Dossier institucional dianova 2011
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Dossier institucional dianova 2011

on

  • 1,670 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,670
Views on SlideShare
1,670
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
9
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Dossier institucional dianova 2011 Document Transcript

  • 1. Dossier Institucional Associação Dianova PortugalMudanças que inspiram num mundo interdependente
  • 2. ÍNDICEwww.dianova.pt 03 Factos Principais 04 Historial 07 Associação Dianova Portugal 08 Cultura Organizacional 11 Áreas de Intervenção / Respostas Sociais 23 Pontos Internet 24 Sistema de Gestão da Qualidade Certificado 25 Prémios 27 Campanhas de Sensibilização & Educação para a Saúde 34 Publicações 36 Dianova nas Redes Sociais 37 Rede Dianova 38 Parcerias Nacionais e Internacionais 40 Contribuindo para uma Política Efectiva 42 Contactos 2
  • 3. FACTOS PRINCIPAIS Intervenção desde 1984…www.dianova.pt Alma Mater Equipa de +40 Colaboradores ÁREAS DE INTERVENÇÃO Prevenção & Promoção e Educação da Saúde Tratamento da Toxicodependência Reinserção Socioprofissional Desenvolvimento Sociocomunitário Formação e Capacitação RECURSOS Comunidade Terapêutica Quinta das Lapas (Certificada em Gestão da Qualidade NPEN ISO 9001:2008) Empresa de Inserção Viveiros Floricultura Centro de Acolhimento Temporário Casa Azul Apartamento de Reinserção Social Lisboa Centro de Formação Dianova Parque Aventura Emotiva 3G® PROTOCOLOS E PARCERIAS Instituto da Droga e da Toxicodependência Instituto da Segurança Social Instituto de Emprego e Formação Profissional Direcção-Geral de Emprego e Relações no Trabalho Câmaras Municipais de Lisboa, Oliveira Azeméis, Torres Vedras e Ourém Rede Dianova Grupo Lusófona Instituto Português de Corporate Governance European Federation of Therapeutic Communities Vienna NGO Committee on Narcotic Drugs Rede RSO PT (Responsabilidade Social das Organizações) PLATAFORMAS DE COMUNICAÇÃO Revista EXIT® Relatório e Contas Anual www.dianova.pt FACTORES DE DIFERENCIAÇÃO Profissionalismo e Competência Inovação e Qualidade Eficácia no Tratamento e Inclusão Social Ética e Responsabilidade Social 3
  • 4. HISTORIALwww.dianova.pt Ao fim de 30 anos de tremenda expansão económica e social que se seguiram à II Guerra Mundial, a sociedade democrática europeia confrontou-se com uma juventude em ebulição que quis romper os elos do conformismo, marcando o preâmbulo do Maio de 68. Anos 70 Perante este mal-estar da juventude numa sociedade para a qual o consumo constitui um fim em si mesmo, as estruturas sociais não tinham uma verdadeira res- posta a fornecer. O crescente êxito dos “Beatniks” nos EUA, a oposição à guerra do Vietname, o crescimento das viagens e intercâmbios de jovens e a libertação sexual tornam-se factores-chave para a expansão vertiginosa do consumo de drogas. O consumo de LSD, cannabis e heroína ganha uma visibilidade crescente na Europa. Como consequência, começam a surgir iniciativas diversas para tentar dar resposta a este problema, entre as quais a Comunidade Terapêutica Clássica importada dos EUA e cujo projecto repousa sobre 2 pilares fundamentais: uma terapia natural e sem apoio farmacológico; um quadro de vida comunitária que motive a entreajuda entre os toxicodependentes no tratamento. Anos 80 Na Europa, cresce a epidemia do consumo de heroína. Portugal é um dos países que, no início dos anos 80, se vêem confrontados com o incremento epidémico e com uma reduzida oferta de respostas para o consumo problemático de substâncias psicoactivas como a heroína e a cocaína, o que levou muitos técnicos e famílias a procurarem no estrangeiro respostas para a resolução de problemas relacionados com o seu consumo abusivo. É, neste contexto, criada em 1984 a Associação Le Patriarche e inaugurada a sua primeira Comunidade denominada Casa Azul (Cesar – Oliveira de Azeméis) no Norte do país. Ao longo dos anos, a Associação foi crescendo e demonstrando o seu importante papel no desenvolvimento social das comunidades em que se insere e actua. Anos 90 O aumento dos consumos clássicos continua a ser uma realidade, estendendo-se o consumo a todas as classes socioeconómicas. O problema passa a ser transversal a toda a sociedade. 4
  • 5. www.dianova.pt Como forma de reconhe- cimento do desempenho da Associação ao longo destes anos, por oferecer um marco de vida comunitária livre de drogas que dava ao toxicodependente o tempo necessário para readaptar-se, aprender normas de vida comunitária, participar em actividades ocupacionais, entre outras, o Estado Português atribui-lhe as categorias de Associação de Utilidade Pública e de Instituição Particular de Solidariedade Social, registada sob o n.º 11/93, no Livro 01 das Instituições com Fins de Saúde da Direcção Geral de Acção Social. Finais dos anos 90 Devido às mudanças na oferta de tratamentos, surgindo os denominados programas de substituição e redução de danos, à erupção de novos perfis de consumidores e padrões de consumo e à necessidade de uma profissionalização crescente, em 1999 a Associação é objecto dum profundo processo de reestruturação e mudança organizacional assessorado por consultoria especializada, de forma a oferecer cada vez mais garantias de eficácia e qualidade nos serviços prestados, tornando- -se numa modalidade sofisticada, flexível e profissional de serviços: uniformiza as ferramentas de gestão e controlo, redimensiona as suas infra-estruturas, redefine os seus programas, incorpora equipas profissionais e multidisciplinares e reforça a formação dos colaboradores. Na sequência deste processo, passa a denominar-se Associação Dianova Portugal – Cura, Reabilitação e Reinserção de Toxicómanos, resgatando da sua herança a experiência acumulada ao longo dos últimos 15 anos e diversificando a prestação de serviços sob o signo da Ética, Qualidade e Inovação contínuas visando: Orientar a sua actividade à satisfação dos beneficiários; Incrementar a eficiência dos seus processos; Aumentar a segurança e saúde laboral; Incrementar a legitimidade social; Alicerçar a confiança com base numa gestão eficiente e transparente. 5
  • 6. www.dianova.pt Século XXI O início do século XXI tem sido marcado por uma tendência crescente dos policonsumos com fins lúdicos e recreativos, particularmente preocupante entre as camadas mais jovens. Por outro lado, verifica-se uma estabilização do consumo das drogas opiáceas e um aumento da cocaína. A aposta passa não só pela prevenção e redução de danos, especialmente vocacionadas para evitar o surgir de novos consumidores e minimizar danos que este problema gera nos planos individual, familiar, laboral e social, mas fundamentalmente pelo tratamento e reinserção socioprofissional. Apostando na Inovação e na Qualidade, a Dianova adapta a sua oferta assistencial aos novos padrões de consumo; torna cada vez mais personalizados os seus programas; e adopta na área do tratamento o cariz de Comunidade Terapêutica Profissional, tornando-se o primeiro centro do sector de tratamento em Portugal com Sistema de Gestão da Qualidade NP EN ISO 9001:2008 certificado pela SGS-ICS desde 2005 (C.T. Quinta das Lapas). Para enfrentar os novos desafios sociais e organizacionais desta década, bem como a diversificação dos serviços prestados no âmbito do desenvolvimento social e comunitário, da capacitação e formação, e da educação para a saúde, em 2010 a Dianova alterou os seus Estatutos passando a designar-se Associação Dianova Portugal – Intervenção em Toxicodependências e Desenvolvimento Social. Em 2011, foi-lhe concedido pelo Instituto Português de Apoio ao Desenvolvimento - Ministério dos Negócios Estrangeiros (IPAD - MNE) o reconhecimento como Organização Não-Governamental para o Desenvolvimento. 6
  • 7. ASSOCIAÇÃO DIANOVA PORTUGALwww.dianova.pt Entidade pioneira ao nível nacional no sector das toxicodependências a operar em Portugal desde 1984, a Dianova é uma Instituição Particular de Solidariedade Social, Associação de Utilidade Pública e Organização Não-Governamental para o Desenvolvimento de âmbito nacional e sem fins lucrativos, especializada na prevenção, tratamento e reinserção socioprofissional, desenvolvimento sociocomunitário e na formação e capacitação de pessoas e organizações, cujas valências se encontram licenciadas e protocoladas pelo IDT, ISS, IEFP e DGERT e IPAD. Nestes 26 anos a operar em Portugal, mais de 22.000 pessoas e respectivas famílias beneficiaram dos seus programas assistenciais. Como Organização em constante evolução perante os desafios e as oportunidades locais e globais, a Dianova tem vindo a adoptar um conjunto de Manuais de orientação estratégica e individual de cada um dos seus Colaboradores, que são veiculados interna e externamente numa óptica de Transparência e Accountability, disponíveis em www.dianova.pt para consulta, salientando-se: Manifesto de Posicionamento Institucional; Carta de Princípios e Responsabilidades; Código Ético; Carta Magna; Estatutos e Órgãos Sociais; Dossier Institucional (documento presente); Manual de Acolhimento do Colaborador; Manual de Media Sociais; Regulamento Interno Programa Residencial Educativo-Terapêutico Comunidade Terapêutica Quinta das Lapas; Regulamento Interno do Centro de Alojamento Temporário Casa Azul; Regulamento de Formação; Instrumento estratégico de Gestão de Mudança Balanced Scorecard Horizonte 2012 (documento interno não sujeito a consulta); Relatório de Actividades e Contas Anual; Plano de Actividade Anual; Relatórios preliminares Anuais do Estudo Follow-up Dianova “Trajectórias Sociais” Horizonte 2014. 7
  • 8. CULTURA ORGANIZACIONALwww.dianova.pt Visão, Missão, Valores, Identidade Corporativa e Objectivos Como agente activo integrante da rede social de intervenção nas Toxicodependências e da Economia Social e Solidária, e tendo em conta que a nossa sociedade enfrenta numerosos desafios sociais como a pobreza, carências educativas, violência e dependências... VISÃO Acreditamos que, com a ajuda adequada, cada pessoa pode encontrar em si mesma os recursos para alcançar o seu desen- volvimento e integração pessoal. MISSÃO Desenvolver acções e programas que contribuam activamente para a autonomia pessoal e o progresso social VALORES Compromisso | Solidariedade Tolerância | Internacionalidade De forma a prestar um serviço de qualidade e excelência, a intervenção da Dianova junto dos clientes, famílias, entidades públicas e privadas e demais stakeholders pauta-se pelos seguintes Valores universais: Compromisso: o compromisso existe quando o beneficiário decide mudar a sua vida, quando se intervém com solidariedade e profissionalismo e quando a Organização se empenha através de acções de interesse público e carácter social; Solidariedade: sensibilidade e maneira de ser que motiva as pessoas a auxiliarem outras em situação de vulnerabilidade, partilhando conhecimentos, competências e experiências num envolvimento humanitário; Tolerância: respeito pela diferença traduzido na liberdade de escolha e no diálogo, assim como na aplicação de regras e de comportamentos democráticos, no estrito respeito da legalidade; Internacionalidade: aspecto multicultural e pluralista do compromisso e da solidariedade, traduzido em acções ou comportamentos colectivos flexíveis e dinâmicos, cuja adaptação a situações muito diferentes é necessária para assegurar o êxito dos projectos assumidos. 8
  • 9. www.dianova.pt A identidade corporativa da Dianova está reflectida na assinatura Aprender | Crescer | Concretizar ao evocar o processo que se desenvolve na Organização e o que vivem as Pessoas que procuram uma solução para os seus problemas nos diferentes programas, sintetizando a inspiração e revelação do potencial de mudança positiva de comportamentos. Aprender: A Dianova vive em aprendizagem contínua, assim como aqueles que beneficiam dos seus programas. Aprender é mudar através da própria experiência, é modificar a visão que se tem do mundo graças à introspecção e à interacção positiva com os demais. E sempre que aprendemos, crescemos. Crescer: É construir-se a si mesmo e identificar-se com os valores que nos definem, é criar um futuro a partir da experiência. Os programas Dianova seguem este princípio de acompanhamento e crescimento que leva cada um a aceitar a sua própria responsabilidade e a dos demais, e a aprender com os erros. E sempre que crescemos conseguimos concretizar. Concretizar: É mostrar com as nossas acções o que somos. Se construímos com responsabilidade e dignidade, podemos viver cada dia como um sucesso, vendo que o que sonhamos se transforma na realidade de uma vida plena e satisfatória. A prossecução da missão da Dianova encontra-se plasmada em 6 objectivos-chave: Educação e promoção de saúde; Tratamento e reinserção de toxicodependentes; Apoio a crianças e jovens em risco; Apoio à integração social e comunitária de indivíduos e famílias em situação de vulnerabilidade social e/ou económica; Dinamização de acções de sensibilização e formação; Promover e potenciar no âmbito da cooperação à escala internacional a divulgação, execução, educação e formação adequadas ao desenvolvimento do progresso social. 9
  • 10. www.dianova.pt Para tal, dispõe de uma estruturada Organização interna, com profissionais multidisciplinares qualificados nas respectivas direcções funcionais: Direcção de Intervenção e Programas, Direcção Administrativa e Financeira e Direcção de Comunicação; assessoradas pelos departamentos de Recursos Humanos, Jurídico, Contabilidade e Fiscalidade, Formação e Projectos de I&D. 10
  • 11. ÁREAS DE INTERVENÇÃOwww.dianova.pt 1.1. RESPOSTAS SOCIAIS 1.1.1. Prevenção & Promoção e Educação da Saúde A Carta de Ottawa para a Promoção da Saúde (Organização Mundial da Saúde, 1986) define a promoção de saúde como “o processo de capacitar as pessoas para incrementar o controlo sobre, e melhorar, a sua saúde”. Educar para a Saúde é, assim, a forma como indivíduos ou grupos adquirem competências de forma a promover, manter ou restaurar a saúde, sendo o seu objectivo último a modificação positiva do(s) comportamento(s). Sendo a Prevenção de consumos ou comportamentos de risco o conjunto de estratégias que visam criar e manter estilos de vida saudáveis, englobando o envolvimento das comunidades, instituições e sistemas, a fim de reduzir a vulnerabilidade do indivíduo perante condições susceptíveis de potenciar os riscos de utilização de drogas e/ou do desenvolvimento de dependência, compreende: a difusão da informação sobre o problema das toxicodependências, a garantia de informação e educação sobre como alcançar e manter a saúde em geral, o desenvolvimento de actividades alternativas e a existência de políticas promotoras de saúde. As políticas promotoras de saúde estão na agenda de decisores em todos os sectores (incluindo legislação, medidas fiscais, mudança organizacional), tornando-os conscientes das consequências na saúde resultantes das suas decisões, traduzindo -se numa acção coordenada que orienta as políticas de saúde, económicas e sociais a uma cada vez maior equidade, assegurando produtos e serviços mais saudáveis e seguros, eficazes e agradáveis. Destacam-se as seguintes actividades desenvolvidas pela Dianova: Promotora do Projecto “Passa a Palavra”, integrado no Plano Municipal para a Prevenção das Toxicodependências de Torres Vedras 2004-2005, nas Escolas Secundárias C/3.º Ciclo Madeira Torres e Henriques Nogueira, em parceria com IDT e CM Torres Vedras; Promotora em parceria com a Associação Sindical de Professores Licenciados de 6 Workshops de Formação para Professores “Educar para Prevenir”, 2004 e 2005; Palestras em Escolas sobre prevenção de comportamentos de risco, particularmente associados ao consumo de substâncias psicoactivas, e Visitas à Comunidade Terapêutica Quinta das Lapas para Professores e Estudantes e Técnicos com intervenção na comunidade; 11
  • 12. www.dianova.pt Acções comunitárias de promoção de saúde “Mocktails: memórias divertidas de uma noite sem álcool” realizadas desde 2009 na Semana de Juventude de Torres Vedras, em Maio; Campanhas anuais de sensibilização como “Não deixamos que te atires ao lixo 2011” visando incrementar a percepção social do risco e educar para a saúde. 1.1.2. Prevenção Secundária – Tratamento A Dianova aplica na sua intervenção educativo-terapêutica, de base cognitivo- -comportamental, um modelo multidimensional de potencialização de capacidades e socialização, orientado à obtenção de conhecimentos, atitudes, valores e habilidades que ajudem os utentes a desenvolver-se autonomamente, tendo por objectivos: Orientar as pessoas à abstinência; Reforçar os factores protectores perante o uso/abuso de substâncias psicoactivas; Desenvolver competências pessoais e sociais; Facilitar a sua integração social. 1 O Programa Residencial desenvolvido em Comunidade Terapêutica Profissional visa disponibilizar às pessoas, que, devido a um uso problemático de substâncias psicoactivas, possam ter problemas de conduta, autocontrolo e adaptação ao meio, os meios necessários para alcançar a plena autonomia e permitir-lhes assim a integração de forma concreta e activa no seu ambiente cultural, económico e social. Com uma duração média de 12 meses, o Programa Dianova consta de três fases – Adaptação, Consolidação e Pré-Reinserção. 1 Validado pelo Grupo Interdisciplinar sobre Drogodependências e Instituto da Droga e da Toxicodependência. 12
  • 13. www.dianova.pt Fase de Adaptação Tem uma duração média de 1 mês em que o Utente tem de trabalhar a recuperação física, bem como a integração na comunidade, incluindo a adaptação às normas, horários, actividades ocupacionais, actividades psicoterapêuticas, relação com os companheiros, etc. Fase de Consolidação Tem uma duração média de 8 meses em que o Utente tem de trabalhar um conjunto de competências como responsabilidade, motivação, empenho, autocontrolo, auto-estima, assertividade; prevenção de recaídas; relações familiares; relações interpessoais. Esta fase é desenvolvida num ambiente de participação nas actividades ocupacionais e frequência de grupos psicoterapêuticos, acompanhamento psicológico individualizado, ateliers de expressão plástica, acções de informação e formação e actividades de ócio e lazer. Fase de Pré-Reinserção Tem a duração média de 3 meses em que o Utente trabalha o seu Projecto Vida e a manutenção da estabilidade adquirida, potenciando outros aspectos como as relações familiares e interpessoais, ocupação académica e/ou profissional, gestão de tempos livres, etc. 1.1.3. Prevenção Terciária – Reinserção Socioprofissional A Reinserção é um processo integrado que se inicia e desenvolve a par do processo de tratamento, reforçando-se mutuamente e que consolida este último, promovendo desta forma a igualdade de oportunidades socioprofissionais. Os seus objectivos são: identificar e caracterizar a diversidade de problemas que se colocam na integração socioprofissional; sistematizar e operacionalizar a intervenção; disponibilizar acções/ medidas adequadas à diversidade das situações de exclusão e avaliação contínua. Há que ter em conta os seguintes factores de risco ao identificarem-se as necessidades: Baixos níveis de escolaridade; Fracas/desadequadas qualificações profissionais; Experiências profissionais precárias; Perda de competitividade no mercado de trabalho (dificuldades de transição para a vida activa); Ausência de suporte familiar e de redes de socialização; Situação clínica (co-morbilidades associadas) e ausência de rendimentos (risco de pobreza). 13
  • 14. www.dianova.pt Destacamos as seguintes medidas de facilitação ou regresso à vida activa: 1.1.3.1. Apartamento de Reinserção Social Lisboa Protocolada pelo Instituto da Segurança Social (CDSSLVT), visa a disponibilização de um serviço e programa que permita actuar de uma forma global no processo de reestruturação do plano socioprofissional de pessoas com problemas de toxicodependência que tenham concluído tratamento (na Dianova ou noutro Centro credenciado da rede assistencial), promovendo-se a igualdade de oportunidades. Tem capacidade para 5 Utentes, com duração máxima de 6 meses. 1.1.3.2. Empresa de Inserção Viveiros de Floricultura Criada em Abril de 2000, protocolada pelo IEFP e reconhecida pela Comissão para o Mercado Social de Emprego, dedica-se à produção e comercialização de plantas de exterior, tendo por objectivos: Inserção de população desfavorecida no mercado de emprego (capacidade actual para 5 postos de trabalho); Desenvolvimento e consolidação de competências socioprofissionais; Promoção de condições de emprego através da celebração de contratos de trabalho e profissionalização na área da floricultura; Geração de receitas. Localizada em Monte Redondo, Torres Vedras, e ocupando uma área de 10 000 m², a Viveiros de Floricultura encontra-se dotada de processos de produção modernos e especializados – estufas climatizadas, sistemas de rega computorizados, misturadora e envasadora mecânica; com entregas no território nacional a preços competitivos. Contam-se entre as diferentes espécies: Alfazema, Amor-perfeito, Begónia, Berberis, Buganvília, Cedros, Gazânia, Hortênsias, Jacarandá, Lavanda, Madressilva, Petúnia, Solanum Jasmim, Trepadeira, Verbena. 14
  • 15. www.dianova.pt 1.1.3.3. Projecto de Inclusão Social EXIT O EXIT foi um projecto de intervenção sociocomunitária para toxicodependentes e/ou pessoas em situação de exclusão social e que teve por objectivos: Promover a melhoria das competências sociais e profissionais dos destinatários através de acções e projectos adequados; Incrementar as possibilidades de inserção socioprofissional através da cooperação, articulação e mobilização de entidades locais; Intervir de forma dinâmica, reorganizativa e preventiva através de uma equipa multidisciplinar: Psicóloga, Técnica Serviço Social, Animadora e Monitor; Capacidade para 30 Utentes. Foram desenvolvidas as seguintes actividades: Ateliers Ocupacionais: animação sociocultural, criação de jornal e clube de leitura, desporto, ateliers de madeira, jardinagem e floricultura, animação multimédia; Gabinete Psicossocial para Utentes e Famílias; Acções de Prevenção e Educação para a Saúde. Em Maio de 2006 foi realizado o Workshop “EXIT–Aqui há uma Saída” para Profissionais das áreas de Saúde, Social e Criminal relacionados com o problema da toxicodependência, que teve por objectivos apresentar e debater as conclusões de finalização do Projecto. Junta Freguesia Câmara Municipal Centro de UNIÃO EUROPEIA de Cesar O. Azeméis Saúde de Cesar FEDER 1.1.3.4. Outras como UNIVA – IEFP; Mediação para a Formação e o Emprego – Vida Emprego; Estágio de Integração Socioprofissional – Vida Emprego; Apoio ao Emprego – Vida Emprego. 15
  • 16. www.dianova.pt 1.1.4. Desenvolvimento Social e Comunitário – Projecto SOLIS Promovido pela Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis – Gabinete de Acção Social e executado pela Dianova, este Projecto teve uma duração de 60 meses (entre Setembro de 2005 e Agosto de 2010), contando adicionalmente com 9 entidades parceiras locais e financiado pelo Programa para a Inclusão e Desenvolvimento PROGRIDE num montante de 1180 Milhões de Euros, tendo beneficiado mais de 3600 pessoas (Crianças, Jovens, Adultos e Idosos). Implementado no concelho de Oliveira de Azeméis, teve por objectivos globais: combate a fenómenos de grave exclusão social; criação de estrutura de resposta a situações de emergência social; promoção de competências e condições de reintegração social, familiar e profissional de pessoas em situação de carência; promoção do desenvolvimento social; promoção do acesso a serviços nas áreas da família, violência familiar e gestão de conflitos; supressão do isolamento social e familiar de idosos e melhoria das suas condições de vida; promoção da integração socioprofissional de grupos desfavorecidos; desenvolvimento de competências pessoais, socioprofissionais e cívicas; desenvolvimento de estilos e hábitos de vida saudáveis e prevenção de comportamentos de risco. Neste âmbito, o SOLIS contemplou as seguintes actividades: Centro de Alojamento Temporário Casa Azul; Banco Local de Voluntariado; Serviço itinerante de atendimento jurídico na área da família; Serviço de apoio domiciliário de reparações domésticas; Reabilitação habitacional; Gabinete de Apoio ao realojamento social na Urbanização Quinta de Lações; Curso de qualificação na área de apoio familiar e à comunidade para 15 formandos, com cerca de 840 horas e qualificação de nível II; Curso de qualificação na área de jardinagem e espaços verdes, dirigido a 15 formandos, com cerca de 840 horas e qualificação de nível II; 16
  • 17. www.dianova.pt Acções de sensibilização, informação, formação na área da saúde e animação sociocultural, nas instalações da Dianova, Centro de Saúde e Urbanização Quinta de Lações; Linha Verde de Atendimento ao Público 800 207 201; Boletim Informativo de Resultados “SOLIS em Revista 2006” em www.dianova.pt. 1.1.4.1. Centro de Alojamento Temporário Casa Azul Inaugurado em Março de 2006, é um equipamento social destinado a acolher temporariamente pessoas de ambos os sexos, em situação de emergência ou carência social, tendo por objectivo proporcionar aos seus Utentes um ambiente acolhedor e familiar que promova o seu equilíbrio físico e emocional, bem como a sua integração social. Tem uma capacidade para 12 camas em alojamento temporário (até 6 meses) e 3 camas para alojamento de emergência (até 1 mês), distribuídas pelas Alas Masculina, Feminina e Juvenil, dispondo ainda de um quarto familiar. Encontra-se localizado em Cesar, Oliveira de Azeméis. São prestados serviços ao nível da satisfação de necessidades básicas (alojamento, alimentação, serviço de lavandaria e rouparia), acompanhamento psicológico e social, apoio nas áreas de saúde, jurídica e reintegração sociolaboral. Conta com uma Equipa interdisciplinar constituída por: Director Técnico, Psicóloga Clínica, Jurista, Administrativa, Auxiliar de Serviços Gerais e 3 Monitores/Vigilantes. Nota: Encontra-se temporariamente desactivado, enquanto aguarda celebração de Acordo Atípico com o CDSSA, ISS, IP, para dar continuidade ao mesmo. 17
  • 18. www.dianova.pt 2.1. OUTROS SERVIÇOS 2.1.1. Centro de Formação Dianova Apresentada no início de 2010, a Estratégia Europa 2020 procura dar resposta à crise financeira e económica que anulou muitos dos progressos alcançados, registando 2009 o pior resultado no que respeita o crescimento do PIB (4%) nos últimos 30 anos, e socialmente um aumento generalizado da taxa de desemprego superior a 10% e a 21% junto dos jovens licenciados. Ressaltamos desta Estratégia duas iniciativas que podem e devem concorrer para atenuar os efeitos deste estado negativo em que nos encontramos para enfrentar de forma resiliente os desafios do século XXI: Educação: Juventude em Movimento que lide com o facto de menos de 1 em cada 3 pessoas entre os 25 e os 34 anos ter um diploma universitário contra 40% nos EUA e 50% no Japão; e o elevado abandono escolar de jovens (1 em cada 7); Qualificações:novasqualificações para novos empregos, embora 80 milhões de pessoas tenham apenas baixas qualificações, a aprendizagem ao longo da vida beneficia sobretudo as mais qualificadas; espera-se que sejam criados até 2020 cerca de 16 milhões de postos de trabalho. Após reconhecidas as suas competências como Entidade Formadora Acreditada pela DGERT – MTSS (Direcção-Geral do Emprego e das Relações no Trabalho – Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social), a Dianova criou a sua nova unidade de capacitação e formação de Pessoas e Organizações – o Centro de Formação Dianova- nos domínios da: Organização e promoção de intervenções ou actividades formativas; Desenvolvimento e execução de intervenções ou actividades formativas; 18
  • 19. www.dianova.pt Sob o lema Formar para Capacitar | Inovar | Empreender, a sua oferta de base de serviços educativos e formativos integra as seguintes áreas: Desenvolvimento pessoal; Formação de professores/formadores e ciência da educação; Ciências sociais e do comportamento; Enquadramento na Organização/Empresa; Serviços de apoio a crianças e jovens; Trabalho social e orientação. Alicerçado nesta Acreditação e na experiência de Gestão da Mudança e Desenvolvimento Organizacional enquanto Organização do Terceiro Sector, o Centro de Formação Dianova pretende constituir-se como um recurso de gestão do capital humano & conhecimento, bem como um parceiro estratégico no desenvolvimento de Pessoas e de Organizações Sociais, no âmbito da sua capitação técnica, intelectual e social, criando sinergias com o sector Privado em prol da potencialização da Responsabilidade Social das Organizações. Os seus objectivos são: Promover a eficácia organizacional através da formação de Capital Humano relativamente a hard skills, nomeadamente as competências técnicas e administrativas relacionadas com o core business da Organização tais como protocolos computacionais, standards de segurança, procedimentos financeiros ou administração de vendas; Incrementar as valências relacionais do Capital Humano relativamente a soft skills, também designadas de habilidades pessoais, as que são ligadas ao relacionamento humano tais como comunicar, escutar, envolver-se em diálogo, cooperar em equipa, resolver problemas ou gerir conflitos. Estas habilidades são de extrema relevância para a construção de Liderança e na qual os Líderes se apoiam: espírito de equipa, encorajamento de inovação, coaching, planeamento, motivação. 19
  • 20. www.dianova.pt Entre as Modalidades de Formação destacam-se: Formação co-financiada, Formação privada, Coaching, Seminários e Conferências, Formação em contexto Indoor & Outdoor, desenhada à medida no local de trabalho ou nas nossas instalações. Destinatários: Público em geral (Recém-licenciados, Desempregados, Activos empregados, Seniores, Famílias, População em risco de exclusão); Organizações Sociais (Decisores e Técnicos); Comunidade Educativa (Docentes e Auxiliares de Acção Educativa; Associações de Pais, Agrupamentos de Escolas); Empresas. Para mais informações sobre Acções de Formação em curso ou previstas consulte- -nos em http://dianova.formacao.pt ou via e-mail para formacao@dianova.pt 2.1.2. Projecto Parque Aventura Emotiva 3 G® O projecto “Educação é a Melhor Prevenção” – Aventura Emotiva 3G® visa dar resposta à crise de valores, ao agravamento dos comportamentos de risco (associados ou não ao consumo de drogas) tais como gravidez em adolescentes, transmissão de DST, acidentes ou mortes via sinistralidade rodoviária, ao aumento da delinquência juvenil, ao pouco tempo dedicado à família (por via da carreira familiar dos Pais), entre outros. Encontra-se cotado www.bvs.org.pt/dianova de forma pioneira na Bolsa de Valores Sociais de Lisboa www.bvs.org.pt, a 2.ª no mundo a seguir à da BOVESPA (Brasil). 20
  • 21. www.dianova.pt O espaço lúdico-pedagógico de desenvolvimento de competências pessoais e sociais ”Educação é a melhor Prevenção” – AVENTURA EMOTIVA 3G® foi pensado como um espaço de desenvolvimento pessoal e de integração onde pais, filhos e avós possam trocar ideias e partilhar experiências de forma construtiva, desenvolver competências individuais e pessoais, ocupar os seus tempos livres de forma saudável, praticar desportos e outras actividades pedagógicas, sobretudo aos fins-de-semana e períodos de férias, operando durante todo o ano. Privilegiar-se-ão as áreas de: – Responsabilidade social e Cidadania; – Sustentabilidade e Ecologia; – Promoção de estilos de vida saudáveis; – Desenvolvimento de competências e habilidades sociais intergeracionais. O projecto prevê o estabelecimento de protocolos institucionais com Consultoras, Escolas e Universidades, Clubes de Escuteiros e Rotários, Associações de Pais, Organismos governamentais e autárquicos. Principais objectivos Criar uma plataforma de aprendizagem para jovens e adultos; Proporcionar às famílias espaços de convívio intergeracional; Oferecer um espaço de investigação para a formação de jovens a partir de actividades educativas, ócio e tempo livre; Favorecer os valores cívicos através de espaços de reflexão; Promover a dimensão artística e cultural através da difusão de obras/projectos de jovens e adultos favorecendo a multiculturalidade; Fomentar a consciencialização sobre a protecção e preservação do meio ambiente. 21
  • 22. www.dianova.pt Working progress 2009 / 2010 Desde a sua entrada na Bolsa de Valores Sociais www.bvs.org.pt a 2 de Novembro de 2009, a Dianova já realizou as seguintes actividades desde Janeiro 2010 até à actualidade (Março 2011): No Exterior Limpeza da mata e jardins (5 hectares) e identificação das espécies infestantes (flora); Classificação das espécies autóctones (flora) pela Autoridade Nacional das Florestas; Desvio e controlo dos cursos de água e embelezamento dos jardins; Definição e criação dos trilhos de acesso ao campus; Identificação de necessidades de sinalética; Estudo Fitossanitário das espécies arbóreas concluído. No Interior Início de obras de remodelação de espaço físico para actividades de formação indoor Plano Organizacional Identificação de Fornecedores para desenho customizado, aquisição e implementação de instalações lúdicas e aventura de risco moderado (terras e arbóreas); Registo da(s) Marca(s) no INPI – Instituto Nacional de Propriedade Industrial; Elaboração e entrega dos Relatórios Periódicos à BVS; Elaboração do Plano de Negócio Social para aferir a viabilidade do projecto. Principais conclusões: 1. Riscos controlados num caminho claro com rentabilidade a 3 anos; 2 . Financeiramente rentável; 3 . Impacto social demonstrável. Confiança • Cooperação • Educação… Colabore connosco a Inspirar a Mudança cuidan- do de Si e dos Outros investindo neste projecto e tornando-se um shareholder social da Dianova, adquirindo acções que nunca perderão valor! Visite-nos em www.bvs.org.pt/dianova 22
  • 23. PONTOS INTERNETwww.dianova.pt PONTOS INTERNET A Dianova disponibiliza 4 Pontos Internet Lapas@net (CT Quinta das Lapas), Paço@net (CT Quinta do Paço), Lx@net (Apartamento Reinserção Social Lisboa) e Caz@net (CAT Casa Azul), financiados pelo Programa Clique Solidário, destinados ao combate à infoexclusão. Além de melhorar o serviço prestado aos utentes e aos habitantes locais das Comunidades onde desenvolve a sua intervenção, estes espaços multimédia contam com três pontos de acesso gratuito à Internet, tendo por principais objectivos: Alargar as acções de apoio ao contacto inicial e de utilização das TIC aos utentes e cidadãos mais desfavorecidos no uso das Novas Tecnologias; Estimular o desenvolvimento de atitudes positivas perante as Novas Tecnologias, como estratégia de combate à infoexclusão; Contribuir para a generalização da utilização da Internet como ferramenta de procura e partilha de informação. Lx@net Caz@net Paço@net Lapas@net PCM Presidência Conselho Ministros UNIÃO EUROPEIA FEDER 23
  • 24. SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE CERTIFICADOwww.dianova.pt Entendendo a qualidade do serviço assistencial como um conjunto de características do serviço que lhe confere aptidão para satisfazer as necessidades do Cliente/Utente, a Comunidade Terapêutica Quinta das Lapas foi o primeiro centro do sector em Portugal com Sistema de Gestão da Qualidade (NP EN ISO 9001:2008) certificado, tendo sido o processo implementado inicialmente pela Excelente – Consultoria, Informática e Gestão, Lda., com financiamento do Programa Operacional Saúde XXI, certificado desde 2005 pela SGS-ICS. POLÍTICA DE GESTÃO DA QUALIDADE Garantir a gestão de Recursos e Bens, em prol de Utentes e Colaboradores, e do cumprimento de todos os requisitos e compromissos assumidos. Pugnar pela adequabilidade da Informação, do Acolhimento, da Integração e do Acompanhamento a cada Utente, em cada etapa, gerindo a diversidade inerente, de forma a maximizar a taxa de sucesso de reintegração psicossocial do Utente da CTQL – ADP. Gerir o Sistema (ISO NP EN 9001:2008) adoptado pela CTQL - ADP na permanente orientação para a melhoria contínua da sua eficiência e eficácia. Com este Sistema pretende-se reforçar os seguintes objectivos: Orientar a sua actividade à satisfação dos beneficiários; Incrementar a eficácia e eficiência dos seus processos; Alicerçar a confiança com base numa gestão normalizada e transparente; Incrementar a legitimidade social e promover a melhoria contínua dos seus serviços tendente à ampliação da sua intervenção social; Deste Sistema de Qualidade certificado resultam benefícios claros para os Utentes e para a Instituição, entre os quais: Uma sistematização de avaliação da actividade global da Associação Dianova estimulando-se a melhoria contínua; Reforço da credibilização ao fazer assentar a C. T. num modelo de gestão eficiente e inovador, com resultados directos na comunidade utente, famílias e sociedade civil em geral. 24
  • 25. PRÉMIOSwww.dianova.pt Prémio “Hospital do Futuro 2005/06” – Categoria Serviço Privado (2.ª edição) que distinguiu o pioneirismo da Comunidade Terapêutica Quinta das Lapas pela sua Certificação em Gestão da Qualidade. Esta iniciativa do Fórum Hospital do Futuro distinguiu entidades públicas e privadas em 13 categorias, tendo sido entregues pelo Ministro da Saúde, Dr. Correia de Campos, no âmbito da 14.ª Conferência Sinase “Corporate Governance: Avaliação e Sustentabilidade”, realizada a 20 de Março de 2006 na Universidade Católica Portuguesa, na qual participaram 500 convidados. O Prémio tem como objectivo galardoar aquelas pessoas e organizações que mais contribuíram para o desenvolvimento das organizações da Saúde em Portugal, nomeadamente na promoção e dinamização de projectos de utilidade pública no âmbito da sua contribuição para o combate à doença e/ou da promoção de saúde e aplicação das novas tecnologias de informação. +info www.hospitaldofuturo.com/Vencedores.htm#5. Menção Honrosa Prémio António Manuel da Mota 2010, uma parceria Grupo Mota Engil e TSF, que distinguiu o trabalho realizado pela Dianova no âmbito da Inclusão Social, de que é expressão a Empresa de Inserção Viveiros de Floricultura Dianova, através da qual foram capacitadas e inseridas mais de 50 pessoas desde a sua criação em 2000, empregando actualmente 13 colaboradores (8 quadros e 5 em contrato de especialização). O Prémio, no valor de 5000 €, foi entregue pelo Presidente da República Prof. Aníbal Cavaco Silva na Conferência Portugal Solidário – Prémio António Manuel da Mota, realizada a 21 de Novembro no Palácio da Bolsa do Porto. +info em: http://premiomam.motaengil.pt/ Ouvir reportagens TSF: 1. http://tsf.sapo.pt/Programas/programa.aspx?content_id=1579033&audio_ id=1694680 2. http://tsf.sapo.pt/Programas/programa.aspx?content_id=1579033&audio_ id=1694681 25
  • 26. www.dianova.pt Reconhecimento de Mérito “Sorrir pela Educação” 2010 , uma iniciativa da Clínica da Educação que reconheceu o mérito de 10 Organizações Sociais que focam a sua actividade na área da Educação orientada a distintos públicos-alvo (crianças, jovens, adultos, idosos, deficientes, entre outros), entre as quais a Dianova com o projecto “Educação é a melhor Prevenção” – Aventura Emotiva 3G©. Fruto deste reconhecimento serão revertidos patrocínios em géneros para equipamento do Parque Aventura Emotiva 3G®. A Gala “Sorrir pela Educação” realizada a 23 de Novembro 2010 no Teatro São Luiz em Lisboa reuniu uma centena de convidados, tendo contado com a participação como apresentadora de Fernanda Freitas, jornalista e apresentadora do programa Sociedade Civil; com artistas solidários como Rita Guerra, João Pedro Pais, Anjos, Paula Teixeira, Natalia Juskiewikz, Marco Oliveira, Francisco Menezes, Serafim, Bruno Abreu & Vanessa Bengala, e ainda com os padrinhos de cada uma das Causas, respectivamente Mário Cordeiro, Marta Gautier, José Luís Peixoto, Henrique Sá Pessoa, Paulo Maló, João Reis, Paulo Sargento, Carlos Sousa, Rita Galo e Paula Careto e Zé Pedro. 26
  • 27. CAMPANHAS DE SENSIBILIZAÇÃO & EDUCAÇÃO PARA A SAÚDEwww.dianova.pt Campanha 2011 “Não deixamos que te atires para o lixo” A ser lançada em Fevereiro, visa promover um olhar societal inclusivo através do aumento da percepção social do risco associado ao consumo de drogas lícitas e ilícitas. O enfoque principal da campanha reside na “reciclagem de comportamentos e atitudes”, ou seja, promover uma diminuição da discriminação de pessoas com problemas de toxicodependência e suas famílias (que maioritariamente escondem o caso por vergonha), reconhecer o trabalho das Organizações Sociais que operam no sentido de contrariar as consequências geradas pelo abuso de drogas e prevenir as causas através da educação para a saúde, bem como potenciar junto da sociedade uma reafirmada atitude de inclusão social. Split de Meios Anúncio Imprensa, Cartaz, Postal, Redes Sociais, spot Rádio Redes Sociais: Twitter, Facebook, Slideshare, Star Tracker, Plaxo, LinkedIn Patrocínios: Metro, Publicards, Jornal de Negócios, Correio da Manhã, L+arte, Turbo, Informação SIDA, Prevenir, Saber Viver, Human, Human Resources, Recursos Humanos Magazine, Zen, IM Magazine, Super Interessante, Flor de Lótus, Free 4 Student, Meios & Publicidade, Record, Indústria & Ambiente, Invest Colabore connosco a inspirar a mudança!... Basta para tal que em 2011 contribua com 0,5% do seu IRS, colocando o n.º de contribuinte da Associação Dianova Portugal – 501 601 163 – no campo n.º 9 do anexo H do modelo 3. Obrigado pelo voto de confiança! 27
  • 28. www.dianova.pt Campanha European Action On Drugs 2009-2011 Mais de 700 Compromissos signatários nos 27 Estados membros, dos quais 34 em Portugal (www.action-drugs.eu) Na qualidade de Coordenadora Nacional da campanha European Action On Drugs www.action-drugs.eu, a Dianova organizou o evento nacional EAD Lisboa 2011 www.euactiondrugs-lisbon.net a 15 Março na Representação da Comissão Europeia em Portugal (Centro Jean Monnet), em associação com a Coordenação europeia EAD e com o apoio da Representação da Comissão Europeia em Portugal e da Inforpress, tendo sido, dos 5 eventos realizados previamente na Europa em 2010 (Roma, Varsóvia, Londres e Berlim), um dos mais bem sucedidos de todos com uma participação de 100 profissionais de áreas e organismos diversos. Em suma: 1. 100 participantes de Universidades, Organismos Públicos diversos nacionais e internacionais, Empresas, ONG/IPSS, Cidadãos e Convidados Especiais 2. 10 Órgãos de Comunicação Social 3. 82 notícias Publicadas a. 47 na Imprensa (43%), 35 na TV & Radio (35%), 24 nos Social Media (22%) 4. 1 200 000 pessoas impactadas pelas notícias 5. ROI 236 596 € 28
  • 29. www.dianova.pt Como Coordenadora nacional desde Julho de 2010, a Dianova é responsável pela promoção e comunicação da European Action On Drugs junto de Organizações e Pessoas individuais em Portugal, encorajando- -as a envolver-se activamente com a campanha ao nível nacional, regional ou local, facultando aos potenciais novos signatários aconselhamento e guidelines que facilitem a sua adesão, disponibilizando materiais promocionais, revendo e validando as novas adesões, submetidas à aprovação final da Comissão Europeia, e avaliando e reportando resultados à Comissão Europeia. Quem pode e porque deve aderir à European Action On Drugs? Através da European Action On Drugs, a Comissão Europeia – Direcção-Geral de Justiça convida as autoridades nacionais e locais, instituições, órgãos governamentais, regiões, autarquias, escolas e universidades, institutos de monitorização e pesquisa, órgãos de comunicação social, organizações da Sociedade Civil e da Economia Solidária, empresas, personalidades de relevo, celebridades e indivíduos em geral a aderirem a esta campanha, mediante o envolvimento e efectivação de um compromisso concreto que ajude a fazer a diferença e contribua para uma mudança social positiva. Todos os compromissos (Organização pública ou privada ou Cidadão signatário) terão uma elevada visibilidade junto da Comissão Europeia em todos os 27 Estados membros e das potenciais redes europeias e internacionais promovidas pelos mesmos. Aderir à EAD representa, em última instância, a assunção de um compromisso simples, concreto e mensurável, e um envolvimento prático na acção de sensibilizar jovens e adultos para os riscos do uso/abuso de drogas, enaltecer o potencial devastador nos planos económico e social deste problema multidimensional, realizar projectos de prevenção ou tomar uma posição responsável ante as drogas, álcool e abuso de medicamentos. Como signatária, a Organização pública ou privada ou Cidadão receberá um kit personalizado contendo: Certificado European Action On Drugs com o seu compromisso detalhado, Placa EAD em reconhecimento do apoio à campanha e um CD-ROM contendo materiais promocionais. +info: European Action On Drugs: http://www.action-drugs.eu 29
  • 30. www.dianova.pt Campanha 2010 “Behind the Mask” Lançada a 25 de Junho para celebrar o Dia Mundial da Luta Contra o Abuso e Tráfico de Droga, fruto de mais uma bem sucedida parceria entre a Dianova e a EPI_Escola Profissional de Imagem, a campanha nacional de sensibilização às consequências do consumo abusivo de drogas junto dos mais jovens foi materializada na Exposição Fotográfica “Behind the Mask”. Através da captação de momentos fotográficos, é contado o percurso de uma personagem fictícia (Lara, 19 anos, residente em Sintra), à medida que entra no mundo da droga e quando se consegue libertar. Esta viagem, de entrada e saída, é construída ao longo de 25 imagens na qual a personagem vai criando uma máscara, composta por várias peças que se vão encaixando e completando, à medida que se vai envolvendo no mundo das drogas. Split de Meios 13 Expositores (Exposição Fotográfica) Redes Sociais: Twitter, Facebook, Slideshare, Star Tracker, Plaxo, LinkedIn Patrocínios: Porto Lisboa, IBM, Arte & Etc 30
  • 31. www.dianova.pt Campanha 2007 “Labirintos de Paixões” Lançada a 16 de Julho no site www.dianova.pt, esta foi a primeira campanha totalmente online que teve por objectivo incrementar a percepção social do risco, alertando para as consequências dos consumos abusivos sob o lema Rapidamente o tudo pode transformar-se em nada. Split de Meios Internet 6 Temas com Bandas sonoras associadas (Fangoria, Pink, Tina Turner e Queen) Banners nos portais SAPO e IOL Patrocínios: Sociedade Portuguesa de Autores, Sony BMG, EMI, Refuge Records 31
  • 32. www.dianova.pt Campanha 2006 “Caras – Momentos de Confusão” Lançada no Dia Mundial de Luta Contra a Droga, visou chamar a atenção para os efeitos provocados pelo abuso de substâncias. A mensagem do Spot: “Não sejamos hipócritas: existe um problema, mas também existe uma solução.” Split de Meios Anúncios Imprensa, 120 000 postais, 600 Mupis, 1000 cartazes, spot vídeo (TV, Metro, TAP, CP, Cinema) Campanha 2004-05 “Vê o problema das drogas com outros olhos” Lançada no decorrer das comemorações do XX aniversário da Dianova, visou levar as pessoas a reflectir sobre o problema das drogas numa outra perspectiva – a da solução – que ponha em causa crenças interiorizadas como a ausência de riscos e sua inevitável relação com a diversão. A campanha caracterizou-se por um jogo dicotómico entre a realidade de um paraíso artificial e o retomar de uma vida baseada no crescimento pessoal e na assunção da responsabilidade social. Split de Meios Anúncios Imprensa, 120 000 postais, 600 Mupis Spot vídeo (TV, Metro, TAP, CP, Cinema) Testemunhos Personalidades VIP Patrocínios: Câmaras Municipais, Empresas, TAP, MCO TV, RTP e SIC, Media, Warner Lusomundo 32
  • 33. www.dianova.pt Campanha 2003-04 “Se aqui vês algo mais do que...” Lançada em Agosto de 2003, a campanha de sensibilização e informação faz uso de imagens que servem para discriminar o público (consumidores e não-consumidores), relativamente aos que “vêem algo mais do que…” e os que vêem apenas o aparente: açúcar, vacina… recebendo desta forma os diferentes públicos a mensagem mais adequada às suas circunstâncias pessoais. Split de Meios Anúncios Imprensa, 60 000 postais, 400 Mupis Patrocínios: Câmaras Municipais e Media 33
  • 34. PUBLICAÇõESwww.dianova.pt Revista EXIT®, um suporte informativo e pedagógico de temáticas de actualidade e interesse para o Terceiro Sector e transversais aos Público e Privado. Com cerca de 40 páginas, periodicidade semestral, distribuição gratuita de 3250 exemplares em formato papel e PDF para download no site www.dianova.pt, a estrutura da EXIT® inclui as seguintes rubricas: Editorial, Dianova Em Foco, Entrevista com..., Tema de actualidade, Artigo Opinião, Rede Dianova, Novos Canais de Comunicação, Saúde & Bem-estar, Inter-gerações, Sites & Blogs e Inspirações. O seu target multistakeholders (Institucional) é constituído por Directores, Administradores, Quadros de Topo, Técnicos Superiores e Chefes de Redacção/ Jornalistas das seguintes entidades: Hospitais (Directores Clínicos e Directores de Serviço Gastrenterologia, Psiquiatria, Hepatologia e Infecciologia), Centros de Saúde Instituto da Droga e Toxicodependência, CAT, CDT e outros organismos de saúde e segurança social Governo (Ministros e Secretários de Estado) Dirigentes de Partidos Políticos Deputados da Assembleia da República Câmaras Municipais (Presidentes, Vereadores de Acção Social e Educação) Tribunais DGRS Universidades e Investigadores nas áreas de sociologia, psicologia, medicina e economia Associações empresariais e sindicais Associações e Profissionais nas áreas familiar, social, sanitária, educativa e judicial Empresas e Media nacionais e regionais. 34
  • 35. www.dianova.pt Boletim Informativo “SOLIS em Revista” (1.ª edição Março 2007), publicação demonstrativa dos resultados do projecto de desenvolvimento socio- comunitário SOLIS. Com cerca de 28 páginas, periodicidade anual, tiragem de 1000 exemplares em formato papel e PDF para download em www.dianova.pt, a 1.ª edição desta publicação foi desenvolvida numa perspectiva humanista tendo em conta os principais obstáculos e benefícios que a Equipa encontrou, não deixando de reflectir os testemunhos dos beneficiários das várias Acções realizadas ao longo de 2006. RELATÓRIO E CONTAS ANUAL Sumários Executivos em www.dianova.pt Relatórios Integrais sob pedido rui.martins@dianova.pt 35
  • 36. DIANOVA NAS REDES SOCIAISwww.dianova.pt Organizações de sucesso agem como gestores de eventos, agregadores e fornecedores de conteúdos, mediante um modelo caracterizado por uma comunicação bidireccional, influência, procurável, comunidade e autenticidade. A criação de relações de confiança e lealdade – Integridade, Autenticidade e Transparência – são não só vitais para esse granjear de sucesso, como também para mitigar críticas e criar credibilidade para declarações de valor resultantes de experiências relacionais autênticas. A Web 2.0 apresenta-se à Dianova como oportunidade de relacionamento com os seus stakeholders, numa óptica de participação e relacionamento social, utilizando os Media e as Redes Sociais para escutar necessidades e opiniões, participar nas conversações, disponibilizar e partilhar conteúdos actuais e relevantes, pautando o seu comportamento online pelo princípio da criação de valor. O www.dianova.pt é uma ferramenta de comunicação institucional, de informação, de sensibilização e educação acerca das múltiplas temáticas de intervenção – Educação, Cooperação, Desenvolvimento comunitário, Dependências, Prevenção, Formação, entre outros – que acreditamos contribuir para uma sociedade mais informada e literada. O www.aprendercrescerconcretizar.wordpress.com é o blog institucional sobre notícias de actualidade nas áreas de educação, social, saúde, política, estudos e tendências sectoriais, e debate de questões e assuntos de interesse transversais aos diferentes sectores de sociedade e de produção. Adicionalmente, mantém uma presença activa e construtiva nas principais Redes Sociais mediante a utilização de Media Sociais actuais. Participe nas nossas conversações e partilha de conteúdos: www.youtube.com/user/dianovaportugal www.flickr.com/photos/dianovaportugal www.slideshare.net/dianova www.twitter.com/dianovapt www.facebook.com/dianovaportugal www.linkedin.com/company/dianova www.issuu.com/dianovaportugal http://pt.wikipedia.org/wiki/Dianova_Portugal https://profiles.google.com/dianovapt http://formacao.dianova.pt 36
  • 37. REDE DIANOVAwww.dianova.pt A Dianova é uma ONG internacional com Estatuto Consultivo Especial junto do Conselho Económico e Social das Nações Unidas (ECOSOC), operando em 11 países da Europa e das Américas. A Dianova desenvolve programas e projectos inovadores nas áreas da educação, juventude e toxicodependências, bem como na área de desenvolvimento sociocomunitário. A Dianova Portugal integra uma rede internacional social, sanitária e educativa de Associações e Fundações sem fins lucrativos presente em 11 países da Europa, América do Norte e Latina, em que a Dianova International é a entidade catalizadora entre os seus associados. A Rede Dianova desenvolve a sua actividade a partir de diferentes disciplinas, prestando um leque de serviços adaptados às necessidades dos seus associados, administrações públicas e organizações sociais em geral. Para mais informações, visite o site www.dianova.org. Em 2007, foi-lhe atribuído o Estatuto Consultivo Especial pelo Conselho Económico e Social das Nações Unidas (ECOSOC) junto da ONU (www.un.org/ecosoc) para as áreas da toxicodependência, educação e juventude. É ainda membro do Vienna NGO Committee On Narcotic Drugs, na qualidade de Segunda Secretária do Board, da Organização dos Estados Americanos, da World Federation of Therapeutic Communities, da CONGO e mantém relações operacionais com a UNESCO desde 2010. 37
  • 38. PARCERIAS NACIONAIS E INTERNACIONAISwww.dianova.pt A Associação Dianova Portugal tem trabalhado em estreita colaboração com diversas entidades, celebrando acordos, protocolos de gestão e outros tipos de parcerias ou alianças estratégicas em distintos programas e/ou medidas que incrementam os seus recursos próprios nos conhecimentos e expertise, acreditando e alargando a oferta dos seus serviços. Âmbito Nacional Instituto da Droga e da Toxicodependência Ministério da Saúde Instituto do Emprego e Formação Profissional Instituto da Segurança Social – Ministério do Trabalho e Solidariedade Social Instituto Português da Juventude DGERT - Direcção Geral do Emprego e Relações no Trabalho Centro Distrital da Segurança Social de Lisboa e Vale do Tejo Centro Distrital da Segurança Social de Aveiro Câmara Municipal de Torres Vedras (membro da Comissão Executiva da CLAS 2) Câmara Municipal de Lisboa (membro da CLAS) Câmara Municipal de Ourém (membro da CLAS) Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis (membro da CLAS) Associação Sindical de Professores Licenciados Fórum Não Governamental para a Inclusão Social Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias REDE RSO PT (Rede Portuguesa para a Responsabilidade Social das Organizações) Instituto Português de Corporate Governance Federação Portuguesa das Instituições Afectas à Prevenção da Toxicodependência European Federation of Therapeutic Communities Comissão Europeia, DirecçãoGeral de Justiça (European Action On Drugs) 38
  • 39. www.dianova.pt No âmbito do Centro de Formação: BM Apoio – Logística de Marketing e Impressão Documental, Unipessoal, Lda., APATI Associação Promotora de Apoio à Terceira Idade, AISC – Associação de Intervenção Social e Comunitária – Instituição Particular de Solidariedade Social, APS Associação de Promoção Social de Castanheira do Ribatejo, ASAVIDA – DAGORDA – Associação de Apoio Social Ajudar a Viver da Dagorda, ABEIV Associação P/o Bem Estar Infantil de Vialonga, Centro Paroquial – Casa S. José, ASOCA Associação de Solidariedade Social e de Socorros de Campelos, Associação de Socorros de Carvoeira, TNC Telecomunicações Novas do Centro, Junta de Freguesia de Ventosa, Junta de Freguesia de S. Pedro e Santiago, Junta de Freguesia de S. Pedro da Cadeira, Escola Secundária com 3.º Ciclo de Madeira Torres. Âmbito Internacional European Monitoring Centre for Drugs and Drug Addiction (EMCDDA) Rede Dianova .Conselho Económico e Social das Nações Unidas (ECOSOC) .The Vienna Non-Governmental Organization Committee on Narcotic Drugs .The Conference of NGOs on Narcotic Drugs (CONGO) .World Federation of Therapeutical Communities (WFTC) .Organização dos Estados Americanos (OEA) .UNESCO Vienna NGO Committee on Narcotic Drugs European Federation of Therapeutic Communities Comissão Europeia, Direcção-Geral de Justiça (European Action On Drugs) Projectos cofinanciados ao abrigo de programas comunitários FEDER: Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional DGDR PROGRIDE: Programa para Inclusão e Desenvolvimento POEFDS: Programa Operacional Emprego, Formação e Desenvolvimento Social SAÚDE XXI: Programa Operacional da Saúde POSI: Programa Operacional Sociedade da Informação LEADER+: Programa de Desenvolvimento Local 39
  • 40. CONTRIBUINDO PARA UMA POLÍTICA EFECTIVAwww.dianova.pt A Missão da Dianova deverá poder influenciar eficazmente as políticas sociais para a promoção da saúde, da qualidade de vida, do desenvolvimento das pessoas e das comunidades; a protecção e revalorização do ser humano como factor-chave para um desenvolvimento sustentável e equilibrado no âmbito económico, social e do meio ambiente. Acompanhando proactivamente as mudanças societais e organizacionais, a Dianova redefiniu o seu Posicionamento Institucional (Manifesto) que, juntamente com a Carta de Princípios e Responsabilidades, tem como primeira finalidade proporcionar as linhas orientadoras do posicionamento da Dianova sobre os temas e os problemas que mais nos preocupam, nas quais temos o direito e o dever de expressarmos o nosso pensamento perante o mundo actual em que vivemos. Estamos convencidos de que o caminho e futuro da Dianova e do Terceiro Sector em geral passam por um equilíbrio justo entre as capacidades de serem fornecedores de serviços e ao mesmo tempo converterem-se em promotores de transformação social, para construirmos uma sociedade responsável, inclusiva e coesa que incorpore a complexa e plural realidade, sem esquecer nenhum dos seus protagonistas /agentes. No Manifesto, encontra-se o Compromisso global da Dianova nos seguintes temas: 1. Dianova e a Toxicodependência 2. Dianova e a Educação 3. Dianova e a Juventude 4. Dianova perante a Pobreza e Exclusão Social 5. Dianova e o Desenvolvimento Socicomunitário 6. Dianova e a Igualdade de Género 7. Dianova e a Imigração 8. Dianova e as Organizações Internacionais 9. Dianova e a Sociedade Civil Organizada / Terceiro Sector 10. Dianova e o Mundo Empresarial 11. Dianova e os Sistemas de Saúde Pública e de Protecção Social 12. Dianova e o Mundo Empresarial 13. Dianova, a Sustentabilidade e o Meio Ambiente 40
  • 41. www.dianova.pt A Carta de Princípios e Responsabilidades salienta o nosso compromisso comum para com a excelência, a transparência e a responsabilidade. Os nossos Princípios incluem: Respeito pelos Direitos Universais Independência Responsabilidade na promoção dos nossos Compromissos Programas efectivos Não-discriminação As nossas Políticas incluem: Transparência Boa Gestão e Governança Recolha Ética de Fundos Gestão Profissional Gestão de Pessoas Gestão da Qualidade Poderá consultar em pormenor estes documentos em www.dianova.pt/publicacoes/ materiais-de-comunicacao-institucional Confiança | Cooperação | Capacitação: Colabore connosco a inspirar a Mudança! 41
  • 42. CONTACTOSwww.dianova.pt Associação Dianova Portugal Quinta das Lapas 2565-517 Monte Redondo – Torres Vedras Tel.: +351 261 312 300 | Fax: +351 261 312 322 E-mail Geral: secretariado@dianova.pt Programas: cristina.lizarza@dianova.pt Financeiro: miguel.fernandes@dianova.pt Comunicação: rui.martins@dianova.pt Gestão de Pessoas: gestão.pessoas@dianova.pt Programas Quinta das Lapas Quinta das Lapas 2565-517 Monte Redondo – Torres Vedras Tel.: +351 261 312 300 | Fax: +351 261 312 322 E-mail: ct.quintalapas@dianova.pt Centro de Formação Dianova Quinta das Lapas 2565-517 Monte Redondo – Torres Vedras Tel.: +351 261 331 173 | Fax: +351 261 326 666 E-mail: formacao@dianova.pt | http: //formacao.dianova.pt Centro de Alojamento Temporário Casa Azul Cimo da Vila 3700-604 Cesar Tel.: +351 256 887 115 | Fax: +351 256 887 116 E-mail: centro.acolhimento@dianova.pt Apartamento de Reinserção de Lisboa Travessa Dona Estefânia, 7 – 7 A 1150-135 Lisboa Tel.: +351 213 543 105 | Fax: +351 213 142 442 E-mail: lisboa@dianova.pt Viveiros de Floricultura Dianova Vale – Monte Redondo 2560 Torres Vedras Tel.: +351 261 315 850 | Fax: +351 261 315 850 E-mail: floricultura@dianova.pt 42