Criação e manejo de frango caipira

16,024 views
15,740 views

Published on

Criação e manejo de frango caipira

Published in: Education

Criação e manejo de frango caipira

  1. 1. Criação e Manejo de Frangos Caipiras Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia Goiano Campus Ceres Ceres/2011 Allafya Aparecido Modesto Eduardo Silva Karina Jácio Luíz Henrique Paulo Ricardo
  2. 2. Introdução <ul><li>Instalações diferenciadas e mais simples </li></ul><ul><li>Pouca concorrência no setor e extensos lucros </li></ul><ul><li>Pintinhos comprados por dois reais e revendidos por quinze/Kg </li></ul><ul><li>Exigências para se obter o certificado de frango caipira </li></ul>
  3. 3. História <ul><li>Primeiras espécies inseridas no descobrimento </li></ul><ul><li>Originarias do Mediterrâneo, Província Ibérica, Itália,Sul da África e Ásia </li></ul><ul><li>Surgimento das primeiras galinhas crioulas </li></ul>
  4. 4. Regulamentação <ul><li>Considerado como ovo caipira apenas se utilizar o selo expedido pelo Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal (DIPOA) </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Exigência de alimentação totalmente natural, com ausência completa de pigmentos sintéticos, promotores de crescimento e antibióticos </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Exigência de aves criadas no sistema extensivo, com um mínimo de três metros de pastagem para cada galinha </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Galinhas caipiras apresentam baixa produtividade em ovos, com cerca de 70 por ano, enquanto que as industriais colocam aproximadamente 250/ano </li></ul>Poedeiras
  8. 8. <ul><li>Produtividade pode ser aumentada utilizando-se galos de raças puras </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Obtenção dos ovos e pintinhos </li></ul><ul><li>Grande dificuldade de se obter pintinhos de incubatórios autorizados </li></ul><ul><li>Pode se encontrar ofertas de pintinhos feitas pela internet, com preços entre 1 e 3 reais </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Para matrizes próprias, fazer substituição dos reprodutores a cada semestre para garantir níveis altos de eclosão, com uma relação macho/fêmea de 1:12 </li></ul><ul><li>Reprodutores e matrizes devem pesar, respectivamente, 2,0 a 3,5 e 1,6 a 2,5 Kg </li></ul><ul><li>Duração de cada ciclo de choco das matrizes é de aproximadamente 47 dias </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Tempo do ciclo produtivo pode ser diminuído com o uso de chocadeiras elétricas, que o reduzem de 47 para 26 dias </li></ul>
  12. 12. <ul><li>Pintinhos mantidos em criadeiras por 30 dias </li></ul><ul><li>Frangas transferidas para o piquete em 30 dias </li></ul>
  13. 13. <ul><li>Instalações </li></ul><ul><li>Muito simples, podendo inclusive utilizar materiais de origem natural, como madeira </li></ul>
  14. 14. <ul><li>As instalações devem sempre conter uma saída para o piquete de pastagem </li></ul>
  15. 15. <ul><li>O piquete deve apresentar a seguinte configuração: </li></ul>
  16. 16. <ul><li>As forrageiras recomendadas são a grama seda e o capim Kikuio </li></ul>
  17. 17. <ul><li>As instalações devem conter a seguinte configuração </li></ul>
  18. 18. <ul><li>Necessário que haja poleiros dentro do galinheiro, sendo muito importantes para evitar o incômodo causado a ave por suas companheiras </li></ul>
  19. 19. <ul><li>Com 25 a 30 cm de espaço/ave e uma altura de 80 cm do chão, inclinados ou encostados na parede </li></ul>
  20. 20. <ul><li>Ninhos colocados com uma antecedência de 30 dias antes da postura </li></ul><ul><li>Altura de 30 a 40 cm do chão </li></ul><ul><li>De 4 a 5 aves/ninho </li></ul>
  21. 21. <ul><li>Cama de ninho composta por cavacos de madeira ou cascas de arroz </li></ul><ul><li>Palha de capim não recomendada, pois pode promover o aparecimento de fungos </li></ul>
  22. 22. <ul><li>Bebedouros de pressão e comedouros de calha </li></ul>
  23. 23. <ul><li>Alimentação </li></ul><ul><li>Composta por ração (sem produtos artificiais ou pigmentos sintéticos), grama e/ou capim, insetos, larvas e minhocas </li></ul><ul><li>Água tratada com hipoclorito a 0,5% </li></ul>
  24. 24. Frango para Corte <ul><li>Ciclo produtivo </li></ul>Cria Do 1º ao 30º Recria Do 31º ao 60º Terminação Do 61º ao 120º
  25. 25. <ul><li>Cria </li></ul><ul><li>Temperatura entre 27 e 30º C </li></ul><ul><li>Inicio da imunização do plantel </li></ul>
  26. 26. <ul><li>Recria </li></ul><ul><li>Sistema de criação semi-aberto </li></ul>
  27. 27. <ul><li>Terminação </li></ul><ul><li>Peso para o abate de 1,8 Kg </li></ul><ul><li>Aves em um jejum de 6 horas antes do abate, isso para evitar a contaminação da carcaça </li></ul>
  28. 28. Referências Bibliográficas http://www.ebah.com.br/content/ABAAAA3vAAA/galinha-caipira http://sistemasdeproducao.cnptia.embrapa.br/FontesHTML/AgriculturaFamiliar/RegiaoMeioNorteBrasil/GalinhaCaipira/instalacao.htm http://todaoferta.uol.com.br/outros-animais?nav_category=pet-shop&nav_subcategory=outros-animais&nav_order=escrow&photo=true&dir=des&offset=91#rmcl http://www.aviculturaindustrial.com.br/PortalGessulli/WebSite/Noticias/bfrangob-semibcaipirab,20101227113853_I_603.aspx
  29. 29. http://www.slideshare.net/felipetavares/produo-de-frangos http://www.revistarural.com.br/edicoes/2006/Artigos/rev101_galinha.htm http://www.uov.com.br/biblioteca/158/normas_para_a_criacao_de_frango_e_galinha_caipira.html http://www.agricultura.gov.br/sda/dipoa/index.htm
  30. 30. OBRIGADO !!!

×