Autora: Eduarda Naiany.
Capitulo 1 Sisters.Se você não tem uma irmã mais nova ou mais velha e chata vocênão sabe o que eu passo... Ter irmã mais v...
Notaram o pequeno exagero nos adjetivos? Pois é sou bem realista.Tem outra coisa... Ela só namora o cara que eu gosto pra ...
- deve ta no quarto dela.- vai sair?- vou... Por que?- nada.- foi o que eu pensei tchau.- até mais.Nunca pensei que fosse ...
- me desculpa Zacky...- tudo bem Nia... Não tem problema. Abraçou-me.- e agora Zacky?- agora melhor você ir pra casa sua m...
entre os nossos corpos desabotuando minha calça que já foi ficandopelo chão do quarto... Algo duro tocou meu corpo... Ele ...
- Zacky... Quero que fique com a guitarra.- mas é sua.- agora não é mais...Zacky levou a guitarra com ele e dali em diante...
fui para o salão de festas sentei em uma mesa sozinha... Não tinhacontado a Zacky que estava ali queria fazer uma surpresa...
And I held your hand through all of these yearsBut you still have all of meCantando do jeito que lembrava... Era difícil d...
- achei! Toma aqui está.Entreguei a ele a caixa preta...- o que será... Perai... Uau Nia que perfeitas...- mandei fazer um...
- vamos pequeno acorde... Eu fazia massagem cardíaca... A agua domeu cabelo escorria junto as minhas lagrimas de medo...- ...
corri para ver o que era... Vi um vulto estranho preto e uma mulherestirada no chão com a garganta cortada...- Nia... O qu...
- olá rapazes.- Matt e Johnny essa é Niara uma amiga minha.E Matt foi o primeiro a dizer:- olá Niara.- eae Niara.- prontin...
O almoço foi bem legal os meninos são uns amores... Mas o medoainda batia em mim...Queria poder dizer que não estava preoc...
- acredite é bem real.Levantei saindo do quarto...- NIARA! AONDE VOCÊ VAI?- sumam de perto de mim... Vocês são malucos...V...
Sentei na banheira e aos poucos molhava meus cabelos e limpava ocorpo com a espuma... Estava tão tranquilo que dava pra do...
- não sou tão idiota quanto pareço Sammy.- não tem nada a ver uma coisa com a outra.- tem sim...- vamos embora daqui... Vo...
- nossa.- eu não sei bem... por que ganhei um sentimento especial por você.- sentimento especial? Que tipo de sentimento e...
Se nós pudéssemos ganhar o tempo para deixar tudo na linhaEu poderia descansar minha cabeçaApenas sabendo que você é minha...
nas mãos dela e o que ela fez com ele... Parei imediatamente aquelebeijo chorando desesperada...- NIARA! AONDE VOCÊ VAI?- ...
- pronto... Aqui está... Acho que não ficou muito bom, mas podeajudar.- já ajuda bastante Nia.- então eu já vou...- espera...
- você poderia estar se divertindo, mas está aqui comigo, estouestragando suas férias.- não está não Nia.- porque será que...
olhei seu rosto em meio aquele movimento... Ah! Ele gostava e comogostava. Subi em seu corpo e o olhei...- me morde com vo...
- você está me deixando maluco.Beijei seu ombro... Toquei seu cabelo arrepiado com nossa zona.Ele se virou me arremessando...
Deitei junto com ele e dormimos...Capitulo 5 resultando em confusõesNiara POV...Acordei na manhã seguinte com alguém baten...
- pode...Fui saindo quando Zacky me perguntou...- ei Nia? Você não disse que não ia sair do quarto?- eu sei! Mas eu precis...
voz alta que irá ao toalet... Só que não entre no feminino... Seesconda em um dentro do masculino... E o resto deixe comig...
- eu sei! Me perdoe... Peço perdão a você ao Zacky ao Brian... Atodos que maguei... Estava errada... Fui egoista com você ...
Ele se jogou ao lado contrario deitando... Eu sabia que ele estavafazendo cena... Subi em seu colo e com uma de minhas pro...
- OLHEM LÁ É O SYNYSTER GATES!!! Dezenas de garotas corriamao encontro dele... Ele me olhou assustado e gritou correndo pa...
- nossa...- o que foi Amy?- que gatinho.Começei a rir...- pois é...De repente ouvimos passos na escada era Zacky... Sabe a...
- vai sim ele ainda te ama.Amy ficou azul e eu ri.- melhor mudarmos de assunto...- então vamos subir... Você pode tomar ba...
- ele está no estudio... Deu um problema na fechadura da case daguitarra dele e o genio tá tentando arrumar.- ah! Valeu......
- você é louca! Alias sei porque você está tão nervosa...- porque?- por que Zacky vai estar lá!- não tem nada a ver!- imag...
- valeu Matt.- quer uma base Amy?- se vocês puderem me dar uma ajudaria...- Rev... Manda ver ai meu filho.- pode deixar Za...
E naquele dia tirei força de um lugar que nem eu imaginava ecarreguei ela no colo até sua casa...Flashback... Off.Se eu ti...
- nossa senhora do Rock! Caramba que grave perfeito!Vi um sorriso no rosto de Matt.- obrigado...Ela ficava envergonhada.Eu...
- maninha? Você tá ai?Ela resmungou...- meu amor? Você tá me ouvindo?- apesar da minha cabeça doer muito sim.- droga devia...
um back em cima de outro... Perdi minha irmã... e pior que aquilo foireceber Syn na minha casa e ouvir o que ele me contou...
- sim, faz tanto tempo não acha? Deve pensar porque ele continuouapaixonado por uma garota que o rejeitou todo esse tempo....
tudo acabou de uma forma romântica, os dois dormindo abraçadosna cama dele...Capitulo 6 a festa.Niara POV...Acordei com um...
- tchau...Vi Amy sair saltitando como filhote de bezerro quando aprende aandar.- cada uma que eu tenho que ver...- o que f...
- SYNYSTER!- calma... Desculpa, eu vou te dar um desconto e vou encher pravocê...Sentei na beira vendo a agua cobrir a ban...
- bom Amy... Sua irmã ia falar alguma coisa.- na verdade eu tenho uma noticia...- noticia? Você tá gravida?Quase cai da ca...
Escolher vestidos com Amy é um trabalho complicado, quando vocêacha que ela gostou de um ela logo acha outro e mais outro ...
Pior do que estar atrasada era ter Amy, Zacky e Syn me chamando acada cinco segundos... Eu finalmente estava pronta descem...
A noite parecia que não tinha fim... ok, sei que estão curiosos parasaber como somos mais ou menos... vou apresentar nosso...
A loira da Amy...
E eu a NiaraLindas não? Pois é...
Prosseguindo a historia, voltando ao foco...Caminhamos até a festa novamente quando Jimmy viu a Mari,peguei o apelido da A...
Tinha dias na minha adolescência... Vish lá vem ela falar dopassado... Vou sim ok?Tinha dias na minha adolescência em que ...
Vi Jimmy vindo correndo com Mari em seu abraço vi também orestante do povo todos pareciam amedrontados... Syn já foi logof...
Dean olhou dando indiretas com o olhar...Eu tremia... Logo Dean saiu...Puxei a conversa...- o que você quer?Ele riu...- en...
- chegou minha hora... Estou vendo a luz...- vai lá... Boa sorte... Entre na luz...- foi bom conhecer você Niara...- també...
- você sente algo por ele Niara?- claro que não Syn eu amo você.Me aproximei para trasmitir um carinho mas e desviou meign...
- estou bem.- precisamos conversar.- sobre?- Niara... Você tá meio estranha...- eu não você que tá vendo coisasComeçei a r...
- flores?- é... Mulheres gostam de flores.- bom nesse caso...- confia no porpeta aqui!- tá bom...- deixa eu ir Amy está me...
- não amor?- depois Syn...- mas...- depois...- vai me deixar brincar com a língua?- quem sabe... Se você me deixar ver o f...
- Jimmy... Trouxe seu vinho...Senti o abraço daquela loira baixinha... Linda. A proposito só pra mimela é baixinha por que...
Segurei seus braços próximo a sua cabeça já estava cansada...Olhei-o nos olhos ambos respiravam cansados eu estava de quat...
- meu carro...- você veio de carro?- sim...- por que não disse?- porque sou ciumenta e não iria emprestar a ninguém.- eu a...
Senti as mãos dele recobrindo minha cintura questão de segundosestávamos sem roupa nenhuma...- o carro vai sacudir um pouq...
Ele piscou...- é só um pouquinho você só precisa dizer se te dá prazer.- não Syn...Senti sua língua nas extremidades do me...
Eu não medi esforço algum... Ele me vestiu e me pegou nos braçosigual criança... Com as pernas sobre sua cintura... Eu est...
Victims of a fiction
Victims of a fiction
Victims of a fiction
Victims of a fiction
Victims of a fiction
Victims of a fiction
Victims of a fiction
Victims of a fiction
Victims of a fiction
Victims of a fiction
Victims of a fiction
Victims of a fiction
Victims of a fiction
Victims of a fiction
Victims of a fiction
Victims of a fiction
Victims of a fiction
Victims of a fiction
Victims of a fiction
Victims of a fiction
Victims of a fiction
Victims of a fiction
Victims of a fiction
Victims of a fiction
Victims of a fiction
Victims of a fiction
Victims of a fiction
Victims of a fiction
Victims of a fiction
Victims of a fiction
Victims of a fiction
Victims of a fiction
Victims of a fiction
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Victims of a fiction

736

Published on

gostando

Published in: Entertainment & Humor
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
736
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Victims of a fiction

  1. 1. Autora: Eduarda Naiany.
  2. 2. Capitulo 1 Sisters.Se você não tem uma irmã mais nova ou mais velha e chata vocênão sabe o que eu passo... Ter irmã mais velha é uma drogaprincipalmente quando ela fica bebada em festa... Ou pior énamorada do cara que você gosta isso mesmo além de ter uma irmãmais velha ela namora o cara que eu amo... Minha irmã é meuoposto, ela é bonita, social, gostosa, metida, sexy, burra, atraente,retardada, comestivel, besta.
  3. 3. Notaram o pequeno exagero nos adjetivos? Pois é sou bem realista.Tem outra coisa... Ela só namora o cara que eu gosto pra meprovocar... Ela não gosta dele... Ele é um roqueiro perfeito lindo egostoso... Mas ela prefere os jogadores de futebol a qual ela é capitãdas lideres de torcida. Eu como disse sou o oposto sou a tipicaadolescente nerd, que gosta de caras mais velhos a qual a puta dasua irmã namora pra provocar você, a proposito desconsiderem oadjetivo citado acima. Eu tenho um amigo... Ele é tipo meu melhoramigo, ele só tem um problema muito melotraumatico... É muitoaterrorizante e não ele não é gay tá? O problema dele é que elegosta da minha irmã... Ele faria tudo por ela tipo... Lavar a roupadela, passear com o cachorro, ou cortar a grama do quintal se isso adeixar feliz.Idiota não? Bom tirando isso ele é um otimo amigo. Meu dia é umarotina faço as mesmas coisas... E sempre na aula de educação fisicafico na biblioteca... Depois o professor me passa trabalhos escritospara fazer. Neste momento estou na biblioteca lendo o magico deOz.- oi Nia.- fala Zacky.- fugindo da aula de Educação fisica outra vez?- rotina fazer isso.- sei bem como é.- o que vai fazer sabado a noite?- não sei, por que?- a Amy vai dar uma festa... Queria sair de casa.- ah! Vem lá pra casa então eu alugo uns filmes e nós assistimos.- pode ser.Sabado... Era amanha... Minha mãe protegia muito a Amy... Eu tinharaiva disso então ela podia fazer o que quisesse na hora que dessevontade ela é a favorita da mamãe por que parece com ela... Nasceuloira e metida... Ja eu sou mais meu pai... Morena do olho claro...Papai era medico a nossa guarda tinha ficado com a mamãe mas umfinal de semana por mes ele saia comigo e a Amy... Apesar delapassar o tempo todo no telefone.No sabado a noite...Estava no meu quarto me vestindo para ir a casa de Zacky... Quandolevei um susto:- tá fazendo o que aqui?- desculpa... Eu to caçando sua irmã.
  4. 4. - deve ta no quarto dela.- vai sair?- vou... Por que?- nada.- foi o que eu pensei tchau.- até mais.Nunca pensei que fosse gostar tanto de Brian como gosto... Antes deele de ele ser roubado pela garota... Ele e Zacky eram grandesamigos... Brian o chamava de porpeta magica e Zacky o chamava deSynyster Gates. Mas tudo mudou depois que ela fez aquilo. Ir a casade Zacky era um passatempo continuo dia de sabado por que todo osabado Amy resolvia dar festa pra dizer que mandava no pedaço.naquela noite tudo mudou...Eu e Zacky estavamos bem de boa no quarto dele enquanto eu oouvia tocar guitarra... De repente ouvimos passos pesados nasescadas e a vi ali... Abrindo a porta estrondosamente...Acompanhada de Brian.- EU FALEI PRA VOCÊ FICAR EM CASA PARA SERVIR OPESSOAL MAS AO INVES DE ME OUVIR VEIO AQUI PRA CASADESSE MANÉ.- não fala assim dele Amy eu só vim aqui ouvi-lo tocar guitarra.- tocar o que? Esse cara não toca nada.- toca sim ele é muito talentoso.- hahaha! Você quer ver o que ele toca? Perai que eu te mostroirmãzinha.Amy pegou a guitarra das mãos de Zacky batendo a contra o chão amesma se desfez em mil pedaços.- por que você fez isso? Me senti totalmente irada.-por que eu quis.- ora essa sua peste quem te deu o direito?Fui me aproximando dela Synyster já veio se intrometendo-Nia não faça nenhuma bobagem.- NÃO SE META NA MINHA VIDA BRIAN!Senti minha mão no rosto de Amy e só parei de bater nela quando vilagrimas em seus olhos escorrendo pelo seu rosto. Ela levantouimediatamente e saiu... Brian a acompanhou mas me olhandoconstantemente... Vi lagrimas juntarem em meus olhos ao ver aquelaguitarra despedaçada.- Zacky eu... Eu. Juntei alguns pedaços.Ele se ajoelhou recolhendo alguns também...
  5. 5. - me desculpa Zacky...- tudo bem Nia... Não tem problema. Abraçou-me.- e agora Zacky?- agora melhor você ir pra casa sua mãe vai querer procurar você.Segui o conselho de Zacky indo para casa mas não seria por muitotempo...- Niara o que você está fazendo?- Brian?- sim... Sou eu. O que você tá fazendo? Por que tá arrumando suascoisas?- porque vou embora.- pra onde?- pra casa do meu pai.- por quê?- porque ninguém me quer aqui.- e sua mãe?- minha mãe não gosta de mim.- como assim não gosta de você?- ela quer que eu seja como a Amy... Eu não quero ser como ela...Não aguento mais isso é muita pressão sobre mim. Sentei na cama eele sentou ao meu lado. Continuei falando...- sempre foi dificil, mas quando o papai foi embora tudo ficou pior...Era sempre tudo culpa minha eu não tinha o direito de me defender...E quando ela começava a falar mal de mim... Nossa como aquilomachucava. Eu me sentia mal em ficar perto dela... Era um alivio osfinais de semana que saia e passeava com meu pai, era bom não terde ouvi-la pelo menos por dois dias.Olhei-o atentamente...Ele tocou meu rosto enxugando minhas lagrimas... Senti meus olhosse fechando meus labios aos dele se aproximando e um carinhotrocado entre aquele beijo frio... Mas com um amor reinando ali. Porum momento pensei em desistir daquilo eu estava machucada pordentro meu coração doia profundamente... Pensava em Zackytambém como ele teria ficado com aquilo que Amy havia feito. Eupoderia dizer que... Na verdade eu não tinha bem o que dizer eutinha mesmo era um momento... Aquele beijo singelo, doce efervente. Senti a jaqueta dele escorregar sobre seus braços e pareipara olha-lo arrancar a camisa logo voltamos a nos beijar... Deitamosna cama ele ficou em cima de mim eu beijava mordendo seu ombroenquanto ele fazia carinhos em meu cabelo... Senti ele descer a mão
  6. 6. entre os nossos corpos desabotuando minha calça que já foi ficandopelo chão do quarto... Algo duro tocou meu corpo... Ele o seguravaembaixo dos lençois depois de colocar uma devida proteção eleentrou... Continuamos entre carinhos... Um extase estranho entravaem minha cabeça sentia o quente e o frio... Até aquilo acontecer:- NIARA!!!!! ABRA JÁ ESSA PORTA.o susto foi enorme Brian chegou a cair da cama se enfiando embaixodela e eu corri para o banheiro pra me vestir... Coloquei qualquercoisa que encontrei, depois joguei a mala que estava fazendo dentrodo armario para abrir a porta.- o que foi mãe?- o que foi garota? Da uma olhada no rosto da sua irmã olha bem oque você fez.- e dai?- dai que você tá de castigo... Começando agora, limpe toda abagunça da festa antes de dormir... Fui saindo do quarto e dei umabreve olhada para ele embaixo da cama... Com um olhar de adeusessa poderia ser a noite inicio de um romance mas não seria...Amanha ela iria partir. Terminou rapido de arrumar a casa e quandovoltou para o quarto ele não estava mais lá e a janela estavaaberta... Ele tinha partido... E deixado ali... Ou melhor esquecido acorrente que carregava sempre no pescoço. Ela colocou junto assuas coisas na mala e terminou de faze-la. Mas faltava uma coisa,com ajuda de uma cadeira subiu para pegar em cima do armariouma caixa enorme bastante empoeirada e de lá tirou uma guitarra...Colocou-a em uma capa preta. Colocou nas costas a mochila e emuma mão levava uma mala e na outra a tal guitarra... Chegou a casade Zacky bateu três vezes na porta quando ele a veio atender.- Nia? Tá fazendo o que aqui essa hora?- vim me despedir... Vou morar com meu pai.Eles se abraçaram e ela foi saindo.- espera Nia eu levo você.- mas Zacky...- não me custa nada afinal é a ultima vez que vou te ver...Pegou uma camisa e a chave do carro de sua mãe colocando asbagagens dela no banco de trás. A viagem foi bem longa Nia dormiuboa parte dela e Zacky a levou a casa do pai...- Nia... Chegamos.- ah...Depois que os dois desceram...
  7. 7. - Zacky... Quero que fique com a guitarra.- mas é sua.- agora não é mais...Zacky levou a guitarra com ele e dali em diante a vida dela iriamudar... Para melhor ou pior...Capitulo 2 alguns anos...9 anos depois...Niara POV...Não posso dizer que fiquei feliz em ter partido... Mas manti as velhasamizades... Principalmente a com Zacky... Terminei o colegial e fizfaculdade de medicina... Mas Zacky esta num vidão daqueles de darinveja... Ele agora é guitarrista de uma banda chamada AvengedSevenfold... Ele e Brian... Que voltou a usar o nome Synyster Gatese Zacky ganhou um outro nome Vengeance... A banda é compostapor um monte de gatinhos... As musicas são muito boas eu já sou fãpra vocês terem uma idéia. Eu e Zacky mantemos contatoconstante... Nos falamos por MSN... E um dia desses ou melhorontem ele me fez um pedido um tanto irrecusável. Pediu que eupassasse uns dias com ele afinal ele não tinha nada pra fazer e euestava de férias do trabalho então... Estava seriamente pensando emir queria me distrair um pouco rir mais e talvez ver um show antes devoltar a minha velha rotina... Fiz minhas malas com vontade... Nãosabia como era a cidade então coloquei de tudo tanto roupas curtascomo cumpridas e levei algumas lingeries sensuais que tinha nagaveta e nunca usei procurando oportunidade de usa-las ou aslargaria na mala a semana toda. A viagem foi longa... Umas quatrohoras de carro ah! Eu tinha casa própria e carro próprio então onegocio era agir normalmente.Zacky tinha me dado um endereço de um hotel... Eu não era muitode fazer aquilo... Estacionei na frente do hotel subindo óculos dosolhos e os levantando ao cabelo dei uma leve respirada até começara caminhar... Tinha dezenas de milhares de fãs na porta chegueisuave e pedi um quarto fui bem atendida apesar do fuzuê... Recebi aprogramação do hotel... Com todos os eventos que teriam durante asemana... Subi ao quarto... E o hotel acabou ficando encarregado delevar minhas malas e estacionar meu Ford Mustang. Hoje porexemplo tinha um Karaokê amador no salão principal... Eu iria... Sónão sei quem iria cantar. Tomei um banho vesti um vestido social e
  8. 8. fui para o salão de festas sentei em uma mesa sozinha... Não tinhacontado a Zacky que estava ali queria fazer uma surpresa...- boa noite senhoras e senhores hoje o karaokê vai ser mais longotemos mais hospedes... Vamos hoje iniciar o karaokê com as ultimaspessoas que se hospedaram por ultimo. Então a senhorita NiaraRox... Poderia subir ao palco?Tomei um susto enorme quando ouvi meu nome... Levantei e andeilenta até o piano... Onde me sentei pensando em qual musicacantaria... Vi Zacky chegar com o resto da banda ele me olhou e eusorri... Começei a tocarMy Immortal...Im so tired of being hereSuppressed by all my childish fearsAnd if you have to leave, I wish that you would just leaveCause your presence still lingers hereAnd it wont leave me aloneThese wounds wont seem to healThis pain is just too realTheres just too much that time cannot eraseWhen you cried Id wipe away all of your tearsWhen youd scream Id fight away all of your fearsAnd I held your hand through all of these yearsBut you still have all of meYou used to captivate me by your resonating lightNow Im bound by the life youve left behindYour face it haunts my once pleasant dreamsYour voice it chased away all the sanity in meThese wounds wont seem to healThis pain is just too realTheres just too much that time cannot eraseWhen you cried Id wipe away all of your tearsWhen youd scream Id fight away all of your fearsAnd I held your hand through all of these yearsBut you still have all of meIve tried so hard to tell myself that youre goneBut though youre still with meIve been alone all alongWhen you cried Id wipe away all of your tearsWhen youd scream Id fight away all of your fears
  9. 9. And I held your hand through all of these yearsBut you still have all of meCantando do jeito que lembrava... Era difícil de tocar piano... Eu nemlembrava tudo mas eu até que cantava bem... Mentira eu cantavamal pra caramba. Queria dizer que algo estava controlando meumomento e naquele momento eu só queria sair dali... Comecei acomer com farinha pedaços da musica depois sai de fininho com umsorriso sem graça no rosto... Sai pela porta do salão de repentealguém me gritou:- vai sair assim sem dar tchau? Ou oi?- Zacky!Corri ao encontro de um abraço...- nossa que saudade Nia.- eu estava morrendo de saudade de você Zacky... Nossa! Você tálindo! O que você fez com seu cabelo? Ficou lindo... Nossa! A quantotempo você não toma sol? E quantas tatuagens! Nossa que coisa...Você tá quase transparente.- calma! Calma você tá falando muito. Relaxa.Começamos a rir muito.- ei estava com muita saudadinha de você meu pithuthuco.- nossa sua marrenta faz tempo que não ouço isso.- então eu to aqui pra te chamar assim todo dia até você enjoar.- ai é bom.Rimos muito.- vem vamos subir comprei presente.- opa! To indo.Subimos as escadas correndo eu já tinha arrancado os sapatos...- vem tá aqui na minha bolsa...- quer alguma coisa pra beber sua geladeira tá cheia.- me trás um refrigerante...- tudo bem.- caramba tem que tá aqui eu sei que trouxe...A maioria das minhas coisas estavam sobre a cama...- se meus presentes forem essas lingeries eu já to feliz.-não é isso... Aonde eu coloquei...- como as mulheres usam essas calcinhas?- se quiser saber o banheiro fica logo ali.- ou qual é.Começei a rir.
  10. 10. - achei! Toma aqui está.Entreguei a ele a caixa preta...- o que será... Perai... Uau Nia que perfeitas...- mandei fazer um conjunto de palhetas com as capas dos albuns ealguns dos desenhos da Vengeance University.- nossa Nia eu adorei...Ele agarrou meu pescoço com vontade um abraço alegre...- é bom saber que você gostou.- gostei não! Eu adorei.- é a porta...- pode deixar Nia eu vou lá abrir...- ok, vou arrumar minha mala novamente.Já na porta...- Syn?-o que você tá fazendo aqui?- to conversando... Com a...- Niara?Eu estava atrás de Zacky pude ver a cara de espanto no rosto delequando me viu.- oi Syn.Eu estava sem graça...Vi-o se aproximar de mim me abraçando com força como seesperasse aquele abraço a anos... Literalmente.- então... Né. Zacky chamou atenção.Nos distanciamos.- é muito bom revê-la Nia.- digo o mesmo Syn.Ele saiu.- Nia... Você tem que conhecer os outros... Vem vou levar você atélá.- espera Zacky... Amanha... Já tá tarde eu estou cansada.- tudo bem... Amanha então...Fui dormir e logo...Na manha seguinte...Acordei cerca de oito ou nove da manha... Vesti uma roupa curta...Pois ali fazia um calor infernal e resolvi dar um passeio pelo hotel...Vi um bebê engatinhando a beira da piscina e logo o vi cair...Pronto...Corri bem rápido até lá e dei um salto para pegar a criança... A tireida agua ela estava desacordada...
  11. 11. - vamos pequeno acorde... Eu fazia massagem cardíaca... A agua domeu cabelo escorria junto as minhas lagrimas de medo...- meu filho! Não leve meu filho Senhor.O pior de ouvir o desespero da mãe era saber que o filho dela estavaem minhas mãos...- vamos acorde.... ACORDA... Agora eu já chorava visível a todosjuntava gente em volta aos montes aflitas e desesperadas como eu.Quando finalmente pensei em desistir ouvi-o chorar junto comigo ecomecei a ouvir uma chuva de aplausos... Vi a mãe dele seaproximar de mim pega-lo nos braços e dizer.- muito obrigado minha jovem...Sequei as lagrimas no meu rosto.- não foi nada.Eu estava totalmente molhada e começava a tremer...- acho que vai precisar disso.Alguém me estendeu uma toalha... Alguém muito bonito.- quem é você?- meu nome é Sam.- prazer Niara.Peguei a toalha me secando...Começamos a caminhar para o lado da praia que ficava atrás dohotel...- então Niara o que faz por aqui?-eu... Estou de férias com uns amigos... Mas e você?- digamos que eu esteja trabalhando.- ah! Digamos... Que eu não entendi.- eu e meu irmão estamos trabalhando aqui. Um serviço simples.- entendo...- se eu contasse o que é você não entenderia é complicado.- não precisa me contar afinal não é da minha conta...- melhor você não saber.- preciso voltar ao hotel... Até mais Sam.- até logo Niara.Capitulo 3 só vendo coisas?No que Sam trabalhava? Não fazia a menor idéia... Eu caminhavabem de boa pelo corredor quando de repente ouvi um grito...
  12. 12. corri para ver o que era... Vi um vulto estranho preto e uma mulherestirada no chão com a garganta cortada...- Nia... O que faz aqui?- Zacky... O abracei enquanto a policia recolhia o corpo...- calma Nia... Vem vamos vou levar você...Caminhei em passos lentos até o quarto de Zacky...- vou preparar uma agua com açúcar pra você.Caminhei até o banheiro para lavar meu rosto quando levantei acabeça vi um reflexo que não era meu no espelho gritando.- SAI! SAI! AHHH...- Nia? O que houve?Zacky correu até mim sentada no chão com a cabeça nos joelhos.- Zacky o que está acontecendo?Era alguém muito alto entrando no quarto...- Jimmy, eu to aqui!O tal Jimmy se aproximou sentando de frente pra nós.- você é a garota que presenciou o assassinato da mulher com agarganta de fora?- Jimmy! Ela já esta mal você não tá ajudando.- me desculpa.- tudo bem Jimmy. Prazer Nia.- olá bela garota de olhos lindos...- assim como os seus.- vish... Vai começar.- fica quieto Zacky to tentando ajudar.- se não tá ajudando está é cantando minha amiga.Começei a rir ainda deitada ao colo de Zacky.- do que você tá rindo Nia?- nada não Jimmy.- a gente podia almoçar... Eu to com fome... O que vocês acham?- eu acho uma boa ideia.- não serei uma boa companhia pra vocês.- por que não Nia? Você é tão gatinha.- JAMES SULLIVAN! DA PRA PARAR DE CANTAR A NIARA!- tudo bem... Eu vou com vocês...Descemos as escadas vi Syn sentado em uma mesa com mais doisrapazes...- espera Nia vou pegar uma cadeira pra você.- Jimmy... Não precisa...- enquanto ele vai lá vou te apresentar esses são Matt e Johnny.
  13. 13. - olá rapazes.- Matt e Johnny essa é Niara uma amiga minha.E Matt foi o primeiro a dizer:- olá Niara.- eae Niara.- prontinho Nia... Trouxe uma cadeira pra você.- obrigado Jimmy...- vem porpeta temos que pegar um prato.- to indo... Nia você vem?- não Zacky to sem fome.Depois que os dois saíram Syn puxou assunto- soube que você presenciou o assassinato da mulher.- sim mas eu não quero falar sobre isso.- tudo bem.Peguei na mão uma das facas na mesa e vi de novo aquele reflexoestranho... Soltei a faca na hora...- esta tudo bem Nia?- ah! Tudo sim Matt.O que era aquilo... Será que eu estaria perturbada com a morte damulher... E quando achei que não poderia piorar...- senhorita Niara Rox?- sim, sou eu...- preciso que me acompanhe... Queremos seu depoimento...- mas... Começei a tremer.- cara por que você não respeita a mina... Ela acabou de ver amulher ser morta como você acha que ela tá.- ai tio algum problema?Jimmy chegou atrás do cara que era mais baixo que ele.- preciso que a moça me acompanhe.- ela só vai se ela quiser. Agora com licença você está atrapalhandomeu almoço.- senhorita Nia... Procure-me quando estiver apta a falar.- tudo bem... É...- Dean... Dean Winchester.- ok. Senhor Dean...- Nia minha flor te trouxe um sorvete.- obrigado Jimmy.- da pra parar de puxar o saco da Nia?- Vish! Que deu nesses dois?- não faço a menor ideia Syn. Respondi.
  14. 14. O almoço foi bem legal os meninos são uns amores... Mas o medoainda batia em mim...Queria poder dizer que não estava preocupada com a morte... Seráque aquela coisa estava me seguindo por que eu seria a próxima?Subi ao quarto acompanhada do meu pithuthuco e de Jimmy... Meumais novo admirador.- Niara, você não comeu quase nada no almoço... Tem certeza queestá bem?- estou Jimmy, vou ficar bem...Eles me deixaram no quarto... Minhas pernas estavam tremulas euestava apavorada... Escorreguei contra um canto da parede e pareide olhar o quarto... Fitava o chão como se nada mais existisse ali...Levantei a cabeça por segundos e vi aquele negocio medonho emminha frente... Minha reação foi gritar e gritar muito desesperada...Arrastei-me para fora do quarto tentando escapar, mas senti algoqueimando em minha perna... Ele queria que eu ficasse ele queriaque eu morresse.- me solta... Por favor... Batia minhas mãos no chão segurando comas unhas...Vi alguém se aproximar com um ferro em mãos e com um golpenaquela coisa ela desapareceu e eu... Bem disparei em chorocontinuo...- Nia? Você está acordada?- Sam? O que você faz aqui?- acabei de salvar sua vida.- que diabos está acontecendo aqui?- acho melhor contarmos a ela Sammy!- você pode vir com a gente Niara?- posso Sam.Sai com eles até um quarto...- você fala Dean.- tudo que você conhece como contos de fadas ou contos de terrorexistem.- o que quer dizer?- monstros existem.- isso... É impossível, aquilo foi coisa da minha cabeça... Devo estarperturbada por causa do assassinato.- não... Olhe sua perna... Isso parece coisa da sua cabeça?Por uns instantes fitei minha perna com certo medo...- isso não é real...
  15. 15. - acredite é bem real.Levantei saindo do quarto...- NIARA! AONDE VOCÊ VAI?- sumam de perto de mim... Vocês são malucos...Voltei para o meu quarto correndo... Andava de um lado a outropensando... Estava confusa... Ouvi um ruído... Ele era alto etenebroso...- Nia? Ouvi você gritar aconteceu alguma coisa?- Synyster...Corri e o abracei...- o que houve Nia? Você parece assustada... Parece até que viu umfantasma.- talvez eu tenha visto.- hã?- nada...- você anda se alimentando direito? Você tá pálida e estranha meubem.- acho que... A não sei.- quer ter um ataque? Desmaiar de fome ou você virou anorética?- não... Só estou sem fome Synyster acalme-se.- tudo bem então... Vou voltar para o meu quarto.- SYNYSTER! ESPERA.- o que foi?- fica... Por favor.Ele sorriu... Affs. Odiava quando ele fazia aquilo.- mas afinal... Por que quer que eu fique?- estou... Estou com medo.- medo de que?- ando vendo coisas... Coisas estranhas.- sabe o que eu acho Nia?- não.- você devia tomar um banho e ir dormir... Deve estar cansada... Écoisa da sua cabeça.- você acha?- tenho certeza... Não se preocupe estarei aqui quando vocêterminar.- ok...Fui para o banheiro fiz questão de cobrir o espelho com a toalha derosto... Não queria nem ver meu reflexo... Tirei minha roupaenquanto a banheira se enchia de agua.
  16. 16. Sentei na banheira e aos poucos molhava meus cabelos e limpava ocorpo com a espuma... Estava tão tranquilo que dava pra dormir ládentro... Senti meu corpo sendo puxado para dentro da agua... eufiquei sem ar algum não conseguia respirar nem voltar a superfície...comecei a bater meus braços incontrolavelmente na agua pra ver seconseguia chamar atenção de Syn..- Nia? Está tudo bem ai dentro?Consegui por dois segundos emergir então gritei...- SOCORRO! SYN ME AJUDA...Ouvi o barulho da porta se arrebentando...- Nia! Ai meu Deus? Tá tentando se matar?Vi as mãos dele se enfiando dentro da agua... Ele me puxava, maseu não saia...- meu Deus! Te colaram com Super Bond ai dentro?Quando finalmente sai comecei a cuspir a agua que tinha engolido...- respira... Eu to aqui já passou...Ele me abraçou no chão do banheiro enquanto eu recuperava o arperdido...Pegou a toalha no chão e cobriu meu corpo...- Acho que não foi uma boa ideia tomar banho não é?Ele me levou para o quarto eu me vesti sozinha... Sem ele ver... Pelomenos era educado.Deitei na cama e ele sentou ao meu lado me “vigiando” não queriaque eu cometesse nenhuma loucura, o que ele não sabia era que eunão tinha nada a ver com aquilo...Eu cochilava... Mas acordava em segundos até que finalmente dormitotalmente... era por volta de umas 11 da noite, acredito que eletambém dormiu afinal ninguém é de ferro.Niara POV... OFF.- você disse que era esse quarto?- sim Dean é esse aqui, que ela está hospedada.- acha que o espirito irá aparecer aqui com a gente presente?- não sei... Precisamos vê-lo para tentar saber quem é... E procurar ocorpo.- olha Sam... Ela está ali. Dean riu.- o que foi Dean?- acho que você perdeu a viagem.- do que você está falando?- acha que eu não percebi que você se apaixonou pela garota?- Dean! Isso é mentira.
  17. 17. - não sou tão idiota quanto pareço Sammy.- não tem nada a ver uma coisa com a outra.- tem sim...- vamos embora daqui... Você já começou a endoidar... Amanhatentamos conversar com ela... vê se ela reconhece alguma dasfotos...Na manhã seguinte...Niara POV...- Synyster? Você ainda tá ai?Abri meus olhos lentamente... a cortina estava aberta...- estou sim Niara... Dormi com você sem querer. Desculpa.- tudo bem... Nem sei como consegui dormir.- você precisa se divertir... vai te fazer bem sair um pouco tomar sol...- acho que não.- anda Nia... Vem...- Eu não sei se é uma boa ideia.Ele conseguiu me convencer a sair então começamos a caminharpelo hotel... Começamos a subir por um corredor que não era onosso... Subimos e subimos até o térreo onde sentei em um cantoescorada na parede com ele ao meu lado.- já que você tá mal, vou tentar animar você.- tente... Se conseguir ganha um Oscar.- sabe... Há nove anos quando você foi embora.- o que tem nove anos atrás, faz tanto tempo caramba.- é, mas eu não me esqueci daquela noite sabia?- caralho... Nem lembrava.- lembrava sim larga de mentira.- talvez... Mas nem foi tão bom assim.- ei! Esqueceu com quem tá falando.- sim...Finalmente rimos.Quem disse que um pouco de romance não mudaria a vida.- eu tenho que dizer... Foram poucos segundos mais foram osmelhores...- sei...- não estou mentindo, eu sei que namorava sua irmã... Mas não seipor que sua irmã me namorava parecia que nem gostava de mim... agente quase não se beijava nem fazia nada.- sério?- sim...
  18. 18. - nossa.- eu não sei bem... por que ganhei um sentimento especial por você.- sentimento especial? Que tipo de sentimento especial?- acho que fomos feitos um para o outro.- tá de zoa né?- não Nia... Estou falando sério.- ótimo mais um maluco nessa vida.Ele segurou meu rosto e disse sério.- você não acredita em mim?Nossos olhares se encontraram.- mas...- eu disse... Que amo você umas três vezes a pouco... Por que vocênão acredita?- pelos mesmos motivos... A nem sei.- sei... Até parece que você não sente alguma coisa por mim...De repente começou a chover...- Synyster eu...- Niara, não vai.Ele segurou meu braço...- diz que é...- não... É sim verdade.Ele tirou meus cabelos molhados do rosto e se aproximou... Olharesse encontraram com respirações... E lábios se uniram em meio àchuva de novembro... Fazia muito sentido afinal estávamos emnovembro e uma musica me veio à cabeça.Chuva de novembroQuando eu olho nos seus olhosEu posso ver um amor reprimidoMas, querida, quando te abraçoVocê não sabe que eu sinto o mesmo?Pois nada dura para sempreE ambos sabemos que corações podem mudarE é difícil carregar uma velaNa fria chuva de novembroNós estivemos nisso por um longo tempoSó tentando matar a dorPois amantes sempre vêm, e amantes sempre vãoE ninguém realmente tem certeza de quem está se deixando ir hojeIndo embora
  19. 19. Se nós pudéssemos ganhar o tempo para deixar tudo na linhaEu poderia descansar minha cabeçaApenas sabendo que você é minhaToda minhaPortanto, se você quer me amarEntão, querida, não reprima-seOu eu acabarei caminhandoNa fria chuva de novembroVocê precisa de um tempo... pra você?Você precisa de um tempo... sozinha?Todos precisam de um tempo... para siVocê não sabe que precisa de um tempo... sozinha?Eu sei que é difícil manter aberto o coraçãoQuando, até mesmo os amigos parecem te prejudicarMas se você pudesse curar um coração partidoNão haveria tempo para te encantarÀs vezes eu preciso de um tempo... pra mimÀs vezes eu preciso de um tempo... sozinhoTodos precisam de um tempo... para siVocê não sabe que precisa de um tempo... sozinha?Quando seus medos baixaremE as sombras ainda permaneceremEu sei que você pode me amarQuando não houver ninguém para culparEntão, deixa pra lá a escuridãoNós ainda podemos achar um caminhoNada dura para sempreNem mesmo a fria chuva de novembroVocê não acha que precisa de alguém?Você não acha que precisa de alguém?Todos precisam de alguémVocê não é a única!Você não é a única!Em meio aquele beijo vi novamente aquela mulher... vi uma espéciede aura do Synyster, era perfeitamente ele... Em detalhesconcretos... Ele estava de joelhos e aquele espirito segurava seucabelo... Ele parecia gritar chamando por mim... Quando vi o facão
  20. 20. nas mãos dela e o que ela fez com ele... Parei imediatamente aquelebeijo chorando desesperada...- NIARA! AONDE VOCÊ VAI?- PRO MEU QUARTO SYNYSTER... SE EU FICAR AQUI VOUSURTAR.- ESPERA!!! VOU COM VOCÊ.Ele correu até mim e me acompanhou até o quarto.Capitulo 4 buscando soluçõesfavoráveis.Niara POV...- Nia eu não estou entendendo mais nada.- desculpa Syn, Desculpa.- se sente segura aqui dentro?- aqui desde ontem não vejo mais nada... Então acho que sim.- tudo bem então... Eu já volto.- espera! Aonde você vai?- caçar o que fazer.- hã?- Nia, se vou ficar o dia todo dentro de um quarto contigo vouarrumar algo pra gente fazer.- é longe?- é logo ali no meu quarto... Tenho algumas coisas.- tudo bem mais não demore.- eu volto prometo...Quando ele saiu senti o medo dentro de mim outra vez... Medo deaquela coisa aparecer... e vir me buscar... Sabia que Sam e Deanpodiam ser dois malucos, mas decidi sair do quarto e ir até elestalvez me ajudassem.- Niara? O que faz aqui?- você disse que poderia me ajudar.- precisamos que diga como ela é.- bom eu posso mostrar... Mais ou menos... Tem papel e caneta?- aqui.Eu iria desenhar aquela coisa... De uma maneira ou de outra. Eurealmente precisava da ajuda deles então eu tinha de fazer onecessário.
  21. 21. - pronto... Aqui está... Acho que não ficou muito bom, mas podeajudar.- já ajuda bastante Nia.- então eu já vou...- espera Nia...- o que foi Sam?- eu estava pensando... Depois que tudo isso acabar, sepoderíamos... Sair um dia desses, pra jantar talvez.- claro por que não?- tudo bem.Depois daquela eu parti... Entrei rápido no quarto e fechei a porta...Pelo menos ali eu não o via mais.- Niara, voltei!- Syn! Você demorou.- desculpa... É que Jimmy ficou insistindo para vir.- ah!Foi anoitecendo outra vez... Percebia no olhar de Syn que ele estavacomeçando a enjoar de ficar sem fazer nada em um quarto de hotelenquanto seus amigos se divertiam com bebidas vídeo games e apiscina. Estava me sentindo mal por isso, não queria que fosseminha culpa...- Syn... Estou me sentindo culpada.- por quê?
  22. 22. - você poderia estar se divertindo, mas está aqui comigo, estouestragando suas férias.- não está não Nia.- porque será que não acredito em você?- não sei...Pensei um pouco... Talvez... Se...Aproximei-me aos poucos do rapaz sentado próximo à janela.- o que foi Nia?- nada...Quando finalmente encostei-me a ele... Toquei seus braçosacariciando...- aonde quer chegar com isso?- em algum lugar.Toquei seu rosto o levando até o meu e o beijei... Ele me segurou equando vi estava em seu colo entre beijos... Senti-o puxar minhablusa para fora do corpo e minhas mãos tomarem vida própriaarrancando coisas que ele costumava pendurar pelo corpo... Deixeiseu chapéu e aquelas correntes pelo chão tirei sua jaqueta de couropreta e a camisa branca... Toquei seu corpo quente como o calor deuma panela ao fogo... Sua mão passeavam em minhas costas...Entre carinhos e afagos... Desceu mais a mão desabotoando abermuda que eu vestia... Sentei no chão esticando as pernas paraque ele pudesse tira-la... E depois o vi em cima de mim novamenteestávamos entre beijos. A cada respirada um olhar era dado cadabeijo significava uma pagina em um livro... Um livro chamado amor...Quando me senti pronta... Eu mesma tirei as peças da minha lingeriee pedi que ele entrasse... Como se não bastasse ele ser metido tinhade fazer aquela cara irônica toda vez que me olhava gemendo.Posso morrer amanha, mas pelo menos muitas coisas terão valido apena. Gemidos começavam a ecoar bem alto no quarto era umprazer inigualável quer que eu cite tudo? Ok... Aquele negocio eraenorme... E o prazer que ele me proporcionava era simplesmentemaluco... A vontade mesmo era de começar a gritar palavrões epedir pra ele ir mais rápido e pedir mais, tipo aqueles filmesadolescentes como American pie. Eu queria e pedia mais com oolhar trocávamos beijos quentes seguidos de mordidas... Ouvia-osuspirar de cansaço em meu ouvido era um êxtase bom tão bomquanto acordar de manha sem ter de ir trabalhar, Syn acabava deser uma droga... A minha droga viciosa... Eu não sabia do que nóséramos feitos... Mas parecia que um material completava o outro...
  23. 23. olhei seu rosto em meio aquele movimento... Ah! Ele gostava e comogostava. Subi em seu corpo e o olhei...- me morde com vontade.- pra que?- quero saber se é verdade.Mordi o ombro dele... Senti-o passar as mãos sobre meu bumbum...Ele me pegou no colo e me colocou na cama subiu em cima de mim,beijou meu busto... Desceu um pouco beijando meus dois seiosbeijou minha barriga em cima do umbigo e abaixo do umbigo... Eleme olhou ironico...- nem pense nisso.- ah... Por favor...- não Synyster.- só uma vez?- tenho cara de atriz de filme pornô?Ele riu... Colocou a mão em seu membro o enfiando novamente emmeu corpo olhou-me dando um beijo seguido de dois apertões emmeus seios... Gemidos falhavam... Estava chegando ao meuêxtase...- para Syn...- calma só mais um pouco.- então me deixa mais excitada.- você não deixou eu brincar... Com minha língua.- invente outra coisa.- então... Fica de quatro.- por quê?- porque eu to mandando.- ai ta bom...Senti suas mãos em minha cintura enquanto ele ia e voltava... Decidibrincar me joguei na cama e o membro dele ficou pendurado novácuo ele abriu minhas pernas e me olhou enfiando outra vez...- não faça mais isso.- me obrigue...Ele se aproximou de meu rosto e repetiu.- não faça isso de novo.- me...Quando eu ia para falar me calou com um beijo depois chupou umde meus dedos... Não sei porque.Ele deitou de costas subi em cima de seu corpo mordendo suascostas ele fazia caretas... Depois deitei meu corpo sobre o dele...
  24. 24. - você está me deixando maluco.Beijei seu ombro... Toquei seu cabelo arrepiado com nossa zona.Ele se virou me arremessando para o outro lado da cama depoissubiu em cima de mim deitando em meu corpo...- vou falar pode?- pode...- sem comer detalhes?- sim Nia.- você me deixou maluca... Você é muito gostoso sua bundinha émuito sexy e aquela jamanta dentro de mim me deixou doida pordemais... A gente tem que fazer isso mais vezes.- eu faço quantas vezes você quiser.- sexo... Synyster e Rock and Roll...- opa... Safada.- sou safada só pra você.- já estou começando a gostar disso.- agora quando eu quiser...- quando você me quiser eu venho correndo!- Synyster eu te amo. Pronto falei.Ele riu.- também te amo Niara... Muito... Seja minha namorada? Eu cuido devocê... Te levo em meus shows toco guitarra pra você... Eu te mimose quiser também... Só precisa dizer sim.- É CLARO QUE EU ACEITO NÉ... MESMO SE VOCÊ NÃO FOSSEGUITARRISTA SOLO DO AVENGED SEVENFOLD.- não grita meu amor... Quer que a vizinhança venha aqui? eu topelado... E você também. E eu sou ciumento.- mas e o Jimmy?- hahahaha! Jimmy te trocaria por um pato de borracha! Ele sóestava brincando... É a cara dele... É que ele tem uma tara secretapela Maria Brink.- a do In This Moment?- essa mesmo... Nunca conseguimos que ela viesse nos fazer umavisita, ele é apaixonado por ela desde o clipe dela com a banda achoque Call me... Aquele do telefone cama.- sei... Até nessa época vocês estavam gravando o clipe da minhamusica favorita.- Dear God?- claro... Eu choro toda vez que ouço.- então vem minha melosinha deita aqui no meu colo vem dormir.
  25. 25. Deitei junto com ele e dormimos...Capitulo 5 resultando em confusõesNiara POV...Acordei na manhã seguinte com alguém batendo na porta... Synysterdormia de costas abraçado a um travesseiro... Vesti minha camisolaque estava no chão e fui atender a porta- Sam? O que faz aqui?- descobrimos quem é o espirito...- isso é bom.- o nome é Kethirin Zits...- então faça o que tem de fazer.- tá ai o problema, pois ela desapareceu ninguêm sabe do corpo nãohá como destruir o espirito...- que otimo sinto que vou morrer.- vamos continuar procurando! Se ela assombra o hotel.. O corponão deve estar longe daqui.- tudo bem então.- eu volto mais tarde.- ok.Caminhei até a cama e deitando novamente fui abraçada por umSynyster dorminhoco... Dentro do quarto por enquanto eu estavasegura... Ouvi a porta novamente e fui atender outra vez...- Zacky?- oi Nia... Trouxe uma torta pra você é a sua favorita de abacaxi.- nossa... Valeu eu to mesmo morrendo de fome...- espero que sua noite tenha sido boa.- Zacky!- olha Nia... Você ainda tem visto aquele tal espirito?- aqui dentro não.- então não se preocupe... O que precisar conte com a gente.- valeu Zacky.Zacky e eu trocamos um abraço... Só que foi na hora errada... Samestava vindo a mim e recuou no mesmo instante...- mais que droga!- o que foi Nia?- hã... Zacky a gente pode se falar depois?
  26. 26. - pode...Fui saindo quando Zacky me perguntou...- ei Nia? Você não disse que não ia sair do quarto?- eu sei! Mas eu preciso...Começei a correr tentando alçançar Sam...Parei no instante que o vi em minha frente...- essa não...Virei para correr mas fui agarrada por uma de minhas pernas earrastada pelo corredor até o banheiro... E eu gritei... Antes de entrarno banheiro vi Sam, Dean... Também vi Syn sem camisa e Jimmyestava com ele... Eles corriam em minha direção...Ela finalmente soltou minha perna e fechou a porta com uma especiede bruxaria... Me encostei na parede ainda gritando... Até ouvir umavoz ecoar pelo banheiro.- você humanos são muito escandalosos.- o que?- olá Niara.- quem é você? Como sabe meu nome?- isso não é muito importante.- sei... Depois que eu ficar em pedaçinhos isso não será importante.- não vou matar você.- e a outra mulher? Disse pra ela isso também?- eu não matei aquela mulher... Não sou um espirito vingador.- ata... Finge que eu acreditei.- eu fui morta aqui neste hotel por um homem... Depois meu espiritopermaneceu aqui.- ta dizendo que quem matou aquela mulher foi esse homem?- certamente...- então porque você está atrás de mim?- porque você é a unica que pode me ajudar.- eu posso? Como? Tenho até medo de barata imagina como euestou nesse momento?- você é o proximo alvo dele... Você corre perigo se voltar a agirnormalmente.- como assim?- você precisa fingir que ainda tem medo de mim! Inclusive para osseus amigos... Assim ficará bem.- olha até que isso não é dificil.- haverá um baile daqui dois dias... Lá um garçom irá entregar umaunica taça de champanhe a você só tera uma... Você vai dizer em
  27. 27. voz alta que irá ao toalet... Só que não entre no feminino... Seesconda em um dentro do masculino... E o resto deixe comigo.- tudo bem...- eu já vou... A proposito Niara, devia perdoar sua irmã! Ela estáprecisando muito de você... Te garanto que ela não é a mesmapessoa.- perdoar? Mas... Ei cade você? Que droga.Meu corpo perpetuava em um transe profundo não conseguia melevantar e aos poucos acabei apagando... Ouvi os ruidos vindos detodas as partes... E apaguei geral...Acordei no meu quarto...- que dor de cabeça...- Nia! Nia! Nia? Você tá bem?- Jimmy! Não grita! Depois sua voz fica zunindo na minha cabeça.- eu avisei...- cala a boca gnomo.- Nia? Está melhor?- estou Matt.- ei garota... Quer alguma coisa? Qualquer coisa pode pedir.- não Zacky estou bem.- acho melhor a gente ir e deixa-la descançar.- certo, certo então nós vamos...Cada um deles de um beijo em minha testa saindo... Synyster ficou.- estou preocupado com você.- não fique! Não vale a pena.- claro que vale! Eu amo você...Ele sentou ao meu lado e eu deitei em sua perna.- você viu meu celular?- não porque?- tá ai do seu lado me passe por favor.- ok... Mas pra que?- tenho uma coisa pra fazer...Disquei aqueles digitos, ainda lembrava depois de tantos anos...- alô?- Amy? Sou eu a Nia.- Niara? Minha irmã?- essa mesma.- nossa maninha! Que saudade.- você não sentiria tanta se não tivesse feito aquilo comigo.
  28. 28. - eu sei! Me perdoe... Peço perdão a você ao Zacky ao Brian... Atodos que maguei... Estava errada... Fui egoista com você e commuitos.- deixa essa ladainha de lado eu já te perdoei! Garanto que Zacky eBrian vão te perdoar também.- nossa mana... Queria tanto te dar um abraço ver como você está.- do mesmo jeito... Só que mais velha. Ri.- não brinque comigo! Deve estar linda.- Mas e você?- ah! Eu nem sei mais quem sou.- porque não vem me fazer companhia? Uma visita sua seria otima.- a claro... Onde posso te encontrar...Dei o endereço do hotel... E ela anotou.- estou te esperando Amy.- tudo bem irmãzinha.Depois nos despedimos e eu desliguei.- nem acredito no que vi.- o que?Sentei na cama o olhando.- você perdoou sua irmã.- claro! Todo mundo merece uma segunda chance... E nossa nemtinha notado o quanto você está gostoso hoje...- eu sempre estou...Olhares se encontram desabotuei minha blusa e subi no colo dele,nos beijamos... Mordi seu pescoço enquanto ele acariciava-me... Mejoguei de costas na cama saindo de seu colo e o vi em questão desegundos em cima de mim.A pratica leva a perfeição certo? Errado!Digamos que Synyster é o rascunho de sua irmã mais nova aMcKenna... Mas ele é tão lindo quanto ela... Ele é perfeito... Mamãee Papai Gates meus sinceros parabens!- deixa por favor?- Syn... Não.- vou fazer coçegas!- isso é golpe baixo...- Depende de quem pratica.Puxei-o junto ao meu corpo e ele entrou... Foi indo voltando e indo evoltando... Beijou-me mordeu... Tocou meus seios e respirou fundo...Ele estava ofegante...- eu vou morrer espera um segundo...
  29. 29. Ele se jogou ao lado contrario deitando... Eu sabia que ele estavafazendo cena... Subi em seu colo e com uma de minhas propriasmãos coloquei-o novamente dentro de mim.- Nia! Se tá ficando safada.Ele se sentou e eu o beijei... E muito nunca vi dois corpos desejaremum o outro como nós dois roçavamos aquele desejo incessante demais e mais... Quando já não aguentava mais deitei... Senti-oinsatisfeito... Ele ainda queria uma coisa nem que fosse uma unicavez... Ele queria me levar ao prazer total chegar ao alpice do meucorpo ele queria me fazer pedir clemencia... Finalmente o altorizeicom a cabeça... Ele era maluco e olha uma novidade eu também erasenti sua lingua dançando em um lugar improprio... Bem improprioeu diria começei a gemer e loucamente... Apertava os travesseiros...Segurava a cabeçeira da cama... Mexia as pernas tentando me soltarmas ele as segurava... Respirava rapido o coração acelerava... Ealgo esquisito passava naquele momento...- eu vou matar você Synyster.Senti-o morder minha perna do lado direito e continuar o que fazia...Eu me debatia gemendo aquilo era bom... Mas ao mesmo tempo metorturava muito... Senti uma moleza simultanea seguida de um sonoe o vi parar... Ele deitou em meu peito e logo dormiu fiquei algunsinstantes olhando o teto com cara de quem contava carneirinhos edormi também.Na manhã seguinte...Niara POV...Acordei com o barulho do chuveiro, Synyster não estava na camadeduzi ser ele que gastava a àgua do meu quarto... Eu estava nuana cama e com uma fome tremenda... Então me vesti desci paratomar café foi quando ouvi me chamarem:- Nia!?Olhei para trás e lá estava ela! Minha irmã mais velha Amy... Deixeimeu café de lado correndo até ela... A abraçei forte e ela retribuiu.- nossa! É você mesmo Amy? Está linda!- eu? Olha você garota! Está tão radiante como o sol pela manhã.- vem senta comigo.Chamei Amy para tomar café comigo e pedi para levarem as malaspara o meu quarto Synyster vinha vindo descendo as escadasquando ouviu gritos...
  30. 30. - OLHEM LÁ É O SYNYSTER GATES!!! Dezenas de garotas corriamao encontro dele... Ele me olhou assustado e gritou correndo para oquarto outra vez...- AI MEU DEUS É GLOSS SOCORRO...Eu e Amy começamos a rir muito.- pelo jeito ele não se da muito bem com gloss.- pois é nem eu sabia.- mas e ai Nia? O que tem feito da vida?- me formei em medicina obstetricia e no momento estou de férias dotrabalho.- nossa bem que eu imaginava.- mas e você?- ah... Depois que você se foi as coisas mudaram bastante eucomeçei a mudar... E começei um projeto meio esquisito pra minhavida.- projeto esquisito?- sim... Começei a cantar... Só que eu sei que não vai pra frente nãosou muito boa.- não se subestime irmã você pode ser boa...- tem nada a ver...- tive uma idéia.- que ideia?- os meninos vão ensaiar hoje... Porque você não vem comigo? Vocêpode cantar e ouvir a opnião de profissionais!- não sei Nia, acho que não é uma boa ideia.- é sim confia na tua irmã!- tudo bem então! Quem não arisca não petisca...- É assim que se fala...Continuamos conversando por um bom tempo até Matt chegarinterrompendo.- Nia? Viu o Syn?- eu não, a ultima vez que vi,ele estava fugindo de umas garotas coma boca cheia de gloss.- hum... Matt olhou Amy.- ah! Que boba eu sou Matt essa é minha irmã mais velha Amy.... Emaninha esse é meu amigo Matt.- é um prazer conhecê-lo senhor M. Shadows.- o prazer é meu Amy. Eu já vou tenho de achar o Syn... Até maismeninas.Matt saiu...
  31. 31. - nossa...- o que foi Amy?- que gatinho.Começei a rir...- pois é...De repente ouvimos passos na escada era Zacky... Sabe aquelascenas de filme em que a garota mais linda do colegio passa no meiode uma fila de jogadores de futebol que não param de olha-la? Achoque é exatamente assim que Amy está olhando Zacky... Aquelemetido chegava balançava os cabelos no vento de tão reluzente. Derepente gritei:- EI BEBÊ VEM AQUI QUERO TE APRESENTAR UMA PESSOA.Quando Amy viu Zacky vindo em nossa direção entrou em panico...- aonde eu enterro minha cabeça.- calma Amy é só o Zacky.- exatamente por isso! Ele ficou lindo! To morrendo de vergonha.Disparei em uma gargalhada alta... Aquela era a gota da dipironavencida (hein?).- oi princesinha... Quem é a loira gata que tá tentando se esconderembaixo da mesa.Amy levantou o rosto olhando Zacky...O mesmo passou de branco a vermelho cor de morango maduro.- é a Amy.- eu sei quem é só não reconheci de longe... Sem os trajes depatricinha.- eu não sou mais assim a muitos anos Zacky.- eu notei... Está se vestindo igual sua irmã estilo rocker.- sim...- tenho de dizer você ficou linda. O que você tá bebendo Nia?- milk shake.- não ta mais.Zacky pegou meu milk shake saindo reluzente e Amy só parou deolha-lo quando o mesmo sumiu na escada.- já?- já o que?- já se apaixonou pelo porpeta?- quem?- Zacky!- claro que não além do mais ele nem vai me querer.. Depois de tudoque fiz com ele.
  32. 32. - vai sim ele ainda te ama.Amy ficou azul e eu ri.- melhor mudarmos de assunto...- então vamos subir... Você pode tomar banho trocar de roupa e nóspodemos dar uma volta pelo hotel...- bom a idéia é boa.Andamos pelos corredores quando vi Sam e Dean.- Niara! Precisamos falar sobre ontem.- agora não dá Dean... Estou ocupada.- não temos tempo. Ele segurou meu braço.- me solta Dean!- solta ela Dean.- não atrapalha Sammy.- solta minha irmã seu doido.- EI! O QUE VOCÊ TÁ FAZENDO CARA? era Jimmy gritandoacompanhado de Matt.- solta ela Dean não queremos confusão.Jimmy e Matt se aproximavam rapido e Dean me soltou...- me desculpa Niara não sei onde estava com a cabeça.- tudo bem Dean... Agora está tudo voltando ao seu eixo normal... Osdois sairam e Matt e Jimmy chegaram...- Jimmy essa é minha irmã Amy. Amy esse é meu amigo Jimmy.- oi Jimmy.- olá Amy.- o que vocês dois estão fazendo aqui?- estamos procurando Syn... Não achamos ele em lugar nenhum.- já tentaram ligar vai ver ele não está no hotel.- bom... Não tinhamos pensado nisso.- agora deixa que eu ligo...Niara ligando...- fala gata.- oi amor onde você tá? O Jimmy e o Matt estão procurando você.- estou no estudio... Onde marcaram o ensaio estou arrumando umacoisa na case da guitarra... A fechadura anda dando problema.- ah... Tudo bem vou dizer isso... Mais tarde passo ai...- venha sozinha e de lingerie. Ele riu.- SYN!- desculpa! Desculpa. Até meu bem.Eu desliguei.- e ai Nia?
  33. 33. - ele está no estudio... Deu um problema na fechadura da case daguitarra dele e o genio tá tentando arrumar.- ah! Valeu... Agora a gente pega o Zacky e o gnomo e vai lá brincarde suruba.Amy se espantou Matt ria e eu também.Os dois sairam e Amy perguntou.- suruba?- é assim que ele fala quando eles vão ensaiar.- nossa que susto.Começei a rir... E fomos para o quarto.- o banheiro é ali fique a vontade...-valeu...Amy entrou no banheiro e Niara foi até sua mala procurar o quevestir...- vestido não... Short muito menos... Tomara que caia... Droga... Eunão tenho o que vestir.- o que foi Nia?- estou sem o que vestir.- posso olhar sua mala?- pode mas não tem nada ai pra vestir.- não tem nada pra vestir ou não tem nada para impressionar oSynyster?- do que você tá falando?- acha que sou boba?- bom... É...- que tal esse?- eu não gosto dele...- é sensual... Acho que ele vai gostar.- e o que eu coloco por baixo?- uma calça... Preta! Ai você pode colocar aquele coturno preto vaificar linda.- e você então? Arrasando corações.- nada a ver...- vamos já deviamos estar lá...No caminho...- estou tão nervosa... Essa ideia de cantar pra tipo o A7X... Está medeixando... Meio...- doida?- por ai...Começei a rir...
  34. 34. - você é louca! Alias sei porque você está tão nervosa...- porque?- por que Zacky vai estar lá!- não tem nada a ver!- imagina se não tivesse... Chegamos... Vem vamos entrar...- Nia!!!!!!!!- calma Jimmy...Jimmy abraçou Nia... E deu um beijo na bochecha de Amy.- Nini do Matt quero meu abraço.- claro né Matt... Vem cá...- e o gnomo sobra...Enquanto Matt cumprimentava Amy Johnny abraçou Nia...- eu vou chorar...- por que Zacky?- esqueceu de mim...- claro que não... Vem aqui...Zacky correu ao encontro de Nia a abraçando... Syn já tinhacumprimentado Amy... E Zacky a olhou com cara de to nem ai pravocê.- vem...- não vou não...- Nia vem...- não Syn...Ele mostrou a lingua em movimento pra ela que começou a ficarvermelha...- e agora você vem?Ela foi se aproximando sorrateira... A irmã olhava rindo e os outrosobservavam em silencio...Os dois trocaram um abraço seguido de um beijo... Aplaudido portodos e um grito de Jimmy:- quero ser o padrinho em!Niara riu sem graça mas Syn gostou da idéia...- eu vou ter de interromper o ensaio de vocês meninos...- você não está interrompendo amor.- não estava agora estou... Bom vou direto ao ponto... Minha irmã aAmy ela agora anda cantando... Profissionalmente, mas ela não seacha boa o bastante para continuar cantando então eu estou aquipedindo a vocês que dessem uns minutinhos do ensaio de vocêspara ouvi-la cantar e dizer a ela se deve ou não continuar cantando.- será um prazer ouvi-la.
  35. 35. - valeu Matt.- quer uma base Amy?- se vocês puderem me dar uma ajudaria...- Rev... Manda ver ai meu filho.- pode deixar Zacky.Niara POV... OFFZacky Vengeance POV...Cantar? Aquilo pra mim era novidade... Talvez tivesse voltado aaflorar aquele sentimento que eu tinha por Amy em minhaadolescência... Eu estaria amando novamente a mulher que ameiquando jovem?Flashback 18 anos antes...Já teve uma época que fomos muito amigos...- não Zacky... Tem de pentear o cabelo dela para baixo...- mas quando ela vai casar com o meu superman?- quando a Nia achar o vestidinho de noiva.- vai ser um casamento bonito...- aqui ó eu achei o vestido......- então eu vos declaro superman e mulher maravilha.Flashback Off.Não me critique por ter aceitado aquilo... Eu adorava vê-la sorrir... Asduas mas em especial ela... Nossa infância foi a melhor parte denossa vida... Tenho boas recordações daquela época.Flashback... 15 anos antes...- não chora irmãzinha...- tá doendo... Eu quero a mamãe.- Zacky temos que levar ela pra casa.- você consegue andar Amy?- não... Tá doendo muito...- Zacky vamos tem de carrega-la.- vai na frente Nia... Chama sua mãe deixa que eu levo ela.E vi Nia correr como o vento.- Zacky você não vai conseguir.
  36. 36. E naquele dia tirei força de um lugar que nem eu imaginava ecarreguei ela no colo até sua casa...Flashback... Off.Se eu tivesse que descrever minha vida com uma musica acho queseria... Minha Juventude... Sabe aquela lá? Perai deixa eu ver selembro...Paralalala... Acho que é mais ou menos assim...Eu tinha apenas 8 anos quando nós nos conhecemos lá na rua daminha casa... A gente brincava e aprontava e até me matriculei naescola onde ela estudava...Eu não lembro o resto mas sei que cabe perfeitamente a diversosfatos da minha vida... Eu achava que porque éramos super amigosde infância que iriamos casar e ter filhos mas aquilo era só um sonhobesta.- Zacky você tá ai?Vi Niara olhando pra mim... Acordei de meus pensamentos nomesmo instante.- desculpa me distrai.- a Amy pediu um Mi maior se tu não ouviu.- é e nesse momento estamos duvidando que ela alcance esse tom.- e eu to apoiando minha irmãzinha aqui.- aqui seu Mi maior Amy...Começei tocando e Syn me acompanhou... Quando ela começou acantar tive o maior susto da minha vida ela tinha um grave muitosinistro logo Rev também entrou e ela continuou... Matt estavasurpreso e Nia sorria, pois a musica era conhecida pela das duas...Logo vi Amy puxar Nia para cantar com ela... A mesma corou em umtom esverdeado...Mas pegou um microfone cantando junto às partes de duas vozes...Para Niara era mais difícil alcançar um tom mais grave, mas elaestava somente se divertindo e logo todos estavam levando nabrincadeira... Ate eu...(aos curiosos a musica que elas cantaram:http://www.youtube.com/watch?v=QnVOw-nECaw)
  37. 37. - nossa senhora do Rock! Caramba que grave perfeito!Vi um sorriso no rosto de Matt.- obrigado...Ela ficava envergonhada.Eu tinha de dizer realmente aquele era o grave mais perfeito que euhavia visto na face da terra... mas não queria dar a ela o gostinho devitória dando a impressão que eu estava me apaixonando outra vezpelo seu ser.- otimo... Eu sei que canto mal agora nós podemos ir Amy...- sim podemos.Zacky Vengeance POV... Off.As duas jovens partiram a pé sozinhas na noite... De repenteproblemas vieram a tona...- ei gatinhas estão afim de brincar?Amy já ficou assustada e a irmã mais nova cochichou.- não olha pra trás... Anda...As duas foram cercadas pela frente e por trás por três carasmagrelos e sujos...- Não queremos confusão só queremos ir.- calma morena gostosa a gente só quer brincar...- deixa minha irmãzinha em paz!- calma ai loirinha... Já a gente brinca contigo.- me solta seu calango preto...- alguém cala a boca dessa vadia!Quando viu Niara estava com a blusa rasgada deitada ao chão meioinconsciente.... E surrada.. Agarravam sua irmã quando começou aouvir gritos...- ou! Largue ela seu filho da puta!Para a jovem quase inconsciente parecia ser a voz de Jimmy- pega aquele lá!Agora parecia ser Johnny correndo atrás de um cara junto comMatt... E Jimmy surrava o outro com Syn... Logo Matt e Johnnyvoltaram com o cara algemado acompanhados da policia... Viu Zackyao lado da irmã loira olhando-a com muita dor ao peito por vê-lanaquele estado... Sentiu alguém se aproximar... Mas agora já nãosabia quem era... Só ouvia vozes principalmente sua irmãchamando-a a acordar... Sentiu alguém envolver algo em seu corpodolorido...Alguns minutos de inconsciência ouviu alguém chamar...
  38. 38. - maninha? Você tá ai?Ela resmungou...- meu amor? Você tá me ouvindo?- apesar da minha cabeça doer muito sim.- droga devia ter acompanhado você...- não é sua culpa meu bem...- é sim.- SYNYSTER! NÃO FOI SUA CULPA CARAMBA! Ai minha cabeça...- nossa calma ai.- melhor nós irmos...Matt chamou os outros que saíram...- maninha precisar de mim estou no quarto ao lado.- tá Amy boa noite.Algo no ar estava... Denso bem denso e preocuposo... Amanha seriaa noite que o espirito tinha avisado e ela não havia esquecido...- como isso dói...- eu posso fazer alguma coisa Nia?- pode...A jovem se aproximou beijando o rapaz deitado ao seu lado...Não muito longe dali...Ouviu três batidas na porta...- Amy? O que você faz aqui?- ah! Oi Zacky... Eu preciso falar com você...- hã nesse caso... Entre.- obrigado.A jovem entrou...- aceita beber alguma coisa? Refrigerante? Cerveja... Agua? Suco?Tody? Leite?Ela riu...- aceito um refrigerante se não for incomodar.- ok...Zacky foi a geladeira e lá pegou uma das latinhas e um copo emcima do balcão sentando-se na cadeira de frente para ela...- obrigado Zacky...- sobre o que quer falar?- desde que voltei... Ou melhor, que apareci aqui você foi o único queparece não ter me perdoado totalmente... E eu queria saber por quê?Sei que fiz muita coisa errada no passado, mas eu mudei... Sououtra pessoa outra garota... E sinto até hoje pelo que fiz com vocêaquela noite que Nia partiu. Naquela manhã depois da festa eu levei
  39. 39. um back em cima de outro... Perdi minha irmã... e pior que aquilo foireceber Syn na minha casa e ouvir o que ele me contou...- o que ele te contou?- Syn disse que não gostava de mim, que não sentia nada por mim, edisse alto e bem claro que amava minha irmã e que na noite da festaos dois transaram.Zacky ficou boquiaberto.- o que?- sim... Ele me disse, com detalhes tão incongruentes (absurdos) quefiquei pasmada. Também disse que não queria mas nada comigo...Disse que eu era falsa... E fazia tudo aquilo com as pessoas por quenão tinha amor próprio, mas eu mereci tudo que minha irmã medisse, tudo que Synyster me disse. Aquilo me fez mudar e perceberque eu estava errada em relação a vida... e depois de três dias demudança e durante muito tempo cheguei a achar que tinha caído nareal tarde demais... mas depois que ela me ligou acho que tive acerteza que aquela mudança não teria sido em vão... Por isso vimaqui, saber por que você está agindo como se parte de mim ainda teodiasse.- sei que não me odeia...- então diga por que ainda age como se eu te odiasse?- simples... Acha realmente que é fácil saber que a pessoa que vocêmais amou na vida te tratou como lixo durante sua adolescência...Tive de aguentar isso Amy! Eu amei você desde quando éramospequenos e eu um gordo ingênuo... E conforme fomos crescendocontinuei te amando e Claro! Que o gordo burro sempre tem que seferrar.- Zacky... Eu...- não sabia?- não.- não mesmo Amy... A única que sabia era a Niara por que ela meouviu dizer quando fiquei bêbado uma vez... Acho que foi a coisa quemais doeu na minha vida foi ter visto você me ignorar...- Zacky me perdoe...- eu já perdoei garota... Faz tempo, aprendi com minhas quedas...Sabe de uma coisa Amy?- não o que foi?- eu ainda te amo sabia?- hã?
  40. 40. - sim, faz tanto tempo não acha? Deve pensar porque ele continuouapaixonado por uma garota que o rejeitou todo esse tempo...- estou me perguntando isso agora.- simplesmente choveu mulher na minha horta quando o Avengedficou famoso... eu podia escolher a dedo mas! Nenhuma sabe porque?- não.- o meu coração sempre foi teu... é difícil acreditar... Estou sempegar nenhuma mulher desde que...- desde que Zacky?- bom... Digamos que faz muitos anos.- nossa...- eu perdoei você e não estou bravo coisa nenhuma, é só que é difícilolhar você sem poder ter você pra mim.- posso contar uma coisa?- pode.- eu sempre te amei também, eu admirava você... Mesmo sendohumilhado e ignorado pelas pessoas você nunca desistiu do seusonho... Talvez se eu não tivesse sido tão ingênua seria sua esposahoje e Nia e Synyster teriam ficado juntos a mais tempo, mas eu sósei estragar as coisas... Eu pioro tudo que toco.- piora nada... piorava, agora você é outra não foi o que você disse?- é mas não estou tão certa disso.- lembre-se de uma coisa sim? Eu estarei aqui... Talvez para lhe daruns puxões de orelha quando você falhar, mas nunca Amy, vocêvoltará a ser aquela garota.Amy se aproximou sorrateiramente de Zacky olhando-o como sequisesse alguma coisa.- Zacky eu...- você?...Tinha sido simples e rápido quando finalmente os dois se beijaram...As coisas iam bem, um beijo bem tranquilizante era trocado entreeles no sofá... Ela já não tinha mais blusa em seu corpo, mas porenquanto trocavam somente caricias esperadas a anos por eles.- Eu te amo Zacky...Um sorriso se formou no rosto do rapaz...- também te amo... Amy.Bom, enfim... Amy e Zacky foram para a cama e em detalhesabsurdos diria... Sim... Eles fizeram o que vocês pensaram, e claro
  41. 41. tudo acabou de uma forma romântica, os dois dormindo abraçadosna cama dele...Capitulo 6 a festa.Niara POV...Acordei com um barulho na porta... Pelo jeito alguém queria falarcomigo... Olhei para o lado e lá estava Synyster, dormindo todoespaçoso na cama como se dormisse sozinho, sorri... Era fofo de umjeito engraçado... Procurei algo que pudesse juntar ao meu corpo echamar de roupa e fui ver quem batia na porta como se quisessesocorro...Quando abri a porta ainda sonolenta senti um abraço apertadoseguido de dezenas de lagrimas só não tinha notado quem era a nãoser pelo perfume que residia em seu corpo... Mas me enganeiquando deixou o abraço e me olhou melhor...- Amy?- sim sou eu! Esperava quem? Papai Noel?- na verdade, Zacky... Você está cheirando a molho de churrasco eperfume francês.Ela berrou pulando.- serio? Nossa que bom que to cheirando ao meu amor.- EPA! Perai? Amor?- sim! Eu e Zacky nos acertamos.- nossa espera... Estou tendo um infarto.- ah! Não tem graça...Começei a rir.- ah! Com certeza tem graça sim.- meu porpetinha...- nossa, tem apelido mais carinhoso?- tem...Brilhos surgiram em seus olhos maliciosos...- olha a zona querida!- bom... Deixa-me ir, o deixei dormindo... Vim mesmo te contar.- tudo bem, juízo moça.- Juízo? Eu que devia mandar você ter juízo afinal, eu sou a maisvelha!- meu emprego, casa, carro, e namorado me dão muito mais idadeque você garota!- tá legal se você tá dizendo.- até mais Amy.
  42. 42. - tchau...Vi Amy sair saltitando como filhote de bezerro quando aprende aandar.- cada uma que eu tenho que ver...- o que foi?Era Synyster acabando de acordar, passava a mão esfregando osolhos era a coisinha mais fofa do mundo...- bom dia meu amor.- bom dia... O que foi?- Amy e Zacky... Estão tendo um caso...- nossa!Vi ele sentado na cama cobrindo seu membro com o lençolaparentemente ele estava nu... Como não havia notado aquiloantes... Se bem que nem me lembrava da noite anterior...- bom... Fico feliz dos dois terem se resolvido certo?- melhor assim, o porpeta deve ter tirado o atraso.Vi Synyster rindo...- Syn... O que aconteceu ontem a noite?- engraçado não me lembro de nada...- mas parece que a noite foi boa... Você está nu e eu quando acordeitambém estava.- estranho... Eu não me lembro de nada e olha que dessas coisas eunão esqueço.Synyster estava encabulado com o fato de não se lembrar da noiteanterior e eu me preocupava pois afinal muitas coisas acontecem emuma noite.- bom... Vou tomar um banho já volto...- tudo bem Nia, mas deixe a porta aberta posso querer entrar.Senti um sorriso se formando então entrei no banheiro...Ouvi uma voz...- é hoje Niara.- você?- sim... É hoje, irei excutar minha vingança.- eu não me esqueci...- sei que não, até breve e a proposito seu namorado está entrando......- espera...- Nia? O que foi parece que viu um fantasma.- não foi nada...- nossa mulher... Se nem colocou agua na banheira...
  43. 43. - SYNYSTER!- calma... Desculpa, eu vou te dar um desconto e vou encher pravocê...Sentei na beira vendo a agua cobrir a banheira e a espuma sumircom o fundo...- ah...- o que foi meu bem? Porque suspira?- nada não.- então vem está cheia...Vi Synyster entrar sem roupa e eu tirei aquela a qual estava... Entreisentando a frente dele senti seus labios em minhas costas enquantosuas mãos dançavam em meu corpo...- eu te amo Niara Rox Haner.- Niara Rox Haner?- sim, casa comigo?Agora lagrimas se juntavam em meus olhos...- eu... Nossa... Me pegou de surpresa.- eu sei... Mas você casa?- claro! Eu amo você.Trocamos um beijo... Quente, senti-o tocar minha cintura subindopelo meu seio depois tocou meu cabelo nos olhamos sorrindo...- minha noivinha linda...- meu guitarrista gostoso...Senti-o morder meus lábios... Subi em seu colo olhando-o sorrimos...Tem dias que me pergunto se só sabíamos sorrir.O banho foi longo mas logo saímos do banheiro nos vestimos edescemos para tomar café...- JIMMY!- NIA! MINHA MANINHA LINDA!Corri ao encontro do meu irmãozinho...Synyster se aproximou com um sorriso enorme...- Nia e nós?- não esqueci de vocês... Johnny...- oi Nia...- Matt...- fala pequena...- bom meninos... Eu tenho um comunicado a fazer...- OPA! OPA! OPA! Esperai que falta o melhor da festa...Vi Zacky se aproximando com Amy toda sem graça...- o que eu perdi?
  44. 44. - bom Amy... Sua irmã ia falar alguma coisa.- na verdade eu tenho uma noticia...- noticia? Você tá gravida?Quase cai da cadeira...- não Zacky... Não é isso...- amor quer que eu fale?- melhor você falar mesmo Syn.- desembucha meu filho eu ainda tenho que tomar café!- Zacky meu bem calma...- obrigado Amy... Bom o que a Nia estava tentando falar é que eupedi ela em casamento... Estamos noivos.Começou uma gritaria enorme seguida de milhões de abraços...- é vocês se importam de ficarem sozinho meninos?- não Nia, porquê?- eu e a Amy vamos ao shopping.- pode ir sossegada pequena, eu cuido deles.- valeu Matt, vamos Amy.- tchau meninos... Tchau amor.- tchau Amy. Responderam.- até mais gente...- até Nia.Caminhar até o shopping era uma tarefa fácil comparado com ter deescolher uma roupa para uma festa, principalmente acompanhada dasenhorita estilo exagerado...- e então está pensando em usar o que?- não sei Nia... Algo gótico sombrio... Tipo sexta feira treze.- nossa... Que exagero.- temos que achar uma loja de grife, e comprar e comprar.- não senhorita! Vamos comprar uma roupa para a festa e maisnada.- nossa... Mesmo sem saber da sua vida atual... Continuamesquinha... Que foi guardou o dinheiro do lanche de 10 anosconsecutivos?- que? Se é doida?Rimos muito.Entramos em uma loja e a atendente veio sorrindo ela tinha cerca de24 anos... E tinha um carisma que não vemos em todas asvendedoras.
  45. 45. Escolher vestidos com Amy é um trabalho complicado, quando vocêacha que ela gostou de um ela logo acha outro e mais outro e outro,perai mais um, e quando vê foram 3 horas preciosas do seu dia.- achei esse tão lindo, perai! Aquele lá tá muito fashion, nossa esseeu gamei, aquele ali é perfeito...- nossa senhora, é hoje que eu fico aqui o dia todo.No final das contas ela conseguiu escolher alguma coisa que lheagradasse de verdade e eu... Pois é cai na mesma ladainha desempre, mas acabei gostando.Chegamos em casa com bilhares de sacolas... Sei que pode parecerexagero, mas não é viu?Amy sempre me convencia a fazer o que ela queria comprar o queela quisesse e me fazia usar o que ela achava que ficava bem emmim, quando ficávamos muito unidas, traduzindo quando éramoscrianças ela adorava quando eu a deixava me produzir, nãoimportava se eu ficava parecendo uma palhacinha ela queria que euficasse bem comigo mesma... e com ela claro!- te vejo mais tarde Ni...- claro vê sim. Sorri.Syn aparentemente não estava no quarto então nada fiz além deficar na varanda da janela olhando o tempo passar até ouvir aquelavoz...- está com medo?- medo do que?- de hoje a noite...- não... Estou bem confiante se quer saber.- otimo Niara.- espere eu perguntar desta vez antes de sumir.- o que quer perguntar?- se eu precisar de você como te chamo?- pense em mim Niara, pense muito em mim e eu virei.- tudo bem, obrigado.- até breve.- a... Merda.Espiritos não são muito educados... Nem se nota.Algumas horas depois na frente da minha porta...- maninha anda logo,vamos nos atrasar.- Niara minha filha nasceu de 12 meses?- amor!!! Vamos?- calma gente, ja vou.
  46. 46. Pior do que estar atrasada era ter Amy, Zacky e Syn me chamando acada cinco segundos... Eu finalmente estava pronta descemos todose nos misturamos... Estava esperando o plano agir comocombinado... Por enquanto nada estranho aconteceu...- champanhe senhorita?Finalmente havia aparecido o tal garçom com a unica taça... Segui oplano ao pé da letra...- ah! Sim obrigado, Syn eu vou ao toalet um momento.- claro, vai lá.O tal garçom me olhou torto como se esperasse minha morte aqualquer instante.Fiz como havia dito... Passei direto pela porta do banheiro feminino edepois de vê-lo entrar lá dentro me misturei a festa.- mana, vem aqui preciso contar uma coisa...- Amy? Espera eu tenho...- nada disso Nia, preciso contar uma coisa...- não da pra ser outra hora? Queria ir...- não dá! Caramba será que você não entende...- tá! Eu vou...Amy, cada um tem a sua...- ok, agora que me tirou da festa o que você quer falar?- quero te apresentar umas pessoinhas.- hã?- Helena, Cristina e Maria vocês ainda estão ai?- estamos...Ouvi responder e vi três seres saindo da luz...- ai nossa! É a Maria Brink do In This Moment?- sou eu mesma... Niara não é?- sim sou eu...- maninha, essas são Helena e Cristina, são amigas da Maria.- prazer meninas.- o prazer é nosso, sua irmã fala muito bem de você.- obrigado, Cristina.- ouvi Syn dizer que Rev queria conhecer a Mari, então já que ela éuma amiga... convidei ela para vir.- fez bem Amy, ele vai adorar...Amy se aproximou do meu ouvido e cochichou.- e claro arrumei coisas para o Johnny e o Matt fazerem...Sorri irônica.
  47. 47. A noite parecia que não tinha fim... ok, sei que estão curiosos parasaber como somos mais ou menos... vou apresentar nossos serespatéticos a vocês então...Essa aqui é a Maria Brink...Essa é a Cristina...Essa é a Helena...
  48. 48. A loira da Amy...
  49. 49. E eu a NiaraLindas não? Pois é...
  50. 50. Prosseguindo a historia, voltando ao foco...Caminhamos até a festa novamente quando Jimmy viu a Mari,peguei o apelido da Amy, futiscrila!... Bom quando Jimmy viu Mari,mesmo meio bêbado a reconheceu e corou um tom vermelho... Bemvermelho diria, ela sorriu sem graça... De certa forma notei um certoclima no olhar dos dois... Amy os apresentou formalmente e os vipartir para um cantinho reservado onde pudessem conversar...Syn não estava à mesa, vi Zacky, Matt e Johnny... Syn não...Cristina se apresentou primeiro que Helena... Ela já foi mais ousada,chamou Johnny para dançar e logo que também os dois sumiram nafesta... Helena era mais tímida pelo que notei, sentou ao lado de Matte olhava os lados como se procurasse algo... Mas logo os doiscomeçaram a trocar palavras... Por fim Amy e Zacky foram para olado dos comes e bebes onde sentaram em outra mesa paradividirem um sorvete... Romântico não? Mas e eu? Acha mesmo quecom tudo resolvido iria passar uma noite daquela sozinha? Pergunteia algumas pessoas que já nos conheciam se tinham visto Syn passarpor ali... Alguns apontaram diversas direções todas opostas, masuma me deu uma ideia quase que certa... A área reservada afumantes... Tinha certas duvidas sobre isso afinal Zacky tinha medito que ele tinha largado, mas estou duvidando disso... Subi osdegraus meio apressada, apesar do salto eu realmente tinha pressa,se ele estivesse ali e pior se estivesse fumando teríamos nossaprimeira discussão... Meu pai morreu, ele era fumante... Perdi ohomem mais especial na minha vida, não queria perder o segundoque era meu futuro marido. Quando terminei de subir os degrausrespirei rápido... Não havia ninguém ali além dele... Estava sentadoem uma cadeira olhando a cidade de costas para a escada.- Zacky me disse que largou esse vicio! Se não; vamos ter deconversar...Ele se virou...- que vicio? Do que você tá falando...Senti um alivio ao ver suas mãos apenas com uma taça dechampanhe...- nada... esquece...- esqueci de dizer uma coisa hoje?- dizer o que?- como você está linda.Ele era romântico quando queria não acham?
  51. 51. Tinha dias na minha adolescência... Vish lá vem ela falar dopassado... Vou sim ok?Tinha dias na minha adolescência em que as coisas costumavamnão valer a pena, tinha momentos em que levantar da cama não erauma opção e sim uma obrigação diária...Quando parti pensei muito em Syn, naquela noite quando eu eraquase uma criança todo dia eu levantava da cama com o mesmopensamento... uma coisa do tipo bem... Hoje quando acordei nãoqueria nem levantar da cama... Gostaria que minha partida fosse sóum pesadelo... Quanta falta você me faz, mesmo sem ter teconhecido direito como queria! sei que TE AMO, as vezes penso...por que tinha de ser você, mas não desejo esse vazio que sinto aninguém, tenho que dizer, aquela noite que ficamos juntos foiincrível, por isso estou assim até hoje, nunca vou te esquecer oudeixar de te amar, tive de partir para não sofrer neste mundo cruel aqual estávamos e queria que meu anjo estivesse ao meu lado.Sentei na beira da cadeira e o olhei sorrindo...- é... Amy chegou a poucos dias mas fez uma diferença enorme...- do que?- simples... Ela conseguiu que a Maria Brink viesse aqui e aindatrouxe mais duas amigas... Uma para o Johnny e uma para o Matt.- caramba... Puta que pariu essa menina vale ouro...- e eu?- eu te amo meu amor...- eu sei...Ele me abraçou e deitei em seu corpo começamos a olhar asestrelas...De repente ouvimos um grito...- que foi isso?- não vai lá não Syn...- Porque não Nia? Não quer saber o que aconteceu lá embaixo?- é que...- Nia? Se sabe de alguma coisa?- não é isso...Eu estava tremula não sabia mentir ainda mais pra ele...- Niara! Fala...- não quero que você se machuque... Fica por favor.- não estou acreditando nisso...
  52. 52. Vi Jimmy vindo correndo com Mari em seu abraço vi também orestante do povo todos pareciam amedrontados... Syn já foi logofazendo o interrogatório e eu tentei não fazer cara de suspeita.- o que houve lá embaixo?- um garçom foi assassinado no banheiro feminino.- nossa! Quem matou como? Ninguém viu?Eu não sabia disfarçar...- tá cheio de policiais lá embaixo... Pediram para o pessoal ir emboraou vir aqui pra cima, e vocês dois estavam aqui então subimos.- vamos ficar aqui por enquanto.E eu continuava com cara de suspeita e tudo ficou pior quando Deane Sam apareceram...- Nia... Queremos falar com você.Syn ficou irado...- o que vocês dois querem com a minha garota?Sam me olhou torto e eu tremia temendo por todos...- perai... Como assim sua garota?Sam estava meio revoltado e eu bem não sabia porque.- sim ela é minha noiva... Pedi ela em casamento hoje de manhã.Sam me olhou com uma cara e Dean quis ser direto...- Niara precisamos falar com você.- deixem minha noiva em paz.- Syn... Espera acho que eu devia falar com eles.- por que Nia? Não há necessidade.- Há sim... Eles são tiras... Federais...- opa... Nossa, eu não sabia... Foi mal ai...- então Niara... Podemos falar com você?- sim...Acompanhei os dois e descemos três degraus da escada e Samfechou a porta...- muito bem garota pode falar...- ela matou o garçom...- mas porque?- porque ele a matou e ela quis vingança...- ah! Ela não é um espirito assassino e sim um pressagio de morte.- sim... Ela me disse que esse era o único desejo dela.- então ela vai em paz agora?- olha Sam, eu não sei.- teremos de aguardar... Bom Niara isso é tudo... Vamos Sam...- vai indo Dean... Vou conversar com ela.
  53. 53. Dean olhou dando indiretas com o olhar...Eu tremia... Logo Dean saiu...Puxei a conversa...- o que você quer?Ele riu...- engraçado... Eu ter me apaixonado por você... E saber que vocêestá noiva...Tremulei escorando na parede...- apaixonou?- bom não faz diferença você vai se casar e eu cair na estrada...- claro que faz! Porque não me disse?- pensei que um dia na minha vida pudesse sentir amor... O jeito écontinuar transando com prostitutas só para suprir meu desejo porprazer...- porque você está me falando isso?- queria que você soubesse... Estou aliviado em te contar...- se eu soubesse antes...- o que iria fazer?- eu não sei... Estou confusa...- não iria fazer nada... Notei como olha pra ele... Está apaixonada...Não iria fazer nada... Eu já vou Niara...Vi o descer as escadas e corri chamando...- Sam! Espera! Sam!Vi o espirito em minha frente parei na hora...- olá Niara...Só assim para Sam parar para ouvi-la...- oi...- queria agradecer Niara...- ah sim... Por nada...- acho que posso ir.- desculpe interromper... Mas onde está seu corpo?Ela olhou Sam e o ignorou...- Niara... Eu fico agradecida...- Nia pode me ajudar?Olhei Sam meio irada pois ele havia me ignorado...- eu não sei seu nome... Mas você poderia dizer onde está seucorpo... Gostaria de te dar um enterro digno...- bom... Estou enterrada no sotão do hotel dentro do buraco naparede atrás do armario...- tudo bem...
  54. 54. - chegou minha hora... Estou vendo a luz...- vai lá... Boa sorte... Entre na luz...- foi bom conhecer você Niara...- também foi bom conhecer você...Eu a vi evaporar... E Sam já havia partido...Eu estava sem reação... Não sabia se ria se chorava se sumia... Eunão sabia como ela havia matado o garçom mas não estava nemafim de saber... Deslizei minhas costas sobre a parede e sentei coma cabeça sobre meus joelhos eu estava amedrontada...Eu chorei por três minutos até tomar coragem para voltar até lá...Abri a porta e todos os olhares estavam voltados para mim... LogoMatt mandou uma direta...- estava chorando Nia?- não... Eu... É...Syn me olhou preocupado e falou...- melhor todos nós irmos dormir... Já tá tarde não é?Aquilo não saia da minha cabeça... Saber onde tinha uma pessoaenterrada... Era ruim aquela sensação... Em questão de segundosestava no quarto com Synyster me olhando com aquela cara...- o que foi?- sabe Nia.... Aquele mais alto não tirava o olho de você... Sabe porquê?- não... Eu...Droga eu nem sabia disfarçar...- você sabe de alguma coisa Nia?- eu? Não... Porque eu saberia de alguma coisa?- não sei talvez... Porque... Parece sempre que você me escondealguma coisa...Ele estava desconfiando era melhor abrir o jogo...Sentei ao lado dele na cama e começei...- Synyster... Você sabe o quanto te amo não sabe?- vish tá parecendo minha mãe quando veio dizer que ia se separardo meu pai...- não Syn.. Eu não vou me separar... Você me perguntou se euestava sabendo de alguma coisa estou contando.- ah! Prossiga.- aquele policial... Ele se declarou.- que? Declarou?- sim... Disse que estava apaixonado por mim...Senti Synyster se irar...
  55. 55. - você sente algo por ele Niara?- claro que não Syn eu amo você.Me aproximei para trasmitir um carinho mas e desviou meignorando...- preciso de um tempo...- Syn!- eu volto... Não se preocupe.Vi ele sair e pude me ver enlouquecer... Andava de um lado paraoutro... Pensando se aquela era uma ideia boa... De ter contado...Sentei no chão e me derramei lagrimas exageradas... Eu sentia pelomeu amor... Eu não estava dividida... Mas ele pode achar que euesteja gostando do outro e isso não é nada bom...Niara POV... Off.Jimmy POV...Eu sou o tipo... Sei lá meu tipo... Estava indo ao bar tomar minhaHeineken sagrada quando vi Syn lá sentado na quarta ou quintadose de vodca...- ei mano... O que houve?- nada...Olhei-o melhor ele estava chorando...- cara o que houve?- acho que vou perder minha garota Jimmy...- hã?- é uma história meio doida Jimmy... Não da pra explicar...- Syn... Nia não vai fazer isso com você! Ela te ama... Para de Nóiavocê tá bêbado... Chega de vodca vamos dormir...- não! Eu quero ficar aqui...- não! Você vai dormir e amanha vai conversar com a Nia... Vamos...Com esforço consegui leva-lo ao quarto e faze-lo dormir.Capitulo 7 é só uma conversa...Synyster Gates POV...Acordei com uma enxaqueca pior do que de costume... Eu nãolembrava de muita coisa, mas lembrava detalhadamente por quehavia bebido... Tomei banho e me dirigi ao quarto dela, tínhamos deconversar, talvez esclarecer um mal entendido.- Nia? Está acordada?- sim...- você está bem? Está meio pálida...
  56. 56. - estou bem.- precisamos conversar.- sobre?- Niara... Você tá meio estranha...- eu não você que tá vendo coisasComeçei a rir...- Nia... Você tá bêbada....- eu não...- to vendo... Igual a essas 16 garrafas de cerveja...- tá legal... Queria saber como não é se lembrar de nada! Pra ver seeu esquecia que meu namorado duvida de mim! Fuck you...Ela deu costas para mim deitada na cama.- Nia...- me deixa Syn... To chateada com você não confia em mim...- eu não disse isso...- me deixa aqui como fez ontem... Sozinha... É bom... Pra sentirculpa, medo... Dor.- Nia eu...- relaxa... Eu ficarei bem.Fiquei em silêncio um tempo depois olhei-a a mesma que já dormia...Beijei sua testa e desci para comer alguma coisa e lá estava ele...- ei você ai! Tá afim de roubar mulher alheia é?Ele me olhou meio desnorteado.- roubar como... Se ela só tem olhos pra você?Parei no mesmo instante... Senti um negocinho pinicando meuinterior... Seria culpa?Ele riu...- você é um cara de sorte Syn...- valeu...Ele partiu e eu fiquei com cara de fiz besteira...Sai pelo corredor bufando...- epa! Eu não tenho culpa se a noite não foi boa não desconte emmim.- desculpa Zacky...- o que houve?- fiz besteira... Achei que a Nia estivesse gostando de outro caramais me enganei...- agora ela tá uma arara contigo né?- é...- porque não compra umas flores pra ela?
  57. 57. - flores?- é... Mulheres gostam de flores.- bom nesse caso...- confia no porpeta aqui!- tá bom...- deixa eu ir Amy está me esperando.- vai lá...Desci as escadas novamente e uma quadra abaixo do hotel haviauma floricultura... Comprei um lindo buque de rosas vermelhas evoltava feliz e sossegado... Só não esperava encontrar uma multidãode fãs na portaria...- olha lá gente! é ele o Synyster Gates...- puts....Não deu pra correr... Fui beijado e amassado pelas fãs... Quando osseguranças chegaram para me acudir estava no chão meu buquetinha virado paçoca e eu... Estava sem opções...Passando pela sala de refeições em uma das mesas havia uma rosavermelha... Fiz igual criança quando quer provar bolo... Olhei os doislados e tasquei a mão na flor...Subi as escadas e abri a porta ela não estava na cama mais ouvi obarulho do chuveiro sentei e fiquei esperando-a...... Cinco minutos depois...- Syn?- oi meu amor...- oi.Odiava quando ela se fazia de difícil...- amor... Não faz assim... Qual é desculpa.- tá tudo bem...A abracei pelas costas e mostrei a rosa... Ela abriu um sorriso...- pra você.- obrigado Syn... É linda.- você me perdoa?- sim... Eu te amo Syn.- também te amo Nia.Já tinha resolvido meu problema então eu estava feliz...- vem deita comigo...Ela me convidou sorri malicioso...Eu deitei em uma das pernas dela e fomos ver tv...Começei a atiçar minha garota tocando seu corpo mas ganhei umtapa e rimos...
  58. 58. - não amor?- depois Syn...- mas...- depois...- vai me deixar brincar com a língua?- quem sabe... Se você me deixar ver o filme quietinho.Me calei na hora e continuamos vendo o filme.Synyster Gates POV... Off.Matt Shadows POV...Ela era a garota mais linda que já tinha visto... Helena era a mulherda minha vida... Estava apaixonado...- He... Aceita um refrigerante...- não Matt obrigado.- bem então não sei o que vamos fazer...- por que você não me da um colo... A gente pode assistir um filme...Tremi por dentro... Ela queria meu colo...Deitei na cama e ela deitou a cabeça em meu peito...- você é tão forte...Senti a mão dela alisando meu tórax... Corei vermelho e elacontinuou falando enquanto eu ouvia...- As tatuagens são lindas... E que belo... Par... De olhos.A cada palavra ela se aproximava, trocamos um beijo...- Helena... Acho que estou apaixonado por você.- ... Eu também Matt...Vi um sorriso naquele rostinho delicado...Matt Shadows POV... OFF.Johnny Christ POV...Eu tinha Cristina em minha cama... Sim ela encontrou meu desejo eo transformou em prazer... Nos amamos loucamente na noiteanterior e decidimos naquela manha que teríamos umrelacionamento... Eu queria algo sério eu gostava dela. Não podiadizer com 100% de certeza mas 99,9% já era amor.- Johnny! meu bem... Ainda estou esperando por você querido...É essa mulher meche comigo.Johnny Christ POV... Off.Jimmy POV...Desde quando tive o primeiro contato com a história dela souapaixonado... Cada centímetro dessa mulher me fascina é muitoespecial... Tínhamos um robe em comum... Somos peritos embebidas...
  59. 59. - Jimmy... Trouxe seu vinho...Senti o abraço daquela loira baixinha... Linda. A proposito só pra mimela é baixinha por que tenho um pouco mais de 1,93 de altura.- Mari... Eu...- você?... Vamos Jimmy diga...- Mari eu...- Jimmy... Não tenha medo meu... Grandão...Ela mostrou aquele sorriso lindo e tomei coragem para dizer.- Mari... Eu te amo...Ela entrou na minha frente me olhando por alguns segundos... Ela seaproximou mais e mais e eu me inclinei para beija-la... Finalmentehavia conseguido... Se eu estivesse mais feliz morreria nessemomento. Afinal de algum modo esse momento teria de se eternizar.Jimmy POV... Off.Amy POV...Neste instante eu estava entre gemidos... Pois é a alguns dias atrásera difícil acreditar que estaria aqui, ou que estaria na cama com ohomem da minha vida...- Zacky.... Eu te amo.- também te amo Amy...Nesse instante eu gritei...Demoramos a cansar desta vez e Zacky dormiu me abraçando comuma das mãos em minha cintura e outra em um de meus seios...Amy POV... Off.Niara POV...- é a linguinha do capeta deixa Nia...- sabe a cinco minutos eu tinha certeza que você ia ficar calado praeu ver o filme.- ah... Não da pra esperar... Eu já vi esse filme milhões de vezes...- eu não vi quero saber o que acontece no final.- ah! O cara volta a idade normal e fica com a mulher.Lancei um olhar 43...- eu não queria que você me contasse...- ... É... To encrencado?- tá! E muito...Subi em cima dele e comecei a fazer cocegas o filme foi pro beleleue agora estava me vingando...- para Nia eu não aguento mais...- podia ter pensado nisso antes.
  60. 60. Segurei seus braços próximo a sua cabeça já estava cansada...Olhei-o nos olhos ambos respiravam cansados eu estava de quatroem cima de Syn segurando os braços dele, meus cabelos cobriamnossos rostos e lábios se aproximaram bem lentamente e trocamosum beijo leve seguido de um mais quente e outro mais sensual... Asmãos dele começaram em minhas costas e digamos que começarama descer e " acidentalmente" bem " acidentalmente" sei...Nesse instante alguém entra no quarto... Desesperado e ainda nosolha em cima da cama paramos para olhar...- Syn! Eu preciso de uma... To interrompendo...- Não Jimmy... Pode falar o Syn tá livre.- mas amor...- a meu queridinho... Jimmy precisa de você...Ele me olhou bravo...Jogou a camisa dele na minha cara e foi ver o que Jimmy queria...- o que você quer Jimmy?- uma garrafa de champanhe... Eu tenho que comemorar.- porra velho você interrompeu minha intimidade por causa de umagarrafa de champanhe?- eu e a Mari... Nós estamos namorando então queria comemorar.- opa! Ai é bom. Mais por que não pediu na cozinha?- por que a Nia comprou o que eu gosto.- pode dar a garrafa pra ele amor... Ele tem pelo que comemorar.- valeu irmãzinha.- por nada Jimmy.Jimmy saiu feliz.- podemos voltar agora?- quem garante que ninguém vai entrar aqui?- eu tranco a porta.- quem garante que ninguém vai bater na porta.- a gente ignora.- como que eu posso ignorar?- ah! Desisto.- eu tive uma idéia... Pega a camisa vem comigo...- onde vamos?- fica quieto você já vai ver...Descemos todas as escadas até chegarmos ao subsolo onde ficavaa garagem...- cadê você bebê...- cadê o que?
  61. 61. - meu carro...- você veio de carro?- sim...- por que não disse?- porque sou ciumenta e não iria emprestar a ninguém.- eu ajudo a procurar, que carro é?- um Ford... Mustang laranja.- olha ali tem uma fila de carros cobertos com lonas talvez o seuesteja ali...- pode ser...Apontei o controle do alarme na direção dos carros e um delespiscou as luzes...- achou!- vem Syn me ajuda aqui...- vidros escuros? O que você está pretendendo?- você não queria sussego?- gostei...Entramos no carro... Sentamos os dois no banco de trás... E meinclinei para frente ligando o som...- Nossa... Que delicia...Senti Syn tascando o dente no meu bumbum- ai ai Syn isso dói...- eu não resisti.Fiquei brava resmungando sentei ao lado dele com um bico nacara...- o que foi?- doeu...- ah... Tadinha...- ah... Sai daqui... Você estragou o clima.Passei para o banco da frente e ele me olhou.- desculpa amor.- eu vou pensar.- ok... Pensa ai.( aviso cenas obcenas de alto nível) bem alto...Ele deitou no banco de trás com os braços no rosto... Arranquei ablusa e de fininho voltei para trás, enfiei minhas mãos dentro de suacamisa subindo deslizando meus dedos por seu abdômen meaproximei de seu ombro onde deixei uma mordida...- eu perdoei você.- agora sim em morena...
  62. 62. Senti as mãos dele recobrindo minha cintura questão de segundosestávamos sem roupa nenhuma...- o carro vai sacudir um pouquinho né moça...- fica quietinho...Trocamos um beijo...Até que não tinha sido uma má idéia fazer sexo no carro...Ele entrou e eu gemi... Suspirando... Quando ele começou a ir evoltar...- ai Syn eu vou gritar.- não... Quer que a gerencia do hotel inteiro venha aqui?- tem essa também... Então... Continua não para.Era bom... Era gostoso vê-lo em cima de mim dentro do meu corpoenquanto ia e voltava constantemente...- vai mais rápido...Senti o tocar um dos meus seios apertando-o de leve me beijou...Então trocamos de posição... Subi em cima de seu corpo commembro ereto deixando-o completar o espaço dentro de mim...Agora eu o via suspirar enquanto eu subia e descia...- não para Nia... Não para continua... Isso vai...Eu gemia... Muito mas não parávamos...- ah!!!- não grita Nia...- como não? É muito tesão Syn.- eu... Ah! Eu sei... Calma tá quase lá...- continua... Não para... Ai! Que gostoso...Synyster é um tesão de homem um tesão só meu... Gemidospulinhos posições novas era feito de tudo ali...- vem amor... Outra vez...- pra já gata.Senti-o acariciar meus cabelos e entrou novamente em meu corpo...Tentamos não fazer muito barulho mas era impossível... Vidrostotalmente embaçados e o carro já estava muito quente... Nossaspeles molhadas deslizavam entre si... Ele apalpou meu seioesquerdo pela segunda vez e eu gemi...- isso te dá tesão?- sim...- e aqui? Tocou o seio direito com a boca gemi um pouco mais alto...- dá...Ele desceu... Essa não a linguinha do capeta...- não Syn... Por favor... Não faz isso.
  63. 63. Ele piscou...- é só um pouquinho você só precisa dizer se te dá prazer.- não Syn...Senti sua língua nas extremidades do meu corpo... Senti um arrepioforte quando agarrei o banco do carro puxando forças...- SYN! PARA POR FAVOR!Era demais pra mim.- diz que dá prazer!- DÁ! DÁ! DÁ... PARA! Eu não aguento mais para...E o infeliz não parou... Senti meu corpo amolecer senti minhaspernas bambeando... Elas desceram... Senti tontura... Senti Syn mepuxando ao se colo sentado no canto direito e me deitando sobreseu corpo nu com seu membro ainda duro tocando minhas costas...Abracei o pescoço dele de leve e esperei meu corpo voltar ao estadonormal... Enquanto eu molenga não tinha reação nenhuma eletocava meus seios e o exterior de meu intimo com as mãos euapenas gemia com um ranger de dentes fraco e exausto... Ele deitoumeu corpo no banco meus braços se jogaram na frente da minhacabeça senti-o tocar minhas pernas na altura do joelho e as abriu...Entrou devagar indo e voltando lentamente... Eu gemia de leve... Naterceira vez ele acelerou... E num suspiro alto ele também chegou aoseu alpice... Se quiser em um vocabulário mais primitivo... Sim elegozou... Seu liquido de procriação agora residia na minha vagina...Por fim ele respirou um pouco e deitou ao meu lado... De lado sobremeu corpo que estava ereto sobre o banco... O pênis dele tocava alateral da minha coxa inclinada pra cima devido a arte anterior... Elebaixou minhas pernas e eu me virei olhando o som... Agora com seumembro sobre meu bumbum ele me abraçou dando um beijo sobreminha cabeça...- descanse meu bem...Foi o que eu ouvi o dizer... Se alguma coisa de filme servisse paralembrar aquele momento seria a cena do carro em Titanic...Por uns instantes eu dormi até sentir minha calcinha subir meu corposem eu ao menos ter tocado nela...- Syn...- o que foi?- por que está me vestindo?- temos de voltar está anoitecendo.
  64. 64. Eu não medi esforço algum... Ele me vestiu e me pegou nos braçosigual criança... Com as pernas sobre sua cintura... Eu estavaacabada...Trancou o carro e alarmeou novamente... Cobriu com a lona olhoutudo pra ver se não tinha ninguém olhando e subiu comigo em seucolo... O problema de nossa arte foi ter achado que ninguém viu...Syn era muito selvagem na cama mas ele era carinhoso subiu aoquarto me deu banho e depois me colocou para dormir... Assistiu umpouco de Tv depois deitou para dormir também...Niara POV... Off.Syn acordou e desceu as escadas para tomar café quando sedeparou com Matt rindo muito lendo um jornal.- o que foi?- o que você andou aprontando ontem Syn?- nada por que?Matt vira o jornal e a manchete dizia..." Synyster Gates é flagrado tendo relações sexuais com fã dentro decarro em hotel."- ai caramba...- bom Syn... Acho que você e a Nia terão de dar uma pequenacoletiva a impressa para esclarecer umas mentirinhas...- me da esse jornal aqui...- olhe pelo lado bom... Só tem foto do carro.Syn leu a noticia em voz alta.- A gata selvagem gemia muito com Synyster Gates dentro docarro... Rangidos do veiculo saiam acompanhados de gritospalavrões e pedidos... Há dois boatos sobre a jovem não identificadao primeiro é de ela ser muito fã dele e o senhor Gates ter tiradoproveito do moça e o segundo boato é da moça ser uma garota deprograma... O hotel não tem conhecimento desse ato e diz que nãosabia de nada mas acha que a jovem é hospede do hotel afinalconseguiram ter relações dentro de um carro na garagem... Mas queporra! Que mentira inventaram da Nia aqui!- eu disse... Vocês vão ter de explicar em publico e assumir onoivado.- será que os fãs já sabem?Matt apontou a porta do hotel tinha diversas fãs com cartazes escritocoisas do tipo " Syn me deixa ser a mãe dos seus filhos, ou Syn mecoma dentro de um carro eu não ligo ou Syn me pega pra você seutesudo!"

×