Educação e Formação de Adultos<br />Ensino Básico<br />Tema de vida: GLOBALIZAÇÃO<br />“CRISE ALIMENTAR MUNDIAL”<br />Ano ...
Introdução<br />O ano de 2008 foi atingido por uma grave crise de alimentos. É o culminar de uma antiga crise agrícola e a...
Sem direito à alimentação<br />A fome e a subnutrição são geralmente sintomas de um problema subjacente maior; <br />Os al...
A crise grave e crescente: A Grande Fome de 2008<br />No mercado mundial têm havido vários  aumentos de preços.<br />Preço...
Além disso, muitos dos produtos necessários à produção agrícola comercial a grande escala são baseados no petróleo e no gá...
Acabar com a fome mundial <br /> Teoricamente, é muito simples acabar com a fome mundial. Mas pôr isso em prática está lon...
Uma outra forma de encorajar as pessoas a mudarem-se para o campo e passarem a ser agricultores é apelar ao patriotismo e ...
Conclusão <br />A alimentação é um direito humano e os governos têm a responsabilidade de providenciar para que o seu povo...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Crise Alimentar Mundial

992

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
992
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
21
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Crise Alimentar Mundial"

  1. 1. Educação e Formação de Adultos<br />Ensino Básico<br />Tema de vida: GLOBALIZAÇÃO<br />“CRISE ALIMENTAR MUNDIAL”<br />Ano Lectivo 2009/2010 <br />César Monteiro Nº11<br />Fátima Moreira Nº5<br />Marta Brandão Nº7<br />José Costa Nº17<br />Escola Secundária Paços de Ferreira<br />
  2. 2. Introdução<br />O ano de 2008 foi atingido por uma grave crise de alimentos. É o culminar de uma antiga crise agrícola e alimentar que já provocou a fome e a subnutrição em milhares de milhões de pessoas. <br />Para perceber totalmente todas as terríveis implicações do que se está agora a passar, é necessário analisar a interacção entre estas crises a curto e a longo prazo.<br />Ambas as crises resultam principalmente da produção com fins lucrativos de alimentos, de fibras e agora de biocombustíveis e do conflito entre os alimentos e as pessoas que ela gera inevitavelmente. <br />
  3. 3. Sem direito à alimentação<br />A fome e a subnutrição são geralmente sintomas de um problema subjacente maior; <br />Os alimentos são tratados em quase todos os países do mundo como se fossem uma outra mercadoria qualquer, vestuário, automóveis, lápis, livros, diamantes, etc.;<br />Os que são ricos podem permitir-se comprar tudo o que quiserem enquanto que os pobres muitas vezes nem sequer conseguem satisfazer as suas necessidades básicas;<br />Claro que a ausência de procura efectiva neste caso significa que os pobres não têm dinheiro suficiente para comprar a comida de que precisam;<br />Os seres humanos têm uma &quot;necessidade biológica&quot; de comida – todos nós precisamos de comida, tal como precisamos de água e de ar, para poder viver. <br /> É verdade que alguns países ricos, em especial os da Europa, ajudam a alimentar os pobres, mas ao mesmo tempo a própria forma como o capitalismo funciona cria obrigatoriamente uma camada mais baixa da sociedade em que normalmente faltam as coisas básicas para a existência humana;<br />
  4. 4. A crise grave e crescente: A Grande Fome de 2008<br />No mercado mundial têm havido vários aumentos de preços.<br />Preços dos 60 produtos agrícolas comercializados no mercado mundial aumentaram:<br />37 % no ano passado;<br /> 14 % por cento em 2006;<br />Em relação aos preços:<br />O milho começou a subir no princípio do Outono de 2006 e em poucos meses aumentaram 70%;<br />O trigo e a soja também entraram em espiral na mesma altura e encontram-se agora a níveis recordes;<br />Os óleos alimentares , um produto essencial em muitos países pobres, também dispararam;<br />O arroz também aumentou mais de 100% no ano passado;<br />Razões para esta subida: subida do preço do petróleo;<br />No ano passado mais de 20% do total da colheita de milho nos Estados Unidos foi utilizado para fabricar etanol<br />um processo que não rende muito mais energia adicional em relação à energia que é necessária para o produzir;<br />
  5. 5. Além disso, muitos dos produtos necessários à produção agrícola comercial a grande escala são baseados no petróleo e no gás natural , desde o fabrico e o funcionamento de tractores e de equipamentos agrícolas até aos fertilizantes e pesticidas e secantes de cereais para armazenamento. <br />
  6. 6. Acabar com a fome mundial <br /> Teoricamente, é muito simples acabar com a fome mundial. Mas pôr isso em prática está longe de ser simples;<br />Os governos têm que se empenhar em acabar com a fome do seu povo e têm que implementar acções eficazes para pôr em prática esse empenhamento;<br />Em muitos países, mesmo neste momento, há suficiente comida armazenada para alimentar toda a população com um alto nível de nutrição;<br />Adicionalmente, é preciso desenvolver sistemas de apoio social, como cooperativas e conselhos comunitários, para ajudar a promover a camaradagem e a solidariedade nas novas comunidades que se forem desenvolvendo;<br />Também será necessário disponibilizar habitação, electricidade, água e esgotos para atrair as pessoas que vivem na cidade a mudarem-se para o campo;<br />
  7. 7. Uma outra forma de encorajar as pessoas a mudarem-se para o campo e passarem a ser agricultores é apelar ao patriotismo e difundir a ideia de que eles são verdadeiros pioneiros, instituindo um novo sistema alimentar para ajudar os seus países a conquistar uma auto-suficiência alimentar;<br />A independência das empresas transnacionais agro-industriais e o abastecimento de alimentos saudáveis para toda a população do país;<br />Estes agricultores pioneiros precisam de ser encarados por si mesmos, pelo resto da sociedade e pelo seu governo como imprescindíveis para o futuro dos seus países e para o bem-estar da população. <br />
  8. 8. Conclusão <br />A alimentação é um direito humano e os governos têm a responsabilidade de providenciar para que o seu povo seja bem alimentado. Além disso, há formas conhecidas para acabar com a fome, incluindo medidas de emergência para combater a actual situação crítica, jardins urbanos, reformas agrárias que incluam todo um sistema de apoio aos agricultores, e técnicas agrícolas sustentáveis que promovam a qualidade do ambiente. <br />A actual disponibilidade de alimentos para as pessoas reflecte relações de poder económicas e políticas muito desiguais dentro e entre os países. Um sistema alimentar sustentável e seguro exige uma relação diferente e muito mais equitativa entre os povos.<br />Quanto mais os pobres e os próprios agricultores forem incluídos em todos os aspectos dos esforços para conquistar a segurança alimentar, e quanto mais forem motivados para esse processo, tanto maior será a probabilidade de atingir uma segurança alimentar duradoira. <br />Sim, é importante acabar com a pobreza, pôr fim à miséria, mas a coisa mais importante é dar o poder ao povo para que ele possa combater por si mesmo. <br />
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×