Reuniões com Analistas SP e RJ - Resultados do 3T06
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Reuniões com Analistas SP e RJ - Resultados do 3T06

on

  • 435 views

 

Statistics

Views

Total Views
435
Views on SlideShare
435
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Reuniões com Analistas SP e RJ - Resultados do 3T06 Reuniões com Analistas SP e RJ - Resultados do 3T06 Presentation Transcript

  • Apresentação dos Resultados do 3T06 Novembro, 2006
  • Aviso Importante Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira e internacional. Essas declarações estão baseadas em certas suposições e análises feitas pela Companhia de acordo com a sua experiência e o ambiente econômico e nas condições de mercado e nos eventos futuros esperados, muitos dos quais estão fora do controle da Companhia. Fatores importantes que podem levar a diferenças significativas entre os resultados reais e as declarações de expectativas sobre eventos ou resultados futuros incluem a estratégia de negócios da Companhia, as condições econômicas brasileira e internacional, tecnologia, estratégia financeira, desenvolvimentos da indústria de serviços públicos, condições hidrológicas, condições do mercado financeiro, incerteza a respeito dos resultados de suas operações futuras, planos, objetivos, expectativas e intenções, entre outros. Em razão desses fatores, os resultados reais da Companhia podem diferir significativamente daqueles indicados ou implícitos nas declarações de expectativas sobre eventos ou resultados futuros. As informações e opiniões aqui contidas não devem ser entendidas como recomendação a potenciais investidores e nenhuma decisão de investimento deve se basear na veracidade, atualidade ou completude dessas informações ou opiniões. Nenhum dos assessores da Companhia ou partes a eles relacionadas ou seus representantes terá qualquer responsabilidade por quaisquer perdas que possam decorrer da utilização ou do conteúdo desta apresentação. Este material inclui declarações sobre eventos futuros sujeitas a riscos e incertezas, as quais baseiam- se nas atuais expectativas e projeções sobre eventos futuros e tendências que podem afetar os negócios da Companhia. Essas declarações incluem projeções de crescimento econômico e demanda e fornecimento de energia, além de informações sobre posição competitiva, ambiente regulatório, potenciais oportunidades de crescimento e outros assuntos. Inúmeros fatores podem afetar adversamente as estimativas e suposições nas quais essas declarações se baseiam. 2
  • Desempenho Operacional
  • Distribuição Crescimento na energia distribuída e mudança de mix Volume de Energia Distribuída (GWh) 3,6% 17.910 17.283 2.336 2.312 3,1% 5.690 6.045 5.794 5.972 • Maior participação de clientes livres 737 1.915 756 2.017 9.257 9.553 • Efeitos não-recorrentes em 2006 e 2005 3.143 3.199 • EBITDA trimestral: crescimento normalizado de 29% 3T05 3T06 9M05 9M06 Bandeirante Escelsa Enersul • Perdas comerciais: crescimento em set/06 reflete principalmente aumento na Enersul EBITDA (R$ MM) Perdas Totais (Média dos últimos 12 meses) -6,9% 12,6% 13,2% 12,8% 13,1% 631 587 4,1% 3,9% 3,8% 4,1% 53,0% 8,5% 9,3% 9,0% 9,0% 254 166 Jun 2005 Mar 2006 Jun 2006 Set 2006 Técnicas Com erciais 3T05 3T06 9M05 9M06 4
  • Distribuição Reajuste Tarifário da Bandeirante A Aneel, em apreciação ao Pedido de Reconsideração interposto pela Bandeirante, estabeleceu, em reunião pública, valor da sua BRR em R$ 1,026 bi (base 30/09/2003) +4,46% Compra de energia Repasse da Variação das +4,17% Encargos setoriais Parcela A Parcelas A e B Encargos de +0,36% +9,51% transmissão Reajuste Tarifário +0,52% IGP-M/ Fator X Parcela B +13,44% Variação nas Contas de Natureza Financeira +3,92% Ajustes financeiros +3,92% * Nota: * Inclui 1,153% relativo ao efeito financeiro da retificação da revisão tarifária de 2003 5
  • Distribuição Importantes definições no processo de Revisão Tarifária Mantida a sistemática anterior com necessidade de alguns Energia Comprada e Encargos aprimoramentos pontuais Parcela A WACC Mantida a fórmula anterior Estrutura de Mantida a fórmula anterior; divulgação futura de Capital parâmetros Remuneração dos Valor de 2003 blindado. Reavaliação a cada 2 ciclos Investimentos Elegíveis Adições seguirão nova metodologia. Criação de base de BRR dados de preços e JOA regulatório Parcela B Doações (Obrigações Especiais) não contarão com reintegração via depreciação reconhecida na tarifa. Mantida a regra geral anterior; fixação de metas para Empresa de Referência perdas e inadimplência levando-se em consideração as particularidades de cada concessionária Mantida a regra anterior com eliminação do Xc (Satisfação Fator X do Cliente) 6
  • Geração Crescimento na energia produzida Volume de Energia Produzida (GWh) UHE Peixe Angical UHE Mascarenhas 16,2% 2.435 2.097 87,1% 950 507 3T05 3T06 9M05 9M06 EBITDA (R$ MM) 149,5% 185 • Peixe Angical: projeto concluído em set/06 59,1% 84 74 • 4ª Máq. de Mascarenhas: start-up em 03/out/06 53 3T05 3T06 9M05 9M06 7
  • Comercialização Queda no EBITDA reflete novo mix de vendas Volume de Energia Comercializada (GWh) 9,5% 5.132 4.688 972 1.977 8,0% 1.629 53,4% 4.160 1.509 223 2.711 579 51,2% 1.406 930 3T05 3T06 9M05 9M06 Outros Empresas do Grupo ENBR EBITDA (R$ MM) • Menor self-dealing: volume compensado por crescimento no mercado livre com queda na -23,5% margem EBITDA (9% no 9M06 vs. 14% no 9M05) 46 35 • Clientes Livres: crescimento de 68% -4,8% 8,0 7,6 • Risco: política clara para riscos comercial e energético 3T05 3T06 9M05 9M06 • Novo Website: maior proximidade de clientes 8
  • Desempenho Financeiro
  • Receita Líquida e EBITDA (R$ milhões) Variações refletem IRTs, crescimento de mercado e novos projetos de geração Receita Líquida Consolidada (R$ MM) EBITDA (R$ MM) 1,2% 9,2% 718 784 3.283 3.322 4% 10% 6% 9% 10% 23% 3% 9% 3,8% 69,6% 339 1.101 1.143 88% 81% 200 2% 73% 84% 24% 9% 10% 4% 6% 10% 23% 74% 85% 80% 73% 3T05 3T06 9M05 9M06 3T05 3T06 9M05 9M06 Distribuição Geração Comercialização Distribuição Geração Comercialização 10
  • Custos e Despesas (R$ milhões) Impactado por Programas de Eficiência em curso Detalhamento dos Custos e Detalhamento dos Custos e Despesas1 – 3T06 Despesas Gerenciáveis R$ milhões 3T06 3T05 Var.% Pessoal 67 67 -0,1% Material 8 8 0,4% Custos não Custos gerenciáveis Serviços de Terceiros 74 65 13,8% gerenciáveis R$ 624 milhões R$ 179 milhões (78%) Provisões 15 15 -0,9% (22%) Outros 16 44 -63,4% Total 179 198 -9,5% R$803 milhões Gastos Gerenciáveis (Programas Corporativos) - Programa de Combate às Perdas – R$ 4,0 milhões - Serviços de consultoria – R$ 1,9milhões Nota: 1 Exclui depreciação e amortização 11
  • Lucro Líquido (R$ milhões) Não-recorrentes e variação cambial explicam oscilações Lucro Líquido antes da participação de minoritários (R$ milhões) Lucro Líquido (R$ milhões) -8,1% -15,7% 286 263 284 239 125,0% 125 108,7% 114 56 55 3T05 3T06 9M05 9M06 3T05 3T06 9M05 9M06 12
  • Endividamento Alavancagem e exposição cambial em baixos níveis A estrutura de capital fortalecida, gerando capacidade financeira para expansão das operações Endividamento – Set/06 (R$ milhões) Dívida bruta por indexador (Set/06) (458) 3% (725) 2,0x* 2,3x* 32% 3.180 61% 1.997 1.923 4% US$ TJLP Pré-fixado Taxas Flutuantes** Dívida Bruta (-) Caixa e (-) Ativos Dívida Líquida Dívida Líquida Set.06 Valores Regulatórios Set.06 Jun.06 ** Inclui Selic, CDI, IGP-M e INPC IGP- Mobiliários * Rácio: Dívida Líquida / EBITDA 12 meses cio: Dí Lí 13
  • Endividamento Alongamento a custos competitivos Cronograma de vencimentos da dívida – Set/06 (R$ milhões) Operações Concluídas Benefícios das operações: – Emissão de debêntures: - Redução da dívida de curto prazo – Bandeirante (R$250 Milhões, Abril/06) - Extensão do prazo médio da dívida – Enersul (R$337,5 Milhões, Junho/06) – Escelsa (R$264 Milhões, Julho/06) - Redução do custo médio da dívida 971 817 458 479 453 31% 26% 291 169 15% 14% 9% 5% Caixa e Set-Dez/06 2007 2008 2009 2010 Após 2010 Equivalentes Nova Operação em Curso – Contratação de Linhas de Financiamento pela Bandeirante, Escelsa e Enersul Contrataç Enersul – Total de R$188,8 Milhões, a 105% do CDI e prazo de 7 anos 14
  • Investimentos1 Realização em linha com o plano orçamentário Investimentos1 – Não inclui LPT (R$ milhões) Programa “Luz Para Todos” - LPT (R$ milhões) 177 577 27 125 212 412 19 165 150 106 365 247 2006 (E) 9M06 2006 (E) 9M06 Recursos de Terceiros Recursos Próprios (RGR e CDE/Estado) Distribuição Geração Novas Ligações (base anual) * Realizado até 30/09/2006 11.834 9.629 Investimentos1 2007 (estimado) 8.534 9.839 6.554 Distribuição: ~R$ 400 milhões 5.479 4.008 Geração: ~R$ 100 milhões 2.684 2.792 2.048 2.642 LPT: de R$150 a R$ 200 milhões 461 2004 2005 2006 * Previsão 2006 Bandeirante Escelsa Enersul 1 Não inclui capitalização de juros e/ou projetos novos 15
  • Desenvolvimento Estratégico
  • Estratégia “Ser uma empresa líder no setor energético brasileiro, com foco na criação de valor” Vantagem Crescimento competitiva Eficiência com ênfase em Solidez advinda do operacional na geração financeira expertise do distribuição hidrelétrica acionista controlador 17
  • Geração Capacidade Instalada - MW 1.018 MW Mimoso S. João I Peixe Angical Lajeado Mascarenhas +452MW* 4ªMaq. +50MW* 516 MW Suiça Alegre Coxim S. João II Jucu Fruteiras Costa Rica Corumbá Paraíso Viçosa Rio Bonito * Capacidades agregadas em 2006 18
  • Geração Resultados da expansão implementada 1.018 MW EBITDA* Mg Ebitda 19% Margem Geração 516 MW 23% EBITDA de caixa 83% Novos contratos Mg Ebitda 12% 73% negociados a preços 57% superiores 4% 5% Diluição de risco com equilíbrio do portfólio Mg Ebitda 9% Distribuição Geração Distribuição Geração Comercialização * Últimos 9 meses 19
  • Geração Alternativas de expansão PCHs em construção: +60 MW (São João e Santa Fé) • Repotenciação de Usinas: +51 MW (em estudo) • Novas PCHs Próprias: +32 MW (em estudo) • PCHs de Terceiros: +100 MW (em estudo) • UHEs (porte médio) : +510 MW (em estudo) • Estudos preliminares: térmicas a carvão e biomassa • Participação em leilões de energia • Aquisição de ativos existentes 20
  • Projeto Vanguarda Importante vetor de competitividade empresarial Poupanças advindas do PDV (R$ milhões/ano)* Produtividade (Cliente/Colaborador) * Moeda 2006 68,4 1.220 1.220 1.071 1.071 990 990 890 890 890 890 40,8 776 776 762 762 60,0 654 654 28,8 585 585 456 456 502 502 19,2 168% 462 462 17,2 35,6 97% 24,8 93% 14,8 17,2 2,4 2,0 4,0 5,2 8,4 Jun/06 Jun/06 Realizado Realizado Dez/06 Dez/06 Jun/07 Jun/07 Dez/07 Dez/07 até Set/06 até Set/06 Bandeirante Escelsa Enersul Bandeirante Escelsa Enersul Custo Indireto de Pessoal (Previsto) Custo Indireto de Pessoal (Previsto) Custo Direto de Pessoal (Previsto) Custo Direto de Pessoal (Previsto) 1998 1998 2001 2001 2005 2005 3T06 3T06 Custo Indireto de Pessoal (Realizado) Custo Indireto de Pessoal (Realizado) Custo Direto de Pessoal (Realizado) Custo Direto de Pessoal (Realizado) Projetos de Tecnologia de Informação Cronograma 2005 2006 2007 2008 SIT-Brasil Integração 21
  • Governança Corporativa Melhores práticas 9 membros no Conselho de Administração (2 independentes e 2 minoritários) 3 Comitês de Suporte Auditoria Supervisão Remuneração Políticas de Princípios de Relações com Dividendos e de Código de Ética Sustentabilidade Investidores Negociação de Ações 22
  • Prêmios e Reconhecimentos Melhor Cia. Aberta 2005 #1 Gov. Menção Corporativa Honrosa de Cias. Abertas Melhor Desempenho Ambiental e Social Finalista 23
  • Performance ENBR3 Desempenho acima dos principais índices do mercado Volume R$mil 190 70.000 180 60.000 170 +64% 160 50.000 150 +60% 40.000 140 +60% 30.000 130 120 +54% 20.000 110 10.000 100 90 0 12/7/2005 22/8/2005 3/10/2005 16/11/2005 27/12/2005 8/2/2006 23/3/2006 8/5/2006 19/6/2006 28/7/2006 8/9/2006 20/10/2006 Volume R$ ENBR3 ENBR3 Ibovespa IEE IBX Atualizado até 31 de outubro de 2006 até 24
  • Conclusão Um modelo de negócio voltado para criação de valor Padrão Superior Coerência de Governança Estratégica Corporativa Eficiência Estrutura Operacional / Organizacional Rentabilidade Solidez Responsabilidade Financeira / Social & Capacidade de Ambiental Investimento 25
  • Para mais informações, visite: www.energiasdobrasil.com.br