SIBRT:Benchmarking em Segurança Viária        de Sistemas de Ônibus                 Luis Ricardo Gutierrez       Diretor E...
 8 países – 19 cidades da América Latina                                        20 milhões de passageiros diários       ...
SIBRT Objetivos/Áreas de trabalho                         Secretaria Geral:Parceiro Estratégico:Inspiração:
SIBRT é uma associação de Benchmarking Agências colaboram para melhorar Processo de desenvolvimento de capacidades (não ap...
Temas do Benchmarking SIBRT  Segurança Viária em Sistemas de Ônibus Urbanos  Qualidade de Serviço e Satisfação do Usuário ...
Guias de Melhores PráticasEstudos de Casos com revisão da literatura, dasmelhores práticas e das experiências importantesd...
Mais veículos em circulação significa     mais mortes por acidentes                                          Fonte: FHWA H...
Segurança Viária: A próxima batalha a ser        vencida na saúde pública• Grande impactos   – Acidentes matam >1.2 milhõe...
Acidentes podem chegar à 5ª causa de mortes    no mundo até 2030 segundo projeções        2004                            ...
A taxa de mortalidade em acidentes de países de baixa renda é o dobro da observada nos países                  de renda al...
Quase metade das mortes em acidentes são de pessoas “vulneráveis”, cujas necessidades são frequentemente    negligenciadas...
Existem poucos investimentos em segurançaviária em comparação a outras causas de mortes                                $20...
Problema da Segurança Viária na América Latina• Acidentes Rodoviários são um sério  problema nas cidades da América  Latin...
Melhoria do Transporte e Segurança             Viária na América Latina Sistemas Integrados de                            ...
A implementação da Macrobús de Guadalajarareduziu os acidentes de trânsito no corredor BRT250                             ...
A implementação do TransMilenio reduziu as    fatalidades de trânsito na Av. Caracas                                      ...
Um BRT pode transportar mais passageiros   de maneira mais segura que o trânsito misto         Passageiros por hora por di...
Mas existem diferenças significativas na     segurança viária em sistemas de ônibus:Percentual de atropelamentos fatais no...
TOLERÂNCIA ZERO EM SEGURANÇADeclaração de Guayaquil da II Assembleia Geral SIBRT    Implantar estratégias e ações alinhada...
I Workshop de                                     Segurança Viária                                     SIBRT - BrasilData ...
Temas da análise SWOT        COLETA E ANÁLISE DE DADOS E A        PROPOSIÇÃO DE MEDIDAS        INTEGRAÇÃO INSTITUCIONAL   ...
World Café: análise SWOT
Destaques da análiseSWOT                       Necessidade de integração institucional                       Formalização ...
World Café                COLETA E ANÁLISE DE DADOS E A                   PROPOSIÇÃO DE MEDIDASAlgumas cidades já realizam...
World Café                 INTEGRAÇÃO INSTITUCIONALIntegração institucional apareceu como um dos principais aspectos param...
World Café                      INFRAESTRUTURA E                         SINALIZAÇÃOFaltam recursos para melhor infraestru...
World Café               OPERAÇÃO E FISCALIZAÇÃOFaltam recursos humanos e equipamentos para fiscalização emmuitos casos e ...
Contribuições doCongresso SIBRT de Leónem segurança viária:   Cidades da América Latina sofrem com os mesmos problemas de ...
Segurança Viária em Corredores de Ônibus -                Road TestO programa de Segurança Viária da SIBRT está apoiado no...
Um estudo global, que inclui                 diversas cidades no mundo                                               Istan...
• Auditorias e inspeções em 5 cidades    • 190 km de corredores analisados   • Mais de 2 milhões de passageiros       tran...
Um bom projeto de engenharia éfundamental para a segurança viária!         30 – 40 % de redução             nos acidentes
Próximos passos Estamos escrevendo os Termos de Referência para desenvolver pesquisas para formular os Guias de Melhores P...
Reconhecimento das melhoriasNosso plano é reconhecer as agências que apresentemmelhorias importantes em segurança viária c...
O transportesustentável salvavidas, tempo edinheiro!            Obrigado!            LGutierrez@wri.org     www.embarq.org...
Segurança viária nos corredores de ônibus latino-americanos - Luis Gutierrez, diretor estratégico de EMBARQ para América L...
Segurança viária nos corredores de ônibus latino-americanos - Luis Gutierrez, diretor estratégico de EMBARQ para América L...
Segurança viária nos corredores de ônibus latino-americanos - Luis Gutierrez, diretor estratégico de EMBARQ para América L...
Segurança viária nos corredores de ônibus latino-americanos - Luis Gutierrez, diretor estratégico de EMBARQ para América L...
Segurança viária nos corredores de ônibus latino-americanos - Luis Gutierrez, diretor estratégico de EMBARQ para América L...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Segurança viária nos corredores de ônibus latino-americanos - Luis Gutierrez, diretor estratégico de EMBARQ para América Latina e secretário geral da Associação Latino-Americana de Sistemas Integrados e BRT - SIBRT

730 views
634 views

Published on

Segurança viária nos corredores de ônibus latino-americanos - Luis Gutierrez, diretor estratégico de EMBARQ para América Latina e secretário geral da Associação Latino-Americana de Sistemas Integrados e BRT - SIBRT

-
EMBARQ

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
730
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
18
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • 7 countries - 18 Latin American cities10 million passengers daily700 km exclusive lanes30,000 transport units
  • Implementar las estrategias y acciones enmarcadas en el Plan para la Década de Acción de la Seguridad Vial 2011-2020 asumido por la Organización Mundial de la Salud. En ese sentido, adelantar acciones tendientes a que haya cero tolerancia a lesiones graves y muertes en los sistemas integrados de transporte y corredores BRT. En particular, mejorar el diseño y la operación de los sistemas integrados de transporte y corredores BRT para incrementar la seguridad vial de todos los usuarios, especialmente de peatones y ciclistas, así como educar a los conductores de vehículos y recolectar data relacionada con accidentes de tránsito. El primer caso del sistema benchmarking estará enfocado en la mejora de las condiciones de seguridad vial de los sistemas, con realización de auditorías e inspecciones de los sistemas y la constitución de equipos especializados.
  • Segurança viária nos corredores de ônibus latino-americanos - Luis Gutierrez, diretor estratégico de EMBARQ para América Latina e secretário geral da Associação Latino-Americana de Sistemas Integrados e BRT - SIBRT

    1. 1. SIBRT:Benchmarking em Segurança Viária de Sistemas de Ônibus Luis Ricardo Gutierrez Diretor Estratégico para América Latina – EMBARQ Secretário Geral - SIBRT Rio de Janeiro, Junho 2012
    2. 2.  8 países – 19 cidades da América Latina  20 milhões de passageiros diários  700 km de corredores exclusivos  30.000 unidades de transporteA Associação Latino-Americana de Sistemas Integrados e BRT (SIBRT) trabalha para odesenvolvimento e melhoria da qualidade do transporte urbano na região.
    3. 3. SIBRT Objetivos/Áreas de trabalho Secretaria Geral:Parceiro Estratégico:Inspiração:
    4. 4. SIBRT é uma associação de Benchmarking Agências colaboram para melhorar Processo de desenvolvimento de capacidades (não apenas banco de dados e fórum) Inovação é o resultado da colaboração Exemplo de Desempenho Melhorado Desempenho futuro Desempenho Desempenho + atual Dados fora de tendência Custo / outro atributo +
    5. 5. Temas do Benchmarking SIBRT Segurança Viária em Sistemas de Ônibus Urbanos Qualidade de Serviço e Satisfação do Usuário Financiamento de Sistemas Integrados de Transporte Congresso de Termos de Guias de Sistema de Fichas Melhores Referência,Técnicas Indicadores de Práticas e Contratação Melhores Benchmarking Práticas Workshops e Estudos
    6. 6. Guias de Melhores PráticasEstudos de Casos com revisão da literatura, dasmelhores práticas e das experiências importantesdos associados e de outras agênciasGuias com as atividades, processos e soluçõesque orientem a tomada de decisões nas agênciaspara melhorar padrões de qualidadePlanos de Ação para apoiar as agências naadoção de soluções nos temas prioritários. Osprincipais casos de sucesso serão premiados.Melhoria substancial nos padrões de qualidade!
    7. 7. Mais veículos em circulação significa mais mortes por acidentes Fonte: FHWA Highway Statistics, 2008; EMBARQ035030025020 R² = 0.69015010005 - 10 20 30 40 50
    8. 8. Segurança Viária: A próxima batalha a ser vencida na saúde pública• Grande impactos – Acidentes matam >1.2 milhões de pessoas e ferem entre 20 e 50 milhões todos os anos. – Na maioria dos países a epidemia de acidentes continua crescendo.• Passível de intervenção pública – Intervenções legais tem custos relativamente baixos e sua implantação e fiscalização é efetiva. – Bons resultados podem ser atingidos com participação coordenada do governo, ONGs, parcerias público-privadas e a sociedade civil.
    9. 9. Acidentes podem chegar à 5ª causa de mortes no mundo até 2030 segundo projeções 2004 2030 (base) (projetado) Acidentes atualmente matam mais de 1,2 milhões ao ano, mas podem chegar a 2,4 milhões por ano em 2030.
    10. 10. A taxa de mortalidade em acidentes de países de baixa renda é o dobro da observada nos países de renda alta. por 100,000 habitantes 25 21,5 19,5 20 15 10,3 10 5 0 Low-Income Medium-Income High-Income Mais de 90% dos acidentes ocorrem em países de baixa e média renda, mesmo que estes países tenham menos da metade dos veículos registrados.
    11. 11. Quase metade das mortes em acidentes são de pessoas “vulneráveis”, cujas necessidades são frequentemente negligenciadas nas políticas de segurança viária * Pedestrians, cyclists, and riders of motorized two- wheeled vehicles and their passengers Em países em desenvolvimento, 80% das mortes são de pessoas vulneráveis (comparados a aproximadamente 20% em alguns países desenvolvidos)
    12. 12. Existem poucos investimentos em segurançaviária em comparação a outras causas de mortes $20 2,5 Financiamento Global, 2007 (todos os recursos, US$ bilhões) 2 Global Funding ($ Billions) Annual Deaths (millions) $15 Mortes Anuais (milhões) 1,5 $10 1 $5 0,5 $0 0 AIDS TB Malaria Road Traffic Safety (US$13 milhões em fundos)
    13. 13. Problema da Segurança Viária na América Latina• Acidentes Rodoviários são um sério problema nas cidades da América Latina – O Brasil e o México estão entre os 10 países com maior número de mortos em acidentes.• Muitos dos acidentes de tráfego são resultados do que chamamos de “the war for the cent.” Esta situação tem um alto custo para a sociedade.
    14. 14. Melhoria do Transporte e Segurança Viária na América Latina Sistemas Integrados de Corredores PassageirosTransporte e BRTs visam Modos # Cidades Exclusivos - dia (km) avançar a BRT em operação 20 799 7,664,192 qualidade, segurança e BRT em implementação e/ou 13 456 5,427,266 acessibilidade no expansão transporte público nas Sistemas Integrados com BRT 4 265 11,170,000 Apenas Sistemas Integrados maiores cidades da 16 7,782,137 (++ Brasileiros/privados) América Latina. SIT com BRT em 2 5,300,000 implementação TOTAL 55 1,520 37,343,595 Photos by Mariana Gil.
    15. 15. A implementação da Macrobús de Guadalajarareduziu os acidentes de trânsito no corredor BRT250 5000 BRT Antes Durante a construção BRT Depois do início da operação 4500 Acidentes na cidade200 4000 3500150 3000 2500100 2000 150050 1000 500 0 0
    16. 16. A implementação do TransMilenio reduziu as fatalidades de trânsito na Av. Caracas 70 60Annual fatalities on Av. Caracas, Bogota 50 40 30 20 10 0 1996 1998 2000 2002 2004 2006 2008 2010 Fatalities on corridor Tendency without TransMilenio Tendency with TransMilenio
    17. 17. Um BRT pode transportar mais passageiros de maneira mais segura que o trânsito misto Passageiros por hora por direção (pico) Acidentes por ano2 general traffic lanes 3194 2 general traffic lanes 726 1 BRT lane 5000 1 BRT lane 6
    18. 18. Mas existem diferenças significativas na segurança viária em sistemas de ônibus:Percentual de atropelamentos fatais nos corredores envolvendo ônibus: BRTS, Delhi 64%Cristiano Machado Busway, Belo Horizonte 57% Av. Caracas, TransMilenio, Bogota 38% Busways, Porto Alegre 29% Macrobus, Guadalajara 0% Metrobus Line 1, Mexico City 0%
    19. 19. TOLERÂNCIA ZERO EM SEGURANÇADeclaração de Guayaquil da II Assembleia Geral SIBRT Implantar estratégias e ações alinhadas com os objetivos para a Década de Ação pela Segurança no Trânsito 2011-2020 assumido pela Organização Mundial Saúde. Propor medidas para garantir tolerância zero para ferimentos graves e mortes nos sistemas integrados de transporte e corredores de BRT.
    20. 20. I Workshop de Segurança Viária SIBRT - BrasilData e local: 8-10 fevereiro 2012, São Paulo (SPTrans)Participantes :  4 agências SIBRT: BHTrans, CMTC, SPTrans e URBS  5 agências brasileiras convidadas:23 técnicos de agências de transito e transporte, além de participantesde ONGs e consultores
    21. 21. Temas da análise SWOT COLETA E ANÁLISE DE DADOS E A PROPOSIÇÃO DE MEDIDAS INTEGRAÇÃO INSTITUCIONAL INFRAESTRUTURA E SINALIZAÇÃO OPERAÇÃO E FISCALIZAÇÃO
    22. 22. World Café: análise SWOT
    23. 23. Destaques da análiseSWOT Necessidade de integração institucional Formalização de acordos institucionais Aproximação do setor de saúde Importância de garantir recursos para manutenção do sistema viário Marketing sobre segurança viária
    24. 24. World Café COLETA E ANÁLISE DE DADOS E A PROPOSIÇÃO DE MEDIDASAlgumas cidades já realizam investigação dosacidentes, independetemente da perícia da polícia, para coletarinformações sobre causas, que permitam propor medidas.Nas fontes de informações sobre acidentes usuais, frequentemente faltaconsistência e confiabilidade nos dados (cada órgão coleta dadoscom objetivos distintos). Existe oportunidade para integração entreórgãos na coleta de dados (transito, transporte, saúde, etc) e parapadronização na coleta de dados.Existe interesse em não coletar e divulgar dados de acidentes.Faltam medições do impacto positivo das medidas mitigadorasimplantadas.Faltam recursos e integração institucional para melhorar a segurançaviária e para implementar medidasExistem oportunidades para criar de indicadores deacidentes, definir metas, avaliar melhorias na segurança, identificarpontos frágeis e realizar benchmarking.
    25. 25. World Café INTEGRAÇÃO INSTITUCIONALIntegração institucional apareceu como um dos principais aspectos paramelhoria da segurança nos sistemas de ônibus. Em muitas cidades brasileiras a gestão do trânsito e transporte na mesma agência facilita a implantação de medidas integradas. Na implantação de projetos, nem sempre existe uma boa coordenação entre secretarias e agências. Falta uma política clara de alocação de recursos em segurança viária (transparente, contínua) Existem cada vez mais oportunidades de ações conjuntas entre agências, todos estão preocupados com a segurança. Existe um potencial para formalizar parcerias institucionais e traçar planos de ação conjuntos (planejamento urbano, transito, transporte, saúde, etc.)
    26. 26. World Café INFRAESTRUTURA E SINALIZAÇÃOFaltam recursos para melhor infraestrutura, sinalização.Em alguns casos não se considera a segurança viária nos projetos.Existe excesso ou falta de padronização na sinalização, às vezesnão se confia na sinalização (vertical, horizontal, elétrica)Existem oportunidades para analisar soluções com melhor custo-benefício e utilizar melhores tecnologias na sinalização.Problemas como falta de continuidade na gestão pública e políticasdificultam a melhoria da infraestrutura e sinalização. Em outros a faltade controle de qualidade na implantação é uma ameaça.
    27. 27. World Café OPERAÇÃO E FISCALIZAÇÃOFaltam recursos humanos e equipamentos para fiscalização emmuitos casos e existem dificultades na contratação de fiscais(processo seletivo) e dificuldade em manter-los no cargo(remuneração).Fiscalização do transporte público as vezes é dificultada pelosoperadores.Existem dificuldadades na aplicação de multas (valoresbaixos, influência da imprensa, ameaças aos fiscais)Muitas vezes os contratos de concessão não contém mecanismos queestimulem a redução de acidentes.Existem importantes oportunidades de trabalhar o tema de segurançacom motoristas (respeito ao usuário, autoestima, acompanhamentopsicológico e direção defensiva).Existem oportunidades para melhorar a segurança na operação emcorredores controlando a velocidade e os tempos semafóricos paratravessia de pedestres, por exemplo.
    28. 28. Contribuições doCongresso SIBRT de Leónem segurança viária: Cidades da América Latina sofrem com os mesmos problemas de segurança viária do Brasil Muitos acidentes são causados por imprudência de outros veículos e pedestres ao longo de corredores. O Metrobús (Cidade do México) comentou sobre a importância da capacitação de condutores, educação da população e uso de fiscais de trânsito em pontos críticos. A Protransporte (Lima) apresentou os projetos de melhoria da infraestrutura e sinalização em pontos críticos.
    29. 29. Segurança Viária em Corredores de Ônibus - Road TestO programa de Segurança Viária da SIBRT está apoiado nos avançosalcançados pela Rede EMBARQ através de: Auditorias e inspeções realizadas nos BRTs latino-americanos. Pesquisa desenvolvida em nível mundial focada na infraestrutura e sinalização dos sistemas de ônibus cujas conclusões estão em Guias de Segurança BRT: Road TestSIBRT com o apoio da Rede EMBARQ se propõe a desenvolver guiasmais amplos que incluamos temas de dados, alinhamentoinstitucional, operações e fiscalização.
    30. 30. Um estudo global, que inclui diversas cidades no mundo IstanbulVancouver DelhiGuadalajara Mexico City Ahmedabad Cali Pereira Bogota São Paulo Curitiba Porto Alegre Brisbane
    31. 31. • Auditorias e inspeções em 5 cidades • 190 km de corredores analisados • Mais de 2 milhões de passageiros transportados por ônibus por dia
    32. 32. Um bom projeto de engenharia éfundamental para a segurança viária! 30 – 40 % de redução nos acidentes
    33. 33. Próximos passos Estamos escrevendo os Termos de Referência para desenvolver pesquisas para formular os Guias de Melhores Práticas SIBRT em Segurança Viária Congresso Termos de Guias de Sistema de Fichas de Melhores ReferênciaTécnicas Indicadores de Práticas e Contratação melhores Benchmarking práticas Workshops e Estudos Até 2016 esperamos reduzir em ao menos 25% o número de acidentes, mortes e lesões na média dos Associados SIBRT. O resultado será medido com a metodologia que a EMBARQ está desenvolvendo com o apoio da Bloomberg Philanthropies.
    34. 34. Reconhecimento das melhoriasNosso plano é reconhecer as agências que apresentemmelhorias importantes em segurança viária com um prêmiode qualidade SIBRT.
    35. 35. O transportesustentável salvavidas, tempo edinheiro! Obrigado! LGutierrez@wri.org www.embarq.org | www.sibrtonline.org

    ×