Your SlideShare is downloading. ×
O Mar De Aral
O Mar De Aral
O Mar De Aral
O Mar De Aral
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

O Mar De Aral

2,468

Published on

Elaborado por: Dorinda Da Silva …

Elaborado por: Dorinda Da Silva
Formadora: Ana Queirós- Gestão Ambiental
A situação do Mar de Aral e sua região é descrita como a maior catástrofe ambiental da história.

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
2,468
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
33
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. center271780<br />203202755900<br />O lago situa-se na Ásia Central e está rodeado por mais de 1500 ilhas este já foi o quarto maior lago do mundo com 60.000km² de superfície e 1.100km² de volume de água. Hoje encontra-se dividido em três porções menores e está em processo de desertificação. <br />Com a necessidade de aumentar a produção de alimentos, acelerou-se a construção de canais de irrigação que captavam as águas do Mar de Aral. Os fracos conhecimentos em engenharia fez com que 75% de toda a água se perdesse.<br />Na década de 60 a maior parte da água do lago tinha sido desviada e o Mar de Aral perdeu do seu tamanho. Em 1987 já existiam o Aral do Norte e o Aral do Sul separados por grandes bancos de areia. <br />Como consequência da redução do volume de água, a salinidade do lago quase quintuplicou e matou a maior parte de sua fauna e flora naturais. A próspera indústria pesqueira faliu, assim como as cidades ao longo das margens. Houve desemprego e dificuldades económicas. <br />As poucas águas do Mar de Aral também ficaram fortemente poluídas, em grande parte como resultado de testes com armamentos e projectos industriais, e o uso massivo de pesticidas e fertilizantes. As pessoas passaram a sofrer com a falta de água doce e as culturas na região estão sendo destruídas pelo sal depositado sobre a terra. Nos últimos anos, o vento tem soprado sal a partir do solo seco e poluído, e causado danos à saúde pública. Há também relatos de alterações climáticas na região, com verões cada vez mais quentes e secos, e invernos mais frios. A situação do Mar de Aral e sua região é descrita como a maior catástrofe ambiental da história.<br />O Mar de Aral abrigou uma indústria pesqueira considerável que, no seu auge, empregava cerca de 40.000 pessoas e produzia 1/6 de todo o pescado da União Soviética. Ainda é possível encontrar os restos dessa época de farta produção. O leito do lago, sem água, transformou-se num cemitério para as grandes embarcações que operavam na pesca. Além do pescado, a região deixou de produzir 500.000 peles de rato-almiscarado por ano, uma vez que a caça predatória e a escassez de água contribuíram para o desaparecimento do animal dos deltas do Amu Darya e Syr Darya, que alimentavam simultaneamente o Mar de Aral.<br />Em 2003, com a redução do nível das águas, o Aral do Sul sofreu uma nova separação por um banco de areia, formando duas bacias (“oriental” e “ocidental”), e sua superfície era de 17.160 km² (25% do tamanho original). Em 2007 sua superfície reduziu para apenas 10% do original e sua salinidade chegou a 100 g/L. <br />A situação actual do Mar de Aral é crítica e o lago está prestes a desaparecer. A previsão é que até meados de 2010 não haja mais água. <br />Não se sabe se é possível, viável e necessário recuperá-lo. Há diversas sugestões no sentido de ajudar em sua recuperação, tais como:<br />Melhorar a eficiência dos canais de irrigação;<br />Instalar estações de dessalinização de água;<br />Instruir os agricultores a usar menos as águas dos rios;<br />Plantar cultivares de algodão que necessitem de menos água; <br />Usar menos produtos químicos nas plantações;<br />Reduzir o número de fazendas de algodão próximas ao lago e afluentes;<br />Construir barragens para encher o Mar de Aral;<br />Redireccionar a água dos rios Volga, Ob e Irtich. Assim, se levaria de 20 a 30 anos para restaurar sua antiga dimensão, a um custo provável de US$50 milhões; <br />Diluir a água do Aral com água do oceano e do Mar Cáspio, através de bombas e gasodutos.<br />A EVOLUÇÃO DO MAR DE ARAL<br />DécadaFluxo registadoRedução do nívelSuperfícieVolume1951-196060 km³.ano−1 0 cm.ano−168.000 km²1.100 km³1961-197038,5 km³.ano−120 cm.ano−1 --1971-198010 km³.ano−150 a 60 cm.ano-1--1981-19901,3 km³.ano−180 a 90 cm.ano-1 --1991-2000--28.687 km² 220 km³2000-2010--~ 6.630 km²~ 110 km³<br />Até o ano de 2000, o Aral Grande sofreu uma nova divisão, a oeste e leste. Neste processo foi registada a perda de 80% da capacidade da água na parte leste.Ao longo dos anos o sumiço das águas deu lugar a um deserto de 40 mil km² que recebeu o nome de Aral Karakum. A transformação da paisagem também mudou o clima no local. As temperaturas têm sido mais baixas no inverno e mais altas durante o verão.Actualmente, o governo do Cazaquistão e o Banco Mundial tentam salvar o Aral Pequeno através da construção de um dique na parte sul que já ajudou a elevar o nível das águas em 4 metros.<br />Endereços consultados:<br /> http://images.google.pt/imgres?imgurl=http://www.apolo11.com/imagens/etc/mar_de_aral_deserto_Aral-Karakun.jpg&imgrefurl=http://inspiracaoverde.blogspot.com/2009/08/o-mar-de-aral-situado-na-asia-central.html&usg=__RzqojHzWLoVB9S4wsivm75sR4ik=&h=368&w=490&sz=40&hl=pt-PT&start=13&um=1&tbnid=tI6jooyrUsjITM:&tbnh=98&tbnw=130&prev=/images%3Fq%3Dmar%2Bdo%2Baral%26hl%3DptPT%26sa%3DG%26um%3D1<br />http://pt.wikipedia.org/wiki/Mar_de_Aral 23 de Outubro de 2009<br />center354965<br />

×