Seminario Marketing e Qualidade Sgs 2010

1,115 views
1,019 views

Published on

Realiza-se a 29 de Abril, entre as 9h e as 17h30, no Auditório do Fórum Tecnológico de Lisboa (Lumiar - Telheiras), o Seminário Marketing e Qualidade: haverá fronteiras organizado pela SGS destinado a Gestores e Marketers de Organizações públicas, privadas e do terceiro sector. O Programa inclui 3 módulos: A Inovação no ADN da Organização, a Concepção de Produtos e Serviços e a Comunicação aos Stakeholders. A Dianova participará com uma apresentação no último módulo sob o tema "Fidelização pela Ética e Reputação". As receitas serão investidas em projectos cotados na Bolsa de Valores Sociais

Published in: Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,115
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
6
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Seminario Marketing e Qualidade Sgs 2010

  1. 1. Seminário MARK qualiDade ETING haverá fronteiras? 29 Abril 2010 Auditório do Fórum Tecnológico de Lisboa A Inovação no ADN da Organização A Concepção de Produtos e Serviços A Comunicação aos Stakeholders
  2. 2. Seminário MARKETING E QUALIDADE haverá fronteiras? De uma forma generalizada, o conceito existente sobre a activi- dade de Marketing nas Organizações é daquele departamento que Destinatários está no final da cadeia de valor, imediatamente antes do depar- tamento comercial, associado exclusivamente às técnicas de pro- Organizações públicas, privadas e do terceiro sector moção dos produtos e serviços. É o departamento de suporte às Ò Gestores de Topo actividades da Organização para “colorir” e “embalar” os produtos Ò Gestores de Marketing e serviços desenvolvidos, muitas vezes, numa vertente meramente Ò Gestores de Investigação, Desenvolvimento e tecnológica em que se descura o real interesse do consumidor. Inovação Ò Gestores da Qualidade Evidentemente que nem sempre é assim e há grandes Organiza- Ò Consultores e Auditores de Sistemas de Gestão ções com actividades de Marketing bem implementadas onde o interesse do consumidor e a funcionalidade do produto/serviço são integrados em cada processo de trabalho. Mas esta metodologia tem de ser igualmente assimilada pelas Pequenas e Médias Em- presas que, cada vez mais, suportam a economia dos países, es- pecialmente em períodos de recessão. Assim, há algo que tem escapado à maioria dos gestores: a Quali- dade e o Marketing estão intimamente relacionados. Aliás, haverá alguma fronteira entre as duas áreas ou estaremos a falar de um mesmo Sistema de Gestão com nomes diferentes? Eventualmente, o gestor da Qualidade será a figura que impõe or- ganização e método, enquanto que o gestor de Marketing seguirá a vertente mais criativa. Mas ambas as áreas têm particular atenção à estratégia da Organização, à concepção dos produtos e serviços, à construção e comunicação de uma sólida identidade corporativa. Este seminário tem este mesmo objectivo. Definir a interacção ou fusão destas duas áreas: a Qualidade e o Marketing. O seminário estrutura-se em 3 módulos: 1. A Inovação no ADN da Organização Tal como o ADN é o mapa da vida humana, também as organizações devem definir o seu mapa conceptual de ope- rações e cultura organizacional. No seu ADN, as organiza- ções devem integrar a Inovação, para que ela seja desen- volvida de forma natural mas sempre enquadrada nas suas operações e actividades, de forma sustentável e ao serviço do cliente. 2. A Concepção de Produtos e Serviços Na concepção, a Qualidade pretende que seja incorporado em cada processo o respeito pelos interesses do utilizador final. Já o Marketing preocupa-se com a funcionalidade do produto/serviço. Conceitos iguais ou complementares? 3. A Comunicação aos Stakeholders A publicidade traz-nos resultados instantâneos mas que podem ser efémeros. A mais eficiente e duradoura estraté- gia de comunicação da identidade corporativa está assente numa política da Qualidade séria e coerente. Neste sen- tido, qualquer produto ou serviço lançado sob o chapéu de uma marca/identidade corporativa forte terá mais vanta- gens competitivas.
  3. 3. Moderação Inovadora Um especialista de Marketing e um especialista da Qualidade irão moderar o evento, segundo as suas ópticas, evidenciando as divergências e convergências entre elas. Com esta moderação partilhada, pretende-se confrontar os pontos de vista dos dois moderadores/especialistas, de forma a fazer um paralelismo entre as funções do gestor de Marketing e do gestor da Qualidade. Serão grandes as diferenças? Carlos Brito Luís Neves Docente de Marketing, Faculdade Director de Certificação da Quali- de Economia da Universidade do dade e Produto da SGS ICS Porto e Consultor Doutorado em Marketing Relacional pela Universidade de Lancaster (Reino Uni- No Grupo SGS desde 1989, Luís Neves passou por diversas áreas de negócio do) e detentor de um MBA pela Universidade Nova de Lisboa sob orientação da desta multinacional relacionadas com a sua formação de base na Escola Náutica Wharton School of Pennsylvania, iniciou a sua carreira universitária em 1980, sen- Infante D. Henrique: Responsável de Operações de Peritagem, Supervisão e Ins- do actualmente Professor Associado com Agregação de Marketing na Faculdade pecção, bem como Marine Surveyor nas Divisões Marítima, Agrícola, Mineral e de Economia do Porto. Como consultor tem colaborado com entidades como o Petroquímica. Instituto do Vinho do Porto, a Comissão das Comunidades Europeias, o Consór- Actualmente é Director de Certificação de Sistemas de Gestão da Qualidade e cio da Zona Franca de Vigo, o grupo Sonae, o INESC e a Fundação de Serralves. Produtos, Responsável pela qualificação de auditores e peritos, Auditor Coorde- É autor e co-autor de diversos livros de gestão, designadamente, “Parcerias no nador de Certificação de Sistemas de Gestão da Qualidade e Auditor nas áreas Negócio Electrónico”, “Marketing Internacional”, “Os Horizontes do Marketing”, da Qualidade, Ambiente e Investigação, Desenvolvimento e Inovação. Representa, “Comércio Electrónico – Relação com Parceiros de Negócio”, “Resultados e Pers- também, a SGS ICS em diversas Comissões Técnicas no âmbito do Sistema Por- pectivas das Empresas da Galiza e Norte de Portugal” e “Estrutura e Dinâmica do tuguês da Qualidade. Sector do Vinho do Porto”. Os Especialistas O Processo de Inovação Praveen Gupta Na era tecnológica, todos têm que ser de alguma forma Presidente, Accelper Consulting e Docente de Inovação Empre- inovadores. Assim, há organizações que praticam a ino- sarial, Illinois Institute of Technology vação de forma natural e esporádica, mas não neces- sariamente de uma forma planeada e sistemática. Para melhor compreender e desenvolver o processo de inovação, é necessária uma abordagem multidisciplinar Praveen Gupta é responsável por algumas das mais utilizadas ferramentas de gestão: Six Sigma Business Scorecard, e abrangente, que o torne sustentável para a organi- modelo dos 4P (Prepare, Perform, Perfect, Progress), Corporate Sigma e Brinnovation . TM zação. A abordagem inovadora proposta por Praveen É Presidente da Accelper Consulting e a sua formação inclui um BSEE, Indian Institute of Technology (Roorkee, Índia) Gupta conjuga os factores tecnológicos com a sensibi- e um MSEE, Illinois Institute of Technology. Colabora como Professor de Gestão de Operações na DePaul University e lidade organizacional para desenvolver soluções e es- de Inovação Empresarial no Illinois Institute of Technology, ambos em Chicago, Illinois. tratégias de inovação. Autor amplamente publicado e citado, Praveen Gupta editou recentemente “Inovação Empresarial no Séc. XXI” cuja O seu objectivo é facilitar a standardização do pro- versão executiva funciona como um guia imediato para a inovação. cesso de inovação para que os seus resultados sejam Na sua agitada agenda consegue, ainda, tempo para desempenhar o papel de Editor do “International Journal of In- previsíveis e de modo a que as organizações estejam novation Science”, organizar a “The Annual International Business Innovation Conference” e colaborar regularmente preparadas para corresponder à procura dos seus cli- como colunista com a “Quality Magazine” e “RealInnovation”. entes por inovação.
  4. 4. Inteligência Competitiva Luc Quonian Docente de Inteligência Competitiva, Université de Toulon e A Inteligência Competitiva é uma nova metodologia Universidade Fernando Pessoa que visa identificar tendências do mercado, desen- volver análises estratégicas, descobrir oportunidades e mapear riscos através de metodologias científicas. Luc Quoniam concluiu o doutoramento em Science de l’Information et de la Communication - Université Aix Marseille III É, assim, uma poderosa ferramenta que apoia o gestor (França) em 1988 e a livre docência em 1996 na mesma Universidade. a construir a estratégia na organização, com base na Foi Director do CenDoTeC (São Paulo, Brasil de 2000 ate 2004), professor visitante da Universidade de São Paulo (de análise estratégica dos cenários e conjunturas merca- 2005 até 2007), e actualmente é professor visitante da Universidade Fernando Pessoa (Porto, Portugal). dológicas de forma contínua. Publicou 67 artigos em publicações especializadas e 28 trabalhos em anais de eventos. Co-orientou 12 teses de douto- ramento e orientou 10 teses de doutoramento na área de Ciência da Informação. Trabalha extensivamente nesta área com ênfase em Inteligência Competitiva. Competir pela Inovação Luis Rasquilha Managing Partner/Senior Vice-President, AYR Consulting, Trends A actual conjuntura resultará numa inevitável filtragem & Innovation das organizações, de onde só as mais inovadoras irão sobreviver. Por isso, embora com escassos recursos, as organizações devem direccionar o seu investimento por Formação em Empreendedorismo e Gestão da Inovação, Gestão, Marketing e Comunicação. Professor convidado em esta via. A implementação de uma política de inovação diversas Empresas de Formação, Business Schools e Universidades em Portugal, França, Bélgica, Holanda, Brasil, será o melhor investimento para tornar as organizações Cabo Verde e Moçambique. Autor e Co-Autor de 12 livros técnicos sobre a temática do Marketing, Branding, Comuni- mais rentáveis e competitivas. cação, Tendências e Inovação. A Qualidade na Óptica do João Dionísio Consumidor Chief Operating Officer, STRAT Nem sempre o consumidor tem percepção das suas potenciais necessidades. Através das actividades de Investigação, Desenvolvimento e Inovação, as organiza- Licenciado em Psicologia Social pela Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa, é actualmente Chief Opera- ções conseguem desenvolver produtos e serviços que ting Officer na empresa STRAT – Comunicação Total. o consumidor nem imaginava que poderia vir a precisar Desenvolveu estudos de mercado nacionais e internacionais durante 18 anos na Multivária para empresas como BES, deles. Desta forma, essas organizações distinguem-se Compal, Económica, Jornal Público, Optimus, Kraft, Sara Lee, Refriango, Santander Totta, Sonae Distribuição, SIC, no mercado beneficiando de todas as vantagens das Nestlé, Unilever, Unicer. Estes projectos envolveram diferentes áreas do marketing como por exemplo a imagem ins- suas inovações. titucional e de marca, desenvolvimento de novos produtos, o estudo do comportamento do consumidor e processos de tomada de decisão. Em termos académicos colabora com a EGP-UPBS onde é docente do Curso Geral de Gestão - Comportamento do Consumidor, MBA executivo - Building Winning Brands e Magellan MBA– Consumer Behavior. Ecodesign É inegável a actual tendência para o consumo conside- Sílvia Martins rado responsável. Os consumidores estão cada vez Responsável Operacional, Centro de Competências e Inovação, mais conscientes dos impactos implícitos aos seus há- Consumer Testing Services, SGS Portugal bitos de consumo, demonstrando-o activamente sempre que tomam uma decisão de compra. Considerando todo o ciclo de vida do produto, da matéria-prima à reciclagem, passando pela distribuição, Licenciada em Engenharia Alimentar, pela Escola Superior de Tecnologia da Universidade do Algarve, Sílvia Martins uso e gestão de resíduos, o ecodesign concebe um pro- possui extensa formação na área da Qualidade, Higiene e Segurança Alimentar, bem como em referenciais interna- jecto que considera os impactos de cada uma destas cionais de certificação alimentar como sejam o BRC Food e o IFS Food. Possui ainda uma Pós-graduação em “Gestão fases. de Sistemas Integrados - Qualidade, Ambiente, Segurança e Responsabilidade Social”, obtida na SGS Academy, De- Como a experiência com a marca está ligada ao valor partamento de Formação da SGS Portugal. percebido pelo consumidor, o ecodesign hoje é um Antes de assumir a responsabilidade do Centro de Competências e Inovação da direcção Consumer Testing Services trunfo para as organizações que se apresentam como da SGS Portugal, desempenhou funções de consultora e formadora em inúmeras empresas e centros de formação do sustentáveis, assim como a certificação do Sistema de Sector Alimentar. Gestão da Qualidade no início dos anos 90 o foi para demonstrar o compromisso que a indústria tinha para com o consumidor.
  5. 5. Case Study “Design Factory” José António Teixeira Os edifícios construídos pela RAR Imobiliária serão dos melhores exemplos da incorporação da criatividade, ino- Presidente do Conselho de Administração, RAR Imobiliária vação, funcionalidade e de aspectos sociais e ambien- tais num produto. O cliente que visita um andar modelo percebe que nada foi feito ao acaso e a diferença per- cepciona-se de imediato. O mérito é da visão da gestão Licenciado em Economia pela Faculdade de Economia da Universidade do Porto, José António Teixeira iniciou o seu da RAR Imobiliária quando criou a empresa “Design percurso profissional no sector bancário. Desde 1984 que é gestor de empresas tendo passado pelo sector da indústria Factory” que investiga e desenvolve novos conceitos e metalúrgica entre outras. Entrou para o Grupo RAR em 1994 onde desempenhou funções de administração numa das funcionalidades em edifícios. empresas do ramo alimentar. Em 2001 assumiu a Presidência o Conselho de Administração da RAR IMOBILIÁRIA, cargo que mantém até hoje. Social Media Marketing Pedro Caramez As redes sociais são um novo fenómeno da comuni- Docente, Instituto Superior da Maia cação e, mais recentemente, das relações b2b através do Facebook, Slideshare, LinkedIn, entre outros. As organizações não podem menosprezar esta nova Rui Pedro Caramez é professor universitário no ISMAI - Instituto Superior da Maia, estando ligado à área da Gestão do ferramenta de comunicação com eficácia cada vez mais Desporto e apresentando um currículo académico interessante, com presenças internacionais em várias Universidades comprovada. europeias. Com um registo diversificado de intervenções nos foros profissionais sobre matérias relacionadas com o desenvolvi- mento pessoal e com a gestão de redes de contactos, este orador tem estado focado no fenómeno emergente das redes sociais e sobre a forma como as empresas podem tirar proveitos da presença nestes meios da internet. Recen- temente, publicou o livro “Linkedin - Como rentabilizar a sua presença online” e tem feito formação e consultoria em várias empresas por todo o país. Fidelização pela Ética e Reputação Rui Martins Coordenador Regional em Portugal, European Association of Communication Directors Os recentes problemas da economia mundial, provoca- dos pela conduta de diversos gestores de topo, colocam a Ética no topo da discussão nas organizações. Cada vez mais, as organizações olham para a Ética como uma Rui Martins é Director de Comunicação e Relações Institucionais da Dianova Portugal desde 2003, sendo responsável forma de se diferenciarem e de fidelizar clientes através pela política e estratégia de comunicação e marketing social. de comportamentos mais transparentes e responsáveis. Licenciado em Gestão e Administração Pública (Universidade Técnica de Lisboa), é ainda pós-graduado em Economia Social e Solidária (ISCTE), Problemas Jurídicos da Droga (Universidade de Lisboa) e Gestão das Comunicações e Multimédia (Universidade Técnica Lisboa). É prelector em pós-graduações e mestrados nas áreas de Gestão da Reputação, Comunicação de Saúde, Marketing Social e de Saúde em diversas Universidades e Institutos Superiores. O Coordenador Regional para Portugal da European Association of Communication Directors, é também Coordenador do Grupo de Comunicação da REDE Nacional RSOpt (Responsabilidade Social das Organizações) e Membro do Comité de Coordenação do Communication On Top Forum Davos. Case Study “Optimização da Comunicação aos Munícipes” Nuno Oliveira A Câmara Municipal de Matosinhos, com a visão de op- Vice-presidente, Câmara Municipal de Matosinhos timizar os meios de comunicação aos munícipes, imple- mentou um eficiente Sistema de Gestão e de Informação que permite a optimização dos contactos dos munícipes através de diversos canais (internet, telefone e pessoal- Licenciado em Economia pela Universidade do Porto, Nuno Oliveira é Vice-Presidente da Câmara Municipal de Ma- mente nos balcões da Loja do Munícipe). O seu Sistema tosinhos desde 2005. de Gestão foi certificado pela norma ISO 9001 em 2009, Actualmente com os pelouros das Finanças, Modernização Administrativa, Desenvolvimento Estratégico, Promoção no mesmo ano em que recebeu o prémio mundial da Económica Local, Social, Saúde e Turismo, acumula ainda os cargos de Presidente do Conselho de Administração da Microsoft relativo à melhor plataforma informática para MatosinhoSport, EEM e de membro do Conselho de Administração da LIPOR. munícipes. As distinções seguiram-se com o Prémio Au- Após a licenciatura frequentou ainda o Mestrado em Economia pela Faculdade de Economia do Porto e o Doutoramen- tarquia Digital Microsoft e o Prémio Projecto do Ano SIG to em Economia pela Universidade de Turim em co-tutela com a Universidade de A Coruña. (Sistema de Informação Geográfica) Autarquias.
  6. 6. Programa Localização Auditório do Fórum Tecnológico de Lisboa Pólo Tecnológico de Lisboa, Lote 7 Lumiar - Telheiras, 1600-546 Lisboa MÓDULO GPS: Lat: 38:46:01N (38.76707) A INOVAÇÃO NO ADN DA ORGANIZAÇÃO Lon: 9:10:59W (-9.18303) Telemóvel de Apoio: 918 889 966 INTELIGÊNCIA COMPETITIVA Luc Quoniam - Docente de Inteligência Competitiva, Université de Toulon e Universidade Fernando Pessoa Horário 09h00 - Recepção de Participantes O PROCESSO DE INOVAÇÃO 13h00 - Pausa para Almoço Praveen Gupta - Presidente, Accelper Consulting e Docente de 17h30 - Encerramento Inovação Empresarial Illinois Institute of Technology COMPETIR PELA INOVAÇÃO Luis Rasquilha - Managing Partner/Senior Vice-President, AYR Consulting, Trends & Innovation MÓDULO A CONCEPÇÃO DE PRODUTOS E SERVIÇOS “Qualidade na Óptica do Consumidor” João Dionísio - Chief Operating Officer, STRAT “Ecodesign” Sílvia Martins - Responsável Operacional, Centro de Competências e Inovação, Consumer Testing Services, SGS Portugal Case Study – “Design Factory” José António Teixeira - Presidente do Conselho de Administração, RAR Imobiliária MÓDULO A COMUNICAÇÃO AOS STAKEHOLDERS “Social Media Marketing” Pedro Caramez - Docente, Instituto Superior da Maia “Fidelização pela Ética e Reputação” Rui Martins - Coordenador Regional em Portugal, European Association of Communication Directors Case Study - “Optimização da Comunicação aos Munícipes” Nuno Oliveira - Vice-presidente, Câmara Municipal de Matosinhos www.pt.sgs.com/marketingqual news.pt@sgs.com
  7. 7. Como se Inscrever Telefone: 707 200 747 | Telemóvel: 918 889 966 | Fax: 707 200 329 A participação inclui certificado de presença, almoço e coffee-breaks. E-mail: news.pt@sgs.com | Site: www.pt.sgs.com/marketingqual SGS ICS: Rua Veloso Salgado 583/587, 4450-801 Leça da Palmeira As inscrições deverão ser efectuadas até ao dia 26 de Abril. Serão reembolsadas apenas as inscrições canceladas por escrito até ao dia Valor de inscrição 27 de Abril. Empresas 1º Inscrito 150€ (+ IVA) 2º Inscrito 125€ (+ IVA) Os proveitos resultantes deste 3º Inscrito 100€ (+ IVA) evento serão investidos na Particulares Bolsa de Valores Sociais 150€ (IVA incluído) www.bvs.org.pt São consideradas válidas as inscrições confirmadas pela organização. As inscrições só serão confirmadas após a verificação do respectivo pagamento. Ficha de Inscrição IDENTIFICAÇÃO Nome Completo DO PARTICIPANTE 1 * Contacto Telefónico Telemóvel (para melhor contacto) E-mail Função na Empresa IDENTIFICAÇÃO Nome Completo DO PARTICIPANTE 2 * Contacto Telefónico Telemóvel (para melhor contacto) E-mail Função na Empresa IDENTIFICAÇÃO Nome Completo DO PARTICIPANTE 3 * Contacto Telefónico Telemóvel (para melhor contacto) E-mail Função na Empresa IDENTIFICAÇÃO Designação Social DA EMPRESA Sector de Actividade Telefone Fax E-mail Web DADOS DE Designação Social FACTURAÇÃO * Morada Localidade Código-Postal - N° Contribuinte MODO DE Cheque N° (à ordem de SGS ICS, Lda.) Banco PAGAMENTO * Transferência Bancária (NIB: 0033 0000 00229691442 05) (anexar o respectivo comprovativo de pagamento por transferência bancária, ou cópia de cheque) COMO TEVE CONHECIMENTO DESTE EVENTO? Preenchimento Obrigatório* Enviar A SGS ICS garante a estrita confidencialidade no tratamento dos seus dados. A informação por si disponibilizada não será partilhada com terceiros e será utilizada apenas para divulgação relacionada com eventos, seminários, cursos e conferências que possam interessar a esses contactos.
  8. 8. Organização Media Partners Support

×