16 secretaria municipal de inclusão social
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

16 secretaria municipal de inclusão social

on

  • 1,436 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,436
Views on SlideShare
1,436
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
4
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

16 secretaria municipal de inclusão social 16 secretaria municipal de inclusão social Document Transcript

  • SECRETARIA MUNICIPAL DE INCLUSÃO SOCIAL Araraquara, município de grande porte, habilitado em gestão plena no ano 2005, temcomo direcionamento o SUAS nos projetos e programas de Proteção Social Básica e Especial. A Assistência Social de acordo com a Lei Orgânica de Assistência Social 8.742 de 07 dedezembro de 1993, a assistência social, direito do cidadão e dever do Estado, é Política deSeguridade não contributiva, que provê os mínimos sociais, realizada através de um conjuntointegrado de ações de iniciativa pública e da sociedade, para garantir o atendimento àsnecessidades básicas. Secretaria Municipal de Inclusão Social e Cidadania é o órgão da Prefeitura Municipal deAraraquara responsável pela gestão municipal da política nacional de assistência social, naperspectiva do Sistema Único de Assistência Social – SUAS. A Secretaria visou nesses últimosanos garantir os direitos previstos, por meio da implementação do SUAS. PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA A Proteção Social Básica tem como objetivos prevenir situações de risco por meio dodesenvolvimento de potencialidades e aquisições, e o fortalecimento de vínculos familiares ecomunitários. Destina-se à população que vive em situação de vulnerabilidade decorrente dapobreza.CENTROS MUNICIPAIS DE ASSISTÊNCIA SOCIALObjetivo: Atendimento de famílias e indivíduos em seu contexto comunitário, realizando aorientação e o convívio sócio-familiar e comunitário (atividades sócio-educativas, atividadespsicossociais, terapia comunitária, cooperativa, grupos Renda Cidadã, grupo Bolsa Família,Ação Jovem etc)Implantados: Foram implantados por esta administração 5 Centros Municipais de AssistênciaSocial nos bairros: Vale do Sol, Jardim Roberto Selmi Dei, Jardim das Hortênsias, YolandaÓpice e Parque São Paulo.Atendimentos: São cerca de 10 mil atendimentos anuais nos cinco CRASPLANTÃO SOCIALObjetivo: Fornecimento de benefícios eventuais (Cesta básica, transporte interno e externopara tratamento médico, documentos, passe ensino médio, etc)Atendimentos:2001: 6.7312002: 6.9802003: 8.2562004: 10.470
  • 2005: 9.3002006: 8.5202007: 13.0722008: 12.980TOTAL: 76.309 PROGRAMAS DESENVOLVIDOSFRENTES DA CIDADANIAObjetivo: Atender a necessidade temporária de excepcional interesse público destinada aabsorver mão-de-obra desempregada, com contratação de pessoal por tempo determinado,visando a prestação de serviços à Municipalidade, na execução de serviços emergenciais e deutilidade pública além de possibilitar o desenvolvimento de um conjunto de ações integradas earticulações que estimulem a participação social em todas as esferas dos envolvidos gerandoautonomia e emancipação - proporcionar ações de afeto e proteção.Pessoas atendidas: Mais de 3.000 pessoas já passaram pelo programa desde suaimplantação (85% mulheres)Benefícios dos trabalhadores da Frente da Cidadania▪ Remuneração mensal de 1 salário mínimo, cesta básica, vale transporte e almoço▪ Os trabalhadores que não concluíram até a 4º série do Ensino Fundamental participam doMOVA▪ A família do trabalhador é inserida na rede de políticas sociais do município- 80% das trabalhadoras recebem o benefício do Bolsa FamíliaAABB COMUNIDADEObjetivo: Atendimento a crianças e adolescentes na faixa etária de 7 a 14anos com atividadessócio-educativas, esportivas e culturais, apoio escolar, oficinas artísticas, e acompanhamentofamiliar.Implantação: Foi implantado em 2001 nas dependências do Clube AABBParceria: Prefeitura e Fundação Banco do BrasilAtendimento: 120 crianças por anoAPOIO E VALORIZAÇÃO A FAMILIAS-AVFObjetivo: Atendimento a famílias do CRAS do Jardim das Hortênsias em situação devulnerabilidade social, através de atendimento individual, grupal, com participação em oficinasde artesanato e qualificação de jovens em cursos do SENAC e SENAI.Implantação: em 2003 no Cras do HortênsiasParceria: Prefeitura e co – financiado Governo FederalAtendimentos: 580 famílias desde 2001
  • PROGRAMA INTEGRAL DE ATENDIMENTO A FAMILIA-PAIFObjetivo: Valoriza as particularidades de cada grupo familiar, considerando a diversidade deculturas, fortalecendo os vínculos familiares e comunitários, através da visita domiciliar,atendimento individual, participação em oficinas, terapia comunitária, atendimento psicossocialImplantação: Foi implantado em 2005 no Cras do Vale do SolParceria: Prefeitura e co – financiado Governo FederalAtendimentos: 1.963 famílias desde 2005VIVA LEITEObjetivo: Distribuição de leite para crianças na faixa etária de 6meses á 6anos, comprioridade para faixa até 3 anos.Implantação: em 1994Parceria: Governo EstadualAtendimentos: 1.036 crianças atendidas (esse número se mantém desde 2001)BOLSA PARALISIA CEREBRALObjetivo: Concessão de bolsas de estudos a adultos, maiores de 18anos de idade, comnecessidades educacionais especiais, portadores de paralisia cerebral de grau moderado egrave, os casos acompanhados pelo serviço social.Implantação: em 2007Atendimentos: 4 crianças em 2007.PROJETO ARCO-IRISObjetivo: Possibilitar o desenvolvimento de um conjunto de ações integradas e articuladasque estimulem a participação social em todas as esferas dos envolvidos gerando emancipação.Implantação: 2005Parceria: Prefeitura e SeprosicAtendimentos: 129 famílias PROGRAMAS DE TRANSFERÊNCIA DE RENDARENDA CIDADÃPrograma do Governo do Estado de São PauloObjetivo: Beneficio de transferência de renda para mulheres provedoras de suas famílias,participando de palestras educativas, grupos de orientação e capacitação através de cursos, eoficinas de artesanato.Atendimentos: Passou de 120 famílias para 362 em 2007. E em 2008 512 famílias.AÇÃO JOVEMPrograma do Governo do Estado de São Paulo
  • Objetivo: Programa de transferência de Renda para jovens na faixa etária de 15 a 24 anos,com desenvolvimento de grupos e encaminhamento para qualificação profissional em cursosdo sistema S.Atendimento: Passou de 50 atendidos em 2005 para 250 jovens atendidos. E em 2008 350.BENEFICIO DE PRESTAÇÃO CONTINUADA-BPCPrograma de Transferência de Renda do Governo FederalObjetivo: A realização de um benefício mensal de um salário mínimo para atender idosos com65 anos ou mais e pessoas portadoras de deficiência incapacitadas para o trabalho e para avida independente. Em ambos os casos, a renda familiar per capita dos beneficiários tem deser inferior a ¼ do salário mínimo, realização de visitas domiciliares e encaminhamento a redede serviços.Atendimento: 1018 idosos e 763 pessoas com deficiênciaBOLSA FAMÍLIAPrograma de Transferência de renda do Governo FederalAtendimento: Passou de 3.908 beneficiados em 2004 para 4.687 em 2008 PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL A proteção social especial é a modalidade de atendimento assistencial destinada àfamílias e indivíduos que se encontram em situação de risco pessoal e social, por ocorrência deabandono, maus tratos físicos e, ou, psíquicos, abuso sexual, uso de substâncias psicoativas,cumprimento de medidas sócio-educativas, situação de rua, situação de trabalho infantil, entreoutras.PROGRAMA MUNICIPAL PARA POPULAÇÃO EM SITUAÇÃO DE RUAO programa é realizado desde 2005 na Casa Transitória. Tem como objetivo recuperar a auto-estima e cidadania dessa população.Participantes: aproximadamente 70Ações: integra ações na área saúde, cultura e educação- Alfabetização de adultos: (Parceria Proeaja)- Aulas de computação: (Parceria Proeaja)- Aulas de Artesanato: (Oficinas Culturais)- Possibilidade de ingressar no Programa Frentes da Cidadania: (20 já participaram)- Promoção de eventos e festas: Festa Junina, bingos, festa de natal etc- Além de palestras, reuniões e colaboração da secretaria na busca de familiares, na retiradade documentos como RG, CPF, encaminhamento médico, odontológico, etcParceiros:Uniara (Grupo de Extensão da Terapia Ocupacional da Uniara) – realiza intervenções semanais
  • Ong Luz da Vida: colabora com discussões relacionadas ao uso de álcool e drogasCASA TRANSITÓRIA- Oferecidos: café da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar, banho e pernoite- Encaminhamentos: Pronto-Socorro, Posto de Saúde, Exames, Documentação, Tratamento deDependência Química, Tratamentos psiquiátricos, Conselho Tutelar, Centro de Referência daMulher, FórumAtendimentos:2001: 8.6762002: 7.3202003: 5.5682004: 15.3602005: 10.1462006: 4.2982007: 1.7502008: 1.520TOTAL: 54.638ABRIGO MUNICIPAL INFANTO JUVENILAtendimento à crianças e adolescentes, com, serviço de alta complexidade oferece:• Abrigamento provisório;• Encaminhamento para rede sócio assistencial e de saúde;• Acompanhamento ao fórum;• Tratamento de saúde;• Transporte escolar;• Atendimento 24 horas;• Atividades sócio educativas.Atendimentos:2001: 1002002: 1002003: 2002004: 1702005: 1502006: 1052007: 1242008: 60
  • CENTRO DE REFERÊNCIA ESPECIALIZADO DA ASSISTENCIA SOCIAL-CREAS:Objetivo: Prestação de serviço de média complexidade, com prestação de serviçosespecializados e continuados a indivíduos e famílias com seus direitos violados (ProgramaSentinella do Governo Federal contra abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes)• Escuta;• Acolhida;• Orientação individual e grupal• Atendimento psicossocial;• Promovendo integração;• Potencializar ações;• Articular rede de serviços sócio-assistenciais;• Oficinas culturais;Atendimentos:2006: 50 casos2007: 40 novos casos2008: 76 casos em acompanhamentoPETI: (Programa de Erradicação do Trabalho Infantil)Programa do Governo FederalVinte famílias são atendidas desde 2004 em AraraquaraDesenvolve oficinas socioeducativas e culturais para crianças e adolescentes PROGRAMA DE MEDIDAS SOCIOEDUCATIVASLiberdade Assistida - SalesianosPrefeitura mantém convênio com o Núcleo SalesianosAtendimentos:2001: 1302002: 1502003: 3002004: 3002005: 1472006: 1502007: 1702008: 150Prestação de Serviço à Comunidade/ PSC – Muda Garoto:Atendimentos:2006: 822007: 772008: 80
  • CONVÊNIO APACConvênio com Associação de Penas Alternativas- Mulheres do Centro de Ressocialização Feminino prestaram serviços em diversas secretariasda PrefeituraPROGRAMA MENINOS DO SOLEsse projeto está em fase de implementação. A idéia é fazer um mapeamento dos meninos emeninas que têm famílias, mas vivem nas ruas seja vendendo mercadorias, pedindo etcO objetivo é fazer um mapeamento para depois verificar qual a procedência e implantar umtrabalho educativoTRANSPORTE• Transporte de saúde para outros municípios através de:- Veículos próprios;- Passagens intermunicipais para: São Paulo, Ribeirão Preto, Campinas, São José do Rio Pretoe Bauru.Gasto mensal: aproximadamente R$ 14 mil (com passagens e combustível para transporte depacientes)SERVIÇO DE ATENDIMENTO PARA DEPENDENTES QUÍMICOS:• Entrevistas sociais;• Visitas familiar;• Internações em Comunidades TerapêuticasAtendimentos: média de encaminhamento para internaçãoESTRUTURA DA SECRETARIA: Fornece estrutura aos seguintes conselhos:• Conselho da Criança e Adolescente – COMCRIAR;• Conselho Municipal de Assistência Social – CMAS;• Conselho Municipal Anti Drogas – COMAD;• Conselho Municipal dos Direitos do Idoso;• Conselho Municipal de Deficientes Físicos – COMDEF.REALIZAÇÕES:Conferência Municipal da Assistência Social;Conferência Macro regional da Assistência Social;Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente;Conferência Regional dos Direitos da Criança e do Adolescente;FÓRUM Dia 18 de Maio – Dia Contra o Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes;Atividade de Capacitação:Reunião Descentralizada do CNAS;
  • Reunião mensal Frente Paulista-CONGEMAS;Primeiro Encontro Nacional sobre Gestão Social-Ministério do Desenvolvimento Social eCombate a fome.Primeiro Fórum de Enfrentamento à Violência Sexual Infanto-Juvenil em 2006.Conferência Municipal da Assistência Social em 2003.Conferência Municipal da Criança e do Adolescente em 2003.Conferência Municipal da Assistência Social em 2005.Conferência Municipal da Criança e do Adolescente em 2005.Conferência Municipal da Assistência Social em 2007.Conferência Municipal da Criança e do Adolescente em 2007.Dia de 18 de maio de 2007 – Dia Nacional de combate ao Abuso e a Exploração SexualInfanto-Juvenil (Workshop)Dia 18 de maio de 2008 - Dia Nacional de combate ao Abuso e a Exploração Sexual Infanto-Juvenil (Fórum) – Campanha – Apresentação do Plano Municipal de Enfrentamento à ViolênciaSexual Infanto-Juvenil.Dias 12 e 13 de maio de 2008 – Fórum sobre violência sexual contra criança e adolescente.Dias 18 e 27 de agosto de 2008 - Fórum de debates sobre Violência Doméstica contra criançae adolescenteDias 11,12 e 13 de setembro; 02,03 e 04 de outubro; 06,07 e 08 de novembro de 2008 –Workshop sobre violência doméstica contra criança e adolescente.Dia 12 de dezembro de 2008 – Fórum sobre Erradicação do trabalho Infantil.