Curso seo basico - digitalks

1,163 views
1,105 views

Published on

Curso seo basico - digitalks
Professor: Ricardo T. Dias

Published in: Education
0 Comments
7 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,163
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
95
Comments
0
Likes
7
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Curso seo basico - digitalks

  1. 1. SEOEntendimento Básico para Posicionamento em Buscadores Ricardo T. Dias Co-fundador da Global AD E-mail: ricardo.dias@globalad.com.br http://www.linkedin.com/in/ricardotdias Global AD – www.globalad.com.br Digitalks – SEO Básico – Novembro/12
  2. 2. Conteúdo do SEO Básico• Como funcionam os buscadores• Fatores que influenciam as buscas• Estratégias de palavras-chave• Criando um bom conteúdo• Como trabalhar as Estratégias On-page• Conceito de Link Building• Uso de Blogs e Mídias Sociais para otimização• Local Search• Black Hat
  3. 3. Comofuncionam osBuscadores
  4. 4. Uma Visão bem ComumNa figura ao lado, observamoso funcionamento básicode um mecanismo de busca.
  5. 5. Entendendo o Básico• Uma consulta a um termo chave apresenta uma página de resultados onde disputam:• Anunciantes (Links Patrocinados, na modalidade pay-per-click)• Sites Relevantes (aqueles com maior relevância competitiva na busca natural)
  6. 6. Critérios para o PosicionamentoGrande segredo dos mecanismos de busca. SEO não é ciência. É experimentação. O Google não “reconhece “ o SEO. É um processo amplo, baseado em: TÉCNICA, CONTEÚDO E AUTORIDADE.
  7. 7. Estudo do próprio GoogleOs 3 primeirosresultadosrecebem80%da preferênciados cliques
  8. 8. O Comportamento do Consumidor• Segundo a Nielsen Consulting:75% dos consumidores usam mecanismos de busca para encontrar informações sobre produtos e serviços. do tráfego dos sites (e em muitos casos mais que isso)50% são originados a partir dos mecanismos de busca na Internet.
  9. 9. Indexação de Websites• Rastreamento e Indexação de todos os sites existentes (spiders)• Necessidade de cadastramento em Diretórios• Armazenamento e entrega rápida (espelho e cache)• Carregamento da página, Análise do conteúdo e Linkagem
  10. 10. Fatores queinfluenciam asBuscas
  11. 11. Impacto nos Buscadores
  12. 12. Relevância e Importância Separar o Joio do Trigo• Relevância: Grau de conexão entre a intenção e os termos de consulta do usuário em relação ao conteúdo retornado na busca• Importância: Relacionada diretamente as citações existentes sobre o conteúdo retornado na busca (sites, blogs e mídias sociais)
  13. 13. Tipos de Consultas1. Consultas de Navegação (ir a um site)2. Consultas de Informação (nome do ator da novela)3. Consultas de Transação (criar uma conta no Gmail)
  14. 14. Que Conteúdos são “Vistos”?• Análise da forma pura do HTML – Código Fonte
  15. 15. Que Conteúdos são “Vistos”?• Basicamente: title (classificação), description, head tags, alt e texto
  16. 16. Que Conteúdos são “Vistos”?• Formato de Snippet: Title e Description (negrito)
  17. 17. O que o Buscador não “Vê”?• Buscador entende o Flash (mas: caixa preta)• Áudio e Vídeo (extração de textos)• Ajax (script/conteúdo residente no PC/usuário)• iFrame (conteúdo externo)• Plug-ins
  18. 18. Conectividade Semântica• Relação existente entre termos, construída ativamente pela buscador
  19. 19. Qualidade de Conteúdo e Engajamento• Qualidade e Exclusividade de Conteúdo• Erros de Digitação (baixo esforço)• Textos excessivamente técnicos (loja infantil)• Interação e Análise de Navegação do Usuário (Panda 23/02/11)
  20. 20. Métodos de Mensuração de Interação• Resultado de Busca (acessar um site e retornar ao buscador)• Google Analytics (Ferramenta de Análise)1. Bounce Rate (rejeição)2. Tempo no Site3. Páginas por Visitante• Google Toolbar• +1 Google• Extensão Blocklist (extensão gostei ou não gostei do Chrome)• Google Instant Preview• Google Reader• Goo.gl
  21. 21. Análise de Links e Mídias Sociais• Análise de Conexão por Links• Autoridade (1 link vale mais que 10 milhões)• “Diga-me com quem andas e te direi quem és”• Caso curioso da Nestlé Pediatras (composição de title)• Valor de um Link = implementação + local de uso• Texto-âncora relacionado ao Conteúdo de Destino (geral e específico)
  22. 22. Análise de Links e Mídias Sociais• O Clássico: Clique Aqui
  23. 23. Análise de Links e Mídias Sociais• Facebook, Twitter e Google+ (“cidade fantasma”)• Bing e Facebook = Google e Google+• Compartilhamento de Conteúdo• Search, plus Your World (janeiro de 2012): personalização baseada no Google+ (1+)• Twitter e seus Seguidores (+ Seguidores que Seguir e Autoridade em Conteúdos Específicos)
  24. 24. Ambigüidade e Diversidade• Mesmo termo e significados diferentes (ex. Gol, Tigre)• Análise de Navegações Anteriores• Tipos de Consultas que a Diversidade auxilia:1. Nomes de Empresas2. Busca por Produtos3. Notícias e Buscas Políticas
  25. 25. Ambigüidade e Diversidade• QDF (Query Deserves Freshness) – Spider Residente1. Volume de Buscas2. Cobertura de Notícias3. Cobertura de Blogs4. Sinais Sociais (Facebook, Google+ e Twitter)• Notícias e Outros Cenários: promoções, descontos, novos produtos que “bombam”
  26. 26. Análise dos Fatores de Classificação• SEOmoz – Fatores POSITIVOS de Rankeamento1. Backlinks Específicos2. Backlinks para o Domínio Principal3. Palavras-chave na Página (meta tags)4. Palavras-chave no Domínio (cuidado!! black hat - landings)5. Métricas Sociais6. Métricas de Marca7. Linkagem Interna, Externa, NoFollow8. Organização do Domínio (caracteres e comprimento)
  27. 27. Análise dos Fatores de Classificação• SEOmoz – Fatores NEGATIVOS de Rankeamento1. Malware no site (ex. links .ru)2. Cloaking (clássico: conteúdos diferentes)3. Links Vendidos/Pagos• SEOmoz – Outros Fatores1. Taxa de Aquisição de Links (rapidez = desconfiança)2. Dados do Usuário (localização, idioma, login Google --- navegação privada)3. Sandbox (filtro contra Spam, algoritmo avançado)
  28. 28. Técnicas de Busca Avançada• Comandos: Análises, Diagnósticos e Competitividade1. –palavra-chave2. +palavra-chave3. “frase_chave”4. info: (reúne alguns)5. site:6. link:7. cache:8. related:Livro: Google Power Search (Stephan Spencer)
  29. 29. Buscas Verticais• Busca Universal (2007) – Integração dos Verticais na Busca• Algumas variações possíveis (Processo Buscapé x Google Shopping)
  30. 30. Buscas por Imagens• Importância da identificação adequada de imagens nos sites• Recurso de “arrastar” imagem
  31. 31. Busca por Vídeos• Utilização do YouTube (2º maior buscador)• SEO para YouTube (algoritmo atualizado recentemente – foco em tempo de exibição)
  32. 32. Busca por Produtos• Google Shopping (Polêmica)• Gratuito
  33. 33. Buscadores Específicos por País• China – Baidu• Rússia – Yandex• Coréia do Sul – Naver• República Tcheca – Seznam SEO Específico:• Extensão de Domínio Regional• Hospedagem no País focal• Linkagem de Sites do País focal• Idioma Nativo no Site• Dados do Endereço Local no Site• Definir Região no WMT (Webmaster Tools)
  34. 34. Pesquisa porPalavras-chave
  35. 35. Pesquisa por Palavras-chave• Google sabe toda demanda de buscas de sua caixa• Não podemos deixar de lado a cauda longa 70% Pesquisas em cauda longa 30% Termos curtos
  36. 36. Pesquisa por Palavras-chave• Processo de Brainstorm (antes das ferramentas)1. Crie frases de 3 palavras2. Sinônimos3. Concorrentes4. Site atual5. Sites Setoriais e Associativos6. Termos de Marca e Produtos7. Listar Produtos, Categorias e Subcategorias8. Pesquisa Externa com Pessoas dissociadas9. Use o GA no site atual10. Observe as Ações na Web dos Concorrentes11. Ver o que a Mídia fala dos Concorrentes
  37. 37. Pesquisa por Palavras-chave1. Google Keyword Tool (palavras-chave ou site)
  38. 38. Pesquisa por Palavras-chave1. Google Keyword Tool• Palavras-chave• Concorrência na busca paga• Demandas de busca• Correspondências (ampla, exata ou frase)• Localização• Idioma• Dispositivos
  39. 39. Pesquisa por Palavras-chave2. SEMRush (http://pt.semrush.com/br/prices.html)
  40. 40. Pesquisa por Palavras-chave2. SEMRush• Tráfego para os Concorrentes• Mecanismos de Busca para os Concorrentes• Sites para os Concorrentes (Estratégia de Link Marketing)• Índice de Popularidade dos Concorrentes• Ranking dos Termos dos Concorrentes
  41. 41. Pesquisa por Palavras-chave3. Google Insights + Trends (união em set/2012)
  42. 42. Pesquisa por Palavras-chave3. Google Insight + Trends• Ferramenta de fácil uso• Sazonalidade• Tendências• Demandas Súbitas• Grande Histórico• Termos Populares e não Cauda Longa
  43. 43. Pesquisa por Palavras-chave4. Google Suggest
  44. 44. Criando umbom conteúdo
  45. 45. CRO (Conversion Rate Optimization)• SEO focado na Landing Page• Teste A/B• Testes Multivariáveis
  46. 46. Estratégias de Conteúdo Editorial para Cauda Longa• Criação de Conteúdo Relevante e Direcionado• Não forçar a Barra!
  47. 47. Estratégias de Conteúdo de Usuários para Cauda Longa• Fóruns, Espaço de Comentários (moderação)• Cuidado com construção desqualificada
  48. 48. Otimização de Conteúdo• Estrutura de Conteúdo1. Arial, Helvetica e Verdana (usabilidade/legibilidade)2. Cores e Contrastes3. Layout Visual (textos mal distribuídos com publicidade)
  49. 49. Otimização de Conteúdo• Microformatos1. Aumento na taxa de cliques2. Spammers abusaram das Metatags3. 2009 Google não utiliza mais Meta Keywords4. Schema.org (Pessoas, Produtos, Eventos, Negócios, Vídeo e Author
  50. 50. Otimização de Conteúdo• Exclusividade e profundidade do Conteúdo• Critérios não oficiais:1. Mínimo 30 a 50 palavras exclusivas formando frases únicas2. Conteúdo HTML exclusivo3. Título e Metatags exclusivos4. Imagens e Vídeos exclusivos5. Cite o autor com o link no caso de uso de conteúdo de outro6. Crie conteúdos que tenham relação com o restante do site7. Tag Canonical (ex. listagens)8. Robots.txt9. Tag Nofollow
  51. 51. Como trabalharas estratégiason-page
  52. 52. Site preparado para SEO• Conteúdo em HTML• Boa estrutura de links internos, facilitando o rastreamento pelos spiders
  53. 53. Site preparado para SEO• XML Sitemaps1. Já conhecendo a página, uso de metadados (atualizações)2. Descobrir novas URLs3. Versão canônica em duplicação de conteúdo4. Verificação e Registro do Sitemap passa confiança ao Buscador5. Efeitos de 2ª ordem: melhor classificação e popularidade de links internosCUIDADO: sites muito dinâmicos (e-commerce)
  54. 54. Site preparado para SEO• Layout XML Sitemaps
  55. 55. Site preparado para SEO• Geradores de Sitemaps1. SourceForge.net2. Sitemap Generator3. Sitemaps Pal4. Gsite Crawler5. Gerador Dinâmico (programação)
  56. 56. Site preparado para SEO• Tipos de Sitemaps1. Sitemap Móveis2. Sitemap de Vídeos3. Sitemap de Imagens• Onde Colocar e Avisar o Buscador• “Subir” na raiz do diretório• URL: http://www.seusite.com.br/sitemap.xml• Verificar no Webmaster Tools
  57. 57. Site preparado para SEO• Sitemaps no Webmaster Tools
  58. 58. Site preparado para SEO• Arquitetura de Informações (AI) Receitas• Fluxo Lógico por Categorias• Menor número de cliques para o objetivo Por culinária Por ingredientes Por refeição• 100 links ou menos por página• Um fluxo semântico da home até a última hierarquia Francesa Italiana Espanhola
  59. 59. Site preparado para SEO• Navegação voltada a Buscadores1. Estrutura baseada em links de texto2. Evitar Looping3. Cuidado com IDs de Sessão e Cookies4. Atenção a hospedagem e servidores (velocidade)• Domínios Raiz, Subdomínios e Microssites• Páginas individuais (Pagerank)• Subpastas melhor que Subdomínios (domínios diferentes)• Microssites (301 em campanhas, sandbox e black hat – se mal usado)
  60. 60. Site preparado para SEO• Como selecionar as URLs corretamente1. Descreva o conteúdo na URL2. Crie uma URL curta e objetiva3. Prefira URLs estáticas4. URLs descritivas (palavras melhor que números)5. Utilizar hífen entre palavras6. Não utilizar letras maiúsculas nas URLs
  61. 61. Site preparado para SEO• Itens de Otimização On-page• Tags de Título (máx 65 caracteres)
  62. 62. Site preparado para SEO• Itens de Otimização On-page• Metatags Description (máx 160 caracteres)
  63. 63. Site preparado para SEO• Itens de Otimização On-page• URLs Amigáveis
  64. 64. Site preparado para SEO• Itens de Otimização On-page• Tags de Cabeçalho (H1, H2, H3)
  65. 65. Site preparado para SEO• Itens de Otimização On-page• Texto na Página (keyword stuffing)
  66. 66. Site preparado para SEO• Itens de Otimização On-page• Nomes de Arquivos de Imagens e Atributos alt
  67. 67. Conceito deLink Building
  68. 68. Conceito de Link Building• Consiste na prática de efetuar ativamente o marketing do seu site com o objetivo de adquirir links publicados (de maneira otimizada) em outras estruturas receptivas.• É parte fundamental do trabalho de SEO• Jamais deve parar, é parte contínua do marketing do site
  69. 69. Fatores Influenciadores• Texto Âncora (Google Bombing)
  70. 70. Fatores Influenciadores• Relevância Os links oriundos de outros sites devem possuir o mesmo contexto do seu site.• Autoridade Deve-se procurar sites que sejam autoridade no contexto do seu site.• Confiança Busque sites que possuam boa confiança e histórico (vizinhança). Quanto mais próximo do site confiável, melhor será sua avaliação de confiança.
  71. 71. Fatores Influenciadores• Domínios de Ligação É melhor ter 100 links de domínios diferentes do que do mesmo domínio• Diversidade de Fontes Buscar backlinks de diferentes tipos de estruturas receptivas (ex. ter links somente de blogs)• Fatores Temporais Novos links e desaparição de links. Construção muito rápida de links (cuidado)
  72. 72. Fatores Influenciadores• Contexto/relevância• Links Próximos• Posicionamento na página• Texto próximo (proximidade)• Cabeçalho de seção mais próxima• Conteúdo geral da página• Contexto geral do site
  73. 73. Tipos de Link Building• Conteúdo qualificado• Posicionar seu site como especialista no assunto• Minimizar a natureza comercial das páginas (ex. AdSense)• Não usar anúncios no próprio conteúdo• Se seu site é comercial, não disfarce a relação com o conteúdo• Distribuição de Conteúdo• PR, assessoria de imprensa e guest posting• Sites de notícias e compartilhamento social• Mídias Sociais• Disseminação em Blogs
  74. 74. Tipos de Link Building• Diretórios• Identificar Diretórios de Alta Qualidade• Buscar Diretórios que ofereçam links sustentáveis• Diretórios que possuem bom link juice para transmissão• Pesquise o histórico dos Diretórios• Solicitação de Links• Widget não serve• Bom relacionamento com potenciais publicadores• Evite troca de links de duas vias (O Google está identificando)
  75. 75. Uso de Blogs eMídias Sociaispara SEO
  76. 76. Blogs• Fatores Importantes• Alta taxa de indexação• Estruturas preparadas para SEO (Wordpress)• Permite trabalho de SEO complementar• Estruturas leves e objetivando conteúdo• Bom repositório de conteúdos em profundidade• CMS fácil de manipular• Pode-se criar um site completo baseado em blog• Blog remete a uma pessoa, diferente de um site comercial (institucional)
  77. 77. Mídias Sociais• Fatores Importantes• Cada vez mais estão sendo indexadas• Fornece informações importantes das pessoas• Google+ impacta cada vez mais o Google• Facebook tem parceria com o Bing• Tweets tem bom peso• Curtir do Facebook está pesando• YouTube está tendo grande atenção do Google• LinkedIn não pode ser esquecido (avança muito como rede social)
  78. 78. Local Search
  79. 79. Importância• Google Places• Itens de identificação de local na página
  80. 80. Black Hat
  81. 81. Técnicas• Cloaking• Textos e Links Ocultos• Fazenda de Links• Keyword Stuffing• Redirects• Compra de Links
  82. 82. Obrigado! Contato Ricardo T. Dias Co-fundador da Global AD E-mail: ricardo.dias@globalad.com.brhttp://www.linkedin.com/in/ricardotdias Global AD – www.globalad.com.br Digitalks – SEO Básico – Novembro/12

×