• Like
Sintra
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,114
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
25
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. O QUE PODEMOS VISITAR
  • 2. CARRUAGEM DE CAVALOS As carruagens de cavalos operam entre a Vila e a Serra. Não deixe de experimentar este típico meio de transporte de Sintra que o conduzirá, num passeio extremamente agradável, entre frondoso arvoredo, ao «glorioso paraíso» nas palavras de Lord Byron. As partidas e chegadas realizam-se no largo fronteiro ao Palácio da Vila.
  • 3. PALÁCIO DA VILA
  • 4. PALÁCIO DA VILA Constituído por diversos corpos edificados ao longo de sucessivas épocas, no chamado «chão da oliva», o Paço da Vila de Sintra é um dos mais importantes exemplares portugueses de arquitectura realenga e por isso classificado de Monumento Nacional. Dessa gradual ampliação de edifícios, revelando estilos diversos, resultou muito do enigmático encanto deste secular conjunto palaciano, dominado pelas duas grandes chaminés geminadas que coroam a cozinha e constituem autêntico «ex-libris» de Sintra.
  • 5. PALÁCIO DA PENA
  • 6. PALÁCIO DA PENA O Palácio da Pena. Ou «Castelo da Pena» como na gíria popular é mais conhecido, constitui o mais completo e notável exemplar da arquitectura portuguesa do Romantismo. Está situado num dos cumes fragosos da Serra de Sintra e integra-se de modo inesperadamente feliz no seu tecido natural de verdura e penedia, atestando as potencialidades estéticas do projecto. O Palácio remonta a 1839, quando o rei consorte D. Fernando II de Saxe Coburgo-Gotha (1816-1885) adquiriu as ruínas do Mosteiro Jerónimo de Nossa Senhora da Pena e iniciou a sua adaptação a palacete, segundo a sua apurada sensibilidade de romântico.
  • 7. MUSEU DO BRINQUEDO Os brinquedos presentes neste Museu fazem parte de uma recolha feita ao longo de mais 50 anos pelo coleccionador João Arbués Moreira. A colecção começou a ser constituída quando tinha 14 anos de idade com os brinquedos que lhe iam sendo oferecidos e outros, pertença de pais e avós. Com a idade o poder de escolha e de compra aumentou ao mesmo tempo que crescia a vontade de saber mais acerca das peças que ia encontrando, o seu fabrico, a sua origem, a sua história. Assim nasceu a pesquisa e aquisição de peças mais antigas e o interesse pela História da Humanidade que os brinquedos tão bem documentam. Com o passar do tempo, a colecção foi aumentando e tinha já mais de 20,000 brinquedos diferentes. Havia que preservar e expor este património permitindo ao público tomar contacto com a maior colecção do género em todo o país.
  • 8. MUSEU DE ARTE MODERNA Num curioso edifício de 1920, o Museu reúne, em permanência, uma importante colecção de arte internacional, a Colecção Bernardo. É uma perspectiva do que é a arte moderna e contemporânea do século XX. Na Colecção Bernardo, estão representados os principais movimentos, correntes e linhas de investigação artística, com obras consideradas essenciais para a compreensão da história de arte internacional.
  • 9. FESTIVAL DE SINTRA Durante os meses de Junho e Julho realiza-se o Festival de Sintra, que faz convergir a esta região um público melómano, atraído pela qualidade dos artistas e do programa, integralmente constituído por reportório pianíssimo do romantismo e que reúne os melhores intérpretes do actual meio musical internacional; os vários concertos (c. de 12) decorrem habitualmente em igrejas e Palácios da Vila, Pena e Queluz e igualmente em Parques e Quintas da região.
  • 10. CURSO IOSI  DEOLINDA MOREIRA  06/05/2009