Relatório final eco escolas 2011-2012

1,535 views
1,382 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,535
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
8
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Relatório final eco escolas 2011-2012

  1. 1. Escola Básica de Canidelo1Projeto Eco-Escolas 2011/2012Relatório Final
  2. 2. Escola Básica de Canidelo2Índice1. BIODIVERSIDADE2. ESPAÇOS EXTERIORES3. ÁGUA4. RESIDUOS5. ENERGIA6. Outros
  3. 3. Escola Básica de Canidelo3IntroduçãoCom base no desenvolvimento do Projeto Eco Escolas 2010/11, a Escola Básica de Canidelo foipela segunda vez galardoada pelo seu bom desempenho.Neste sentido, a equipa de coordenação do Projeto tem a intenção de dar continuidade ao seudesenvolvimento de forma a enriquecer cada vez mais as experiências dos alunos e contribuir para oseu sucesso.É pretendido envolver toda a comunidade educativa deste Agrupamento bem comoimplementar novas ideias e atitudes de preservação do meio ambiente.Para isso contamos com a participação de todos os agentes educativos no processo de planificação,desenvolvimento e avaliação deste projeto.
  4. 4. Escola Básica de Canidelo41. Biodiversidade/ Floresta- Manutenção de pequenos habitats naturais:- Aquário de peixes (Biblioteca). - Tartarugas (Sala da Educação Especial).Em semelhança ao que aconteceu no ano letivo anterior, os alunos da Escola Básica de Canidelocontinuam a tratar dos animais que existem na biblioteca (aquário de peixes) e na sala do EnsinoEspecial (aquário com tartarugas).- Campanhã “ O Sequestro do Carbono”Trata-se de uma Campanhã de sensibilização de reflorestação com o objetivo de angariarfundos para a adquisição de 23 hectares de terreno a incluir aos 35 já existentes no Parque Biológicode Gaia. Assim a Escola Básica de Canidelo divulgou esta iniciativa junto da comunidades educativa, deforma a contribuir para a diminuição das emissões de CO2 na atmosfera e o aumento dabiodiversidade. Esta iniciativa teve a intenção de ajudar o nosso pais a cumprir o protocolo de Quioto.- Caminhada “D. Pedro I a Caminhar”- FAFE;No dia 19 do mês de Maio o Agrupamentodinamizou uma caminhada para toda aComunidade Educativa, com o objetivo depromover o contacto com o meio ambiente,sensibilizar para a importância da preservação dosrecursos naturais e educar para a prática deatividades desportivas saudáveis.
  5. 5. Escola Básica de Canidelo5- Plantação de Pinheiros e árvores nos Espaços Verdes da EscolaOs alunos do 8.º C receberam cerca de 40 sementes e vasos para a plantação de pinheiros. Numa primeira fasecada aluno fez a sementeira num pequeno vaso.Os alunos da escola plantaram algumas árvores no sentido de reflorestar este espaço. Com esta atividadetentamos alertar para a importância da floresta.
  6. 6. Escola Básica de Canidelo6- Comemoração do Dia Mundial da FlorestaAvaliação1. Identificação do Eixo Eixo 3- Relação escola-famílias-comunidade2. Identificação da Ação Ação 4 - INTER@GIR3. Identificação da Dimensão 4.2 - Ambiente em @ção4. Atividade Comemoração do Dia da Floresta5. Responsável / Colaboradores Professores de Ciências da Natureza6. Breve descrição da execução daatividadeOs alunos na disciplina de ciências deslocaram-se aopolivalente onde registaram num painel mensagensalusivas à proteção da floresta e decoraram-no commaterial de desperdício. Nas aulas viram um filme sobreo tema: “Animais unidos jamais serão vencidos”.7. Dados Quantitativos Todas as turmas de segundo ciclo na disciplina deCiências da Natureza – 628 alunos8. Avaliação dos Objetivos Muito Bom8.1. Justificação8.2. Contributo da Atividade Muito Bom8.2.1. Justificação9. Dificuldades na execução da Ação10. Articulação Foi feita entre os professores de Ciências da Naturezacom as turmas de quinto e sexto ano.11. Observações12. Análise Global
  7. 7. Escola Básica de Canidelo7- Exposição “Parque Biológico de Gaia e Outros”A Câmara Municipal de Vila Nova Gaia promoveu uma exposição sobre os diferentes parquesexistentes no concelho, na escola básica de Canidelo.Deu a conhecer as diferentes espécies existentes em cada um dos parques.2. Espaços Exteriores- Dinamização de uma Brigada Verde e Brigada Operacional de Reciclagemcom as turmas da escola:Brigada Operacional da Reciclagem
  8. 8. Escola Básica de Canidelo8Brigada VerdeAvaliação Relatório 3.º Período13. Identificação do Eixo Eixo 3- Relação escola-famílias-comunidade14. Identificação da Ação Ação 4 - INTER@GIR15. Identificação da Dimensão 4.2 - Ambiente em @ção16. Atividade Brigada Verde e Brigada Operacional de Reciclagem17. Responsável / Colaboradores Coordenadores do Projeto Eco Escolas: Helena Matos eLiliana Matias, Diretores de turma, Suldouro18. Breve descrição da execução daatividadeNo âmbito do projeto desenvolvemos umconjunto de atividades que promoveram a reciclagem naescola. Foi criada uma Brigada Verde e uma BrigadaOperacional de reciclagem com a participação dealgumas turmas da escola com a intenção de “Educarpara uma escola mais limpa e mais consciente ”.Mensalmente cada turma procedeu à recolha de resíduosdestinados ao Ecoponto amarelo que foram registadosem termos de peso e atribuído um prémio à turma commaior percentagem de peso nas várias recolhas.Semanalmente a Brigada Operacional de Reciclagemrecolheu todo o papel destinado à reciclagem (foramrecolhidos 3 contentores por semana).19. Dados Quantitativos Turmas do 5º B, E, F, G, M, 6º B J, 7º A, B e 8º C, Diretoresde turma, coordenadoras do projeto Eco Escolas20. Avaliação dos Objetivos Muito Bom20.1. Justificação20.2. Contributo da Atividade Muito Bom20.2.1. Justificação Esta atividade decorreu muito bem, uma vez que apenasparticiparam 10 turmas da escola e foram recolhidos446.200 Kg de plástico e 3 contentores de papel porsemana.21. Dificuldades na execução da Ação Inicialmente os alunos, pessoal docente e não docentenão estavam muito motivados para a separação dosresíduos e muitas vezes a separação era mal feita. Houvedificuldades em arranjar sacos para ser feita toda a
  9. 9. Escola Básica de Canidelo9recolha.22. Articulação Houve articulação com o projeto Eco Escolas, Suldouro eFormação Cívica.23. Observações Esta atividade deve ter continuidade no próximo anoletivo e envolver um maior número de turmas.24. Análise Global Apesar do número de turmas participantes ser reduzido,a quantidade de plástico recolhido foi elevado (446,200Kg) e o volume de papel recolhido foisatisfatório.Plástico RecolhidoTurmaResultados 1º Período Resultados 2º Período Resultados 3º Período5º E 3,5Kg 22 Kg 27,5Kg5º M 5,5Kg 23 Kg 21Kg6º B 10Kg 60Kg 57Kg6º J 6Kg 21 Kg 5,5Kg7º A 13,7Kg 27,5 Kg 49Kg7º B 5 Kg 20 Kg ---8º C 5,5Kg 14,5Kg ---5º B --- 6 Kg ---5º F --- 10 Kg 9KG5º G --- 24 Kg ---total 49,200Kg 228Kg 169KgTotal – 446.2Kg- Decoração dos espaços exteriores :Ao longo do ano os alunos realizaram várias atividades no sentido de embelezar os espaços exterioresda escola e todas as rotundas das freguesias Canidelo e Afurada, usando materiais de desperdício .
  10. 10. Escola Básica de Canidelo10
  11. 11. Escola Básica de Canidelo113. Água/Mar- Visita de estudo com os alunos à ETAR:Avaliação1. Identificação do Eixo Eixo 1- Apoio à melhoria das aprendizagens2. Identificação da Ação Ação 1 - @GIR pelo sucesso3. Identificação da Dimensão Visitas em @ção4. Atividade Visita à ETAR de Canidelo5. Responsável / Colaboradores Professores de Ciências Naturais/ Físico-Químicas/Diretores de Turma do 8º ano e Técnicas da ETAR6. Breve descrição da execução daatividadeDurante o mês de Maio os alunos do 8.º anoparticiparam numa visita de estudo à ETAR de Canidelo.7. Dados Quantitativos 8º A, B e C8. Avaliação dos Objetivos Muito Bom8.1. Justificação ----8.2. Contributo da Atividade Muito Bom8.2.1. Justificação Na visita, os alunos participaram de forma empenhada.Aperceberam-se das diferentes fases de tratamento daságuas residuais e da importância deste tratamento para apreservação da qualidade da água.9. Dificuldades na execução da Ação Nada a referir10. Articulação Foi feita entre os professores de Ciências Naturais, Físico-Químicas, Diretor de turma e técnicos da ETAR.11. Observações Esta visita deve ser feita no próximo ano, para as turmasdo 8º ano.12. Análise Global O Balanço foi positivo, uma vez que os alunosconseguiram levar os conhecimentos da sala de aula parao meio envolvente. Permitiu-lhes a implementação demelhores práticas no dia a dia .
  12. 12. Escola Básica de Canidelo12- Projeto “ Mil Escolas ”:No passado dia 15 de fevereiro, na biblioteca da Fundação deSerralves, no Porto, decorreu a entrega dos prémios do ProgramaIntegrado de Educação Ambiental – Projeto “Mil Escolas”, referenteaos anos letivos de 2011-2013, promovido pela empresa Águas doDouro e Paiva. Nesta cerimónia de entrega, na qual estiverampresentes diversos representantes dos 10 municípios vencedores, anossa escola foi distinguida com um prémio pelo projeto “Estuário da ribeira de Canide: energias epessoas que se encontram”, que lhe valeu a receção de um computador, oficinas de formação para osprofessores, materiais pedagógicos e mil euros para a aquisição de bens/serviços para apoio àexecução do referido projeto.
  13. 13. Escola Básica de Canidelo13Realizou-se, a 28 de maio, a primeira saída de campo, no âmbito do Concurso Projeto “MilEscolas”, anos letivos 2011/2012 e 2012/2013, junto de um troço da ribeira de Canide. A saída decampo, promovida pela AdDP e pela EB de Canidelo – V. N. Gaia, contou com 100 participantes noâmbito do Projeto “Estuário da ribeira de Canide: energias e pessoas que se encontram”, um dosprojetos galardoados do Concurso mencionado, já reportada no nosso Portal através da seguinteligação: http://www.aguaonline.net/calendar/content.php?id=655.No âmbito do Projeto “Estuário da ribeira de Canide: energias e pessoas que se encontram” a AdDPe a EB de Canidelo promoveram a primeira saída de campo com vista a uma caracterização geral deum troço da ribeira de Canide.A saída de campo realizou-se no dia 28 de maio, entre as 14h30 e as 17h00, tendo sido coordenadae orientada pela equipa do Projeto “Mil Escolas”, João Luís Roseira e Mariana Cruz, tendo por base ametodologia e ferramentas científico-pedagógicas disponibilizadas pelo Projeto Rios e pela AdDP.Estas ferramentas representam uma mais valia para o desenvolvimento dos projetos escolares noenriquecimento e motivação dos professores e alunos para práticas de preservação e conservaçãodos ecossistemas ribeirinhos com a intervenção ativa das escolas na sua região. O objetivo da saída decampo prende-se com o enriquecimento e motivação dos mais pequenos para as práticas dapreservação e conservação de ecossistemas ribeirinhos, apoiada na observação e registo de dados nolocal de estudo definido.Nesta saída de campo tiveram oportunidade de participar 44 alunos de duas turmas do 2.º ciclo (5.ºF e 5.º I) e 46 alunos do 1.º ciclo, que em conjunto formaram o grupo: “Mini Biólogos”,acompanhados pelo professor, João Paulo Silva, coordenador do Projeto, pelos professores MarinaBarros, Catarina Barros, José Sousa, Ana Regadas, Marta Barros e Ana Paula Oliveira, bem como poruma encarregada de educação. Na presença de todos os intervenientes, no troço da ribeira de Canide,foi privilegiado e fomentado o contacto com a natureza passível de observação, sendo que para quemelhor fossem percecionados os seus sons, cores, cheiros e a biodiversidade, os alunos ao longo dacaminhada/percurso efetuada até ao local em estudo, puderam usufruir da observação direta epormenorizada de uma zona privilegiada pela visita de diversas espécies, tendo efetuado osrespetivos registos .Após os exercícios de observação/registo, os alunos foram sensibilizados com o preenchimento deum questionário/ficha de campo, referente aos registos de evidências do ecossistema ribeirinho emestudo, destacando a identificação do troço, a caracterização geral do troço selecionado, a inspeçãode coletores, a presença de resíduos, o estudo da fauna e flora presente, a qualidade de água do localde amostragem.
  14. 14. Escola Básica de Canidelo14No que respeita a fauna e flora presentes na zona envolvente ao troço da ribeira de Canide,selecionado para esta caracterização geral, os alunos puderam identificar um vasto leque de seresvivos representativos da zona envolvente ao ecossistema ribeirinho em estudo, um ecossistemadinâmico caracterizado pela presença de água salobra, destacando-se alguns exemplos observados,nomeadamente ao nível da fauna: gaivota, pomba, borrelho de coleira interrompida, borboleta dafamília Pieridae, lagartixa e andorinha e a rã-verde; ao nível da flora: chorão-da-praia, juncos, caniçose lírio-amarelo-dos-pântanos. Durante esta saída de campo, os alunos tiveram a oportunidade deconcretizar várias tarefas, nomeadamente, identificar o troço onde se encontravam, efetuarobservações no local de amostragem e ensaios de monitorização na determinação da respetivaqualidade da água, conseguindo efetuar registos no âmbito da determinação dos parâmetros físico-químicos, como por exemplo: a transparência total da água do rio, o seu odor (sem cheiro), atemperatura (17ºC), o pH (7,2), as impurezas e contaminantes químicos com a verificação daexistência de nitritos (0,5 mg/l) e nitratos (50 mg/l). Em termos de macroinvertebrados, foramidentificados os seguintes: odonata, larvas de donzelinha e oligoquetas (dezenas na amostra).A realização destas iniciativas pretende que, com elas, se atinja um dos principais objetivos destePrograma Integrado de Educação Ambiental (PIEA) e dos princípios do desenvolvimento sustentável edas Agendas 21 Escolar e Local, que consiste no envolvimento de alunos, professores, auxiliares daescola, encarregados de educação, assim como todos os cidadãos da comunidade local. Odesenvolvimento deste projeto escolar visa a sensibilização dos cidadãos para a necessidade deproteger o ambiente e, mais especificamente, o bem mais precioso que temos – a água.O envolvimento de todos neste processo é estratégico e determinante para o êxito de toda a ação epara a promoção de uma efetiva sensibilização ambiental, enquadrada pelos princípios da Agenda 21Local e Agenda 21 Escola.
  15. 15. Escola Básica de Canidelo15-22 de março – Dia Mundial da ÁguaOs alunos do clube de jornalismo alertaram a comunidade educativa para a importância de pouparágua.“A água é o elo que une todos os seres vivos do planeta” Ban-ki-moonA Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas declarou em 1993 o dia 22 de março de cadaano, como sendo o Dia Mundial da Água (DMA). Desde então, vários países têm promovido atividadescom vista a consciencializar aspessoas para a conservação e odesenvolvimento dos recursoshídricos.O aumento das captações deágua para a agricultura e oabastecimento urbano, aspolíticas de gestão da água, a perda de habitats devido à urbanização e à construção deinfraestruturas, o crescimento das cidades e da industrialização e as alterações climáticas, sãoresponsáveis pela diminuição dos ecossistemas hídricos.Portugal está entre os países que mais água gasta por habitante, juntamente com a Espanha, Itália,Grécia e Chipre, pelo que se torna urgente aumentar a consciência pública sobre a importância deconservação, preservação e proteção da água, fontes e suprimentos de água potável.Diariamente são gastos muitos litros de água: 10 litros numa descarga de autoclismo, 80 litros numbanho rápido, 100 litros numa lavagem de roupa na máquina e 50 litros numa lavagem de louça namáquina.Devido ao elevado consumo de água, poupar este bem essencial à vida torna-se uma obrigação.Rodrigo Gomes e Francisca Peixoto, 6.º F(Clube de Jornalismo)
  16. 16. Escola Básica de Canidelo16- Elaboração de desdobráveis informativos para divulgação nacomunidade Educativa sobre a poupança e utilização da água:- Planeta Cor de Água ( Exposição)Avaliação1. Identificação do Eixo Eixo 3- Relação escola-famílias-comunidade2. Identificação da Ação Ação 4 - INTER@GIR3. Identificação da Dimensão 4.2 - Ambiente em @ção4. Atividade Exposição " Planeta cor de água"5. Responsável / Colaboradores Sandra Moinheiro, Helena Matos, professores de ciênciasda natureza e biblioteca6. Breve descrição da execução daatividadeA escola participou na exposição sobre a água,dinamizada pela empresa Cassefaz em parceria com oprojecto Eco escolas. Esta exposição destinou-se a todosos alunos do 2º e 3º ciclo.7. Dados Quantitativos Todas as turmas (5º, 6º, 7º, 8º e 9º)8. Avaliação dos Objetivos Muito Bom8.1. Justificação8.2. Contributo da Atividade Muito Bom8.2.1. Justificação A exposição informou que a água é parte essencial detodos nós e a condição para a vida no nosso Planeta e,provavelmente, no universo. Sensibilizou os alunos paraa importância e a preservação deste recurso finito efrágil, assim como perceber a evolução tecnológica e
  17. 17. Escola Básica de Canidelo17científica inerente à sua gestão.Com esta exposição, conseguimos estimular a discussãosobre um dos maiores problemas contemporâneos – agestão da água num mundo desigual, com grandesproblemas ambientais.9. Dificuldades na execução da Ação Nada a salientar10. Articulação Houve articulação entre ciclos (ciências da natureza eciências naturais), Biblioteca, empresa Cassefaz e projetoEco Escolas11. Observações O material da exposição ofereceu aos professores meiospara trabalhar o tema água, proporcionando umaarticulação nas diversas disciplinas, propondo atividadese indicando outras fontes de documentação.12. Análise Global Esta atividade deve ter continuidade, devido ao grau deentusiasmo dos alunos/professores participantes e aosresultados obtidos com a aprendizagem.Monitorização do consumo da água na escola:Após a sensibilização feita junto dos alunos da escola sobre formas de poupar água e utilizando os desdobráveisfeitos por alunos do 9.º ano, fez-se a monitorização do consumo da água ao longo do ano.
  18. 18. Escola Básica de Canidelo184. Resíduos- Separação e recolha de resíduos (papel, plástico, metal, vidro, pilhas,tampas e tinteiros) em todas as salas e espaços exteriores na escolaTotalRecolha de Resíduos na escolaApós sentida a necessidade de serfeita a separação de plástico e metal aescola adquiriu ecopontos amarelos.Plástico 446,200KgPapel : 3 contentoresazuis ( semanalmente)Projeto - pilhão vai à escola-Recolha de PilhasAo longo do ano, a Escola irárecolher o maior número de pilhasjunto da Comunidade Educativa, como intuito de participar no projeto “OPilhão vai à Escola”, um desafiolançado pela Eco pilhas, com oobjetivo de sensibilizar para anecessidade derecolher seletivamente pilhas ebaterias usadas, incentivando asEscolas a adotar as melhores práticasambientais.10 caixasRecolha de TampinhasAo longo do ano, a Escola irárecolher o maior número detampinhas junto da ComunidadeEducativa, com o objetivo participarem ações de solidariedade paraangariar equipamento...Esta ação será feita comdiferentes entregas das tampinhas na“Lipor”. A primeira entrega foi emjaneiro 2012.3 carrinhas de caixaaberta
  19. 19. Escola Básica de Canidelo19Recolha de Eletrodomésticos /Material InformáticoNo desenvolvimento do projeto,a Escola Básica de Canidelo estáinscrita no projeto “GeraçãoDepositrão”. Assim, ao longo do anofoi feita a recolha de diversosresíduos.490 Kg- Participação no concurso "Rolhas que dão folhas"Os alunos participaram no concursorolhas que dão folhas dinamizado peloContinente. Foi feita uma campanha atoda a comunidade escolar. Foramrecolhidas …27 sacosRecolha de Tinteiros1 caixaAvaliação1. Identificação do Eixo Eixo 3- Relação escola-famílias-comunidade2. Identificação da Ação Ação 4 - INTER@GIR3. Identificação da Dimensão 4.2 - Ambiente em @ção4. Atividade Separação de resíduos – pilhas, tampinhas, rolhas decortiça, eletrodomésticos ( geração depositrão )5. Responsável / Colaboradores6. Breve descrição da execução daatividadeForam feitas várias campanhas de recolha de resíduos com oobjetivo de sensibilizar a comunidade escolar para anecessidade de recolher selectivamente determinadosresíduos, incentivando as Escolas a adotar as melhorespráticas ambientais.7. Dados Quantitativos Nesta iniciativa participaram todas as turmas de 2.º e 3,ºciclo da Escola – 875 alunos; professores, funcionários eencarregados de educação.
  20. 20. Escola Básica de Canidelo208. Avaliação dos Objetivos Muito Bom8.1. Justificação8.2. Contributo da Atividade Muito Bom8.2.1. Justificação Esta atividade decorreu muito bem, foram feitas asseguintes recolhas:- Plástico 446,200Kg- Papel : 3 contentores azuis ( semanalmente)- 10 pilhões- 3 carrinhas de caixa aberta de rolhinhas- 490 Kg de electrodomésticos- 27 sacos do Continente de rolhas de cortiça- 1 caixa de tinteiros9. Dificuldades na execução da Ação Inicialmente os alunos, pessoal docente e não docentenão estavam muito motivados para a separação dosresíduos e muitas vezes a separação era mal feita. Houvedificuldades em arranjar sacos para ser feita toda arecolha.10. Articulação Houve articulação com o projeto Eco Escolas e as váriasentidades que fizeram as recolhas11. Observações Estas atividades devem ter continuidade no próximo anoletivo .12. Análise Global Estas actividades foram bem sucedidas.- Fazer compostagem na escola:A Escola Básica de Canidelo recebeu um compostor, oferta daCâmara Municipal de Gaia, em reconhecimento do trabalhorealizado na Horta Biológica.Desta forma, pretendemos sensibilizar a ComunidadeEducativa para o uso de recursos naturais em benefício do MeioAmbiente.O composto serve para fertilizar os jardins e canteiros da escola.
  21. 21. Escola Básica de Canidelo21Projeto “Geração Depositrão”:ATIVIDADE: Desenho “Ser Geração Depositrão é …”Na sequência da participação da atividade “Geração Depositrão” os alunos da Escola Básicaenvolveram-se na criação de um desenho com a frase alusiva ao tema.Este trabalho foi elaborado no sentido de apelar à necessidade de reciclar REEE transmitindo amensagem à comunidade escolar.ATIVIDADE: Mascote Equipa dos REEEMemória descritivaCom base na banda desenhada da Equipa dos REEE, as professoras de EVT, Luísa Barbosa e ManuelaSilva propuseram aos alunos do 6º J a construção de uma mascote da história, que representará a“pilha velhinha”. Foi importante conhecer o resto da “Equipa REEE” e procurar criar uma novapersonagem que alerta-se para este novo segmento de resíduos recolhidos pelo Depositrão. Oentusiasmo das professoras de EVT e alunos foi tanto, que no final do trabalho não tinham apenas umamascote mas sim uma família de pilhas. Foram utilizados diversas matérias de desperdício, tais como:cartão, Latas, jornais
  22. 22. Escola Básica de Canidelo22Trabalho realizado em Educação Visual eTecnológica pela turma 6ºJProfessoras responsáveis: Luísa Barbosa eManuela SilvaESCOLA BÁSICA DE CANIDELO- Recolha de Brinquedos e material escolar para oferta a criançascarenciadas:O departamento de Línguas da EscolaBásica de Canidelo lançou a iniciativa atodo o agrupamento para uma recolhasolidária de brinquedos e material escolarpara crianças carenciadas da freguesia.Esta iniciativa ajudou na reutilização dematerial didático.AgrupamentodeEscolasD.PedroIWE CARE WE SHAREAté 5 de dezembroRecolha de brinquedos, material escolar echocolates, que se destinam a crianças desfavorecidasdas freguesias de Canidelo e Afurada.A distribuição será efetuada na época natalícia.Contamos com a sua colaboração!Ofereça a quem mais precisa!O grupo de professoras de Inglês do 2º cicloTrabalho Final
  23. 23. Escola Básica de Canidelo23- Ateliês de Expressão Plástica na Escola:Avaliação1. Identificação do Eixo Eixo 3- Relação escola-famílias-comunidade2. Identificação da Ação Ação 4 - INTER@GIR3. Identificação da Dimensão 4.2 - Ambiente em @ção4. Atividade Ateliês de Expressão Plástica5. Responsável / Colaboradores Liliana Matias – Animadora Sociocultural6. Breve descrição da execução daatividadeDinamização de ateliês de expressão plásticadestinados a alunos da escola EB 2/3 de Canidelo com ointuito de proporcionar espaços lúdicos e educativos deforma a ocupar os tempos livres.Os ateliês tiveram a intenção de reutilizar material dedesperdício educando os alunos para a reciclagem.7. Dados Quantitativos Ateliers de Expressão Plástica:- Cartazes Eco Pontos - 3 sessões - 14 alunos- Decoração Halloween - 3 sessões - 22 alunos- Cartuchos Magusto - 5 sessões - 23 alunos- Jogo da Reciclagem - 3 sessões - 10 alunos- Postais de Natal - 3 sessões - 75 alunos- Máscaras de carnaval – 1 sessão – 20 alunos- Ovos de Páscoa- 1 sessão – 26 alunosTotal de Alunos participantes: 524 alunos8. Avaliação dos Objetivos Bom8.1. Justificação ------8.2. Contributo da Atividade Bom8.2.1. Justificação Em semelhança ao que aconteceu em anos anteriores, osalunos continuam motivados a participar nos atelierstemáticos superando os objetivos planeados.9. Dificuldades na execução da Ação -----10. Articulação Os ateliers para além da planificação mensal existentepodem ter a articulação com outros departamentos /projetos que justifiquem a realização de determinadostrabalhos escolares.11. Observações12. Análise Global
  24. 24. Escola Básica de Canidelo24Decoração de caixas para Decoração para o Halloween Cartuchos para o Magustoprenda de Natal – 8.º CPostais de Natal Cartazes EcoPontos- Participação no concurso ao nível do Município “Árvore de NatalEcológica”:
  25. 25. Escola Básica de Canidelo25Avaliação1. Identificação do Eixo Eixo 32. Identificação da Ação INTER@GIR3. Identificação da Dimensão 4.2 - Ambiente em @ção4. Atividade Árvore de Natal Ecológica5. Responsável / Colaboradores Responsáveis:- Coordenadoras do Ecoescolas;- Professora de ET - Maria do Carmo;- Professores de EVT - Luísa Barbosa, Manuela Bravo,Abel Teixeira; Vitor Silva; Guilhermino Coelho; MónicaMendes; Manuela Silva;Colaboradores:- Câmara Municipal de Gaia6. Breve descrição da execução daatividadeA Escola Básica de Canidelo participou no Concurso“Árvore de Natal Ecológica” dinamizado pela CâmaraMunicipal de Gaia, da responsabilidade da divisão daeducação ambiental que pretende reforçar asensibilização dos cidadãos para os problemasambientais e sociais bem como para as possíveissoluções, e estabelecer as bases de uma políticainformada e ativa dos indivíduos na proteção doambiente e na utilização racional dos recursos. A pardeste concurso participou ainda na construção deárvores de natal expostas em local público da freguesiade Canidelo.7. Dados Quantitativos - Alunos: 5.º D; 5.º F; 5º L; 6.º L; 6.º E; 6.º F; 9.º A e 9.º B8. Avaliação dos Objetivos Muito Bom8.1. Justificação8.2. Contributo da Atividade Muito Bom8.2.1. Justificação A atividade sensibilizou para a Política dos 5R`s tendomostrado à população uma opção de reaproveitamentode materiais recicláveis estimulando o pensamentoecológico. Esta ação alertou os alunos para os problemasambientais, decorrentes do consumo excessivo,
  26. 26. Escola Básica de Canidelo26nomeadamente para a grande quantidade de resíduosproduzidos durante a época natalícia assim comofomentou o seu espírito criativo.9. Dificuldades na execução da Ação Nada a salientar10. Articulação Houve articulação entre ciclos (EVT e ET), câmaramunicipal e projeto Eco Escolas11. Observações Os trabalhos demonstram grande criatividade e osalunos manifestaram interesse e motivação na suaexecução. (Ver fotos)12. Análise Global A Árvore de Natal será exposta em local público.Esta é uma actividade pertinente de ter continuidade.- Participação no projeto ao nível do Município “Arte de Reciclar”A Escola Básica de Canidelo participou no concurso “A Arte de Reciclar” promovido pelaCâmara Municipal de V.N. de Gaia com o objetivo de sensibilizar para a reutilização de resíduos.Avaliação1. Identificação do Eixo Eixo 32. Identificação da Ação INTER@GIR3. Identificação da Dimensão 4.2 - Ambiente em @ção4. Atividade A arte de reciclar5. Responsável / Colaboradores Responsáveis:- Coordenadoras do Ecoescolas;- Professora de ET - Maria do Carmo;Colaboradores:- Câmara Municipal de Gaia6. Breve descrição da execução daatividadeA Escola Básica de Canidelo participou no Concurso “ Aarte de reciclar” dinamizado pela Câmara Municipal deGaia, da responsabilidade da divisão da educaçãoambiental que pretende reforçar a sensibilização doscidadãos para os problemas ambientais e sociais bemcomo para as possíveis soluções, e estabelecer as basesde uma política informada e ativa dos indivíduos naproteção do ambiente e na utilização racional dosrecursos.7. Dados Quantitativos - Alunos: 9.º A e 9.º B8. Avaliação dos Objetivos Muito Bom8.1. Justificação8.2. Contributo da Atividade Muito Bom8.2.1. Justificação A atividade sensibilizou para a Política dos 5R`s tendomostrado à população uma opção de reaproveitamentode materiais recicláveis estimulando o pensamentoecológico. Esta ação alertou os alunos para os problemas
  27. 27. Escola Básica de Canidelo27ambientais, decorrentes do consumo excessivo,nomeadamente para a grande quantidade de resíduosassim como fomentou o seu espírito criativo.9. Dificuldades na execução da Ação Nada a salientar10. Articulação Houve articulação entre ET, câmara municipal e projetoEco Escolas11. Observações Os trabalhos demonstram grande criatividade e osalunos manifestaram interesse e motivação na suaexecução. (Ver fotos)12. Análise Global As peças estão expostas em local público.Esta é uma actividade pertinente de ter continuidade.- Construção de Eco Pontos:Os alunos do 7.º ano construíram ecopontos, utilizando materiais de desperdício de forma areutilizar materiais e sensibilizar para a reciclagem.Estes foram distribuídos pelas diferentes salas da escola.
  28. 28. Escola Básica de Canidelo28-Visita à Sul Douro;Uma vez mais a Escola Básica de Canidelo participou nas visitas de estudo à empresa SULDOURO.As turmas que participaram foram os 7.º e os 5.º anos de escolaridade.Avaliação1. Identificação do Eixo Eixo 12. Identificação da Ação Ação 1. Agir pelo Sucesso3. Identificação da Dimensão 1.11 Visitas em Ação4. Atividade Visita à SulDouro5. Responsável / Colaboradores Sandra Moinheiro e Daniela Mourão6. Breve descrição da execução daatividadeA SulDouro vai realizar uma campanha de sensibilizaçãoAmbiental “Resíduos em Movimento – Uma ViagemVirtual” para a comunidade escolar e população emgeral.Esta campanha, consiste na visita de uma exposiçãoitinerante onde através de atividades lúdicas e didácticasse apresentam os diferentes processos de tratamento,valorização de resíduos e alerta para a importância dareciclagem e da redução de resíduos, promovendo autilização racional de recursos naturais.7. Dados Quantitativos ………Participaram 3 turmas de 7.º ano e 4 turmas de 5º ano( E,M, G e C )8. Avaliação dos Objetivos Os objectivos foram cumpridos.8.1. Justificação …8.2. Contributo da Atividade Muito Bom8.2.1. Justificação Os alunos obtiveram informações acerca da empresa quetrata e valoriza os resíduos; conheceram as infra-estruturas onde são efectuados o tratamento evalorização de resíduos; conheceram os processos detratamento dos RSU existentes e os que são utilizadospela SulDouro; descobriram o funcionamento do aterrosanitário e avaliaram os conhecimentos sobre a
  29. 29. Escola Básica de Canidelo29compostagem e reciclagem.9. Dificuldades na execução da Ação Nada a registar10. Articulação Articulação entre disciplinas (Ciências Naturais e CiênciasFisico-Químicas) e técnicos da SulDouro.11. Observações Esta atividade ocorreu, devido ao convite da SulDouroque fez a promoção de atividades gratuitas para asescolas.Esta atividade deve ter continuidade no próximo anoletivo.12. Análise Global Os alunos envolveram-se na atividade com grandesatisfação e reforçaram conhecimentos sobre questõesambientais.O sucesso da atividade deveu-se ao apoio da empresaSulDouro.
  30. 30. Escola Básica de Canidelo30
  31. 31. Escola Básica de Canidelo315. Energia- Concurso “ O teu carro de sonho”
  32. 32. Escola Básica de Canidelo32
  33. 33. Escola Básica de Canidelo33Avaliação1. Identificação do Eixo Eixo 3- Relação escola-famílias-comunidade2. Identificação da Ação Ação 4 - INTER@GIR3. Identificação da Dimensão 4.2 - Ambiente em @ção4. Atividade Concurso " O teu carro de sonho"5. Responsável / Colaboradores Luísa Barbosa e Manuela Bravo6. Breve descrição da execução daatividadeOs alunos do 6ºE e 6º F, participaram no concursopromovido pela Toyota em articulação com o projectoEco escolas. Este concurso teve a colaboração dasprofessoras de EVT (Luísa Barbosa e Manuela Bravo), queorientaram os alunos.7. Dados Quantitativos Alunos do 6º E, F8. Avaliação dos Objetivos Muito Bom8.1. Justificação8.2. Contributo da Atividade Muito Bom8.2.1. Justificação - Os alunos Compreenderam a importância dos recursosNaturais Renováveis; Foram sensibilizados para anecessidade de preservação do ambiente; Conheceramalgumas consequências para o Planeta Terra e para oHomem, decorrentes da utilização desregrada dosrecursos naturais; Identificaram alternativas quecontribuam para a sustentabilidade do Planeta Terra;Sensibilizaram a comunidade educativa para aracionalização dos recursos;9. Dificuldades na execução da Ação Prazo curto10. Articulação Articulação com o projeto Eco Escolas e a Toyota11. Observações Os trabalhos demonstram grande criatividade e os alunosmanifestaram interesse e motivação na sua execução.(Ver fotos)12. Análise Global Esta atividade deve ter continuidade, devido ao grau deentusiasmo dos alunos/professores participantes e aosresultados obtidos com a aprendizagem.- Sessões de informação para os alunos sobre a importância das energiasalternativas:
  34. 34. Escola Básica de Canidelo34Avaliação1. Identificação do Eixo Eixo 3- Relação escola-famílias-comunidade2. Identificação da Ação Ação 4 - INTER@GIR3. Identificação da Dimensão 4.2 - Ambiente em @ção4. AtividadeSessão “ Energias Alternativas”.5. Responsável / Colaboradores Professoras de Ciências Naturais, Doutora Fátima dacâmara municipal de Vila Nova de Gaia, Professores daBiblioteca6. Breve descrição da execução daatividadeDe acordo com o programa de ciências naturais do 8ºano, foi convidada a Doutora Fátima do pelouro doambiente da câmara municipal de Gaia para fazer oreforço das aprendizagens sobre Energias. Durante asessão os alunos foram sensibilizados para o uso dasenergias alternativas, bem como da importância dapoupança de energia.7. Dados Quantitativos Alunos do 8º A, B e C8. Avaliação dos Objetivos Muito Bom8.1. Justificação8.2. Contributo da Atividade Muito Bom8.2.1. Justificação - Os alunos Compreenderam a importância das energiasRenováveis; Foram sensibilizados para a necessidade depreservação do ambiente; Conheceram algumasconsequências para o Planeta Terra e para o Homem,decorrentes da utilização desregrada das energias nãorenováveis; Identificaram alternativas que contribuampara a sustentabilidade do Planeta Terra; foramsensibilizados para a racionalização dos recursos.9. Dificuldades na execução da AçãoNada a referir10. Articulação Articulação com o projeto Eco-escolas, Biblioteca e aCâmara de Gaia11. Observações Deve ser repetida no ano seguinte devido ao contextoeconómico do país, à possibilidade de alguns recursos seesgotarem e ao gradual aumento da poluição comoconsequente agravamento do aquecimento global.12. Análise Global Esta atividade deve ter continuidade, devido ao grau deentusiasmo dos alunos/professores participantes e aosresultados obtidos com a aprendizagem.
  35. 35. Escola Básica de Canidelo35- Monitorização do consumo da luz na escola:Após a sensibilização feita junto dos alunos da escola sobre formas de poupar água e utilizando osdesdobráveis feitos por alunos do 9.º ano, fez-se a monitorização do consumo da Luz ao longo do ano.- Elaboração de desdobráveis informativos para divulgação na comunidadeEducativa sobre a poupança e a utilização da luz:- “Ciência na Escola” Prémio Fundação Ilídio (Energias Alternativas)AgrupamentodeEscolasD.PedroIMostra do Projeto Elídio Pinho28 de outubroExponor
  36. 36. Escola Básica de Canidelo36- Ano Internacional da Energia Sustentável para TodosOs alunos do clube de jornalismo informaram a comunidade educativa sobre a importância dasenergias renováveis. Escreveram algumas noticias sobre esta temáticaque fizeram parte do jornal da escola .“De acordo com os dados divulgados pela Organização das NaçõesUnidas (ONU), atualmente, milhares de milhões de pessoas em todo omundo continuam a não ter acesso à energia moderna. Este facto, porsua vez, apresenta efeitos menos positivos a diversos níveis:produtividade, comunicação, serviços de saúde, educação, segurançaalimentar e água. Tudo isto é compreensível, basta imaginar-se comoseriam as nossas vidas, de agora em diante, sem energia.Assim, com o objetivo de se expandir o acesso a este bem tão precioso, melhorar a eficiênciaenergética e aumentar a utilização das energias renováveis, a ONU, na pessoa do seu Secretário-Geral, Ban Ki-moon, declarou 2012 como o “Ano Internacional da Energia Sustentável para Todos”.Gabriel Brito e Rodrigo Gomes, 6.º F(Clube de Jornalismo)Energias renováveisA energia renovável é, como a própria designação indica, aquela energia que se obtém a partir defontes naturais que têm a capacidade de se regenerar, sendo virtualmente inesgotáveis. As fontes deenergia renováveis, por oposição às fontes convencionais (onde se inclui o urânio e os combustíveisfósseis, como o petróleo bruto, o carvão e o gás natural),para além de terem a capacidade de se regenerar por meiosnaturais, têm a vantagem de não serem poluentes, daí acrescente aposta no seu desenvolvimento.São exemplos de energias renováveis a energia solar, aeólica, a hídrica e a geotérmica, a biomassa e a energia dosoceanos.Por tudo o que foi apontado poderá o leitor estar a pensar“Por que razão não são mais utilizadas?”. A resposta a esta questão encontra-se, por um lado,relacionada com os custos de instalação e com a inexistência de tecnologias e redes de distribuiçãoexperimentadas. Por outro lado, o próprio desconhecimento e falta de sensibilização dos
  37. 37. Escola Básica de Canidelo37consumidores e dos municípios constituem um entrave a uma utilização mais alargada.Miriam Sousa e Francisca Peixoto, 6.º F(Clube de Jornalismo)Energia eólicaA palavra eólica deriva do latim aeolicus, relativo aÉolo, deus dos ventos na mitologia grega. Porconseguinte, a energia eólica é a energia gerada pelovento.No que respeita à utilização, há registos do seuaproveitamento pelo Homem, desde a antiguidade. Sãoexemplos disso, os barcos à vela e os moinhos de vento, estes últimos utilizados na moagem de grãosou no bombeamento de água para irrigação. Mais recentemente, a energia eólica é utilizada naprodução de eletricidade, através da movimentação de turbinas, colocadas estrategicamente emlocais muito ventosos.Em Portugal, o primeiro parque eólico foi criado em 1988, em Santa Maria, nos Açores. Atualmente,estas centrais encontram-se distribuídas por quase todo o território nacional.Rodrigo Gomes, 6.º F (Clube de Jornalismo)Energia hídricaA energia hídrica consiste no aproveitamento dos cursosde água para produção de energia elétrica, recorrendo àconstrução de barragens ou açudes.Em Portugal, grande parte da energia elétrica consumidaé de origem hídrica. A central de Lindoso, no Minho, foi a primeira central hidroelétrica construída nonosso país, em 1922. Atualmente, estas centrais encontram-se distribuídas por todo o territórionacional, estando mais concentradas no norte e centro do país.Ana Sofia Silva, 6.º M (Clube de Jornalismo)Energia dos oceanosOs oceanos são uma fonte renovável de energia, sendo várias asformas existentes de a conseguir aproveitar. Estas podem passar pelautilização da energia das marés, do diferencial térmico, das correntes
  38. 38. Escola Básica de Canidelo38marítimas ou ainda pela utilização da energia das ondas.De todas as formas de energia dos oceanos acima referidas, a energia das ondas é a que,atualmente, apresenta um maior potencial de exploração.Em Portugal, as condições naturais para aproveitamento da energia das ondas são muito favoráveis,sendo o nosso país pioneiro no desenvolvimento de tecnologias e inovação nesta área, existindoinclusivamente duas centrais de aproveitamento, uma na ilha do Pico (junto à costa) e a outra emCastelo de Neiva (no mar).Gabriel Brito e Rodrigo Gomes, 6.º F(Clube de Jornalismo)
  39. 39. Escola Básica de Canidelo396. Outros(Energia, Água, Resíduos, Espaços Exteriores, floresta e Biodiversidade)Peddy Paper – STOP (Se Tens Olho Passeia):Avaliação1. Identificação do Eixo Eixo 32. Identificação da Ação INTER@GIR3. Identificação da Dimensão 4.2 - Ambiente em @ção4. Atividade Pedipaper” Stop se tens olho passeia”5. Responsável / Colaboradores Responsáveis:- Coordenadoras do Ecoescolas-Professores de Geografia- Técnicos do ambiente da Câmara Municipal de VilaNova de GaiaColaboradores:- Professor Vitorino Silva-Associação de pais- Polícia Municipal- Técnicos da reserva natural do estuário do douro- 1 Motorista6. Breve descrição da execução daatividadeInserido na Semana Europeia da Mobilidade, adivisão do Ambiente da Câmara Municipal, os alunos do8.º ano participaram no dia 19 de Setembro de 2011 noPedipaper "STOP", com o objetivo de apelar àobservação do património da freguesia e questõesambientais.
  40. 40. Escola Básica de Canidelo40O percurso decorreu entre a Reserva Natural do Estuáriodo Douro e a Escola Básica de Canidelo. Cada aluno tevedireito a um kit composto por: um boné; uma camisola;um saco; água e caneta.No final da caminhada todos os participantes tiveramdireito a um pequeno lanche e os vencedores doPedipaper receberam vários prémios.7. Dados Quantitativos - Alunos do 8º ano- 70- 12 técnicos do ambiente- 5 docentes- 1 animadora sócio cultural- 3 polícias- 3 elementos da APECA- 1 Motorista8. Avaliação dos Objetivos Os objectivos foram alcançados8.1. Justificação8.2. Contributo da Atividade Muito Bom8.2.1. Justificação-Desenvolveu a consciência ecológica da comunidadeeducativa;-Identificou os problemas ambientais com vista a umaintervenção eficiente na preservação da natureza;-Compreendeu a necessidade da existência de regraseficientes para a proteção da natureza;- Promoveu a educação cívica;-Assegurou a articulação curricular;-Favoreceu o trabalho em equipa;9. Dificuldades na execução da Ação Nada a registar10. Articulação Houve articulação entre a Câmara, escola, APECA e todosos docentes do 8º ano.11. Observações Os alunos participaram ativamente e com um grandeespirito de entreajuda ao longo de todo o pedipaper.12. Análise Global Os alunos envolveram-se na atividade com grandesatisfação e adquiriram conhecimentos sobre questõesambientais da freguesia.O sucesso da atividade deveu-se à grande ajuda daCâmara e da APECA.Relacionaram-se com o meio envolvente e com acomunidade
  41. 41. Escola Básica de Canidelo41- Olimpíadas da BiologiaOs alunos do 9º ano participaram na 1ª eliminatória no dia 1 de março e na 2ª eliminatória no dia20 de abril .Demonstraram muito interesse e motivação neste tipo de actividades.Avaliação1. Identificação do Eixo Eixo 12. Identificação da Ação @gir pelo sucesso3. Identificação da Dimensão Expo@gir4. Atividade Olimpíadas da Biologia5. Responsável / Colaboradores Helena Matos/ Liliana Matias6. Breve descrição da execução daatividade26 alunos do 9º ano participaram na 1ª eliminatória nodia 1 de março e 14 na 2ª eliminatória no dia 20 de abril.7. Dados Quantitativos 26 alunos, Coordenadora das Olimpíadas e coordenadorado Eco-escolas Liliana Matias8. Avaliação dos Objetivos Muito Bom8.1. Justificação8.2. Contributo da Atividade Muito Bom8.2.1. Justificação 26 alunos do 9º ano da nossa escola participaram na 1ªeliminatória das Olimpíadas da Biologia Júnior.14 alunos foram apurados para a 2ª eliminatória quedecorrerá no dia 20 de abril 2012.Participaram nesta fase 6036 alunos a nível nacional.Foram apurados para a 2ª eliminatória todos os alunosque responderam correctamente a 12 ou mais questões(dos 20 que constituíam o teste).A média a nível nacional foi de 9,2 valores e a nota maisalta 19 valores.Na nossa escola, a média foi de 13 valores e a nota mais
  42. 42. Escola Básica de Canidelo42alta 17 valores.É de salientar que, em 1441 alunos participantes na 2ªeliminatória, apenas 12 alunos tiveram melhor resultadodo que o aluno José Eduardo Fortunato Alves Amaro, do9º B. Todos os outros ficaram muito bem posicionados (ver listas anexas).9. Dificuldades na execução da Ação Nada a registar10. Articulação Houve articulação entre a escola, Ordem dos biólogos eEco-escolas11. Observações Os alunos participaram ativamente, com muito interessee empenho nesta atividade. Deve ter continuidade nopróximo ano.12. Análise Global Os alunos envolveram-se na atividade com grandesatisfação e adquiriram conhecimentos sobre questõesambientais.O sucesso da atividade deveu-se à grande adesão porparte dos alunos e aos elevados conhecimentosdemonstrados .
  43. 43. Escola Básica de Canidelo43- Fórum Infantil “ Cidadania e Participação”
  44. 44. Escola Básica de Canidelo44Concurso Eco CódigoDe acordo com o Plano de Ação Eco-Escolas 2011/12 lançamos a iniciativa do concurso EcoCódigo a várias turmas da Escola Básica de Canidelo ( 3º Ciclo), no âmbito da disciplina de EV e deacordo com o programa dos alunos ( Execução de um cartaz).Com base nas regras de participação do concurso nacional, cada turma participante criou umposter.Os elementos do conselho Eco Escolas e professor de EV votaram num único poster. Da votaçãodivulgamos os resultados no placard Eco Escolas, jornal da escola e página da escola.Eco códigos a concursoFrases do Eco-código- Se deitares lixo no chão estas a contribuir para a poluição;- Todos os animais vou acarinhar, para da biodiversidade cuidar;- Preservar é a solução, ambiente limpo é a salvação;;- Para mais tempo viver, o ambiente saudável deves manter!- Se dos espaços verdes queres usufruir não os deves poluir;- Para as florestas preservar e ar puro respira as árvores não deves cortar;
  45. 45. Escola Básica de Canidelo45- Para um ambiente melhor conseguir, devemos saber reduzir;- A água é fonte de vida, por isso deve ser bem gerida;- Se me levas a passear, o meu dejeto deves apanhar;- para o ambiente preservar, deves reciclar.Eco Código vencedorAvaliação1. Identificação do Eixo Eixo 3: Relação Escola Família-Comunidade2. Identificação da Ação INTER@GIR3. Identificação da Dimensão Ambiente em @ção4. Atividade Concurso Poster Eco Código 20125. Responsável / Colaboradores Coordenadoras do projecto/ professor EV FernandoRibeiro6. Breve descrição da execução daatividadeO Concurso Nacional Eco-Código pretende estimular aparticipação e a criatividade dos jovens envolvidos noPrograma Eco-Escolas através da produção de umtrabalho de comunicação: o poster.
  46. 46. Escola Básica de Canidelo46O Eco-Código corresponde a um dos elementos doprograma: o 7º passo da metodologia proposta. O Eco-Estudante deverá conseguir identificar um conjunto deatitudes e comportamentos conducentes à melhoria doambiente na escola, em casa e na sua região.Este trabalho deverá expressar uma declaração deobjetivos, traduzidos por ações concretas, que todos osmembros da comunidade deverão seguir, constituindoassim o código de conduta ambiental da escola. Todas asescolas candidatas à Bandeira Verde devem ter o seuEco-Código divulgado na escola, preferencialmente noRegulamento interno.7. Dados Quantitativos 80 alunos do 3º ciclo e professor de EV8. Avaliação dos Objetivos Muito Bom8.1. Justificação8.2. Contributo da Atividade Muito Bom8.2.1. Justificação-Desenvolveu a consciência ecológica da comunidadeeducativa;-Identificou os problemas ambientais com vista a umaintervenção eficiente na preservação da natureza;-Compreendeu a necessidade da existência de regraseficientes para a proteção da natureza;- Promoveu a educação cívica;-Assegurou a articulação curricular;-Favoreceu o trabalho em equipa.9. Dificuldades na execução da Ação Nada a registar10. Articulação Houve articulação entre a escola, ABAE e todos osdocentes intervenientes.11. Observações Os alunos participaram ativamente e com uma grandemotivação ao longo de todo o trabalho.12. Análise Global Os alunos envolveram-se na atividade com grandesatisfação, adquiriram conhecimentos sobre questõesambientais e alertaram a comunidade educativa sobre osa importância da preservação do ambiente e a conduta ater .Os trabalhos foram de grande qualidade.
  47. 47. Escola Básica de Canidelo47- Exposição de maquetas sobre recursos Naturais, Fontes de Poluição,Preservação, Conservação da Natureza e da Biodiversidade
  48. 48. Escola Básica de Canidelo48Avaliação1. Identificação do Eixo Eixo 3 Relação Escola Família - Comunidade2. Identificação da Ação INTER@GIR3. Identificação da Dimensão Ambiente em @ção4. Atividade Exposição de maquetas sobre recursos Naturais, Fontesde Poluição, Preservação, Conservação da Natureza eda Biodiversidade5. Responsável / Colaboradores Coordenadoras do projecto e professoras de CiênciasNaturais6. Breve descrição da execução daatividadeNo âmbito da disciplina de ciências naturais e de acordocom o programa desta disciplina, os alunos do 8º anorealizaram várias maquetas sobre recursos Naturais,Fontes de Poluição, Preservação, Conservação daNatureza e da Biodiversidade. Fizeram parte de umaexposição que foi visitada por toda a comunidadeeducativa, no dia 6 de junho, dia do Eco Escolas.7. Dados Quantitativos Alunos do 8º ano e professoras de Ciências Naturais8. Avaliação dos Objetivos Muito Bom8.1. Justificação8.2. Contributo da Atividade Muito Bom8.2.1. Justificação-Desenvolveu a consciência ecológica da comunidadeeducativa;-Identificou os problemas ambientais com vista a umaintervenção eficiente na preservação da natureza;-Compreendeu a necessidade da existência de regraseficientes para a proteção da natureza;- Promoveu a educação cívica;-Favoreceu o trabalho em equipa.9. Dificuldades na execução da Ação Nada a registar10. Articulação Houve articulação entre a escola, ABAE e famílias.11. Observações Os alunos participaram ativamente e com um grandemotivação ao longo de todo o trabalho.12. Análise Global Os alunos e pais envolveram-se na atividade com grandesatisfação, adquiriram conhecimentos sobre questõesambientais e alertaram a comunidade educativa sobre osa importância da preservação do ambiente e a conduta ater .As maquetas foram de grande qualidade.
  49. 49. Escola Básica de Canidelo49- Dia do Eco EscolasO dia do Eco Escolas decorreu no dia 6 de Junho de 2012. Foram decorados vários espaços daescola com os trabalhos realizados ao longo do ano letivo.Realizou-se um desfile que envolveu 2226 alunos, Encarregados de Educação, Professores,professores, Policia da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, APECA, Técnicos da Câmara Municipalde Gaia, Junta de Freguesia, etc. Todos os fatos usados no desfile foram feitos com material dedesperdício e cada turma levava cartazes com frases que sensibilizavam a população sobre as diversasformas de proteger o ambiente.
  50. 50. Escola Básica de Canidelo50
  51. 51. Escola Básica de Canidelo51- Placar Eco Escolas- Divulgação de informação / atividades do projeto Eco Escolas através do Jornal da Escola e do Placarna sala dos alunos;- Participação no Encontro Eco EscolasA escola participou no primeiro encontro Eco Escolas dinamizado pela Câmara Municipal de Vila Novade Gaia que decorreu na Escola Básica da Madalena. Participaram todas as escolas do município quefazem parte deste projecto. Várias escolas partilharam os seus projectos.

×