Autora: Eduarda Naiany.
SinopseSynyster: Ela foi à coisa mais especial que aconteceu depois da morte de Jimmy, ela não podeir... Preciso dela, ela...
- meu jeito certinha? Qual é velho eu não sou certinha coisa nenhuma. Nia reclamou.- é sim... você nem rabisca o canto dos...
- e ai acha que até o fim do ano consegue dinheiro para aquela bateria da loja? Danielperguntou.- talvez sim, talvez não m...
- pensei que não ia afinal hoje é terça. Amy sorriu.- não, vou sim, tenho um teste vocacional hoje. Respondeu.- é hoje? Am...
Daniel tocou divinamente a base de bateria da musica Before I Forget do Slipknot, ele aindadeu sorte pegou uma musica que ...
O seu primeiro ponto positivo foi o giro da baqueta, agora só estava esperando a musica queiria tocar torcendo para conhec...
A garota saiu em seguida decepcionada consigo mesma, e logo surgiriam outras coisas que adeixariam pior...- como foi lá co...
Amy por incrível que pareça estava feliz de ver a irmã sorrir.- tá tirando? Sou cuidadosa... Amy riu olhando sua guitarra....
- sei lá... Vai saber... Amy bateu os dedos na guitarra fazendo um barulho estrondoso.- vou para meu quarto deixar vocês e...
- o que? Amy perguntou.- Estados Unidos é um país. Nia repetiu.- a você entendeu, vamos. Puxou-a.A mãe das jovens esperou ...
- não me diga o que fazer Amylyn, você não é a mamãe.- tudo bem mas não me chame assim de novo. Amy diz...Saíram as duas r...
Parou para pensar16h00min, 16h15min...- isso se não for aprovada... Amy olhou-a.- não conte tanto com a sorte afinal... 10...
Após terminar respirou ofegante...- nossa! Estou impressionado. Synyster quebrou o gelo do restante de banda.Ela deixou um...
- claro eu espero. Zacky respondeu.- bom mana... Você conseguiu. Amy chorava.- graças a você, se não tivesse me convencido...
- bom Niachegamos, suas coisas já estão no seu quarto e Synyster irá te levar até ele... Mattdisse e depois que entraram c...
- você deve ser sonâmbulo.- outra... Não sou só não durmo. Respondeu.- eu não sei o que há comigo, normalmente eu durmo fe...
- e então, sua irmã é bonita assim como você? Syn perguntou.- é sim, só que mais nova e mais teimosa metida preguiçosa e c...
- até... Respondeu.De certo ponto até certo ponto ele mentiu, não voltou ao quarto coisa nenhuma foi a cozinhapegou uma He...
- não é bem... Nessa hora Matt é interrompido com o resto da banda chegando para tomar cafée resolve se calar...- nham. Ca...
- a? abriu os olhos e viu Matt.- estava descansando. Reclamou...Sentiu duas mãos em seu corpo e de repente começou a rir i...
- que lindo, parece gostoso...Zacky a observava enquanto ela observava a festa, mas isso não ocorria somente com Zacky,Syn...
- oi, vim dizer boa noite... Ela se aproximou usando aquela roupa nada descente...Ele sorriu, abriu dois enormes braços pa...
Att: The Drummer who was... ( em português… a baterista que sei foi.)”Pegou uma mochila menor e colocou nas costas e a mal...
- ela tem um cabelo no comprimento do ombro, olhos castanhos escuros e meio asiáticos...Syn diz.- pode ser que eu tenha vi...
- eu não voltei por que todos gostavam de mim, e sim por que eu gostava de um.- finamente consegui...- MÃE! Tá ficando doi...
Depois de arranhar muito a bateria acabou que foi dormir.Por volta das 11:00 da noite...- oi Synyster?- sim, quem fala?- é...
- vocês gostaram? Matt perguntou.- tem certeza? Syn perguntou também.- querem mais? Matt perguntou.- YES! GRITARAM...- qua...
- nossa veio nossa!!! Eu to pirando aqui... Amy surtava.- ei mana, relaxa respira. Nia socorria a irmã.- e suas amigas não...
- pode, está naquela porta ali... Entrou no banheiro.Terminou rápido de montar a bateria e no fundo do armário encontrou u...
ultima gaveta do guarda roupa na caixa de presente preta, sempre que abri-la cuidado hámuitas preciosidades lá dentro e si...
Simplesmente foi surpreendida. Encostaram-se na parede, ele a segurava olhando-a nos olhose sussurou.- estou aqui... Lábio...
- você é linda garota. Só muito teimosa mais linda...- eu...- não me diga que não.- mas...- viu eu disse que você era teim...
O que acabara de ser aquilo que frase era aquela de onde vinha?Na manha seguinte...- SYNYSTER VOCÊ LEU MEU DIARIO? A jovem...
- não quem? Amy pergunta.- o Kelvin, ele veio com aliança e tudo pra te pedir em casamento.- a? Mais... A? Serio? Fudeu. R...
- eu sei, dói agora, mais depois sara, e o que eu vou fazer com ele não terá cura.- você é bem malvadinha quando quer não ...
- some daqui.- eu vim dizer que não ligo pra isso...- que bom agora me deixa em paz.Olhou-a- garota, larga de ser difícil,...
Capitulo 8 aquele que faz a besta de si mesmo livra-seda dor de ser um homem.Ficaram curiosos não é? Pois é não posso cont...
Syn ri...- que mais Amy?- provavelmente ela irá lhe fazer perguntas meio idiotas... Responda todas as perguntas comcalma, ...
- apanhou por culpa minha outra vez...- eita Amy, podia ser mais compreensiva.- eu sei.- e ela ainda está a procura de seu...
Beijou o ombro dela e em silencio continuou massageando... Aos poucos ela parava de aperta-lo deixando aquela forma de mos...
- oras, caralho pensei que tu estava esperando uma porra de um príncipe encantado, não umMané de cabelo arrepiado...- e da...
- onde estamos indo senhorita?- vamos visitar uma amiga...Logo se distanciaram bastante da casa da jovem...E chegaram a um...
- er... nossa.- você vai ficar ai Synyster?Ela entrou na água rindo...- caramba! Tá quente... ela riu.A jovem sentou-se em...
- e aonde vocês foram?- estamos... bem estamos...- ONDE VOCÊ ESTÁ CARAMBA!- eu estou no motel...- QUE?- você ouviu, volto ...
- eu também...Acariciou os cabelos dele já molhados e depois submergiu...- ei? Nia?A viu emergir na entrada, viu tirando a...
tentou de formas estranhas deixa-la mais calma, dançando em sua frente e ela ria muito... Sóque o negocio teria uma hora d...
- realmente, quero ver como você irá contar isso para sua irmã.- e quem disse que irei contar?-melhor assim mesmo...- elav...
- vamos Synyster....os dois se vestiram e com 15 minutos estavam em casa...- achei que estava falando sério quando disse q...
- gente acho que vou dormir... você vem amor?- eu? Syn perguntou- deve ser.Zacky riu.- vamos amor... ela puxou Syn...- tch...
Fim... ;D
The drummer
The drummer
The drummer
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

The drummer

140

Published on

fã fic

Published in: Entertainment & Humor
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
140
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

The drummer

  1. 1. Autora: Eduarda Naiany.
  2. 2. SinopseSynyster: Ela foi à coisa mais especial que aconteceu depois da morte de Jimmy, ela não podeir... Preciso dela, ela é diferente de todas as outras é como se o mundo não existisse.Zacky: ela é tão engraçada e sempre me faz rir, me sinto tão bem perto dela... Ela me lembratanto a época de Jimmy, quando nós fazíamos palhaçadas, é quase como voltar no tempo.Johnny: eu não sei o que vi nela, mais ela é diferente parece completar algo que falta em mimé muito incomum estar em um mesmo lugar com ela.Matt: sentimentos surgem quando estamos próximos... Minhas bochechas ganham um tomavermelhado ao vê-la ao estar próximo a ela, que seria isso? Uma forma de demonstrar amor?Quatro sentimentos iguais por uma única garota, um mesmo e pesado sentimento para umapessoa só, será que ela sente o mesmo? Teria ela de desistir de seu maior sonho para nãoperder o sonho de sua vida? Manteria ela sua promessa ou relevaria ela em algum instante?Capitulo 1 seu símbolo de safadeza 66’.- JENNIFER AMYLYN O QUE VOCÊ ESTÁ FAZENDO COM MEU POSTER DO AVENGEDSAI JÁ DESSE QUARTO. Nia gritou incontrolavelmente.- EU JÁ DISSE QUE VOU SAIR... NÃO ME CHAME PELO MEU NOME DESSE JEITO. A irmãrespondeu.- MANHE A AMY NÃO QUER DEVOLVER MEU POSTER. Nia gritou outra vez.- vocês duas querem parar com isso e crescer? Não são duas crianças as duas já são maioresde idade. Mais que teimosia... a mãe passou pela porta do quarto das duas...Imagina aguentar duas rockeiras apaixonadas pela mesma banda em uma mesma casa? Équase como pular no inferno sem passagem de volta...- Amy... Nia suspirou já em choro...Finalmente Amy abriu a porta...- desculpa maninha... Queria ver se ele ficava bem no meu quarto também... Amy devolveu opôster...- olha Amy, eu sei que você quer que eu coloque os meus pôsteres na parede mais eu tenhodó vai que rasga tem uns caros e raros não posso fazer como você. Nia defendeu-se.- você sabe que eu odeio esse seu jeito certinha não sabe? Amy perguntouAs duas irmãs caminhavam para a escola...
  3. 3. - meu jeito certinha? Qual é velho eu não sou certinha coisa nenhuma. Nia reclamou.- é sim... você nem rabisca o canto dos cadernos tudo seu é impecável ai pelo amor as vezestenho nojo de você. Amy olhou a irmã.- ninguém merece... baixou a cabeça.- mais... fazer o que... se fossemos iguais seriamos gêmeas certo? Amy sorriu.- isso é ironia por acaso? Nia olhou brava.- não irmãzinha, ironia seria se eu falasse que você é mais bonita que eu. Amy riu...As duas irmãs de 18 e 19 anos entraram na faculdade de musica... e lá separaram-se...- e ai gata... Daniel cumprimentou.- oi Daniel. Nia sorriu.Daniel e Nia eram amigos desde os tempos de crianças era uma amizade quase queinconfundível e os dois agora faziam a mesma faculdade visando uma carreira no rock and roll.- como foi suas lições na batera essa semana? Tudo fácil ou teve dificuldades?- na verdade parece que cada dia que passa eu fico mais e mais experiente. Ela sorriu.- e é mesmo, você tem um dom... o professor entrou.- até parece professor... Eu sou só mais uma aluna... Ela disse.- não subestime teu talento garota... você ainda irá longe.E o professor está certo...- é professor! Vai ser a baterista mais linda que conheço. Daniel gritou.- não exagera pentelho. Ela reclamou.A jovem garota de cabelos cá nos ombros prestava até atenção em suas aulas mais viviarabiscando suas ultimas paginas dos cadernos... e algo de útil talvez ela mostraria teus talentosem algo descoberto e novo...- que coisa inútil... rabiscou o que escreveu.- o que foi? Daniel perguntou.- não me pergunte nada, não estou com paciência para responder... Rodou sua baqueta e foifazer um som...A aula era quase que assim sempre... o povo batucava pra caramba e o professorsimplesmente dava auxilio aos necessitados...- ei meu anjo delicioso... qual o prato principal? Guilherme o atrasado perguntou a Nia...- esse aqui, que eu vou dar na tua cabeça... Apontou o prato da bateria com raiva.Um pouco depois de a aula acabar... Daniel acompanhou Nia até a saída da escola.
  4. 4. - e ai acha que até o fim do ano consegue dinheiro para aquela bateria da loja? Danielperguntou.- talvez sim, talvez não mais ela não irá fugir de mim. Sorriu.- vamos logo sua lesma!! Amy chamou a irmã.- me deixa ir antes que ela me assassine. Nia despediu-se de Daniel com um beijo.O caminho foi silencioso até...- às vezes você me tira do sério... Amy resmunga...- o que eu fiz desta vez Amy? A outra olhou indignada.- por que você tinha que fazer bateria? Não guitarra? Ora fiquei sozinha lá.As duas chegaram em casa...- oi meus amores... como foi a aula de vocês...- tenho muita coisa para contar mãe... Amy sentou-se falando.E a outra subiu para seu quarto...Olhou a foto na cômoda... a foto do Avenged Sevenfold... e suspirou.- se tudo fosse fácil assim...Aquele era mais um dia normal de duas irmãs e ele estava se encerrando e o outro talvez setornasse ruim mais com surpresas...Antes de dormir Nia a irmã mais velha resolveu escrever em seu diário para terminar seu dia...27 de dezembro de 2009... Querido Diário......(A quem não é Fã da banda... as vésperas da morte de Jimmy...)Capitulo 2 uma decisão de descoberta.No dia seguinte... 28 de dezembro de 2009a irmã mais velha desceu as escadas para tomar seu café a TV estava ligada na globopassava um jornal da manha com nenhuma noticia nada de novo... Ela tomava seu café comleite diário como todas as manhas bem vestida, calma quando a outra acordou de pijamascabelo bagunçadoe cara de sono.- bom dia... Amy reclamou.- bom dia. Nia respondeu.- vai a escola hoje? Amy perguntou.- sim, claro. Engoliu o café com leite.
  5. 5. - pensei que não ia afinal hoje é terça. Amy sorriu.- não, vou sim, tenho um teste vocacional hoje. Respondeu.- é hoje? Amy perguntou- sim, se eu passar podem me colocar na fila dos substitutos para bandas famosas e finalmenteeu vou conseguir tocar de verdade. Gloriou.- espero que consiga, vou ver se meu professor me deixa ver seu teste. Amy diz.Subiu ao quarto, Nia vestiu um short colocou seus cordões amarrou o cabelo com um rabo decavalo e colocou uma camiseta sem manga da Vengeance University, sua camisa da sorte...- vamos anda logo sua metida. Amy gritou.A ultima coisa que faltava era o par de baquetas... pegou-as correndo desceu as escadas eacompanhou a irmã.- estou tão nervosa... Nia tremia...- relaxa vai dar tudo certo. Amy tentou ajudar.Chegaram a faculdade, Amy conseguiu convencer o professor a liberar os alunos para verem oteste vocacional de bateria.- você vai conseguir Nia. Kelvin animou-a.- valeu meu guitar preferido. Sorriu.- vai lá maninha arrebenta. Amy escandalou.- silencio guitarristas. O professor pediu.- vem Daniel você é o primeiro. O professor chamou.Cada aluno do curso tinha uma bateria todas ficavam em uma enorme sala montadas todos osalunos que iriam fazer o teste estava sentados cada qual na sua...Daniel não era nada modesto quanto a sua bela bateria preta...
  6. 6. Daniel tocou divinamente a base de bateria da musica Before I Forget do Slipknot, ele aindadeu sorte pegou uma musica que ele conhecia bem seu teste foi um teste digno de notamáxima.- ai, agora sou eu. Nia respirou.A jovem nunca sentiu tanto medo em sua vida como agora...- sua vez... Niara. Olhou a única garota da classe.Aquela era a chance que a garota esperava a tanto... preparou-se em sua linda bateriavermelha para tocar...
  7. 7. O seu primeiro ponto positivo foi o giro da baqueta, agora só estava esperando a musica queiria tocar torcendo para conhecê-la completamente.- a musica que você irá tocar é... Welcome to the jungle do Guns N’ Roses. O professor diz.Ela engoliu seco, aquela não era uma das melhores musicas para ela…Rodou novamente as baquetas e começou a tocar, percebeu a dificuldade logo de cara...Pensou em diversas idiotices e quando concluiua irmã sorriu feliz mais notou a cara deinsatisfação dela, pois a mesma não havia dado seu melhor no instrumento que tantoapreciava....Guilherme foi o ultimo a tocar deram para ele Living on player do Bon Jovi... Ele também tinhauma bateria bonita como Daniel e Nia... Só era de outra cor...Uma bateria verde com preta acompanhada de um talento incrível, e claro uma boaperformance na musica sorteada para ele ao contrario de nossa jovem que era a única mulherdiante de tantos homens e teve de segurar a ansiedade sozinha.Depois dos teste o professor dispensou os alunos mais pediu para Nia ficar...- o que foi professor? Ela perguntou.- você não deu seu melhor hoje... Venho te treinando há meses mais você falhou... Só nãoentendi por que. O professor caminhava pela sala...- acho que não foi mesmo meu melhor teste...- por quê? Você tem tanto talento... Podia ter conseguido passar e mostrar a diferença... Dehomem e mulher. Disse confortando-a.- eu sei mais...- não tem mais senhorita... Foi descuido seu podia ter levado isso mais a serio... você tinhaessa capacidade... Reclamou.
  8. 8. A garota saiu em seguida decepcionada consigo mesma, e logo surgiriam outras coisas que adeixariam pior...- como foi lá com o professor? Amy perguntou.- faltou só ele ter pisado em cima da minha cabeça. Respondeu.Aquele era quase o fim de seu sonho. Um sonho de anos talvez acabado para sempre...As duas jovens chegaram em casa por volta das quatro e meia da tarde...- filhas fiz um bolo sentem-se comam. A mãe ofereceu...As duas se sentaram cada qual com sua fatia de bolo e um copo de suco...Nia estava atenta a TV... Fitava a mesma como se algo de importante fosse passar... E elaestava certa.- ei Nia... por que está olhando tanto a TV... Amy perguntou a irmã.- calma fica quieta. Nia pediu.TV: “morreu hoje, agora pouco o baterista da banda Avenged Sevenfold, o mesmo morreu emsua casa e não se sabe ao certo a causa de sua morte mais deixou muitos fãs decepcionadocom essa perda, dezenas de fãs estão deixando suas homenagem próximo a casa dele...infelizmente foi uma perda catastrófica para a historia da banda... um de seus membros maisantigos veio a falecer hoje com 28 anos de idade...”- Filha? Está tudo bem? A mãe olhou Nia pálida...- Maninha? Amy chamou.- The... The Rev... Morreu?Nia perguntou a si mesma.Correu para seu quarto, e lá se trancou durante um tempo... Dava para ouvir seu choro tristeevazio do quarto de Amy... Era ruim ter de ouvi-la chorar... Durante uma semana inteira elaquase não saiu do quarto, não tocava nem ao menos ia à faculdade, não falava muito nomáximo se precisasse de alguma coisa.Depois de exatamente quase que uma semana ela decidiu sair do quarto e voltou a falar com afamília quase que normalmente...- oi mana... falou baixo enquanto a irmã afinava a guitarra.- oi Nia, está melhor? Ela perguntou.- sim, vou viver. Ela sorriu.- senta aqui... Amy convidou-a.- sua preferida... Resolveu tirar ela da caixa? Nia perguntou.- sim... Quero fazer meu teste vocacional com ela. Amy sorriu.A bela guitarra roxa contrastava perfeitamente com a dona...- Deve tá bem desafinada em. Nia riu...
  9. 9. Amy por incrível que pareça estava feliz de ver a irmã sorrir.- tá tirando? Sou cuidadosa... Amy riu olhando sua guitarra.Logo Kelvin entrou pela sala carregando nas costas sua guitarra... Nia por enquanto nãoentendia nada...Ao ouvir aquelas palavras espantou-se na hora...- oi Nia oi meu amor...Kelvin beijou Amy na boca...- hã... Nia se perguntou...- que cara é essa Nia? Kelvin a olhou.- vocês... dois? Namorando? Nia olhou espantada...Kelvin tirava sua guitarra da capa e abriu um sorriso irônico- faz uma semana... Amy abriu um sorriso...- entendo... Nia olha a parede...- está feliz por mim irmãzinha? Amy perguntou.- claro... por que não estaria? Nia perguntou.
  10. 10. - sei lá... Vai saber... Amy bateu os dedos na guitarra fazendo um barulho estrondoso.- vou para meu quarto deixar vocês ensaiarem sozinhos... Nia saiu em silencio...Até sei bem que tipo de ensaio sairia dali...Amy ligou a TV... Parecia não ter clima para tocar nem namorar...TV: você, baterista se acha talentoso suficiente então venha fazer o teste e tente a sorte de sero mais novo baterista do Avenged Sevenfold,- NIA! CORRE AQUI. Amy chamou a irmã que logo apareceu na sala.TV: você que tem mais de 18 anos venha até Huntington Beach e venha fazer o teste para sero mais novo ou nova baterista dessa banda que está fazendo muito sucesso por ai... os testesvocacionais se iniciam no dia 8 de janeiro... Chegue cedo evite filas...Amy olhou a irmã com aquela cara...- a não Amy... Nem pensar... Nunca que vou conseguir passar num negocio desses...- eu sei que você consegue... Você é muito boa... Pelo menos tenta... Amy pediu.Talvez aquela fosse à chance de sua vida.- tudo bem... se a mãe deixar nós vamos lá... Nia conseguiu se deixar levar pela irmã.- então vai arrumar as malas irmãzinha por que Huntington Beach lá vamos nós! Amy gritoupela sala toda pulando.Nia chegou ao quarto desceu pela porta sentando-se no chão... aquela era uma chance emmuitas e ela tinha de agarrar e tentar pelo menos...Capitulo 3 a viagem e o rumo do sucesso.Dois dias haviam se passado depois daquela decisão... Dois longos dias... A mãe foi logobaixando as regras, mas ela tinha feito uma promessa a si mesma, se conseguisse passar noteste não iria se envolver comnenhum deles, a única relação seria totalmente profissional eclaro de vez em quando um bom ombro amigo para chorar... Mas ela realmente manteria essapromessa? Até o final?No aeroporto... Lê mãe chorando muito...- cuidem-se vocês duas...- mãe não precisa tanto... Amy reclamou...- vou sentir sua falta mãe. Nia diz.- se você conseguir garota torne-se o orgulho da mamãe na bateria... Ela riu.- e você senhorita Amy... se resolver ficar por lá, digo o mesmo... me orgulhe na guitarramoçinha.- pode deixar mamãe suas filhas vão arrebentar nos Estados Unidos, vamos virar aquelacidade de pernas pro ar.- país... Nia corrigiu.
  11. 11. - o que? Amy perguntou.- Estados Unidos é um país. Nia repetiu.- a você entendeu, vamos. Puxou-a.A mãe das jovens esperou as duas sumirem rumo ao avião e depois saiu.- sabe o que eu acho você vai passar sim... é só você jogar um charme pra eles que na horavocê é intimada pra tocar... Amy riu.- quero passar pelo meu talento, não pela minha beleza. Nia a corrigiu...O voo era noturno logo as duas pegaram no sono e dormiram as duas horas de sono maistranquilas da face da terra.- ei Amy, chegamos. Nia cutucou a irmã que quase babava no acento que estava sentada.Desceram e Amy já começou sua sessão de fotografias exageradas...- Amy volta aqui! Temos de achar um hotel ainda, e você não para um segundo de tirar fotos...Nia gritou.Quando finalmente conseguiu tirar Amy de perto das câmeras, pegaram um taxi ao hotel maispróximo do centro de musica onde então ocorreria o teste para tocar na banda...Chegando ao quarto...- vê se não faz muita bagunça... Nia olha a irmã...- tudo bem tudo mal reclama mais paga pau. Amy deitou-se no sofá ligando a enorme TV.Nia foi para a janela apreciar a vista e suspirou.- quão linda é a noite aqui... depois disse algo muito inspirador... até amanha Jimmy. Logo emseguida foi dormir...Na manha seguinte...- Amy. Cutucou a irmã que dormia no sofá.- hum? Amy acordou.- vamos está na hora. Chamou.Ninguém conseguia tirar de seu rosto aquele olhar serio e destemido.Estava mais e mais próxima de seu destino.- vai assim mesmo? Amy olhou.- sim vou... ela olhou seria.- nossa Nia, pensei que você era mais cuidadosa, essa roupa está horrível e bem preguiçosa.Amy riu.- que bom, vou assim mesmo... pegou o par de baquetas saindo...- a não coloca algo mais bonito menina, assim ninguém vai olhar para você. Amy reclamou.
  12. 12. - não me diga o que fazer Amylyn, você não é a mamãe.- tudo bem mas não me chame assim de novo. Amy diz...Saíram as duas rumo ao local marcado para a audiência, chegando na portaria Nia recebeuuma senha.- que numero? Amy perguntou.- minha nossa... vou ficar o dia todo aqui. Reclamou.- que numero está ai? Amy perguntou outra vez.- 1001. Respondeu.- nossa! Amy suspirou.Passou-se para as 10 horas, ou seja uma hora depois da chegada...11h00min, 11h15min, 11h40min, 12h00min e por enquanto a fila não tinha chegado no 500...- Nia! Você vai mesmo ficar nessa fila no sol quente vai acabar passando mal. Amy gritou airmã sentada embaixo de uma arvore.- estou bem aqui não se preocupe...12h40min, 13h00min, 13h15min, 13h40min, 14h00min...- toma... Amy apontou a água...- valeu... Bebeu tudo em uma golada única...14h48min, 14h57min, 15h01min...- fui ali na frente uns instantes está no numero 917. Amy olhou a irmã...- se continuar do jeito que está vou acabar me apresentando só a noite... reclamou.Enquanto isso na mesa de juízes lindos maravilhosos ou seja Avenged Sevenfold.- muito bom Arin... acho que se ninguém for melhor que você, já temos nosso baterista. Mattsorriu.- concordo plenamente. Zacky se pronuncia...Voltando a fila no sol quente...- que horas são? Nia pergunta.- 15h45min. Amy responde.- quantos ainda faltam?- uns 8 eu acho. Amy olhou.- menos mal... assim pelo menos depois que eu fizer isso posso comer até um pedaço dacamada de ozônio. Reclamou.Amy riu.
  13. 13. Parou para pensar16h00min, 16h15min...- isso se não for aprovada... Amy olhou-a.- não conte tanto com a sorte afinal... 1000 pessoas se apresentaram... Sou a ultima quecompareceu culpa de quem? Nia olhou a irmã.- desculpa... Amy olhou-a.- tudo bem... Vai procurando um lugar para sentar e ver minha apresentação. Nia diz e a irmãlogo sai...É isso ai... Faltavam somente dois e seria sua vez, notou o tempo todo que ficou lá que viusomente 2 meninas uma ruiva e uma loira e todas as duas voltaram saindo do local com caradecepcionadas assim como os meninos... Somente um número não havia voltado... Talvez játivessem se decidido... Será que deveria recuar? Chegou a olhar para trás e pensouseriamente em desistir, mas quando voltou a si estava em cima do mini palco improvisadovisualizando uma bateria e lá embaixo os seus ídolos...- ai meu... Esbarrou nos pratos...Todos a olhavam fixamente...- desculpa... Pediu sentando-se.- mostre para nós o que você sabe. Matt pediu.Pensamentos dela: “relaxa garota, é só tocar finja que eles não estão olhando para você oumelhor que nem estão ai...”Bateu uma baqueta na outra e começou a tocar... Do jeito que sabia...Tremeu um pouco mais não fraquejou botou para quebrar mandando ver naquela bateriaestranha... não era a de Jimmy, como tinha imaginado mais não iria fazer feio só por que nãoera o que estava pensando então começou a fazer uns barulhos numa sequencia que elamesma criou;Basicamente assim...
  14. 14. Após terminar respirou ofegante...- nossa! Estou impressionado. Synyster quebrou o gelo do restante de banda.Ela deixou um sorriso no rosto...- hã... qual seu nome minha jovem? Matt perguntou...Pensamento dela: “ minha jovem? Ele nem é tão mais velho que eu assim só tem 28 anos...”- Nia. Respondeu.- então, Nia... você e um outro rapaz foram os melhores que nós ouvimos hoje, precisamosentão decidiu qual de vocês entrará na banda... Matt diz...Os quatro entraram em meio que uma roda e começaram a conversar...Nia observou atenta ao que conversavam e podia ouvir algumas palavras soltas ao vento...Antes que desse a noticia viria sendo boa ou ruim ela desceu do palco saindo bufando de raivapor ter ouvido a frase... “mas ela é menina”.- bom...Nia... Matt virou a cadeira sorrindo...- Nia? Synyster procurou a garota no palco.- ei vocês ai da produção! Cadê ela? Zacky perguntou.- ela saiu a pouco, com um pouco de raiva dizendo uns negócios meio embolados...Responderam...- alguém tem de ir atrás dela... Johnny sentou mais fundo na cadeira botando seus pés namesma com um olhar do tipo eu não vou levantar daqui.- tudo bem, eu vou... Zacky levantou saindo...Ao andar em direção a saída a viu abraçada a uma outra garota e reclamou...- caralho gordos não nasceram para correr... Zacky se depôs a correr gritando...As duas olharam...- espera ai Nia... Como que a nova baterista do Avenged sai assim sem falar nada. Zackychegou próximo as duas garotas super ofegante.- nova? Baterista? Perguntou sentiu seu sangue borbulhando dentro de seu corpo.- sim! Decidimos que você vai entrar na banda. Zacky sorriu.- viu te falei sua lezada... Tinha que ser apressada e não esperar o veredito. Amy bateu natesta da irmã.- diga alguma coisa anda... Zacky sorriu...- o que eu posso dizer? Valeu muito obrigado? Começou a chorar...- não chore princesa vem, temos de conversar mais... Zacky a chamou.- espera eu só me despedir de Amy? Ela apontou a irmã.
  15. 15. - claro eu espero. Zacky respondeu.- bom mana... Você conseguiu. Amy chorava.- graças a você, se não tivesse me convencido talvez nem estaria aqui. Ela chorou.Amy derramava bilhões de lagrimas...- nossa isso vai demorar? Zacky as olhou.- me prometa uma coisa irmãzinha... Amy começou.- qualquer coisa! Nia falou.- seu primeiro show, prometa que vai mandar um par de ingressos para o Brasil pra eu e amamãe vim ver seu show. Ela enxugou as lagrimas.- prometo sim Amy... As duas se abraçaram e logo a que ficou viu sua irmã a dizendo adeusentrando em um taxi.- vem, vamos. Zacky colocou seu braço direito sobre os ombros da jovem a carregando...- nossa... Ainda não estou acreditando... Ela dizia.- acredite... E olha, você tem muito trabalho pela frente minha querida... Zacky falava enquantoos dois caminhavam...- não me importa o trabalho, mas que seja bom estarei feliz. Sorriu.- que doçura de garota, tão pura e singela. Zacky parou em frente a garota e olhou-a bem nosolhos, teve uma sensação retomou o consciente e continuou caminhando...- Zacky! Até que enfim meu filho achei que tinha ido à maternidade buscar essa menina.Johnny reclamou.Pensamento dela: “ótimo virei bebe. Ninguém merece.”- que culpa eu tenho se ela corre pra caralho? Zacky reclamou.- eu não corri, estava andando... Ela finalmente disse alguma coisa.“Zacky a olhou com uma carinha do tipo...” nem para me defender?”- tinha de ser o gordo. Johnny riu.- seja bem vinda garota. Matt sorriu.- obrigado. Respondeu.- bom... Agora nós podemos voltar para aquele hotel casa maneiro que a gente se hospedou?Johnny pergunta.- pode sim Johnny nós já vamos. Matt respondeu...O caminho até lá foi silencioso, o tal hotel casa era quase no meio do nada ouvia-se somenteos grilos pássaros e outros animais, nenhum barulho de carro nem o transito infernal, como osque ela costumava viver em São Paulo.
  16. 16. - bom Niachegamos, suas coisas já estão no seu quarto e Synyster irá te levar até ele... Mattdisse e depois que entraram cada um sumiu em algum corredor e Synyster a levou...- aqui é seu quarto, espero que goste do serviço de hidromassagem da banheira e os docesque estão espalhados por ai, à cama é bem macia e confortável falo por experiência própria.Synyster riu.Ela o acompanhou com uma risada...- obrigado pelas dicas. Ela disse- ah! Mais uma coisa, se precisar da gente estamos naquele, naquele, naquele e naquelequarto. Apontou-os.- hã tudo bem então.- a gente se vê mais tarde. Synyster saiu...Capitulo 4 uma noite com Synyster Gates... e umamanha com Matt Shadows. O.OJá dentro do quarto...Pegou uma peça de roupa ainda mais preguiçosa do que a que estava tomou um banho deumas 02h00min para esfriar a pele de ter passado o dia no sol, procurou um hidratante nabolsa e não encontrou... Era por volta das 17h15min da tarde... Ligou para a recepção e pediuum que passou no corpo, depois pensou seriamente em deitar e dormir, mas somente cochiloupor algumas horas até seu celular começar a vibrar incontrolavelmente lá pelas 21h00min danoite. Era a irmã.Mensagem: “maninha já cheguei no Brasil, a mamãe já sabe e ela disse que irá te ligar amanhacedo, ela adorou saber e disse que gostaria de te encher de beijos, ela trancou a porta do seuquarto sabe ninguém merece, (riso escrito) talvez é para quando você voltar estar do jeito quedeixou, mas quem liga... boa sorte ai! Vou contar pro povo da escola essa novidade amanha,cuidado com o telefone congestionado (outro riso escrito)... Beijo maninha nós te amamosminha mais nova Avenger.Tentou até dormir novamente, mas sem sucesso, abriu a porta olhou o corredor com as luzestodas apagadas e decidiu sair desceu os três degraus da escada iluminando com o celular nacozinha pegou uma garrafa de água e foi para a varanda da casa onde se sentou vendo asestrelas e ouvindo o barulho dos grilos... até ouvir um outro barulho familiar...- está sem sono? Perguntaram-na.- ah! Estou sim. Virou para ver, era Synyster...Synyster sentou ao lado dela...- também estou sem sono... Synyster puxou assunto.- a é, achei que era só comigo, pensei que fosse a ansiedade de estar aqui.- que nada, isso acontece direto. Syn fala.Ela ri.
  17. 17. - você deve ser sonâmbulo.- outra... Não sou só não durmo. Respondeu.- eu não sei o que há comigo, normalmente eu durmo feito pedra. Reclamou.- e depois fala de mim. Synyster ri.- ah! Não provoque. Ela ri.- você é de onde? Você não disse a ninguém... Começou.- Brasil. Respondeu curta.- nossa, uma brasileira, uma bela brasileira. Syn ficou feliz.- só não sei onde está a bela. Ela diz.Ele ri.- em você sua boba, nossa, achei que era daqui, tem o inglês mais perfeito que já ouvi em todaa minha vida... Syn diz.- a obrigado... Treinei muito durante minha vida. Falou.- diz alguma coisa em português? Syn pergunta...- tipo? Ela pergunta- ah qualquer coisa...Fala em português abaixo... Somente a dela... Vamos brincar e fingir...- aproveite o dia ou morra lamentando o tempo perdido. Disse.- o que você disse? Syn perguntou.E ela repetiu agora em inglês...- aproveite o dia ou morra lamentando o tempo perdido. Respondeu.- legal. Syn sorriu.- posso contar uma coisa? Perguntou- claro! Pode sim menina do inglês perfeito... Syn riu.- minha irmã tem uma tara maluca por você. Ela riu.- nossa! Sei que sou gostoso. Riu.- não se acha não tá. Ela riu junto.- e você? Syn perguntou.Ela calou-se na hora.- a legal ficou vermelhinha. Syn provocou.- pode parar seu besta. Reclamou pondo as mãos no rosto.
  18. 18. - e então, sua irmã é bonita assim como você? Syn perguntou.- é sim, só que mais nova e mais teimosa metida preguiçosa e chata. Riu.- e você não é tudo isso? Syn perguntou.- não, sou bem mais perfeccionista que ela. Respondeu.Em um momento de Silêncio...- é você? Ela perguntou.- eu o que? Syn olhou.- que está emitindo esses barulhos estranhos...- eu não...Olharam os lados...De repente algo encosta na perna dela e a mesma levanta gritando pulando no colo de Syn...- TIRA, TIRA AI TIRA... Gritava escondendo a cara no ombro dele...Logo em seguida o restante do A7X aparece na porta acendendo a luz com tacos de baseball,golfe e um pedaço de madeira...- o que está acontecendo aqui? Matt pergunta...Ela olhou o chão já coma luz acesa ainda no colo de Synyster...- relaxa menina é só um gato. Syn ri com ela em seu colo...- vocês em, duas da manhã e vem dando chilique... Zacky diz voltaram cada qual para seuquarto.- Synyster? Chamou.- que? Olhou-a.- pode me colocar no chão eu agradeço. Ela pediu.- ah! Desculpe. Desceu-a.Os dois voltaram a se sentar na varanda...- a madrugada esta belíssima não acha? Ela perguntou.- realmente. Respondeu...- melhor eu voltar para meu quarto e tentar dormir. Ela levantou...- tudo bem farei o mesmo... Respondeu...Ela levantou saindo quando se virou e disse.- até amanha... Ela o olhou...Aquela virada de cabelo impactante com aquele olhar... O deixou nas nuvens
  19. 19. - até... Respondeu.De certo ponto até certo ponto ele mentiu, não voltou ao quarto coisa nenhuma foi a cozinhapegou uma Heineken e sentou na varanda começou a pensar será que ele estaria seapaixonando pela nova baterista? Por que ela o atraia daquele jeito deixando ele tão bemconsigo mesmo como se o mundo não existisse?- e Synyster você está ficando bêbado. Botou a culpa na cerveja...Por volta das 04h00min da manha entrou e tentou dormir...Na manha seguinte...A jovem acordou cerca de umas sete da manha... Desceu as escadas e foi para a sala dejantar o café estava servido, nenhum deles havia se levantado ainda, sentou em uma mesa e ládegustou certas delicias da culinária estadunidense com um bom e velho leite com café...Sem ela saber um deles descia as escadas para tomar café enquanto ela degustava umaespécie de bolinho feito de coco...- bom dia... Matt falou...- ah! Bom dia. Ela olhou sorrindo...- está sujo aqui em você. Matt apontou no seu próprio rosto o queixo do lado direito.- aqui? Perguntou passando a mão.- não... Matt se aproximou, olhares se encontraram enquanto ele limpou o rosto dela. Sorriuainda com o rosto próximo.E ela transmitiu o mesmo sorriso.- obrigado. Ela disse enquanto ele se sentou na mesa junto com ela.- e ai o que tem de gostoso para tomar café.Matt perguntou olhando tudo.- a nem sei só comi esse negocio aqui. Apontou o bolinho com coco por cima.- isso é uma rosquinha. Matt riu.Ela olhou- a é? Nem sabia. Riu...- é muito gostosa ainda mais com leite e café você não acha? Matt perguntou...- sim é mesmo... Ela mordeu a rosquinha com gosto.Matt riu.- e você? Não vai comer? Vai ficar só olhando esse meu ser fazendo bagunça aqui? Elaperguntou...- você é tão linda sabia? Ainda mais assim. Matt a olhou.Ele estava se declarando... Será que essa declaração iria para frente?- obrigado... Você também é lindo... Ela agradeceu com um elogio.
  20. 20. - não é bem... Nessa hora Matt é interrompido com o resto da banda chegando para tomar cafée resolve se calar...- nham. Café da manha. Zacky olhou tudo sem saber o que comer...- bom dia galera. Synyster beijou a testa da jovem...- bom dia. Matt respondeu com uma cara do tipo bando de filha da puta por que vocês tinhamde aparecer agora?- dormiu bem Syn? Ela puxou assunto.- como uma pedra. Ele riu.- e eu? Dormi mal culpa de vocês dois e aquele gato. Johnny reclamou.- coitado... Ele não tem culpa. Zacky defendeu.- quem? Matt perguntou.- o gato é claro. Zacky riu.- nesse caso... sai a garota de cena por que ela já terminou o café. A jovem levantou saindo...Todos pararam para olha-la até a mesma sumir nas escadas...E todos com o mesmo pensamento fértil. Se é que vocês me entendem.Chegando ao seu quarto ela ouve seu telefone tocando incontrolavelmente...- alo?- filha linda da mamãe nem acredito que você conseguiu. A mãe gloriou do outro lado da linha.- ai mãe eu sei é um sonho, caramba pensa nuns cara lindo se num tem noção mãe.- você deve estar tirando umas casquinhas brutas, só de pensar que eles são seus ídolos evocê pode toca-los pra você... foi interrompida.- é tudo mãe é um sonho, só não supera aquele de conhecer os atores de sobrenatural. Ela riu.- e ver o Dean de cueca. A mãe concluiu.- é tem essa também. A filha acompanhou com um riso.- divirta-se meu bem sempre que puder da uma ligadinha ou pra mim ou pra Amy pra ela nãosurtar. Sorriu.- tudo bem mãe até amanha então. Ela riu.- até. Desligou.Jogou-se na cama pensando...- meus Deuses gregos... Do jeito que eu sonhei pertinho de mim... Ela sorriu fechando os olhosdeitada na cama com as pernas para o lado da porta... Será que isso vai da treta?- que coisa feia entrar no quarto e deitar assim na cama... alguém entrou dizendo...
  21. 21. - a? abriu os olhos e viu Matt.- estava descansando. Reclamou...Sentiu duas mãos em seu corpo e de repente começou a rir incontrolavelmente seriam belascócegas de seu amigo Matt?- não, para, por favor, eu não aguento... Ela ria muito enquanto ele fazia cócegas nela...- da próxima vez feche a porta. Ele riu.- tá eu fecho agora para, por favor, eu não aguento mais.- acho que já esta bom. Ajudou-a a levantar...- seu doido. Agora tudo em mim dói. Reclamou rindo.- mais tarde vamos ao estúdio dar uma ensaiada, se quiser ir também. Matt olhou.- tá brincando né? Claro que vou ir. Ela sorriu.E logo que Matt saiu fechou a porta jogando-se na cama gloriando seu dia.Capitulo 5 o Corselet a festa o desejo e problemas...Estava a se arrumar para seu primeiro ensaio, estava empolgada mais estava com problemapara fechar o zíper do corselet, que acabara ficando emperrado.Olhou pela porta se havia alguém no corredor que pudesse lhe ajudar foi quando viu Johnny eo gritou...- JOHNNY, ESTÁ OCUPADO? Perguntou.- não por que? Johnny perguntou se aproximando...- me ajuda? Virou de costas apontando o zíper...- ah! Claro. Respondeu puxando o para cima...Queria ele poder ao invés de levanta-lo puxa-lo pra fora mandando-a aquela cama e cedendoao desejo, mas aquilo era só uma ilusão...- prontinho. Johnny riu.- obrigado. Agradeceu com um beijo na bochecha.Ao chegar no estúdio na ultima sala da casa, Synyster a aguardava na porta...- eu avisei que você não vai gostar... Syn riu.- gostar do que? Abriu a porta...Todos gritaram:- SURPRESA. Porcaria era uma festa.- hã... Oi gente. Sorriu sem graça...- Nia! Olha compramos um bolo pra você. Zacky a puxou.
  22. 22. - que lindo, parece gostoso...Zacky a observava enquanto ela observava a festa, mas isso não ocorria somente com Zacky,Synyster, Matt e Johnny também ficavam olhando-a...- tenho três palavras para vocês. Nia começou.- diga... Alguém pediu.- estou com sono. Disse.- você já vai? Alguém perguntou.- boa noite... Foi saindo...Sem que ninguém percebesse de imediato Synyster a acompanhou.- está com sono é? Sei... Synyster reclamou.- por que não posso ir dormir? Olhou desconfiada...- pode, mas primeiro tende dar um beijo de boa noite. Syn sorriu;Ela aproximou seu rosto do dele devagar, ia totalmente à bochecha, mas ao toca-la ele virou orosto a beijando na boca, ela até quis sair nos primeiros 3 segundos, mas depois cedeu a eleentrando no quarto acompanhada daquele metido a poderoso.- Synyster! Synyster o que estamos fazendo? Ela o olhou nesse instante.- é... Quer que eu fale em voz alta? Syn olhou irônico.- caramba! Isso, ai porcaria, que inferno a Synyster sai daqui. Puxou-o pelo braço levando-opara fora.- ei... Isso não se faz. Synyster reclamou.- não me interessa. Bateu a porta e foi deitar...Synyster andou até seu quarto sorrindo e seu único pensamento foi estranho... “quase emgata”.Ela quase dormia quando ouviu alguém bater-lhe a porta logo pensou que fosse Synyster quetivesse esquecido alguma coisa...- Zacky?- sim, vim dizer boa noite... Sorriu.- boa noite Zacky. O abraçou.Ele a segurou firme e sussurrou em seu ouvido...- boa noite...Logo em seguida desceu as escadas para tomar água, já até tinha passado por Johnny,quando viu Matt sozinho no estúdio e resolveu desejar boa noite antes que ele subisse paraatrapalhar seu sono...- oi pequena. Matt olhou-a chegando...
  23. 23. - oi, vim dizer boa noite... Ela se aproximou usando aquela roupa nada descente...Ele sorriu, abriu dois enormes braços para que ela viesse a um abraço.Andou até ele...Antes que pudessem concluir um simples abraço amigo, ele a olhou nos olhos seaproximando... Lábios se colaram e quando ela notou estava em cima de uma mesa e eleestava sem camisa...- a essa não, Matt, ei Matt. Chamou.- oi? Isso não pode para... Ela pediu.- a desculpe... Não sei onde estava com a cabeça... Serio. Respondeu.- tudo bem, melhor eu ir para o meu quarto, a gente se fala amanha tudo bem?- ok. Até amanha. Sorriu envergonhado.Na manha seguinte...Hoje nesta data fariam exatamente uma semana de Avenged Sevenfold se não fosse por umproblemão que iria iniciar-se logo de manha.Desceu as escadas contente hoje seria seu primeiro ensaio, rodava as baquetasentusiasmadamente, lembrava um tanto Jimmy, se não era parecido...Ouviu uma discussão e parou na porta de imediato para ouvir...- EU NÃO ACREDITO CARALHO VOCÊ GOSTA DA MESMA MULHER QUE EU? Deduzia serSynyster, com uma voz alterada com raiva...- EU QUE PERGUNTO! Seria Johnny?- VOCÊS DEVIAM IR PARA O INFERNO, EU A VI PRIMEIRO. Zacky reclamou.- NÃO FORAM VOCÊS QUE ELA BEIJOU CALEM-SE... Matt manteve-se firme.Colocou as duas mãos na boca, tinha acabado de iniciar uma confusão, pobre jovem não tinhaculpa nenhuma e agora estava desmanchando sua banda favorita a qual tinha tanto afeto eamor. Não pensou duas vezes saiu correndo de volta ao quarto e deixou jogadas ali no chãoperto da porta seu par de baquetas, subiu chorando e nesta hora rabiscou um papel antes dearrumar as malas e esse papel era para todos eles lerem depois que ela tivesse, esperava ela,longe bem longe dali... No papel ela escreveu mais ou menos assim:“Não acredito que vocês fizeram essa façanha, incrível mesmo o que eu ouvi, decidi então irembora voltar pra minha casa e abandonar vocês para sempre pelo bem da banda... Vocêssão meus ídolos e para mim o que está acontecendo não devia acontecer, ninguém podeseparar vocês! Ouviram? Ninguém e não serei eu que farei isso, adeus Avengers e desculpapor tudo que fiz, seja lá o que tenha feito alias só para constar, eu fiz uma promessa o dia quepisei dentro de um avião e cheguei aos Estados Unidos, prometi que se fosse aceita na bandanão iria me envolver com ninguém e que eu iria respeitar as escolhas de vocês seja lá quaisforem, pois bem, acho que era isso que eu queria dizer então adeus para sempre, eu amotodos vocês... De jeitos diferentes mas eu amo... Adeus meus Avengers... Sentirei falta devocês...
  24. 24. Att: The Drummer who was... ( em português… a baterista que sei foi.)”Pegou uma mochila menor e colocou nas costas e a mala carregou na mão deu uma breveolhada aquela casa que deduzia ter passado a melhor semana de sua vida e de lá saiu diretoao aeroporto...- uma passagem para São Paulo...A mulher lhe entregou a passagem e ela sentou no banco esperando dar a hora de seu voosair.Enquanto isso no hotel casa (autora: Vai entender).- EU NÃO VOU FICAR NUM MESMO LUGAR QUE VOCÊS TRÊS. Synyster abriu a portaberrando.Ouve-se um barulho algo havia quebrado, olhou o chão recolhendo em suas mãos o par debaquetas agora com uma defeituosa...- essa não... Suspirou.- o que foi Synyster. Matt olhou-o preocupado com seu olhar.Synyster mostrou as duas baquetas em sua mão...- será... Zacky engoliu seco.- acho que sim... Johnny reclamou...- ela dever ter ouvido. Matt se dirigiu ao quarto dela sem esperar os outros...Ao chegar lá notou um papel meio molhado endereçado a eles...- ZACKY, JOHNNY, SYN, SUBAM AQUI. Chamou.- o que foi? Zacky perguntou.- ela deixou uma carta as malas dela sumiram... Matt reclamou e logo em seguida leu a cartaem voz alta.- ela foi embora... e a culpa é nossa. Johnny disse triste.E Synyster acabou dizendo uma coisa que deixou todos arrependidos da discussão.- se Jimmy estivesse aqui, ele não teria deixado nenhum de nós nos apaixonarmos por ela, praisso exatamente isso não acontecer...- verdade... mas o que faremos agora? Zacky perguntou.- vamos atrás dela, pediremos desculpa e no caso falaríamos que tudo não passou de um malentendido. Matt concluiu.Pegaram um carro da garagem e muito mais que veloz chegaram os 4 ao aeroportoperguntando a recepcionista....- moça! Moça você viu uma garota mais ou menos dessa altura? Matt apontou...- talvez...
  25. 25. - ela tem um cabelo no comprimento do ombro, olhos castanhos escuros e meio asiáticos...Syn diz.- pode ser que eu tenha visto.- ela aparenta ter uns 21 anos... Zacky concluiu.- sim ela comprou uma passagem a pouco, não me recordo para onde, estava com uma caratriste e acho que o voo dela já foi. Respondeu.- droga... reclamou...Voltaram para o hotel e de lá tentaram maneiras de contato com a tal garota... agora bem maisdistante...Na casa da jovem...Nia POV...Depois de uma semana pude ouvir novamente um som desafinado de guitarra, era minha irmãmais nova arranhando uns acordes... quegraçinha ela ficava...- Nia? O que você esta fazendo aqui? Amy me olhou espantada.Sentei no sofá ao seu lado, e lá desabei em lagrimas dolorosas...Contei tudo a elas quando a mamãe chegou do trabalho, minha mãe me disse para dar tempoao tempo...Entrei no meu quarto e senti-me uma estranha em meio aquele lugar, como posso explicarminha sensação, era horrível, e incrédulo estar vendo eles ali outra vez mesmo que não fossepessoalmente, fiz questão de arrancar todos os pôsteres fotos e cartazes das paredes emoveis do quarto guardando-os em um caixa e depois o fundo do armário... Pelo menos assimme sentia confortável em estar ali... Depois que voltei ao Brasil, fez uma semana que eu quasenão saia do quarto, não ia para a faculdade, arranhava bem pouco a bateria, mas não tocavanenhuma musica do Avenged Sevenfold, nem ouvia... Um dia minha mãe chegou no meuquarto, isso era por volta de 4:00 de tarde e quis conversar comigo em relação a esse meudesanimo.- vai ficar assim para sempre filha?- talvez...- e você acha legal ficar desse jeito? Com essa cara de morta?- não...- conta de uma vez por que você foi embora realmente! Não foi exatamente pelo fato de todosos meninos gostarem de você... Foi outra coisa.- foi isso mesmo nada de mais.- você não sabe mentir para mim, fale de uma vez!- mãe... as vezes eu odeio você; sorriu.- fale logo...
  26. 26. - eu não voltei por que todos gostavam de mim, e sim por que eu gostava de um.- finamente consegui...- MÃE! Tá ficando doida?- você foi por que não queria magoar os outros três... Entendi.- e também, eu fiz uma promessa...- do que adianta uma promessa se você o ama? Uma hora ou outra você vai quebra-la!- NÃO! EU NÃO VOU COISA NENHUMA! Berrou.- pare com isso menina! Você nasceu de mim! Acha que pode me enganar?- desculpa.- pense bem no que você anda fazendo e tome logo uma decisão! Não vou criar filha o resto daminha vida.Levantou e saiu... minha mãe sabia mesmo como me fazer sentir culpada.Decidi então voltar para a escola, lá Amy já quis me intimar para mais uma de suasaprontações...Capitulo 6 nos perdoe.- por favor maninha eu preciso só de uma baterista a gente vai fazer um cover do AvengedSevenfold, precisamos de você.- eu não vou Amy, eu não quero mais isso de tocar musicas deles...- por favor, Nia, prometo que não te peço mais nada nos próximos 100 anos... fez cara dechoro.- tudo bem Amy, eu vou... Quando vai ser? Perguntou- amanha as 04h00min da tarde. Respondeu.- ok.Agora a jovem teria realmente de levar um par de baquetas a serio, um bom ensaio lhegarantiria o sucesso do dia seguinte. Cada dedicação da jovem a tocar lembrava aquelasemana, certos segundos de seu ensaio parava para chorar e aquilo sim, machucava.- filha? Está tudo bem? A mãe apareceu na porta.- está sim... Enxugou as lagrimas.- se precisar de alguma coisa estamos na sala eu e sua irmã.- tudo bem qualquer coisa eu chamo...Continuou tocando um pouco triste ainda...Algumas musicas ela errava alguns acordes e a deixava de lado, não estava se importandonem um pouco com o que estava fazendo.
  27. 27. Depois de arranhar muito a bateria acabou que foi dormir.Por volta das 11:00 da noite...- oi Synyster?- sim, quem fala?- é a Amy... idiota.- ata. Desculpa.- esta tudo correndo como o planejado. Amy sorriu.- ótimo, nos vemos amanha então. Desligou.Na manha seguinte...- acorda maninha!!!!!!!!!!!!!!! Amy gritou a irmã.- que foi?- vamos está quase na hora!- como? Que? Não era as quatro da tarde?- eu sei, mas tende estar lá as nove da manha pra ensaiar com todas as meninas, queroapresenta-las pra você;- tá, vou me trocar e já desço. Disse a irmã saiu.Logo as duas haviam chegado e lá Amy apresentou as novas amigas...- mana, essas são Helena, nossa vocalista, Lucia guitarrista solo, e a Jéssica baixista.- prazer em conhecer vocês meninas.- o prazer é nosso, sua irmã falou muito bem de você. Helena disse.- que musica vocês pretendem cantar? Nia perguntou- pensamos em Seize the Day, se você não se importar claro. Jéssica respondeu.- imagina tudo bem é uma ótima musica.Ensaiaram um pouco as 5, Nia nem imaginava que quando começasse a tocar e a jovemHelena desse introdução vocal, o verdadeiro e único A7X entraria e claro haveria um sustotremendo, Amy torcia para que a irmã não fugisse do palco e sim que mostrasse seu talento aopublico em seu primeiro show como nova baterista.- falta quanto tempo ainda?- pouco.Chegou-se a tarde quase noite, por volta das 6 horas, as cinco garotas entraram no palco eHelena começou a cantar, de repente tudo parou com a entrada o Avenged Sevenfold nopalco, por uns instantes ela pensou seriamente em desistir, mas continuou ouvi-la era como vero The Rev tocando... Era mais que especial.
  28. 28. - vocês gostaram? Matt perguntou.- tem certeza? Syn perguntou também.- querem mais? Matt perguntou.- YES! GRITARAM...- qual vocês querem? Synyster pergunta.- qualquer uma? Johnny se intromete.- pode ser aquela? Syn pergunta...Walkintroducing...Tocaram Walk, Warmness on the soul, Afterlife, Dancing Dead, AlmostEasy e finalizaram oshow com Bat country já que Amy tinha feito o solo na entrada da banda…Podia ter rolado um beijo de cinema ali?Claro que podia se tivesse alguém para ser beijado certo?Depois que os nove foram para dentro ela perguntou tirando sua curiosidade...- o que vocês estão fazendo aqui? Nia perguntou.- sua irmã nos chamou e queríamos pedir desculpas pelo que você ouviu... Matt disse.- e quem garante que vou perdoar? Ela perguntou.- por favor, não faça isso com a gente, nós adoramos você não pode nos deixar... Zacky fezceninha...- nossa! Sorriu.- viu garota, você devia ficar. Syn disse.Ela resolveu tirar uma casquinha...- por que você não pede, por favor? Perguntou olhando Synyster.- nem pensar. Syn reclama.- então adeus procurem outro baterista... Começou a sair...Zacky, Matt e Johnny o olharam de cara feia...- está bem! Espera ai. Syn chamou.Ela recuou.- eu, quero... Er.. Que por favor, você... É... Quero que você fique na banda. Coçou a cabeça.Ela riu.- foi difícil Synyster?- bastante você nem imagina. Ele riu junto.
  29. 29. - nossa veio nossa!!! Eu to pirando aqui... Amy surtava.- ei mana, relaxa respira. Nia socorria a irmã.- e suas amigas não vai apresenta-las pra gente? Johnny perguntou.- ah! Essas são Helena, Jéssica, Amy e Lucia.Todas disseram oi.Caminhando para a casa de alguém...- temos uma novidade! Zacky pulou feliz.- diga... Ela começou.- own... Que lindo... Amy falou em português afinal nenhum deles entendia.- vamos ficar aqui uns tempos... Matt disse.- ideia desse gordo ai. Syn apontou.- adorei. Ela disse.Viu rostinhos vermelhos...- não tinha notado que sua irmã era tão parecida com você. Zacky sussurrou próximo aoouvido de Nia.- é ela é mesmo, só gosta desse exagero de cabelo.- mais ela é linda. Zacky disse.Pensamento dela: Isso se apaixona pela minha irmã.- estamos chegando? Estou cansado, você bem que podia ter um carro... Johnny reclama.- tenho cara de burguês pra ter carro é?Todo mundo riu...- chegamos é aqui. Amy entrou procurando a mãe...Nia achou ter deixado os cinco na cozinha e foi para o quarto... Mas Synyster a seguiu...- gostei do seu quarto, é bastante grande. Sorriu.- ah! Que susto, é grande por que preciso de espaço pra minha bateria.- e onde ela esta?A jovem calou-se mas ele insistiu.- te fiz uma pergunta!- está no armário, desmontada e guardada. Respondeu.- posso monta-la e ver se ainda dá pra dar umas batucadas? Balançou as mãos como seestivesse tocando...
  30. 30. - pode, está naquela porta ali... Entrou no banheiro.Terminou rápido de montar a bateria e no fundo do armário encontrou uma caixa...- mas... o que? Por que isso está aqui? Perguntou a si mesmo.Aquela caixa continha pôsteres CDs, DVDs e um diário por enquanto tudo que tinha ali serelacionava ao Avenged Sevenfold, abriu o pequeno diário e começou a ler:“14 de Julho de 2006... Oi diário, hoje eu o vi outra vez na TV, ele estava incrível tocando cadasolo mais lindo que o outro e sim continuo muito! Mais muito mesmo apaixonada por ele,mamãe acha que sou maluca... ela vive dizendo que é bobagem se apaixonar por caras quepassam na televisão por que são bonitos ainda mais ela repete com frequência é besteira seapaixonar ele tem quase o dobro da tua idade menina, mas sei que é mentira ele só tem 25anos e é super lindo, tem aquele monte de tatuagens e toca divinamente, alias um dia sechegar a conhecê-lo nem sei minha reação quando estiver ao seu lado, acho que vou desmaiarmas estou me preparando todos os dias para esse momento...” adiantou um pouco as paginase foi para o ano seguinte tinha novamente uma folha enfeitada como aquela que havia lidoresolveu Lê-la também.“27 de novembro de 2007... Oi diário, hoje tive uma sensação estranha quando ouvi um solo deguitarra seu, porcaria sei lá o que é isso, nem minha mãe soube me explicar andeipesquisando na internet e alguns comentários diziam que era prazer... seja lá o que for isso(Synyster riu). Mamãe disse que se eu quisesse poderia aprender a tocar guitarra, mas eu nãoquero prefiro vê-lo tocar esse é meu sonho, ouvi-lo tocar para mim especialmente para mim emmeu quarto enquanto estou deitada em minha cama e depois talvez fizéssemos amor,caramba! A puberdade esta mexendo comigo... Synyster se interessou pelo assunto a qual elatratava e resolveu seguir para a próxima folha enfeitada, era somente uma por ano então... foipara o ano seguinte...“08 de março de 2008... Oi diário, hoje eu vim passar por aqui outra vez como todo o ano,acabei de completar 18 anos e minha mãe não me deu um carro, Amy minha irmã mais novatem 17 e está namorando, ela sempre foi mais sapeca que eu e você diário é dono de meussegredos mais profundos como o fato de eu nunca ter namorado na vida, a uns meses atrásbeijei um amigo meu para saber qual era a sensação, mas ele não gostou muito daquilo eparticularmente nem eu, pois esperava que meu primeiro beijo fosse com ele, meu sonho deconsumo americano... eu não sou do tipo que assiste filmes pornô para aprender coisasestranhas, minha irmã faz isso mas não diga para ela que eu escrevi isso aqui, sou do tipo quegosta de aprender com quem esta comigo eu espero e ainda seguro isso até o dia que nossoscaminhos se cruzem e espero que a minha primeira vez seja com ele, ah! Estou iniciando afaculdade de bateria, meu sonho alias desejado a muito tempo. Se eu tivesse de descrevermeus sonhos com uma palavra eu diria: Sem comentários. Até mais diário. Synyster estavamais e mais intrigado para saber quem era o dono daquelas paginas coloridas e então passoupara o ano seguinte...“22 de abril de 2009... Oi diário, hoje eu estou novamente aqui te contando meus segredosprofundos, uma pagina ao ano eu acumulo coisas para escrever sobre ele, e novamente eudigo! Ele é incrível demais e ainda continuo sonhando com um dia que nós nos encontremos esim eu espero sentir o sabor de seus lábios o toque de suas mãos enormes as vezes acho quesurto, mas acho que o amo, pensei em fugir uma vez esse ano procura-lo e me declarar masfoi só um pensamento, esse ano mesmo vi um vídeo e ele disse pra uma fã que veio pedir umautografo, minha princesa, caralho eu senti ciúmes tá? Por que você fez isso se sabe que eu teamo? Que bobagem ( Synyster Riu) minha coleção de pôsteres aumentou! Continuocolecionando ele fica lindo em todos, estão no mesmo lugar de sempre caso você esqueça, na
  31. 31. ultima gaveta do guarda roupa na caixa de presente preta, sempre que abri-la cuidado hámuitas preciosidades lá dentro e sim, um dia mostro pra ele. Até diário... Synyster não podedeixar de esconder sua curiosidade incrédula para ver o que tinha na caixa, aproveitou que ajovem estava no banho e ainda mais ouvindo musica e foi até a outra porta na ultima gaveta ede lá tirou a velha caixa preta de presente abriu-a de olhos fechados com medo do que tivesselá dentro e foi abrindo os olhos devagar, lá tinha diversos recortes de revista sobre o AvengedSevenfold, e vários pôsteres lacrados, mas alguns intactos ele abriu alguns deles e se auto viuera como se olhar no espelho, continuou olhando os recortes e dezenas deles eram sobre eleentrevistas, fotos comentários, lançamentos, algumas grifando algumas palavras, como maisnovo solteiro, homem mais sexy do mundo, melhor guitarrista do ano.- caralho velho! Essa menina é doida. Riu a bessa.Continuou lendo e percebeu que o cara da qual ela falava em todas aquelas paginas era ele eextremamente ele.Guardou tudo rápido ao ouvir o barulho dar porta, e terminou de dar os últimos retoques nabateria pensando, todos os sentimentos que haviam surgido por ela, nenhum jamais tinha sidoem vão ela realmente gostava dele e ele tinha um amor correspondido atrás de um segredo.- e ai? Ela ainda funciona? Perguntou.- sim, e bem. Respondeu.- claro, faz menos de uma semana que a guardei ai. Sorriu;- que bom então, bateu as baquetas e fez um som;Alguns minutos depois voltaram para a sala e Matt estava saindo...- ei Shadows aonde você vai? Nia perguntou.- vou sair, tenho um encontro. Sorriu sem graça.Ela espantou-se.- divirta-se. Sorriu mais por dentro comemorava.Capitulo 7 Brasil, melhor pais da America?Faltavam três, entre aspas ela realmente queria que Zacky se apaixonasse por sua irmã e queJohnny se apaixonasse por uma brasileira, e bem se Synyster a quisesse finalmente elarealizaria seu sonho, e daria o tão esperado beijo, mas lembra daquela noite da festa quandoele a beijou? Não aconteceu bem daquele jeito não...Flashback on... Nia POV...Voltava para o quarto tranquilamente quando fui surpreendida por ele querendo dizer boa noite,e quando se aproximou de mim para ganhar um inocente beijou na bochecha quis ir muitolonge e foi nessa hora que me distanciei batendo a porta na cara dele, mas foi o selinho maisgostoso da minha vida isso eu garanto...Flashback OFF...- Zacky? Cade você?Zacky? Amy chamava o Moreno de olhos verdes e cabelos negros…
  32. 32. Simplesmente foi surpreendida. Encostaram-se na parede, ele a segurava olhando-a nos olhose sussurou.- estou aqui... Lábios se aproximaram e finalmente aquele par de piercings tocaram lábios danossa mais nova...- Zacky, eu, caramba... Beijou-o novamente...Synyster caminhava tranquilamente ao banheiro quando se surpreende com a cena...- EPA! EPA! EPA! Que diabos esta acontecendo aqui? Sua irmã sabe disso menina?Espantou-se. - Zacky, seu gordo das arábias sabe que ela vai comer seu fígado, porra velho éa irmã dela e ainda é mais nova...- minha irmã não se importa Synyster, ela sempre apoiou minha paixonite pelo Zacky. Elasorriu olhando-o.- ah... Ah! Caramba fui. Synyster saiu.- é verdade o que você disse?- sim Zacky... Vem vou te mostrar meu quarto e te provar que é verdade. Puxou-o para dentroe lá os dois se trancaram.Na cozinha, Johnny e Nia jogando baralho...- eu nunca fui boa com isso, sou de Deus... Ela falava enquanto perdia para o baixista.- é tudo questão de técnica...De repente o celular de Johnny vibra incontrolavelmente...- com licença vou ter de atender... Johnny pediu.- tudo bem, vai lá e eu vou dormir... Boa noite Johnny.- boa noite... Alô?...No caminho até o seu quarto ouviu pequenos gritos emitidos por sua irmã... As duas estavamsozinhas em casa a mãe tinha viajado a trabalho, de certa forma ouvir Amy emitindo gemidospara ela não era novidade jogou-se na cama cobrindo a cabeça com o travesseiro e lá ficouolhando a parede contraria a porta de seu quarto de costas com um travesseiro em suacabeça...- eu tentei impedir... Mais ela disse que você não ligava. Synyster apareceu.- não, eu não ligo mesmo.- posso me sentar?- pode.Ele sentou-se ao lado dela...Ouve certo silencio naquele instante...Tocou os cabelos dela colocando-os atrás da orelha e olhou melhor seu rosto e seus olhosnegros como a noite...
  33. 33. - você é linda garota. Só muito teimosa mais linda...- eu...- não me diga que não.- mas...- viu eu disse que você era teimosa. Sorriu. - linda muito linda... Aproximou-se...- Synyster... Empurrou-o para longe...- o que foi? Continuou a acariciar os cabelos dela.- eu fiz uma promessa, eu disse isso a vocês...- você disse que não ia se envolver com nenhum de nós, não disse que nenhum de nóspudesse se envolver com você.- mas... Não da na mesma?- não. Sorriu.- mas e os meninos...- olha o Zacky tá se agarrando com sua irmã, o Johnny está no telefone sabe-se lá com queme o Matt está em um encontro, admita meu anjo, só existe eu aqui que ainda sinto algo porvocê de verdade, eles, digamos que tenha sido uma espécie de paixão de momento.- o que você entende disso?- muito mais que você, tenho 28 anos e você 19. Sorriu.- idade não é documento de experiência.- quer apostar?- apostar o que?- me mostra sua experiência nessa cama aqui e agora.- HÃ? Você é louco? Espantou-se.Ele riu.- exagerei né?- sim, muito.- vou deixar você dormir, amanha ou durante a semana talvez te provo que estou certo.- boa noite... Deitou-se.- mais uma coisa... Er...- fala.- Durma bem, eu não estou com medo aqueles que amamos estão aqui comigo guarde umlugar para mim porque quando eu acabar, eu estarei indo viver eternamente (8). Sorriu.
  34. 34. O que acabara de ser aquilo que frase era aquela de onde vinha?Na manha seguinte...- SYNYSTER VOCÊ LEU MEU DIARIO? A jovem acordou bufando de raiva...Os quatro estavam na beira da piscina jogando baralho, vale lembrar que Matt ainda nãovoltou.- melhor eu ir lá dentro antes que ela venha aqui fora me buscar. Syn saiu.- aposto uma Heineken que isso vai dar sexo. Amy riu.- apostado. Johnny aprovou.No quarto...- COMO VOCÊ PODE FAZER ISSO COMIGO? EU NEM TE DEI AUTORIZAÇÃO PARA LERCARALHO! A jovem gritava...- EEEE CARAMBA, NÃO PRECISA GRITAR. Synyster berrou.Ouve-se a campainha...- Kelvin? Ela olhou surpresa e atrás dela estava Synyster...Ele sorria.- a Amy está tenho uma novidade pro meu amor... Kelvin diz.- meu amor? Ah tá vou chama-la.Synyster ficou alguns instantes olhando o cara no portão e depois de notar a caixa de joia emsua mão saiu correndo tinha de contar a Nia.- EI EIEIEIEIEI. Chamou.- que foi?- ele vai pedi-la em casamento.- O QUE? Gritou.- é, ele está com uma aliança nas mãos.- JENNIFER AMYLYN VEM AQUI AGORA. Gritou a irmã...Lá fora...- melhor eu ir o trem tá feio. Já volto amor. Deu um selinho em Zacky.- vai lá princesa.Dentro do quarto de Nia...- o que foi? Amy perguntou.- sabe quem tá lá fora?
  35. 35. - não quem? Amy pergunta.- o Kelvin, ele veio com aliança e tudo pra te pedir em casamento.- a? Mais... A? Serio? Fudeu. Reclamou.- fudeu mesmo tua desgraçada! Se tu acha mesmo que vai magoar o Zacky, esta muitoenganada.As duas conversavam em português e Synyster não entendia uma vírgula...- eu não quero magoa-lo eu o amo. Não vou fazer isso.- então vai lá fora e resolva seu assunto com aquele noivinho de meia tigela... ReclamouA irmã saiu... Ouve-se certo silencio, a mais velha estava sentada na cama tranquilamenterecuperando o folego quando ouve um grito de sua irmã e sai correndo...- ORA SEU... Recebeu um tapa pela irmã...- SAI DA MINHA FRENTE NIA! É NA SUA IRMÃ QUE EU QUERO BATER. Kelvin escancarou.Levou o pé para chutar a irmã caída mais a outra recebeu o chute...- ah! Desgraçado, levantou com dor.- filho da puta! Quem te deu o direito de bater nela vem aqui seu desgraçado. Synyster queriavoar no pescoço de Kelvin, e particularmente não iria sobrar nada afinal Kelvin era só umgaroto de 18 anos e Synyster era um homem com porte físico e 28 anos a seu favor.- não Syn, não faz nada... Nia pediu.- mas...- Vai embora Kelvin e não volte! Nia exclamou...Zacky e Johnny já olhavam a cena...- mana eu... Perdoe-me... Amy começou a chorar sentada ao chão.- não se preocupe vai ficar tudo bem. Abraçou-a...- você está bem?- estou Amy, conte a Zacky o que aconteceu ele deve ter ficado preocupado.Levantou e foi para o seu quarto Synyster a acompanhou.- por que não me deixou te defender?- ora Synyster, não é a primeira vez que minha irmã arruma confusão... Estou acostumada.Arrancou a blusa e ele ficou surpreso...- mas...- desgraça... Regaçou minhas costelas... Olhou o enorme roxo no tórax.- olha como ele deixou você...
  36. 36. - eu sei, dói agora, mais depois sara, e o que eu vou fazer com ele não terá cura.- você é bem malvadinha quando quer não é. Sorriu.- posso perguntar uma coisa?- pode sim, menina pelada. Riu.- o que você entendeu no meu diário por primeira vez?- bom não muita coisa afinal seu inglês escrito é péssimo. Riu.- menos mal... Falou baixo.- e então...- então o que?- esse seria o momento que eu te perguntaria se você vem para a cama comigo, mas vou ficarquieto.- você não presta mesmo. Riu vestindo uma blusa.- mas o que você achou da ideia?- não gostei.- por que não?- por que não.- por que não, não é resposta. Retrucou.- caralho não enche.- anda por que não? Syn insistiu.- CARAMBA! EU SOU VIRGEM! Satisfeito? Quer mais alguma coisa? A some do meu quarto.Atirou um travesseiro contra ele e o fez sair mesmo com aquela cara de surpresa.Já fora do quarto...- que cara é essa? Zacky perguntou.Ele nada respondeu, ainda tentava engolir, processar aquela nova informação...“- Virgem?” nossa. Pensou sorrindo...Até que ele tinha gostado dessa informação, por um lado, era uma garota pura e ele era umsafado que felizmente estava apaixonado por ela...Voltou ao quarto, ela estava deitada chorando...- ei, não fica assim.- você voltou aqui pra que? Me chamar de ninfetinha virgem?- que isso, não precisa baixar o nível.
  37. 37. - some daqui.- eu vim dizer que não ligo pra isso...- que bom agora me deixa em paz.Olhou-a- garota, larga de ser difícil, eu gosto tanto de você por que não me da uma chance?- por que você não disse o que eu queria ouvir, agora some... Empurrou-o para a porta e atrancou...Encostou-se na porta e esquizitou a atitude desse momento, abriu a porta e gritou:- SYNYSTER?!Ele olhou...Aproximou-se, ela o olhou nos olhos calou seus lábios com o dedo indicador e o beijouperfeitamente aquele beijo cinematográfico espiado pela irmã e seu mais novo namorado,enquanto o gnomo estava ao telefone...- desculpa... Eu precisava saber como era. Sorriu sem graça.- espero que tenha valido a pena esperar todo esse tempo.- te conto outra hora. Sorriu voltando ao quarto e ele fez cara de bobo indo para a cozinha seusdois amigos disfarçaram fingindo que não tinham espiado.Aquele sim era um momento perfeito para ser lembrado o resto da vida.E Matt? Notaram que ele ainda não voltou do seu encontro? Todo mundo deve estar seperguntando onde nosso senhor músculos se meteu, pois bem vamos mandar um flashback danoite anterior no encontro do Matt...Flashback Matt Shadows... on.Estava sentado em um restaurante esperando a garota que tinha me convidado para sair,estava nervoso, mas não faço a menor ideia de por que...- desculpe a demora. Sentou-se...Aquela morena de longos cabelos olhos escuros e uma boca perfeita, me olhou com umsorriso.- ola Helena. Sorri.- desculpa, acho que pareci estanha te convidando para sair né?- Imagina, adorei o convite.Flashback Matt Shadows off.
  38. 38. Capitulo 8 aquele que faz a besta de si mesmo livra-seda dor de ser um homem.Ficaram curiosos não é? Pois é não posso contar mais que isso afinal ele ira contar tudinhoquando voltar...- Amy, quando vocês ficarem com fome pede uma pizza, toma paga com isso. A irmã entregoudinheiro à outra...- tenho uma coisa pra perguntar...- fala.- como vai ficar o negocio dos meninos? Ontem dormiram somente dois no quarto dehospedes, o Zacky dormiu comigo e o Matt passou a noite fora.- leva o Zacky para o teu quarto e o Syn você manda pro meu, eu jogo ele no sofá... Riu.- a tá sei bem que sofá é esse... E o travesseiro fica no seu busto né! Amy olhou a irmã.- não! Ele fica no sofá do meu quarto não me irrite qualquer coisa estarei no meu quartodormindo...- mas são só quatro da tarde!?- eu sei, mas estou com dor.- a tá desculpa.Dirigiu-se ao seu quarto a dor entre as costelas lhe matava...- Synyster? Amy chamou...- que?- a Nia foi pro quarto por que você não vai atrás dela?- por que sua irmã é tão teimosa que me tocaria de lá em cinco segundos.- você que não sabe chegar nela... Quando a gente descobre fica fácil...Synyster se aproximou sentando-se mais próximo...- o que você quer dizer com isso?- o seu tonto, to querendo dizer que se tu chegar com jeitinho você tem o que você quer. Amyirritou-se.- ah... como faço isso?- por exemplo, comece com carinhos, afinal ela é virgem não faz a menor ideia de como se fazisso e nem se interessou, a saber, e olha que não foi por falta de opção.- Amy, da pra pular detalhes que não me interessam?- desculpa, ah outra coisa ela adora que falem ao ouvido dela... Já vi o que acontece, é sensualse não é engraçado acho mais que depende do sexo da pessoa que tá vendo.
  39. 39. Syn ri...- que mais Amy?- provavelmente ela irá lhe fazer perguntas meio idiotas... Responda todas as perguntas comcalma, não a deixe irritada é serio você não vai gostar de ver essa cena... e a ultima coisa,jamais, serio jamais mesmo impeça ela de fazer qualquer coisa seja lá o que for, ela fica muitomal humorada e sai matando cachorro a grito...- valeu senhorita sabe tudo.Synyster saiu sorrateiro até o quarto de certo ponto até certo ponto preocupado se Amy sabiarealmente do que a irmã gostava...Aproximou-se suave ela estava deitada... Um ponto positivo para ele.- meu amor? Está acordada? Chamou...- estou... Ela não reclamou de ele ter a chamado de meu amor, segundo ponto positivo paraele...Tocou-a e se surpreendeu com o grito...- AI SYNYSTER NÃO PONHA A MÃO AI QUE DÓI!Na cozinha...- mais já? Mal entrou no quarto! Zacky falou- minhas dicas foram infalíveis.De volta ao quarto...- desculpa, desculpa, desculpa. Pediu.Ela chorava...- caramba como isso dói...Synyster agora se sentia culpado pela dor...Voltou a cozinha...- Amy? Na sua casa tem um anti-inflamatório? Perguntou.- que eu saiba não, se quiser vamos à farmácia buscar...Saíram Amy e Synyster até a farmácia...Chegando lá...- ei Daniel! Vê pra mim um anti-inflamatório! Amy pediu em português.- claro Amy, é pra já, mas e ai já se machucou outra vez?- não é pra mim não é pra maninha...- o que aconteceu com ela?
  40. 40. - apanhou por culpa minha outra vez...- eita Amy, podia ser mais compreensiva.- eu sei.- e ela ainda está a procura de seu príncipe encantado? Olha que eu ainda estou solteiro! Riu.Amy olhou Synyster para responder...- sabe que eu acho que não. Ela riu.Ele não entendia uma vírgula, coitado do Syn.- como assim acha que não?- o moreno de cabelos espetados ganhou o coraçãozinho da minha irmã. Apontou Syn.- como assim? Esse cara não é velho demais para ela?- idade não é documento e amor também não escolhe idade.- ninguém merece... O que ela viu nesse cisne?Amy riu muito e Synyster não sabia por que.- eu acho que essa não sei responder...- mais tarde dou uma passadinha lá para ver como ela está.- ok. Eu aviso que você vai lá até...- até.- Hey Syn vamos filho. Chamou já em inglês...Synyster deu uma leve encarada em Daniel, sentiu certo inimigo nele, será que os dois agorase tornariam rivais? Disputando a mesma mulher?Chegando em casa... Matt estava lá...- até que enfim em Matt! Achei que ia morar na rua e virar mendigo. Syn entrou implicando como amigo...- toma seu anti-inflamatório sua vareta que enfiou o dedo na tomada, vai cuida da tua mulher.Amy deu o remédio para Syn e sentou-se no sofá com Zacky.Já dentro do quarto novamente...- meu amor... Eu voltei.- legal! Veio terminar de me matar?Aproximou-se dela e a obrigou a tirar a blusa para que ele pudesse aplicar o remédio...Ela estava deitada em suas pernas enquanto ele massageava as costas da jovem para quepudesse aliviar a dor...
  41. 41. Beijou o ombro dela e em silencio continuou massageando... Aos poucos ela parava de aperta-lo deixando aquela forma de mostrar que ela sentia dor e que agora estava se sentindomelhor... Aquilo que doía antes começava agora a não doer tanto...- e ai se sente melhor?Ela se aconchegou melhor no colo dele sem responder.Depois de alguns minutos ela desceu a cabeça ao travesseiro e ficou de costas para eledormindo realmente... Ou talvez não...- às vezes queria achar a coragem de dizer o que sinto, é tão mais fácil bancar o garanhão denovela do que dizer um eu te amo... Eu acredito que se eu olhasse nos seus olhos não teriaessa coragem, é bem mais fácil querer levar você para a cama do que trocar carinhos euadmito... Mas meus sentimentos por você são puros e verdadeiros e eu estou te amando minhapequena. Sussurrou achando que ela não tinha ouvido.- eu sei... ouviu-a responder...O coração dele disparou a mil por hora.- você ouviu?- claro- merda...Ela riu...- relaxa, eu achei fofo.Ele ficou vermelho...- e então... Eu posso fazer as honras de te fazer uma mulher feliz?- olha... Posso pensar no caso. Ela sorriu.Aproximou-se da garota deitada na cama olhando o teto e a olhou...- o que você vai fazer? Ela perguntou.Ele sorriu irônico...Lábios se tocaram finalmente tocou suavemente os cabelos dele acariciando seu rosto oolhando enquanto trocavam dezenas de beijos românticos esperados pelos dois... e paraajudar a jovem estava sem blusa... digamos que os finalmente iam se aproximando comcalma...- NIA!!!!!!!!!!!!!!!!!!! O QUE SIGNIFICA ISSO AQUI? Era Daniel que gritou incontrolavelmente.Sentiu Synyster distanciar seus lábios dos dela desta vez ninguém iria machuca-la...- o que foi Daniel?- vim ver como você estava, e parece que já melhorou não é?- eu já e daí?
  42. 42. - oras, caralho pensei que tu estava esperando uma porra de um príncipe encantado, não umMané de cabelo arrepiado...- e daí? A escolha é minha não é?- a quer saber tchau.- espera eu não terminei... Levantou soltando um baita de um berro de dor...Synyster a segurou na hora...- ei, você está bem?- to, eu acho. Ela chorava.- a gente precisa sair pra você arejar a cabeça... Tua mãe deixou o carro vamos dar uma volta?- as ultimas três vezes que coloquei a mão em um volante... bati em algum lugar.- eu dirijo você só precisa me orientar, anda vamos...- e a Amy? Ela vai querer saber onde estou indo...- a gente pode sair pela porta da cozinha e ir para a garagem ela nem vai ouvir o barulho docarro saindo por que a sala não é perto da garagem.- nesse caso... Acho que sei onde podemos ir.Os dois saíram de fininho até a garagem da casa...Desceu a pequena rampa envolvida em grama, no ponto morto para que realmente nãofizessem barulho e pelo lado esquerdo da rua partiram por enquanto sem endereço algum...- vira ali, não se esquece de fazer o retorno...
  43. 43. - onde estamos indo senhorita?- vamos visitar uma amiga...Logo se distanciaram bastante da casa da jovem...E chegaram a um lugar lindo... Também distanciado da cidade...- encosta aqui... Ela pediu...- onde estamos?- você já vai ver... AGATA! AMIGA! Correu ao encontro.- minha Maria metida é bom ver você. Ágata sorriu.- também é bom ver você amiga.- mas a que devo a visita?- queria pedir um favor...- pode pedir sou toda ouvidos...- posso ficar aqui esta noite nas fontes de águas termais?- não sei...- por favor... é só hoje.- tudo bem... mas não vai me apresentar seu amigo?- ah! Esse é o Synyster Gates do Avenged Sevenfold, ele não fala português vou logoavisando. Riu.Ágata começoua falar com Syn em inglês.- é um prazer conhecê-lo.- o prazer é todo meu.- bom amiga, já que você vai ficar, vou falar com os seguranças para eles não fecharem atévocê sair... já conhece o caminho, divirta-se. Sorriu saindo.- até ágata!Synyster acenou.- vem vamos...Caminharam os dois até as fontes de águas termais...- lugar legal.- eu sei! Vínhamos muito aqui quando éramos mais novas.Synyster levou o maior susto de sua vida quando a viu arrancando todas as peças de roupa docorpo, deixando somente as de baixo, uma lingerie meio verde meio azul...
  44. 44. - er... nossa.- você vai ficar ai Synyster?Ela entrou na água rindo...- caramba! Tá quente... ela riu.A jovem sentou-se em um canto da fonte com as costas embaixo da cachoeira...- vem logo seu feio. Riu.- feio? Aonde minha filha?- entra logo aqui...Ela talvez não esperasse vê-lo assim tão cedo... era estranho para ela...Começou tirando a camisa e ela o olhava atentamente, depois quando desabotoou a calçatorcia para que tivesse algo embaixo... Arrancou os tênis e desceu a calça como semprerasgada no joelho... E lá ela viu a cueca preta... Sentiu um arrepio sinistro... Deixou suasroupas junto às dela e entrou na água mergulhando... De começo ela esperou saber onde eleiria emergir... Só não esperava que olhares se encontrassem assim tão fácil.- Synyster eu...Eu o que guria? Agora já era vocês estão apaixonados e pronto...Um beijo foi tirado dali ao encostarem-se, lábios se tocavam caricias eram trocadas, elaescorada na parede da fonte e ele em sua frente a fazendo carinhos e a beijando como nuncatinha feito...- eu amo você.Ele disse! Finalmente...Ela olhou seus olhos castanhos mel, e perfeitamente coincidiram com aquele olhar decachorrinho sem dono. Já sentiu a impressão de um beijo com amor verdadeiro? Se já vocêsabe o que nossa jovem esta sentindo nesse momento...Enquanto isso em casa...- Nia eu comprei a pizza vem janta... Nia? Cadê você? Amy olhou o quarto...- o que foi Amy?- ué Zacky, cadê os dois?- não sei amor...Amy foi ao telefone...- alo? Maninha cadê você?- eu? Vish...- vish porra nenhuma aonde você esta?- eu sai com o Syn.
  45. 45. - e aonde vocês foram?- estamos... bem estamos...- ONDE VOCÊ ESTÁ CARAMBA!- eu estou no motel...- QUE?- você ouviu, volto só amanha não me incomode tchau.- espera... Não... Droga desligou.- e ai meu bem?- ela tá com o Synyster... No motel.- caramba! Zacky riu.- um a zero em... ele conseguiu o que nenhum de nós fez. Matt conclui.- é mais agora cada um tem a sua então o deixe ser feliz lá. Zacky disse.Voltando as fontes...- eu acho que não iria aguentar ser só seu amigo... Syn falou deitado com a cabeça no ombrodela.- eu sei que não.- sei que sou assim meio durão mas no fundo só sinto medo.- todos sentimos.Olhou-a nos olhos.- você me ama?- sempre amei.- então você deixaria?- sim...- não está com medo?- um pouco.- prometo que não vou machucar você.- sei que não vai me machucar.- eu quero você, pra eu chamar de meu amor, para mandar flores e fazer declarações absurdasno palco... E a plateia vibrar com isso.Ela riu...- espero que realmente aconteça...
  46. 46. - eu também...Acariciou os cabelos dele já molhados e depois submergiu...- ei? Nia?A viu emergir na entrada, viu tirando aquela lingerie mesmo de costas para ele a deixando nochão... Ela olhou para trás nua e começou a caminhar... Provavelmente ela queria que ele aseguisse... Ele se enrolou em uma toalha e começou a acompanha-la até ela sumir em um doscorredores...- caralho... Aonde ela se meteu... coçou a cabeça com uma mão segurando a toalha com aoutra...Sentiu um braço puxando-o pra dentro de algum lugar e logo viu a porta se fechar...- onde estamos menina?- menina?Synyster olhou a garota nua sentada em uma cama...- er... Desculpa...Ela o chamou com o dedo indicador e dos dois foram deitando na cama entre caricias ebeijos... Aquela virgem era safadinha em.- espera... a gente pode mesmo fazer isso aqui?- se eu estou deitada com você aqui sem roupa e você de cueca você vem me perguntar justoisso?- está pronta para mim?- acho que sempre estive...- decidida em.Beijou-a novamente e arrancou a ultima peça que faltava em seu corpo...- espera!- não vale desistir agora mocinha...- eu sei, não é isso...- o que é então?Ela o olhou nos olhos...- sabe que eu esqueci? Beijou-o...Atenção aos leitores... Momento que a autora fica meio paranoica...Deslizou as mãos enormes sobre o corpo da jovem baterista como se aquele fosse o ultimo diado ano, talvez fosse talvez não fosse a beijou intensamente e aquilo sim era eterno, ela passouaquelas pequenas mãos macias sobre as costas dele acariciando depois tocou os cabelos e orosto de forma sutil, mas ao mesmo tempo suave como o amanhecer de mais um dia... Ele
  47. 47. tentou de formas estranhas deixa-la mais calma, dançando em sua frente e ela ria muito... Sóque o negocio teria uma hora de ficar sério, encostou a mão dele em seu membro sexualmasculino... O ar já havia ficado denso... Sinceramente ela não saberia responder a irmã namanha seguinte se era divertido ficar com as pernas abertas e alguém em sua frente com ummembro apontado pra você... Mais foda-se. Acariciou-a em lugares impróprios isso mesmo,seios, bumbum e quadris... Aquela era a primeira vez dela e ela tinha tomado a iniciativa nãovalia desistir... Sentiu abrir em seu corpo um espaço, no inicio digamos em detalhes quando elecolocou a “cabeça” ela sentiu umas pequenas pontadas de dor... Leves e para fazê-lo rir fezcaretas ingênuas... Mas aquilo não iria ficar só ali, digamos que o trenzinho tem muitos trilhos apercorrer... Continuou empurrando para frente e ela ia aprendendo aos poucos o que era aquiloque sensações vinham, aquelas que sua irmã a tentou explicar uma vez, mas ela não entendeuuma vírgula agora ela sabia o que era... Seus gritos começaram a ecoar o quarto e ele nãoparou, pensou três ou mais vezes nisso mais ela não quis que ele parasse... Ela estavagostando... Quando ele terminou de entrar percebeu que agora ela talvez estivesse completa,sentiu seu ele dentro de você digamos que agora ela estava sabendo o valor de se tornarmulher e ele a tinha feito uma... Começaram a trocar beijos e risos entre as idas e voltas eclaro gemidos impacientes caricias e alguns apalpamentos... se é que vocês me entendem, elanão é tão santa quanto parece...- ai não é lugar de você por a mão moça. Riu.- agora é meu... Ela riu junto...Deslizou as mãos sobre as costas dele chegando ao bumbum, eita porra! Menina safada, lá eladeu umas apertadinhas de leve sussurrando a palavra sexy, ele ia e voltava e ela gemiainsanamente não sabiam mais há quanto tempo estavam ali, mas alguns minutos depois ele sedeitou e ela subiu em cima dele... Ficava subindo e descendo em seu... Vocês sabem e gemiaenquanto ele segurava a cintura dela suspirando cansado... E tentando permanecer daquelaforma em mais alguns minutos... o interior dela pedia socorro, não queria mais aquilo queriadescansar... Queria dormir... Mas o exterior era teimoso, então ela continuava ali em cima deleenquanto ele acariciava seus seios e bumbum aos quais apertava de vez em quando comforça. Mudaram novamente as posições ela desceu e ele subiu e finalmente ele suspirou altodeixando aquele liquido quente escorrer sobre o interior da moça ofegante...se desconectaramum do outro e ele a envolveu em um abraço a qual ela adormeceu.Capitulo 9 despedidas e sucessos...Quando finalmente acordaram... Dor era pouco para descrever o que ela estaria sentindonesse momento, palavras eram meras letras ao vento...- onde estamos? Syn perguntou- em algum lugar daqui.- sério?- sim, melhornão saber onde estamos... riu- você é louca menina.- de novo você me chamando de menina?- o que quer que eu diga?- até antes eu perdoava, mas agora não sou mais uma menina sou uma mulher.
  48. 48. - realmente, quero ver como você irá contar isso para sua irmã.- e quem disse que irei contar?-melhor assim mesmo...- elavai querer saber tudo em detalhes tipo filme pornô e não sou narradora.- a gente chega e finge que foi jantar fora.- que horas são?- não sei.- você não estava com um relógio?- sim meu amor, mas eu tirei por que estava incomodando e você sabe por que!- sei...baixou a cabeça até debaixo da cama procurando o relógio...- são 9 e 40... e uma gostosa esta aqui do meu lado...- vamos fazer de novo?- O QUE? VOCÊ É DOIDA?- que? eu gostei.- minha nossa, desse jeito eu não aguento.- aguenta sim, confio no teu potencial...- nem me achei agora né?- vem temos de voltar.levantou a garota nua e ele deitou sobre seus dois braços abaixo da cabeça olhando-a sevestir, ela era encantadora pequena e frágil...- você é tão linda... perfeita.- sou nada rapaz.- é sim olha esse corpo... esse rostinho de mocinha... e um talento incomparável.a garota de lingerie se aproximou do rapaz pelado deitado na cama com os braços embaixo dacabeça e trocaram beijos com mordidas enquanto ele acariciava a cintura da garota inclinadaentre beijos com ele.- você tem que se vestir, vamos bebê.- bebe? que negocio é esse?ela riu...
  49. 49. - vamos Synyster....os dois se vestiram e com 15 minutos estavam em casa...- achei que estava falando sério quando disse que estava em um motel. Amy disse quando airmã apareceu na sala...- na verdade fomos jantar.- e nós ficamos aqui. Johnny reclamou...- alias eu sei de tudo tá Johnny e Matt, vocês dois acharam mesmo que podiam esconder issode mim? Nia perguntou.- caralho velho fui pego no flagra. Matt riu.- mas játá serio?- sim pequena, já consideramos namoro e acho que estamos nos amando.- que bom Matt.- olha eu aqui. Amy riu.- sabe que sempre aprovei seu namoro com esse coisinha linda do Zacky.- ow... ow... e eu aqui? Syn reclamou.- calma ai que não cheguei em você.- e eu? Johnny perguntou.- sua namorada pira em você que eu sei.- realmente a Jess pira. riu.- tá perai... Helena, Jéssica, Amy... faltou o Syn arrumar uma mulher... Zacky raciocina.Niatossiu quase morreu...- er... eu falo ou você fala? Syn perguntou.- melhor mostrar não é? aproximou-se de Syn...olhares com sorrisos próximos e alegres se encontraram em outro beijos deixando os outrosboquiabertos...- é o que eu estou pensando? Amy olhou.- pode ser o que você esta pensando... Syn abraçou sua garota.- que lindo que lindo. Amy pirou.- Parabéns pequena. Matt diz.- eu é quem parabenizo vocês. Pelos namoros pelas musicas pela beleza carisma pelabanda... VIVA O AVENGED SEVENFOLD!!!!!!!!!berrou.- opa! Zacky riu.
  50. 50. - gente acho que vou dormir... você vem amor?- eu? Syn perguntou- deve ser.Zacky riu.- vamos amor... ela puxou Syn...- tchau galera. Syn balançou os braços sendo levado...Nasala...- o que você acha que sua irmã vai fazer? Matt perguntou...- ela já fez... só não contou.No quarto...Tomou um banho enquanto ele procurava uma roupa na mala...- terminei meu banho... O chuveiro esta uma delicia...Syn foi para o banheiro e ela deitou na cama ligando o notebook olhou as noticias sobre suabanda, que falcatruas haviam inventado e... riu bastante tinha tantas mentiras absurdas...Deitou para dormir e quase cochilando sentiu seu namorado abraçando-a cabeças unidas elasentia a respiração dele em seu ouvido e dormiu tranquilamente...Uma semana depois...Nunca pensei que iria chegar ao final assim, uma despedida e sucesso chegaria...- eu não pensei que ia perder duas filhas de uma vez... A mãe chorava.- mãe não chora...- Synyster cuida da minha filha mais velha e Zacky da minha mais nova conto com vocês em.Falou em inglês.- pode deixar suas filhas estão em boas mãos. Matt sorriu...O ultimo de muitos adeus... Isso mesmo ultimo de muitos era dado agora a mãe acenavaenquanto as filhas entravam naquele ônibus... e Jess e Helena também decidiram vir... a jovemtinha um sonho e ela realizou esse sonho quando conheceu a sua verdadeira magia, teutalento a levaria longe... Foram dezenas de shows pelo mundo, voltaram ao Brasil naquelemesmo ano umas duas ou três vezes... e sucesso chegaria até ela independente de suastentativas afinal estava predestinado pelo destino...e é assim que tudo termina... Ou tudo começa..."aquele que não segue seus sonhos jamais terá chance de realiza-los..."
  51. 51. Fim... ;D

×