O erp e o seu papel na gestão das empresas

1,545 views
1,297 views

Published on

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,545
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
42
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

O erp e o seu papel na gestão das empresas

  1. 1. Por Edilberto Souza
  2. 2. O que é um ERP? ERP (Enterprise Resource Planning) ou Planejamento de Recursos Empresariais também denominado como Sistemas de Gestão Empresarial. Os sistemas ERP podem ser definidos como sistemas de informação integrados, adquiridos na forma de pacotes de softwares comerciais, com a finalidade de dar suporte à maioria das operações de uma empresa.
  3. 3. Estrutura de um ERP
  4. 4. Papel na gestão das empresas  Permitir a empresa focar mais no seu próprio negócio;  Manter a organização adequada as regulamentações do Governo nas áreas: contábil, fiscal, tributária, previdenciária e trabalhista;  Melhorar a produtividade e o atendimento aos clientes;  Subsidiar a tomada de decisões;
  5. 5. Papel na gestão das empresas  Permitir o crescimento controlado da organização;  Melhorar o fluxo de informações;  Propiciar boas condições de competividade;
  6. 6. Vantagens de um ERP Centralizar, armazenar e disseminar as informações vitais para o negócio da empresa; Integrar as diversas informações dos setores de uma organização; Reduzir o retrabalho e as inconsistências de informações; Melhorar o controle e a gestão dos custos;
  7. 7. Vantagens de um ERP Prover informações com rapidez, para uma boa tomada de decisão; Forçar a melhoria da gestão da empresa, através da adoção de padrões e de melhores práticas; Eliminar a manutenção de múltiplos sistemas; Interagir com um único fornecedor de sistemas;
  8. 8. Desvantagens de um ERP Dependência de um único fornecedor de sistemas; Necessidade de adequações do pacote à empresa; Necessidade de alteração de processos empresariais;
  9. 9. Desvantagens de um ERP Um módulo não disponível pode interromper o funcionamento dos demais; Mudança cultural para uma visão de disseminação de informações dos setores por toda a empresa; Se o sistema falhar, toda a empresa pode parar.
  10. 10. Ciclo de vida de um ERP
  11. 11. Ciclo de vida de um ERPDestacando as etapas que compõem um ciclo de vida deum ERP, segundo César Alexandre de Souza (2000): Decisão e Seleção; Implementação; Utilização.Vamos agora falar um pouco sobre cada etapa:
  12. 12. Decisão e SeleçãoFatores críticos na escolha de um ERP  Aderência ao segmento de negócio e atividades da empresa;  Custos de licença, customização e implantação;  Nível de aceitação do ERP no mercado.
  13. 13. Alguns Exemplos de FornecedoresMicrosiga Protheus Business One TopManager MilênioCorpore RM R/3DataSul Etc.Etc.http://www.totvs.com/h http://www.sap.com/bra http://topmanager.com. http://www.fcmsistemas.ome zil/index.epx br/index/index.html com.br/produtos/milenio
  14. 14. ImplementaçãoPrincipais fatores críticos  Envolvimento dos usuários nesta etapa e apoio da Direção;  Planejamento adequado e expectativas realistas;  Definição clara de responsabilidades;
  15. 15. ImplementaçãoPrincipais fatores críticos  Estabelecimento de marcos intermediários permitindo medir o alcance dos objetivos;  Equipe competente e dedicada à implementação do sistema;  Infraestrutura de TI adequada às necessidades do projeto.
  16. 16. Utilização Principais fatores críticos Aproveitar o crescimento continuado de tecnologia e conhecimento (não parar no tempo); Suprir novas necessidades com soluções parametrizadas e/ou customizadas (não frustrar as expectativas dos usuários); Definir orçamento para dar continuidade a adequação da solução adotada (não frustrar a expectativa da Diretoria).
  17. 17. Como está o mercado atual?  Saturado no que diz respeito a adoção de ERP pelas grandes empresas;  Grandes fornecedores de ERP, como: SAP, ORACLE e TOTVS buscando cada vez mais alcançar pequenas e médias empresas;  Carente de mão de obra especializada, capaz de implantar e manter soluções;
  18. 18. Oportunidades
  19. 19. Oportunidades
  20. 20. AgradecimentosPela vossa atenção Obrigado!

×