Projeto interdisciplinar de matemática

20,985 views
20,603 views

Published on

Projeto Interdisciplinar Matemática
IAVM - 4º périodo
Graduação em Pedagogia
Grupo: Educação Inclusiva

Published in: Education
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
20,985
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
187
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Projeto interdisciplinar de matemática

  1. 1. Instituto a Vez do Mestre <ul><li>Projeto Interdisciplinar Ensino da Matemática: Fundamentos e Metodologia </li></ul>
  2. 2. Projeto Interdisciplinar Tema gerador 2010.2 Educação para a sustentabilidade
  3. 3. A importância da matemática na construção da cidadania <ul><li>A matemática é componente importante na construção da cidadania, na medida em que a sociedade se utiliza, cada vez mais, de conhecimentos científicos e recursos tecnológicos, dos quais os cidadãos devem se apropriar. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>A matemática precisa estar ao alcance de todos e a democratização do seu ensino deve ser meta prioritária do trabalho docente. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>A seleção e a organização de conteúdos não devem ter como critério único a lógica interna da matemática. </li></ul><ul><li>Deve-se levar em conta sua relevância social e a contribuição para o desenvolvimento intelectual do aluno. Trata-se de um processo permanente de construção. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>De acordo com os Parâmetros Curriculares Nacionais, uma formação básica para a cidadania consiste em criar meios para que os estudantes estejam preparados para o mundo do trabalho, para as relações sociais e da cultura, no âmbito de nossa sociedade. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>A diversidade cultural da qual o estudante brasileiro faz parte, exige uma educação matemática com características particulares. </li></ul><ul><li>Esses estudantes trazem consigo, para a escola, diferentes experiências, ideias, intuições, conhecimentos que foram construídos ao longo de suas vidas , por meio de experiências próprias, adquiridas nos ambientes que frequentam. </li></ul>
  8. 8. PESQUISA DE CAMPO Realizada no Colégio Laranjeiras, observação de uma aula de matemática de uma turma do 1º ano do ensino fundamental.
  9. 9. Mural com números de 1 a 150.Material Dourado utilizado na aula.
  10. 11. Conteúdo e Objetivos <ul><li>Centenas, dezenas e unidades </li></ul><ul><li>O objetivo da aula era estender a compreensão dos alunos sobre centenas , dezenas e unidades. </li></ul><ul><li>As crianças foram estimuladas a montar objetos com o apoio do material dourado, com as quantidades pedidas, e depois escreviam em algarismos no caderno. </li></ul>
  11. 12. <ul><li>Os alunos também foram estimulados a usar o mural com números na sala para facilitar a compreensão da escrita dos números. </li></ul>
  12. 13. PESQUISA DE CAMPO - 2 Realizada no SESI – Nova Iguaçu, Aula prática de matemática de uma turma do 1º ano do ensino fundamental. Projeto Cultivar.
  13. 14. Projeto Cultivar <ul><li>O Sistema FIRJAN por meio do SESI-RJ e do SENAI-RJ e de sua atuação como entidade de representação empresarial, elaborou um programa de mobilização da sociedade por uma atuação concreta para combater as mudanças climáticas. </li></ul><ul><li>Foi com essa preocupação que nasceu o Cultivar. Sua proposta é mobilizar empresas, alunos, colaboradores do Sistema FIRJAN e toda a sociedade para enfrentar os problemas ambientais e ajudar na recuperação da Mata Atlântica através do plantio de árvores nativas. </li></ul>
  14. 15. Conteúdo e Objetivos <ul><li>Apresentar as dimensões (maior/menor, mais alto/mais baixo/ pequeno, grande) e figuras geométricas. </li></ul><ul><li>Observar a profundidade e a distância entre as covas, comparar quantidade, números pares e ímpares na colocação das sementes etc. </li></ul><ul><li>Diferenciar os tipos de tamanho das árvores nativas que serão plantadas. </li></ul><ul><li>Trabalhar conceitos matemáticos relacionados ao espaço da horta como área e perímetro. </li></ul><ul><li>Na semeadura contagem de sementes e covas. </li></ul><ul><li>Explorar o conhecimento de formas geométricas. </li></ul>
  15. 16. Na Prática
  16. 17. <ul><li>Usando a natureza para associar os conhecimentos matemáticos e fazendo os alunos vivenciarem na pratica tais conceitos, estaremos desenvolvendo os elementos emocionais e motores, não somente o cognitivo. </li></ul>
  17. 18. Em uma sala de aula como a apresentada no exemplo, o uso da ETNOMATEMÁTICA pode ser relacionado com as possibilidades cotidianas que as experiências próprias que cada aluno trás . O uso de utensílios domésticos de medição de gramas na culinária pode servir de parâmetro e servir de ponte significante para se chegar ao conteúdo específico e na percepção da ligação entre os numerais , as unidades, dezenas e centenas.
  18. 19. <ul><li>Outra alternativa seria o uso da fita métrica e de utensílios de costura para se falar de centímetros nas séries mais avançadas. </li></ul>Também podem ser lançadas aulas-passeio, para o supermercado(verificação de preços, quilos, litros, etc.), para o metrô, à feira e demais localidades que possam fazer significar de forma interiorizada os conceitos matemáticos de forma que os alunos os assimilem de forma prazeirosa e definitiva.
  19. 20. De acordo com o texto apresentado, as comunidades indígenas utilizam-se desde os mais remotos tempos de uma lógica própria proveniente da racionalidade deles. Para eles, o que é existe é uma lógica apenas ,o que muda são suas representações de acordo com as possibilidades e as necessidades que se apresentem, por exemplo: utilizam-se do conhecimento sobre refração, numeração,além da utilização de um calendário próprio.
  20. 21. <ul><li>Baseado nestes conceitos podemos relacionar o texto com a pedagogia atual exercida em nossas escolas de forma a refletirmos em como , em algumas ocasiões desenvolvemos métodos tão avançados quando na verdade poderíamos estar utilizando a racionalização dos conteúdos, das metodologias e dos trabalhos para uma melhor compreensão e assimilação dos conteúdos que gostaríamos que nossos alunos atingissem, e para tal , para a obtenção destes métodos podemos nos pautar em exemplos simples e racionais que encontramos nas sociedades de outrora , sabendo que a simplicidade de sua aplicabilidade pode ajudar na diversificação dos métodos de ensino . </li></ul>
  21. 22. Instituto a Vez do Mestre Graduação em Pedagogia 4º período <ul><li>Disciplina: Ensino da Matemática </li></ul><ul><li>Professor: Heitor Achilles </li></ul><ul><li>Discentes: </li></ul><ul><li>Edione Zelenka Lourenço </li></ul><ul><li>Daniela Marques da Silva Cardoso </li></ul><ul><li>Simoni Nogueira Marinho Vianna </li></ul><ul><li>Marcia Conceição da Silva </li></ul><ul><li>Julia de Oliveira Godinho Ferreira </li></ul><ul><li>Heloísa Garcia </li></ul>
  22. 23. <ul><li>Fontes: </li></ul><ul><li>textos : Etnomatemática em ação </li></ul><ul><li>A racionalidade dos índios brasileiros </li></ul><ul><li>Cadernos de Estudos: Ensino da matemática: fundamentos e metodologia. </li></ul>

×