• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Um mover d'olhos brando e piadoso
 

Um mover d'olhos brando e piadoso

on

  • 9,926 views

 

Statistics

Views

Total Views
9,926
Views on SlideShare
8,846
Embed Views
1,080

Actions

Likes
0
Downloads
92
Comments
0

14 Embeds 1,080

http://camiloportuguesemlinha.blogspot.pt 982
http://camiloportuguesemlinha.blogspot.com 41
http://www.camiloportuguesemlinha.blogspot.ru 17
http://camiloportuguesemlinha.blogspot.ru 11
http://camiloportuguesemlinha.blogspot.com.br 9
http://camiloportuguesemlinha.blogspot.fr 5
http://camiloportuguesemlinha.blogspot.de 4
http://www.camiloportuguesemlinha.blogspot.pt 4
http://www.camiloportuguesemlinha.blogspot.com.es 2
http://www.camiloportuguesemlinha.blogspot.com.br 1
http://www.google.pt 1
http://camiloportuguesemlinha.blogspot.com.ar 1
http://camiloportuguesemlinha.blogspot.mx 1
http://camiloportuguesemlinha.blogspot.co.uk 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Um mover d'olhos brando e piadoso Um mover d'olhos brando e piadoso Presentation Transcript

    • Luís de Camõeso amor petrarquista / saudosista “Um mover de olhos, brando e piedoso”
    • Tema Beleza da mulher amada e fascínio que ela exerce nosujeito lírico.
    • Assunto Camões expõe à maneira de Petrarca os atributosmorais da mulher amada, a sua Circe (feiticeira), que “pôdetransformar-lhe o pensamento”: brandura, piedade,honestidade, doçura, humildade, modéstia, bondade,retraimento, serenidade, obediência e mansidão. Trata-se de um retrato idealizado, indefinível.
    • Desenvolvimento do assunto1ª parte Faz-se uma enumeração dos atributos físicos e(quadras+ morais da mulher amada, repetindo-se a mesma1º terceto) estrutura frásica (artigo indefinido + substantivo + adjetivo). Trata-se do retrato da mulher amada, onde são focados aspetos assaz abstratos (cf. artigo indefinido). Na 1ª quadra, referem-se aspetos exteriores (olhar, riso, rosto) e, em seguida, a descrição da amada engloba atitudes, qualidades e estados.2ª parte Atentar no pronome demonstrativo “Esta”, que(2º terceto) introduz o fim da enumeração presente na 1ª parte. Nesta 2ª parte, sintetizam-se os atributos da mulher amada, que fascina o poeta.
    • Esquema rimáticoABBA / ABBA / CDE / CDE (rima interpolada eemparelhada nas quadras e interpolada nos tercetos)
    • Recursos de estilo relevantesEncavalgamento ou transporte, que acentua a fluidez doritmo da enumeração;Anáfora (repetição do artigo indefinido em início de versoe que marca a passagem de uma qualidade para outra);Adjetivação, que marca o discurso valorativo que o sujeitotece sobre a mulher amada;Antítese: “celeste formosura” / “mágico veneno”, quecomprova que está a ser descrita uma mulher quaseindefinível.
    • Em suma:“É porventura (este) o mais célebre […] retrato da mulher amada que Camõesdeixou. O retrato, feito com base em enumerações iniciadas por “Um” (o que marcauma certa indefinição) é quase convencional, à maneira petrarquista: da amada serefere mais que os traços físicos a impressão que causam – brandura, piedade,timidez, gravidade, modéstia, bondade, serenidade, melancolia. Mas repare-se que cadaum dos traços aponta, de certo modo, para antíteses “brando e honesto/quaseforçado”, “encolhido ousar”, “doce e humilde gesto/de qualquer alegria duvidoso” –etc.E porquê a tristeza, o “medo sem ter culpa”, o “longo e obediente sofrimento”? Estamulher enigmática […] é, afinal, ela própria, sede de contradição, como se revela na2ª parte do soneto […]; é também a Circe, a feiticeira, que, com “mágico veneno”,perturbou, transformou o pensamento […] do poeta.” in Eu cantarei de amor, Amélia Pinto Pais