Your SlideShare is downloading. ×
0
Ser Professor
Ser Professor
Ser Professor
Ser Professor
Ser Professor
Ser Professor
Ser Professor
Ser Professor
Ser Professor
Ser Professor
Ser Professor
Ser Professor
Ser Professor
Ser Professor
Ser Professor
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Ser Professor

1,255

Published on

professor, professores

professor, professores

Published in: Technology
1 Comment
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,255
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
35
Comments
1
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. SER PROFESSOR EM PORTUGAL Missão Quase Impossível
  • 2. Esta é uma profissão em que se trabalha em casa (de graça, entenda-se) aos sábados, domingos, feriados, madrugada adentro e muitas vezes, até nas férias!
  • 3. Férias, sim, e sem eufemismos, que bem precisamos de pausas ao longo do ano para irmos repondo forças e coragens. ( De resto, é o que acontece nos outros países por essa Europa fora, às vezes com muito mais dias de folga do que nós: 2 semanas para as vindimas em Setembro/ Outubro, mais duas para a neve em Novembro, 3 no Natal e mais 3 na Páscoa , 1 ou 2 meses no verão)
  • 4. É a única profissão em que se tem falta por chegar 5 minutos atrasado. (também neste caso, exigirá a senhora Ministra um pré-aviso com 5 dias de antecedência?)
  • 5. <ul><li>É uma profissão que exclui devaneios do tipo hoje preciso de sair meia hora mais cedo, ou o corriqueiro volto já justificando a porta fechada em horas de expediente. </li></ul>
  • 6. É uma profissão de enorme desgaste! Ainda há bem pouco tempo foi divulgado um estudo que nos colocava na 2ª posição, a seguir aos mineiros, mas isto, está bom de ver, não convém a ninguém lembrar.
  • 7. <ul><li>É uma profissão que deixou de ser acarinhada ou considerada, humana e socialmente. </li></ul><ul><li>Pelo contrário, todos os dias somos agredidos na nossa dignidade ou mesmo fisicamente. </li></ul><ul><li>Enxovalhados na praça pública, atacados e desvalorizados, na nossa pessoa e no nosso trabalho. (e as cordas vocais não são um apêndice despiciendo) </li></ul>
  • 8. É uma profissão cujos agentes têm de estar permanentemente a 100%. Não se compadece com noites mal dormidas, indisposições várias (físicas e psíquicas) ou problemas pessoais.
  • 9. É uma profissão em que, de 45 em 45, ou de 90 em 90 minutos, se tem de repetir o mesmo processo, exigente e desgastante, de chegar a horas, &quot;conquistar&quot; várias vezes ao longo do dia, um novo grupo de 20 a 30 alunos e todos ao mesmo tempo. (não se confunda uma aula com uma consulta individual ou a gestão familiar de 1, 2, 3 filhos...)
  • 10. (Batemos aos pontos as competências exigidas a qualquer dos nossos milionários bancários, dos inefáveis empresários, dos intocáveis ministros! ) É uma profissão em que é preciso ter sempre a energia suficiente (às vezes sobre-humana) para, em cada turma, manter a disciplina e o interesse, gerir conflitos, cumprir programas, zelar para que haja material de trabalho, atenção, concentração, motivação e produção.
  • 11. É uma profissão em que sofremos, ainda, a angústia do nosso próprio desempenho pelo insucesso dos alunos, o qual depende, igualmente, de factores que não controlamos: - Problemas sociais e relacionais das respectivas famílias, mais a conjuntura política, económica e social do país!
  • 12. Será bom que a “opinião pública” comece a perceber que, nas &quot;imensas&quot; faltas dos professores, são contabilizadas também situações em que, de facto, estão a trabalhar.
  • 13. A fazerem em casa a preparação de aulas (que é o sítio que lhes oferece condições), elaboração ou correcção de testes e afins, porque não é suficiente o tempo atribuído a essas tarefas. No acompanhamento de alunos em visitas de estudo. Em acções, seminários, reuniões, etc., para as quais até podem ter sido oficialmente convocados. Como por exemplo :
  • 14. <ul><li>Se é professor, sabe o quão verdadeiro é o texto acima registado. </li></ul><ul><li>Se não é professor, creia que é verdade e apoie quem está a lutar simultaneamente pela dignificação da Carreira Docente e por uma educação de verdadeiro sucesso. </li></ul>
  • 15. ACARINHE OS PROFESSORES!!! ELES PRECISAM DO SEU APOIO!!!

×