Your SlideShare is downloading. ×
0
DIA DO HINO NACIONAL
DIA DO HINO NACIONAL
DIA DO HINO NACIONAL
DIA DO HINO NACIONAL
DIA DO HINO NACIONAL
DIA DO HINO NACIONAL
DIA DO HINO NACIONAL
DIA DO HINO NACIONAL
DIA DO HINO NACIONAL
DIA DO HINO NACIONAL
DIA DO HINO NACIONAL
DIA DO HINO NACIONAL
DIA DO HINO NACIONAL
DIA DO HINO NACIONAL
DIA DO HINO NACIONAL
DIA DO HINO NACIONAL
DIA DO HINO NACIONAL
DIA DO HINO NACIONAL
DIA DO HINO NACIONAL
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

DIA DO HINO NACIONAL

1,572

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,572
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
27
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. HOMENAGEM DO TERCEIRÃO 01
  • 2.  
  • 3. HISTÓRIA DO HINO NACIONAL BRASILEIRO <ul><li>A história do Hino Nacional Brasileiro é pouco divulgada e geralmente se limita a uma breve referência aos autores da letra e da música. mas ela é riquíssima e reflete, talvez mais do que qualquer outro dos Símbolos Nacionais, os momentos mais importantes de nossa História. </li></ul><ul><li>O hino brasileiro nasceu ao calor das agitações populares, num dos momentos mais dramáticos de nossa História, quando a independência do Brasil vacilava em razão dos desmandos autoritários do mesmo soberano que a proclamara. O hino teve três versões. </li></ul><ul><li>Segundo Luís Heitor de Azevedo Correia, o Hino Nacional Brasileiro foi cantado pela primeira vez &quot; entre girândolas de foguetes e vivas entusiásticos&quot;, quando da partida de D. Pedro I. Portanto, em 13 de abril de 1831. </li></ul><ul><li>Em 1841, recebeu a segunda versão, segunda letra, que celebrava a coroação de D. Pedro II. </li></ul><ul><li>Por mais incrível que pareça, durante quase um século o Hino Nacional Brasileiro foi executado sem ter, oficialmente, uma letra. As muitas tentativas de acrescentar um texto à música não vingaram. </li></ul><ul><li>Só em 1909 é que apareceu o poema de Joaquim Osório Duque Estrada. Não era ainda oficial. Tanto que, sete anos depois, ele ainda foi obrigado a fazer 11 modificações na letra. O Centenário da Independência já estava chegando. Aí o presidente Epitácio Pessoa declarou a letra oficial no dia 6 de setembro de 1922. Como Francisco Manoel já tinha morrido em 1865, o maestro cearense Alberto Nepomuceno foi chamado para fazer as adaptações na música. Finalmente, depois de 91 anos, nosso hino estava pronto! </li></ul>
  • 4. Letra: Joaquim Osório Duque Estrada Manuscrito original
  • 5. Música: Francisco Manuel da Silva
  • 6. Vocabulário (Glossário)   do Hino Nacional Brasileiro <ul><li>Plácidas : calmas, tranqüilas </li></ul><ul><li>Ipiranga : Rio onde às margens D.Pedro I proclamou a Independência do Brasil em 7 de setembro de 1822. </li></ul><ul><li>Brado : Grito </li></ul>
  • 7. <ul><li>Retumbante : som que se espalha com barulho </li></ul><ul><li>Fúlgido : que brilha, cintilante </li></ul><ul><li>Penhor : garantia </li></ul>
  • 8. <ul><li>Idolatrada : Cultuada, amada </li></ul><ul><li>Vívido : </li></ul><ul><li>intenso </li></ul><ul><li>Formoso : lindo, belo </li></ul>
  • 9. <ul><li>Límpido : puro, que não está poluído </li></ul><ul><li>Cruzeiro : Constelação (estrelas) do Cruzeiro do Sul </li></ul><ul><li>Resplandece : que brilha, iluminidada. </li></ul>
  • 10. <ul><li>Impávido : corajoso </li></ul><ul><li>Colosso : grande </li></ul><ul><li>Espelha : reflete </li></ul>
  • 11. <ul><li>Gentil : Generoso, acolhedor </li></ul><ul><li>Fulguras : Brilhas, desponta com importância </li></ul><ul><li>Florão : flor de ouro </li></ul>
  • 12. <ul><li>Garrida : </li></ul><ul><li>Florida, enfeitada com flores </li></ul><ul><li>Idolatrada : Cultivada, amada acima de tudo </li></ul><ul><li>Lábaro : </li></ul><ul><li>bandeira </li></ul>
  • 13. <ul><li>Ostentas : Mostras com orgulho </li></ul><ul><li>Flâmula : Bandeira </li></ul><ul><li>Clava : </li></ul><ul><li>arma primitiva de guerra, tacape </li></ul>
  • 14. <ul><li>De acordo com o Capítulo V da Lei 5.700 (01/09/1971) , que trata dos Símbolos Nacionais, durante a execução do Hino Nacional , todos devem tomar atitude de respeito, de pé e em silêncio. </li></ul><ul><li>Civis do sexo masculino com a cabeça descoberta e os militares em continência, segundo os regulamentos das respectivas corporações. </li></ul><ul><li>Além disso, é vedada qualquer outra forma de saudação ( gestual ou vocal como, por exemplo, aplausos, gritos de ordem ou manifestações ostensivas do gênero, sendo estas desrespeitosas ou não). </li></ul>
  • 15.  
  • 16.  
  • 17. Letra da Introdução <ul><li>A parte instrumental da introdução do Hino Nacional Brasileiro possuía uma letra, que acabou excluída da sua versão oficial do hino. Essa letra é atribuída a Américo de Moura , natural de Pindamonhangaba , presidente da província do Rio de Janeiro nos anos de 1879 e 1880 . </li></ul><ul><li>Vamos ouvir. </li></ul>
  • 18. Letra da introdução do Hino Nacional Brasileiro <ul><li>Espera o Brasil que todos cumprais o vosso dever Eia! avante, brasileiros! Sempre avante Gravai a buril nos pátrios anais o vosso poder Eia! avante, brasileiros! Sempre avante Servi o Brasil sem esmorecer, com ânimo audaz Cumpri o dever na guerra e na paz À sombra da lei, à brisa gentil O lábaro erguei do belo Brasil Eia sus*, oh sus! </li></ul>
  • 19. <ul><li>Agora, todos em atitude de respeito, de pé vamos cantar o HINO NACIONAL BRASILEIRO. </li></ul>

×