Conexoes com a Historia - EJA - Planejamento Interativo

14,405 views

Published on

Published in: Technology
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
14,405
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
67
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Conexoes com a Historia - EJA - Planejamento Interativo

  1. 1. EDUCAÇÃO DE EJAPLANEJAMENTO JOVENS E ADULTOS CONEXÕES COM AINTERATIVO HISTÓRIAPROFESSORESCOLA CÓDIGO DA COLEÇÃOANO TURMA 25047COL06 Material de Divulgação da Editora Moderna
  2. 2. EDUCAÇÃO DEJOVENS E ADULTOSCONHEÇA NOSSA PROPOSTA COMPLETA PARA EJA CÓDIGO DA COLEÇÃO CÓDIGO DA COLEÇÃO 25047COL06 25022COL06 CONEXÕES COM A HISTÓRIA HISTÓRIA DAS CAVERNAS AO Alexandre Alves TERCEIRO MILÊNIO Letícia Fagundes de Oliveira Patrícia Ramos Braick Mais que uma fonte histórica, Myriam Becho Mota um registro indispensável Uma viagem pela história para suas aulas. com passaporte para o futuro. CÓDIGO DA COLEÇÃO CÓDIGO DA COLEÇÃO CÓDIGO DA COLEÇÃO CÓDIGO DA COLEÇÃO 25035COL20 25073COL21 25050COL22 25052COL22BIOLOGIA QUÍMICA CONEXÕES COM A FÍSICAJosé Mariano Amabis NA ABORDAGEM FÍSICA CIÊNCIA E TECNOLOGIAGilberto Rodrigues Martho DO COTIDIANO Blaidi Sant’Anna Carlos Magno A. TorresA seleção natural é clara: Francisco Miragaia Peruzzo Gloria Martini Nicolau Gilberto Ferrarosó as obras mais adaptadas Eduardo Leite do Canto Hugo Carneiro Reis Paulo Antonio de Toledo Soaresse destacam no atual Walter Spinelli A dinâmica perfeita entre A mistura de grandes talentosmundo dos jovens. em uma coleção que é um Autores que são fenômenos ciência e cotidiano. laboratório para a vida. em sala de aula e no Enem.
  3. 3. AMPLIAR PERSPECTIVAS, CONSTRUIR UM NOVO MUNDO. CÓDIGO DA COLEÇÃO CÓDIGO DA COLEÇÃO CÓDIGO DA COLEÇÃO CÓDIGO DA COLEÇÃO 25142COL01 25143COL01 25042COL02 25117COL02PORTUGUÊS PORTUGUÊS CONEXÕES COM A MATEMÁTICACONTEXTO, INTERLOCUÇÃO E LITERATURA • GRAMÁTICA MATEMÁTICA PAIVASENTIDO • PRODUÇÃO DE TEXTO Editora responsável: Manoel PaivaMaria Luiza M. Abaurre Leila Lauar Sarmento Juliane Matsubara Barroso A Matemática a toda prova.Maria Bernadete M. Abaurre Douglas Tufano A soma de experiências vistaMarcela Pontara por um ângulo inovador. Uma coleção com osUm trio de autoras que virou melhores predicados dasinônimo de educação. Língua Portuguesa. CÓDIGO DA COLEÇÃO CÓDIGO DO LIVRO CÓDIGO DA COLEÇÃO CÓDIGO DA COLEÇÃO 25058COL05 28886L2928 25074COL33 25185COL33CONEXÕES FILOSOFANDO FREEWAY UPGRADEESTUDOS DE GEOGRAFIA INTRODUÇÃO À FILOSOFIA Editora responsável: Editora responsável:GERAL E DO BRASIL Maria Lúcia de Arruda Aranha Veronica Teodorov Gisele AgaLygia Terra Maria Helena Pires Martins Richmond é a marca de Richmond é a marca deRegina Araújo Um novo olhar para Inglês da Editora Moderna. Inglês da Editora Moderna.Raul Borges Guimarães construir identidades eUma inovação que ultrapassa exercer a cidadania.a fronteira da sala de aula. PNLD 2012
  4. 4. EDUCAÇÃO DEJOVENS E ADULTOS CONEXÕES COM A ALEXANDRE ALVES HISTÓRIA LETÍCIA FAGUNDES DE OLIVEIRA ENTRAR EM SALA DE AULA E FAZER ACONTECER: NOSSAS OBRAS E AUTORES PENSAM COMO VOCÊ. Caro professor, A Educação de Jovens e Adultos (EJA) é considerada uma O livro didático é uma das principais ferramentas do modalidade de ensino adequada às situações, perfis e às professor na seleção de conteúdos e escolha da metodologia variadas faixas etárias desse público, para quem deve ser e formas de abordagem em sala de aula. Para isso, alguns proposto um modelo pedagógico específico. Os tempos cuidados gerais são necessários na mediação da utilização e ritmos de aprendizagem dos adultos são diferentes desse material para o público de EJA: daqueles identificados em crianças e adolescentes. Por • O conteúdo, baseado nos parâmetros curriculares outro lado, o currículo de EJA deve contemplar os mesmos nacionais, deve visar a uma ação educativa que componentes curriculares do Ensino Médio regular, aproveite o saber cotidiano dos alunos, muitas vezes seguindo as diretrizes nacionais. advindo do senso comum, e problematizá-lo, buscando Dessa forma, o professor tem um papel decisivo na a reflexão crítica e a possibilidade de superação e mediação entre o currículo, seus alunos e a prática aquisição de novos conhecimentos. em sala de aula. Isso implica seleção do conteúdo • As atividades devem ser adequadas à faixa etária, e adequação das formas de abordagem dos temas evitando sua infantilização, buscando a compreensão selecionados. Os conteúdos clássicos têm sua importância dos conteúdos e a construção de novos conceitos. Essas diminuída, dando lugar a temas relacionados com o atividades devem envolver contextos significativos para cotidiano dos alunos e o universo do trabalho. Não se os alunos em sua aproximação com a disciplina e não trata de reduzir conteúdos, mas de selecioná-los de acordo podem demandar muito tempo para estudos fora do com essas premissas. ambiente escolar. Este Planejamento Interativo busca enfocar os principais aspectos dos capítulos essenciais dos livros, tendo em vista abordagens pertinentes ao público de EJA, a partir de conhecimentos prévios dos alunos. Esta coleção segue a tradicional periodização histórica, buscando, entretanto, discutir conceitos e apresentar mudanças que ocorreram na interpretação histórica. Para isso, apresenta uma grande variedade de fontes. Os textos são acompanhados por vários tipos de documento (escritos, testemunhos, reprodução de pinturas, fotos etc.). O contato com variadas fontes históricas pode proporcionar aos alunos uma reflexão muito além do conteúdo da disciplina, pois promove a apreensão de conceitos e ferramentas da História. Jovens e adultos trazem uma visão mais cristalizada do mundo. O professor pode utilizar a seção Controvérsias para estimular o debate e confrontar diferentes posições. No final de cada capítulo, a seção Atividades não apenas retoma os temas do momento, mas também os sistematiza e articula com outros conteúdos já estudados, facilitando o trabalho do professor. Bom trabalho!
  5. 5. ORGANIZAÇÃO DO MATERIALCONTEÚDO OBJETIVOS ORIENTAÇÕES DIDÁTICASApresenta os eixos essenciais Define as principais Traz indicações de uso dosque devem ser abordados em competências exigidas recursos propostos, comcada capítulo para orientar o para a assimilação dos base nas sugestões doseu planejamento pedagógico. conteúdos do capítulo. Suplemento para o professor e na vivência em sala de aula. VOLUME 1 DAS ORIGENS DO HOMEM À CONQUISTA DO NOVO MUNDO CAPÍTULO 1 A PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO HISTÓRICO CONTEÚDO OBJETIVOS METODOLOGIA AVALIAÇÃO ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS • A História e a Entender a importância Discutir com os alunos o Seção Questões: utilização A seção Questões serve interpretação do da História e o processo conceito de História e o dos docs. (p. 13 e 17). de ponto de partida passado de produção do papel dos historiadores. Seção Atividades: Retomar para uma discussão • Tempo, memória e conhecimento histórico. Introduzir conceitos conteúdos e Ler textos e com os alunos sobre História. Compreender o vínculo de tempo e cronologia, imagens (p. 18 e 19). as concepções de da História com outras buscando relacionar os tempo e de História, disciplinas. conceitos da área e a buscando mobilizar percepção dos alunos. seus conhecimentos Analisar a relação prévios por meio de entre tempo, História e Abordar as relações questionamentos. memória. entre História e memória, relacionando Utilize a seção Atividades a experiência pessoal como uma forma de dos alunos e a utilização avaliar a compreensão da memória como fonte dos alunos sobre o histórica. conteúdo das aulas (Retomar conteúdos) e a leitura de documentos diversos (Ler textos e imagens). METODOLOGIA AVALIAÇÃO Aborda os processos Seleciona textos, questões indicados para a e atividades para promover exposição dos conteúdos. o acompanhamento do aprendizado dos estudantes. CALENDÁRIO 2012 JANEIRO FEVEREIRO MARÇO ABRIL MAIO JUNHO D S T Q Q S S D S T Q Q S S D S T Q Q S S D S T Q Q S S D S T Q Q S S D S T Q Q S S 1 2 3 4 5 6 7 1 2 3 4 1 2 3 1 2 3 4 5 6 7 1 2 3 4 5 1 2 8 9 10 11 12 13 14 5 6 7 8 9 10 11 4 5 6 7 8 9 10 8 9 10 11 12 13 14 6 7 8 9 10 11 12 3 4 5 6 7 8 9 15 16 17 18 19 20 21 12 13 14 15 16 17 18 11 12 13 14 15 16 17 15 16 17 18 19 20 21 13 14 15 16 17 18 19 10 11 12 13 14 15 1622 23 24 25 26 27 28 19 20 21 22 23 24 25 18 19 20 21 22 23 24 22 23 24 25 26 27 28 20 21 22 23 24 25 26 17 18 19 20 21 22 2329 30 31 26 27 28 29 25 26 27 28 29 30 31 29 30 27 28 29 30 31 24 25 26 27 28 29 301 CONFRATERNIZAÇÃO UNIVERSAL 21 CARNAVAL 6 PAIXÃO DE CRISTO 1 DIA DO TRABALHO 7 CORPUS CHRISTI 8 PÁSCOA 21 TIRADENTES JULHO AGOSTO SETEMBRO OUTUBRO NOVEMBRO DEZEMBRO D S T Q Q S S D S T Q Q S S D S T Q Q S S D S T Q Q S S D S T Q Q S S D S T Q Q S S 1 2 3 4 5 6 7 1 2 3 4 1 1 2 3 4 5 6 1 2 3 1 8 9 10 11 12 13 14 5 6 7 8 9 10 11 2 3 4 5 6 7 8 7 8 9 10 11 12 13 4 5 6 7 8 9 10 2 3 4 5 6 7 8 15 16 17 18 19 20 21 12 13 14 15 16 17 18 9 10 11 12 13 14 15 14 15 16 17 18 19 20 11 12 13 14 15 16 17 9 10 11 12 13 14 1522 23 24 25 26 27 28 19 20 21 22 23 24 25 16 17 18 19 20 21 22 21 22 23 24 25 26 27 18 19 20 21 22 23 24 16 17 18 19 20 21 2229 30 31 26 27 28 29 30 31 23 24 25 26 27 28 29 28 29 30 31 25 26 27 28 29 30 23 24 25 26 27 28 29 30 12 N. SRA. APARECIDA 2 FINADOS 30 31 15 PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA 7 INDEPENDÊNCIA DO BRASIL 25 NATAL História • PNLD 2012
  6. 6. EDUCAÇÃO DEJOVENS E ADULTOS PLANEJAMENTO 2012JANEIRO FEVEREIRO MARÇO 1 D 1 Q 1 Q 2 S 2 Q 2 S 3 T 3 S 3 S 4 Q 4 S 4 D 5 Q 5 D 5 S 6 S 6 S 6 T 7 S 7 T 7 Q 8 D 8 Q 8 Q 9 S 9 Q 9 S 10 T 10 S 10 S 11 Q 11 S 11 D 12 Q 12 D 12 S 13 S 13 S 13 T 14 S 14 T 14 Q 15 D 15 Q 15 Q 16 S 16 Q 16 S 17 T 17 S 17 S 18 Q 18 S 18 D 19 Q 19 D 19 S20 S 20 S 20 T 21 S 21 T 21 Q22 D 22 Q 22 Q23 S 23 Q 23 S24 T 24 S 24 S25 Q 25 S 25 D26 Q 26 D 26 S 27 S 27 S 27 T28 S 28 T 28 Q29 D 29 Q 29 Q30 S 21 CARNAVAL 30 S 31 T 31 S 1 CONFRATERNIZAÇÃO UNIVERSALABRIL MAIO JUNHO 1 D 1 T 1 S 2 S 2 Q 2 S 3 T 3 Q 3 D 4 Q 4 S 4 S 5 Q 5 S 5 T 6 S 6 D 6 Q 7 S 7 S 7 Q 8 D 8 T 8 S 9 S 9 Q 9 S10 T 10 Q 10 D 11 Q 11 S 11 S12 Q 12 S 12 T13 S 13 D 13 Q14 S 14 S 14 Q 15 D 15 T 15 S16 S 16 Q 16 S 17 T 17 Q 17 D18 Q 18 S 18 S19 Q 19 S 19 T20 S 20 D 20 Q21 S 21 S 21 Q22 D 22 T 22 S23 S 23 Q 23 S24 T 24 Q 24 D25 Q 25 S 25 S26 Q 26 S 26 T27 S 27 D 27 Q28 S 28 S 28 Q29 D 29 T 29 S30 S 30 Q 30 S 6 PAIXÃO DE CRISTO 31 Q 7 CORPUS CHRISTI 8 PÁSCOA 1 DIA DO TRABALHO 21 TIRADENTES 6
  7. 7. PLANEJAMENTO 2012JULHO AGOSTO SETEMBRO 1 D 1 Q 1 S 2 S 2 Q 2 D 3 T 3 S 3 S 4 Q 4 S 4 T 5 Q 5 D 5 Q 6 S 6 S 6 Q 7 S 7 T 7 S 8 D 8 Q 8 S 9 S 9 Q 9 D10 T 10 S 10 S 11 Q 11 S 11 T 12 Q 12 D 12 Q 13 S 13 S 13 Q 14 S 14 T 14 S 15 D 15 Q 15 S 16 S 16 Q 16 D 17 T 17 S 17 S 18 Q 18 S 18 T 19 Q 19 D 19 Q20 S 20 S 20 Q 21 S 21 T 21 S22 D 22 Q 22 S23 S 23 Q 23 D24 T 24 S 24 S25 Q 25 S 25 T26 Q 26 D 26 Q27 S 27 S 27 Q28 S 28 T 28 S29 D 29 Q 29 S30 S 30 Q 30 D 31 T 31 S 7 INDEPENDÊNCIA DO BRASILOUTUBRO NOVEMBRO DEZEMBRO 1 S 1 Q 1 S 2 T 2 S 2 D 3 Q 3 S 3 S 4 Q 4 D 4 T 5 S 5 S 5 Q 6 S 6 T 6 Q 7 D 7 Q 7 S 8 S 8 Q 8 S 9 T 9 S 9 D10 Q 10 S 10 S 11 Q 11 D 11 T12 S 12 S 12 Q13 S 13 T 13 Q14 D 14 Q 14 S 15 S 15 Q 15 S16 T 16 S 16 D 17 Q 17 S 17 S18 Q 18 D 18 T19 S 19 S 19 Q20 S 20 T 20 Q21 D 21 Q 21 S22 S 22 Q 22 S23 T 23 S 23 D24 Q 24 S 24 S25 Q 25 D 25 T26 S 26 S 26 Q27 S 27 T 27 Q28 D 28 Q 28 S29 S 29 Q 29 S30 T 30 S 30 D31 Q 2 FINADOS 31 S 12 N. SRA. APARECIDA 15 PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA 25 NATAL 7 História • PNLD 2012
  8. 8. EDUCAÇÃO DEJOVENS E ADULTOS CONHEÇA NOSSOS RECURSOS PEDAGÓGICOS NO PORTAL: PLANEJAMENTO INTERATIVO www.modernadigital.com.br VOLUME 1 DAS ORIGENS DO HOMEM À CONQUISTA DO NOVO MUNDO CAPÍTULO 1 A PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO HISTÓRICO CONTEÚDO OBJETIVOS METODOLOGIA AVALIAÇÃO ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS • A História e a Entender a importância Discutir com os alunos o Seção Questões: utilização A seção Questões serve interpretação do passado da História e o processo de conceito de História e o dos docs. (p. 13 e 17). de ponto de partida para • Tempo, memória e produção do conhecimento papel dos historiadores. Seção Atividades: Retomar uma discussão com os História. histórico. Introduzir conceitos conteúdos e Ler textos e alunos sobre as concepções Compreender o vínculo de tempo e cronologia, imagens (p. 18 e 19). de tempo e de História, da História com outras buscando relacionar os buscando mobilizar seus disciplinas. conceitos da área e a conhecimentos prévios por percepção dos alunos. meio de questionamentos. Analisar a relação entre tempo, História e memória. Abordar as relações entre Utilize a seção Atividades História e memória, como uma forma de avaliar relacionando a experiência a compreensão dos alunos pessoal dos alunos e a sobre o conteúdo das aulas utilização da memória (Retomar conteúdos) e a como fonte histórica. leitura de documentos diversos (Ler textos e imagens). CAPÍTULO 2 CIVILIZAÇÕES DO NILO E DA MESOPOTÂMIA CONTEÚDO OBJETIVOS METODOLOGIA AVALIAÇÃO ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS • Mesopotâmia: o começo Compreender o processo Discutir com os alunos a Seção Questões: utilização Prepare uma aula da civilização de centralização política importância das primeiras dos docs. (p. 49, 50, 53, 57, expositiva sobre o processo • A centralização do Egito do Egito e a relação entre civilizações nos continentes 58 e 61). de formação dessas faraônico Estado e religião nessa africano e asiático. Seção Atividades: Retomar civilizações e incentive os sociedade. Explorar os exercícios que conteúdos e Ler textos e alunos a fazer comparações • A religião no Egito antigo com a época atual, com Estabelecer comparações tratam da importância imagens (p. 62). • A civilização núbia nos aspectos políticos, da escrita na organização base no seu repertório econômicos e sociais entre dessas sociedades. pessoal. o Egito, a Mesopotâmia e Formar grupos de Promova discussões a Núbia. discussão, incentivando-os específicas sobre a Entender o papel da escrita a analisar os textos e os importância da escrita e para essas sociedades. documentos. as relações entre religião, sociedade e Estado. MODERNA DIGITAL: Mapa animado: Mobilize os conhecimentos Origens da agricultura e da prévios dos alunos na seção pecuária (8000 a.C. - Controvérsias para discutir 3000 a. C.). o código de Hamurábi (p.50). CAPÍTULO 5 A CIVILIZAÇÃO GREGA CONTEÚDO OBJETIVOS METODOLOGIA AVALIAÇÃO ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS • As primeiras civilizações Compreender o processo Exposição do processo de Seção Questões: utilização A discussão sobre a da Grécia de formação da formação da civilização dos docs. (p. 110, 113, 119 e democracia ateniense e a • A Grécia homérica e o democracia ateniense. grega e sua importância 123). oligarquia espartana deve heroísmo na guerra Diferenciar a organização no mundo ocidental, Seção Analisar um partir do entendimento social e política das cidades abordando os aspectos documento histórico (p. 114). que os alunos têm desses • A formação da pólis sociais e sua influência até conceitos, para então grega e a invenção da de Esparta e Atenas. Seção Controvérsias (p. 124 os dias de hoje. abordarem-se as diferenças democracia e 125). históricas. Utilizar os textos e docs. • O universo cultural da do capítulo e discutir Seção Atividades: Retomar Utilize os textos da pólis historicamente os conteúdos e Ler textos e seção Controvérsias para • A crise das póleis e a conceitos de democracia e imagens (p. 128). promover um debate conquista macedônica oligarquia. com a turma: divida os MODERNA DIGITAL: alunos em dois grupos, Mapa animado: cada um defendendo uma A Guerra do Peloponeso e das posições. Peça que o período das hegemonias produzam um texto com (431 a.C. - 406 a.C.). os registros (p. 124 e 125).Professor, leia as sugestões de avaliação desta coleção no Suplemento para o Professor.Consulte tabela com indicações de slides em Powerpoint nas páginas 18 a 23. Todos os slides podem ser encontrados no site www.modernadigital.com.br 8
  9. 9. Confira indicações de vídeos no final do Planejamento PLANEJAMENTO INTERATIVO CAPÍTULO 6 ROMA E A ANTIGUIDADE TARDIA CONTEÚDO OBJETIVOS METODOLOGIA AVALIAÇÃO ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS• A polêmica origem de Compreender a formação Abordar o processo de Seção Questões: utilizar os Para discutir as diferenças Roma da civilização romana. formação da civilização docs. (p. 132, 135, 138, 142, 148 e os fatores que levaram• A República Romana Entender os conflitos romana a partir da e 150). ao fim da República e, sociais e a luta pela República e do Império. Seção Analisar um posteriormente, ao fim do• O nascimento de um Império Romano, explore império universal cidadania em Roma. Explorar o contraponto da documento histórico (p. 151). escravidão em discussão os documentos que tratam• Homens livres, escravos e Explicar o processo de Seção Controvérsias (p. 143). dos vários conflitos sociais unificação e fragmentação com a turma, com base o cotidiano em Roma nos docs. históricos sobre Seção Ampliando em Roma, principalmente do Império Romano. conhecimentos (p. 144 e 145). aqueles relacionados à• A crise do Império a escravidão em Roma e Romano Entender as nas ideias propostas pelos Seção Questões de plebe e aos escravos (doc. 9, transformações sociais alunos sobre o assunto. vestibular e Enem (p. 158 p. 136; seção Controvérsias,• O fim do Império Romano durante o Império Romano p. 143) MODERNA DIGITAL: e 159). e o contexto de surgimento Veja a seção Sugestões do cristianismo. Mapa animado: Seção Diálogos com a arte Domínios romanos entre os (p. 154 e 157). com indicações de leituras, séculos II e I a.C. (149-30 a.C.). filmes, músicas e sites para Seção Atividades: Retomar pesquisa (p.161). conteúdos e Ler textos e imagens (p. 152 e 153). CAPÍTULO 7 A FORMAÇÃO DA EUROPA FEUDAL CONTEÚDO OBJETIVOS METODOLOGIA AVALIAÇÃO ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS• A Europa da Alta Idade Explicar o processo de Exposição dos conteúdos Seção Questões: utilização Para evitar que os alunos Média: transformações formação do feudalismo e discussão sobre as dos docs. (p. 169, 173, 176 adotem uma visão sociais e econômicas europeu e suas principais principais características e 182). tradicional sobre a Idade• A Igreja e a evangelização características. da sociedade feudal Seção Analisar um Média, trabalhe outros dos povos bárbaros Compreender o processo (econômica, política etc.). documento histórico (p. 177). pontos de vista explorando de cristianização da Essa visão mais ampla a seção Controvérsias, e• O reino cristão dos pode ser contraposta à Seção Controvérsias (p. 185). promova um debate sobre francos Europa. tradicional, que considera Seção Atividades: Retomar diferentes visões históricas• Sociedade e economia na Entender a importância a Idade Média um período conteúdos e Ler textos e sobre o período (p. 185). ordem feudal das Cruzadas para a de trevas. imagens (p. 186 e 187). unidade da cristandade Utilize a seção Ampliando• Transformação do ocidental. Discussão sobre conhecimentos para feudalismo a importância do propiciar uma análise Conhecer aspectos da cristianismo na interdisciplinar (p. 206• A cultura na Baixa Idade cultura e da mentalidade Média organização da sociedade e 207). medievais. feudal. Vários documentos do capítulo expressam essa importância. CAPÍTULO 8 A CIVILIZAÇÃO ÁRABE E OS REINOS AFRICANOS CONTEÚDO OBJETIVOS METODOLOGIA AVALIAÇÃO ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS• A península Arábica Compreender o processo Discutir o processo de Seção Questões, para Explore os conhecimentos• O profeta Maomé e o de formação e expansão da formação e expansão trabalhar a leitura de prévios dos alunos por nascimento do islã civilização árabe. da civilização árabe e a documentos escritos e meio de questionamentos Destacar a importância e consolidação do islamismo. visuais (p. 191, 195 e 198). (com base em notícias• A expansão muçulmana de jornais, TV etc.), a fim as características do islã Para enriquecer os Seção Analisar um• As ciências e as artes no para a expansão da cultura conteúdos, podem-se documento histórico, para de ampliar os assuntos mundo islâmico árabe. utilizar os documentos discutir sobre o islamismo estudados.• Reinos da África Explanar sobre os diversos escritos (trechos do (p. 192). O enfoque dado no Saheliana períodos históricos da Alcorão) e a análise de Seção Ampliando capítulo e as atividades organização política dos imagens (arquitetura). conhecimentos, para com textos e imagens árabes. Discutir os reinos africanos abordar o comércio podem evitar visões considerando-se a saheliano (p. 206 e 207). preconceituosas. Além Notar a importância do de exercícios individuais, comércio transaariano importância das suas Seção Atividades, para relações comerciais e a promova debates sobre para os povos africanos do avaliar a aprendizagem das questões mais polêmicas, Sahel. influência do islamismo. principais ideias estudadas Os docs. utilizados nas como o islamismo e a Reconhecer a influência (p. 208 e 209). condição feminina. questões enfatizam esses do islã na vida dos povos aspectos. sahelianos. 9 História • PNLD 2012
  10. 10. EDUCAÇÃO DEJOVENS E ADULTOS CONHEÇA NOSSOS RECURSOS PEDAGÓGICOS NO PORTAL: PLANEJAMENTO INTERATIVO www.modernadigital.com.br CAPÍTULO 10 A CIVILIZAÇÃO DO RENASCIMENTO CONTEÚDO OBJETIVOS METODOLOGIA AVALIAÇÃO ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS • O humanismo e o Discutir o movimento Utilizar os exercícios de Seção Questões: utilização Aborde o tema do Renascimento Cultural humanista e suas leitura de imagens da dos docs. (p. 245, 251 e 256). Renascimento com a • A expansão marítima implicações na vida seção Questões (p. 245 e 251) Seção Analisar um análise das imagens europeia moderna. e Analisar um documento documento histórico e utilize as atividades Compreender as histórico (p. 246) para (p. 246). sugeridas no capítulo para • Reformas religiosas compreender a Revolução que os alunos se habituem características da Seção Controvérsias (p. 252). Revolução Científica da Científica e a arte do a descrever essas imagens época moderna. Renascimento. Seção Atividades (p. 257). e a relacioná-las com o A seção Controvérsias conteúdo das aulas. Entender o contexto das explorações marítimas (p. 252) facilita o debate Os docs. 15 e 16 podem ser europeias e suas sobre as diferenças entre analisados e discutidos em consequências. europeus e indígenas e o um debate sobre como os olhar europeu. europeus viam a América Compreender as causas da (p. 251). radicalização religiosa que MODERNA DIGITAL: levaram aos movimentos Mapa animado: Proponha um debate sobre da Reforma Protestante e Expansionismo luso- a reforma protestante, da Contrarreforma. -espanhol (1487-1522). ampliando conceitos e informações. CAPÍTULO 11 SOCIEDADE E CULTURA DOS NATIVOS AMERICANOS CONTEÚDO OBJETIVOS METODOLOGIA AVALIAÇÃO ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS • Os povos da Mesoamérica Reconhecer as Explorar a riqueza cultural Seção Questões: utilização Aplique uma aula • Toltecas, Mexicas e características do modo das diversas sociedades dos docs. (p. 261, 265, 271 e expositiva, para Astecas de vida de algumas americanas por meio da 273). proporcionar uma visão sociedades pré- seção Questões, que oferece Seção Analisar um de conjunto sobre a • Povos dos Andes -colombianas. uma forma de analisar organização social, política documento histórico • Terras do Brasil Comparar o modo de esse patrimônio artístico e (p. 268). e econômica das principais vida dos tupinambás do cultural (p. 261, 265, 271). civilizações da América. Seção Controvérsias (p. 262). período pré-cabralino MODERNA DIGITAL: Explore, por meio das com o das sociedades Mapa animado: Seção Atividades (p. 274). imagens, a riqueza mesoamericanas e Maias, Incas e Astecas. Utilize a seção Questões cultural dessas sociedades, andinas. para avaliações em relação evitando, porém, Valorizar o patrimônio ao conteúdo e também comparações desfavoráveis cultural remanescente dos para discutir essa riqueza e com os europeus. O povos que habitavam a diversidade. objetivo é ressaltar e América antes da chegada compreender as diferenças dos europeus. entre povos culturalmente distantes, sem estabelecer juízo de valor. CAPÍTULO 12 O ABSOLUTISMO E A FORMAÇÃO DO ESTADO MODERNO CONTEÚDO OBJETIVOS METODOLOGIA AVALIAÇÃO ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS • O nascimento do Estado Explicar a passagem do Discutir o conceito de Seção Questões, explorar as A principal discussão moderno Estado feudal para o Estado Estado e poder, com base propostas para discutir os desse capítulo é teórica: • O absolutismo e a moderno. na concepção que os conceitos de Estado e poder conceito de Estado e poder. sociedade de corte Relacionar o alunos trazem sobre o (p. 278, 283 e 287). Explore a compreensão desenvolvimento do tema, tendo o objetivo de Seção Analisar um desses conceitos em nossa • O mercantilismo conceituar historicamente sociedade. mercantilismo com a documento histórico, para centralização do poder no a formação dos Estados aprofundar o papel do rei Discuta historicamente Estado moderno. modernos na Europa. no Estado moderno (p. 284). o surgimento e a Compreender a formação Exposição das Seção Atividades, para estruturação dos primeiros das monarquias absolutas características principais avaliar a compreensão dos Estados modernos. e da sociedade da corte do mercantilismo temas (p. 288 e 289). Estimule a participação dos europeia. para a compreensão alunos. da importância da conquista da América na Ressalte que a arte se manutenção dos Estados concentrava nas cortes europeus. reais da Europa. A nobreza financiava a arte com o objetivo de enaltecer sua riqueza e poder.Professor, leia as sugestões de avaliação desta coleção no Suplemento para o Professor.Consulte tabela com indicações de slides em Powerpoint nas páginas 18 a 23. Todos os slides podem ser encontrados no site www.modernadigital.com.br 10
  11. 11. Confira indicações de vídeos no final do Planejamento PLANEJAMENTO INTERATIVO VOLUME 2 DA COLONIZAÇÃO DA AMÉRICA AO SÉCULO XIX CAPÍTULO 1 O IMPÉRIO COLONIAL PORTUGUÊS CONTEÚDO OBJETIVOS METODOLOGIA AVALIAÇÃO ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS• A construção do império Compreender o contexto Inicialmente, discuta as Seção Questões, para Explore a linha do tempo, marítimo português de construção do império características de Portugal discutir e compreender o apresentada na abertura• O Estado do Brasil ultramarino português. que levaram à construção ciclo açucareiro (p. 18 e 20). da unidade, para facilitar Caracterizar o sistema de de um império marítimo. Seção Questões, para o entendimento dos ciclos• O Brasil açucareiro econômicos no Brasil capitanias hereditárias e o A compreensão sobre o compreender a ação dos• A ação dos jesuítas na governo-geral. processo de formação do jesuítas (p. 22). colonial. colônia Brasil está diretamente Utilize os documentos Reconhecer os Seção Atividades, para• A União Ibérica desdobramentos da União associada às diversas avaliar a compreensão dos visuais para discutir• O Brasil holandês Ibérica para o império formas de ocupação de temas (p. 30 e 31). o principal ciclo desse colonial português. nosso território. período: a produção de MODERNA DIGITAL: açúcar. Relacionar as reformas religiosas do século XVI Mapa animado: Fale sobre os diferentes à ação missionária dos Viagens marítimas entre os problemas encontrados jesuítas na América séculos XV e XVI. com a mão de obra e portuguesa. traga essa reflexão para o cotidiano dos alunos, pois muitos deles trabalham. CAPÍTULO 3 O ATLÂNTICO NEGRO: O TRÁFICO DE ESCRAVOS E AS RELAÇÕES COMERCIAIS COM A ÁFRICA CONTEÚDO OBJETIVOS METODOLOGIA AVALIAÇÃO ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS• A presença portuguesa Perceber as características O principal tema desse Seção Ampliando Capítulo essencial para na África do processo de ocupação capítulo é a escravidão, conhecimentos (p. 58 e 59) discutir conceitualmente• O tráfico negreiro da costa africana pelos que transformou a África e e Controvérsias (p. 60), para a escravidão. As imagens portugueses. também o Brasil. os alunos construírem um ajudam a compreender• O trabalho escravo no painel sobre a estrutura do como a escravidão está Brasil Diferenciar a escravidão na Enfatizar que a escravidão África e na América. estava ligada à exploração tráfico. entranhada em nossa• A disputa pelos mercados da cana-de-açúcar e Seção Questões, para sociedade. de escravo Relacionar o tráfico negreiro ao contexto de contextualizá-la, com compreensão da Explore os conhecimentos expansão da economia base nos textos e docs. importância da escravidão prévios dos alunos, mercantil da era moderna. apresentados. em nossa sociedade (p. 63). questionando o que sabem Levantar questionamentos, Seção Atividades, para e o que pensam sobre o Compreender o impacto fato de nossa sociedade da escravidão na formação incentivando os alunos compreensão geral do a compreender todo capítulo e realizar um ter se estruturado com histórica do Brasil. o trabalho escravo. o processo econômico debate sobre a cultura relacionado à escravidão e afro-brasileira, com base A seção Ampliando ao tráfico. nas ideias propostas na conhecimentos aprofunda questão 9 (p. 59 e 60). esses conhecimentos e os Indicar o site: contextualiza. http://www.oit.org.br CAPÍTULO 4 A MINERAÇÃO NA AMÉRICA PORTUGUESA CONTEÚDO OBJETIVOS METODOLOGIA AVALIAÇÃO ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS• A descoberta do ouro no Conhecer as principais Discutir com os alunos a Seção Questões, para Para discutir a sociedade Brasil formas de tributação e estrutura da sociedade discutir e compreender e a economia colonial,• As vilas coloniais controle estabelecidas mineradora e a ação da o funcionamento da enfatize as principais e as mudanças pela Coroa portuguesa na Coroa portuguesa na mineração (p. 75, 77 e 81). características da administrativas região das minas. região das minas. Seção Questões, utilizar a mineração, em Compreender a Ressaltar as características leitura de imagens para contraposição à sociedade• Sociedade e economia açucareira (seção Questões, das Minas Gerais importância da atividade e a importância das discutir o barroco mineiro mineradora para a atividades de mineração no (p. 85). p. 77).• A religiosidade e a cultura integração dos territórios processo de urbanização Para o entendimento do do barroco Seção Atividades, com da colônia. do país. retomada de conteúdo e barroco, é fundamental Apreciar a produção Enfatizar as relações entre análise da escultura de analisar as imagens artística do período, em a economia mineradora e a Aleijadinho (p. 86). (docs. 26 e 27) e explorar a especial a literatura e as produção artística barroca aparente contradição entre Para o aprofundamento a riqueza do barroco e a artes plásticas. que se desenvolveu em da discussão sobre o Minas Gerais. origem humilde de artistas Desenvolver uma barroco, pode-se utilizar a como Aleijadinho (doc. 28). atitude de valorização do seção Diálogos com a arte, patrimônio histórico e capítulo 5 (p. 108 a 111). artístico do Brasil. 11 História • PNLD 2012
  12. 12. EDUCAÇÃO DEJOVENS E ADULTOS CONHEÇA NOSSOS RECURSOS PEDAGÓGICOS NO PORTAL: PLANEJAMENTO INTERATIVO www.modernadigital.com.br CAPÍTULO 7 DAS REVOLUÇÕES INGLESAS À REVOLUÇÃO INDUSTRIAL CONTEÚDO OBJETIVOS METODOLOGIA AVALIAÇÃO ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS • A Inglaterra do século XVI Avaliar a importância da Enfatizar a Revolução Seção Questões, para Mobilize os conhecimentos • A crise do absolutismo Revolução Industrial e Industrial (Tema 3), entender os vários aspectos prévios dos alunos, por inglês identificar seus resultados. incentivando os alunos da economia da sociedade meio de questionamentos, Entender as diferenças a compreender todo o industrial (p. 146 e 150). para ampliar os • A Revolução Industrial processo de transformação conhecimentos em entre o artesanato e A seção Ampliando • O cotidiano das cidades e a produção industrial social decorrente da conhecimentos, pode perspectiva histórica. dos trabalhadores moderna e as industrialização e ser utilizada para um O tema trabalho • O liberalismo econômico especificidades de cada um da organização dos trabalho em grupo, é extremamente deles. trabalhadores. visando aprofundar os importante para EJA. Relacionar as duras Nesse processo, mantenha conhecimentos sobre a Para explorá-lo, podem condições de trabalho o foco em três questões: vida dos operários (p. 152 se discutir com os alunos nas fábricas, no início da por que a Revolução e 153). as origens do trabalho Revolução Industrial, à Industrial surgiu na Atividades, para analisar e dos trabalhadores organização sindical dos Inglaterra; como se as imagens e fixar os modernos, abordando trabalhadores. estruturou e como eram, conteúdos (p. 154 e 155). as transformações e as condições de vida dos tecnológicas e a Reconhecer os danos que trabalhadores. organização sindical. a sociedade industrial causou ao meio ambiente. CAPÍTULO 8 A REVOLUÇÃO FRANCESA E O IMPÉRIO NAPOLEÔNICO CONTEÚDO OBJETIVOS METODOLOGIA AVALIAÇÃO ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS • A guerra revolucionária e Reconhecer as condições Nesse capítulo, é Seção Questões, para Aborde o tema da a queda da monarquia sociais, políticas e fundamental discutir com abordar o processo da Revolução Francesa tendo • A república revolucionária econômicas que levaram os alunos a importância da Revolução Francesa (p. 161, como foco os movimentos ao processo revolucionário Revolução Francesa para 165 e 170). e as reivindicações sociais. • O cotidiano durante a na França. a época atual e buscar a revolução O período napoleônico Ideais, como liberdade, Explicar as transformações compreensão de todo o pode ser estudado tendo igualdade e fraternidade • Ascensão e queda do sociais e políticas processo revolucionário. por base a figura de inspiraram várias gerações Império Napoleônico ocasionadas pela Na segunda parte, Napoleão, docs. 18, 19, 20, 23 ao redor do mundo. Revolução Francesa. os alunos devem e seção Questões (p. 175). Tema significativo para os Avaliar os diversos pontos compreender o As imagens tinham um alunos da EJA. Explore o de vista presentes durante desenvolvimento do papel fundamental na conhecimento prévio da o processo revolucionário. processo revolucionário, Revolução Francesa, turma. com a ascensão de analisar docs (9, 11, 12 e 15). Compreender a Napoleão e a influência dos O debate pode ser feito transformação do Estado- ideais revolucionários na com base na análise da -nação na França. Europa e na América. Marselhesa, na seção Analisar um documento histórico (p. 171). CAPÍTULO 10 O PROCESSO DE INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA PORTUGUESA E O PRIMEIRO REINADO CONTEÚDO OBJETIVOS METODOLOGIA AVALIAÇÃO ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS • A crise do sistema Compreender as razões que Na exposição do capítulo, A seção Questões, para Há muitos mitos e colonial motivaram a Conjuração concentrar-se em três explorar exercícios de episódios pitorescos sobre • A chegada da corte e a Mineira e a Conjuração pontos: a crise do sistema leitura de imagens para o a vinda da família real abertura dos portos Baiana e reconhecer as colonial, abordando entendimento do processo portuguesa; questione se influências que os dois a eclosão de várias histórico e da construção os alunos se lembram de • Rebeliões no Brasil e em movimentos receberam. conjurações; a vinda da dos mitos (p. 201, 203 e 213). alguns. Portugal corte para o Brasil; e o Analisar os fatores que Seção Controvérsias, para Trabalhe com os alunos • A proclamação da desencadearam a vinda da processo da independência. promover um debate a ideia do processo Independência e o corte portuguesa para o O estudo dos temas pode dividindo a turma em de independência Primeiro Reinado Brasil e as consequências privilegiar a ideia de dois grandes grupos, para (relacionado a um contexto • O fim do Primeiro desse ato para a colônia e processo, discutindo-se as trabalhar a oposição de mais amplo). Reinado para a metrópole. várias contradições entre ideias diversas sobre um As imagens são Conhecer os conflitos que o estado de colônia e de mesmo assunto (p. 206). importantes para mostrar marcaram o processo de vice-reino. As imagens Questão 10, para refletir como os mitos são consolidação do Estado são essenciais nessa sobre o conceito de construídos e a seção nacional brasileiro. abordagem. independência (p. 217). Controvérsias pode ser usada em um debate com ideias opostas (p. 206).Professor, leia as sugestões de avaliação desta coleção no Suplemento para o Professor.Consulte tabela com indicações de slides em Powerpoint nas páginas 18 a 23. Todos os slides podem ser encontrados no site www.modernadigital.com.br 12
  13. 13. Confira indicações de vídeos no final do Planejamento PLANEJAMENTO INTERATIVO CAPÍTULO 12 O MOVIMENTO OPERÁRIO E AS IDEIAS SOCIALISTAS CONTEÚDO OBJETIVOS METODOLOGIA AVALIAÇÃO ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS• A luta pela cidadania Compreender a formação Ver capítulo 7. Na seção Questões, Neste capítulo, o tema do• Socialismo e anarquismo do movimento operário Enfatizar a organização dos exercícios de leitura de trabalho está associado no século XIX, incluindo os trabalhadores perante o documentos escritos à ideia de participação• A mobilização da classe tipos de organização, as tratam do tema da política, às formas de operária capitalismo e o surgimento principais reivindicações e de movimentos políticos participação política (p. 255, reivindicação, às lutas as formas de protesto mais associados a esse modo de 262 e 266). contra o sistema de comuns. produção. Na seção Atividades, trabalho nas fábricas Identificar as principais exercícios de leitura de e ao surgimento Explorar a reivindicação de movimentos doutrinas políticas de direitos pelos operários, imagens e documentos nascidas com o movimento escritos ajudam revolucionários de modo geral, e pelas influenciados pelas ideias operário. mulheres, de forma mais a compreender o conteúdo do capítulo e socialistas. Explicar as principais específica. motivações e repercussões a aprofundar questões Dois temas podem ser A compreensão do sobre as condições explorados: condições de do movimento operário. surgimento das ideias dos trabalhadores e a trabalho e discurso político. socialistas é essencial para participação política (p. 268 entender todo o processo Acesse os conhecimentos e 269). prévios e as vivências dos histórico do século XX. alunos de EJA. CAPÍTULO 13 UM IMPÉRIO NOS TRÓPICOS: A MONARQUIA BRASILEIRA CONTEÚDO OBJETIVOS METODOLOGIA AVALIAÇÃO ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS• Desenvolvimento e fim Conhecer as principais Compreensão do processo Seção Questões, para Discuta com os alunos do Segundo Reinado no rebeliões provinciais do de funcionamento explorar os temas a importância do Brasil período regencial. do Segundo Reinado, enfocados. O professor período monárquico Compreender a ressaltando a instabilidade pode selecionar aquelas para compreender as importância da produção política. Discussão sobre as que complementem a aula transformações no país. cafeeira para o Brasil do várias rebeliões do período. expositiva (p. 273, 275, 279, Dois temas se destacam: Segundo Reinado. Exposição sobre 282 e 287). a economia cafeeira e Reconhecer a Guerra a importância da O estudo da escravidão a crise política com as do Paraguai como um economia cafeeira para pode ser retomado, por rebeliões, a Guerra do conflito que envolveu os a transformação do país, meio do debate proposto Paraguai e o abolicionismo. interesses regionais de principalmente no Sudeste. na questão 10, seção É importante que os alunos Brasil, Paraguai, Uruguai e Estudo do processo de Atividades (p. 289). compreendam que a Argentina. derrocada da monarquia Proclamação da República com a Guerra do Paraguai, foi resultado de um longo Identificar as razões que processo. levaram ao fim do Segundo a Abolição da escravatura e Reinado, em 1889. a crise política. VOLUME 3 DA EXPANSÃO IMPERIALISTA AOS DIAS ATUAIS CAPÍTULO 5 A REPÚBLICA DAS ELITES: A PRIMEIRA REPÚBLICA NO BRASIL CONTEÚDO OBJETIVOS METODOLOGIA AVALIAÇÃO ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS• Cidadania e exclusão Compreender as principais O principal objetivo desse Tema cidadania e O estudo desse período social na Primeira características do regime capítulo é discutir as participação política: seção é essencial para que os República republicano implantado no características da República Questões (p. 75, 85, 87 e 89). alunos compreendam• Mudanças Brasil em 1889. como forma de governo e Economia e urbanização a atual conformação de socioeconômicas no Brasil Explicar o contexto compreender suas relações das cidades: seção Questões nossa sociedade. Temas histórico do processo de com a sociedade. (p. 79 e 87). como urbanização e• Messianismo e cangaço participação política ainda reformas urbanas e de Política: discutir cidadania Debate sobre as relações• O movimento operário modernização de grandes e participação política e estão presentes com força entre ciência, urbanização em nossa sociedade.• O movimento tenentista cidades e capitais na também as resistências e participação política Primeira República. ao governo republicano baseado na seção Utilize alguns desses Identificar as (revoltas e movimento Ampliando conhecimentos temas para, com base características da Guerra operário). (p. 80 e 81). em situações atuais, de Canudos e do cangaço. Economia: Compreender a avaliar historicamente importância da economia sua influência em nossa Analisar os movimentos vida, favorecendo o sociais urbanos que cafeeira, pois alavancou a indústria e a urbanização. desenvolvimento da eclodiram durante a formação política e de Primeira República. cidadania. 13 História • PNLD 2012

×