Anemocoria: dispersão pelo vento Zoocoria: dispersão por animais Hidrocoria: dispersão pela água Tipos de dispersão das sementes em frutos secos:
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×