ORACAO_DOS_DESESPERADOS_SERGIO_VAZ

208 views
148 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
208
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

ORACAO_DOS_DESESPERADOS_SERGIO_VAZ

  1. 1. ORAÇÃO DOS DESESPERADOS – SÉRGIO VAZQue a pele escura, Oh! SenhoresNão seja escudo para os covardes. Deuses das máquinas,Que habitam na senzala do silêncio Das teclas, das perdidas almasPorque nascer negro é Do destino e do coração!consequência Escuta o homem que nasce dasSer LágrimasÉ consciência Da dor, do sangue e do pranto,Dói no povo a dor do universo Escuta esse prantoChibata, faca e corte (Que lindo esse povo)Miséria, morte (Quilombo esse povo)Sob o olhar irônico Que vem a galope com voz deDe um Deus inverso trovãoUma dor que tem cor Pois ele se apega nas armasEscorre na pele e na boca se cala Quando se cansa das páginasUma gente livre para o amor Do livro de oração!Mas os pés fincados na senzala.Dói na gente a dor que mataChaga que paralisa o mundoE sob o olhar de um Deus degravata...Doença, fome, esgoto, infernoprofundo.Dor que humilha, alimenta cegueiraTrevas, violência, tiro no escuroPedaço de pau, lar sem muroParaíso do malCastelo de madeira

×