Estudo e análise à equipa FC Barcelona
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Estudo e análise à equipa FC Barcelona

on

  • 17,574 views

Estudo e análise ao jogo Santos FC vs FC Barcelona

Estudo e análise ao jogo Santos FC vs FC Barcelona

Competição: Campeonato do mundo de clubes
Local: Japão- Nissan Stadium
Data: Domingo, 18 Dezembro 2011

Statistics

Views

Total Views
17,574
Views on SlideShare
5,508
Embed Views
12,066

Actions

Likes
4
Downloads
433
Comments
0

26 Embeds 12,066

http://olhar-transversal.blogspot.pt 7220
http://olhar-transversal.blogspot.com 4124
http://www.olhar-transversal.blogspot.com 270
http://www.olhar-transversal.blogspot.pt 229
http://olhar-transversal.blogspot.com.br 84
http://www.olhar-transversal.blogspot.ro 26
http://olhar-transversal.blogspot.com.es 26
http://olhar-transversal.blogspot.co.uk 17
http://olhar-transversal.blogspot.fr 11
http://www.olhar-transversal.blogspot.com.br 10
http://olhar-transversal.blogspot.ru 9
http://www.olhar-transversal.blogspot.fr 9
http://olhar-transversal.blogspot.it 6
http://www.olhar-transversal.blogspot.com.tr 4
http://www.olhar-transversal.blogspot.co.uk 3
http://olhar-transversal.blogspot.ie 3
http://olhar-transversal.blogspot.ch 3
http://olhar-transversal.blogspot.de 2
http://olhar-transversal.blogspot.kr 2
http://www.olhar-transversal.blogspot.de 2
http://www.olhar-transversal.blogspot.ch 1
http://olhar-transversal.blogspot.no 1
http://207.46.192.232 1
http://translate.googleusercontent.com 1
http://olhar-transversal.blogspot.nl 1
http://olhar-transversal.blogspot.se 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Estudo e análise à equipa FC Barcelona Presentation Transcript

  • 1. FC Barcelona Análise e estudo à equipa www.olhar-transversal.blogspot.com
  • 2. CAMPEONATO DO MUNDO DE CLUBES SANTOS FC VS FC BARCELONA Japão- Nissan Stadium Domingo, 18 de Dezembro de 2011
  • 3. ORGANIZAÇÃO OFENSIVA Equipa organizada em 3x4x3 ou 3x3x4. Esquema consistente e com extraordinários resultados. Apesar do segundo lugar na Liga Espanhola, motivação em alta pois em Dezembro ainda não perderam pontos, tendo inclusivamente ganho em casa do grande rival Real Madrid por 1-3. Enorme vocação ofensiva e agressividade, sempre focados num pensamento de jogo muito atacante e em manter o ritmo alto. A construção de jogo é lenta, curta e paciente, com muita troca de bola, alternando e explorando as zonas do terreno, em busca de uma oportunidade.
  • 4. ORGANIZAÇÃO OFENSIVA Notável a assertividade de passe dos três  Caso assim não suceda é porque um dos médios elementos do meio campo, em 3ª fase. A está em boa posição e o passe não é de risco. construção de jogo curto tem o primeiro passe Raramente a bola é colocada de uma forma para o central, Piqué. Puyol abre mais na direita directa e objectiva, num dos extremos. A enquanto Abidal faz o mesmo na esquerda. construção de jogo longo, neste jogo, não foi Daniel Alves posiciona-se mais à frente, entre a uma ameaça. segunda e terceira linha. Piqué procura colocar o esférico num dos elementos do meio campo, preferencialmente no Sergio Busquets. Quando não é possível, coloca na lateral, sendo que a probabilidade de a bola retornar ao mesmo, é elevada.
  • 5. ORGANIZAÇÃO OFENSIVA Aqui sim, de uma forma mais objectiva Piqué, o  Se o espaço for apertado, a bola circula de primeiro organizador e aquele que dos forma a fazer o adversário correr, podendo elementos defensivos tem maior probabilidade existir repetição e sequências de passe entre de tentar o passe longo, procura colocar a bola alguns jogadores. nas costas dos defesas adversários, preferencialmente nos extremos.  Outro padrão é a descida ou troca de posição de Xavi ou Iniesta, quando o Sergio Busquets está Também Valdés actua, por vezes, numa espécie marcado ou com o intuito de organizarem o jogo de libero, arriscando no passe curto, mesmo mais atrás. para a zona central do terreno. Da 2ª para a 3ª fase, um padrão existente é a circulação lenta e paciente numa abordagem em jogo curto e de muita posse de bola. Os laterais pouco correm com bola, a menos que exista espaço para tal.
  • 6. ORGANIZAÇÃO OFENSIVA A visão de jogo de ambos os criativos é muito  formam pequenas sociedades na zona da bola, boa daí que seja importante retirar-lhes espaço criam linhas de passe curtas e triangulações, para pensar e profundidade às movimentações sempre com uma ou mais opções de segurança, dos extremos. de forma a evitarem a pressão do adversário e de maneira a conseguirem desbloquear uma O sistema de jogo assenta num trio composto no meio campo por Sergio Busquets, que é o zona onde possam colocar profundidade no elemento mais recuado, enquanto que Xavi e jogo. Iniesta são os criativos e organizadores do jogo. Estes, fruto da sua técnica e visão de jogo, conseguem criar espaços, gerir e controlar o mesmo através de passes curtos, procurando o erro do adversário. Com o auxílio dos colegas,
  • 7. ORGANIZAÇÃO OFENSIVA O estilo de passe é normal, variando entre o  Messi é o principal desequilibrador da equipa, mais seguro e o de risco. Fàbregas e Messi muito forte no um para um, principalmente actuam, normalmente, mais adiantados que quando embalado. É o elemento mais esse trio. Ambos podem aparecer no centro, na rematador, embora também seja muito activo a direita ou na esquerda. assistir os colegas. É imprevisível, embora preferencialmente procure por realizar Enquanto que Lionel Messi não tem uma posição diagonais. fixa de forma a evitar a marcação adversária e a poder usar toda a sua capacidade técnica em prol da equipa, Fàbregas é mais um suporte ou o elemento de ligação do conjunto catalão. Descai para o lado onde o jogo flui de forma a disponibilizar uma linha de passe.
  • 8. ORGANIZAÇÃO OFENSIVA Thiago, não sendo um extremo, dá largura na esquerda. Chega com bom timing nas costas dos defesas e procura triangulações com Fàbregas ou Iniesta. Por ser destro, tende mais a promover diagonais de forma a procurar a finalização. Dificilmente vai à linha. Por vezes mas com menor probabilidade, pode abrir espaço para a entrada de Abidal, que poderá vir de trás para cruzar. Também pode alternar a posição com Fàbregas ou Iniesta, ou dar a cobertura a este último.
  • 9. ORGANIZAÇÃO OFENSIVA Do outro lado, Daniel Alves, é o elemento mais vertical e que garante maior profundidade à equipa. Mais agressivo, objectivo e directo, imprime velocidade no jogo e procura ganhar a linha para cruzar. Apesar do asserto no passe ser claramente inferior ao dos colegas visto arriscar mais, foi determinante e decisivo, contando com duas assistências. Em diversas fases do jogo chega mesmo a ser o elemento mais adiantado da equipa.
  • 10. TRANSIÇÃO OFENSIVA Mudança de atitude rápida e agressiva. Movimentações de Daniel Alves e, sobretudo, de Lionel Messi em profundidade são as principais ameaças. Da zona defensiva, Piqué preocupa-se em observar a movimentação de ambos tentando colocar a bola nas costas do adversário imediatamente, embora tenha sido inconsequente frente ao Santos. Quando não podem começar logo o ataque, dão inicio à posse de bola, sendo Xavi e Iniesta os maestros na organização da equipa. Incrível dinâmica colectiva. Avançam rapidamente e com apoios.
  • 11. TRANSIÇÃO OFENSIVA Fantástico Fàbregas, sempre por perto do elemento que conduz a bola, fornecendo-lhe uma possível linha de passe. Na defesa, rara e dificilmente cometem erros ou acusam a pressão dos adversários. Transições do Guarda-Redes. Passe longo imediato para as costas, contra-ataque para as alas ou para o central em jogo curto. Importante bloquear ou antecipar. Por vezes, Valdés tenta colocar nas laterais, por alto. Situação favorável à equipa adversária visto a percentagem de êxito não ter sido elevada. Passe longo não é uma ameaça directa.
  • 12. ORGANIZAÇÃO DEFENSIVA Equipa organizada como um bloco médio-alto. A  Abidal é igualmente determinante e influente no grande vocação ofensiva faz com que a equipa seu espaço. Daniel Alves recua ou fecha a sua tente recuperar a bola numa zona adiantada. zona de forma a equilibrar a equipa. Xavi e Iniesta também são solidários a defender. O O conjunto exerce um pressing agressivo e elemento com menos tarefas defensivas é Lionel construtivo na medida em que resgata a bola de Messi. frente para o meio-campo adversário, de modo a controlar o jogo e dando, desta forma, profundidade aos seus movimentos. Numa fase mais recuada, Busquets recua diversas vezes de forma a fazer dupla com Piqué e ficando Puyol a lateral direito. Busquets e Puyol foram os jogadores do Barcelona que mais intercepções fizeram.
  • 13. ORGANIZAÇÃO DEFENSIVA No entanto, tanto ele como Fàbregas, que são os elementos normalmente mais adiantados no momento de organização defensiva, exercem pressão na frente respeitando os princípios das suas zonas. De resto, a equipa condecora a marcação à zona e a defesa é consistente. Não é fácil apanhá-los em desvantagem numérica, quando perdem a bola. No jogo aéreo, Puyol liderou nas disputas de bola, não só na sua área mas também no seu redor.
  • 14. TRANSIÇÃO DEFENSIVAAPÓS PERDER A POSSE DA BOLA A transição defensiva do Barcelona é fortíssima.  em zonas mais avançadas e evitando assim que Após perda da bola parece existir a convicção a equipa recue após a sua perda. O conjunto que, em escassos segundos, a mesma é catalão exerce pressão em todas as zonas do resgatada. A pressão é imediata e muito campo com rigor, disciplina e sentido posicional. agressiva.  A defesa pode ser posicionada alta no campo, Destaco Daniel Alves que faz o corredor logo haverá espaços nas costas que podem ser praticamente todo e tem disponibilidade física explorados. Embora possam tentar o fora-de- para equilibrar a equipa defensivamente, jogo, os seus jogadores procuram dar alguma realizando diversas antecipações onde apanha largura e cobertura à sua linha defensiva. desprevenidos os adversários, mesmo tratando- se de extremos ou criativos. A sua transição defensiva é excelente e recupera rápido ou fecha no meio-campo. O Barcelona adianta as suas linhas o que lhe permite recuperar a bola
  • 15. BOLAS PARADAS A FAVOR No pontapé de baliza uma das possíveis jogadas estudadas sucede quando Abidal e Puyol abrem de forma a receberem a bola através do passe curto. No entanto e de forma a iludir o opositor, Piqué inicialmente posicionado à entrada da grande área, pode seguir para a posição de Puyol que sobe uns metros de maneira a receber a bola pelo ar. Quando o adversário não deixa, todos sobem e a bola é pontapeada para os avançados ou extremos.
  • 16. BOLAS PARADAS A FAVOR Livres laterais e cantos são normalmente  Sergio Buquets, ao primeiro poste, também batidos por Xavi a menos que a distância pode ir ao encontro de Xavi para que o criativo privilegie um remate mais forte e aí Daniel Alves possa retirar um cruzamento mais próximo, pode ser uma alternativa. apanhando os opositores numa fase mais desleixada. Ainda nos cantos, Iniesta que Quando cruzada, normalmente 3 jogadores atacam a bola na diagonal. Puyol, Piqué e costuma estar na recarga à entrada da área, por Busquets são os jogadores por norma dentro da vezes, pode procurar o espaço ao segundo área, ficando para a recarga Iniesta e Fàbregas. poste. Messi também pode ser alternativa nos livres e cantos do lado direito, sendo que estará por perto de maneira a dar uma alternativa de passe.
  • 17. BOLAS PARADAS CONTRA Nos livres laterais põem dois jogadores na barreira, Messi no espaço e não deixam ninguém na frente mas são rápidos no contra- ataque. Marcação feita à zona. Nos cantos a marcação é feita à zona. Na pequena área pode aparecer um ou dois jogadores mas normalmente estão todos posicionados dentro da grande área. Messi é o elemento com maior probabilidade de não defender sendo que, por vezes, Fàbregas e Xavi possam estar ligeiramente mais subidos.
  • 18. OUTRAS OBSERVAÇÕES Jogaram ainda Mascherano, Fontás e Pedro. O  Os golos foram marcados por Lionel Messi argentino actuou 34m. Entrou para defesa (17m; 82m), Xavi (24m) e Fàbregas (45m) contando com uma assistência de Xavi e duas central, no lugar de Piqué, passando para a de Daniel Alves. posição de Puyol quando este saiu aos 85m para a entrada de Fontás. Aos 79m entrou Pedro para o lugar de Thiago. Estes três jogadores, apesar do pouco tempo em campo para serem avaliados, tiveram poucas perdas e mantiveram a dinâmica do Barcelona. Demonstraram segurança e assertividade.